Você está na página 1de 198

No 462

FEVEREIRO
R$ 20,00

Boca
fechada FICA,
O JEJUM VOLTA COM
FORÇA COMO RECEITA VERÃO!
21 PRODUTOS
PARA VIVER MAIS
PARA manter o
E ENTRAR EM FORMA
bronze das
FÉRIAS o
ano TODO

Update
FASHION
ADOTE JÁ: calça clochard, rosa com vermelho,
boho western e + 13 mandamentos do inverno 2017

CANNABIS S.A.
A indústria bilionária da maconha legalizada nos Estados Unidos
e m p a r c e r i a c o m a Va l e n t i n o a p r e s e n t a

THE
NEW
BOSS O voo solo de
Pierpaolo Piccioli
à frente da
VALENTINO
INVERNO 17

DZARM. Shopping Higienópolis / DZARM. Shopping Eldorado


Fiorella Mattheis & Isis Bataglia
DESIGN BY

CHRISTINA HAMOUI

S Ã O PA U L O : H A D D O C K L O B O - 3 0 87 7 0 0 0 | D & D S H O P P I N G - 5 1 0 5 7 7 7 7 | J A R D I M A N Á L I A F R A N C O - 2 0 2 2 5 6 0 0 | R I O D E J A N E I R O - 3 3 2 5 7 6 6 7
C U R I T I B A - 3 1 1 1 2 3 0 0 | B A L N E Á R I O C A M B O R I Ú - 3 0 6 2 79 4 4 | C A M P I N AS - 3 3 97 3 2 0 0 | B R AS Í L I A - 2 1 9 6 4 2 5 0 | G O I Â N I A - 3 1 0 1 9 9 0 0 | JAÚ - 3 41 6 6 9 0 4
ARTEFACTO B&C: SÃO PAULO: AVENIDA BRASIL - 3894 7000 | D&D SHOPPING - 5105 7760 | ARTEFACTO OUTLET: SÃO PAULO: R. HENRIQUE SCHAUMANN - 3897 7001
CATARINA FASHION OUTLET - 4130 4700 | USA: CORAL GABLES - 305.774.0004 | AVENTURA - 305.931.9484 | DORAL - 305.639.9969 | ARTEFACTO.COM.BR
FEVEREIRO 2017
28 Carta da editora 48 Bate, coração 58 Quatro estações Livro
Silvia Rogar detalha a edição Raphael Sahyoun, fundador Vanda Jacintho prova que 88 Garota de Ipanema Musa
30 Última hora As notícias da Bobstore, lança a grife suas criações são desejo do Arpoador nos anos 50, Ira Etz
mais quentes do mundo Vogue Twenty Four Seven nos 12 meses do ano lança livro de memórias
32 Glamour em foco 50 Evolução da espécie 60 Ecoera Em tempos de 90 Vale a pena ver de novo
Costanza Pascolato analisa As tendencinhas da vez, que do Carnaval, abuse de Fotos e ilustrações icônicas da
como grifes italianas se utilizam vão substituir as febres peças metalizadas em Vogue britânica são reunidas em
da memória para inovar das últimas temporadas clima eco-friendly série de livros
35 Jet legging Museus que 52 Sangue novo 62 Quero já Donata Meirelles
abrirão as portas em 2017 para Forum se revitaliza com aposta em acessórios Design
saudar Yves Saint Laurent a chegada do estilista no clima das Maldivas 92 Revolução de ideias
Bruno Delfino 64 Fashion tour Paris recebe ótima mostra sobre
54 O último romântico As grandes novidades a Bauhaus, escola inovadora na

InVogue
No comando da Delpozo da moda nacional área criativa
há cinco anos, Josep Font
conquista fashionistas Cinema
Shops
43 Jogo certo Vogue lista 56 Elegância tropical 94 Prepare a pipoca
os mandamentos definitivos O carioca André Namitala, Vogue seleciona os filmes
da temporada da Handred, aposta no genderless 72 Cobras e insetos e o linho imperdíveis da temporada

140
no alto verão

Joias Fashionista
96 Duas em uma
78 Beleza bruta Clássica e excêntrica, Nora Xandó
O colar com pingente de pedra prova que a boa moça também
Leila Zandonai laminada é hors-concours pode se divertir
encarna uma entre as grifes brasileiras 100 Top of the pops Cinco
colombina 80 Além da imaginação cantoras chamam a atenção pelo
oitentista pelas Neste mês, joias delicadas estilo apurado e em sintonia com
lentes de dividem espaço com
Philippe Kliot o de grandes grifes
coleções de bijoux
repletas de personalidade

Beleza
Fala-se de... 103 A estrela da festa
Brilhos e pontos de luz e cor
Cultura compõem um make de Carnaval
82 Vogue indica inspirado no universo cósmico
A mostra de Vânia Mignone, 108 Muito além do básico
a nova série Santa Clarita Diet Itens com funções inovadoras
e o festival Dekmantel prometem incrementar sua rotina
110 Mago dos cabelos Um livro
Arte e uma exposição celebram os
84 Nas cores do pop 40 anos da carreira de
David Hockney ganha Sam McKnight
a maior exposição dedicada 112 Eterno verão Os melhores
ao seu trabalho, em Londres truques e produtos para dar
86 Moderna e eterna continuidade ao dourado do verão
Cem anos após a Semana 114 Parada obrigatória
de 22, São Paulo recebe uma Vogue elege uma seleção de spas
grande mostra sobre o legado pelo mundo para recarregar as
de Anita Malfatti energias neste ano
103
O glitter é o
protagonista do
editorial de
Carnaval com
pegada astrológica
fotografado por
Gil Inoue

118 Nostalgia
Danuza Leão se despede de
140 Colombina de butique
Babados, laços e assimetrias
Living Last look
194 A bolsa de tressê The
seu grande amigo, o estilista se desconstroem combinados Viagem Lauren 1980 da Bottega Veneta
Guilherme Guimarães a leves transparências 177 Maratona fashion relançada em comemoração
120 Vogue repórter e peças íntimas Onde ficar e o que fazer em aos 50 anos da grife
Isabella Fiorentino fala Nova York, Paris, Londres e Milão
sobre como superou a durante as semanas de moda
anorexia e recuperou
a autoestima
122 Cartas do exílio
Feature
150 O sonhador Pierpaolo
182 Paraíso tropical As aventuras
da estilista Patricia Bonaldi pela
Livre de superstições e dos paradisíaca Nicarágua
Piccioli conta como seus
fogos à meia-noite, Hermés sonhos são o melhor
Galvão conta sobre seu combustível para a moda
Design
Réveillon em Portugal da Valentino 184 Olho mágico Objetos
124 Inspire-se Luciana 158 Mente brilhante para dar um up no décor, com
Quintão e sua ONG Banco Vogue homenageia Franca curadoria de Ana Strumpf
de Alimentos, que recolhe Sozzani, a lendária diretora 186 Vai, Brasil Nossa cultura
excedentes de comida para de redação da edição popular é fonte de inspiração para
alimentar quem precisa italiana da revista móveis e objetos de décor
126 Vogue business 164 Las hermanas
O bilionário mercado O refúgio das irmãs Gastronomia
da maconha, que vai de argentinas Lucia, Sofía 188 Ele é um pão Olivier
cosméticos a artigos de luxo e Catalina Sanchez Anquier faz retorno triunfal
Barrenechea numa fazenda no centro de São Paulo Nossa capa Lais Ribeiro (Joy Model),
na Patagônia fotografada por Greg Kadel, usa vestido,

Moda 174 O poder do jejum


Estudos indicam que
períodos controlados Miss V
bolsa e sandálias Valentino e joias Talento.
Edição de moda: Pedro Sales. Maquiagem:
Mariel Barrera (Joe Management). Cabelo:
128 Aperte o cinto... Nicolas Jurnjack (Management + Artists).
As peças-chave e os truques sem comer favorecem a 190 O agito que juntou Produção executiva: Ernesto Qualizza.
de styling da temporada longevidade e a boa forma fashionistas em Trancoso Tratamento de imagem: Revolver NYC
Diretora de Redação SILVIA ROGAR
Diretora de Moda BARBARA KATZ MIGLIORI
Diretora de Estilo DONATA MEIRELLES
Redatora-Chefe CAMILA GARCIA
Moda
Editora de Moda VÍVIAN SOTOCÓRNO Repórter de Moda JULIA DINIZ
Stylists ALEXANDRA BENENTI e RAQUEL KAVATI
Produtora Executiva GABRIELA SAAD Assistente Executiva MARCIA CAETANO Estagiária de Moda SOFIA MENDES DE PAULA
Redação
Editora de Beleza LUIZA SOUZA Editora de Cultura ANA CAROLINA RALSTON Editora de Lifestyle e TV Vogue ALLINE CURY
Estagiária de Beleza LAURA STABILE Estagiária de Cultura MARINA MILHOMEM
Supervisão Administrativa ANDRÉA SABINO
Arte
Editora de Arte BRUNA BISMARA
Designers ISABELLA MACHADO, JULIA FILGUEIRAS e RAONI FELIX
Estagiária de Arte GABRIELA LOPES
Digital
Editora CAROL HUNGRIA Editora Assistente RENATA GARCIA
Repórteres ANITA PORFIRIO, LARISSA GARGARO e VICTORIA MARCHESI
Estagiária CAMILA PADILHA
Correspondentes
Londres VICTORIA CERIDONO Nova York GISELA GUEIROS e NÔ MELLO Paris ISABEL JUNQUEIRA, PAULO MARIOTTI e VITÓRIA GUIMARÃES
Colaboradores de Moda
DANIEL UEDA, PEDRO SALES, YASMINE STEREA
Colaboradores
ANA MINOZZO, ANDRÉIA MENEGUETE, ANTONIA PETTA, BEBEL MORAES, BRUNO ASTUTO, CAMILA GRAY, CARLOS ROSA, CAROLINA ALBUQUERQUE, CASSIA TABATINI, CHIARA GADALETTA, COSTANZA PASCOLATO,
CRIS OIWANE, CRISTIAN BLASETTI, DANIEL HERNANDEZ, DANIEL MATTAR, DEBORA BITENCOURT, DÉBORA CHODIK, DENNY SACH, EMMANUEL GIRAUD, ERNESTO QUALIZZA, FABI GOMES, FABIANA NEVES, FERNANDO HADDAD,
GIL INOUE, GREG KADEL, GUGA SANTOS, HAO ZENG, HERMÉS GALVÃO, ISAIAS MICIU NICOLAEVICI, JEFF ARES, JESSE LINDMAR, KAKÁ LOBO, KHELA, KRISNA CARVALHO, LARISSA DANTAS, LULA HERSELF,
MANUEL NOGUEIRA, MARCELO CAMACHO, MARCIA DISITZER, MARI KATO, MARIA PRATA, MARIEL BARRERA, MAYRA MALDJIAN, NEEL CICONELLO, NICOLAS JURNJACK, PATRICIA BONALDI, PHILIPPE KLIOT,
RAFAEL EVANGELISTA, RENATO GUEDES, ROBSON MUNHOZ, SAMUEL ESTEVES, TANYA ORTEGA, THIAGO JUSTO, TOMOKO OHANA, VERIDIANA CUNHA, VINICIUS CONI, XICO BUNY

Diretora Geral
DANIELA FALCÃO

Diretor de Criação
CLAYTON CARNEIRO

Marketing e Circulação
Diretora de Marketing GIULIANA SESSO
Gerente de Marketing BRUNA GAMA Analista de Marketing CATARINA DICKSTEIN Assistente de Marketing CAMILA DIAS e GIOVANNA LOURENÇO
Publicidade
Diretor Comercial GUILHERME CHEDID
Gerente de Negócios Multiplataforma SILVIA CORDEIRO (scordeiro@globocondenast.com.br)
Executivas de Negócios Multiplataforma LUCIANE MARI MOTOOKA (lmotooka@globocondenast.com.br), ELEONORA CARVALHAL (eleonorac@globocondenast.com.br), ELIZANDRA PAIVA (epaiva@globocondenast.com.br)
Assistente de Publicidade SUELY SAQUIETTI (ssaquietti@globocondenast.com.br)
Gerente de Publicidade Digital RENATO ALVES (rbalves@globocondenast.com.br)
Gerente de Projetos Especiais ANITA CASTANHEIRA (acastanheira@globocondenast.com.br)
Especialista de Projetos Especiais JAQUELINE FERNANDES (jaqueof@globocondenast.com.br) Analista RAPHAEL MIRANDA (rmiranda@globocondenast.com.br)
Produção de Conteúdo MARINA CHICCA Assistente de Produção Executiva LARISSA CARVALHO Repórter MARIANA BELLEY
Especialista de Arte AUDIANE AMADA Designer ANA CAROLINA SOMAN Estagiária LAÍS PRADO
Coordenador de Opec DIEGO RIQUE Analistas de Opec RAFAEL MILITELLO e JOHN LUIZ DOS SANTOS
Planejamento e Controle de Produção ROGÉRIO LUIZ DOS SANTOS
Publicidade Centralizada
Diretora de Mercado Anunciante VIRGINIA ANY
Consultora de Marcas OLIVIA BOLONHA
Diretoria de Negócios Multiplataforma CESAR BERGAMO, EMILIANO HANSENN, LUCIANA MENEZES, RENATO CASSIS SINISCALCO, SANDRA MELO
Publicidade Rio de Janeiro e Brasília
Gerente de Negócios Multiplataforma- RJ ROGÉRIO PONCE DE LEON Executivos de Negócios Multiplataforma- RJ ANDREA MUNIZ, CRISTINA MACHADO, DANIELA LOPES, JULIANE RIBEIRO E PEDRO PAULO RIOS
Opec- RJ CLARICE GUEDES e RENATA SANT’ANNA
Gerente de Negócios Multiplataforma- DF BÁRBARA COSTA Executiva de Negócios Multiplataforma- DF CAMILA AMARAL e JORGE BICALHO
Opec- DF ROGÉRIO LEITÃO
Publicidade Regional
Gerente de Negócios Multiplataforma RAFAEL FERREIRA
São Paulo/interior e litoral DATAVIP CONSULTORIA E REPRESENTAÇÃO COMERCIAL LTDA com Andressa Biata: (19) 99100-2412 / (19) 98770-2412 andressa@institutodatavip.com.br
Minas Gerais ON E OFF MÍDIA com Rodrigo Longuinho: (31) 3223-1839 / (31) 91240525 rlonguinho@oneoffmidia.com.br
Paraná/Santa Catarina YAGUAR PUBLICIDADE E REPRESENTAÇÕES LTDA com Jean Luc Jadoul: (41) 3336-4619 / (48) 4052-9954 jeanluc@yaguar.com.br
Rio Grande do Sul JAZZ REPRESENTAÇÕES com Patrícia Koops: (51) 9792-9898/ (51) 3030-7777 pkoops@jazz.ppg.br
Norte e Nordeste A G HOLANDA COMUNICAÇÃO LTDA com Agimiro Holanda: (85) 3224-2367 / (85) 99983-3472 agholanda@agholanda.com.br
Bahia MUSA MÍDIA E PLANEJAMENTO com Diana Falcão: (71) 9962-9832 dfalcao@musamidia.com.br
Milão MR. ANGELO CAREDDU – Oberon Media: (39) 02-874543 contact@oberonmedia.com
Londres MR. LEONARDO CAREDDU – Oberon Media: (44) 07766256830 leonardo@oberonmedia.com
Nova York/Miami MR. ALESSANDRO CREMONA – Condé Nast Internacional: (212) 380 8236 alessandro_cremona@condenast.com
Suíça MRS. AMELIA GUERCIO – Magazine International: (41) 227165600 aguercio@magazineinternational.ch

Estratégias Digitais
Gerente MARCELA TAVARES (mtavares@globocondenast.com.br) Analista FERNANDO ARAÚJO (fcarvalho@globocondenast.com.br)
Acervo Digital e Syndication
STEPHANIE MOURAD (sgmourad@globocondenast.com.br) Assistente GABRIELE ALMEIDA
Conselho Editorial
COSTANZA PASCOLATO, FREDERIC ZOGHAIB KACHAR
Conselho de Administração
FREDERIC ZOGHAIB KACHAR, JONATHAN NEWHOUSE, KARINA DOBROTVORSKAYA, RAFAEL MENIN SORIANO, CRISTIANE DELECRODE RIBEIRO, RODRIGO PAVONI, LUCIANO TOUGUINHA DE CASTRO
VOGUE BRASIL é uma publicação das Edições Globo Condé Nast S.A. Av. Nove de Julho, 5.229, tel. +55 (11) 2322-4609, fax +55 (11) 2322-4699, CEP 01407-907, São Paulo, SP
ASSINATURAS São Paulo (11) 3362-2000 e Demais Localidades: (11) 4003-9393* Fax: +55 (11) 3766-3755 de 2a. a 6a. feira das 8 às 21h e aos sábados das 8 às 15h www.assineglobo.com.br SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE www.sacglobo.com.br
*Custo de ligação local. Serviço não disponível em todo o Brasil. Para saber da disponibilidade em sua cidade, consulte sua operadora local.
online

BELEZA
CELESTIAL
Cover-girl desta edição de Vogue,
a angel Lais Ribeiro revela detalhes
de sua rotina fitness e de beauté.
Descubra como a modelo mantém
a forma, entre o trabalho
e a maternidade, no dia 5.

DVF
R$ 230
BAILA
COMIGO!
CO
COMICom o tema Lady Zodiac,
o Baile da Vogue
movimenta o hotel
Unique no dia 16.
Acesse o site no dia 10
e ve
veja uma seleção especial
DVF
de acessórios para R$ 320
cada signo do zodíaco.

CIDADE DOS ANJOS


FOTOS: REPRODUÇÃO INSTAGRAM, ARQUIVO VOGUE, IMAXTREE, STUDIO CAMILA GUERREIRO E DIVULGAÇÃO

Não é só o Oscar que agita Los


DOLCE & GABBANA / VERÃO 2017

Angeles neste mês. No dia 8,


Tommy Hilfiger leva o desfile da o
sua grife homônima para a cidade FORA DA CAIXA
pela primeira vez. Com dicas Aproveite o mês da folia para sair da
de Cali girls como Alessandra rotina com as dicas do editorial de beleza
assinado por Gui Casagrande, com
Ambrosio, montamos um roteiro styling de Raquel Kavati e fotografia
do que há de mais quente por lá. de Thiago Justo. No ar dia 1o.
SNAP FASHION
Será dada a largada da temporada de moda
internacional! Nova York (9 a 17),Londres TV VOGUE
(17 a 21),Milão (22 a 28) e Paris (28 a 8/03) APRENDA A
AP
USAR
US O ROSA
apresentam suas coleções para
DE UM JEITO
o inverno 2017/18.Convidamos um grupo
ADULTO
AD NO
de modelos brasileiras,que inclui Bruna
PROGRAMA
PRO
Tenório,para assumir o Snapchat da “DICAS BÁRBARAS”,
“D
Vogue e mostrar os bastidores dos shows. QUE VAI AO AR
QU
ACOMPANHE EM VOGUEBRASIL. DIA 2!
NO DI

@voguebrasil facebook .com/voguebr twitter.com/voguebrasiloficial dzr.fm/vogue

pinterest.com/voguebrasil google.com/+voguebrasil youtube.com/user/voguebrasil snapchat .com/voguebrasil


colaboradores
PÁGINA 128

LAIS
RIBEIRO
Nossa cover-girl – e angel da Victoria’s
Secret – ganhou uma bela homenagem do
estilista Narciso Rodriguez em dezembro
passado.Inspirado na brasileira,ele
criou uma bolsa de couro sustentável da
Amazônia e metal reciclado para
A modelo na
a grife eco-friendly Bottletop,da qual a
campanha
modelo é embaixadora.“Lais é uma das
da Bottletop.
mulheres mais bonitas do mundo. Acima, à
E,mais importante ainda,é autêntica direita, em
e tem um coração enorme”,diz Cameron editorial da
Saul,cocriador da marca inglesa que Vogue UK
incentiva artesãs do Brasil e da África.
“Nasci em uma cidade repleta de

REPORTAGEM: MARINA MILHOMEM FOTOS: ARQUIVO PESSOAL, EMMANUEL GIRAUD/ARQUIVO VOGUE, VOGUE UK, NOVEMBRO DE 2014, P. 194, REPRODUÇÃO E DIVULGAÇÃO
cenários naturais e,desde pequena tive
consciência da importância do meio
Lais e o hairstylist ambiente”,compartilha a modelo,que é
Nicolas Jurnjack no de Teresina,Piauí.Engajada,este ano ela
backstage da capa, passa a colaborar com mais um projeto
em Nova York social: a organização Love Together,que
angaria fundos para o sertão do Nordeste.

DANUZA LEÃO
“Coisa boa era ir para Jurujuba no barco de Israel
PÁGINA 118
LEILA
ZANDONAI
Klabin,comer tatuí catado na praia e beber uma
Preste atenção nela.Amodelo brasileira
cervejinha.Mas que delícia!”,compartilha a jornalista
debutou nas passarelas internacionais na
e escritora sobre o momento da foto à direita.Entre
última temporada de moda,desfilando
outros episódios inesquecíveis de suavida,no entanto,
para grifes como Prada,Givenchye
em muitos deles Danuza estava ao lado do grande
Hermès.Nesta edição,protagoniza
amigo,o costureiro predileto das noivas do high carioca,
pela primeiravez um editorial para a
Guilherme Guimarães,morto em dezembro passado,
Vogue, Colombinadebutique.No mês do
e de quem ela se despede com o texto Saudadessemfim.
Carnaval,Leila relembra sua fantasia

HAO
preferida da infância: “De bailarina,
PÁGINA 152
azul e com brilhos.Amava.”

