Você está na página 1de 8

Bibliografia

BIBLIOGRAFIA
1. ABOIM, João Roberto Lessa de. Elementos de Hidrografia. 1. ed. Rio de Janeiro,
RJ, Escola Naval, 1954. 230 p.

2. ACKROYD, Neil & LORIMER, Robert. Global Navigation: a GPS User’s Guide.
Londres, G.B., Lloyd’s of London Press Ltd., 1990. 202 p.

3. ALBUQUERQUE, Érico José Cavalcanti de, Capitão-de-Corveta. O Uso do NAVSAT


na Hidrografia Oceânica. Anais Hidrográficos, Rio de Janeiro, Tomo XXXIX:
97-159, 1981.

4. ALMEIDA, Ricardo Carvalho de, Capitão-de-Corveta. Climatologia e Meteorologia


Antártica. Palestra proferida no Estágio de Qualificação de Navegação Antártica
para Oficiais, Diretoria de Hidrografia e Navegação, Niterói, RJ, agosto / 1995.

5. AZEVEDO LEITE, Hélio Ramos de, Capitão-de-Mar-e-Guerra. Notas para um


Encarregado de Navegação (Pub. DN 9-2). Rio de Janeiro, Diretoria de
Hidrografia e Navegação, 1978. 53 p.

6. BECK, G.E. (Editor). Navigation Systems, a Survey of Modern Electronic


Aids. Londres, G.B., Van Nostrand Reinhold Company, 1971. 383 p.

7. BOSWELL, John (Editor). The U.S. Armed Forces Survival Manual. 1. ed. New
York, NY, EUA, Rawson, Wade Publishers, Inc., 1980. 312 p.

8. BRASIL. Companhia Energética de São Paulo (CESP). Navegando no Tietê-Paraná:


Cartilha de Navegação para a Hidrovia Tietê-Paraná (aprovada pela
Diretoria de Portos e Costas da Marinha – DPC). São Paulo, 1996. 85 p.

9. BRASIL. Leis, Decretos, etc. Decreto n° 81.621 de 03 de maio de 1978. Diário Oficial,
Brasília, 04 de maio do 1978. Seção 1, pt. 1, p. 6.281-86. Aprova o Quadro Geral
de Unidades de Medida.

10. BRASIL. Ministério da Marinha. Diretoria de Hidrografia e Navegação. Almanaque


Náutico para 1993 (Pub. DN 5). 49. ed. Rio de Janeiro, 1992. 323 p.

11. _______. Atlas da Hidrovia Tietê-Paraná, da Ilha Solteira a Barra Bonita. 1.


ed. Rio de Janeiro, 1997.

12. _______. Catálogo de Cartas e Publicações (Pub DH 7). 10. ed. Rio de Janeiro,
1993. 128 p.

13. _______. Curso de Hidrografia e Navegação. Dicionário de Expressões e Símbolos


usados no “Navigation and Nautical Astronomy – Dutton”. 9. ed. Rio de
Janeiro, 1952. 17 p.

14. _______. Evoluções Típicas do Tempo no Brasil (Pub. DG 7). Rio de Janeiro,
1970 (reimpressão). 27 p.

15. _______. Gráficos Usados na Navegação (Pub. DN 7-2). Rio de Janeiro, 1960
(reimpressão em 1969). 48 p.

Navegação eletrônica e em condições especiais 2091


Bibliografia

16. _______. Lista de Auxílios-Rádio (Pub. DH 8). 11. ed. Rio de Janeiro, 1992. 218 p.

17. _______. Lista de Faróis (Pub. DH 2). 30. ed. Rio de Janeiro, 1997. 310 p.

18. _______. Manual de Meteorologia de Passadiço (Pub. DG 2-1). 1. ed. Rio de


Janeiro, 1991. 100 p.

19. _______. Manual do Observador Meteorológico (Pub. DG 3-1). Rio de Janeiro,


1992. 150 p.

20. _______. Normas para a Navegação dos Navios da MB (Pub. DN 11). 3. ed. Rio
de Janeiro, 1996. 68 p.

21. _______. Normas da Autoridade Marítima para a Sinalização Náutica (NORMAM


17). 1. ed. Rio de Janeiro, 2000. 62 p.

