Você está na página 1de 2

A UML é um conjunto de representações gráficas que auxiliam na descrição e no projeto de

sistemas de softwares construídos através da orientação a objetos.

A UML é a combinação de várias linguagens de modelagem orientada a objetos, com o


objetivo de reduzir o escopo de seus esforços e focar em uma notação comum de
diagramação.

Em 1997, foi criado a UML 1.0, após o grupo de padrões da indústria - OMG (Object
Management Group) ser convencido que padrões relacionados a Orientação a Objetos era
necessário.

A UML é uma linguagem utilizada para especificação e documentação dos sistemas e combina:
conceitos de modelagem de dados (diagramas entidade-relacionamento), modelagem de
negócios (fluxo de trabalhos), modelagem de objetos e modelagem de componentes.

Dentre os diagramas da UML destacam-se:

• Visão estática: diagramas de casos de uso e classe.

• Visão dinâmica: diagramas de sequência, estados e atividades.

A análise de requisitos tem por objetivo determinar o que os clientes necessitam de um


produto de software.

Algumas práticas são úteis neste processo:

• Casos de uso, que descreve as funcionalidades do sistema.

• Um diagrama de classes, representando as classes do sistema, obtido a partir da visão


conceitual do sistema.

• Um diagrama de atividades pode mostrar o contexto dos casos de uso e também os detalhes
sobre como um caso de uso complicado funciona.

• Um diagrama de estados que apresenta estados e eventos de um único objeto reativo.

Além destes diagramas, a UML também possui o diagrama de sequência, que obtém os
aspectos dinâmico (por tempo), tendo por objetivo modelar o fluxo de controle e ilustrar
cenários típicos. O diagrama de estados captura o comportamento dinâmico (orientado por
eventos). O diagrama de atividades obtém aspecto dinâmico (orientado por atividades) com
objetivo

O objetivo de um diagrama da UML é passar uma mensagem de maneira padronizada, onde


todos os receptores desta mensagem entendem o padrão usado.

A UML ajuda muito a deixar o escopo claro, pois centraliza numa única visão (o diagrama) um
determinado conceito, utilizando uma linguagem que todos os envolvidos no projeto podem
facilmente entender.

O maior problema na produção de software, a maior dor, em qualquer país do mundo, chama-
se comunicação ruim.

A UML serve para uma boa comunicação em equipes que produzem software, onde através do
uso de diagramas é adotado uma linguagem que todos entendem, para deixar claro o que
deve ser feito.
Conclusão

Quando usar?

O uso de diagramas da UML deve ser feito quando:

● É necessário especificar o desejo do cliente que será materializado no software.

● Quando membros de uma equipe precisam ter uma visão única e padronizada sobre
algo, seja no contexto de escopo funcional (requisitos, estórias de usuário ou modelos de
processo) e não funcional (foco na arquitetura/estrutura do sistema e integrações)

● Comunicar para o mundo externo protocolos (contratos) de interfaces do sistema que


devem ser consumidas por terceiros ou ilustrar topologias arquiteturas físicas/lógicas.

Você também pode gostar