Você está na página 1de 32

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2017/2019

Pelo presente instrumento, de um lado a S ã o P a u l o O b r a s - S P O b r a s , inscrita no C N P J


sob o n° 11.958.828/0001-73, sede Praça do Patriarca, N° 96 - Sé, São Paulo, S P , C E P -
0 1 0 0 2 - 0 1 0 e de outro lado o S I N D I C A T O D O S T R A B A L H A D O R E S N A S E M P R E S A S E
C O O P E R A T I V A S H A B I T A C I O N A I S E D E S E N V O L V I M E N T O U R B A N O N O E S T A D O DE
S Ã O P A U L O - S I N C O H A B , registro sindical, processo n° 2 4 0 0 0 . 0 0 4 6 7 2 / 9 1 - 4 5 , c o m sede
e foro na capital do Estado de São Paulo, na Rua Sete de Abril, 277 - 9 andar. Cjto. "D", o

Centro - São Paulo - SP, C E P 0 1 0 4 3 - 0 0 0 , C N P J : 66.661.372/0001-77 e Código de


Entidade Sindical, n° 0 0 4 1 3 4 0 4 1 6 4 - 2 , por seus diretores abaixo assinado, celebram o
presente A C O R D O C O L E T I V O DE T R A B A L H O 2 0 1 7 / 2 0 1 9 , na f o r m a dos artigos 611 a
615 da Consolidação das Leis do Trabalho, mediante cláusulas abaixo indicadas que
p a s s a m a vigorar c o m as redações e respectivas tabelas substitutivas c o n f o r m e segue:

CLAUSULA 1 - CORREÇÃO SALARIAL


a

A partir de 1 de Maio de 2017, os salários dos e m p r e g a d o s , abrangidos pelo presente


o

A c o r d o Coletivo de Trabalho - A C T serão reajustados no percentual de 3 % (três por


cento), a ser aplicado sobre os salários praticados e m 30 de abril de 2017, a título de
reposição da inflação.

P a r á g r a f o 1 - Entende-se por salário a s o m a do salário nominal e todas as rubricas com


o

terminologia "diferença de e n q u a d r a m e n t o no PESC", provenientes da implantação do


novo Plano de E m p r e g o s , Salários e Carreiras - P E S C / 2 0 1 6 , que para todos os efeitos
integram o salário total dos e m p r e g a d o s e sofrerão os m e s m o s reajustes incidentes sobre
as tabelas salariais.

Parágrafo 2 o - A S P O b r a s reconhece c o m o sendo 1 de maio a data-base do A c o r d o


o

Coletivo de Trabalho de seus e m p r e g a d o s .

C L Á U S U L A 2 - P L A N O DE E M P R E G O S , S A L Á R I O S E C A R R E I R A S - P E S C
a

Nos termos da Cláusula 2 do A C T 2 0 1 5 / 2 0 1 7 , que implantou o novo Plano de E m p r e g o s ,


a

Salários e Carreiras-PESC, a e m p r e s a se c o m p r o m e t e a manter o modelo implantado, e m


29 de fevereiro de 2016, bem c o m o garantir direitos previstos no Artigo n° 461 parágrafos
2 o e 3 o da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT; Portaria n° 2 d e 25/05/2006 da
Secretaria de Relações do Trabalho do Ministério do Trabalho e E m p r e g o ; e Lei Orgânica
do Município de São Paulo, especialmente no que se refere aos critérios de p r o m o ç ã o por
C L A U S U L A 3 - P L A N O DE M E T A S E R E S U L T A D O S - P M R
a

Nos termos da cláusula 3 do A C T 2012/2013 e 2 0 1 3 / 2 0 1 5 , a S P O b r a s se c o m p r o m e t e a


a

dar continuidade ao processo, nos T e r m o s da Norma Administrativa 2 8 . 0 1 , a s s e g u r a n d o


que as m e t a s estabelecidas sejam a c o m p a n h a d a s , medidas e registradas pela C o m i s s ã o
Paritária do P M R e publicadas trimestralmente na intranet durante o período de 12 m e s e s .

P a r á g r a f o Ú n i c o - A a p u r a ç ã o d o s resultados e o p a g a m e n t o dos respectivos valores


serão efetuados nos t e r m o s e prazos, da referida N o r m a Administrativa, que trata do
assunto, não podendo e m n e n h u m a hipótese ultrapassar a data de 1 de maio posterior
o

ao período de apuração.

CLÁUSULA 4 - DEMISSÃO ANTES DA DATA BASE


a

Nas d e m i s s õ e s s e m justa causa, ocorridas no período de 02 (dois) a 31 (trinta e um) de


março será paga multa de 01 (um) salário total, s e m prejuízo do disposto na Lei n°
7238/84 - art. 9 e Enunciado T S T n° 314 - Res. 6/1993 - DJ 22/09/1993.
o

CLÁUSULA 5 - VALE ALIMENTAÇÃO


a

A E m p r e s a fornecerá, a partir d e 1 d e maio d e 2 0 1 7 o vale-alimentação a todos os seus


o

e m p r e g a d o s , no valor de R$ 383,14 (trezentos e oitenta e três reais e quatorze centavos).

P a r á g r a f o 1 - A participação do e m p r e g a d o no valor de face do vale-alimentação se fará


o

c o n f o r m e a seguinte tabela por faixa salarial:

Participação
Participação
Empregado
De (R$) A t é (R$) Empresa
(R$) % (R$)

Até 5.650,44 0,00 0 383,14


5.650,45 7.199,74 3,83 1 379,31
7.199,75 9.257,65 7,66 2 375,48
9.257,66 11.849,79 26,82 7 356,32
11.849,80 15.167,74 45,98 12 337,16
15.167,75 19.414,69 65,13 17 318,01
A c i m a de 19.414,70 76,63 20 306,51

Parágrafo 2 o - Exclusivamente no m ê s de d e z e m b r o , a e m p r e s a concederá a titulo de


bonificação, um crédito adicional, no m e s m o valor do já existente de R$ 383,14 (trezentos
e oitenta e três reais e quatorze centavos) a todos os funcionários que usufruírem do
beneficio de vale-alimentação, que deverá s á [ pago até o dia 15 (quinze) do m ê s de
dezembro.

i " 2
filiado à CUT

P a r á g r a f o 3 - Nos casos d e afastamento por licença médica ou por acidente de trabalho,


o

no período de até 12 (doze) m e s e s , a e m p r e s a fornecerá vale alimentação ao e m p r e g a d o


afastado, excluída a percepção do montante convertido do vale refeição, q u a n d o for o
caso.

Parágrafo 4 o - O e m p r e g a d o poderá optar, por escrito, a cada 6 m e s e s , pela conversão


de 2 5 % (vinte e cinco por cento), 5 0 % (cinquenta por cento), 7 5 % (setenta e cinco por
cento) ou 1 0 0 % (cem por cento) d o total do valor do benefício de q u e trata o caput e m
vale refeição.

CLÁUSULA 6 - VALE - REFEIÇÃOa

Serão concedidos aos e m p r e g a d o s 2 2 (vinte e dois) vales-refeição por mês. O valor facial
será de R$ 28,59 (vinte e oito reais e cinquenta e nove centavos).

Parágrafo 1 o - O crédito d o s vales-refeição nos cartões magnéticos deverá estar


disponibilizado até o último dia do m ê s antecedente ao m ê s de competência.

P a r á g r a f o 2 - O vale-refeição a ser distribuído deverá ter plena aceitação no mercado e


o

e m todas as regiões da cidade de São Paulo.

Parágrafo 3 o - A participação do e m p r e g a d o no valor de face do vale-refeição se fará


c o n f o r m e a seguinte tabela por faixa salarial.

Participação
Empregado Participação
De (R$) Até (R$)
E m p r e s a (R$)
(R$) %
A t é 5.650,44 0,00 0 628,98
5.650,45 7.199,74 6,29 1 622,69
7.199,75 9.257,65 12,58 2 616,40
9.257,66 11.849,79 44,03 7 584,95
11.849,80 15.167,74 75,48 12 553,50
15.167,75 19.414,69 106,93 17 522,05
A c i m a de 19.414,70 125,80 20 503,18

Parágrafo 4 o - O e m p r e g a d o poderá optar, por escrito, a cada 6 m e s e s , pela conversão


de 2 5 % (vinte e cinco por cento), 5 0 % (cinquenta por cento), 7 5 % (setenta e cinco por
cento) ou 1 0 0 % (cem por cento) d o total do valor do benefício de que trata o caput e m
vale alimentação.

Parágrafo 5 o - Nos casos de d e m i s s ã o , o e m p r e g a d o sofrerá desconto integral dos


valores concedidos antecipadamente à título de vale-refeição.
Obras
CONSTRUINDO 1 >M fUlO DO FIIUM
S i n d i c a t o dos T r a b a l h a d o r e s nas E m p r e s a s e C o o p e r a t i v a s
Habitacionais e Desenvolvimento Urb;uno no Estado da São Paulo-Sincohab

CLÁUSULA 7 - VALE REFEIÇÃO NAS HORAS EXTRAS


a

Quando da prestação de 2,5 (duas e meia) horas extras ou mais, previamente


autorizadas, será fornecido a o s e m p r e g a d o s 1 (um) vale-refeição, c o m valor facial
vigente, q u e será pago pela empresa na s e m a n a posterior ao encerramento da apuração
mensal das horas extras.

CLÁUSULA 8 - HORAS EXTRAS a

A s horas extras serão remuneradas da seguinte forma:

a) 7 0 % (setenta por cento) para as horas extras trabalhadas de segunda-feira a sábado;

b) 1 0 0 % (cem por cento) para as horas extras trabalhadas e m domingos, feriados, dias
pontes j á c o m p e n s a d o s e dias declarados c o m o de ponto facultativo.

Parágrafo 1 o - A s horas extras integrarão os cálculos d e p a g a m e n t o d o Descanso


S e m a n a l R e m u n e r a d o - DSR's, férias, décimo terceiro salário, Fundo de Garantia por
T e m p o de Serviço - F G T S , aviso-prévio e os recolhimentos d a s contribuições devidas ao
sistema de seguridade social.

Parágrafo 2 o - Serão pagos, os vales transportes decorrentes da prestação d e horas


extras realizadas a o s sábados, d o m i n g o s , feriados e a o s dias pontes j á c o m p e n s a d o s
s e m custo para o e m p r e g a d o , no m ê s posterior ao período apurado, j u n t a m e n t e c o m a
distribuição mensal.

C L Á U S U L A 9 - P E R Í O D O DE A P U R A Ç Ã O D A S H O R A S E X T R A S
a

A s horas extras realizadas entre o dia 16 (dezesseis) d o m ê s antecedente e o dia 15


(quinze) d o m ê s d e competência serão pagas j u n t a m e n t e c o m o salário correspondente
do m ê s .