22. _______. Relatório do GT sobre a DHN na Amazônia. Rio de Janeiro, 1991. 26 p.

23. _______. Roteiro – Costa Norte (Pub. DH 1-I). 11. ed. Rio de Janeiro, 1993. 232 p.

24. _______. Roteiro – Rio Paraguai (Pub. DH 1-IV). 1. ed. Rio de Janeiro, 1993. 88 p.

25. _______. Tabelas Auxiliares à Navegação (Pub. DN 2-2). 2. ed. Rio de Janeiro,
1980.

26. _______. Tábuas para Navegação Astronômica (Pub. DN 4-2). Rio de Janeiro, 1978.
180p.

27. _______. Tábuas para Navegação Estimada (Pub. DN 6-1). Rio de Janeiro, 1952
(reimpressão em 1976). 106 p.

28. BRASIL. Ministério da Marinha. Diretoria de Portos e Costas. Ensino Profissional


Marítimo. Navegação Costeira, Estimada e Eletrônica, Meteorologia e
Comunicações (Aperfeiçoamento – Vol. 5). Rio de Janeiro, 1995.

29. _______. Normas da Autoridade Marítima para Embarcações Empregadas


na Navegação Interior (NORMAM 02). Rio de Janeiro, 2000.

30. _______. Programas de Treinamento para Aquaviários – Manual do Aluno.


Rio de Janeiro, 1996. 162 p.

31. _______. Vocabulário Padrão de Navegação Marítima. Rio de Janeiro, RJ, Ensino
Profissional Marítimo, 1980.

32. BRASIL. Ministério da Marinha. Escola Naval. Coletânea de Apostilas de Navegação


para Guardas-Marinha. Rio de Janeiro, 1963.

33. _______. Navegação Eletrônica (Nav. 3). Extrato – resumo do 2º volume da obra
“A Prática da Navegação”, do CLC Carlos R. Caminha Gomes (edição autorizada
pelo Sindicato Nacional dos Oficiais de Náutica da Marinha Mercante). Rio de
Janeiro, 1983.

34. BRASIL. Ministério da Marinha. Escola Naval & Diretoria de Portos e Costas.
Navegação Astronômica. 3. ed. Rio de Janeiro, 1978. 574 p.

2092 Navegação eletrônica e em condições especiais


Bibliografia

35. BRASIL. Ministério da Marinha. Navio de Apoio Oceanográfico “Barão de Teffé”.


Ordem Interna Nº 007/83 de 07 de outubro de 1983. Operação em regiões polares.

36. BRASIL. Ministério da Marinha. Navio-Patrulha Fluvial “Amapá”. Ordem Interna Nº


OPE-004A de 11 de abril de 1991. Ordens Permanentes para o Oficial de Quarto
em Navegação Fluvial na Amazônia. s.l., s.d.

37. BRASIL. Ministério dos Transportes. Departamento Nacional de Portos e Vias Nave-
gáveis. Hidrovias e Navegação no Brasil (análise condensada do “Estudo
Geral de Vias Navegáveis Interiores do Brasil” executado pelo Consórcio
SGTE-LASA). Rio de Janeiro, s.d.

38. CAMINHA, Herick Marques, Vice-Almirante. Dicionário Marítimo Brasileiro.


2. ed. rev. atual. Rio de Janeiro, Clube Naval, 1996. 468, [36] p.

39. CAMINHA GOMES, Carlos R., CLC. A Prática da Navegação. 1. ed. Rio de Janeiro,
Sindicato dos Oficiais de Náutica da Marinha Mercante, 1980. 2v.

40. CASTRO E SILVA, Rogério de, Vice-Almirante. Arte Naval Moderna. 9. ed. Lisboa,
Editorial de Marinha, s.d. 771 p.

41. CHILE. Instituto Hidrográfico de la Armada. Manual de Navegación, Vol. II (I.H.A.


Pub. 3031). 1. ed. Valparaíso, 1982. 265 p.

42. _______. Instrucciones Generales de Navegación en las Cercanias de la Costa


y Aguas Interiores. 6. ed. (corrigida e atualizada). Valparaiso, 1985. 63 p.