ZENG
Em agosto passado,o fotógrafo chinês
radicado nos Estados Unidos estreou
PÁGINA
GINA 140

a seção Banco de talentos da Vogue.com,


que seleciona o trabalho de jovens
image-makers.Agora,ele assina as fotos
de moda do editorial O sonhador,clicado
na GalerieThaddaeus Ropac de Pantin,
nos arredores de Paris,com looks da
coleção doverão 2017 daValentino. Aqui,
Zeng indica dois chineses que adora: o
cineastaWong Kar-Wai,“pelo mundo
que cria em seus filmes”,e o artistaAi
Weiwei,“por causa de seu ativismo”.
WONG KAR-WAI AI WEIWEI
EMMANUEL GIRAUD
Autor do retrato de Pierpaolo Piccioli que abre a reportagem O sonhador,
o francês conta que fotografar o diretor criativo da Valentino em Roma
foi uma ótima surpresa.“Ele é focado e tem uma atitude positiva,o
que torna qualquer momento mais leve e especial”,conta.Entre seus
trabalhos recentes está a fotografia de Riccardo Tisci feita para a edição PÁGINA 150
de agosto passado desta Vogue,ao lado de nossa cover-girl Lais Ribeiro.

FABIANA GOMES
Nome–ebocavermelhapintadadeRubyWoo
–portrásdaMACnoBrasil,elaémaquiadora
sênioreporta-vozdagigantedebeleza.Nesta
edição,Fabicriouporaquiumamaquiagem
carnavalescainspiradanotemadoBaileda
Vogue“LadyZodiac”-oresultadovocêconfere
noeditorialAestreladafesta.Paraafoliadavida
real,eladivideseusmandamentos:“Muitobrilho,
liberdade,realidadeediversão.Esqueçaocarão”.

PÁGINA 103
PÁGINA 164

ISAIAS MICIU
IS Aescolha de quem iria clicar as irmãs argentinas Lucia,Sofía e Catalina Sanchez
Barrenechea para a reportagem Las hermanas – com looks da coleção do inverno da
Cris Barros – não poderia ter sido mais certeira: o uruguaio é amigo há dez anos da
família e autor das lindas fotos do casamento de Sofía publicadas naVogue americana.
Isaias também é especializado em fotografias de natureza.“Gosto do sentimento de
imensidão que ainda podemos experimentar ao entrar em um lugar remoto”,conta.

PÁGINA 182
PATRICIA
BONALDI
Aestilista brasileira passou o último fim de
ano desbravando a Nicarágua,história que
conta na reportagem Tesouro tropical.Aqui,
ela divide outras trêsviagens inesquecíveis Bahia
que fez em 2016.1. SantoAndré,Bahia:
“Após dias intensos de trabalho no último
SPFW,relaxei na companhia de amigos
no hotel Campo Bahia com direito a show
da Mart’nália,o que fez aviagem ainda
mais especial”.2.Índia: “É um lugar que
foge do óbvio e é diferente de tudo que já
conheci.Aproveitei para pesquisar,já que
o país sempre inspirou minhas criações”.
3.St.Barth: “Adorei o hotel que ficamos
hospedados,chamado Guanahani.Uma
dica? Não deixe de ir ao restaurante L’Isola, Índia
St. Barth
aconchegante e com ótimos drinques”.

VOGUE BRASIL 27
EDITORIAL por Silvia Rogar
À esquerda, Pierpaolo Piccioli na capa extra
de assinantes. Abaixo, a reportagem com os
melhores spas para você visitar mundo afora

gem, é mãe e embaixadora de uma marca


eco-fr
eco-friendly e,no papel de angel e fora dele,se
eco-friendly
tornou uma das principais representantes
da beleza brasileira na moda.
A ideia de renovação, sempre necessá-
ria de tempos em tempos no closet e na
vida,está por toda a revista.Na página 114,

Momento de
confira nossa hot list com os spas que você
precisa visitar mundo afora nos próximos
meses – a ideia é planejar desde já.Momen-

RENOVAÇÃO
tos de transição também são o mote da pri-
meira coleção de Pierpaolo Piccioli após a
saída de sua parceira criativa por mais de

A
duas décadas,Maria Grazia Chiuri,que em
esta altura – torço eu – você julho passado migrou da Valentino para a
deveestaraproveitandoonos- Dior.O estilista escolheu a Vogue Brasil para
so alto verão na praia ou até dar uma de suas primeiras entrevistas – no
na cidade,mas ainda em cli- mundo – e contar quais são seus planos
marelax.NaVogue,porém,jáé no voo solo à frente da marca. Sua paixão
o inverno que permeia todas as reuniões,as pelo que faz é contagiante e certamente
conversas, os moodboards que estão nas foi,além do talento,seu grande trunfo para
mesas das editoras e que darão o rumo de chegar aonde chegou.
nossaspróximasedições.Tradicionalmente, Empolgados, planejamos uma ação es-
é no mês de fevereiro que a revista faz suas pecial e inédita com a Valentino, e nossos
primeiras grandes apostas para a nova es- assinantes ganham uma capa extra nesta
tação – aquelas tendências que você precisa edição,celebrandooencontroespecialíssimo
conhecer já e adotar o quanto antes,eleitas que aconteceu a menos de duas semanas do
com criterioso cuidado por nossa equipe in- Natal,na sede da grife em Roma.No mesmo
cansável nos melhores desfiles daqui e de dia da foto,coube a mim a tarefa de decifrar
fora.Quemacompanhoutodaacorreriapelo quem é Pierpaolo,agora que não é mais par-
Instagram vai ver agora a análise profunda te de um duo criativo. Queria saber quem
do que foi – e ainda vai ser – assunto.Antes eram seus heróis,suas referências na moda.
de começar a planejar o novo guarda-roupa, OresultadodaentrevistaestáemOsonhador,
não deixe de ler o essencial guia com os 16 na página 150.Espero que,assim como eu,
mandamentos do inverno na página 43. você chegue à última linha inspirada para
Para vestir os 11 looks definitivos a temporada pelas ideias inteligentes e pela
das novas coleções internacio- personalidade encantadora do estilista,um
nais, convidamos Lais Ribeiro, sujeito “família” e carismático,que conse-
piauiense que admiramos gue ser ao mesmo tempo muito sofisticado
muito além das passa- e down to earth.E que venha a nova estação!
Lais Ribeiro usa relas.Lais cuida bem
look Marc Jacobs da sua carreira e
no editorial da sua ima-
Aperte o cinto...
cartier.com.br

Shopping Iguatemi São Paulo - 11 3030 0930


Shopping Cidade Jardim - 11 3759 3240
Shopping Village Mall - 21 3252 2570 Amulette de Cartier
ÚLTIMA
HORA Ellen Rosa
MIU MIU

NACIONAL
SUCESSO
Nas novas campanhas para o verão internacional,
duas modelos brasileiras se destacam como sensação:
Ellen Rosa e Lorena Maraschi. Aposta de poderosos
da moda como Katie Grand e Edward Enninful, Ellen
cruzou a passarela de 29 grifes na última temporada
de desfiles do Hemisfério Norte. Após protagonizar
uma das seis capas da V Magazine de janeiro e a capa
tripla da Vogue Japão de fevereiro, na qual 15 rising
stars vestem Dior, a mineira de 17 anos pode ser vista
nos novos anúncios da Miu Miu. Já a paranaense
Lorena, de 20 anos, arrebatou 32 desfiles e as
campanhas dos últimos pre-fall e inverno da Prada e
estrela agora as fotos do verão 2017 da Valentino – a
primeira coleção de Pierpaolo Piccioli como único
diretor criativo da maison. O estilista elegeu sete
modelos que considera ícones de beleza, que foram
clicadas por David Sims – ao lado da brasileira estão
Christy Turlington e Liya Kebede, entre outras.

Lorena Maraschi
VALENTINO

PELE
DE BEBÊ
REPORTAGEM: JULIA DINIZ FOTOS: DILVULGAÇÃO, REPRODUÇÃO, GETTY IMAGES,
Após colaborar com a
marca californiana de THINKSTOCK, SHUTTERSTOCK, © TDIC, DESIGN: ATELIERS JEAN NOUVEL
cosméticos orgânicos
Juice Beauty, Gwyneth
Paltrow tem outra
novidade de beauté
saindo do forno: a
atriz lança agora sua
própria linha, com
seis produtos, entre
óleos corporais,
esfoliantes,
tonalizadores e
cremes para a região
FASHION GIRL
Fundadora da marca supercool Nasty Gal,a americana
dos olhos e rosto. Sophia Amoruso ganha agora uma série para chamar
Os itens estarão
disponíveis a partir
de sua.Criado pela Netflix e com estreia marcada para
de março em seu abril,o programa é inspirado no best-seller #Girlboss –
e-commerce e site de no qual ela conta como começou seu império fashion
lifestyle,o goop.com. vendendo roupas customizadas pelo site eBay.
BACK TO
THE 90s
ANTES DE MORRER,EM
DEZEMBRO PASSADO,
GEORGE MICHAEL
ESTAVA PREPARANDO UM
DOCUMENTÁRIO BATIZADO
DE FREEDOM,SOBRE SEU PORTAS EM AUTOMÁTICO
ICÔNICOÁLBUM DOS O itinerário da próxima temporada
ANOS 90,LISTENWITHOUT de desfiles cruise já começou a
PREJUDICEVOL.1.COM ser divulgado: enquanto Nicolas
ESTREIA PREVISTA PARA Ghesquière vai para Tóquio (foto)
O PRÓXIMO MÊS NA apresentar a coleção da Louis Vuitton,
INGLATERRA,O FILME Maria Grazia Chiuri levará a Dior a Los
TEM DEPOIMENTOS DE Angeles.Já a Chanel de Karl Lagerfeld
GRANDES NOMES DA permanecerá em sua Paris natal.
MÚSICA E DA MODA,COMO
STEVIE WONDER E NAOMI
CAMPBELL,E IMAGENS
INÉDITAS DE SUAS TURNÊS.

BELEZA MEDIEVAL
Depois de lançar uma linha de maquiagem inspirada no mundo de
Harry Potter, a americana Storybooks Cosmetics, comandada pelas REED KRAKOFF SERGE RUFFIEUX

trigêmeas de Nebraska Erin, Mandy e Missy Maynard, anuncia sua NOVO COMANDO
próxima empreitada: uma série de batons, pincéis e sombras que fazem Dança das cadeiras: Francesca
referência às personagens da série de sucesso Game of Thrones. Amfitheatrof deixa a Tiffany após três
A coleção ainda não tem data de lançamento confirmada, mas a paleta anos e meio como diretora de design.
Na grife desde julho, Reed Krakoff
seguirá os tons terrosos e rosados usados pelas musas do seriado. assume o cargo de chief artistic officer.
Já na Carven, Serge Ruffieux é anunciado
diretor criativo três meses após a
saída da dupla Alexis Martial e Adrien
Caillaudaud. O suíço chegou a comandar
a Dior, ao lado de Lucie Meier, no
período entre a saída de Raf Simons
e a chegada de Maria Grazia Chiuri.

ELA É HOT!
Vogue já sabe quem vai substituir Gisele
Bündchen como musa da Colcci: a alemã
Anna Ewers, de 23 anos. Modelo quente do
momento, atualmente nas campanhas da
Versace e da Isabel Marant, Anna viajou para
ARCO-ÍRIS
NovaYork, onde foi clicada pelo italiano
A Avon lança no Brasil este mês
Giampaolo Sgura para a nova campanha a Mark, sua nova marca de
da grife, que começa a ser veiculada em maquiagem, desenvolvida em Nova
março. A expectativa agora é de ver a alemã York. Os produtos repletos de cores
desfilando por aqui. A marca só deve voltar e diferentes texturas têm como
às passarelas no segundo semestre. inspiração o universo das artes.

VOGUE BRASIL 31
Glamour em
FOCO
por costanza pascolato

PASSADO
reinventado
Ao fazer da memória uma referência poderosa para inovar,
marcas italianas como Prada, Gucci e Bottega Veneta
combinam citações eruditas e pop na cena atual de Milão

A
lguns dosmelhores showsinter- Asobreposiçãodofilme com o line-up de
nacionais para o verão 2017 usa- modelos reverberou a sensação doviver efê-
ram o passado – das próprias mero e a velocidade do contemporâneo.
marcas ou emprestado para Para o verão 2017,Miuccia diz não ter
a ocasião – como forma de criar uma moda pensado no passado.Entretanto,seu
inovadora.Os italianos,que sempre tiveram estilo sempre traz uma memória, Gucci
a memória histórica como seu grande pa- umamaneirapessoaldeinterpretar Alessandro Michele
trimônio,se destacam.Logo nos primeiros e transgredir a elegância tradicio- espertamente
dias da fashion week de Milão, o filme Past nal. Desta vez, ela sugere uma at- combina elementos
de diferentes épocas
Forward, projetado em telas gigantes que mosfera sportswear longe do explíci- em seus desfiles,
serviram de background para o desfile da to, com formas mais próximas ao criando uma narrativa
Prada, chamou a atenção. Dirigido por corpo e sobreposições que lembram va- com múltiplos caminhos
David O.Russell sob encomenda de Miuccia gamente o activewear,associadas a sandálias
Prada,o curta impressiona nem tanto pelas práticas,emestiloflatform.Estranha,a“ger- universo que Michele propõe tem sido
imagens fugidias em preto e branco – que minação”deplumasdeavestruzparececres- de enorme influência na moda.
provocam sensação de ameaça,à maneira cer de pontos nevrálgicos das roupas.Não Já a Bottega Veneta, com seus 50 anos
de Alfred Hitchcock –, mas pelo acerto passou despercebido a ninguém: as român- dehistória,comemorouochiqueclássicode
e simbolismo do título.Trocadilho de fast ticas penas são rastros do chique e do gla- suasroupaseoadmiráveltrabalhoartesanal
forward,Past Forward reflete o foco – ou até a mour de outros tempos, em homenagem doemblemáticointrecciato(trançado)deseus
obsessão – de Milão pela tradição italiana nostálgica,à maneira pós-modernista. acessórios.Gigi Hadid,uma das modelos do
do “bem fazer”,sempre utilizada para acres- AGucciéaprincipalmarcaque atuaago- momento,e Lauren Hutton,uma das maio-
centar lustro e valor à moda. ra na constante abordagem do passado. res de seu tempo, fecharam lindamente
O estilo do diretor criativo Alessandro Mi- odesfile.Duasgeraçõesdiferentesconviven-
Prada chele é intencionalmente passadista, até do harmoniosamente. Hutton estrelou o
Com o filme Past Forward ao fundo, histórico.Sua atitude é o overdressing.A exu- filme Gigolô Americano,em 1980,carregando
Miuccia Prada flertou com o activewear berância multicolorida e o mix de contras- uma clutch de intrecciato,hoje reproduzida
e o glamour de outros tempos – tes, unindo referências eruditas com ele- para celebrar esse momento.Afinal,o objeti-
vide os toques de plumas
mentos pop como Snoopy, Pato Donald e vo da moda é exatamente este: respeitar
uma exótica e crescente coleção de animais o passado,planejar o futuro e criar visuais
– coelhos,tigres, a onipresente serpente –, que sejam muito desejáveis aqui e agora.
fazem a cena. Espertamente, sua
narrativa de moda é uma estrutura
que apresenta múltiplos caminhos,
eele evita falar em inspirações.Uma
FOTOS: GETTY IMAGES E IMAXTREE

grande quantidade de itens – roupas


e acessórios –, cada qual com a mes-
ma importância,pode ser usada de
diferentesmaneiras.Eéporissoque,
no momento, o complexo e vasto

Bottega
Reunindo modelos de diferentes
gerações na passarela, como Gigi Hadid
e Lauren Hutton, a grife mostrou sua
coleção de pegada utilitária e chique
T H E FA L L 2017 C O L L E C T I O N
JET
Legging
por bruno astuto

Yves Saint
Laurent em
seu ateliê
parisiense
(1986);
ao lado,
a residência
marroquina
do estilista

O ano de Yves
FOTOS: GETTY IMAGES, GLOW
IMAGES E DIVULGAÇÃO

INVERNO
1988 Não apenas um, mas dois museus abrirão as portas
em 2017 para saudar a obra do grande couturier

O
strabalhosnaFundaçãoPierre quadrados, vizinha ao Jardim
Bergé-Yves Saint Laurent já Majorelle,que o casal comprou
estão a pleno vapor. O mítico e restaurou em 1980 e recebe
prédio,no número 5 daAvenue maisde700milvisitantesaoano,
Marceau,em Paris,onde funcionou durante o prédio de cimento e terraco-
30 anos o ateliê de alta-costura do mestre, ta assinado peloo estúdio fran-
acaba de ser rebatizado Museu Yves Saint cês KO abrigarárá 200 modelos
Laurent para abrigar uma exposição terá uma biblioteca de
couture,terá
permanente de suas criações e croquis,a ser pesquisas com mais de cinco
inaugurada em abril.Acenógrafa Nathalie vros de moda, um café
mil livros
Crinière e o designer de interiores ditório de 130 luga-
e um auditório
JacquesGrangeassinamareformulação res, que poderá ser conver-
do espaço, que dobrará de tamanho tido em sala de concertos.
e recriará, com todos os detalhes, “Desenhamos o prédio como
os salões e o estúdio de Yves. se alguém estivesse cortan-
Mas como mostrar um acervo de do um tecido para um vesti-
VERÃO
5.000 vestidos e 15 mil acessórios, do, com suas curvas e traços”,
2001 sem contar os croquis, as fotogra- contam os arquitetos Karl Four-
VERÃO fias e os moodboards de coleções que atra- nier e Olivier Marty. “Suas facha-
1994 vessaram quatro décadas? Por isso,o viúvo lvidas numa
das estão sendo envolvidas VERÃO
do estilista,Pierre Bergé,decidiu criar um trama de tijolos a exemplo de uma 1965
segundo museu,que abrirá as portas em capa, de um véu.” Atéé lá, deleite-
outubro na Rua Yves Saint Laurent, em -se com os dois novoss livros que
Marrakech, cidade que ele frequentou recuperam a obra do estilista,All
e manteve um riad desde 1966. Ocu- About Yves e Yves Saint Laurent:
pando uma área de mais de 4.000 m❷ The Perfection of Style.
JET
Legging
por bruno astuto

Yves Saint
Laurent em
seu ateliê
parisiense
(1986);
ao lado,
a residência
marroquina
do estilista

O ano de Yves
FOTOS: GETTY IMAGES, GLOW
IMAGES E DIVULGAÇÃO

INVERNO
1988 Não apenas um, mas dois museus abrirão as portas
em 2017 para saudar a obra do grande couturier

O
strabalhosnaFundaçãoPierre quadrados, vizinha ao Jardim
Bergé-Yves Saint Laurent já Majorelle,que o casal comprou
estão a pleno vapor. O mítico e restaurou em 1980 e recebe
prédio,no número 5 daAvenue maisde700milvisitantesaoano,
Marceau,em Paris,onde funcionou durante o prédio de cimento e terraco-
30 anos o ateliê de alta-costura do mestre, ta assinado peloo estúdio fran-
acaba de ser rebatizado Museu Yves Saint cês KO abrigarárá 200 modelos
Laurent para abrigar uma exposição terá uma biblioteca de
couture,terá
permanente de suas criações e croquis,a ser pesquisas com mais de cinco
inaugurada em abril.Acenógrafa Nathalie vros de moda, um café
mil livros
Crinière e o designer de interiores ditório de 130 luga-
e um auditório
JacquesGrangeassinamareformulação res, que poderá ser conver-
do espaço, que dobrará de tamanho tido em sala de concertos.
e recriará, com todos os detalhes, “Desenhamos o prédio como
os salões e o estúdio de Yves. se alguém estivesse cortan-
Mas como mostrar um acervo de do um tecido para um vesti-
VERÃO
5.000 vestidos e 15 mil acessórios, do, com suas curvas e traços”,
2001 sem contar os croquis, as fotogra- contam os arquitetos Karl Four-
VERÃO fias e os moodboards de coleções que atra- nier e Olivier Marty. “Suas facha-
1994 vessaram quatro décadas? Por isso,o viúvo lvidas numa
das estão sendo envolvidas VERÃO
do estilista,Pierre Bergé,decidiu criar um trama de tijolos a exemplo de uma 1965
segundo museu,que abrirá as portas em capa, de um véu.” Atéé lá, deleite-
outubro na Rua Yves Saint Laurent, em -se com os dois novoss livros que
Marrakech, cidade que ele frequentou recuperam a obra do estilista,All
e manteve um riad desde 1966. Ocu- About Yves e Yves Saint Laurent:
pando uma área de mais de 4.000 m❷ The Perfection of Style.
Uma iniciativa que valoriza
a força do design autoral brasileiro e
a qualidade de sua produção
CATEGORIAS
Mobiliário, Estofados, Complementos, Móveis Outdoor, Cozinhas e Closets,
Luminárias, Objetos, Louças e Metais, Revestimentos e Têxteis

CATEGORIAS ESPECIAIS
Designer do Ano e Talento em Ascensão

JÚRI
Patricia Urquiola, Maria Cecilia Loschiavo, Oskar Metsavaht,
Fernanda Feitosa, Adriano Pedrosa e Taissa Buescu

Em fevereiro, conheça os finalistas.


Cerimônia de premiação
8 de março
PATROCÍNIO APOIO

Saiba tudo em casavogue.com.br


Venyx
US$ 11.250

Vestidos com
bordados que
remetem a
cartas de tarô
do verão 2017
da Dior
Inés
Figaredo
US$ 850

A SORTE ESTÁ
LANÇADA
MARC JACOBS

Christian Dior costumava


pedir que lhe lessem as cartas
antes de cada desfile de sua
maison.Mais de meio século
depois,é justamente o lado
supersticioso de Monsieur
que Maria Grazia Chiuri
homenageia em sua coleção
de estreia à frente da marca
GUCCI

francesa,com vestidos etéreos


delicadamente bordados com
desenhos que remetem ao
baralho do tarô. O esoterismo
é tendência quente: enquanto
Alessandro Michele convocou
a ilustradora Jayde Fish para
PREEN

criar estampas também


inspiradas no tarô para o verão
2017 da Gucci, a Preen recorreu
às estrelas,em peças que
brincam com a ideia de feitiço.
Afinal,“o acaso sempre vem ao
auxílio daqueles que realmente
algo
desejam algo”,como dizia Dior.

