Você está na página 1de 6

ANDRÉ SILVA OLIVEIRA

(Caixa alta, fonte Arial 16, centralizado)

Todo trabalho, em cada uma das etapas, será submetido às ferramentas de varredura
para a detecção de plágio. Assim caso seja detectado percentual acima do tolerado,
seu trabalho será invalidado em qualquer uma das atividades. Antes de começar o
trabalho, leia o Manual do Aluno e Manual do Plágio para compreender todos itens
obrigatórios e os critérios utilizados na correção.

LUBRIFICAÇÃO, ATRITO E DESGASTE


SUBTÍTULO DO TRABALHO, SE HOUVER
(Título em caixa alta, fonte Arial 16, em negrito; subtítulo em caixa alta, fonte Arial

IPATINGA
2019
ANDRÉ SILVA OLIVEIRA
(CAIXA ALTA, FONTE ARIAL 16, CENTRALIZADO)

LUBRIFICAÇÃO, ATRITO E DESGASTE


SUBTÍTULO DO TRABALHO, SE HOUVER
(Título em caixa alta, fonte Arial 16, em negrito; subtítulo em caixa alta, fonte Arial
16, sem negrito)

Projeto apresentado ao Curso de Engenharia


Mecânica da Instituição Faculdade Pitágoras de
Ipatinga.

Orientador: (Nome do Tutor)

IPATINGA
2019
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO ......................................................................................................... 4

1.1 O PROBLEMA....................................................................................................... 4

2 OBJETIVOS ............................................................................................................. 5

2.1 OBJETIVO GERAL OU PRIMÁRIO ...................................................................... 5

2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS OU SECUNDÁRIOS ................................................ 5

3 JUSTIFICATIVA ....................................................................................................... 6

4 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA ................................ Error! Bookmark not defined.

5 METODOLOGIA....................................................... Error! Bookmark not defined.

6 CRONOGRAMA DE DESENVOLVIMENTO ............ Error! Bookmark not defined.

REFERÊNCIAS ........................................................... Error! Bookmark not defined.

No sumário, os títulos são colocados em negrito e em CAIXA ALTA


(todas as letras em maiúsculo), enquanto os subtítulos permanecem em CAIXA ALTA,
contudo, sem destaque de negrito.

Importante: lembre-se de atualizar o número das páginas do sumário antes de


submeter sua atividade para avaliação. Encaminhe um trabalho limpo, enviando
apenas o que a atividade solicita.
4

1 INTRODUÇÃO

Sempre que dois corpos em contato deslizam, rolam ou se separam um em


relação ao outro, uma força conhecida como atrito é produzida em sua interface, que
se opõe a seu movimento. Esta força de atrito é geralmente acompanhada pelo
desgaste, a remoção de material de uma ou ambas as superfícies de contato. Tanto
o atrito quanto o desgaste podem ser agravados pela contaminação, corrosão ou
condições ambientais incomuns, mas ambos são minimizados pelo processo de
lubrificação.
O desgaste é a remoção ou dano gradual da superfície de um objeto. Distingue-
se de outros modos de falha (fratura, fadiga e corrosão) pela taxa relativamente baixa
de falha que ocorre nas superfícies devido ao contato mecânico. Há diversos
mecanismos de desgastes, e este trabalho busca descrever os principais mecanismos
de desgaste. O desgaste nos elementos da máquina, juntamente com outros
processos, como fadiga e deformação, faz com que as superfícies funcionais se
degradem, resultando eventualmente em falha do material ou perda de
funcionalidade. Assim, o desgaste tem grande relevância econômica. A taxa de
desgaste é afetada por fatores como tipo de carregamento (por exemplo, impacto,
estático, dinâmico), tipo de movimento (por exemplo, deslizamento, rolamento) e
temperatura.
Lubrificação é o processo ou técnica de usar um lubrificante para reduzir o atrito
e/ou desgaste em um contato entre duas superfícies. A lubrificação adequada permite
uma operação suave e contínua dos elementos da máquina, reduz a taxa de desgaste
e evita tensões excessivas ou convulsões nos rolamentos. Quando a lubrificação se
rompe, os componentes podem se esfregar de forma destrutiva uns contra os outros,
causando calor, soldagem local, danos destrutivos e falhas.

1.1 O PROBLEMA

Levando em consideração que o atrito e desgaste são umas das principais


causas de deterioração de sistemas mecânicos, se faz o seguinte questionamento:
Quais são os critérios e práticas recomendadas para uma lubrificação mais eficiente
de sistemas mecânicos?
5

2 OBJETIVOS

2.1 OBJETIVO GERAL OU PRIMÁRIO

Compreender os princípios físicos do atrito e desgaste, que são prejudiciais aos


sistemas mecânicos em geral, e como evitá-los.

2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS OU SECUNDÁRIOS

 Apresentar os principais parâmetros de utilização e seleção de


lubrificantes.
 Apresentar critérios de seleção de lubrificantes, em função da finalidade.
 Apresentar práticas recomendadas quanto à lubrificação.
6

3 JUSTIFICATIVA

Lubrificação, atrito e desgaste tem uma importância significativa quando se fala


de sistemas mecânicos. O atrito quase sempre é evitado em sistemas mecânicos, pois
decorrente do atrito, há perdas de energia e desgaste dos materiais em contato. A
indústria atual depende de eficiência energética, já que há uma carência atual de
energia renovável, além de ser um fator decisivo de competição.
Profissionais que buscam se destacar no mercado de trabalho, ou
trabalhadores autônomos, devem sempre buscar entender os principais fatores
determinantes para uma boa prestação de serviço. Algumas situações/temas são
mais recorrentes e importantes que outros, e esses temas mais importantes devem
ser estudados mais profundamente.
Em resumo, a pesquisa busca por contribuir com eficiência energética. A
eficiência energética é de suma importância para a sociedade atual. Como a matriz
energética ainda é fortemente dependente de recursos naturais finitos, se faz
importante profissionais que busquem a eficiência energética máxima permitidos
pelas leis da Termodinâmica.