CLÁUSULA 10 - PAGAMENTO DOS SALÁRIOS a

A Empresa efetuará o pagamento d o s salários até o último dia útil do m ê s , creditando os


m e s m o s e m conta salário d o e m p r e g a d o .

P a r á g r a f o 1 - E m caso d e força maior, excepcionalmente, o p a g a m e n t o poderá ser


o

efetuado o mais tardar, até o 5 o (quinto) dia útil d o m ê s subsequente ao vencido,


conforme previsto no parágrafo único do art. 4 5 9 da Consolidação d a s Leis do Trabalho -
CLT.
filiado a CUT

C L A U S U L A 1 1 - A D I A N T A M E N T O DE S A L Á R I O
a

A E m p r e s a concederá adiantamento salarial quinzenal de 4 0 % (quarenta por cento) do


salário total recebido no m ê s anterior, no dia 15 (quinze) de cada m ê s o u , dia útil
imediatamente anterior, e m caso de sábado, d o m i n g o e feriado bancário. Não se aplica o
dispositivo neste parágrafo, no m ê s da a d m i s s ã o do e m p r e g a d o .

C L Á U S U L A 1 2 - M U L T A P O R A T R A S O DE P A G A M E N T O
a

A e m p r e s a pagará, aos e m p r e g a d o s , multa equivalente a 5 % (cinco por cento) do salário


nominal, acrescida de juros de 1 % (um por cento) ao mês, pelo período de atraso de
p a g a m e n t o dos salários, observados os prazos estabelecidos na cláusula 1 0 . a

CLÁUSULA 13 - ADICIONAL NOTURNO


a

A Empresa pagará adicional de 5 0 % (cinquenta por cento) sobre a hora diurna, pelas
horas noturnas trabalhadas e c o m p r e e n d i d a s no período entre as 2 2 h 0 0 (vinte e duas
horas) de um dia e 5h00 (cinco horas) do dia seguinte, s e n d o a hora noturna
correspondente a 5 2 m 3 0 s (cinquenta e dois minutos e trinta s e g u n d o s ) .

CLÁUSULA 14 - REMBOLSO-CRECHE
a

De acordo c o m a Portaria 3296 de 03/09/1986, do Ministério d o Trabalho e E m p r e g o , será


concedido à e m p r e g a d a - m ã e , o reembolso integral ao p a g a m e n t o da Creche/Berçário,
onde estiver o d e p e n d e n t e matriculado. O benefício será mantido até o d e p e n d e n t e
completar o 6 (sexto) m ê s de nascimento.
o

P a r á g r a f o 1 - Será concedido à e m p r e g a d a m ã e o benefício de auxilio pós-natalício, de


o

f o r m a alternativa, não cumulativamente, ao reembolso descrito no caput desta Cláusula,


no valor de 01 (um) salário mínimo por d e p e n d e n t e de 0 (zero) a 6 (seis) m e s e s de idade,
mediante c o m p r o v a n t e de d e s p e s a s c o m a pessoa responsável pelo cuidado da criança.
O recibo será apresentado até o 1° dia útil do m ê s s u b s e q u e n t e ao utilizado e o valor
creditado e m conta corrente até o 6 (sexto) dia útil do m ê s subsequente ao utilizado.
o

P a r á g r a f o 2° - A e m p r e g a d a - m ã e q u e optar pela prorrogação da licença maternidade


prevista na Lei n° 11.770/2008, não fará jus ao recebimento dos benefícios tratados no
caput e no parágrafo 1 , durante o período da prorrogação da licença maternidade, nos
o

termos da referida Lei.

Parágrafo 3 o - O p a g a m e n t o do r e e m b o l s o previsto no caput será limitado ao valor


m á x i m o de 02 (dois) salários mínimos por mês.
filiado a CUT

CLAUSULA 15 - AUXILIO EDUCAÇÃO COMPLEMENTAR


a

Será concedido, m e n s a l m e n t e , o benefício de auxílio d e e d u c a ç ã o complementar, no


valor de até 01 (um) salário mínimo por dependente, na faixa etária de 06 (seis) m e s e s a
06 (seis) anos, 11 (onze) m e s e s e 29 (vinte e nove) dias, d e idade, d e s d e que
c o m p r o v a d a m e n t e matriculado (a) e m creches, escolas ou instituições similares, mediante
a apresentação de declaração mensal de frequência e recibo da mensalidade paga c o m o
valor a ser reembolsado e m n o m e do e m p r e g a d o ou do d e p e n d e n t e . O benefício será
pago a a p e n a s um dos cônjuges, q u a n d o os dois f o r e m e m p r e g a d o s da e m p r e s a .

Parágrafo 1 o - Será concedido ao e m p r e g a d o c o m filho (a) portador (a) de deficiência


mental e/ou motora, m e n s a l m e n t e , o valor de 03 (três) salários mínimos, b a s e a d o e m
relatório médico detalhado e atualizado anualmente.

P a r á g r a f o 2 - A E m p r e s a se c o m p r o m e t e a envidar esforços para auxiliar os


o

e m p r e g a d o s a transferir seus filhos que estejam matriculados e m escolas públicas para


escolas particulares, a fim de garantir o recebimento do benefício.

P a r á g r a f o 3° - A s alterações previstas nesta cláusula entrarão e m vigência, a partir da


assinatura deste A C T .

C L Á U S U L A 16 - INCENTIVO A E D U C A Ç Ã O E APRIMORAMENTO PROFISSIONAL


a

A Empresa pagará, m e n s a l m e n t e , limitada a 12 (doze) parcelas por ano, ao e m p r e g a d o


q u e estiver cursando ou vier a cursar nível superior (graduação), extensão universitária,
pós-graduação lato-sensu (especialização), stricto-sensu (mestrado, doutorado) em
instituição de ensino devidamente regularizada pelo Ministério da Educação -
MEC/CAPES, mediante comprovação de pagamento das mensalidades, em curso
compatível c o m as atividades da área de atuação da carreira do e m p r e g a d o . A
participação do e m p r e g a d o no valor do Incentivo à E d u c a ç ã o se dará c o n f o r m e a seguinte
tabela por faixa salarial, cujo valor lhe será creditado m e n s a l m e n t e .

Faixa Salarial Participação do


De (R$) A t é (R$) Empregado

Até 3.168,68 3%
3.168,69 4.169,76 5%
4.169,77 5.487,10 10%
5.487,11 7.220,67 15%
7.220,68 9.501,94 20%
9.501,95 12.503,87 25%
A c i m a de 12.503,88 30%
P a r á g r a f o 1° - O disposto no caput poderá ser aplicado ao e m p r e g a d o q u e concluiu o
ensino fundamental ou médio e que vier a cursar ensino de nível técnico profissionalizante
/ modular, d e s d e que compatível c o m as atividades da área de atuação da carreira do
e m p r e g a d o e mediante c o m p r o v a ç ã o de p a g a m e n t o das mensalidades.

P a r á g r a f o 2 - Para que o e m p r e g a d o faça jus ao benefício, deverá:


o

a) contar c o m , no mínimo, 03 (três) anos de t e m p o na e m p r e s a ;

b) se desistir no curso, cumprir carência de 02 (dois) a n o s para poder pleitear outro


benefício;

c) apresentar, s e m e s t r a l m e n t e , declaração de frequência e notas;

d) p e r m a n e c e r na e m p r e s a por 02 (dois) anos após a conclusão do curso, sob pena de ter


que ressarcir a e m p r e s a os valores recebidos a título deste benefício, caso o e m p r e g a d o
v e n h a a ser demitido pela e m p r e s a não terá q u e ressarcir qualquer valor.

Parágrafo 3 o - Para fins do previsto no caput, a e m p r e s a respeitará a limitação


orçamentária anual de até 2 % do valor nominal da folha de p a g a m e n t o .

Parágrafo 4 o - Exclusivamente no m ê s de d e z e m b r o , a e m p r e s a antecipará a título e


matricula o reembolso referente ao m ê s de janeiro do ano seguinte e caso o e m p r e g a d o
não c o m p r o v a r a matricula até o dia 31 de janeiro, o valor do reembolso será descontado
pela e m p r e s a , e m folha de p a g a m e n t o no m ê s de fevereiro.

Parágrafo 5 o - A alteração prevista na alínea "a" do § 2 o para solicitação do benefício


vigorará para os e m p r e g a d o s contratados a partir d e maio/2017.

P a r á g r a f o 6° Os e m p r e g a d o s admitidos e m data anterior a esta data cumprirão a


carência de 2 (dois) anos de t e m p o na e m p r e s a para pleitear o benefício.

CLÁUSULA 17 - AUXÍLIO FUNERALa

A e m p r e s a pagará e m folha de p a g a m e n t o , a título de auxílio funeral, a importância de até


06 (seis) salários m í n i m o s vigentes para custear as d e s p e s a s decorrentes d e falecimento
de pais e filhos do e m p r e g a d o , mediante a apresentação dos d o c u m e n t o s fiscais de
p a g a m e n t o das despesas do funeral e m n o m e do e m p r e g a d o solicitante.

P a r á g r a f o Ú n i c o - Este benefício será concedido à a p e n a s um dos irmãos, q u a n d o os


dois forem e m p r e g a d o s da e m p r e s a .
CLÁUSULA 18 - ASSISTÊNCIA MÉDICA
a

A e m p r e s a fornecerá, mediante adesão, serviços de assistência médica, cirúrgica e


hospitalar, para atender ao e m p r e g a d o , seu cônjuge ou companheiro e m união estável na
f o r m a da lei, filhos m e n o r e s ou até 24 (vinte e quatro) anos, se universitários, e menores
sob guarda, tutelados ou e n t e a d o s (desde q u e declarados à Receita Federal ou junto ao
INSS c o m o dependentes), c o m participação do e m p r e g a d o nos custos.

P a r á g r a f o 1 - A o p ç ã o por qualquer outro benefício o u assistência além do padrão


o

oferecido pela e m p r e s a será optativo e a diferença custeada integralmente pelo


e m p r e g a d o optante.

P a r á g r a f o 2° - Na impossibilidade de contratação pela e m p r e s a de Plano de S a ú d e


Empresarial, por motivo de força maior, o e m p r e g a d o poderá aderir a outro plano/seguro
de s a ú d e , privado ou e m grupo, para si e seus d e p e n d e n t e s , v e d a d o o recebimento
concomitante de a m b o s os benefícios, e ter reembolsado uma parcela da mensalidade
nas condições estabelecidas nos a n e x o s I ( T a b e l a d e R e e m b o l s o M i s t o ) e II ( T a b e l a d e
R e e m b o l s o p o r F a i x a S a l a r i a l ) , e m folha de p a g a m e n t o , mediante a apresentação do
c o m p r o v a n t e de titularidade e de p a g a m e n t o da respectiva mensalidade.