Jogo CERTO
Jo RTO
Dior
R$ 35 mil
(cada)

Percossi
Papi
€ 1.450

Vo
Vogue lista os 16 mandamentos definitivos
nitivos
da temporada que se inicia, da volta da
calça clochard à mistura obrigatória do
boho com o western POR VÍVIAN SOTOCÓRNO
O clima BANGUE-
boêmio -BANGUE
western
do verão
BOÊMIO
2017 da Você já pode resgatar
Philosophy aquele vestido com
camadas de chiffon: o
boho volta à tona renovado
com pitada western.
Inspire-se nos caubóis
americanos e combine-o
com cinto de fivela larga e
botas com clima country.
Bordada à mão com florais
navajo, a nova versão da
A MÍNI bolsa Cahier, da Prada, é
BAG o melhor acessório para
embarcar na tendência.
FICOU
MICRO
Acredite se quiser:
após três temporadas
de reinado absoluto
das míni bags,as bolsas
diminuíram ainda
mais.Dos modelos da
Valentino,que são na Prada

REPRODUÇÃO VOGUE MÉXICO (P. 97), PATRICK DEMARCHELIER/REPRODUÇÃO


verdade um espelho R$ 13.200

VOGUE AMERICA (P. 99), DANIEL ZUCHNICK/GETTY IMAGES E DIVULGAÇÃO


com batom embutido,
às versões de couro de
NOVO

FOTOS: MORGAN O'DONOVAN, PAULO TROYA, MICHAEL SHWARTZ/


crocodilo da Hermès
que não comportam HI-LO
nem o celular,o que Inspire-se nas
era míni ficou micro. street-setters para
Regra de ouro? compor o hi-lo
Use várias ao mais fresco da vez:
mesmo tempo! a calça jeans que
é sucesso absoluto
nas ruas deve
ser combinada
a vestidos de
tecidos luxuosos,
Valentino
em um mix entre
HERMÈS

R$ 4.150 camadas casuais Veronika


Heilbrunner
Helena
bordon
SOFÍA SaNCHEZ
DE BETAK
e festivas.

Não importa se o
eleito será neutro
ou pastel: vestir o
mesmo tom da
cabeça aos pés é
o mandamento
cromático
número 1 da
VICTORIA BECKHAM

temporada.
EMILIO PUCCI

SIES MARJAN

Y PROJECT
VALENTINO
TRUSSARDI
SPORTMAX
CHANEL

DIOR

44 VOGUE BRASIL
Numa divertida referência
às camisetas fake da Dolce

MULBERRY
& Gabbana vendidas mundo
afora, t-shirts estampadas
com a logo da grife foram
usadas por todas as
modelos na fila final do
desfile da marca para o

DOLCE & GABBANA


verão 2017. A peça era
uma despretensiosa
brincadeira – mas
fez tanto sucesso
que ganhará as lojas.
Prepare-se: a logomania
está de volta, e repleta
de ironia, como sempre.
LOGOMANIA Look
Balenciaga
clicado nas

X
ruas de

TOMMY HILFIGER
Paris
PONT
PONTA
FIRME
Agora que você
já domina
Saint Laurent
com louvor o R$ 5.180
comprimento
mídi,é hora
de dar um FRASES DE EFEITO
passo à frente. We should all be
ostumadas
Acostumadas feminists, anunciou
a subirem e uma já emblemática
descerem t-shirt no primeiro
tanto quanto desfile de Maria
rcado de
o mercado Grazia Chiuri
ações, saias
como diretora
ganham
criativa da Dior.

DIOR
barras
VETEMENTS

assimétricas
A estilista não
acompa- é a única que
nhadas tem algo a dizer
nesta temporada:
SACAI

de prints
PROENZA SCHOULER

omé-
geomé- frases de efeito são
tricos. um dos statements
da estação e estampam
inclusive acessórios.
Loewe
€ 3.925

O RETORNO
DO MAC
Precursordotrenchcoat,o
casacoMacintoshestádevolta.
Criadoem1824peloescocêsCharles
Macintosh,quelevouanos tentando
inventar um tecido impermeável,
o Mac 2017 aparece nas mais
diferentes versões, do desabado
cool (Burberry) ao quase
vestido (Bottega
Veneta).

Casaco Jil Sander em


PHILOSOPHY
NINA RICCI

editorial da Vogue México


BALMAIN

VERSACE
MARNI

de janeiro de 2017

VOGUE BRASIL 45
VOGU
Saint Laurent
R$ 9.310
GUCCI

DIOR

A.BRAND
CORAÇÃO
VALENTE NAS
Nova York mal havia dado o start ALTURAS
das semanas de moda,e a Proenza Hit nas passarelas de
Schouler já anuncia
anunciava: o amor está rmès
grifes como Hermès
ar. O enorme coração vazado em
ar
no ar.O e Stella McCartney,
Cartney,
um top de tricô roubou a cena na a calça clochard faz
passarela da grife e a partir daí o torno triunfal –
retorno
símbolo se tornou onipresente nos
elegante e confortável,
desfiles,decorando tanto peças de PROENZA SCHOULER
é a peça perfeita
roupa quanto acessórios.Para
se apaixonar!
para encarar o
dia a dia.

Crash de
estampas no
verão 2017
da Prada
Delvaux Roger Vivier
€ 4.600 (bolsa) US$ 675
€ 280 (charm)

AGITE
EUSE
Na dúvida entre
os florais orientais
da Gucci,os prints
em clima de papel
de parede da
Prada e a op art da
Proenza Schouler?
Dica: misture
DSQUARED2

tudo! Se depender
dos desfiles
internacionais para
redondo quadrado pontudo o verão 2017,
mais é mais – ao
BALENCIAGA
JIL SANDER

menos no quesito
estampas.Inspire-
-se no mix de
listras,paisleys e
DÊ DE OMBROS grafismos p&b do
Amplos volumes seguem em alta, mas encontram novo verão 2017 da Etro e
ponto focal – os ombros. Mas esqueça as ombreiras se restrinja a uma
dos anos 80: a região ganha shapes esculturais, seja em cartela de cores
versões redondas, quadradas ou pontudas. bem definida.

46 VOGUE BRASIL
A Valentino
combinou
o pink ao Calça Dior usada
vermelho, com sapatos Céline,
sinônimo em editorial da
da grife Vogue América de
janeiro de 2017
Combinação
polêmica,rosa CURTA
com vermelho ESSA
Sua coleção de
é a dobradinha sapatos promete
da vez – ganhar atenção
ainda mais especial:
e um ótimo o comprimento
quente entre as
recurso para fashionistas quando
quem quer se trata de calças,
inclusive nas baixas
vestir o pink temperaturas,
que é tendência termina na canela,
deixando os pés
da estação, mais em foco do
que nunca.
com mais
personalidade e
menos doçura.

A partir da
esquerda, looks
do verão 2017
da Marni e da
Sonia Rykiel

Roger
Vivier
US$ 1.395

TINJA DE CÁQUI
TINJ QUI
Após
ós duas temporadas dominando a moda,
as de jeans agora dividem espaço com itens
peças
tingidos de cáqui – que protagonizam desde
casacos utilitários em mood streetwear a looks
stindo
femininos para ladies who lunch.Seja vestindo
MARISSA WEBB

uma parka militar ou uma combinação de várias


cor cáqui é o neutro da vez.
nuances da cor,o z.

J.W. Anderson
US$ 922
VOGUE BRASIL 47
Um dos
leques do
verão 2017
da Gucci

Fern
Fans
€ 70

ME ABANA
Inspire-se no verão 2017
da Gucci e pontue seu look
com um belo leque A coach Ana
Raia, madrinha
Com perfume oriental, o desfile para o da Twenty Four
Seven, usa vestido
verão 2017 da Gucci levou à passarela (R$ 1.890) da
um acessório popular da terra do coleção de estreia
Sol Nascente – o leque – mas que da marca
também tem tudo a ver com o verão Styling: Raquel
brasileiro. A peça é tendência nesta Kavati
temporada e foco de uma ótima

BATE,
neobrand para ficar de olho: a Fern
Fans, que desenvolve na Espanha
belos modelos de algodão com mood
vintage. Adepta fiel do item por aqui,
a banqueteira Maria Alice Solimene dá
a dica: “compro os meus em lojinhas
japonesas da Liberdade, em SP”.

CORAÇÃO
CO
A Figurinista
R$ 170

Cinco anos após vender a Bobstore, Raphael Sahyoun


SouQ
R$ 39 retoma sua paixão pela moda com o lançamento da grife
Twenty Four Seven, que estreia com quatro lojas próprias
e 80 pontos de venda pelo País FOTOS CASSIA TABATINI

32 VOGUE
48 VOGUE BRASIL
BRASIL
Q
uando deixou a direção ge- Raphaelestreounestemercadoporacaso,
ral da Bobstore, em 2012,um na década de 70,quando o irmão Nabil rece-
ano após a marca ser vendi- beuumaconfecçãoemtrocadeumadívidae
da para o grupo InBrands,o o convocou para assumir a empreitada a seu
empresário paulistano de lado.A paixão foi instantânea,e o paulista-
origem libanesa Raphael no mergulhou de cabeça na moda.Montou
Sahyoun não tinha planos de voltar à moda. outras marcas e confecções, até lançar, em
Já haviam se passado 16 anos desde que 1996,a Bobstore.“Raphael é um esteta e em-
ele lançara a grife, em uma pequena casa preendedor nato, além de aliar o talento a
de50m² emMoema –equasequatrodécadas uma capacidade de inter-relacionamento
desde que estreara na área,aos 19.Mas,em ímpar.É puro coração”,diz Ana Raia,que foi
vez de desfrutar das águas serenas de quem convidada por ele para ser a madrinha do
cumpriusuamissão,elemergulhouemuma lançamento da Twenty Four Seven.
angústia criativa nos anos sabáticos.Após De fato,o paulistano é uma pessoa mui-
ajudar no desenvolvimento de uma linha to reconhecida no meio,vide a quantidade
parameninasdentrodamarcainfantildeseu de donos de multimarcas que aguardavam
filho Tico,a Mini U.S.,e exercitar uma nova seu retorno ao mercado e apostaram na co-
vocaçãodecorandocasasnaFazendaBoaVis- leção de estreia da nova grife – e as dez fran-
ta, Raphael decidiu fazer um coaching com quias que já estão sendo negociadas para
Ana Raia,profissional respeitada e querida serem inauguradas no segundo semestre.
no circuito paulistano, que lhe incentivou O coração acabou se tornando símbolo da
a retomar sua paixão inveterada pela moda. Twenty Four Seven,dando vida à sua logo-
Este mês, após quase um ano de plane- marcaeaparecendonaportadetodasaslojas.
jamento e já com 50 funcionários contra- É também um coração que protagoniza um
tados, o empresário faz seu retorno com o grande quadro em seu escritório,decorado
lançamento da Twenty Four Seven, grife comrecadoscarinhososdeseusamigosmais
que estreia em grande estilo com um desfile próximos,uma homenagem ao aniversário
nos corredores do Shopping Cidade Jardim
no próximo dia 8,inaugurando no mesmo
de 60 anos do empresário,completados em
2014.“Todoselesacharamqueeuestavalouco
TAPETE
dia uma loja no local.No dia seguinte,abre quandodecidilançaraTwentyFourSeven.Só VERMELHO
três outras simultaneamente: nos bairros diziam: ‘você não precisa mais trabalhar,vá A grife Martha Medeiros
de Moema, Vila Nova Conceição e Jardim viajaresedivertir’.Masnãotemjeito, sempre desembarca em pop-up
Anália Franco (todos em São Paulo),desem- que alguém falava em moda meus olhos bri- store na Barneys de LA,
barcando também em 80 multimarcas ao lhavam – é definitivamente por ela que bate focada na temporada
redor do País,de Porto Alegre a Manaus. forte o meu coração.” vívian sotocórno de premiações
Em vez de lançar as tendencinhas da
vez,a grife aposta em peças atemporais de Jaqueta Após conquistar Los Angeles
tecidos nobres,como seda e couro,pensa- (R$ 2.989) com sua primeira loja
e calça
das para vestir as clientes durante – como (R$ 399), internacional, inaugurada em
diz o nome – 24 horas por dia,sete dias por ambas novembro passado, Martha
semana. “São roupas simple and chic para Twenty Medeiros dá mais um passo na
mulheres que vivem intensamente: levam Four
Seven cidade. Entre os dias 10 e 27
os filhos na escola,trabalham e depois ain-
deste mês, suas peças poderão
da saem para jantar com o marido ou as
amigas”,diz Raphael,que tem como braço
ser encontradas na Red Carpet
direito a estilista Sandra Silva e participa Bungalow, tradicional pop-
ativamente do dia a dia criativo,da aprova- -up store armada anualmente
ção de cada peça à visita aos fornecedores. dentro da Barneys, em Beverly
Sem se prender a uma inspiração pon- Hills, de olho na temporada de
tual,a coleção de estreia, concebida em três premiações. Trinta looks criados
meses na casa do próprio empresário,tem pela estilista alagoana, 15 deles
DE FOTOGRAFIA: RENATO GONÇALVES FOTOS:
BELEZA: DEBORA BITTENCOURT ASSISTENTE

RAFAEL EVANGELISTA (STILL) E DIVULGAÇÃO

peças elegantes e confortáveis: camisas de exclusivos, dividirão espaço com


seda e tricoline,calças jogging de camurça, itens de grifes internacionais
alfaiataria despretensiosa – com direito, – com destaque para saias e
inclusive,a jaquetas de phyton,vestidos de
vestidos com babados e fendas
festa e linhas de acessórios e bijoux.“Quero
que as pessoas entrem na loja e encontrem
ousadas e para itens de renda
roupas para qualquer ocasião – e que se sin- com aplicação de paetês,
tam em casa no espaço,por isso pensamos novidade no trabalho de Martha.
em ambientes charmosos, onde reinam a Barneys: 9.570, Wilshire
cor branca e a luz natural.” Boulevard, Los Angeles
Jaqueta
da marca
chinesa
Depois do hype Chen Peng
do sutiã usado
por cima da
roupa, o colete,
hit dos anos 70,
volta à cena –
animando looks
de alfaitaria.
Sutiã sobre
t-shirt em
look de
Kendall
Jenner
PUFF JACKET

VITORINO CAMPOS
Diminua
COLETE o volume,
SUTIÃ mas não perca a
esportiva: jaquetas
estilo paraquedista
ganham passe livre

Evolução da
para os dias mais frios, PARAQUEDISTA
substituindo abrigos
acolchoados.

ESPÉCIE
VERSACE
É hora de dar um update no closet: com a troca de
estações, descubra as tendencinhas da vez, que
vão substituir as febres das últimas temporadas
O floral que
CHLOÉ

remete a
estampas
de papel
de parede
protagoniza
o verão Vestido
2017 da camisola
Chloé da Vivaz

BABY-DOLL

FLORAL ORIENTAL

Atualize
seu jardim: CAMISOLA
troque o
floral oriental Feels like home: o baby-doll
bab
pela versão que com babados toma o lugar
remete a papéis da camisola no quesito
Candela
de parede. PAPEL DE PAREDE sleepwear que você poderá
Novembre usar também fora de casa.
com vestido
Rochas
Isabeli Fontana e Alessandra
Ambrosio com looks Balmain
A sandália de
O verão 2017 plumas da Prada
da Rodarte em editorial da Vogue
ganha clima Japão de fevereiro
country

PELE

Após
a febre das
BORLAS PLUMA
mules de pelo,suasua
pisada vaii ficar ainda
Esqueça as borlas,mas maisirreverente:plumas
continue se movendo: são o decorativismo
a franja davez tem mood FRANJAS WESTERN
quente no quesito
western,enfeitando jaquetas sapatos,como
dignasdecaubóisdeluxe. ensina Miuccia Prada
R$ 3.190
Prada.
Nicholas
Kirkwood

VÍRGULA SALTO BLOCO

Salto baixo,alto estilo: o modelo


bloco cede espaço à versão
vírgula – “culpa” de Maria Grazia
Dior
R$ 4.100 Chiuri,que criou na Dior o sapato
que é desejo número 1 da estação.

LEGGING
Top ombro
a ombro
em clique
nas ruas TRACK PANTS
de NY Pantalona
ARQUIVO VOGUE, LIZ COLLINS/REPRODUÇÃO VOGUE JAPÃO P. 80, KRISTIN SINCLAIR/GETTY IMAGES,
REPORTAGEM: VÍVIAN SOTOCÓRNO FOTOS: MARIANO VIVANCO/ARQUIVO VOGUE, MARCIO SIMNCH/

com risca
lateral em
look Maison
Margiela
ANTONELLO TRIO/GETTY IMAGES, REX/SHUTTERSTOCK, IMAXTREE E DIVULGAÇÃO

EMANUEL UNGARO

OMBRO A OMBRO
BALENCIAGA

OMBRO ÚNICO Troque


a pantalona
com risca
lateral pela boa e
As passarelas seguem velha legging, que –
jogando luz sobre a região dos acredite se puder
ombros – a diferença é que – ganha agora
agora será apenas um deles versão grifada.
que você
cê deixará de fora.
VOGUE BRASIL 51
À esquerda,
calça (R$ 349),
top (R$ 378) e
parka (R$ 759).
Macacão
(R$ 2.633).
Todas as peças
são da Forum

Styling:
Alexandra Benenti
SANGUE
NOVO
FOLIA
CAMPEÃ
Entre no clima de
Carnaval com acessórios
divertidos de grifes
brasileiras e internacionais –
para comprar agora e usar
no dia a dia depois

Um dos principais ícones da moda nacional, a Forum


TRIO ELÉTRICO
se revitaliza com a chegada do estilista Bruno Delfino
– e promete voltar a se expandir pelo País Paola Vilas
R$ 1.397
POR ANITA PORFIRIO FOTOS CASSIA TABATINI

E
ncomendadaem1984pelofunda- promissosprofissionaiseseusmomentoscom
dordamarca,TufiDuek,aodesig- o marido e os filhos,pode ser uma executiva
nerMauríciodeOliveira,alogoda ou mãe de família, não é necessariamente
Forum – inspirada em uma placa uma fashionista”, define Bruno, que, após se
detrânsito–setornourapidamen- formaremmodapelaUniversidadeParanaense Alexandre
Birman
te símbolo de desejo pelo País.Criada em 1981 e mergulhar em uma temporada na Central R$ 1.490
e adquirida pelo grupo AMC Têxtil em 2008, SaintMartins,emLondres,adquiriuexpertise
a grife que estreou nas passarelas do extinto comercial na Morena Rosa, onde desde 2009
Morumbi Fashion em 1996 entrou numa es- comandava a equipe de estilo.
pécie de piloto automático desde a saída da Aos 31 anos,ele pode não ter vivido a febre Arezzo
R$ 500
última diretora criativa Marta Ciribelli, dois dos jeans da Forum na década de 90,mas fez
anos emeio atrás.Aindaque comercialmente muitobem aliçãode casa.“Quando chegueià
ativa (atualmente são 22 lojas e 800 pontos de sede do grupo,em Itajaí (SC),a primeira coisa BLOCO DE RUA
venda pelo País),a marca estava adormecida, quefizfoimergulharnosarquivos–meuplano
semjamaisterdeixadooimaginárionacional era aplicar um olhar novo sobre os códigos da Swarovski Cine 732
– como esquecer suas campanhas com tops grife,trazê-losparaosdiasatuais”,contaele,que R$ 659 R$ 450
BELEZA: FERNANDO HADDAD E CARLOS ROSA PRODUÇAO DE MODA: VINÍCIUS CONI E CAROLINA ALBUQUERQUE

como Kate Moss e Lara Stone? abusoudodenimbruto,pesadoesemlavagem


Agora,pegando carona no revival dos anos que era a cara da marca em calças mais soltas
90, a Forum se revitaliza e promete voltar a e retas.“Olhei também para muitas jaquetas
dar o que falar: sem deixar para trás o espí- originais dos anos 80,que ganharam apenas
ASSISTENTE DE FOTO: TIM SANCHES ASSISTENTE DE BELEZA: GISELE GASPARI FOTOS: DIVULGAÇÃO

rito brasileiríssimo e o foco comercial,a grife adaptações na modelagem”,diz.


ganha novo fôlego com a chegada do estilista Enquantoametapara2017éapenasfortale-
Bruno Delfino, que assumiu a tarefa há um cer os pontos de venda já existentes,o projeto
ano e lança em março sua primeira coleção. para os próximos anos inclui uma estudada
Eloquente, rápido e objetivo, o mineiro de expansão. “Queremos inaugurar novas fran-
Nepomuceno brincou quias e consolidar nossa
com as fases da paixão, Top (R$ 408) e calça presença em polos re- Masqué
R$ 680
dasborboletasnoestôma- (R$ 399), em clique ao lado gionais,como Campinas
do estilista Bruno Delfino
go ao rompimento final: e Londrina, além de che-
em um jogo de contras- gar às capitais que ainda BAILE DE GALA
te de pesos e texturas, não estamos presentes,
Dolce &
apostou tanto em belos casodeManauseVitória”, Gabbana
vestidos assimétricos de dizAlexandreMenegotti, R$ 10.620

veludo (parte da linha CEO do AMC Têxtil, gru-


Black, mais premium) podoqualtambémfazem
como em moletons boxy parte Triton,Tufi Duek e
e em macacões militares. Colcci,entreoutrasgrifes.
“A mulher Forum é sofis- Uma volta às passarelas
ticada,masquerestarele- pode ainda não estar nos
gantedemaneiracasuale planos,mas não há dúvi-
confortável – e as roupas das de que a grife ainda
Bohö
refletemexatamenteesse temmuitoaenriquecero Ourivesaria
mood. Ela tem seus com- imaginário nacional. R$ 280
Alexandre
Pavão R$ 469
O último
romântico
No comando da grife espanhola Delpozo
há cinco anos, Josep Font conquista
fashionistas com suas criações arquitetônicas
e sensibilidade rara para combinar cores

