Você está na página 1de 5

O Ambiente de Trabalho do Eclipse

Figura 1. Página de Boas-Vindas do Eclipse

Figura 2. Página de Boas-Vindas do Eclipse

O ambiente de trabalho do Eclipse é composto por vários painéis conhecidos


como visualizações, por exemplo, as visualizações do navegador e da estrutura
de tópicos. Uma coleção dessas visualizações denomina-se perspectiva . Uma
das perspectivas mais comum é a perspectiva Resource, que é um conjunto
básico de visualizações para gerenciar projetos e visualizar e editar arquivos
em um projeto.
Eu recomendo que os usuários mais novatos iniciem com a página Overview
descrita na Figura 2 e aprendam sobre o Eclipse. A seção de configurações
básicas do ambiente de trabalho contém um monte de informações que é um
bom ponto de partida sobre as diversas partes do Eclipse e como elas
interagem entre si. Gaste alguns minutos lendo o material, em seguida, vamos
nos aprofundar diretamente nas ferramentas de desenvolvimento Java (JDT)
no Eclipse. Não há meio melhor para aprender do que fazer isso na prática.
Para continuar este pequeno tour pelo Eclipse, criaremos um novo projeto
Java. Selecione File > New > Java Project e insira Hello quando o nome do
projeto for solicitado, e clique em Finish.
Em seguida, examinaremos a perspectiva Java (caso ainda não o tenha feito).
Dependendo de como deseja gerenciar a sua tela, é possível mudar a
perspectiva na janela atual selecionando Window > Open Perspective >
Java ou abrindo uma nova janela selecionandoWindow > New Window e
selecionando a nova perspectiva.
A perspectiva Java, como é de se esperar, possui um conjunto de
visualizações que são mais bem adequadas para o desenvolvimento Java.
Uma de tais visualizações inclui, como na visualização superior esquerda, uma
hierarquia contendo diversos pacotes Java, classes, JARs e arquivos diversos.
Essa visualização é denominada Package Explorer. Também observe que o
menu principal foi expandido para incluir dois novos itens de menu: Source e
Refactor.
As ferramentas de desenvolvimento Java (JDT)
Para testar o ambiente de desenvolvimento Java, criaremos e executaremos
um aplicativo Hello World. Usando a perspectiva Java, clique com o botão
direito do mouse na pasta de origem (src) do projeto Hello e selecione New >
Class, como mostrado na Figura 3. Na caixa de diálogo que aparecer,
digite Hello como o nome da classe. Em Which method stubs would you like
to create? clique em public static void main(String[] args) e em Finish.
Figura 3. Criando uma nova classe na perspectiva Java
Isso criará um arquivo .java com uma classe Hello e um método main() vazio
na área do editor, como mostrado na Figura 4. Inclua o código a seguir no
método (observe que a declaração para i foi omitida deliberadamente).

Figura 4. A classe Hello no editor Java


Você observará alguns dos recursos do editor Eclipse à medida que digitar,
incluindo verificação de sintaxe e conclusão de código. Além disso, ao abrir um
parêntesis ou um sinal de aspas duplas, o Eclipse fornecerá o sinal de
fechamento correspondente automaticamente e colocará o cursor entre o par
de sinais (parêntesis ou aspas duplas).
Em outros casos, você poderá chamar a conclusão do código usando Ctrl+1. A
conclusão de código fornece uma lista contextual de sugestões selecionáveis
por teclado ou mouse. As sugestões podem ser uma lista de métodos
específicos para um objeto específico ou um fragmento de código a ser
expandido, com base em várias palavras-chave como for ouwhile.
A verificação de sintaxe depende da compilação incremental. À medida que
você salva o seu código, ele é compilado no segundo plano e verificado quanto
a erros de sintaxe. Por padrão, os erros de sintaxe são sublinhados em
vermelho, e um ponto vermelho com um X branco aparece na margem
esquerda. Outros erros são indicados com uma lâmpada incandescente na
margem esquerda do editor; esses são problemas que talvez o editor corrija
para você (um recurso denominado Quick Fix).
O código acima tem uma lâmpada incandescente ao lado da
instrução for porque a declaração para ifoi omitida. Clicar duas vezes na
lâmpada incandescente abrirá uma lista de correções sugeridas. Nesse caso,
ela oferecerá para criar um campo de classe i, uma variável local i, ou um
parâmetro de método i; clicar em cada uma dessas sugestões exibirá o código
que será gerado. A Figura 5 mostra a lista de sugestões e o código que ela
sugere para uma variável local.
Figura 5. Sugestões da Quick Fix
Clicar duas vezes na sugestão insere o código no local apropriado no código.
Assim que o código compile sem erros, será possível executar o programa
selecionando Run no menu Eclipse. (Observe que não há nenhuma etapa de
compilação separada, porque a compilação ocorre assim que o código é salvo.
Se o seu código não tiver erros de sintaxe, ele está pronto para execução.) A
caixa de diálogo Launch Configurations aparece, com os padrões apropriados;
clique em Run na parte inferior, à direita. Um novo painel com guias aparece
no painel inferior (o Console), exibindo a saída do programa, como mostrado
abaixo.
Figura 6. Saída do programa