43. _______. Nociones Fundamentales sobre Maremotos o Tsunamis (I.H.A. Pub.


3017). Valparaiso, 1984. 16 p.

44. COHEN, Philip M. Bathymetric Navigation and Charting. Annapolis, Maryland,


EUA, United States Naval Institute, 1970. 138 p.

45. COLES, K. Adlard. Navegación con Mal Tiempo (Heavy Weather Sailing). 2. ed.
Traducción de Luis de la Sierra. Barcelona, Espanha, Editorial Juventud, 1979.

46. COSTA, Luiz Sérgio Silveira, Vice-Almirante. As Hidrovias Interiores no Brasil.


1. ed. Rio de Janeiro, Serviço de Documentação da Marinha, 1998. 125 p.

47. _______. Recomendações para o Futuro Comandante. 1. ed. Rio de Janeiro, Serviço
de Documentação da Marinha, 1994. 112 p.

48. DANTAS. Ney, Capitão-de-Fragata. Sinalização Náutica Visual. 1. ed. Rio de Janeiro,
Centro de Sinalização Náutica e Reparos Almirante Moraes Rego, 1985. 304 p.

49. DIÉGUES, Fernando Manoel Fontes, Capitão-de-Corveta. Oceanografia. Rio de


Janeiro, Diretoria de Hidrografia e Navegação, 1974. 259 p.

50. DIGIÁCOMO, Julio César Calazans. Meteorologia Básica. 1. ed. Rio de Janeiro, Escola
Naval, s.d.

51. DUNLAP, G.D. & SHUFELDT, H.H. Dutton’s Navigation and Piloting. 12. ed.
Annapolis, Maryland, EUA, Naval Institute Press, 1969. 747 p.

52. EUA. Defense Mapping Agency Hydrographic/Topographic Center. American Practical


Navigator – Bowditch (Pub. Nº 9). Washington, DC, 1984. v.1. 1414 p.

Navegação eletrônica e em condições especiais 2093


Bibliografia

53. _______. American Practical Navigator – Bowditch (Pub. Nº 9). Washington,


DC, 1981. v.2. 961 p.

54. _______. Sight Reduction Tables for Marine Navigation (Pub. Nº 229).
Washington, DC, U.S. Government Printing Office, 1978. 6 v.

55. _______. Sight Reduction Tables for Air Navigation (Selected Stars). Epoch
1980 (Pub. Nº 249 – Vol. I). Washington, DC, U.S. Government Printing Office,
1977.

56. _______. Sight Reduction Tables for Air Navigation (Pub. Nº 249 – Vol. II),
Latitudes 0° - 39°, Declinations 0° - 29°. Washington, DC, U.S. Government
Printing Office, 1975.

57. _______. Radio Navigational Aids (Pub. 117). 1. ed. Washington, D.C. 1987.

58. EUA. Department of Commerce. National Oceanic and Atmospheric Administration.


National Ocean Survey. Formulas for Positioning at Sea by Circular,
Hyperbolic and Astronomic Methods – NOAA Technical Report NOS 81.
Rockville, Maryland, 1980. 26 p.

59. EUA. Naval Education and Training Command. Lookout Training Handbook
(NAVEDTRA 389-01-00-83). 1983 ed. Washington, D.C. 1983.

60. _______. Quartermaster 3 & 2 (NAVEDTRA 10149-F) – revised 1976. Washington,


D.C. 1976.

61. _______. Surface Ship Operations (NAVEDTRA 10776-A). 1978 ed. Washington,
D.C. 1978.

62. EUA. Surface Ship Survivability Office. U.S. Navy Cold Weather Handbook for
Surface Ships. 1988 edition. Washington, D.C., Government Printing Office, 1988.

63. EUA. U.S. Naval Academy. Navigation Workbook Part 1b – Program Text.
Annapolis, Maryland, 1982.

64. EUA. U.S. Naval Oceanographic Office. Wind Waves at Sea, Breakers and Surf
(H.O. Pub. Nº 602). 5. ed. Washington, D.C. 1981. 177 p.