P a r á g r a f o 3° - A s Tabelas m e n c i o n a d a s no parágrafo anterior estão atualizadas pelo


índice divulgado pela A g ê n c i a Nacional da S a ú d e - A N S para o a n o de 2017, q u e é de
1 3 , 5 5 % (treze vírgula cinquenta e cinco por cento), aplicado sobre os valores constantes
nas referidas Tabelas, respeitando-se as faixas salariais e etárias de cada e m p r e g a d o ,
c o m p a g a m e n t o retroativo a partir d a data-base.

P a r á g r a f o 4 . Fica acordado entre as partes que as Tabelas ora vigentes vigoram até 30
o

d e abril de 2 0 1 8 , data e m q u e será objeto de nova negociação.

Parágrafo 5 o - A implementação da contratação de um Plano de S a ú d e pela S P O b r a s ,


previsto no caput desta Cláusula, será discutida entre a e m p r e s a e o conjunto de
trabalhadores beneficiários, constituindo-se para tal uma comissão paritária c o m o
objetivo de formular e propor novo modelo para o benefício a ser implantado até a data
base de renovação do presente A C T , e m 1 o de maio de 2018, seja através de novo
aditivo, seja na renovação do acordo, cabendo-lhe:

a- Elaborar, respeitadas as regras legais do processo d e licitação, termo de referência


para abertura de processo de licitação cujo objeto é a contratação de plano de
saúde empresarial, tendo c o m o meta a publicação do Edital; cujo modelo deverá
garantir qualidade a d e q u a d a d o atendimento a todos os usuários; possibilidade de
contratações individuais de planos superiores com a mesma operadora;
participação do e m p r e g a d o p o r faixa salarial.

til
8
filiado i CUT

b- C a s o a contratação preconizada no item "a" não ocorra por fatores externos, fica
mantida a mecânica do modelo de reembolso atual, considerando as
diferenciações de renda e a participação financeira do e m p r e g a d o . Neste caso, a
empresa prestará a assistência necessária ao empregado no processo de
negociação da contratação, migração, renovação ou renegociação com as
e m p r e s a s gestoras ou administradoras de Planos de S a ú d e .

P a r á g r a f o 6 - Fica mantida para os pais e/ou m ã e s que haviam sido incluídos c o m o


o

d e p e n d e n t e s no plano de saúde da e m p r e s a até 28 de fevereiro de 2 0 0 3 , a participação


da e m p r e s a nos respectivos custos, c o n f o r m e A n e x o III.

P a r á g r a f o 7 - Não serão mais aceitas inclusões de pai e/ou m ã e a p ó s a data referida no


o

parágrafo 6 . o

P a r á g r a f o 8 - A participação da e m p r e s a para os casos previstos no parágrafo 6 deverá


o o

respeitar os limites e percentuais de participação estabelecidos no anexo III (Tabela de


R e e m b o l s o para Pais), o qual o qual deverá ser atualizado anualmente pelo m e s m o
índice previsto no Parágrafo 3 . o

P a r á g r a f o 9 - O e m p r e g a d o não poderá c o m p r o m e t e r mais de 4 0 % (quarenta por cento)


o

de seu salário liquido (salário bruto, subtraindo-se os descontos previdenciário, fiscal e


participação dos d e m a i s benefícios oferecidos pela empresa) c o m o p a g a m e n t o do
plano/seguro saúde, não p o d e n d o ser alegada qualquer tipo de preferência de outros
descontos, excetos os determinados judicialmente.

CLÁUSULA 19 - ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA


a

Será garantida aos e m p r e g a d o s e seus d e p e n d e n t e s legais, assistência odontológica c o m


participação da e m p r e s a no custeio do Plano e m 8 5 % (oitenta e cinco por cento).

P a r á g r a f o 1 - O benefício de que trata o "caput" será estendido aos agregados, c o m


o

participação integral do e m p r e g a d o .

P a r á g r a f o 2° - A alteração de custeio prevista nesta cláusula entrará e m vigência, a partir


da assinatura deste A C T .

CLÁUSULA 20 a - GARANTIA DE BENEFÍCIOS APÓS O FALECIMENTO DE


EMPREGADO

E m caso de falecimento de e m p r e g a d o ( a ) ativo ou do funcionário q u e não se encontre a


mais de 180 (cento e oitenta) dias afastado s e m remuneração, a e m p r e s a arcará c o m a
continuidade dos benefícios aos d e p e n d e n t e s legais, a partir da data do óbito, da seguinte
forma:
a) Vale Alimentação: Fornecimento mensal pelo período de 12 (doze) m e s e s , no valor
vigente à é p o c a do p a g a m e n t o , ao conjunto familiar (cônjuge / companheiro(a) e filhos
menores de 21 (vinte e um) anos;

b) Assistência Odontológica: (na hipótese d e o e m p r e g a d o haver aderido e estendido aos


dependentes) m a n u t e n ç ã o da prestação dos serviços aos dependentes, assumindo
integralmente o custo, dentro do plano oferecido pela e m p r e s a , pelo prazo de 12 (doze)
meses.

c) Assistência Médica (na hipótese de o e m p r e g a d o haver aderido e estendido aos


dependentes): m a n u t e n ç ã o da prestação dos serviços aos d e p e n d e n t e s , pelo prazo d e 06
(seis) m e s e s , respeitadas as condições contratuais vigentes entre a S P O b r a s e a
operadora do Plano Médico ou o sistema vigente à época.

C L Á U S U L A 2 1 - A J U D A DE C U S T O T R A N S P O R T E I N T E R M U N I C I P A L
a

A o s e m p r e g a d o s q u e residirem fora da Região Metropolitana da G r a n d e São Paulo


(aquela abrangida pelo sistema de vale transporte) e utilizarem ônibus fretado ou de linha
regular de transporte coletivo interurbano para d e s l o c a m e n t o residência-trabalho e vice-
versa, independente do coletivo possuir ou não catraca, será pago o valor que exceder
aos 6 % (seis inteiros por cento) do salário base.

Parágrafo 1 o - O pagamento será efetuado na folha de pagamento mediante


apresentação de recibo de utilização do m e s m o ;

P a r á g r a f o 2° - A ajuda de custo para transporte intermunicipal não poderá ser cumulativa


c o m o benefício previsto na legislação relativa ao vale-transporte.

C L Á U S U L A 2 2 - S E G U R O DE V I D A E A C I D E N T E S P E S S O A I S
a

A e m p r e s a fará seguro e m grupo de vida e acidentes pessoais ao e m p r e g a d o , que optar


expressamente por este benefício, mediante participação do empregado com o
p a g a m e n t o de 2 0 % (vinte por cento) da taxa cobrada pela seguradora, tendo c o m o
beneficiário(s) os indicados pelo e m p r e g a d o na proposta de adesão, observado as
seguintes coberturas e condições:

a) E m p r e g a d o : morte por acidente 4 0 (quarenta) vezes o último seu salário nominal,


outras c a u s a s 20 (vinte) vezes o último salário nominal, invalidez p e r m a n e n t e total ou
parcial por acidente 20 (vinte) vezes o último salário nominal.

b) Cônjuge: morte por acidente 20 (vinte) vezes o último salário nominal do e m p r e g a d o ,


outras causas 10 (dez) vezes o último salário nominal do e m p r e g a d o , e e m caso de /

10
A
Obras
C H I T M H M » 111 N l l l DO l o i m l
S i n d i c a t o dos T r a b a l h a d o r a * n a s E m p r e s a s • C o o p e r a t i v a s
Habitacionais a Desenvolvimento Urbano no Estado da Sio Paulo-Sincohab

invalidez permanente total o u parcial por acidente 10 (dez) vezes o último salário nominal
do e m p r e g a d o .

c) Para os admitidos após a vigência d o contrato c o m a Seguradora, a idade limite para


ingresso no benefício será d e 65 anos (sessenta e cinco) anos, estendendo-se essa
condição ao cônjuge o u companheiro.

d) Assistência Funeral Familiar, no padrão eleito na apólice, a o e m p r e g a d o , seu cônjuge /


companheiro(a) e m união estável na f o r m a da lei, filhos m e n o r e s de 21 (vinte e u m ) anos
ou inválidos, e m e n o r e s s o b guarda o u tutelados o u enteados, d e s d e q u e declarados à
Receita Federal o u junto ao INSS c o m o d e p e n d e n t e s .

C L Á U S U L A 2 3 - A B O N O DE AUSÊNCIAa

Serão a b o n a d a s , até o limite d e 02 (dois) dias por a n o , as faltas do e m p r e g a d o ao


trabalho, para a c o m p a n h a r d e p e n d e n t e s (pais, cônjuge e filhos ou menores sob tutela /
guarda), mediante c o m p r o v a n t e fornecido pelo profissional de assistência médica /
odontológica / hospitalar, no prazo d e 4 8 (quarenta e oito) horas, s e m prejuízo d a s férias.

P a r á g r a f o Ú n i c o - O abono será concedido a s o m e n t e u m d o s cônjuges ou irmãos,


q u a n d o o s dois f o r e m e m p r e g a d o s d a e m p r e s a .

CLÁUSULA 2 4 - ABONO ASSIDUIDADE E PONTUALIDADE


a

Serão a b o n a d a s até 02 (duas) faltas anuais, s e m necessidade d e apresentação d e


justificativa, mediante prévia notificação e anuência d o superior hierárquico.

C L Á U S U L A 2 5 - A U S Ê N C I A S POR MOTIVO DE FORÇA MAIOR


a

S e r ã o a b o n a d o s (as) o s atrasos, saídas antecipadas o u faltas decorrentes d e força maior,


tais c o m o : catástrofes, graves perturbações da o r d e m pública, enchentes, paralisações
totais o u parciais d o s meios d e transportes.

P a r á g r a f o Ú n i c o - Caberá ao Diretor d a área o u a q u e m for d e l e g a d o o a p o n t a m e n t o d o s


motivos no formulário "Controle d e Frequência e Autorização para Horas Extras".

