Você está na página 1de 14

MICROSCOPIA

O que é um microscópio óptico e qual é a sua função? Pg. 122 livro

• Instrumento óptico com capacidade de ampliar imagens


de objetos muito pequenos

• Composto principalmente pelos seguintes componentes:


fonte de luz, lentes condensadoras, lentes objetivas e
lentes oculares.

• Aumenta a imagem da amostra em até 400X em


relação à capacidade visual do olho humano.

“História da Microscopia”,
<https://www.youtube.com/
embed/-y0ddgq3wHQ>.
Microscópio eletrônico MICROSCOPIA
Pg. 122 livro
• É um microscópio com potencial de aumento muito superior ao óptico.

• A diferença básica entre o microscópio óptico e o eletrônico é que o


eletrônico não é utilizada a luz, mas sim feixes de elétrons.

• Aumenta a imagem da amostra em até 500 000X em relação à


capacidade visual do olho humano.

• Maior poder de resolução (pg. 128 livro)


Para os curiosos: MICROSCÓPIO
Pg. 122 livro
Oculares: Dois sistemas de lentes (em microscópios mais simples há apenas um). As oculares geralmente tem poder de
aumento de 10X e é por meio delas que observamos a imagem ampliada.

Tubo: Suporte das oculares. Também chamado de canhão.

Revólver: Peça giratória que comporta as objetivas. Para trocar de objetiva, sempre manuseie o revólver, nunca force as
objetivas.

Objetivas: Geralmente três ou quatro, são lentes de maior poder de ampliação.

Platina: Também chamada de mesa, é o suporte onde será colocada a lâmina. A platina pode ser levantada ou baixada para
regular o foco, utilizando-se os parafusos macro e micrométrico.

Condensador: Concentra os raios luminosos que incidem sobre a lâmina.

Fonte de luz: Nos microscópios modernos é uma lâmpada, mas em microscópios mais antigos era um espelho que refletia a
luz.

Macrométrico: Parafuso que permite regular a altura da platina. Faz movimentos amplos para um ajuste grosso.
Micrométrico: Parafuso que permite regular a altura da platina. Permite um ajuste fino do foco.
Braço: Também chamado de coluna, é fixo na base do microscópio e serve de suporte para as demais partes.
Charriot: Peça que permite movimentar a lâmina sobre a platina. Não aparece na figura pois geralmente localiza-se na lateral
direita.
MICROSCOPIA
Conversão de
unidades de medida:
As unidades de medida utilizadas em microscopia são: pg. 127

✓ micrômetro (μm) - microscopia óptica


✓nanômetro (ηm) e o angstrom (Å) - microscopia eletrônica.

Relação com a unidade fundamental do sistema métrico:


MICROSCOPIA

Converta:
a) 2,6.10-6 mm em nm
b) 0,043 m em Å
c) 4,67.10-5 nm em Å
d) 6.105 m em mm
MICROSCOPIA
Relação com a unidade fundamental do sistema métrico:

micrômetro - 1 μm = 10-3 mm (0,001 mm) = 10-6 m


nanômetro - 1 ηm = 10-3 μm = 10-6 mm (0,000001 mm) = 10-9 m
angstrom - 1 Å = 10-1 ηm = 10-4 μm = 10-7 mm (0,0000001
mm) = 10-10 m Exercício sobre conversão:

Converta:
Respostas:
a) 2,6.10-6 mm em nm a) 2,6 nm
b) 0,043 m em Å b) 430 Å

c) 4,67.10-5 nm em Å c) 4,67.10-4 Å
d) 6.102 =600 mm
d) 6.105 m em mm
INTERPRETE AS ESCALAS DE
IMAGENS

0,0000001 mm 0,001 mm 0,1 mm


0,0001 mm 0,01 mm
PRINCIPAIS TÉCNICAS DE PREPARO DE
MATERIAL PARA MICROSCOPIA DE
LUZ
(pp. 128-131).

• Explicar as principais técnicas de preparo do material biológico para microscopia de


luz:
✓ observação de material vital (ou a fresco)
✓ Fixação e Coloração
✓ inclusão e cortes histológicos
✓ esmagamento
PRINCIPAIS TÉCNICAS DE PREPARO DE
MATERIAL PARA MICROSCOPIA DE
(pp. 128-131). LUZ
• Explicar as principais técnicas de preparo do material biológico para microscopia de
luz:
✓ observação de material vital (ou a fresco), - Observação a fresco permite distinguir
poucas estruturas celulares
✓ Fixação e Coloração - material precisa passar por alguns
✓ inclusão e cortes histológicos tratamentos sentes de ser observado:
✓ esmagamento

- Fixação: preservação máxima das suas


estruturas internas
- mergulha o material em líquidos fixadores
(álcool, formol e etc.)
PRINCIPAIS TÉCNICAS DE PREPARO DE
MATERIAL PARA MICROSCOPIA DE
(pp. 128-131). LUZ
• Explicar as principais técnicas de preparo do material biológico para microscopia de
luz:
✓ observação de material vital (ou a fresco),
✓ Fixação e Coloração - Coloração: destacar com corantes
algumas estruturas celulares
✓ inclusão e cortes histológicos
✓ esmagamento
PRINCIPAIS TÉCNICAS DE PREPARO DE
MATERIAL PARA MICROSCOPIA DE
LUZ
(pp. 128-131).

• Explicar as principais técnicas de preparo do material biológico para microscopia de


luz:
✓ observação de material vital (ou a fresco),
✓ Fixação e Coloração
✓ inclusão e cortes histológicos
✓ esmagamento
PRINCIPAIS TÉCNICAS DE PREPARO DE
MATERIAL PARA MICROSCOPIA DE
LUZ
• Inclusão (pp. 128-131).

- Imersão do material em parafina


➢ O estudo microscópico detalhado de célula
requer que elas sejam cortadas em fatias muito
finas
➢ Para isso → material biológico deve ser
enrijecido para poder ser cortado
➢ Enrijecido em parafina
➢ cortado no micrótomo
PRINCIPAIS TÉCNICAS DE PREPARO DE
MATERIAL PARA MICROSCOPIA DE
LUZ
(pp. 128-131).

• Explicar as principais técnicas de preparo do material biológico para microscopia de


luz:
✓ observação de material vital (ou a fresco),
✓ Fixação e Coloração
✓ inclusão e cortes histológicos
✓ esmagamento - Utilizado para observar tecidos moles
- material já fixado e corado → lâmina e
“esmagado” com lamímula
PRINCIPAIS TÉCNICAS DE PREPARO DE
MATERIAL PARA MICROSCOPIA DE
LUZ

• Esmagamento

(pp. 128-131).