65. EUA. U.S. Navy, Office of the Chief of Naval Operations. Manual for Ship’s Surface
Weather Observations – OPNAV INSTRUCTION 3140.37 (D), Washington,
D.C., 1968.

66. EUA, U.S. Navy. Office of Naval Research, Special Devices Center. 3-Dimensional
Weather Maps (Device 12-K-2a). Port Washington, Long Island, N.Y.

67. FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda & J.E.M.M. (editores). Novo Dicionário
Aurélio. 1. ed. (4ª impressão). Rio de Janeiro, Editora Nova Fronteira, 1975.

68. FONSECA, Maurílio M. Arte Naval. 4. ed. Rio de Janeiro, RJ, Escola Naval, 1984. 2v.

69. FRANÇA. Direction du Personnel Militaire de la Marine. École Navale. Cours


d’Astronomie – Navigation, s.l., s.d.

70. GOMES, Alercio Moreira. Astronomia e Trigonometria Esférica. 1. ed. Rio de


Janeiro, Escola Naval, 1962. 450 p.

2094 Navegação eletrônica e em condições especiais


Bibliografia

71. GRÃ-BRETANHA. Her Majesty’s Stationery Office. Admiralty Manual of Navigation.


Londres, 1970. 4 v.

72. GRÃ-BRETANHA. The Hydrographer of the Navy. The Antarctic Pilot. 4. ed. Taunton,
Somerset, UK, 1974. 336 p.

73. _______. The Mariner’s Handbook. 5. ed. Taunton, Somerset, 1979. 163 p.

74. HARDING, Edwin T., Captain, U.S. Navy & KOTSCH, William J., Captain, U.S.
Navy. Heavy Weather Guide. 1. ed. Annapolis, Maryland, EUA, Naval Institute
Press, 1965. 209 p.

75. HENDERSON, Richard. Sail and Power – a Manual of Seamanship for the
United States Naval Academy. 3. ed. Annapolis, Maryland, EUA, Naval
Institute Press, 1979. 407 p.

76. HOBBS, Richard R. Marine Navigation 2 – Celestial and Electronic. 2. ed.


Annapolis, Maryland, EUA, Naval Institute Press, 1981. 343 p.

77. _______. Marine Navigation – Piloting, and Celestial and Electronic Navigation.
3. ed. Annapolis, Maryland, EUA, Naval Institute Press, 1990. 703 p.

78. HOFFMAN, August Frederick Hans. Inglês Técnico Marítimo. 5. ed. Rio de
Janeiro, RJ, Sindicato Nacional dos Oficiais de Náutica e de Práticos de Portos
da Marinha Mercante, 1985.

79. HORTA, A.C. Parreira. Meteoro - Estado do Tempo. Revista do Clube Naval. Rio
de Janeiro, 289: 11-12, jul. / set. 1993.

80. HURN, Jeff. GPS, a Guide to the Next Utility. Sunnyvale, CA, EUA, Trimble
Navigation, 1989. 76 p.

81. IALA (Associação Internacional de Sinalização Náutica). Guia IALA de Auxílios à


Navegação (“NAVGUIDE”). 1. ed. Rio de Janeiro, Diretoria de Hidrografia e
Navegação, 1992.

82. ______. Manual on Radio Aids to Navigation. Paris, França, 1975.

83. KLINK, Amyr. Mar Sem Fim: 360° ao Redor da Antártica. 1. ed. São Paulo,
Companhia das Letras, 2000. 269 p.

84. KOTSCH, William J., Contra-Almirante, U.S. Navy. Weather for the Mariner. 2. ed.
Annapolis, Maryland, EUA, Naval Institute Press, 1977. 272 p.

85. KYRISS, Stephen E. & DODGE, David O. Seamanship, Fundamentals for the Deck
Officer. 2. ed. Annapolis, Maryland, EUA, Naval Institute Press, 1981. 451 p.

86. LAURILA, Simo H. Electronic Surveying and Navigation. New York, N.Y., EUA,
John Wiley & Sons, Inc., 1976. 545 p.

87. LIMA, Alexandre de Azevedo, Capitão-de-Fragata (Ref.). Termos Náuticos Inglês –


Português (Volume 1). 5. ed. Rio de Janeiro, RJ, Serviço de Documentação Geral
da Marinha, 1981.