CLÁUSULA 2 6 - AUSÊNCIA JUSTIFICADA a

O e m p r e g a d o poderá deixar d e c o m p a r e c e r a o serviço, s e m prejuízo d e s e u salário:

a) 05 (cinco) dias úteis e consecutivos, por motivo d e casamento;

b) 05 (cinco) dias úteis e consecutivos, por falecimento do cônjuge/companheiro (a),


ascendentes, d e s c e n d e n t e s e irmãos; \ s ,

c) 2 0 (vinte) dias úteis e consecutivos, e m virtude d e nascimento d e filho


miado a CUT

CLÁUSULA 27 - SAÍDA ANTECIPADA PARA ESTUDANTE


a

Será permitida a saída antecipada d e 01 (uma) hora nos dias de prova para os
empregados estudantes, desde que antecipadamente solicitada e posteriormente
c o m p r o v a d a por d o c u m e n t a ç ã o oficial do estabelecimento de ensino.

C L Á U S U L A 2 8 - J O R N A D A DE T R A B A L H O E A T R A S O S
a

A j o r n a d a normal diária de trabalho de s e g u n d a à sexta-feira é de 08 (oito) horas e o


horário de expediente da e m p r e s a , p e r m a n e c e r á inalterado, ou seja, entrada das 08h00
às 09h00 e saída das 17h00 às 18h00, s e m p r e c o m intervalo de uma hora para d e s c a n s o
e alimentação, c o m a anuência da chefia imediata da área de atuação do e m p r e g a d o , de
acordo c o m o v o l u m e d e trabalho à é p o c a .

P a r á g r a f o 1° - Serão tolerados atrasos e saídas antecipadas durante o mês, de no


m á x i m o 6 0 (sessenta) minutos a c u m u l a d o s , s e m desconto.

Parágrafo 2 o - O s minutos e x c e d e n t e s ao estabelecido no caput serão d e s c o n t a d o s d o


salário, s e m prejuízo do Descanso S e m a n a l R e m u n e r a d o - DSR.

C L Á U S U L A 2 9 - C A L E N D Á R I O DE C O M P E N S A Ç Ã O DE H O R A S
a

O expediente da e m p r e s a nas "pontes", entre os fins-de-semana e os feriados, obedecerá


a critérios estabelecidos. A c o m p e n s a ç ã o das horas não trabalhadas será feita a partir da
divulgação oficial da "ponte" para os funcionários, havendo a possibilidade de
" c o m p e n s a ç ã o antecipada" das horas que não serão trabalhadas. Esta c o m p e n s a ç ã o
será c o m acréscimo de 05 (cinco) minutos a até 02 (duas) horas suplementares, de
acordo c o m a o p ç ã o do e m p r e g a d o .

Parágrafo 1 o - Os e m p r e g a d o s que g o z a r e m férias, afastamento por d o e n ç a ou faltas


a b o n a d a s , durante o período de c o m p e n s a ç ã o , não sofrerão quaisquer prejuízos.

P a r á g r a f o 2° - O s e m p r e g a d o s q u e na data de c o m p e n s a ç ã o iniciarem o período de g o z o


de férias ou se afastarem de suas atividades, deverão efetivar a c o m p e n s a ç ã o a partir da
data de retorno ao trabalho.

P a r á g r a f o 3° - Q u a n d o o e m p r e g a d o ausentar-se parcial ou totalmente do trabalho,


injustificadamente, sofrerá o desconto salarial correspondente aos minutos de
c o m p e n s a ç ã o referentes àquela ausência, além dos descontos legais.

Parágrafo 4 o - Os empregados que tenham gozado folgas sem a respectiva


c o m p e n s a ç ã o , na ocorrência d e d e m i s s ã o , não sofrerão quaisquer descontos salariais,
por esse motivo.
P a r á g r a f o 5 - Não poderão ser utilizados os a b o n o s anuais concedidos, conforme dispõe
o

a Cláusula 2 4 deste A c o r d o Coletivo de Trabalho, para fins de c o m p e n s a ç ã o .


a

Parágrafo 6 o - Os 6 0 (sessenta) minutos mensais de tolerância para atrasos e saídas


antecipadas, conforme Cláusula 2 8 a deste A c o r d o Coletivo de Trabalho, q u a n d o não
utilizados, não poderão ser abatidos do total de horas a s e r e m c o m p e n s a d a s .

C L Á U S U L A 3 0 - A D I A N T A M E N T O D O 13° S A L Á R I O
a

Será pago 5 0 % (cinquenta por cento) do 13° (décimo terceiro) salário ao e m p r e g a d o q u e


gozar férias nos meses de janeiro a outubro, d e s d e q u e solicitado pelo e m p r e g a d o .

C L Á U S U L A 3 1 - FÉRIAS
a

O início das férias ocorrerá no primeiro dia útil da s e m a n a , não podendo coincidir c o m
dias já c o m p e n s a d o s , d e v e n d o o e m p r e g a d o ser avisado c o m 30 (trinta) dias de
antecedência.

C L Á U S U L A 3 2 - F R A C I O N A M E N T O DE F É R I A S
a

Será facultado a todos os e m p r e g a d o s que assim solicitarem, independentemente da


idade, o gozo de férias e m 02 (dois) períodos, sendo que 01 (um) deles não poderá ser
inferior a 10 (dez) dias corridos e d e s d e que não haja a c u m u l a ç ã o de períodos aquisitivos
s e m gozo.

C L Á U S U L A 3 3 - A D I C I O N A L DE F É R I A S
a

No p a g a m e n t o relativo ao período de férias, o e m p r e g a d o receberá um adicional


correspondente a 1/3 (um terço) do período efetivamente gozado.

C L Á U S U L A 3 4 - F R A Ç Ã O DE P E R Í O D O A Q U I S I T I V O P A R A F É R I A S E 13° S A L Á R I O
a

Na licença s e m vencimentos de qualquer natureza, será respeitado, para efeito do


c ô m p u t o de férias e 13° salário, a fração de período aquisitivo já transcorrido.

C L Á U S U L A 35 - ESTABILIDADE PROVISÓRIA A EMPREGADA GESTANTE


a

A e m p r e g a d a gestante, desde a constatação da gravidez até 180 (cento e oitenta) dias


após o parto, não poderá ser dispensada.

CLÁUSULA 36 - ESTABILIDADE PARA ADOTANTE


a

Aos empregados que vierem a adotar criança, independentemente da idade, terá


estabilidade de 180 (cento e oitenta) dias, a partir da aquisição do direito de guarda
judicial c o m fins de a d o ç ã o o u de a d o ç ã o definitiva

13

5
C L Á U S U L A 3 7 - E S T A B I L I D A D E E M C A S O S DE A B O R T O
a

Em caso de aborto c o m p r o v a d o por atestado médico, fica a s s e g u r a d o à e m p r e g a d a o


período de estabilidade de 180 (cento e oitenta) dias, contados da data do evento.

CLÁUSULA 38 - LICENÇA MATERNIDADE


a

Será concedida licença à gestante, s e m prejuízo do e m p r e g o e do salário, c o m a duração


de 180 (cento e oitenta) dias corridos.

CLÁUSULA 39 - LICENÇA MATERNIDADE PARA ADOTANTE


a

Será concedida licença ao e m p r e g a d o ou e m p r e g a d a que adotar ou obtiver guarda


judicial para fins d e a d o ç ã o , s e m prejuízo d o e m p r e g o e do salário, c o m a d u r a ç ã o de 180
(cento e oitenta) dias corridos.

P a r á g r a f o 1 . A o s e m p r e g a d o s que vierem a adotar criança nos termos da Lei Federal n°


o

8.213 de 24 de julho d e 1 9 9 1 , c o m alteração d a d a pela Lei Federal n° 10.421 d e 15 de


abril d e 2002 e Lei Federal n° 12.873 de 24 de outubro d e 2013, será garantida licença
maternidade, a partir da aquisição do direito de guarda judicial c o m fins de adoção ou de
adoção definitiva, pelo período de 180 (cento e oitenta) dias.

C L Á U S U L A 4 0 - PERÍODO DE A M A M E N T A Ç Ã O
a

A e m p r e g a d a m ã e ou adotante, c o m filho e m idade de a m a m e n t a ç ã o terá direito à


redução de sua j o r n a d a de trabalho e m 02 (duas) horas por dia, durante 180 (cento e
oitenta) dias contados do nascimento do filho, acordados c o m o seu superior imediato.

C L Á U S U L A 4 1 - E S T A B I L I D A D E A E M P R E G A D O S E M V I A S DE A P O S E N T A D O R I A
a

A o s e m p r e g a d o s c o m mais de 02 (dois) anos de serviço e que estejam a 24 (vinte e


quatro) m e s e s da data e m que se implementarem as condições para sua aposentadoria
pelo R e g i m e Geral de Previdência Social, será assegurada a estabilidade contra dispensa
imotivada.

Parágrafo Ú n i c o - A estabilidade de que trata o "caput" será adquirida mediante


c o m u n i c a ç ã o do e m p r e g a d o , por escrito, à e m p r e s a da condição d e pré-aposentadoria,
d e v i d a m e n t e instruída c o m d o c u m e n t o comprobatório dessa condição, e se extinguirá se
não for requerida a aposentadoria imediatamente após completado o t e m p o necessário à
sua aquisição.
miado i CUT

C L Á U S U L A 42 1 - C O M P L E M E N T A Ç Ã O DE A P O S E N T A D O R I A

Será f o r m a d a comissão para estudar e propor plano de benefício de aposentadoria


complementar, q u e siga necessariamente as Leis C o m p l e m e n t a r e s que tratam do custeio,
implantação e participação, entre outros com representantes do Conselho de
Representação dos E m p r e g a d o s - C R E , o Diretor Representante dos E m p r e g a d o s -
D R E , do S I N C O H A B e 03 (três) e m p r e g a d o s eleitos e m assembleia própria convocada
pelo S I N C O H A B .

CLÁUSULA 4 3 - LICENÇA COM VENCIMENTOS


a

A e m p r e s a apreciará pedido d e licença c o m vencimentos, pelos seguintes motivos:

P a r á g r a f o 1 - Pela d o e n ç a de pais, cônjuge, filhos, m e n o r e s sob a guarda, tutelados ou


o

e n t e a d o s (desde que declarados à Receita Federal ou junto ao INSS c o m o dependentes),


que necessitem de a c o m p a n h a m e n t o e cuidados especiais, devidamente c o m p r o v a d o s .

P a r á g r a f o 2° - Para viagens d e estudos ou aperfeiçoamento profissional, compatível c o m


as atividades do cargo do e m p r e g a d o e de interesse da e m p r e s a , desde que o
e m p r e g a d o preencha os requisitos previstos no Parágrafo 2° da Cláusula 1 6 (Incentivo à a

Educação e A p r i m o r a m e n t o Profissional) deste A c o r d o Coletivo de Trabalho.

Parágrafo 3 o - A o e m p r e g a d o c a b e o ó n u s d e apresentar requerimento por escrito e


demonstrar o motivo e a necessidade da licença, s e m p r e que possível, c o m antecedência
mínima de 10 (dez) dias úteis da data e m que pretende o afastamento.