A
cada seis meses,quando a se- Josep Font,
mana de moda de Nova York diretor
dá início ao fashion month,há criativo da
algumas certezas: Tommy Delpozo. À
Hilfiger (que,nesta tempora- direita, looks
do verão 2017
da, troca a cidade por Los Angeles) armará da grife
umcenário grandioso, MichaelKors reunirá
umsem-fimdecelebridadesnaprimeirafila,
MarcJacobsencerraráoeventocomumadas
apresentações mais comentadas e a Delpozo
emocionará o público com a sensibilidade
ímpar do estilista Josep Font – que assumiu
agrifeespanholadedemi-coutureem2012,um
anoapósamortedofundador, JesúsdelPozo.
Expert em criar silhuetas arquitetônicas e
muito femininas,dono de um talento raro
para misturar cores de maneira exuberante,
Fontvem transformando a Delpozo em mar-
ca com relevância global,usada por fashio-
nistascomo Lauren Santo Domingo, mesesparasermodeladaàmão
Julianne Moore e Cate Blanchett e “As peças de Font sobre um manequim, com vo-

FOTOS: FOTONOTICIAS/GETTY IMAGES, BRIDGEMAN ART LIBRARY / GLOW


à venda em lojas e e-commerces de lumes que são supercomplexos
peso como a Bergdorf Goodman, o mudaram para em sua construção
construção”,conta.
mpre a maneira
sempre IMAGES, GETTY IMAGES, CORTESIA SOO SUNY PARK E DIVULGAÇÃO
Moda Operandi e o Net-a-Porter. Expertise ele tem de sobra: o
“Amodadehojeperdeuumpouco espanhol
panhol comandou por quase
da emoção. Queria imprimir mais como enxergo a duas décadas uma bem-suce-
paixão e tornar a Delpozo mais fresh
ejovem”,meconta Font doisdias an-
construção de dida marca com seu nome,
que desfilou por três anos
tes de apresentar sua coleção para o uma roupa”, na semana de alta
alta-costu-
verão2017,emsetembropassado,que
começa a desembarcar nas multi- diz Lauren ra pa
parisiense a co
convite da
Haut
Chambre Syndicale de la Haute
marcas e nas duas lojas da grife (em Santo Domingo Couture.Um desentendimento
MadrieLondres)nestemês.Estamos in
com a sócia investidora lhe afas-
no Pier 59 Studios, tradicional locação dos nesta temporada ganham a tou da direção criativa da grife,em
desfiles da grife em Nova York,onde ele in- companhiadexadrezeseflorais. 2010, mas logo veio o convite para
terrompe a prova de roupas para conversar Arquiteto por formação,o es- Delpoz criada em 1974
assumir a Delpozo,
com a Vogue.Inspiradas nas obras do pintor tilista começa cada coleção por e até então chamada Jesús del Pozo
impressionista espanhol Joaquín Sorolla e um intenso estudo de formas e cores, pel grupo Perfumes & Di-
– adquirida pelo
da artista coreana Soo Sunny Park,as peças stidos dignos de red
que resulta em vestidos senõ após a morte de Jesús,aos 65 anos.
trazem os usuais volumes esculturais e ri- carpets e itens de alfaiataria. “Assim Com a missão de internacionalizar a
cas decorações em 3D criados por Josep,que cada peça leva
como na alta-costura,cada lev marca,que passou a se apresentar na sema-

78
54 VOGUE BRASIL
VOGUE BRASIL
À direita, instalação
Unwoven Light (2013),
de Soo Sunny Park;
abaixo, pintura Boy on
the Sand, de Joaquín
Sorolla – o trabalho
dos dois artistas
inspira a coleção
do verão 2017 da
Delpozo, batizada
de Luminosity

Look total
Lançada em 2015, a linha
de bolsas e sapatos da grife
€ 990 tem peças ultrafemininas,
decoradas com as mesmas
estampas e aplicações das
coleções de roupas.

€ 460

na de moda de Nova York na temporada do no red carpet guarda-roupa da mãe.Ainda assim,estudou


verão 2014, Font recebeu carta branca para arquitetura por pressão do pai,dono de uma
estabelecer sua própria visão. O trabalho ex- empresa de transportes,que não aceitou que
tremamente artesanal de Jesús foi mantido, ele seguisse carreira como estilista.“Quando
mas o estilo sóbrio do fundador ficou para euestavanoúltimoanodafaculdade,eledes-
trás.“Assim que vimos a primeira coleção de cobriuqueeuhaviavencidoumconcursona-
JosepparaaDelpozo,ficouclaroqueeletinha cionaldedesignequeminhas roupasseriam
um olhar particular de elegância e beleza. expostas no Musée des Arts Décoratifs,em
Até hoje,o senso de graça que ela invocou é Paris.Eaítevequedarobraçoatorcer”,conta.
difícil de esquecer.Suas criações mudaram Mas não se deixe enganar pelo discurso
parasempreamaneiracomoenxergoacons- sensível: o estilista vem mostrando tino
trução de uma roupa”, elogia Lauren Santo comercial tão preciso quanto seu processo
Domingo,cofundadora do Moda Operandi. criativo.Ao longo do último ano, que mar-
Tímido,o espanhol raramente frequenta cou a inauguração da loja deLondres,lançou
eventosdamoda,éoprimeiroachegaraoate- bem-sucedidas linhas de bolsas e sapatos e
liê da grife em Madri todas as manhãs para estreou no universo das coleções pre-fall e
que possa desenhar em silêncio absoluto e olivia lauren julianNe resort,que já têm seu próprio best-seller: as
palermo santo moore
costuma se refugiar em sua casa de campo domingo peças de tricô, com uma mistura exuberan-
na Catalunha sempre que possível.Nascido te de cores.O que esperar para 2017? “Estou
em Santa Perpètua de Mogoda, próximo a começando a trabalhar no meu primeiro
Barcelona, quando criança já era fanático perfume”,adianta.Alguém duvida que será
porroupasecostumavadarapalavrafinalno um sucesso? vívian sotocórno

VOGUE BRASIL 55
NOVOS TALENTOS

Elegância DNAFASHION
DATA DE LANÇAMENTO:

TROPICAL
abril de 2012
NO COMANDO: o carioca
André Namitala
ESTILO: alfaiataria tropical
Nome em ascensão na cena nacional, CARROS-CHEFE: robes
o carioca André Namitala, da de linho e peças de
alfaiataria
Handred, aposta no genderless AGRADA: homens e
POR MARCIA DISITZER FOTOS DANIEL MATTAR STYLING BEBEL MORAES mulheres de todas as idades,

U
de 18 a 80 anos. Artistas e
m dos dez novos talentos que sua marca.“Na Rebecca,aprendi a fazer roupa; fashionistas
participaram do Veste Rio na e naAusländer,o que fazer depois da roupa”,define. BOAS-NOVAS: a coleção -
temporada do inverno 2017,André A Handred – apelido deAndré quando criança - cápsula de Carnaval, com
Namitala,da Handred,foi talhado - era originalmente focada no público masculino, shorts de tecidos festivos e
para ser médico ou advogado.“Sempre adorei com a proposta de injetar frescor no homem “enfeites para o corpo”,
arte,mas venho de uma tradicional família tropical.“Manter-se arrumado no calor está no como uma bem-humorada
libanesa.Acabei estudando direito”,conta.Ele viu DNA da marca.Só trabalho com tecidos naturais, pochete enfeitada
sua vida mudar ao conhecer a fábrica da marca como linho,algodão e seda”,explica.Com o com plantas
feminina carioca Rebecca Barreto,especializada tempo,algumas peças criadas porAndré,como ONDE ENCONTRAR: no
em linho.“Meus olhos brilharam e comecei a a calça de linho com elástico na cintura e as ateliê da Handred (RJ),
palpitar em tudo”,lembraAndré,que foi amplas camisas de manga curta,foram no e-commerce da marca
contratado,aos 17 anos,por Rubinha Barreto conquistando também as mulheres.“O robe de (lojahandred.com.br) e em
(dona da grife),mãe de uma amiga do estilista. linho,que é usado como trench coat pelos 20 multimarcas, como a
Dois anos depois,no começo de 2012,lançou a homens,vira um vestido incrível.”As coleções Dona Coisa (RJ), a Choix
Handred com uma linha de camisaria.Na mesma partem sempre de um tema – real ou imaginário. (SP) e a CR Su Misura (BA).
época,assumiu o estilo masculino daAusländer,de “A que apresentei no Veste Rio é inspirada no art A Handred também está no
onde saiu em 2014 para se dedicar integralmente à déco e remete à cidade de Valência,na Espanha.” Japão e na França

O estilista
carioca André
Namitala e looks
do inverno 2017
da marca

BELEZA: JOSEF CHASILEW ASSISTENTE DE BELEZA: LUANA COOPER FOTOS: DIVULGAÇÃO

HANDR
ED
Looks do
inverno 2017
da Beira

FORMA E
conteúdo
Com uma moda clean, mas
nada básica, a Beira é uma das
dez jovens marcas que são
apostas do Veste Rio

O
curso de desenho industrial,
concluído em 2012 na PUC-Rio,
despertou os sentidos da carioca
Lívia Campos para a moda.
DNA FASHION “Fiz disciplinas relacionadas ao tema e acabei
gostando”,diz ela.E foi a partir de um projeto
DATA DE LANÇAMENTO: pós-faculdade,no qual fez uma análise de

BEIRA
janeiro de 2015 mercado e definiu os pilares da marca que
NO COMANDO: a carioca desejava criar,que nasceu a Beira.“Gosto da
Lívia Campos dualidade entre o clássico e o moderno.
ESTILO: minimalista A Beira,por sua vez,parece clean,mas é muito
e atemporal elaborada.” Depois de ser bem recebida pelo
CARROS-CHEFE: mercado internacional,ao participar da feira
macacão de brim, Ciff,em Copenhague,na Dinamarca,Lívia
pantacourt de seda e seguiu em frente em território nacional e
casaco duplo de brim conquistou multimarcas como a Dona Coisa,
AGRADA: arquitetos do Rio,e a Pair,de São Paulo. A grife,que
e designers participou da estreia da plataforma de jovens
BOAS-NOVAS: o talentos do Veste Rio,em outubro passado,
lançamento de uma é direcionada para o público masculino,mas
linha de veludo, na qual as mulheres são muito bem-vindas.
a calça skinny promete “É plurissex”,brinca a estilista.As peças têm
virar hit silhuetas amplas que priorizam o conforto.
ONDEENCONTRAR:nas A seda é um dos tecidos prediletos de Lívia,
multimarcasDonaCoisae que também investe em outras fibras
FreyKalioubi(RJ)ePair(SP). naturais,como o algodão.E é na arquitetura
Noe-commercedaPaireem das roupas que a Beira se revela.Pregas
lojasnoJapão,nosEUA,na e dobraduras criam movimentos PATROCÍNIO
DinamarcaeItália surpreendentes,e o avesso recebe atenção
especial.“A diferença é o que me interessa.”
Quatro
ESTAÇÕES
Com um guarda-roupa perfeito
para fashionistas em busca de
moda com espírito resort, Vanda
Jacintho prova que suas criações
são desejo nos 12 meses
do ano POR ANTONIA PETTA
FOTOS CASSIA TABATINI

R$ 805
(cada)

V
anda Jacintho
cintho colocou seu próprio nome em uma
marca em 2014 2014. Mas é definitivamente agora que
a estilista e designer de acessórios dá seu pulo do gato
– que está mais para guepardo, se juntarmos
o imaginário dos panneaux pelos quais se tornou conhecida
com o movimento rápido e preciso com que abocanhou clientes
em busca de peças atemporais com espírito resort.
Vanda Jacintho Garota de ouro da sociedade paulistana,Vanda encontrou na
usa vestido resina,noacrílicoenometalasmatérias-primasparaosacessórios
(R$ 2.342) de impacto que geraram fila de espera sob sua etiqueta ao longo
e brincos
(R$ 765) do dos últimos doisanos,apósencerraramarcademodapraiaBeach
verão 2017 Couture e se mudar para o Reino Unido,onde estudou por seis
de sua grife meses na Central Saint Martins e no London College of Fashion.
Da experimentação com acessórios vieram bem-sucedidas
parcerias criativas com a extinta Virzi + De Luca e A Figurinista,
de Teka Brajovic. Na mais recente delas, lançada em dezembro
passado ao lado da stylist carioca radicada em Londres Alix
Duverno
Duvernoy, os 30 itens com inspiração botânica deixaram em
R$ 920 evidência o no novo momento da marca. Peças feitas com
tecidos finos, como seda, crepe de chine e chiffon, se
tornaram parte fundamental de seu DN DNA fashion,ao lado
dos colares,braceletes e brincos statement.
Neste novo momento, Vanda enxerga além-mar ao
compor um guarda-roupa mais completo completo. Stylist por vocação
(ela colocou os pés na redação da Vogue pela primeira vez aos
18 anos e trabalhou por outros quatro com a icônica editora
À esquerda,
capa (R$ 3.500) inglesa Isabella Blow no jornal britânico The Sunday Times),
e saia (R$ 1.300) Vanda cria vestidos fluidos que caem como uma luva sobre
do inverno 2017 maiôs na areia,mas também calças amplas que circulam sobre
da grife, à venda o asfalto. Talvez por isso sua clientela seja eclética, indo da
a partir de abril.
Abaixo, Regina francesa Pascale Mussard (do clã da Hermès) a Regina Casé.
Casé com look Hoje bem instalada em São Paulo, a estilista vem
da marca conquistando cada vez mais clientes fora do País e já tem
30 pontos de venda pelo Brasil,Estados Unidos,Europa e Índia
– de Ibiza a Mumbai, passando por Porto-Vecchio e Miami.
BELEZA: ISRAEL ESCOBAR

De olho na internacionalização, ela


prepara para março o lançamento de um
e-commerce próprio
próprio, que terá entrega
global. Alguém duvida de que ela vai dominar o
mundo? À venda no showroom da grife em São Paulo,
com hora marcada pelo telefone (11) 4508-1545.

230 VOGUE BRASIL


A lon
pr
londrina
produz
Mirabel
drina Mirabelle
joias em
com dades que
comunidades
7 Com ateliê
localizado em
Porto Alegre, a
PP Acessórios
transforma sobras
de couro da indústria
calçadista em roupas,
bolsas e bijoux. Cada peça
é única – e as duas lojas
da marca (uma na capital
gaúcha e outra em São
Paulo) recebem novidades
semanalmente. Rua Artur
de Azevedo, 499, SP
ovem o
promovem
rcio justo.
comércio
O brinco acima é
NO MÊS DO
banhado a ouro
e decorado com
CARNAVAL,
péro de água
pérolas
doce (US$ 74).
APOSTE
mirabelle llery.
mirabellejewe ller co.
mirabellejewellery.co.uk EM PEÇAS
METALIZADAS
Body vintage de
EM CLIMA
paetês (R$ 250) do
brechó Minha Avó
ECO-FRIENDLY
EC
ECO-
O-FRIEND
O-FRIENDLY
NDLY
Tinha, usado com

6
vestido de couro
metalizado (R$ 410)
da PP Acessórios
Styling:
Alexandra Benenti

ECO
francesa Sisl
A fra Sisley utiliza
plantas e óleos essenciais no
pl O designer paulista

2
desenvolvime
dese
desenvolvimento de seus produtos. Alexandre Pavão
O gloss com br ilhos ci
brilhos cintilantes produz manualmente
(R
(R$ 220) é feito de flor de lótus. cada uma das peças

ERA
phor com.br
phora.
sephora.com.br da marca que leva seu
nome – as criações
não saem de linha,
desde que ainda exista
estoque de matéria-
-prima. A bolsa Lysa
Diamond custa R$ 579.
por chiara alexandrepavao.com
gadaleta klajmic
CAROLINA ALBUQUERQUE ASSISTENTE DE FOTO: TIM SANCHES
ASSISTENTE DE BELEZA: GISELE GASPARI FOTOS: DIVULGAÇÃO

4
As bijoux da marca A Peace
FOTO: CASSIA TABATINI BELEZA: FERNANDO HADDAD E
CARLOS ROSA PRODUÇAO DE MODA: VINÍCIUS CONI E

Treaty são desenhadas nos


Estados Unidos e executadas
por artesãos ao redor do

3
mundo, utilizando técnicas
centenárias – caso deste
Lançada há três anos,, a grife
grif de sapatos colar (US$ 895), à venda no
gaúcha Vinci Shoes preza pelo apeacetreaty.com
conforto e aposta no slow fashion, Disp
Disponíveis no site tulacasqueteria.com,
fabricando cada par apenas após ele os ar
arranjos para cabelos da
v cish
vin ci oes.com.br.
.br
.br.
ser comprado no site vincishoes.com.br. Tula Casqueteria são desenvolvidos
As sapatilhas acima custam R$ 320. arte
artesanalmente e em pequenas
quantid
quantidades. O pente de abelhas (R$ 228)
é pe
perfeito para os bailes de Carnaval.

60 VOGUE BRASIL
Desejo absoluto: o colar de
búzios (US$ 520) feito de ouro
e porcelana, da francesa
Aurélie Bidermann

marca
e pa lha toquila da são aposta
us d ts
Os chapé ldez Panama Ha que para o
na Va des ta
equatoria ara os dias de sol – m delicadas frutas
cer ta p orad o co 75)
onita, dec rial (US$ 2
modelo B is do mesmo mate
tropica

tas
ão perfei lho
ss o
to, a s flat do ano – do da
for nte lori
o d e con mais que tweed co e vai bem
im ão m qu ção
Sinôn a a estaç lo feito e $ 3.870), er produ
par o mode tir de R qualqu
n a par com
a n el (
Ch
A clássica bolsa de palha ganha
releituras divertidas, como a de Qu descobrir os
Quer
Charlotte Olympia (€ 1.825) lugare preferidos
lugares
de Kate Moss nas

ILUSTRAÇÃO: LULA (@LULA_HERSELF) FOTOS: DIVULGAÇÃO


que tem forma de melancia e faz
parte da mais nova coleção da marca, Ma
Maldivas? O livro
inspirada em Carmen Miranda Ch Stays
Chic
(A
(Assouline, US$ 85),
da Condé Nast
Tr
Traveller, revela as
dic da top e
dicas
O verão 2017
de outras 36
da Alberta
pe
personalidades cool
Ferretti é bem
em seus destinos
mais sexy que
pr
prediletos
as últimas
criações da
marca italiana:
tops cropped, A coleção anual de alta - O modelo
rendas, - joalheria da Tiffany Dolce Box, da
transparências explora as belezas e Dolce & Gabbana,
e clima boudoir as metamorfoses da ganha versão de
chic definem vida marinha em peças acrílico transparente
a coleção absolutamente poderosas pintado à mão com
temas marinhos

INSPIRE-SE NO
CLIMA DAS
MALDIVAS PARA UM
ALTO VERÃO LEVEVE
E COLORIDO
62 VOGUE BRASIL
fashiontour
fas
fashion
hiontour
hiontour
AS MAIORES – E MELHORES – NOVIDADES DA MODA BRASILEIRA PASSAM POR
P AQUI

Peças (a partir de
R$ 350) da coleção
de retorno da Zoomp, que
desembarca em multimarcas
pelo Brasil na segunda
quinzena de março
Styling: Alexandra Benenti

BRASIL
A ZOOMP VOLTOU!
Lançada em 1974 e ícone do jeanswear
nacional, a Zoomp está de volta. Comprada pelo
grupo K2, do qual também faz parte a Cavalera, de
Alberto Hiar, a grife está sendo relançada oito anos após
sair de cena. Com 105 modelos de calças jeans, a primeira
coleção revisita diversos ícones e mantém, inclusive, os
nomes originais, como a semibaggy Campeã, além de
contar com itens de seda, couro e tricô. A nova Zoomp
desembarca em multimarcas pelo País, como a brasiliense
Magrella e a paulistana Cartel 011, a partir da
segunda quinzena de março e já tem planos de
abrir lojas próprias – a primeira deve ser
inaugurada em São Paulo em um ano.
Magrella: SHIS CL QI 03,
bloco F, Brasília
Studio
A Figurinista Dani Cury
R$ 170 R$ 880
SÃO PAULO
DUPLA DINÂMICA
REPORTAGEM: VÍVIAN SOTOCÓRNO E JULIA DINIZ FOTO: CASSIA TABATINI BELEZA: FERNANDO HADDAD E CARLOS ROSA PRODUÇÃO DE MODA: VINÍCIUS

BRASIL Teka Brajovic, da grife de bijoux


A Figurinista, e a designer de sapatos
NADA Dani Cury se unem para inaugurar uma
BÁSICO loja com criações de ambas as marcas.
CONI E CAROLINA ALBUQUERQUE ASSISTENTE DE FOTO: TIM SANCHES ASSISTENTE DE BELEZA: GISELE GASPARI FOTOS: DIVULGAÇÃO

Para comemorar a abertura, as


Expert em jeans
duas lançam coleções temáticas inspiradas
decorados com
no cosmos. Studio Dani Cury +
patches e bordados,
A Figurinista: Rua da
a grife Not Your Basic
Consolação, 3.199, SP
Denim, da dupla
Martina Scaravaglioni
e Maria Fernanda
de Castro (ambas
ex-Adriana Barra), BRASIL
comemora um ano
de sucesso com duas MODA
novidades. Enquanto
lança a linha Cozy, DO BEM
com bombers, O inverno 2017 da
t-shirts e calças de Calça jeans Morena Rosa ganhou
moletom enfeitadas (R$ 680) participação muito
com elementos fun, da parceria especial: inspirada nos
entre a mangues, a coleção
apresenta também NYBD
uma coleção-cápsula tem dez estampas
e a Triya desenhadas por
de peças jeans com
bordados em mood ilustradores da pequena
tropical desenvolvida cidade ribeirinha de
em parceria com a Santa Luzia do Itanhy,
Triya. À venda no site em Sergipe, formados
nybd.com.br pelo projeto Arte
Naturalista – ação de
economia criativa e
educação ambiental
desenvolvida pelo IPTI Grazi Massafera
(Instituto de Pesquisas e Valentina
em Tecnologia e Sampaio
R$ 1.200
Inovação). A coleção vestem shorts
será lançada em 8 (R$ 345), jaqueta
de março, Dia (R$ 736) e vestido
(R$ 1.380), do
Internacional da Mulher. inverno 2017 da
morenarosa.com.br Morena Rosa

SP, RIO, BRASÍLIA E CURITIBA


PETIT LUXE
Desejo absoluto do desfile para o verão
2017 da Louis Vuitton, os cases para iPhone
da família Petite Malle (a icônica bolsa
R$ 1.330 inspirada nos baús da grife) desembarcam
este mês no Brasil. São três opções de
BRASIL cores no canvas Monograma e uma versão
VISÃO À de couro de crocodilo, disponíveis para
os iPhones 7 e 7 Plus. Louis Vuitton:
ITALIANA Shopping Iguatemi, piso Faria Lima, SP
Até então uma linha tímida dentro do rol
da Valentino, o eyewear da grife ganha agora
upgrade e passa a ter três coleções anuais,
fabricadas pelo grupo Luxottica. Decorados
com ícones da marca italiana, como renda,
spikes e a cor vermelha, os primeiros 25
modelos da nova fase chegam este mês
a 400 óticas do Brasil. Sunglass Hut:
Shopping JK Iguatemi, 1° piso, SP
R$ 4.250
(iPhone 7)
VOGUE BRASIL 65
NOVO
APP
A MAI
MODA O R A U TO
N A PA, BELEZA ERLI DI A D E EM
LMA D FE S T Y
A SU LE
A M ÃO

U M A N OVA E X P ER I ÊN C I A MOB ILE Q U E C O N EC TA


O C O N T EÚ D O DA R E V IS TA AO D O S I T E E A IN DA C O N TA C O M
ATUALIZ AÇÕE S D IÁRIA S D I R E TO DA R EDAÇ ÃO !