88. LOBO, Paulo Roberto Valgas & SOARES, Carlos Alberto. Meteorologia e
Oceanografia – Usuário Navegante. 1. ed. Rio de Janeiro, RJ, FEMAR (Patrocínio
da Diretoria de Portos e Costas), 1999. 481 p.

Navegação eletrônica e em condições especiais 2095


Bibliografia

89. MacDONALD, Edwin A. Polar Operations. 1. ed. Annapolis, Maryland, EUA, Naval
Institute Press, 1969. 234 p.

90. MACHADO, Ronaldo Cevidanes Nunes, CLC. A Rota da Solidão. 1. ed. Rio de Janeiro,
RJ, M & J Impressores Associados, 1978. 226 p.

91. MALONEY, Elbert S. Dutton’s Navigation and Piloting. 13. ed. Annapolis, Maryland,
EUA, Naval Institute Press, 1978. 910 p.

92. _______. Dutton’s Navigation and Piloting. 14. ed. Annapolis, Maryland, EUA, Naval
Institute Press, 1985. 640 p.

93. _______. Chapman Piloting, Seamanship & Small Boat Handling. 55. ed. New
York, N.Y., EUA, Hearst Marine Books, 1981. 640 p.

94. MIGUENS, Altineu Pires. Aspectos da Navegação Fluvial: Documentos Cartográficos,


Publicações de Segurança da Navegação, Sinalização Náutica, Métodos e Técnicas.
Anais Hidrográficos, Rio de Janeiro, Tomo XXXVIII: 80-139, 1981.

95. _______. O Emprego do GPS Diferencial Utilizando a Transmissão dos Radiofaróis.


Revista Marítima Brasileira, Rio de Janeiro, 115 (7/9): 85-107, jul. / set. 1995.

96. MIGUENS, Altineu Pires & PAMPLONA, Carlos Fernando Martins. Peculiaridades da
Navegação Fluvial. Revista Marítima Brasileira, Rio de Janeiro, 105 (10/12):
77-89, out. / dez. 1985.

97. MIRANDA DE BARROS, Geraldo Luiz, Capitão-de-Mar-e-Guerra. Navegando com a


Eletrônica. 1. ed. Rio de Janeiro, 1995. 180 p.

98. MIXTER, George W. Primer of Navigation. 6. ed. New York, NY, EUA, Van Nostrand
Reinhold Company, 1979. 551 p.

99. MOODY, Alton B., Captain, US Naval Reserve. Navigation Afloat, a Manual for the
Seaman. 1. ed. New York, NY, EUA, Van Nostrand Reinhold Limited, 1980. 752p.

100. MOURÃO, Ronaldo Rogério de Freitas. Dicionário Enciclopédico de Astronomia e


Astronáutica. 1. ed. Rio de Janeiro, RJ, Nova Fronteira, 1987. 914 p.

101. _______. Explicando Meteorologia. 1. ed. Rio de Janeiro, RJ, Editora Tecnoprint
S.A., 1988. 119 p.

102. MOREIRA, Gilberto Maia. Bacia Amazônica. Manual de Segurança da Navegação


Fluvial. 1. ed. Belém, PA, Produção Independente, 1997. 90 p.

103. NORIE, J.W. Norie’s Nautical Tables (rearranged and considerably extended
by a committee of experts). Londres, Grã-Bretanha, Imray, Laurie, Norie &
Wilson, Ltd., 1925. 702 p.

104. PAMPLONA, Carlos Fernando Martins. O Tribunal Marítimo. Informativo Marítimo,


Rio de Janeiro, 4: 45-52, jan. / mar. 1996.

105. PANZARINI, Rodolfo N. Compendio de Oceanografia Física. 1. ed. Buenos Aires,


Instituto de Publicaciones Navales, 1967. 350 p.

106. PARVIN, Richard H. Inertial Navigation. Princeton, New Jersey, EUA, D. Van
Nostrand Company, Inc., 1962. 370 p.

2096 Navegação eletrônica e em condições especiais


Bibliografia

107. PORTUGAL, Afonso Henrique Furtado, Engenheiro. Navegabilidade dos Rios.


Conferência pronunciada na Pontifícia Universidade Católica. Rio de Janeiro, s.d.