P a r á g r a f o 4° - A c o n c e s s ã o ou não da licença, será decidida pelo Diretor da área ou a


q u e m possuir d e l e g a ç ã o para tal, no prazo de até 10 (dez) dias úteis, contados da
apresentação do requerimento d e v i d a m e n t e instruído c o m os d o c u m e n t o s comprobatórios
c o n c e d e n d o , se for o caso, licença c o m data retroativa àquela a p o n t a d a no pedido para
início do afastamento.

P a r á g r a f o 5 - Em quaisquer das hipóteses previstas nos Parágrafos 1 e 2 , o período da


o o o

licença, d e v i d a m e n t e autorizada, será de até 30 (trinta) dias.

P a r á g r a f o 6° - No caso de necessidade d e v i d a m e n t e c o m p r o v a d a , a e m p r e s a poderá


apreciar pedido de renovação da licença, desde que requerido e justificado, conforme
especificações do Parágrafo 3 , decidindo pela sua c o n c e s s ã o ou não nos
o mesmos
moldes previstos no Parágrafo 4 . o
P a r á g r a f o 7° - E m quaisquer das hipóteses o período total de afastamento autorizado na
f o r m a dos Parágrafos 4 o e 5 o estará limitado ao total de 60 (sessenta) dias, cuja
deliberação, após a manifestação da diretoria competente, ficará condicionada à
aprovação e m Resolução de Diretoria.

P a r á g r a f o 8° - Ficam garantidos ao e m p r e g a d o os seguintes benefícios: vale-refeição -


30 dias a contar do início d o afastamento; vale-alimentação, auxílio creche, auxílio filho
excepcional, incentivo à e d u c a ç ã o e auxílio funeral; assistência médica (plano/seguro
interno ou reembolso para plano/seguro externo), assistência odontológica e cobertura do
seguro de vida e m grupo, d e s d e que o e m p r e g a d o tenha aderido aos benefícios antes do
afastamento.

CLÁUSULA 4 4 - LICENÇA SEM VENCIMENTOS


a

A e m p r e s a apreciará pedido de licença s e m vencimentos, d e s d e q u e devidamente


justificado, c a b e n d o ao e m p r e g a d o o ónus de apresentar requerimento por escrito e
demonstrar o motivo e a necessidade da licença, c o m antecedência mínima de 10 (dez)
dias úteis da data e m que pretende o afastamento, s e m p r e q u e possível.

P a r á g r a f o 1° - A c o n c e s s ã o ou não da licença será decidida pelo Diretor da área o u por


q u e m possuir d e l e g a ç ã o para tal, no prazo de até 10 (dez) dias úteis, contados da
apresentação do requerimento devidamente instruído com os documentos
comprobatórios, c o n c e d e n d o , se for o caso, licença c o m data retroativa àquela apontada
no pedido para inicio do afastamento, levando-se em conta, além dos motivos
apresentados, a conveniência da administração.

Parágrafo 2 o - A t é o 30° (trigésimo) dia de afastamento não haverá prejuízo de n e n h u m


dos benefícios.

P a r á g r a f o 3° - Os seguintes benefícios: assistência médica (plano/seguro interno ou


reembolso para plano/seguro externo), assistência odontológica e cobertura do seguro de
vida e m grupo poderão ser mantidos d e s d e q u e o e m p r e g a d o t e n h a aderido aos
benefícios antes do afastamento, ficando condicionados à participação total do
e m p r e g a d o nos custos, mediante p a g a m e n t o diretamente na tesouraria da e m p r e s a .

CLÁUSULA 4 5 - A B O N O POR APOSENTADORIA


a

A o e m p r e g a d o q u e se aposente na E m p r e s a e q u e conte c o m 02 (dois) a n o s ou mais de


serviços contínuos na e m p r e s a , q u a n d o de seu desligamento definitivo, serão pagos 02
(dois) salários nominais, equivalentes ao seu último salário, s e m prejuízo dos benefícios
já praticados.

16
P a r á g r a f o Ú n i c o - Esta Cláusula não se aplica ao e m p r e g a d o admitido na condição de
aposentado.

C L Á U S U L A 4 6 - C O M U N I C A Ç Ã O DE D I S P E N S A E H O M O L O G A Ç Ã O
a

A dispensa, q u a n d o ocorrer, será feita mediante entrega ao e m p r e g a d o de carta aviso


c o m os motivos da dispensa, c o m alegação de prática de falta grave, se houver, sob pena
de gerar presunção de dispensa imotivada.

P a r á g r a f o 1 - T o d a s as rescisões de contrato de trabalho, q u a n d o exigido por lei, serão


o

h o m o l o g a d a s gratuitamente c o m assistência do S I N C O H A B , o b e d e c e n d o - s e os seguintes


critérios:

I - A e m p r e s a deverá solicitar o a g e n d a m e n t o de horário, por escrito, a n e x a n d o cópia do


T R C T - T e r m o de Rescisão de Contrato de Trabalho, para conferência prévia pelo
SINCOHAB;

II - Não sendo a g e n d a d a data para h o m o l o g a ç ã o e m até 15 (quinze) dias após o


desligamento do empregado, a empresa poderá solicitar homologação junto à
Superintendência Regional do Trabalho e E m p r e g o - S R T E ;

Parágrafo 2 o - Serão fornecidos os seguintes d o c u m e n t o s ao e m p r e g a d o , no ato da


homologação:

I - Relação dos Salários de Contribuição;

II - Guia de Recolhimento do F G T S e da Contribuição Social - G R R F ;

III - Perfil Profissiográfico Previdenciário - PPP, ao e m p r e g a d o que fizer jus ao referido


d o c u m e n t o e m conformidade c o m a Lei Federal n° 8 . 2 1 3 / 9 1 ;

IV - Carta de Referência contendo a seguinte redação: "A e m p r e s a não t e m nada que


d e s a b o n e a conduta do e m p r e g a d o durante seu vínculo empregatício" - q u a n d o se tratar
de dispensa s e m justa causa e não havendo no prontuário, registro de ocorrência
disciplinar;

V - T o d a d o c u m e n t a ç ã o dos cursos que o e m p r e g a d o t e n h a concluído na e m p r e s a ou


justificativa por escrito da recusa e m fornecê-la.
miado * CUT

C L Á U S U L A 4 7 - I N Q U É R I T O A D M I N I S T R A T I V O E/OU S I N D I C Â N C I A
a

Nos casos de inquérito administrativo e/ou de sindicância, já regulamentados pela Norma


Administrativa 24.00, fica a s s e g u r a d o ao e m p r e g a d o o direito de estar a c o m p a n h a d o por
a d v o g a d o e m seu depoimento, bem c o m o de ser c o m u n i c a d o c o m 02 (dois) dias de
antecedência da data d e s i g n a d a para interrogatório.

C L Á U S U L A 4 8 - A T E S T A D O P A R A FINS DE A C E R V O T É C N I C O
a

A S P O b r a s fornecerá, a pedido dos profissionais c o m registros e m C o n s e l h o s Regionais,


para fim de A c e r v o Técnico, atestados de experiência adquirida a serviço da e m p r e s a ,
participação em estudos, planos e projetos, obras e serviços, participações em
C o n g r e s s o s e Seminários, atividades de ensino e pesquisa, de acordo c o m as exigências
dos respectivos Conselhos.

P a r á g r a f o Ú n i c o - A E m p r e s a entregará o A t e s t a d o de A c e r v o Técnico aos e m p r e g a d o s


d i s p e n s a d o s e m até 30 dias a p ó s a data da solicitação.

CLÁUSULA 49 - SALÁRIO SUBSTITUIÇÃO


a

A E m p r e s a formalizará substituição de e m p r e g a d o s e m seus respectivos cargos, p a g a n d o


integralmente a diferença entre o salário do substituído e do substituto para este último,
nos t e r m o s d o Enunciado 159 do Colendo Tribunal Superior d o Trabalho (TST) e
c o n f o r m e regras e m vigor na assinatura deste A C T .

Parágrafo Único - Para fins desta cláusula será considerado como período de
substituição aquele igual ou superior a 10 (dez) dias.

CLÁUSULA 50 - ATESTADO MÉDICO E ODONTOLÓGICO


a

Serão reconhecidos atestados médicos e/ou odontológicos, d e s d e q u e os mesmos


c o n s i g n e m o dia, o horário de atendimento do e m p r e g a d o e a assinatura do seu
facultativo, bem c o m o o Código Internacional da Doença - CID.

CLÁUSULA 5 1 - SERVIÇOS EXTERNOS


a

Nos casos de prestação de serviços externos, a e m p r e s a arcará c o m as d e s p e s a s


necessárias, cujo valor deverá ser antecipado. A p ó s realização das despesas, deverá
haver a prestação de contas pelo e m p r e g a d o , e observados os seguintes procedimentos:

a) A s horas despendidas e m trânsito serão consideradas c o m o horas de trabalho, para


todos os efeitos;
b) Será elaborada N o r m a Interna disciplinando a questão;

c) A p ó s ultrapassada a jornada normal de trabalho, as refeições realizadas pelos


e m p r e g a d o s contemplados por esta cláusula, serão pagas e m vale-refeição ou valor
equivalente, ressalvadas condições mais favoráveis.

C L Á U S U L A 5 2 - A U T O R I Z A Ç Ã O P A R A D E S C O N T O EM F O L H A DE P A G A M E N T O
a

Poderá ser efetivado desconto em folha de pagamento, quando oferecida a


contraprestação de: seguro d e vida em grupo, vale-transporte, planos médicos e
odontológicos, a m b o s c o m a participação do e m p r e g a d o nos custos, vale-alimentação,
vale-refeição, medicamentos, convénios com associação dos empregados,
clube/agremiações, prestação de financiamentos através de cooperativa de crédito,
prestação de financiamentos com empresas financeiras conveniadas, quando
e x p r e s s a m e n t e autorizados pelo e m p r e g a d o .

CLÁUSULA 53 - ASSISTÊNCIA JURÍDICA


a

Será fornecida assistência jurídica gratuita aos e m p r e g a d o s que dela necessitarem, pelo
corpo jurídico da S P O b r a s , e m razão de fatos ocorridos no exercício de atividade
profissional, d e s d e que o e m p r e g a d o esteja a serviço da e m p r e s a .

Parágrafo Único - Excetuam-se os casos de inquérito administrativo, sindicância ou


q u a n d o houver conflito de interesses c o m a e m p r e s a .