DISPONÍVEL PARA APP.VOGUE.GLOBO.COM


Samira veste maiô Vix;
vestido Alcaçuz; turbante
Amaro; gargantilha Jack
Vartanian

Água
& ARTecidos fluidos e esvoaçantes dão vida a looks perfeitos para
enfrentar as altas temperaturas do verão. O frescor e a tonalidade
das peças servem de pano de fundo para o lançamento da nova
identidade visual de Bonafont, que elege o salmão como tom para
colorir o novo rótulo de suas garrafas
Foto: Danilo Borges Styling: Daniela Mônaco e Fabiana Leite
www.zuerich.com
Geneva Pass
é um cartão
que dá direito
a transporte
gratuito - após
pagar uma taxa
- e entrada a
diversos museus
e atrações
turísticas
lovani veste maiô Jo de
Mer; braceletes Etoiles
azuis e Lool laranja

www.zuerich.com
unt et aceperum eicatatquia
aborporeium id molor adit
fuga. Santur reicilitat vendita
velis etur?
Sed que minventio. us, tor
atem invel ist, voluptae sit qui
digendam, omnit facerum
Beleza: RoBSon almeida com pRodutoS m.a.c coSmeticS aSSiStenteS de fotogRafia: Ramon dionizio,
RodRigo Santana aSSiStente de Beleza: JaiRo almeida tRatamento de imagem: JuJuBa digital

Samira veste vestido

vestido Amir Slama;

colar Vanda Jacintho

www.zuerich.com
choker Jack Vartanian;
Triya; brincos Livia Kerr.
na página ao lado: lovani
veste maiô Adriana Degreas;
shops

Gucci
R$ 7.670 (bolsa)
R$ 8.280 (bota)

A 8�
7 :�

7F �

G G C�
DOCE veneno
7� 7 7 �
C�
�7F���7 :F�
:B �� C�7 ����G F��E�������������������G C�7 ����7���

7� �� 7��G �C:�F� ���CG C�7 �G 7 : �8�7�: ��7F POR DONATA MEIRELLES FOTO XICO BUNY
136 VOGUE BRASIL
�OOR�E�A1 �O GERAL�RA/ UEL $ AVA0I �O0OS�IRVI�G . E��6�O��- �AS0AR��IVE E RA�AEL EVA�GELIS0A (S0ILLS) . RO�U1 �O �E �O�A��RIS0IA�O OI2 A�E E �EEL �I�O�ELLO SE0�ESIG��LARISSA �A�0AS AGRA�E�I�E�0O�ES0��IO
4U�BA 3��O A�I�AL USA�O �A �O0O ��O SO�REU �AUS 0RA0OS E - �EVI�A�E�0E REGIS0RA�O E LEGALI4A�O �O��OR�E AS RESOLU1 �ES �O IBA�A E AS LEIS A�BIE�0AIS VIGE�0ES �O BRASIL

Bulgari

R�A�

Cocoon
R��
Triya
R��� �

� ��
Roberto Cavalli

R���
Luiza
Barcelos
no OQVestir
R�A��
Nádia Gimenes

Lool
R�A��
BICHO

: �����C���7�7 7��C��7F
I�������7�CG 7C������B������G
DA SEDA
����D7G ���C��7 �7��7 58�C7 �7�7
���7F: ����C��7G �7�BC��C��7����

R��
Veneta
Bottega

�3��
R�3��
Tanara
R��3�
Silvia
���
Furmanovich

R��
Rosa
A�
R���

Morena
Gucci

VOGUE BRASIL 73
3��
shops

Ray-Ban na
Sunglass Hut
R$ 530

Fendi na eÓtica
R$ 1.299

Le Specs
na Visionari
R$ 829

tem que ter

REFLEXO
PRODUÇÃO DE MODA: CRISTIANO OIWANE E NEEL CICONELLO

SOLAR Armações de metal


levíssimas e superfinas
emolduram lentes
espelhadas tingidas com as
cores do pôr do sol
FOTO XICO BUNY

74 VOGUE BRASIL
shops

PRODUÇÃO DE MODA: CRISTIANO OIWANE E NEEL CICONELLO BELEZA: MARI KATO COM PRODUTOS NARS E LEE STAFFORD ASSISTENTE DE FOTOGRAFIA: LUCIO ALMEIDA ASSISTENTES DE BELEZA: CLAUDIA RISTON E DANI HILÁRIO
CLIMA
DE VIRADA
Incorpore o espírito das férias de alto
verão também na rotina da cidade
grande combinando separates
soltinhos de linho cru com acessórios
de couro dourado FOTO DENNY SACH

Da esquerda para a direita, casaco, R$ 3.747, Osklen; body, R$ 665, A.Niemeyer; calça, R$ 1.142, Mixed; colar,
R$ 497, Osklen; pulseira, R$ 29.200, Cartier; sapato, R$ 320, Schutz. Vestido, R$ 3.660, De Goeye; cinto, R$ 188,
De Goeye; bracelete, Daniela Norinder; brinco, R$ 3.700, e bolsa, R$ 18 mil, ambos Dior; sapatos, R$ 2.610, Gucci.
Blusa, R$ 2.325, Modem; calça, R$ 1.225, Isolda; brinco, R$ 11.300, Cartier; colar, R$ 649, e bracelete, R$ 769,
ambos Swarovski; bolsa, R$ 9.630, Jimmy Choo; sandálias, R$ 998, Mixed
COMERCIALIZAÇÃO

coelhodafonseca.com.brr
Juliana
Manzini
R$ 406

Elisa Stecca
R$ 1.200

Beleza
Cecilia Neves
R$ 390
BRUTA
Tendência nas passarelas internacionais
para o verão 2017, o colar com pingente
de pedra laminada é hors-concours
entre as grifes brasileiras. A dica da vez
é combiná-lo a peças com gemas sem
lapidação edição vívian sotocórno foto thiago justo
78 VOGUE BRASIL
Lo Burgard
R$ 2.800

Djaya Levy
para Helo
Rocha
R$ 10.215

Elisa Stecca
R$ 5.200

Isla
R$ 420
PRODUÇÃO DE OBJETOS: FABIANA NEVES
AGRADECIMENTO: LEROY MERLIN

Regina
Dabdab
R$ 950

VOGUE BRASIL 79
joias
Prada
Colar (a partir R$ 6.840
de R$ 13 mil)
do verão 2017
da Chanel

Alongue-se!
ós três temporadas
Após
de reinado absoluto, a
choker cede espaço para
os colares de corrente
longa. Protagonista dos
desfiles do verão 2017 de
grifes como Chanel, Prada
e Givenchy,y, o modelo da
vezz aparece em versão
bold e com pingentes
poderosos, como nos anos
vestir tanto em
70. Vale investir
bijoux, caso dos ótimos
modelos de acrílico e
cristais da Prada, quanto
em criações exuberantes
como as da joalheria
David Webb.bb. Experimente
misturar também com

REPORTAGEM: SOFIA MENDES FOTOS: DIVULGAÇÃO


uma peça mais curta.

Além da
IMAGINAÇÃO
Neste mês, joias delicadas dividem espaço com coleções de
pletas de personalidade – ótimas para fazer par com
bijoux repletas
o guarda-roupa da nova estação POR VÍVIAN SOTOCÓRNO
TOCÓRNO

R$ 17.400

R$ 17.400

BRILHO
R$ 115 mil PRÓPRIO
Recém
Recém-lançado por uma
start-up (que tem entre os sócios
PURO AMOR o arquiteto e designer Guto Requena),
aplicativoAura Pendant se apropria
o aplicativo
Ícone da Cartier criado em 1969, o bracelete Love
de memórias afetivas para criar joias
ganha agora uma nova edição, mais fina e com
personalizadas hi-tech.Basta contar
diâmetro maior – para ser usado mais soltinho que
sua história especial – e o app capta
a peça original no pulso. O modelo desembarca
as mudanças na voz e na pulsação
este mês nas lojas brasileiras da joalheria, em
sanguínea (através do flash do
versões de ouro amarelo, rosa e branco, com
celular) e cria um pingente de
e sem diamantes – misture aos montes!
ouro (R$ 3.200).É só baixar
Shopping Cidade Jardim, piso térreo, SP
naApp Store.

80 VOGUE BRASIL
R$ 1.750
R$ 2.180

GARIMPO
DE AUTOR
AUTOR PA
PARCERIA
Há um anoano, as
amigas Carol
CAMPEÃ
CA
Craque em firmar ótimas
Glidden Gannon parcerias (Jean Paul Gaultier e
e Nina Sander se Peter Pilotto estão entre os que já
uniram para criar assinaram coleções para a marca),
Jack grife
a Luca & Jack, a Swarovski se une agora à Lanvin.
que começou com O affair entre as grifes é antigo: no
roupas infantis e início do século 20,Jeanne Lanvin
R$ 1.350 lança agora uma linha já decorava vestidos de festa com
de joias.A coleção cristais da marca austríaca.Com
de estreia conta R$ 2.200 preços a partir de R$ 1.100,as bijoux
com dez pingentes têm clima art déco e desembarcam
únicos, que remetem este mês nas lojas da Swarovski
à cultura popular de nos shoppings Iguatemi,Pátio
diferentes regiões do Higienó
Higienópolis e Morumbi,em São
globo, garimpados P
Paulo.Shopping Iguatemi, piso
pela Índia, China e Faria Lima, SP
em Marrocos.À venda nda
na loja da marca nos
R$ 3.900
Jardins, em SP,SP que
será inaugurada este
mês. Alameda Lorena,
Lo
818, SP

Brincos
(R$ 450) da
primeira R$ 380 € 2.400
coleção de
bijoux da
Modem,
desenvolvida Expert em
em parceria
com a Gla
joias edgy,
Delfina
Delettrez
brinca
agora com
movimentos
SANGUE NOVO circulares –
A Modem,uma das dez jovens
marcas escolhidas para a destaque para
primeira edição da plataforma
de Novos Talentos do Veste Rio,
os brincos
em outubro passado,lança este longos
mês a primeira coleção de bijoux. formados por
São dez peças clean e futuristas
(a partir de R$ 175) desenvolvidas semicírculos
em parceria com a Gla,neogrife e para a peça
paulistana de acessórios do
artista plástico Marcelo Jarosz de pérola que
e do estilista Frederico Piu. se encaixa
Destaque para os brincos para
serem usados descombinados.
dentro da
À venda no site glaacessorios.com orelha.
VOGUE BRASIL 81
arte • cinema • design • foto • livros • moda • música • teatro • tv
Uma das pinturas
inéditas de Vânia
POETA
Mignone para
a exposição na Casa DAS TINTAS
Triângulo, em Cores fortes, figuras e frases de
São Paulo impacto. Essas características
marcam a obra da paulista
Vânia Mignone, um dos ótimos
nomes da arte contemporânea
nacional, que ganha a partir
do dia 4 uma nova mostra
individual na Casa Triângulo,
no bairro dos Jardins, em São
Paulo. A exposição marca as
duas décadas de parceria entre
a criadora de personagens
de traços fortes e femininos
e o marchand Ricardo Trevisan,
fundador da galeria, que,
ao lado do curador Felipe
Scovino, construiu uma
sequência de frames com
36 pinturas inéditas que serão
exibidas no espaço.
Formada em artes plásticas
e publicidade, Mignone traz
a influência de cartazes de
propaganda e da poesia para
suas telas, além da paixão pela

REPORTAGEM: ANA CAROLINA RALSTON E MARINA MILHOMEM FOTOS: DIVULGAÇÃO E REPRODUÇÃO


música brasileira – não à toa,
foi convidada para assinar a
capa do último disco de Nando
Reis, Jardim-Pomar, lançado
em novembro passado.
Casa Triângulo: Rua Estados
Unidos, 1.324, São Paulo.
De 4 de fevereiro a
25 de março

PARA TODOS OS GOSTOS


Biografia, romance histórico ou suspense? Escolha seu gênero
literário e boa leitura! 1. Em Charlotte (Bertrand Brasil, R$ 45),
o autor David Foenkinos remonta à vida da grande pintora
Charlotte Salomon, morta em Auschwitz. 2. Depois de fazer
parte das equipes da Vogue inglesa e francesa, Elizabeth
Fremantle tornou-se escritora e lança este mês mais um título,
Intrigas da Corte (Paralela, R$ 50), sobre as irmãs Grey,
perseguidas pela rainha Elizabeth I. 3. O Livro dos Baltimore
(Intrínseca, R$ 50), novo romance do premiado suíço Joël Dicker,
revela a juventude de Marcus Goldman, protagonista do
aclamado thriller A Verdade sobre o Caso Harry Quebert.
❶ ❷ ❸
82 VOGUE BRASIL
Vinte anos após o lançamento de um dos filmes definitivos
do cinema dos anos 90, Trainspotting (1996) ganha uma
celebrada continuação, com estreia prevista para este mês
nos cinemas. Em T2, os quatro atores que protagonizaram
o longa, Ewan McGregor, Ewen Bremner, Jonny Lee Miller
e Robert Carlyle, voltam às telas de novo sob a direção de
Danny Boyle - fique de olho na participação de Irvine Welsh,
autor do livro homônimo que inspirou a primeira produção.

READY TO HAVE Para quem busca novos artistas para apostar,a dica
é visitar o Salão deArtistas Sem Galeria,que acaba de inaugurar sua oitava edição,em
São Paulo.Entre os dez selecionados, o destaque é a escultura Cambalhota (foto acima),da
artista nascida nos Estados Unidos e radicada no Brasil Luciana Kater. A partir de abril,a
exposição segue para Belo Horizonte,Goiânia e Rio de Janeiro. Zipper Galeria: Rua Estados
Unidos,1.494,São Paulo. Galeria Sancovsky: Praça Benedito Calixto,103,São Paulo.Até 4 de março

DIETA DE MATAR
DONOS DA PISTA A aguardada série
O mês chega acompanhado de dois Santa Clarita Diet,com Drew
festivais imperdíveis. No Rio, o Pepsi Barrymore no papel da zumbi
Twist Land (de 2 a 11) leva à Marina Sheila, estreia este mês na
da Glória cantores como Clarice Falcão Netflix. Ao lado de Timothy
(foto), Céu e Otto – que também lança Olyphant, com quem vive um
novo álbum. Já em São Paulo, um dos par romântico, a personagem
maiores eventos musicais da Holanda, descobre uma dieta milagrosa
o Dekmantel (4 e 5) desembarca no à base de alimentos nada
Jockey Club e na Fabriketa com um convencionais para continuar
line-up que reúne grandes atrações com sua vida “quase normal”.
da música eletrônica, como Nina Risadas garantidas!
Kraviz, Jeff Mills e Nicolas Jaar.

VOGUE BRASIL 83
arte

Nas cores
DO POP
Prestes a completar 80 anos,
o inglês DAVID HOCKNEY ganha
a maior exposição dedicada ao
seu trabalho, em Londres POR ANA MINOZZO

N
o ano em que
Model with Unfinished Self- Christopher Bailey
-Portrait (1977); acima, à
direita, Peter Getting out of assumiu a direção
Nick’s Pool (1996); e, na página criativa da Burberry,
ao lado, Garden (2015) em 2004,o estilista britânico
inspirou-se em uma de suas
maiores referências nas artes
para a coleção masculina do
verão 2005 da grife: David
Hockney.“Seu trabalho foi
o pano de fundo da minha
infância”,contou Bailey que,
assim como o artista,nasceu
em Yorkshire,na Inglaterra.

FOTOS: © DAVID HOCKNEY , RICHARD SCHMIDT, COLEÇÃO WALKER ART GALLERY, DIVULGAÇÃO/TATE BRITAIN
Na coleção seguinte,do
inverno 2005,o estilista
homenageou a obra de Ossie
Clark (1942-1996),amigo e parte
do círculo criativo de Hockney
na Swinging London.É Ossie,
aliás,que aparece sentado ao
lado de Celia Birtwell,com
quem foi casado e eterna musa
de Hockney,em uma das mais
emblemáticas obras do artista,
Mr and Mrs Clark and Percy
(1971) – um dos destaques da
grande retrospectiva em torno
da trajetória do inglês a ser
inaugurada no próximo dia 9
na Tate Britain,em Londres.
Esta será a maior exposição
dedicada ao artista realizada
até hoje.A seleção das 150
obras foi feita pela curadora
Helen Little em parceria com
o próprio Hockney,que incluiu
criações de suas seis décadas
de carreira.“Muitas delas são
como velhos amigos que estou

84 VOGUE BRASIL
revisitando”,declarou o inglês, acadêmicas.“Desde o início, pintou a icônica A Bigger Splash status de ícone de estilo,que
que em 9 de julho completa ele desafiou a forma de retratar (1967),parte do acervo da Tate mantém até hoje – em 2011 foi
80 anos.Além de pinturas e o mundo por meio de diferentes e outro destaque da exposição. eleito pela GQ inglesa um dos
fotografias,fazem parte de suportes.” Em sua participação As referências homoeróticas homens mais estilosos do Reino
David Hockney desenhos digitais na Bienal de São Paulo de 1989, do artista também estiveram Unido.Além de Christopher
feitos por ele em seu iPad e criou a série Fax,na qual enviou presente desde o início em suas Bailey,outros grandes estilistas
exibidos na Royal Academy oito módulos pelo aparelho de criações.Em Peter Getting out of britânicos já o homenagearam
of Arts em 2013 – considerada Londres a São Paulo,um deles Nick’s Pool (1966),o pintor retrata em suas coleções,como
a mostra mais vista em uma composto por 144 páginas. seu primeiro amor,o também Vivienne Westwood,que
galeria do Reino Unido neste As cores vibrantes,outro artista Peter Schlesinger, batizou com o nome do amigo
século,com 600 mil visitantes. ponto marcante de sua obra, saindo nu da piscina. uma de suas emblemáticas
Para a curadora,um dos ganharam ainda mais força Ao lado de Schlesinger,Clark, jaquetas xadrezes acinturadas.
pontos mais importantes no universo pop de Hockney a Zandra Rhodes e David Bailey, Escolha seu look e não
da produção de Hockney é partir de meados dos anos 60, Hockney esbanjou irreverência perca esta mostra!
justamente o fato de o artista quando visitou Los Angeles pela durante os Swinging Sixties Tate Britain: Millbank,Londres.
não se conformar com as regras primeira vez.Foi lá que o artista londrinos,conquistando o De 9 de fevereiro a 29 de maio

Mr and Mrs AMIGA MODELO A estilista Celia Birtwell


Clark and conta como é ser musa de Hockney
Percy (1971)
“David e eu somos amigos até hoje. Ele é um artista que leva a pintura
a sério, portanto, posar para ele nunca foi fácil. Durante as várias vezes
em que fui sua modelo, nunca houve conversa nem música. Éramos só
eu e ele no ateliê, em silêncio. A única coisa que me pedia foi que
eu trouxesse peças coloridas para usar em nossas sessões, o que para
mim era um problema, já que eu só tinha roupas pretas! Em Mr and Mrs
Clark and Percy, de 1971, no entanto, eu usei uma túnica marroquina azul-
-clara. Foi David quem criou o vestido com o qual apareço na tela. Outra
característica marcante é seu ótimo senso de humor. Certa vez,
em Paris, quando me retratou para a capa da edição de dezembro
de 1985 da Vogue francesa, decidiu me levar para jantar. De sobremesa,
trouxe-me um bolo com meu rosto desenhado na cobertura! Fico
lisonjeada por ter sido escolhida para posar para ele tantas vezes, e saber
que ele gosta do meu estilo – afinal, ele tem um excelente gosto.”