108. PORTUGAL. Instituto Hidrográfico. Manual de Navegação (Cálculos Náuticos).


3. ed. Lisboa, 1981. 401 p.

109. ROCKWELL INTERNATIONAL. The Ships Inertial Navigation System Story,


Anaheim, CA, EUA, 1977.

110. SANTOS FRANCO, Alberto. Livro Texto de Marés. 1. ed. Rio de Janeiro, Diretoria
de Hidrografia e Navegação, 1964.

111. SHUFELDT, H.H. & DUNLAP, G.D. Piloting and Dead Reckoning. ed. revista.
Annapolis, Maryland, EUA, Naval Institute Press, 1978. 150 p.

112. SIMÕES, Jefferson C., PhD. Glaciologia Antártica. Palestra proferida no Estágio de
Qualificação de Navegação Antártica para Oficiais. Diretoria de Hidrografia e
Navegação, Niterói, RJ, agosto / 1995.

113. STANSELL, Thomas A. The Transit Navigation Satellite System. Magnavox


Government and Industrial Electronics Company, 1978. 83 p.

114. STRADA DE OLIVEIRA. Luciene. Cartilha de Navegação – Região Amazônica,


Rio de Janeiro, RJ, Edição da Autora, 1990.

115. _______. Manual do Instrutor – Cartilha de Navegação – Região Amazônica.


2. ed. Rio de Janeiro, RJ, Editora Catau Ltda. 1995. 94 p.

116. THE INSTITUTE OF NAVIGATION. Proceedings of the Forty-Eighth Annual


Meeting – “From Columbus to Integrated Navigation”. Washington, DC,
EUA, 1992. 473 p.

117. TOCANTINS, Leandro. O Rio Comanda a Vida. 8. ed. Rio de Janeiro, Record,
1988. 284 p.

118. TRISCIUZZI NETO, Leonardo. Rios da Amazônia: Coletânea de Dados – Pequeno


Roteiro. Belém, SUDAM, 1979. 135 p.

119. U.S. NAVAL INSTITUTE. Navigation and Operations, Fundamentals of Naval


Science – Volume 3. 1. ed. Annapolis, Maryland, EUA, Naval Institute Press,
1972. 351 p.

120. _______. The Coast Guardsman’s Manual. 6. ed. Annapolis, Maryland, EUA, Naval
Institute Press, 1976.

121. _______. The Bluejacket’s Manual. 20. ed. (revised by Bill Wedertz and Bill Beardon).
Annapolis, Maryland, EUA. Naval Institute Press, 1978. 611 p.

122. VAN DORN, William G. Oceanography and Seamanship. 1. ed. New York, N.Y.,
EUA, Dodd, Mead & Company, 1974. 481 p.

123. VAN HOOF, J.F. Drijfhout, Contra-Almirante, Marinha da Holanda. Aids to Marine
Navigation. Rotterdam, Holanda. Netherlands Maritime Institute / Maritime
Research Institute (MARIN), 1982. 2 v.

Navegação eletrônica e em condições especiais 2097


Bibliografia

124. VILLELA, Rubens Junqueira. O Jato Frio Inercial da Península Antártica, uma
Nova Descoberta da Meteorologia. Departamento de Meteorologia, Instituto
Astronômico e Geofísico da Universidade de São Paulo. s.d. 10 p.

125. _______. Viagem no Tempo da Antártida. s.l. s.d. 12 p.

126. WATTS, Oswald M. (Editor). Reed’s Nautical Almanac and Coast Pilot for 1982,
American East Coast Edition. London, England, UK, Thomas Reed Publications
Ltd., 1982.

127. WEBSTER, Noah. New Webster Dictionary of the English Language,


Encyclopedic Edition. New York, N.Y, EUA, Delair Publishing Company Inc.,
1981.

128. WILLIAMS, Jerome; HIGGINSON, John J. & ROHRBOUGH, John D. Sea & Air, the
Marine Environment. 2. ed. Annapolis, Maryland, EUA, Naval Institute Press,
1968. 340 p.

2098 Navegação eletrônica e em condições especiais