CLÁUSULA 5 4 - FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL


a

A e m p r e s a manterá a política de treinamento de seus e m p r e g a d o s , c o m a p r o m o ç ã o de


cursos, eventos e seminários, observados os seguintes preceitos:

a) Divulgação a m p l a da política de treinamento, b e m c o m o as previsões dos cursos,


eventos e seminários, incentivando a participação de seu corpo técnico;

b) P r o m o ç ã o de intercâmbio tecnológico entre profissionais na área de interesse, c o m o


f o r m a d e aperfeiçoamento d o corpo técnico;

c) Possibilidade de participação em eventos, cursos (especialização, mestrado ou


doutorado) e seminários, dentro da atividade profissional do e m p r e g a d o , e m assunto ou
projeto de interesse da e m p r e s a , mediante autorização d o Diretor, s e m desconto no
salário dos dias/horas de participação e nem a obrigação de c o m p e n s a ç ã o d e s s a s horas.
filiado á CUT

C L A U S U L A 5 5 - ESTABILIDADE PARA ACIDENTE DO T R A B A L H O


a

O e m p r e g a d o vitimado por acidente de trabalho e que, e m decorrência, afastar-se do


trabalho por até 15 (quinze) dias, terá garantida a m a n u t e n ç ã o do s e u contrato de
trabalho na e m p r e s a , pelo m e s m o período do afastamento. A q u e l e q u e se afastar por 16
(dezesseis) dias ou mais, terá estabilidade conforme o previsto no artigo 118 da Lei
Federal n° 8 . 2 1 3 / 9 1 : "O segurado que sofreu acidente do trabalho terá garantida, pelo
prazo mínimo de 12 (doze) m e s e s , a m a n u t e n ç ã o do seu contrato de trabalho na
empresa, após a cessação do auxílio-doença acidentário, independentemente de
percepção de auxílio-acidente".

CLÁUSULA 56 - ESTABILIDADE
a A EMPREGADOS EM RETORNO DE
TRATAMENTO MÉDICO

O s e g u r a d o e m retorno de tratamento médico terá garantida a m a n u t e n ç ã o d o seu


contrato de trabalho na e m p r e s a , pelo m e s m o período do afastamento, limitado ao prazo
máximo de 75 (setenta e cinco) dias, após a cessação do tratamento médico,
independentemente de percepção de auxílio-doença.

C L Á U S U L A 5 7 - C O M P L E M E N T A Ç Ã O DE AUXILIO PREVIDENCIÁRIO
a

Será a s s e g u r a d o ao e m p r e g a d o , e m gozo de benefício previdenciário, por acidente de


trabalho ou d o e n ç a , c o m p l e m e n t a ç ã o do valor do benefício até o limite do salário a que
faria jus se estivesse e m atividade. A garantia inclui o 13° (décimo terceiro) salário.

Parágrafo 1° - T e n d o e m vista a impossibilidade d e se apurar o valor exato da


c o m p l e m e n t a ç ã o , a e m p r e s a pagará aos e m p r e g a d o s até que o p a g a m e n t o do benefício
seja efetuado pela Previdência Social, o valor de 8 0 % (oitenta por cento) do seu salário,
q u a n d o então serão descontados ou creditados os valores pagos eventualmente a mais
ou a menos.

P a r á g r a f o 2 - A c o m p l e m e n t a ç ã o prevista no "caput" será devida do início do beneficio


o

previdenciário até o limite de 180 (cento e oitenta) dias, considerado o disposto no


parágrafo 1 . o

P a r á g r a f o 3° - Ficam garantidos aos e m p r e g a d o s discriminados no caput e t a m b é m às


empregadas afastadas por licença maternidade e aos empregados adotantes os
seguintes benefícios, do início do afastamento enquanto perdurar a licença, limitado a 180
(cento e oitenta) dias: vale refeição - 30 dias a contar do início do afastamento; vale-
alimentação, auxílio creche, auxílio filho excepcional, incentivo a e d u c a ç ã o e auxílio
funeral; assistência médica (plano/seguro interno ou reembolso para plano/seguro
externo), assistência odontológica e cobertura do seguro de vida e m grupo, d e s d e que o^
e m p r e g a d o tenha aderido aos benefícios antes do afastamento.

20
P a r á g r a f o 4° - Fica garantido aos e m p r e g a d o s afastados por licença médica ou acidente
de trabalho, o vale-alimentação pelo prazo m á x i m o de 12 m e s e s , sendo o valor do vale-
alimentação fornecido no valor nominal estabelecido pela e m p r e s a excluída a percepção
d o montante convertido d o vale-refeição e m vale-alimentação.

P a r á g r a f o 5 - A p ó s o período previsto no parágrafo 3°, a m a n u t e n ç ã o dos benefícios de


o

assistência médica, odontológica e seguro de vida e m grupo, ficam condicionados ao


p a g a m e n t o pelo e m p r e g a d o de sua cota parte, nos moldes previstos no termo de adesão
aos benefícios. No caso d e não p a g a m e n t o pelo e m p r e g a d o , a E m p r e s a fica desobrigada
de manter o e m p r e g a d o c o m o integrante dos benefícios explicitados nesse parágrafo.

C L Á U S U L A 5 8 - GARANTIAS SINDICAIS
a

A empresa não criará qualquer dificuldade para o a c e s s o dos representantes do


S I N C O H A B , d e v i d a m e n t e credenciados, nos locais de trabalho, a fim de orientar no
tocante às condições de higiene e segurança no trabalho, desde q u e pré-avisada a visita
c o m antecedência mínima de 24 (vinte e quatro) horas, e s e m p r e se fazendo a c o m p a n h a r
por representante da Empresa.

P a r á g r a f o Ú n i c o - Tal a c e s s o não terá, j a m a i s , caráter fiscalizatório.

C L Á U S U L A 5 9 - L I B E R A Ç Ã O DE D I R I G E N T E S I N D I C A L
a

A e m p r e s a liberará e m período integral, durante a vigência do m a n d a t o , s e m prejuízo do


salário, benefícios sociais e d e m a i s vantagens, c o m o se e m exercício estivesse, de
a p e n a s 01 (um) diretor sindical, d e s d e q u e indicados pela Presidência do S I N C O H A B .

P a r á g r a f o Ú n i c o - Ficam disponibilizadas 16 (dezesseis) horas a cada bimestre, cujo


controle das ausências será de responsabilidade do gestor da área do e m p r e g a d o eleito
pelo S I N C O H A B q u e for c o n v o c a d o para reuniões e deliberações de caráter interno do
sindicato, s e m prejuízo do seu salário. Para tanto será necessária a apresentação de
oficio solicitando a liberação, com antecedência mínima de 03 (três) dias úteis da data de
liberação.

C L Á U S U L A 6 0 - ASSEMBLEIAS NA EMPRESA
a

A e m p r e s a permitirá a realização de A s s e m b l e i a s e Reuniões Setoriais, dentro de seu


recinto, q u a n d o solicitado por escrito pelo S I N C O H A B , c o m antecedência mínima de 03
(três) dias úteis e aprovada pela Diretoria. •
Obras
CmTftBHH» x sue PAVIO 9 0 F H V M
S i n d i c a t o dos T r a b a l h a d o r e s nas E m p r e s a s e C o o p e r a t i v a s
Habitacionais e Desenvolvimento Urbano no Estado de São Pauio-Sincohab
filiado a CUT

CLÁUSULA 6 1 - SINDICALIZAÇÃO a

A e m p r e s a , q u a n d o solicitada por escrito, poderá ceder local dentro d e s e u recinto para


que o S I N C O H A B , e m dia e hora previamente fixados, possa fazer s u a c a m p a n h a d e
sindicalização junto aos e m p r e g a d o s , v e d a d a a propaganda político-partidária.

CLÁUSULA 6 2 - LICENÇA A ASSOCIADO DO SINDICATO


a

A e m p r e s a poderá liberar o e m p r e g a d o sindicalizado eleito para participar na qualidade


de representante do congresso d o S I N C O H A B , desde q u e solicitado por escrito c o m , no
mínimo, 04 (quatro) dias úteis d e antecedência.

C L Á U S U L A 6 3 - B A N C O DE TRANSFERÊNCIA
a

A e m p r e s a manterá banco d e transferência q u e será administrado pela Gerência d e


Recursos Humanos, com acompanhamento da Diretoria de Representação dos
Empregados - DRE.

Parágrafo 1 o - O e m p r e g a d o interessado e m obter transferência para outro setor d a


e m p r e s a deverá preencher formulário próprio, indicando s u a experiência, pretensões e
locais d e lotação.

P a r á g r a f o 2 - O banco d e transferência poderá, t a m b é m , ser utilizado para o intercâmbio


o

tecnológico entre profissionais de áreas diversas, c o m o parte d o Programa d e Formação


e Desenvolvimento Profissional e aperfeiçoamento d o corpo técnico.

P a r á g r a f o 3 - E m caso d e necessidade d e transferência, a e m p r e s a consultará o banco


o

de transferência dando preferência a o s e m p r e g a d o s inscritos, d e s d e q u e atendidas às


condições estabelecidas no Plano d e E m p r e g o s , Cargos e Salários.

P a r á g r a f o 4 - A E m p r e s a se c o m p r o m e t e a regulamentar o Banco d e Transferência, por


o

meio d e Norma Administrativa q u e contemple, no mínimo, os dados d a solicitação formal


da área interessada, descrição d a s atividades a serem d e s e m p e n h a d a s na nova área,
t e m p o necessário e a c o m p a n h a m e n t o processual d a D R E .

C L Á U S U L A 6 4 - R E L A Ç Ã O DE CARGOS E SALÁRIOS
a

Será fornecido a o S I N C O H A B , nos m e s e s d e fevereiro e agosto d e cada a n o , a relação


dos cargos e salários vigentes na e m p r e s a , b e m c o m o o número d e e m p r e g a d o s e m cada
cargo, por meio d e cópia reprográfica e sistema digitalizado (CD, e-mail, e t c ) .

- - 0
C L Á U S U L A 6 5 - D I R E I T O D E O R G A N I Z A Ç Ã O N O L O C A L DE T R A B A L H O
a

Os e m p r e g a d o s elegerão seus representantes na Diretoria de Representação dos


E m p r e g a d o s - D R E , nos Conselhos de Representantes dos E m p r e g a d o s - C R E , no
C o n s e l h o de Administração, no Conselho Fiscal e nas C o m i s s õ e s constituídas c o m fins
específicos, no âmbito da e m p r e s a , para tratar de questões relativas ao trabalho e seus
d e s d o b r a m e n t o s e m relação ao c u m p r i m e n t o d a s leis e acordos coletivos.

Parágrafo 1 o - O Processo eleitoral destes representantes será conduzido de formas


a u t ó n o m a e independente pelos e m p r e g a d o s da S P O b r a s .