VOGUE BRASIL 85
arte
Anita Malfatti em 1912, aos 23
anos. À direita, O Grupo dos Cinco
(1922), que retrata ela, Tarsila do
Amaral, Mário de Andrade, Oswald
de Andrade e Menotti Del Picchia

Moderna
E ETERNA
Cem anos após inaugurar a primeira exposição
modernista do Brasil, que serviu de embrião para a
Semana de 1922, ANITA MALFATTI ganha uma grande
mostra, em São Paulo, sobre seu legado POR ANA CAROLINA RALSTON

U
ma semana de Malfatti serviu de 70 obras que marcaram discreta na forma de agir
após inaugurar embrião para a revolução a trajetória de uma das e se vestir que sua amiga
aquela que artística que culminaria na artistas brasileiras mais Tarsila,Anita não deixou
seria a primeira Semana de Arte Moderna importantes do século 20, de ganhar notoriedade
exposição de arte moderna de 1922, protagonizada entre elas Tropical, destaque e reconhecimento em
do Brasil, no dia 12 de por ela, Tarsila do Amaral, da exibição de 1917. “Graças um mercado ainda
dezembro de 1917, Anita Mário de Andrade, Oswald à crítica de Lobato,Anita dominado por homens.
Malfatti (1889-1964) teve de Andrade e Menotti tornou-se a mártir do Aos 20 anos, mudou-se
cinco telas devolvidas por Del Picchia – conhecidos modernismo brasileiro”, para a Alemanha, onde
seus compradores, além de como o Grupo dos Cinco. explica a curadora Regina se apaixonou pelo
receber dezenas de bilhetes É em comemoração Teixeira de Barros. expressionismo. Depois,
anônimos falando mal de ao centenário dessa Foi depois da publicação seguiu para os Estados
suas obras. O motivo? emblemática exposição do artigo do escritor que Unidos, terra natal de sua
A crítica feroz do influente que o MAM de São Paulo começaram a se reunir em mãe, pintora nas horas
escritor Monteiro Lobato inaugura no próximo torno dela jovens poetas e vagas e a primeira a
(1882-1948), que comparou dia 7 Anita Malfatti: 100 artistas inconformados com incentivar a filha a seguir
o trabalho da paulistana Anos de Arte Moderna. a linguagem tradicional que o sonho de ser artista.
“aos desenhos de internos Em cartaz até 30 de abril, dominava o cenário cultural Casada com o engenheiro
dos manicômios”. A mostra a mostra reúne cerca de da época.Apesar de ser mais italiano Samuelle Malfatti,

86 VOGUE BRASIL
Eleonora Elizabeth Krug busca de sensações físicas se perdeu”, comentou ele assinado por Anita, destaque
viajava com a filha desde de “superação do eu”, como à época. Mário recusou da mostra de São Paulo.
pequena pela Europa, não ela mesma descrevia. Um também as pinturas de Nele, a pintora e Mário
apenas para iniciá-la no dos fatos insuperáveis, no Anita para o Salão de Belas aparecem tocando piano,
mundo das artes, mas por entanto, foi sua Artes, o que enquanto Tarsila, Oswald
causa de um problema paixão nem tão A pintora usava provocou uma e Menotti estão deitados.
congênito de Anita – uma secreta assim fissura na “A cena mostra o ambiente
atrofia no braço e na pelo grande LENÇOS para relação dos dois. genuíno no qual a Semana
mão direita. Sem grandes amigo Mário esconder a “Ele foi um dos de Arte Moderna de 1922
resultados no tratamento, de Andrade. nasceu”, resume a curadora.
a pintora usava lenços Homossexual
malformação críticos que não
assimilou que MAM de São Paulo: Avenida
coloridos para esconder convicto, o na mão o modernismo re Cabral,
res
Pedro Álvares Cabr s/n° -
a malformação na mão modernista não era apenas rapuera. De 7 de
ra
Parque Ibirapuera.
– o que a levou a ter uma nunca correspondeu o amor feito de ruptura à tradição, iro a 30 de abril
fevereiro
bela coleção do acessório de Anita.Após a Semana mas também uma reflexão
para diversas ocasiões. de 1922 (e apesar de sua sobre o passado, algo que
Ela não se deixou profunda admiração pela Anita conseguiu colocar
abater.Aprendeu a pintar amiga), Mário decidiu de forma magistral em suas
com a mão esquerda, não apoiá-la quando, nas pinturas”, explica Regina.
algo marcante em sua décadas de 30 e 40, a artista Entre as poucas obras
personalidade. Conforme decidiu inspirar-se nas que mostram a amizade
crescia, experimentava pinturas da academia em do Grupo dos Cinco, a mais
voluntariamente a fome, suas novas produções. “Ela conhecida é certamente
a cegueira e a sede, na fraquejou, sua mão, indecisa, um desenho homônimo

A obra Tropical e, à
esquerda, Academia XI,
ambos de 1917
FOTOS: ROMULO E VALENTINO FIALDINI, ISABELLA MATHEUS/DIVULGAÇÃO, THINKSTOCK E REPRODUÇÃO

VOGUE BRASIL 87
livro

Garota de Musa do Arpoador


nos anos 50,
IRA ETZ lança livro

IPANEMA
de memórias com
histórias que
se misturam
ao surgimento
do surfe no Brasil
e ao nascimento

N da bossa nova
o livro Ela é Carioca –
Uma Enciclopédia
de Ipanema,Ruy POR MARCELO CAMACHO
Castro conta que
o Arpoador dos anos 50 era possível”.Miriam foi uma
um lugar onde rapazes das primeiras mulheres a
e moças protagonizavam usar biquíni no Brasil.
“uma minirrevolução de No livro,Ira conta que
atitudes,uma nova moral,um teve uma criação livre (ver
jeito moderno de ser”.E que os pais nus em casa era
essa turma tinha um símbolo: comum,por exemplo),mas
uma jovem filha de alemães, cheia de responsabilidades,
moradora de Ipanema,que horários,regras e tarefas.Esse
vivia intensamente aqueles mix,ela acredita,contribuiu
dias de sol marcados pelo para que fosse uma menina
surgimento do surfe no Brasil diferente: moleca,mas
e pelo nascimento da bossa germanicamente bem-
nova.Seu nome: Ira Etz.Agora, -educada.E que sabia se virar
é a própria Ira que,aos 80 anos, nas horas difíceis – como
conta sua trajetória no livro Ira quando,ainda bem nova,
do Arpoador (ID Cultural,R$ 40). construiu uma barraquinha
A história de Ira já era de madeira para vender fogos
interessante antes mesmo de artifício na calçada de casa.
de ela nascer.Hans e Miriam, Frequentadora do
seus pais,fugiram de Arpoador quando quase
Düsseldorf,na Alemanha, ninguém ainda pisava
rumo à Holanda,quando naquela faixa de areia no
a família de Miriam,judia,
percebeu que o avanço do
nazismo era perigosíssimo.
Os dois se casaram na
Inglaterra e,em 1936,com 20
e poucos anos,mudaram-se
para o Brasil,onde,cinco
meses depois,a filha nasceu.
Ira é apelido de Iracema,
já que Hans e Miriam
queriam para a menina
o nome “mais brasileiro

Ira em foto tirada pelo marido,


Pedro Paulo Couto, em 1962.
À direita, na capa da revista
Manchete, em 1959, ao lado
de João Gilberto
Com a filha, Luciana, na praia por Ira, que, assim, ganhou
do Diabo, no Rio, em 1966. fama de “destruidora de
Abaixo, da esquerda para a lares”. Os dois estão juntos
direita: o marido, Pedro; seu até hoje e passaram por
primeiro namorado, o surfista
Arduino Colassanti; e Jomico momentos difíceis: o pior
Azulay, outro affair de Ira deles foi a morte do filho,
Pedrinho, em 1988, aos 22
anos (ela tem mais uma
que,para realizar uma filha, Luciana). O rapaz
cena de piratas em uma praticava pesca submarina
taverna,o diretor francês em Búzios, desceu muito
Romain Lesage convidou fundo e “apagou”. “Ele não
para a figuração uma turma sentiu nada, não morreu
que estava bebendo com afogado. E estava fazendo
ele e Ira no bar Zeppelin, algo que amava. É o que
em Ipanema.Todo mundo me conforta”, diz a mãe.
topou,entre eles Tom Jobim, Até hoje, ela é amiga
Vinicius de Moraes,Paulo dos amigos do filho. “Não
Mendes Campos,Dorival gosto de lidar com gente
Caymmi e Sérgio Porto. mais velha. Só ficam falando
Foi nessa mesma época de problemas de dinheiro,
que Ira começou o de saúde”, acredita ela, que
relacionamento garante não sentir falta dos
com o marido
marido, bons tempos do Arpoador.
Pedro Paulo “Não sou saudosista.
Couto, um Gosto do mundo de hoje”,
antigo afirma. Em setembro
conhecido passado, Ira lançou também
do Arpoador
Arpoador. seu primeiro livro de
Ele tinha poesias, Sou Eu. Isso sem
se separado falar no trabalho como
da mulher – artista plástica e fotógrafa.
início de Ipanema,Ira agem.Era
na imagem.Era grávida – havia “É ótimo ter 80 anos e ter
conviveu ali – e nos arredores preciso alguém pouco temp
tempo, acabado de escrever dois
– com Tom Jobim,Millôr que fosse o símbolo poiss esta
estava livros. Quem sabe não é uma
Fernandes,Rosamaria daquela turma apaixonado nova carreira começando?”
Murtinho,Tônia Carrero, jovemm de Ipanema
FOTOS: PEDRO PAULO FERNANDES COUTO, HUGO RODRIGO OCTAVIO, IRA ETZ/ DIVULGAÇÃO

Rubem Braga,Nara Leão e para acompanhá-lo


muitos outros.Seu primeiro na foto.A escolhida
namorado,dos 15 aos 17 foi Ira,que
anos,foi o italiano Arduino surge na capa
Colassanti,craque em pesca de biquíni com um João
submarina e pioneiro do Gilberto ao fundo,quase
surfe em Ipanema,que como seu coadjuvante.
depois virou ator de sucesso. Incentivada por Ruy
Eles se conheceram na praia Castro a escrever suas
e logo se tornaram memórias,ela conta à Vogue
“o casal-símbolo do Arpoador”. que decidiu focar o livro nas
Não demorou muito, passagens que vão até
começaram a pintar o início da vida adulta.Uma
trabalhos como modelo. das últimas histórias é de
Descoberta por um olheiro 1960,quando se tornou
da Socila,Ira fez desfiles pelo atriz ao atuar na versão
Brasil e fotos publicitárias.No cinematográfica da peça de
fim de 1959,a revista Manchete Maria Clara Machado Pluft,
decidiu dar uma capa para O Fantasminha.As filmagens
João Gilberto e a bossa nova, arrastaram-se por mais de
mas não queria o um ano,e o dinheiro foi
músico sozinho ficando escasso.Tanto

VOGUE BRASIL 89
livro

À esquerda,
capa da Vogue
britânica de
1929, ilustrada
pelo espanhol
Eduardo Benito.
Acima, foto de
Eugène Vernier
publicada na
revista em 1955

VALE A PENA ver de novo editoriais de moda de Tim recém-lançado coffee table
Fotos e ilustrações Walker, passando por uma book com icônicos cliques
icônicas da das fotos da série que deu em que o protagonista é o
origem à primeira capa de sapato. “O herói do look”,
VOGUE britânica Kate, clicada por Corinne resume a diretora de redação
são reunidas em Day.Agora, uma seleção da Vogue britânica,Alexandra
delas estará ao alcance das Shulman. Na seleção feita
série de livros

M
mãos em Vogue: Voice of a pela jornalista inglesa
eu grande sonho Century, edição limitada Harriet Quick estão cliques
era ser capa da que acaba de chegar às de Patrick Demarchelier,
Vogue britânica. livrarias internacionais. Nick Knight e Mario Testino,
Quando me vi Outro ótimo lançamento nos quais se pode ver
nela, pensei: pronto, já posso para sua biblioteca de diferentes versões da peça, do
fazer outra coisa”, contou Kate moda é Vogue: The Shoe, modelo clássico da Cinderela
Moss, em fevereiro passado, a escarpins fetichistas.
durante as celebrações Seguindo a moda dos livros
do centenário da revista, de colorir,a série sucesso Vogue
comemorado com uma Portfolio,também lançada
megaexposição na National pela edição britânica da
Portrait Gallery, em Londres. revista,traz ao mercado Vogue:
A incensada mostra reuniu Pa colorir:
Para Goes Pop,com ilustrações
ilustrações
ilustraçõe
FOTOS: DIVULGAÇÃO

quase 300 emblemáticas belíssimas do britânico Iain


imagens dos arquivos da do britânico R.Webb inspiradas nos anos
Condé Nast – dos registros Iain R. Webb 60. Novidades para ocupar
de Lee Miller durante inspiradas todos os cantos da casa!
a Segunda Guerra aos oníricos nos anos 60 ana carolina ralston

90 VOGUE BRASIL
design

Revolução
Paris recebe uma
ótima mostra sobre
a BAUHAUS, escola

DE IDEIAS
que foi um divisor
de águas na área
criativa POR ISABEL JUNQUEIRA
Imagem de Erich
Consemüller
clicada em 1926

A MOSTRA
Na exposição L’esprit du Bauhaus, o
visitante entende o funcionamento
nada ortodoxo da escola por meio
das 900 peças expostas, de telas de
Kandinsky a objetos de Josef Albers.
Os alunos experimentavam com cores
(as primárias) e materiais, algo inédito
para o ensino da época, ainda baseado
na cópia de outras obras. O pintor
Johannes Itten, por exemplo, pedia
que os pupilos materializassem suas
emoções em desenhos e pinturas.
Musée des Arts Décoratifs: 107 Rue
de Rivoli, Paris 1. Até 26 de fevereiro

OFICINA CRIATIVA AULA ASSINADA


Fundada em 1919 pelo arquiteto Walter Com artistas como Paul Klee, Wassily
Gropius na cidade de Weimar, na Alemanha, Kandinsky e Josef Albers no rol de
a Bauhaus foi uma escola vanguardista de professores, os alunos da escola-

FOTOS: © BAUHAUS-ARCHIV BERLIN, © THE JOSEF AND ANNI ALBERS FOUNDATION, VG BILD
arte, arquitetura e design, que destituiu a -laboratório eram estimulados a pensar

- KUNST, BONN, © CENTRE POMPIDOU, MNAM-CCI, DIST. RMN-GRAND PALAIS / PHILIPPE


hierarquia entre áreas, colocando no mesmo fora da caixa. Também passaram por
patamar a pintura, o artesanato e, a partir seu corpo docente outras referências
de 1923, a indústria e a tecnologia. criativas, como o arquiteto Mies van
der Rohe e o designer Marcel Breuer.

ESPÍRITO COLETIVO LEGADO


MIGEAT E © BAUHAUS-ARCHIV BERLIN / A.D.A.G.P. 2016

Walter Gropius inspirou-se no sistema de A Bauhaus existiu por apenas


construções medievais para fundar a Bauhaus, no 14 anos e acabou fechando
qual mestres e aprendizes especializados suas portas em 1933 com
em diferentes áreas trabalhavam juntos o início do Terceiro Reich.
em um mesmo projeto. O ambiente Seu espírito, no entanto,
da academia – que funcionou continuou a expandir-se:
primeiro em Weimar, os professores e estudantes
depois em Dessau e, no fugiram do nazismo, levando
último ano, em Berlim consigo os ensinamentos
– era de comunidade, do movimento para outros
onde os artistas criavam países. Entre os lugares que se
e, como as fotografias pode ver de perto o legado da
da época comprovam, escola está o belíssimo Museu
festejavam (e muito!) juntos. Bauhaus-Archiv, em Berlim.

92 VOGUE BRASIL
cinema fi
cablemçea

SONHO
PERDIDO
AMOR SEM Baseado na peça homônima de
August Wilson, vencedor do Pulitzer
de 1987, o filme é dirigido por Denzel
FRONTEIRAS Washington, que também vive um
catador de lixo frustrado por não
Em 1958, o casamento entre
brancos e negros era crime na realizado o sonho de se tornar
ter re
Virgínia, nos Estados Unidos. Nessa jogador de beisebol, o que cria
época, o casal inter-racial Richard embates em sua família.
e Mildred Loving (vividos por Joel Por que assistir: há anos, a obra
Edgerton e Ruth Negga) é preso de Wilson é cotada para os cinemas.
e começa a lutar para que a união Em vida, ele afirmava que apenas
deles passe a ser permitida. Uma um diretor negro poderia adaptá-la.
história real e emocionante. Preste atenção: na química entre
Por que assistir: como bem falou Denzel Washington e Viola Davis.
Anna Wintour na carta do editor da Para quem gostou de: A Cor
Vogue americana, “o longa é um Púrpura. Para ler: Hibisco Roxo, de
lembrete do que realmente importa Chimamanda Ngozi Adichie. Globo
em tempos de injustiça racial e de Ouro: Viola Davis ganhou o
intolerância”. Preste atenção: na prêmio de melhor atriz coadjuvante.
atuação de Ruth Negga no papel
mais importante de sua carreira
até agora. Para quem gostou de:
Histórias Cruzadas. Para ler: Sobre Ruth Negga e
Joel Edgerton,
a Beleza, de Zadie Smith. Globo protagonistas
de Ouro: recebeu duas indicações, de Loving, por
mas não levou nenhum prêmio. Mario Testino

à
paixisãtoa
v

FOTOS: MARIO TESTINO, GETTY IMAGES, REPRODUÇÃO E DIVULGAÇÃO

PREPARE a pipoca
PRE
de tir
o sonar
o

INSTINTO
ANIMAL
É pura tensão: dirigido por Tom Ford
e baseado no livro Tony e Susan,
de Austin Wright,
ight, o thriller aborda
as angústias de Susan
(Amy Adams), que recebe o
manuscrito do livro de seu ex-
-marido. Por que assistir: ganhou o
prêmio do júri no Festival de Veneza,
neza,
onde foii ovacionado por dez minutos.
Preste atenção: na atuação de Ellie
Bamber, queridinha de Tom Ford e
um dos novos talentos de Hollywood.
llywood.
Para quem gostou de: A Garota

RAÇA E no Trem. Para ler: A Verdadeade Sobr


Sobre
o Caso Harry Quebert,, de Joël Dicker.
Globo de Ouro: Aaron Taylor-Johnson
ohnson

PODER
O filme prende o espectador do
foi o melhor ator coadjuvante.

início ao fim. A história gira em torno s


stidodreer

ÍCONE
da busca por autoconhecimento de a
b o po
Chiron, negro e gay, em um bairro d
violento de Miami. Por que assistir:
o longa é brilhante. Da direção de
Barry Jenkins, passando pela
discussão sobre orgulho negro até
ETERNO
Apresenta um recorte dos
a trilha que inclui Caetano Veloso. momentos vividos por Jacqueline
Preste atenção: nos primeiros Kennedy antes e depois do
segundos do filme, ao som de “Every assassinato do marido John F.
Nigger Is a Star”, de Boris Gardiner. Kennedy. Por que assistir: retrata
Para quem gostou de: Preciosa. Jackie para além da figura de
Para ler: Cinco Esquinas, de Mario primeira-dama ideal. Preste atenção:
Vargas Llosa. Globo de Ouro: teve no diálogo entre ela e o padre, vivido pelo premiado
cinco indicações e levou o prêmio ator John Hurt. Para quem gostou de: O Discurso
de melhor drama. do Rei. Para ler: Nêmesis, de Peter Evans.
leve o Globo de Ouro: Natalie Portman recebeu a indicação
lencinh o! de melhor atriz de drama, mas não levou o prêmio.

CANTANDO E chacpoara
na cadalhar
DANÇANDO
NÇANDO eira

Quem disse que o cinema não faz mais musicais


como antigamente? Protagonizado pelos
queridinhos de Hollywood Emma Stone e Ryan
Gosling, o longa traz referências de clássicos, como
Cantando na Chuva, com direção contemporânea.
Por que assistir: é a nova referência de musical no
século 21. Preste atenção: na música “City of
Stars”, de Justin Hurwitz. Para quem gostou de:
Mesmo Se Nada Der Certo. Para ler: Como a
Geração Sexo-Drogas-e-Rock’n’roll Salvou
Hollywood, de Peter Biskind. Globo de Ouro:
quebrou recordes e levou sete estatuetas.