Parágrafo 2 . A Assessoria
o Jurídica aos membros das C o m i s s õ e s Eleitorais será
prestada pelo S I N C O H A B .

P a r á g r a f o 3. Os m e m b r o s das C o m i s s õ e s Eleitorais gozarão de estabilidade por um


período de 03 (três) m e s e s , a contar da data de posse dos eleitos, nesta comissão, sem
prejuízo dos demais direitos e obrigações legais.

C L Á U S U L A 6 6 - L I B E R A Ç Ã O DE M E M B R O S P A R A C I P A
a

Para o d e s e m p e n h o de suas atividades, os m e m b r o s da C o m i s s ã o Interna de Prevenção


de Acidentes - CIPA disporão de 01 (um) dia por mês, s e m prejuízo do salário, para
fiscalização preventiva de acidentes e para sua reunião m e n s a l .

P a r á g r a f o Ú n i c o - Deverá ser apresentado pela CIPA, m e n s a l m e n t e , relatório da vistoria


à Diretoria Administrativa Financeira da e m p r e s a , c o m cópia ao S I N C O H A B .

C L Á U S U L A 6 7 - V E R B A A N U A L PARA A CIPA
a

V i s a n d o atender a N o r m a Regulamentadora NR-5 e m seus itens:

5 . 1 6 - letras:

o)" promover, anualmente, e m conjunto c o m o S E S M T , o n d e houver, a S e m a n a


Interna de Prevenção d e Acidentes do Trabalho - SIPAT;"

p) "A C I P A t e m atribuição, participar anualmente, e m conjunto c o m a Empresa, de


C a m p a n h a de Prevenção da AIDS".

5.17 - "Cabe ao e m p r e g a d o r proporcionar aos m e m b r o s da C I P A os meios


necessários ao d e s e m p e n h o de suas atribuições, garantindo t e m p o suficiente para
a realização das tarefas constantes do plano d e trabalho".

A E m p r e s a destinará os recursos necessários para a realização das atividades da


Obras
C B K T K I W M * S « 8 M B I O BO FBIBRB
filiado á CUT

CLÁUSULA 68 - GINÁSTICA L A B O R A L a

A Empresa tomará as providências necessárias para implantar o Programa de


"Orientação de Ginástica Laboral", e m conformidade c o m a legislação vigente.

P a r á g r a f o 1 - A orientação para ginástica laboral será oferecida a todos os e m p r e g a d o s


o

que e x e r ç a m atividades que envolvam qualquer tipo de esforço físico repetitivo.

Parágrafo 2 o - A s orientações para a ginástica laboral serão oferecidas no local de


trabalho por profissional habilitado.

C L Á U S U L A 6 9 - S E G U R A N Ç A , HIGIENE E MEDICINA DO T R A B A L H O
a

A e m p r e s a observará os preceitos de segurança, higiene e medicina do trabalho previstos


na Portaria n . 0 3.214/78 do Ministério do Trabalho.

Parágrafo 1 o - A e m p r e s a manterá e m sua sede, local apropriado para as refeições,


instalando no m e s m o : geladeira, bebedouro, forno de micro-ondas, m e s a s e cadeiras
para o uso simultâneo de 16 (dezesseis) e m p r e g a d o s .

Parágrafo 2 o - Q u a n d o não previsto no T e r m o de Referência ou Contrato, a S P O b r a s


será responsável pela infraestrutura nos canteiros para atender os seus e m p r e g a d o s .

P a r á g r a f o 3 - Será disponibilizado aos e m p r e g a d o s da S P O b r a s , material personalizado


o

(Camisa e Capacete de Proteção personalizados c o m a Logo da S P O b r a s ) , afim de


distinguir a equipe de fiscalização da S P O b r a s , dos trabalhadores das empreiteiras e
demais colaboradores da obra.

CLÁUSULA 70 - CONTRIBUIÇÃO ASSOCIATIVA SINDICAL


a

A e m p r e s a descontará m e n s a l m e n t e 0 , 4 % (zero vírgula quatro por cento) a título de


contribuição associativa sindical, exceto no mês de março, diretamente de seus
e m p r e g a d o s associados, e m folha de p a g a m e n t o , conforme deliberação na respectiva
assembleia geral dos e m p r e g a d o s , desde que por eles autorizadas por escrito.

Parágrafo Único - O valor do desconto será depositado em conta bancária do


S I N C O H A B , através de guia própria fornecida pelo m e s m o , até o 3 o (terceiro) dia útil
subsequente à competência do desconto. A relação nominal dos empregados e
respectivos descontos serão e n c a m i n h a d o s ao S I N C O H A B , no m e s m o prazo, j u n t a m e n t e
c o m o comprovante de recolhimento. \
CLÁUSULA 7 1 - CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL SINDICAL
a

A e m p r e s a descontará m e n s a l m e n t e 0,5% (meio por cento) a título de contribuição


assistencial sindical, exceto no mês de março, diretamente de seus e m p r e g a d o s , e m folha
de p a g a m e n t o , conforme deliberação na respectiva A s s e m b l e i a Geral dos e m p r e g a d o s .

P a r á g r a f o 1 - O valor do desconto será depositado e m conta bancária do S I N C O H A B ,


o

através de guia própria fornecida pelo m e s m o , até o 3° (terceiro) dia útil subsequente à
competência do desconto. A relação nominal dos e m p r e g a d o s e respectivos descontos
serão e n c a m i n h a d o s ao S I N C O H A B , no m e s m o prazo, j u n t a m e n t e c o m o c o m p r o v a n t e do
recolhimento.

Parágrafo 2 o - O s e m p r e g a d o s associados q u e contribuam ao S I N C O H A B com a


contribuição associativa sindical estarão isentos da contribuição de q u e trata o caput.

P a r á g r a f o 3 - Será garantido aos e m p r e g a d o s o direito de oposição ao desconto, desde


o

que protocolada pessoalmente carta de próprio punho na s e d e do Sindicato, nos


primeiros 10 (dez) dias após a assinatura deste A c o r d o Coletivo de Trabalho.

CLÁUSULA 72 - AVISOS a

Será permitida a fixação no Q u a d r o de Avisos da e m p r e s a , de Boletins Informativos


dirigidos aos e m p r e g a d o s pelo S I N C O H A B , CIPA e C R E e m d i m e n s õ e s m á x i m a s iguais
àqueles fixados pela e m p r e s a , e m locais acessíveis aos e m p r e g a d o s , para fixação de
matéria de interesse da categoria, sendo v e d a d a a divulgação de material político-
partidário, religioso ou ofensivo a q u e m quer q u e seja.

P a r á g r a f o 1 - O Q u a d r o de Aviso será mantido e m todos os andares e m q u e a e m p r e s a


o

esteja instalada, além da g a r a g e m e nos canteiros de obras.

P a r á g r a f o 2° - T o d a matéria aprovada para fixação nos Quadros de Avisos, t a m b é m


poderá ser enviada por meio do e-mail institucional do C R E , a todos os e m p r e g a d o s da
SPObras.

C L Á U S U L A 7 3 - B A N C O DE H O R A S
a

Em conformidade c o m o disposto no artigo 59, parágrafo 2 da Consolidação das Leis do


o

Trabalho - CLT, a e m p r e s a adotará o sistema de Banco de Horas, c o n f o r m e critérios a


seguir:

P a r á g r a f o 1° - A j o r n a d a normal diária de trabalho de s e g u n d a a sexta-feira é de 08 (oito)


horas e o horário de expediente da e m p r e s a , permanecerá inalterado, ou seja, entrada
das 08h00 às 09h00 e saída das 17h00 às 18h00, s e m p r e c o m intervalo de u m a hora
para d e s c a n s o e alimentação. .
Parágrafo 2 o - Para efeito exclusivo da c o m p e n s a ç ã o das horas, o horário de trabalho
será flexível e variável, p o d e n d o ocorrer c o m horários de entrada e saída variados ou e m
folgas semanais, e m dias a mais nas férias, ou e m licença de trabalho remunerada,
a c o r d a d o s previamente c o m o superior hierárquico e m função das necessidades de
serviço.

a) E m casos excepcionais e por estrita necessidade de serviço, o superior hierárquico


poderá autorizar a m a r c a ç ã o de ponto fora do horário normal s e m a prévia c o m u n i c a ç ã o ,
ficando assegurado o registro da j o r n a d a efetivamente trabalhada, inclusive das horas
despendidas q u a n d o o e m p r e g a d o estiver e m plantão e m sua residência ou q u a n d o do
retorno antecipado d a s férias.

b) Para possibilitar a correta m a r c a ç ã o de ponto nos casos previstos na alínea "a", a


diretoria se obriga a determinar q u e as superintendências, gerências e/ou assessorias
responsáveis c o m u n i q u e m à unidade de recursos h u m a n o s no prazo de dois dias úteis a
eventual realização de trabalho além da j o r n a d a normal não autorizada previamente, para
que seja lançado no sistema de ponto digital, m e c â n i c o ou m a n u a l .

P a r á g r a f o 3 - A m a r c a ç ã o de ponto fora do horário estabelecido no parágrafo 1 , c o m o


o o

horário de expediente normal, só poderá ocorrer c o m autorização do responsável da área


solicitante, mediante e m i s s ã o de formulário próprio, c o m a anuência do Diretor da área
correspondente ou de outro profissional a quem tiver sido delegada essa
responsabilidade. Caso não seja possível a pré-autorização para a realização de horas
extraordinárias, a área deverá encaminhar à G R H , até 02 (dois) dias depois da
ocorrência, o formulário próprio c o m a devida autorização, justificativa e anuência do
Diretor da área. A s horas realizadas d e v e m ser lançadas e m formulário de controle de
frequência e autorização de horas extras.

Parágrafo 4 o - O Banco de Horas a r m a z e n a r á as horas credoras e d e v e d o r a s do


e m p r e g a d o . A e m p r e s a emitirá e entregará, m e n s a l m e n t e , ao e m p r e g a d o um relatório
c o n t e n d o todas as horas realizadas no mês, incluindo as horas extras pagas e as horas
acumuladas.

P a r á g r a f o 5 - Serão consideradas horas extraordinárias, aquelas q u e e x c e d e r e m o limite


o

de 08 (oito) horas diárias, as quais totalizam 4 0 (quarenta) horas semanais. O Banco de


Horas funcionará de s e g u n d a a sexta-feira, d e v e n d o , contudo, ser respeitadas as
restrições legais para q u e não haja j o r n a d a diária superior a 10 (dez) horas e resguardado
o intervalo mínimo de 11 (onze) horas consecutivas de d e s c a n s o entre o término de uma
a) Não serão descontadas nem c o m p u t a d a s c o m o jornada extraordinária as variações de
horário no registro de ponto não excedentes de cinco minutos diários.

b) A s horas extras diárias realizadas e m número superior a 02 (duas) deverão ser pagas
ao e m p r e g a d o , conforme estabelecido no A c o r d o Coletivo de Trabalho.