No mê
mês do OSCAR, Vogue seleciona os filmes imperdíveis da
temporada e explica por que você precisa assisti-los POR MARINA MILHOMEM
temp

VOGUE BRASIL 95
fashionista
fa
fash
shio
shio
ioni
nista
nista

Nora posa ao
lado do cão Harry
com vestido Luisa
Farani, pulseira e
colar Bimba Y Lola
e sapatos Jimmy
Choo. Atrás, obra de
BELEZA: CRIS BIATO

Gonçalo Ivo

Styling:

DUAS EM uma
Raquel Lionel

Clássica até o último fio de cabelo bem penteado e exuberante como a mais excêntrica das criaturas,
Eleonora Halpern Xandó prova que a boa moça também pode se divertir POR BARBARA MIGLIORI FOTOS THIAGO JUSTO
A
quela mulher que “não tem um fio
de cabelo fora do lugar”, como dizem
por aí, existe de carne e osso e atende
pelo nome de Eleonora Halpern Xandó.
Entre outros superlativos,Nora (como
é conhecida) certamente tem uma das
cabeleiras mais bem penteadas de São Paulo e quiçá
do País – a papisa da moda Costanza Pascolato talvez Sapatos Constança
seja sua maior “concorrente” nesse quesito. “Minhas Basto, nécessaire
amigas brincam que sou literalmente a mulher sem Gii Sleepwear,
um fio desalinhado, mas é que não suporto aqueles pulseira João
fiapos recém-crescidos no fim da testa, então não Cardoso, pulseira
economizo mesmo em laquê”, diz, com a ironia de leque Isabella
e o bom humor que só quem já a viu descendo até o Blanco e
clutch chinesa
chão em pistas animadas e exclusivas de festinhas Shangai Tang
como as que a grife Valentino oferece em Paris durante
as semanas de moda sabe que ela tem de sobra.
Dona de um lado “tresloucado” e um outro “tradição, “Inspirada na personagem de Carolina
família e propriedade”, usando suas próprias palavras,
a paulistana é um mix deAudreyHepburn e da excêntrica Ferraz em Por Amor, cortei o cabelo
Peggy Guggenheim no auge da cena modernista nova-
-iorquina.“Tenho certeza de que existem duas mulheres
tão curto que minha mãe foi chamada
diferentes morando dentro de mim.” pela diretora da escola, aterrorizada”
À primeira vista, Nora passa a imagem de ser
a herdeira bem-criada de tradicional família paulistana,
casada com pompa e circunstância, mãe de dois filhos
lindos, dona de casa exemplar e que ainda por cima
veste saia mídi rodada arrematada por cinto de verniz
para cumprir simples tarefas do dia a dia. É preciso
olhar de perto para perceber que há ali um tempero
a mais que garante a charmosa dualidade à qual se refere.
A começar pela própria árvore genealógica: enquanto
a avó materna, Maria Amélia Vallim de Paiva Baracho,
era uma conhecida antiquária (comandava a extinta
Department La Chinoiserie, na Alameda Tietê, no
coração dos Jardins) e colecionava exóticos acessórios
de marfim e âmbar que combinava com looks pouco
convencionais para uma senhorinha, sua avó paterna,
Italia Bighetti, é o extremo oposto, clássica até dizer
chega,do tipo que usa roupa monocromática faça chuva
ou faça sol – “até sapatilha jeans ela tem no closet para
calçar quando veste calça e camisa de denim.”
Já a adolescência de Nora foi marcada por guinadas
extremas. Aluna da Escola Morumbi, circulava com
a primeira geração de patricinhas,que batizaram o termo
e compravam o “uniforme” na Daslu – não o escolar,
o das horas vagas mesmo, composto essencialmente
por conjuntos estampados de seda.Um belo dia,cismou
com a personagem de Carolina Ferraz na novela Por
Amor,exibida em 1997 (quem não se lembra dos amassos
na chuva entre a menina rica e o piloto do helicóptero
da família, interpretado por Du Moscovis?), que usava
um corte tipo joãozinho.Tosou o cabelão sem dó.“Então
a diretora do colégio chamou minha mãe para dizer que,
naquela instituição, menina usava cabelo de menina,
Vestido e colar e menino usava cabelo de menino,acredita?”
comprados de Após a rebeldia capilar – que ganhou a bênção da mãe
uma tribo durante de Eleonora, tão prafrentex quanto à avó com jeitão de
viagem para a
Iris Apfel –,ela mudou o discurso mais uma vez e decidiu
África usados
com jeans Red
Valentino
e óculos Spektre VOGUE BRASIL 97
fashionista
Sentada na cadeira passar uma temporada de um ano e meio internada
Vermelho e Azul, em um colégio suíço. Foi lá que floresceu a vontade
assinada por Gerrit de trabalhar no mercado financeiro,mas,como o pai não
Rietveld, veste Mixed
autorizou que ela cursasse uma faculdade estrangeira,
voltou para a capital paulista com dez quilos a mais
evestindoexclusivamentesaiaslongasripongas,mesmo
depois de ter sido aceita na universidade em Montreux.
“Sempre fui a aluna CDF que era expulsa da sala de aula”,
conta,evidenciando mais uma divertida incongruência.
FindadaafaseJanisJoplin,formou-seempropaganda
e marketing e mergulhou de cabeça no trabalho em um
banco de investimento,vestindo outro uniforme, o de
“coxinha em período integral”,brinca,ressaltando que
a entrega foi tanta que só considerou dar um tempo
na vida de business woman quando o marido chamou
a atenção de que não havia uma garrafa de água dentro
da geladeira do apartamento dos recém-casados, hoje
pais de Ana Thereza e Pedro Augusto, de 9 e 7 anos,
respectivamente. O início do namoro com Marcelo
Xandó Baptista,aliás,merece um capítulo à parte: tudo
começou na boate Disco, outro bastião de patricinhas
e mauricinhos paulistanos no fim dos anos 90.“A gente
se paquerou,mas fiz um charme,disse que ia dar uma
dançadinha e que,se ele estivesse me esperando quando
voltasse da pista de dança,então lhe daria meu telefone.
Não estava, óbvio, mas topamos sem querer semanas
depois, no restaurante Gero do Shopping Iguatemi,
eu almoçando com minha mãe,e ele,com um amigo.”
Nora não acreditou que seu flerte sequer passou na
mesa para cumprimentá-la,mas qual não foi a surpresa
quando o garçom trouxe para as duas uma sobremesa
encomendada por Marcelo, que já havia ido embora.
“Precisava agradecer e não sabia como, foi então que
minhamãeteveaideiadeperguntarparaogarçomcomo
ele havia pago o almoço. Peguei seu telefone no verso
do cheque,liguei e hoje já são 13 anos de casamento.”
A escolha de quem desenharia o vestido de noiva

“Gui Gui não me deixou casar com uma joia na cabeça. Disse que
tiara só para princesas. Foi então que conheci meu cabeleireiro da
vida inteira e criamos o coque que virou minha marca registrada”
não poderia ter sido mais acertada para uma mulher
A coleção de óculos que é capaz de segurar o look cabelo batidinho com
inclui modelos Céline, a mesma classe com que prende um laço de fita
Alain Mikli, Fendi,
Illesteva e um par feito à no rabo de cavalo e sai para se reunir com CEOs de
mão garimpado durante grifes de luxo, tarefa que faz parte de sua rotina como
viagem a Roma responsável pelo relacionamento institucional e
prospecção internacional na JHSF,empresa proprietária
do Shopping Cidade Jardim.Enquanto todas as amigas
se casavam de Junior Santaella ou com o habillé
da Daslu,Nora procurou Guilherme Guimarães,estilista
carioca morto em dezembro passado,que entrou para
oroldafamadamodanacionalaovestirocrèmedelacrème
da alta-sociedade com modelos surpreendentes.
“Isso é um horror,vou fazer do meu jeito”,foi o que
ouviu quando se encontraram pela primeira vez e ela
mostrou suas referências. “No fim, Gui Gui respeitou
Bolsa Chanel,
sapatos Roger
Vivier e móbile Frank Stella.
Ao lado, conjunto Maje,
sapatos Hermès, chapéu
comprado na Itália e bolsa
Hermès customizada por
Olivia Lambiasi

meu desejo por um vestido de corte impecável e quase


nenhum ornamento e me convenceu de que tiara
ecoroasóparamembrosdarealeza.Dissequemulheres
comuns deveriam usar na cabeça algo condizente
com sua realidade”, conta Nora, que recebeu do
estilista a indicação do cabeleireiro Ari, autor
do coque gigantesco com flores coladas que entrou
para a lista informal dos penteados mais belos
e originais já usados por noivas paulistanas.
Além do trabalho na JHSF, onde exercita seu lado
executiva e a forte veia comunicativa – “descobri
que adoro funcionar com um SAC bacana, alguém
que ouve do lojista ao cliente do shopping e tenta
resolver problemas variados” –,Nora também é dona
de uma faceta criativa.Apaixonada por joias e objetos
antigos como a avó antiquária, de quem herdou
peças interessantíssimas carregadas de história, ela Em frente
usa as horas vagas para desmontar anéis, colares a gravuras
Macaparana,
e pulseiras e transformá-los em outros acessórios, Nora usa vestido
que guarda no porta-joias ou vende para amigas e Kenzo, jaqueta
conhecidas. O talento nato já rendeu parceria com comprada na
a joalheira Isabella Blanco, com quem lançou uma Argentina, botas
linha exclusivamente de anéis vitorianos no ano de Dallas e bolsa
passado, e com Bi Leardi, designer de acessórios Chanel assinada
com quem desenhou, a quatro mãos, dez braceletes por Boyarde
de acetato enfeitados com broches antigos.
Outro passatempo que gera bons frutos é fuçar
no Instagram e descobrir novas marcas, estilistas,
designers,dicas que possam ser úteis para o exercício
de seu estilo.Foi assim que encontrou a Fanm Djanm,
marca de turbantes africanos que assinou o headpiece
original que usou no baile da Vogue do ano passado;
e a Boyarde, ilustradora francesa conhecida por
customizar as bolsas de grife que todo mundo tem,
com figuras animadas. “Me descobri quando percebi
que ser diferente é muito mais divertido!”

VOGUE BRASIL 147


fashionista
GRIMES
Soko com Aos 28 anos, Grimes é um dos talentos
looks Gucci recentes do pop mais aclamados
da era de
Alessandro GUCCISTA pela crítica especializada. Com jeito
Michele de heroína de video game, veste
com maestria looks com ares
futuristas da Louis Vuitton sob
comando de Nicolas Ghesquière.
Presença garantida na fila A das
apresentações da grife, Grimes
já viu seu hit “Genesis” compor
a trilha sonora de um desfile
da marca francesa e atuou
como DJ em uma das festas
pós-apresentação. Depois de
encerrar a turnê do álbum Art
Angels em 2016, promete bpms
desacelerados e dose cavalar de
sintetizadores nas próximas faixas.

Grimes com
SOKO looks Louis
A francesa de 31 anos lançou-se Vuitton e,
primeiro como atriz e, em 2007, deu abaixo, nas
seus primeiros passos na música com páginas
“I’ll Kill Her”, que embalou no mesmo da Vogue
Ucrânia
ano um desfile de Stella McCartney – de março
o álbum de estreia seria lançado só passado
cinco anos depois. Com estilo recém-
cém-

REPRODUÇÃO VOGUE AMERICA P. 694 E 699, VENTURELLI, PASCAL LE SEGRETAIN, RON GALELLA, TUDO GETTY IMAGES, DIVULGAÇÃO E REPRODUÇÃO INSTAGRAM
-lapidado, seu mix de referências

RO BEAMUD/REPRODUÇÃO VOGUE MÉXICO CAPA, HARLEY WEIR/


punk, gótica e vintage (na música e
na moda) faz par perfeito com looks
da Gucci de Alessandro Michele –
VUITTONISTA
são da grife italiana as peças que
Soko vem exibindo no tapete
vermelho. Depois do sucesso
no último Festival de Cannes (ela
atualmente pode ser vista nos longas
La Danseuse e Voir du Pays) e do
affair com Kristen Stewart, a francesa
volta suas atenções para novos hits
nas gravações do terceiro álbum,
ainda sem data de lançamento.

FOTOS: NYRA LANG/ARQUIVO VOGUE, KS/REPRODUÇÃO VOGUE UCRÂNIA P. 195 E 196, ALVARO

TOP OF THE POPS


Cinco cantoras que despontam na cena musical chamam a atenção pelo estilo apurado e em
sintonia com o de grandes grifes. Atualize a playlist com as musas da vez POR GUGA SANTOS
ALMA JODOROWSKY
Nascida em Paris, a neta do diretor Alejandro
Jodorowsky estreou na televisão aos 15
anos e ganhou destaque como atriz com
a participação no longa Azul É a Cor Mais
Quente. Na música, integra a dupla Burning
Peacocks ao lado de David Baudart – lançado
em 2016, o álbum de estreia, Love Réaction,
é marcado pelo pop refinado. Convidada por
Karl Lagerfeld para posar para o livro The
Little Black Jacket, em 2012, desde então
marca presença na fila A dos desfiles da Chanel.
Em dezembro passado, após a apresentação de
Métiers d’Art da maison no Ritz de Paris, Alma CHANELISTAS
subiu ao palco para embalar o after-party.

WILLOW SMITH
Filha de Will e Jada Pinkett Smith,
Willow frequenta os red carpets
desde a infância. Aos nove anos,
a americana lançou o single de
Alma no estreia, “Whip My Hair”, e hoje, aos
desfile 16, conta com repertório musical
do verão
2017 da marcado
ado por experimentações
experimentaçõe
Chanel e, entre o soul e o hip-hop em e
à direita, produções independentes
na capa como o álbum Ardipithecus,
Ardipithecus
da Vogue lançado de surpresa
surpre em
México de 2015. O flerte com a Chanel
outubro
de 2015 começou no ano seguinte e
culminou com o posto oficial de
embaixadora. Além da
JULIA CUMMING presença no front row
dos desfiles, estrelou
estrelo
Baixista e vocalista da Sunflower
Bean desde 2013, a americana a campanha de
de 21 anos foii convidada por um óculos para o inverno
diretor de casting para desfilar 2017 da maison.
para a Saint Laurent no inverno
2014. Os traços marcantes e o
estilo vigoroso, tal qual o rock
ck
setentinha que entoa com os
músicos Jacob Faber
ber e Nick Kivlen,
lhe garantiram também duas Acima, Willow no
campanhas para a marca na era baile do Met, em
do então diretor criativo Hedi maio passado.
Abaixo, nas páginas
Slimane, que deixou o posto da Vogue americana
em abril passado. de setembro de 2016

LAURENTISTA
Julia nas páginas
da Vogue Brasil de
dezembro de 2015
A ESTRELA DA
FESTA
Brilhos nada óbvios e pontos de luz e cor – criados
com a nova linha de batons Liptensity, da MAC –
compõem um make inspirado no universo cósmico,
em sintonia com o clima carnavalesco deste mês
POR LUIZA SOUZA FOTOS GIL INOUE BELEZA FABIANA GOMES
CORPOS
celestes
Uma chuva de confetes
cintilantes invade têmporas
e bochechas, criando um
look ultrailuminado, graças
a uma camada generosa de
pigmento Reflects Bronze em
pontos estratégicos do rosto

Styling: Raquel Kavati

GÓTICA soft
Peter Philips, diretor de criação
da linha de beleza da Dior,
apostou forte no visual gótica
de butique quando escolheu o
batom Poison Matte (em versões
mate e com acabamento glossy)
para protagonizar o make do
EXPLOSÃO
cósmica
Explore novas
possibilidades nos lábios!
Para criar o interessante
efeito de névoa azul,
combine partículas de
glitter com pontinhos
coloridos feitos com o
Blue Beat (R$ 89) da
Liptensity, a linha de
batons mais intensos
já criada pela MAC, que
acaba de chegar ao Brasil
FORA DE
GÓTICA soft órbita
Peter Philips, diretor de criação A força desta maquiagem
da linha de beleza da Dior, vem da sobreposição de
apostou forte no visual gótica Glitter 3D da MAC, de
de butique quando escolheu o diferentes cores e tamanhos,
batom Poison Matte (em versões que potencializam e
mate e com acabamento glossy) conferem ar de mistério
para protagonizar o make do à região dos olhos
Modelo: Thais
Custódio (Mega Model)
Assistente de beleza:
Felipe Ramirez
Cabelo: Krisna
Carvalho com
produtos L’Oréal CHUVA DE
Professionnel
Assistente de cabelo: meteoro
Mario Marcs Em sintonia com o revival
Produção de moda: dos anos 80, o blush
Kaká Lobo exagerado invade as
Assistentes de têmporas e cria o look
fotografia: Naelson perfeito para as festas
de Castro, Paulo de Carnaval. Coroe a
Pompeia e Renato produção com desenhos
Gonçalves gráficos cintilantes no
Agradecimentos: rosto e boca glossy – feita
Amsterdam Sauer, com batom Liptensity cor
Marco Apollonio e Smoked Almond e uma
Patrícia Viera camada de Lipglass
Muito além do
BÁSICO
SICO FIO A FIO
TOALHA MÁGICA
GICA Com fórmula resistente à
No lugar de lencinhos demaquilantes,
ilantes, Abra água e disponível em duas
experimente a Make Up Eraser (R$ 199), espaço no cores, o 3D Browtones
da The Original, toalha felpuda
uda que,
quando molhada com água, promete omete NÉCESSAIRE para (R$ 129), da Benefit,
é um gel que cria nas
remover
mover a maquiagem sem esforço, novos produtos sobrancelhas um efeito
graças à tecnologia patenteada de
seus fios. Dura até mil lavagens e está
com funções semelhante ao de luzes
nos cabelos, suavizando
à venda na Sephora. REVOLUCIONÁRIAS fios escuros e dando mais
e que vão incrementar dimensão aos clarinhos.
1,2,3, MATE Para minimizar
o excesso de produtos nos sets de sua rotina de PRIMEIRO PASSO
SSO
filmagem, a Smashbox desenvolveu beleza Não comece o make sem m ele: criado
o Insta-Matte Lipstick Transformer nos backstages de beleza da Dior,
(R$ 129), um gel incolor o Lip Glow Line (R$ 159) é um
que transforma qualquer delineador labial de tom universal
batom cremoso em que revive o rosado natural doss
mate. Bem prático lábios, além de preencher e
também na reestruturar
estruturar o contorno
vida real! da boca.
É JOIA!
A incensada
beauty blender,
esponjinha para aplicar BASE
BA
e espalhar produtos ALIADA NO ESCURO
cremosos, ganha versão Parece um batom
A Washable
atualizada. Da Real Techniques, preto, mas não é. O Noir
Cover (R$ 67), da
a Diamante (R$ 99) ganhou formato Revelateur (R$ 149), da linha Rouge
Océane, é uma base
da pedra e cada lado tem uma função: Interdit Vinyl, da Givenchy, tem
inteligente que, além
o topo foi projetado para misturar a uma fórmula que reage com
de criar uma primeira
base no rosto, as laterais são para o pH dos lábios e resulta em
camada de alta fixação
aplicações na testa e bochechas variações de tons de malva
na pele, agindo como
e os cantinhos funcionam para e ameixa, dependendo de
primer, facilita a limpeza
corrigir regiões menores. no fim do dia. Acredite: SEM BORRÃO cada pessoa. Se usado
Cansada de sujar a pálpebra como um top-coat,
a promessa aqui é que,
e a região inferior dos intensifica e escurece
graças ao produto,
olhos toda vez que passa a cor do batom
a maquiagem seja
camadas de máscara nos usado por baixo.
removida facilmente
cílios? A No Mess (R$ 99), da Vale testar!
apenas com água.
Tweezerman, é uma ferramenta
de silicone que serve de apoio
e proteção durante a aplicação,
evitando as temidas borradinhas
de rímel. À venda na Sephora
e na Drogaria Iguatemi.

108 VOGUE BRASIL


BOCA LOUCA
Confira três tendências de maquiagem emprestadas das passarelas
que são ótimas para inspirar seus looks de Carnaval

CREATURES OF THE WIND INVERNO 2016/17

PRADA VERÃO 2015/16


FENDI VERÃO 2016/17

BEIJO DE GLITTER TON SUR TON HEAVY METAL


Na época do ano em que 1
3 Quer inovar no make da Batom mate em
1 todo excesso é permitido, folia sem precisar recorrer cores cítricas é coisa
a tendência do glitter aos brilhos? Invista nos de outros Carnavais.
decorando lábios (vista ombré lips fazendo um Neste ano, prefira
nas passarelas da Fendi dégradé com dois tons pintar os lábios com
e Maison Margiela e em de batom de uma tons inusitados com
red carpets) segue em mesma paleta de cores. acabamento metálico,
alta. Aplique uma camada “Aplique
“A o mais intenso no tendência lançada
de gloss e capriche na contorno, depois o mais pela top maquiadora
quantidade de partículas claro no centro dos lábios Pat McGrath, amante
salpicadas para cobrir e então esfume-os de leve inveterada dos brilhos –
a boca inteira. Para um com um pincel até que se sua concorrida linha
look
loo ainda mais festivo, fundam”, ensina Rafaella de maquiagem, inclusive,
misture dois tipos Crepaldi, maquiadora da é repleta de pigmentos
2
de pigmento. Nars para a América Latina. ultrametalizados.
2 1 2
1 Glitter 3D Platinum, R$ 101, MAC 1 Rouge Coco Stylo cor Roman, R$ 220, Chanel 1 Vice Vintage Lipstick cor Frostbite, R$ 79, Urban Decay
2 Pó iluminador Metal Powder cor Ouro 2 Batom Degradê, R$ 32, Quem Disse, Berenice? 2 Batom cremoso cor Pink Passion, R$ 40, Mary Kay
Girassol, R$ 106, Make Up For Ever 3 Velvet Lip Liner cor Belle Mare, R$ 126, Nars
REPORTAGEM: LAURA STABILE E LUIZA SOUZA FOTOS: IMAXTREE,

RAINHA DA BATERIA
CONDÉ NAST DIGITAL ARCHIVE, THINKSTOCK E DIVULGAÇÃO

Desembarcam este mês no Brasil novos produtos


da Kryolan, perfeitos para colorir rosto e corpo nos dias de folia
Marca alemã de produtos profissionais adorada por beauty artists do mundo todo,
a Kryolan lança este mês no Brasil três novidades perfeitas para elaborar looks
carnavalescos. A começar pelo Pure Pigments (R$ 115), pó mate superpigmentado que
pode ser usado tanto como sombra como para fazer pinturas artísticas no corpo.
Para quem ama glitter, chegam 29 cores do Glimmer Coarse (R$ 90) com variações
de tamanhos das partículas para decorar colo e braços, rosto, lábios e até cabelos,
aplicados diretamente ou misturados com outros produtos. Para finalizar, a marca
traz a Face Lace, uma máscara autocolante (R$ 80) com detalhes de renda para
quem quer literalmente vestir a fantasia. Os produtos serão vendidos na flagship da
Kryolan em São Paulo, nos Jardins. Rua Bela Cintra, 2.006, SP.