Parágrafo 6 o - Ficam assegurados ao e m p r e g a d o que realizar horas extraordinárias,


independente das m e s m a s serem a c u m u l a d a s no Banco de Horas ou pagas, a percepção
dos benefícios garantidos no A c o r d o Coletivo de Trabalho.

a) Não será suspenso ou descontado nenhum dos benefícios quando da


c o m p e n s a ç ã o de horas.

Parágrafo 7 o - A quantidade m á x i m a de horas a serem a c u m u l a d a s no banco de horas


não poderá ser superior a 200 (duzentas) horas, durante o período estipulado no
parágrafo 8 deste artigo.
o

Parágrafo 8 o - O período para a c ú m u l o e c o m p e n s a ç ã o das horas será de 06 (seis)


meses, c o m p r e e n d i d o entre 1 o de janeiro e 31 de d e z e m b r o , e m conformidade c o m o
disposto no artigo 59, parágrafo 2 da Consolidação das Leis do Trabalho - C L T .
o

a) A s horas a c u m u l a d a s e não c o m p e n s a d a s dentro do prazo estipulado, deverão ser


pagas ao e m p r e g a d o , c o m os acréscimos legais, j u n t a m e n t e c o m os salários do m ê s de
janeiro de cada ano, após e n c e r r a m e n t o e apuração dos saldos do ano anterior.

b) O prazo estipulado neste parágrafo poderá ser prorrogado para efeito de


c o m p e n s a ç ã o , excepcionalmente, para serem acrescidos ao período de gozo das férias e
e m casos de licença médica e licença maternidade, desde que acordado previamente
c o m o superior hierárquico.

P a r á g r a f o 9 - Na hipótese de rescisão de contrato de trabalho, as horas d e v e d o r a s que


o

porventura estiverem apontadas no Banco de Horas, não serão descontadas do


e m p r e g a d o na rescisão, b e m c o m o as horas credoras serão pagas c o m os acréscimos
legais, calculadas sobre o valor da remuneração na data da rescisão.

P a r á g r a f o 10° - A a d e s ã o à presente cláusula é facultativa, podendo o e m p r e g a d o aceitar


ou não participar da m e s m a q u a n d o lhe for conveniente, c a b e n d o ao gestor que solicitar a
j o r n a d a extraordinária informar ao RH se o e m p r e g a d o irá se utilizar do banco de horas ou
deverá receber as horas extras devidas.
C L Á U S U L A 7 4 - N E G O C I A Ç Ã O C O L E T I V A E R E V I S Ã O DE C L Á U S U L A S
a

Fica assegurada, q u a n d o necessária, a realização de revisão deste A c o r d o Coletivo de


Trabalho, entre o S I N C O H A B e a e m p r e s a , mediante discussão e reconhecimento de
eventuais impactos decorrentes de m u d a n ç a s da conjuntura e c o n ó m i c a , legislação ou
edição de política salarial.

P a r á g r a f o Ú n i c o - O pedido de revisão será definido e m A s s e m b l e i a Geral Extraordinária


dos e m p r e g a d o s da e m p r e s a , especialmente convocada para esse fim, e da negociação
participarão ainda o Conselho de Representantes dos E m p r e g a d o s - C R E e a Diretoria
de Representação dos E m p r e g a d o s - D R E .

C L Á U S U L A 7 5 - MULTA POR DESCUMPRIMENTO


a

Desde que não c o m i n a d a multa específica, o não cumprimento de qualquer cláusula


deste A C T , acarretará multa de 3 % (três por cento) do salário nominal do e m p r e g a d o e m
caso de d e s c u m p r i m e n t o de quaisquer das cláusulas contidas neste A C T , revertidas o
seu beneficio e m favor da parte prejudicada.

CLÁUSULA 76 - ABRANGÊNCIA
a

A s cláusulas do presente A c o r d o Coletivo de Trabalho aplicam-se a todos os e m p r e g a d o s


da S P O b r a s e aqueles que por conta da Lei n° 15.056, de 08 de d e z e m b r o de 2009
(Cisão E M U R B ) , ingressarem no quadro da e m p r e s a .

CLÁUSULA 7 7 - VIGÊNCIA
a

O presente A c o r d o Coletivo de Trabalho terá vigência de 1°/05/2017 a 30/04/2019 no que


se refere à aplicabilidade das cláusulas sociais e económicas; quanto aos índices e
valores pecuniários valerão pelo período de 01/05/2017 a 30/04/2018.

P a r á g r a f o Ú n i c o - A s cláusulas deste A c o r d o Coletivo de Trabalho ficam garantidas até a


assinatura do próximo A c o r d o Coletivo de Trabalho.

CLÁUSULA 78 - COMPETÊNCIA
a

Será c o m p e t e n t e a Justiça do Trabalho para dirimir quaisquer divergências q u e v e n h a m a


surgir na aplicação do presente A c o r d o Coletivo de Trabalho.
Obras
CDSSIRUtUflB II SAS PA1IIO 00 F I T M 6
filiado à CUT

Para q u e produza os efeitos legais, as partes assinam o A c o r d o Coletivo de Trabalho e m


06 (seis) vias.

São Paulo, 22 de novembro de 2 0 1 7

PELA SAQ-PAULO OBRAS - SPObras

VÍTOR LÉVy CASTEX A L Y P A U L O S A N T O R O DE M A T T O S A L M E I D A

Diretor Presidente Diretor Administrativo e Financeiro


77 I
CPF: 083.460.018-86 C P F : 007.515.038-78

D I N O R A H X A V I E R DE M. V I C E N T I N I J O H N S O N ARAU^OHDA SjLVA,

Superintendente Jurídico /Advogado

CPF: 397.357.458-87 O A B / S P 147.533

P E L O S Ó R G Ã O S DE R E P R E S E N T A Ç Ã O D O S E M P R E G A D O S

GERSON PRIMIANI EDILSON REBELLO

Presidente do S I N C O H A B Diretor Social do S I N C O H A B


C P F : 894.888,148-53 CPF: 074.583.668-26

RA F A E L A vITONIO M Y A W A K I S E L M A B A R R O S DOS SANTOS DIAS

Presidente de Conselho de Diretor de Representação dos E m p r e g a d o s

Representantes dos E m p r e g a d o s C P F : 080.152.198-09

C P F : 164.039.478-85 I A

.UIS C A R L O S L A U R I N D O
Advogado
O A B / S P 77.598

29
ANEXO I - A C T 2 0 1 7 / 2 0 1 9
Obras
TABELA DE REEMBOLSO - FAIXA ETÁRIA
FAIXA SALARIAL - GRUPO 1 FAIXA SALARIAL - GRUPO 2 FAIXA SALARIAL - GRUPO 3
De R$ Até R$ De R$ Até R$ De R$ AtéRS
0 4.006,19 4.006,20 5.922,37 5.922,38 10.136,22
Referência COM Referência COM Referência COM
FAIXA ETÁRIA REAJUSTE FAIXA ETÁRIA REAJUSTE FAIXA ETÁRIA REAJUSTE
13,55% 13,55% 13,55%
DE ATÉ VALOR DO DE ATÉ VALOR DO DE ATÉ VALOR DO
REEMBOLSO REEMBOLSO REEMBOLSO
0 18 R$ 269,48 0 18 R$ 265,05 0 18 R$ 260,61
19 23 R$ 370,89 19 23 R$ 364,79 19 23 RS 358,69
24 28 R$ 388,38 24 28 R$ 381,99 24 28 R$ 375,60
29 33 R$ 409,01 29 33 R$ 402,28 29 33 RS 395,55
34 38 R$ 431,88 34 38 R$ 424,78 34 38 RS 417,67
39 43 R$ 480,70 39 43 R$ 472,79 39 43 RS 464,88
44 48 R$ 660,36 44 48 RS 649,49 44 48 RS 638,63
49 53 R$ 785,79 49 53 R$ 772,86 49 53 R$ 759,93
54 58 R$ 909,59 54 58 R$ 894,63 54 58 RS 879,66
Acima de 59 R$ 1.615,90 Acima de 59 R$ 1.589,32 Acima de 59 RS 1.562,73

FAIXA SALARIAL - GRUPO 4 FAIXA SALARIAL - GRUPO 5

De R$ Até R$ De R$ Até R$
10.136,23 12.420,10 12.420,11 9.999.999,00
Referência COM Referência COM
FAIXA ETÁRIA REAJUSTE FAIXA ETÁRIA REAJUSTE
13,55% 13,55%
VALOR DO VALOR DO
DE ATÉ REEMBOLSO DE ATÉ REEMBOLSO
0 18 R$ 256,18 0 18 R$ 251,75
19 23 R$ 352,59 19 23 R$ 346,49
24 28 R$ 369,21 24 28 R$ 362,83
29 33 R$ 388,82 29 33 RS 382,09
34 38 R$ 410,57 34 38 R$ 403,46
39 43 R$ 456,97 39 43 R$ 449,06
44 48 R$ 627,76 44 48 RS 616,90
49 53 R$ 747,01 49 53 R$ 734,08
54 58 R$ 864,70 54 58 R$ 849,73
Acima de 59 R$ 1.536,15 Acima de 59 R$ 1.509,57
Obras

ANEXO II

ACT 2017 - 2019

REEMBOLSO FAIXA SALARIAL


INÍCIO FAIXA FIM FAIXA REFERÊNCIA TETO
R$ R$ 4.006,19 R$ 1.093,19 86% R$ 940,14
R$ 4.006,20 R$ 5.922,37 R$ 1.075,22 76% R$ 817,17
R$ 5.922,38 R$ 10.136,22 R$ 1.057,23 66% R$ 697,77
R$ 10.136,23 R$ 12.420,10 R$ 1.039,24 56% R$ 581,97
R$ 12.420,11 R$ 1.021,26 46% R$ 469,78
Obras
ttttSTMHMM * tJW NHKI M WIIM

ANEXO III

ACT 2017-2019

REEMBOLSO PAIS
INÍCIO FAIXA FIM FAIXA REFERÊNCIA TETO
R$ 7.741,20 R$ 968,54 72% R$ 697,35
R$ 7.741,21 R$ 10.136,22 R$ 968,54 68% R$ 658,61
R$ 10.136,23 R$ 12.420,10 R$ 952,06 58% R$ 552,19
R$ 12.420,11 R$ 935,58 45% R$ 421,01