VOGUE BRASIL 109


Mago dos
CABELOS
Em 40 anos de carreira, o cabeleireiro
britânico Sam McKnight ajudou a criar
algumas das mais memoráveis imagens
da história da moda. Um livro e uma
exposição celebram sua incrível trajetória
POR VICTORIA CERIDONO

U
m dos mais prolíficos
e importantes cabe-
leireiros em atuação
hoje, Sam McKnight
comemora seus 40
anos de carreira em
grande estilo com a
publicação do livro Hair by Sam McKnight
(Rizzoli, US$ 55) e uma exposição na
Somerset House, em Londres, com cerca
de 120 imagens icônicas que ajudou a
criar em sua trajetória – um belo reco-
nhecimento de sua influência na indús-
tria da moda e da beleza.
A exposição, imperdível para quem
gosta do assunto, traz, além de fotos, um
poucoco do espírito dos backstages de des-
files e editoriais,com manequins usando
rucas com penteados icônicos criados
perucas
por McKnight e atéé a maleta de trabalho
com suas ferramentas e produtos prefe-
ridos. Tudo isso permite um interessan-
ulho no nem sempre conhecido
te mergulho relevantepoissoubeseadaptaràsmudanças
processo criativo por trás de cabelos me- ao longo do tempo – em um meio obcecado
moráveis.is. Ainda celebra as parcerias de pelo novo,Sam continua megarrequisitado.
longa data que Sam cultiva com personali-
Karl Lagerfeld atesta O hairstylist é o responsável por conce-
FOTOS: REPRODUÇÃO INSTAGRAM, IMAXTREE,

dadescomoKateMoss(quetambémilustra ber desde 2009 os sempre interessantes ca-


a capa do livro),Karl Lagerfeld e os fotógra- no prefácio do livro: belosdosseisdesfilesanuaisdaChanel,além
fos Patrick Demarchelier e Nick Knight. dascampanhasdamaison.Dosraboslaterais
Nascido na Escócia há 61 anos, Sam foi “Nada com Sam é comelásticosneondaúltimaapresentaçãodo
um dos primeiros cabeleireiros a fazer car-
retrô, ele consegue prêt-à-porter, em setembro passado, aos
THINKSTOCK E DIVULGAÇÃO

reira no mundo da moda sem manter um dreadlocks de tweed usados no hoje icônico
salão,focando-se apenas em editoriais,cam-
panhas e desfiles.Sua história acompanha
reinventar penteados desfile que reproduziu um supermercado
em plena passarela,em 2014,passando pelos
a evolução da própria indústria, e fica cla- e épocas sempre com coques bufantes que vira e mexe aparecem
ro até hoje que além de seu enorme talen- na couture,é tudo obra de Sam.Karl Lagerfeld
to e ótimos relacionamentos,ele continua um olhar fresh” atesta no prefácio do livro: “Nada com Sam

110 VOGUE BRASIL


é retrô,ele consegue reinventar penteados NA VOGUE
e épocas sempre com um olhar fresh”.
OutrarelaçãolongevaécomaVogueingle- Além da centena de capas que
já assinou para a Vogue inglesa,
sa,com a qual começou a trabalhar no início primeira revista para a qual
dacarreira,nos anos70 – Sam já assinoucem trabalhou, nos anos 70, Sam
capasdarevista,alémdeinúmeroseditoriais. McKnight
McK colabora assiduamente
Na década de 80 se mudou para os Estados com edições de outros países.
Foi ele o responsável pelo
Unidos, onde morou por 18 anos e passou penteado escultural de Miranda
acolaborartambémcomaversãoamericana Kerr na capa, à esquerda, da Vogue
Ke
dapublicação.Mastalvezquemtenhamelhor Japão, em 2014.
colocadoseunomenosholofotestenhasidoa
princesaDiana,umadesuasclientesmaiscé-

CHANEL INVERNO
lebres e marcantes – apresentada a Sam por
PatrickDemarchelier,orelacionamentonão NOS DESFILES

2016/17
só rendeu imagens memoráveis como levou A cada
o britânico para inúmeras viagens ao temporada,
seu lado, de missões humanitárias a jornalistas
férias glamorosas. Em entrevista ao de beleza e fãs
aguardam ansiosos
ShowStudio, do amigo Nick Knight, ele qual será a sua criação
contou: “Ela poderia fazer o próprio cabe- da vez para a Chanel –
lo, mas me levava junto pois dizia que as o coque volumoso da
pessoas não queriam vê-la como era de couture do inverno 2016

FENDI INVERNO
foi sucesso absoluto.
verdade, e sim como a princesa Diana,

2016/17
Ele também assina os
eocabelotinhaessepoderdetransformação”. cabelos da Fendi (como
Sam também acompanhou toda a era o moicano ao lado)
das supermodelos, ajudando a consolidar e da Balmain.
as mudanças dessa época,criando cabelos
poderosos e,no caso de Linda Evangelista,
camaleônicos. Suas mãos mágicas tam-
bém exerceram poder no mundo da mú-
sica – Madonna na capa de Bedtime Stories
e Lady Gaga em BornThisWay são obra dele.
É através de seu Instagram que podemos
ver um pouco mais da personalidade diver-
tida do britânico – as fotos em que aparece
Madeixas usandoasperucasquecriasãoengraçadíssi-
milimetricamente
messy de Kate Moss mas – e também seu amor pela jardinagem,
em foto de Patrick que já rendeu até uma coleção de acessórios NO INSTAGRAM
Demarchelier para de cabelo para o e-commerce Net-a-Porter.
a Vogue inglesa de Para manter o equilíbrio,ele pratica todo dia Vale a pena seguir @sammcknight1 e acompanhar
novembro de 2010. as fotos divertidas que ele posta usando as perucas
Ao lado, a top na pelamanhã ioga meditativa.Talvezsejaesse e acessórios de desfiles e editoriais. Por lá, Sam
capa do livro Hair by o segredo de seu sucesso.Somerset House: também compartilha um pouco de seu amor por
Sam McKnight Strand,Londres.Até 12 de março jardinagem e as muitas viagens a trabalho.

TRÊS ÍCONES, UM LIVRO


A Dior celebra três maquiadores que fizeram história na
maison em um impactante e colorido coffee ee table book
Foi no ano de 1949 que a Dior estreou no universo da beleza, com o lançamento do
batom Rougeuge Dior. Em 1967, Serge Lutens foi o primeiro profissional a assumir o cargo
de diretor artístico de imagem e de maquiagem da grife, seguido por Tyen em 1980
e Peter Philips, no posto desde 2014. Parara celebrar toda essa criatividade e as imagens
incríveis que foram criadas por esses experts, a Dior lança o livro The Art of Color
(Rizzoli, US$ 115), ricamente ilustrado com imagens de fotógrafos ilustres como Guy
Bourdin e Richard Burbridge. A interessante divisão dos capítulos se deu por cores
– são 12 no total. Obra obrigatória em qualquer biblioteca de beauté que se preze.
EM CÁPSULAS
Os nutricosméticos
1 aumentam as defesas
naturais da pele e estimulam
a produção de melanina.“Indico
consumir uma cápsula pela
manhã durante todo o verão para
conseguir um bronzeado bonito
por mais tempo”, diz
a dermatologista carioca
Juliana Neiva.

1 Spray bronzeador Spray on Leg Foundation, R$ 130, Artdeco 2 Gel autobronzeador Brilliant
Bronze Quick Self Tanning, R$ 286, Shiseido 3 Loção autobronzeadora The Face and Body
Gradual Tan, R$ 570, La Mer 4 Terracotta Sun Serum, R$ 300, Guerlain 5 Pó bronzeador Phyto
Touches Illusions, R$ 345, Sisley 6 Pó bronzeador Beached Bronzer, R$ 169, Urban Decay
7 Iluminador corporal Body Glow, R$ 369, Nars 8 Innéov Solar, R$ 126, Innéov
100 VOGUE BRASIL
Eterno VERÃO
RÃO
As férias podem ter chegado ao fim, mas nem por isso é preciso deixar para trás
o bronze conquistado nos dias de praia. Vogue mostra aqui ui os melhores truques
e produtos para dar vida longa ao dourado de sol POR LAURA STABILE FOTO XICO BUNY
1 2
3
1 2 3

1 2
4

DE DENTRO
PRA FORA
O que você come e bebe pode
FEITO EM CASA TÁ NA CARA ajudar – e muito – a manter a cor
do verão mesmo longe da praia.
Esqueça o efeito alaranjado Para conquistar um rosto dourado sem Alguns alimentos atuam como
dos antigos autobronzeadores. tomar um pingo de sol, invista no make fotoprotetores,pois possuem
As novas versões têm fórmulas mais certo. Vale apostar em tonalizantes em
nutrientes antioxidantes
naturais, textura sequinha e aroma gel que fazem as vezes de base, duos
agradável, como o Tinted Gel cremosos de bronzeador e iluminador e anti-inflamatórios que criam
da linha Terracotta, da Guerlain, para um contorno caprichado, além dos uma barreira nas camadas
com óleo de argan orgânico clássicos bronzers em pó, que ganham superficiais e profundas da pele.
e fragrância floral. acabamento cintilante. Confira abaixo os melhores
1 Óleo autobronzeador Dior Bronze, R$ 249, Dior 1 Tonalizante para o rosto Bronze in the City, R$ 98, boosters naturais para consumir
2 Gel autobronzeador Terracotta, R$ 285, Guerlain Contém 1g 2 Bronzeador líquido Dew the Hoola, depois das férias segundo
3 Loção autobronzeadora Let it Glow, R$ 40, R$ 154, Benefit 3 Sculpting Multiple Duo, R$ 219, Nars
The Beauty Box 4 Pérolas de efeito bronzeado Una, R$ 94, Natura
a nutricionista Juliana Scheer.
2 2 VITAMINA C:
Hidrata e ajuda na regeneração

4
1

3
3 1 3
da pele,neutraliza
aliza os radicais
livres e estimula a produção
de colágeno.
Onde encontrar: em
frutas como acerola,kiwi,
BODY GLOW BRONZE GRADUAL caju,goiaba,morango,
Maquiar o corpo é a opção mais prática melão e pêssego e em vegetais
getais
Uma nova categoria entre os
para reproduzir um efeito de sol autobronzeadores proporciona, como salsinha,pimentão,couve-
instantâneo e facilmente removível. gradualmente, um resultado mais -flor,repolho,tomate e brócolis.
Já existem produtos específicos para natural e duradouro. É o caso do In SELÊNIO E VITAMINA E:
bronzear e iluminar colo, braços e pernas Shower Gradual Tan, da St. Tropez, Excelentes para quem exagerou
– mas, se preferir um tom uniforme em feito para ser aplicado durante no sol,pois são nutrientes que
todo o corpo, opte por hidratantes o banho diariamente até que se ajudam na regeneração da
e fluidos tonalizantes, fáceis de espalhar. chegue ao tom desejado.
REPORTAGEM: LUIZA SOUZA FOTOS: THINKSTOCK E DIVULGAÇÃO

camada lipídica da pele.


1 Maquiagem para corpo e rosto Bronze Splendor, 1 Gradual Self Tanning Face Water, US$ 18, Sephora Onde encontrar:
R$ 62, Eudora 2 Gel bronzeador corporal Hoola Tan 2 In Shower Gradual Tan, US$ 25, St. Tropez
Lines, R$ 165, Benefit 3 Fluido Tonalizante Honey 3 Hidratante Daily Bronze, R$ 271, Shiseido em oleaginosas como
Bronze, R$ 156, The Body Shop a castanha-do-pará.
ÁGUA E ÁGUA DE COCO:
BR IL HO DO R ED CA R PET Aliadas contra
o envelhecimento
Depois de 11 anos morando em Los Angeles, onde foi responsável por manter em dia o bronzeado de
personalidades como Jessica Biel, Jennifer Aniston, Ariana Grande e Selena Gomez, a gaúcha Giovana cutâneo,protegem da
Duval está de volta ao Brasil com seu próprio serviço de jet bronze, disponível em São Paulo (no Studio radiação ultravioleta.
Lorena) e Porto Alegre. Batizado de #BronzedaGG, ele é feito em cinco minutos e tem como destaque o A água,além de evitarr
produto utilizado no processo – Giovana desenvolveu uma fórmula com aloe vera e hidratantes baseada a desidratação,é peça chave
nos autobronzeadores de Hollywood. O resultado é natural e homogêneo, com textura e aromas nas funções metabólicas,
agradáveis – e o efeito promete durar de sete a dez dias. bronzedagg.com.br garantindo o bronzeado perfeito.

VOGUE BRASIL 113


Parada
OBRIGATÓRIA
Dos novos espaços de wellness de grifes internacionais a um retiro
intensivo para largar o cigarro, uma seleção de spas pelo mundo para
recarregar as energias ao longo deste ano POR ISABEL JUNQUEIRA E LUIZA SOUZA

114 VOGUE BRASIL


REL A X COM VISTA
EGA
FILOSOFIA GREGA
Localizado em Porto Heli, uma área ea de
montanhas e praias paradisíacas a cerca
de duas horas de Atenas, o Amanzoe anzoe
é um resort de luxo que abriga o maior spa
da rede Aman. Sua filosofia segue os preceitos
de Hipócrates (considerado o “pai da medicina”),
que acreditava que o corpo deveria ser mantido com dieta,
exercício, massagem, hidroterapia e banhos de mar. Além dos
tratamentos com óleos botânicos, é indispensável marcar uma
sessão de watsu - aquatic bodywork (€ 220), terapia sensorial feita
dentro de uma piscina morna que trata sintomas como ansiedade,
estresse e dores. Enquanto você boia, o terapeuta delicadamente
segura seu corpo e aplica movimentos de shiatsu e alongamento
para colocar os músculos no lugar e levá-los a um relaxamento
profundo, capaz de liberar tensões e até traumas antigos.

Perfeito para: quem quer programação zen, longas horas de massagem,


sombra e água (azul-turquesa) fresca.
Quando ir: durante o verão europeu, para descansar e desintoxicar o
corpo depois de uma temporada animada em Mikonos.
www.amanzoe.com

SOB O SOL
DA TOSCANA
Desde a época do Império Romano,
os montes de Val d’Orcia já eram destino
cer to dos a m a ntes do bem- est a r,
atraídos pelos famosos banhos termais
da região. O novo spa do charmoso
hotel-butique Monteverdi Tuscany,
num v ilarejo medieval no coração
da Toscana, aposta nessa tradição.
Por lá, eles só usam produtos locais e as
fórmulas antiquíssimas da Santa Maria
Novella, apotecário do século 13 fundado
por monges dominicanos em Florença.
O prólogo da massagem corporal The
Full Monteverdi (€ 275), tratamento
v e d e t e d o e s p a ç o, i m p r e s s i o n a:
começa com uma esfoliação com sal,
lavanda, alecrim e limão, matérias-
-primas típicas da Toscana, seguida
de meia hora dentro de uma banheira
de pedra. Tudo acontece numa varanda
com a v ista deslumbrante para
a natureza da região. Italians do it better!
Quando ir: em qualquer estação,
exceto no inverno.
Perfeito para: levar sua cara-metade.
Aproveite para: jantar no restaurante do
hotel, que tem uma enoteca incrível.
www.monteverdituscany.com

VOGUE BRASIL 115


E S C A PE FA SH ION I S TA
NOVO CLÁSSICO
EmqueoutrolugardomundoaChanelinstalariaseuprimeirospa,
senão no Ritz, cujas portas foram reabertas em junho passado?
Já na entrada, a decoração do espaço transporta o visitante para
asuítequeCocomoroupormaisdetrêsdécadas,nosegundoandar
do hotel. Do início ao fim, a experiência do spa remete à estilista,
não só nos detalhes (as camélias em cima da cama
de massagem, as cabines com números importantes
de sua vida) como na filosofia. “Os tratamentos de
belezadevemcomeçarpelocoraçãoepelaalma,senão
os cosméticos não funcionam”, ela costumava dizer.
O Grand Soin (a partir de € 530), ritual-assinaturaa
do spa, que pode durar até três horas, alia limpeza,
esfoliação, máscara de colágeno e hidratação feitas as
com produtos das quatro linhas de beauté da marca..

O que levar: maiô para depois desfrutar da mítica


ca
piscina do hotel parisiense.
A cereja do bolo: a bebida servida antes
es
do tratamento, à base de suco de
maçã, óleo de nozes e canela,
criada por Colin Field, famoso
barman do Ritz.
www.ritzparis.com

VER E SER VISTO


Firmes na missão de expandir a marca de
lifestyle, Dean e Dan Caten, gêmeos fundadores
da Dsquared2, inauguram no mês que vem,
em Milão, o Ceresio 7 Gym & Spa, espaço de
bem-estar que inclui academia, hammam,
sauna, duchas e tratamentos faciais (cerca de

FOTOS: HENRIQUE GENDRE/ARQUIVO VOGUE, THINKSTOCK, CONDÉ NAST DIGITAL ARCHIVE E DIVULGAÇÃO
€ 300) assinados pela francesa Biologique de
Recherche. A novidade aporta no subsolo do
Ceresio 7, espaço que a dupla comanda desde
DIA DE PRINCESA 2013queémixdebar,restauranteepiscinas,um
Com terraço e piscina assinados por Karl dos points favoritos dos fashionistas milaneses.
Lagerfelde restaurante comandado por Joël
Robuchon,oHôtelMetropoleMonte-Carlo Perfeito para: quem quer cuidar do corpo e rosto,
é uma atração por si só. A partir do fim de mas também gosta de ver e ser visto.
março, vai ficar ainda mais difícil deixar O que levar: além de roupa de ginástica e biquíni,
o cinco-estrelas com a abertura do spa um look descomplicado para drinques no rooftop.
Givenchy, o terceiro da marca no mundo www.ceresio7.com
e primeiro em Mônaco. A novidade por
lá serão os tratamentos com produtos da
linha Soin Noir, à base de algas capazes de
sobreviver em condições inóspitas – o facial
que deve virar hit é o L’Alliance Suprême
de L’Algue Vitale (€ 380), que promete mais
firmeza à pele. Termine a experiência
fazendo um make com os produtos da
marca – o spa tem um beauty artist no staff.
Quando ir: depois de um dia de passeio de
barco pela Côte d’Azur.
Fica a dica: o spa conta com os serviços do
pedicure das celebridades Bastien Gonzalez.
www.metropole.com

116 VOGUE BRASIL


R I T UA L DE TOX

ADEUS, TABACO
Centro e spa médico de referência, o Clinique La Prairie,
em Montreux, na Suíça, é famoso desde sua abertura, em
1931, pelos tratamentos contra insônia, depressão, dores
e pelas terapias ligadas a mudanças de hábito. Seu mais
novo programa promete ajudar pacientes a abandonarem
de vez o cigarro através de um método holístico. “Ele é
personalizado e engloba especialistas de diversas áreas que
fazem uma abordagem multidisciplinar. Entre 60 e 70%
dos casos são bem-sucedidos”, explica Olivier Staneczek,
pneumologista e coordenador do programa. Com duração
de uma semana, o processo inclui uma batelada de
exames, check-ups cardiológicos e psicológicos, hipnose,
acupunturaemassagens–opacotecustaapartirde €18.500.

Não deixe de: testar o tratamento facial antioxidante


La Prairie, feito com cosméticos poderosos da Swiss Perfection.
A cereja do bolo: a bela vista para o lago Léman.
www.laprairie.ch

ACAMPAMENTO
DELUXE
Com ares de hotel cinco-estrelas no idílico cenário das
montanhas de Santa Monica, o The Ranch Malibu
é o destino perfeito para dar um restart no corpo e
na mente. É lá que acontece um dos boot camps mais
rígidos dos Estados Unidos – faz parte do programa,
inclusive, entregar todos os aparelhos eletrônicos
logo na chegada. Estão na rotina também acordar
todos os dias às 5h30 da manhã, sessões de ioga,
caminhadas diárias de mais de quatro horas,
massagens e refeições diminutas preparadas pelo
chef de slow-food Kurt Steeber. Anote na agenda:
uma nova propriedade da cadeia The Ranch vai
ser aberta em Sonoma no início do ano que vem.
Não deix
deixe de levar: tênis para as
longas caminhadas e um bom livro
para ler à noite – se tiver forças!
Quan tempo ficar: quatro
Quanto
dias, duração do programa
Ra 4.0, (US$ 3.900), ideal
The Ranch
para estreantes.
www
www.theranchmalibu.com

VOGUE BRASIL 117


NOSTALGIA

Saudades F
iz um grande esforço, mas
não consegui me lembrar
como, onde ou quando
Guilherme e eu ficamos

SEM FIM
amigos – só sei que foi amor
à primeira vista. A vida nos
separou algumas vezes: uma delas por
culpa de um casamento (meu), outra
quando Gui foi morar no exterior e fica-
mos anos sem nos ver. Nunca nos escre-
vemos,nunca nos procuramos e quando,
Danuza Leão se despede aqui do grande amigo acidentalmente, nos reencontramos, foi
como se tivéssemos nos visto na véspera.
Guilherme Guimarães, ícone da moda brasileira Fomos sempre muito felizes juntos.
Guilherme cuidava e mimava as pes-
e costureiro querido das noivas do Rio, que morreu soas de quem gostava de um jeito que
em dezembro passado, aos 76 anos nunca vi. Uma vez fui encontrá-lo em
Nova York e, quando desembarquei, lá
estava ele no aeroporto me esperando
Guilherme Guimarães com duas garrafas de champanhe em
em foto da Vogue, uma limusine enorme (era a moda)
de 2013, ao lado e uma fita com Ella Fitzgerald cantando
de modelo com um
de seus vestidos “Manhattan”. Você já teve um homem
de noiva que te tratasse assim? Nem eu.
Ele tinha o senso do timing; para tele-
fonar, para combinar um jantar ou uma
viagem, sempre nos momentos certos,
o que é um dom. E era muito diverti-
do: vivíamos às gargalhadas, rindo de
tudo, era o tempo de wine and roses. Era
também inteligente, delicado, bem in-
formado sobre tudo, capaz de falar sé-
rio,se fosse o caso,e muito valente.Duas
vezes – uma na Times Square, outra no
Rio – Guilherme me defendeu segurando
o agressor pela gola como poucos homens
fariam.Ele não tinha medo de ninguém,
mas era também sensível; muitas vezes o
vi chorar,lembrando de sua cachorrinha

FOTOS: RENNÉ CASTRUCCI/ARQUIVO VOGUE , JB E ANTONIO NERY/AGÊNCIA O GLOBO


Maria que havia morrido.
Flashback de Guilherme num
Réveillon em casa de Odile Rubirosa,com
o Rio de Janeiro inteiro e salpicos in-
ternacionais.Bianca e Mick Jagger che-
garam bem tarde, ela de branco, com
um turbante na cabeça. Umas 3h, Gui-
lherme, já pra lá de Bagdá, confundiu
a bela nicaraguense com a copeira e cha-
mou-a com um psiu,pedindo: “Pode me
trazer um uísque com gelo, por favor?”.
Quem ouviu morreu de rir.
Ele era um grande amigo, ciumen-
to e fiel, e quem é fiel cobra fidelidade.
Se soubesse que alguém havia dito uma
palavra menos maravilhosa se referin-
do a um vestido assinado por ele há dez
anos, era guerra, e eterna.
A alta-costura deve a Guilherme a sua
chegada ao Brasil. Até então, as chiques
O estilista em um
de seus ateliês,
em 1973

compravam suas roupas Guilherme viajava


em Paris – as muito ricas só com uma mala de
nos grandes costureiros, rodinhas, achava que,
as menos, nas copistas. se despachasse,podia ex-
Ele não só introduziu traviar-se. Foram umas
a grande elegância e os dez, 15 viagens, fora as
bordados, como o gla- de Buenos Aires, cada
mour e a sofisticação uma melhor que a outra.
made in Brazil. Não só nas Em Paris, ele passava
roupas, como na manei- horas parado em frente
ra de se comportar, de se ao edifício onde morou
divertir, de dar festas, de Saint Laurent, na Rue du
mostrar que a vida podia Bac, ou à casa de Marie-
ser linda, maravilhosa -Hélène de Rothschild,
e descontraída.Ao contrá- famosa anfitriã dos
rio de muitos costureiros grandes bailes de Paris.
cuja moda derruba quem Ficava olhando e sonhan-
a veste, adorava as mu- do, sonhando. No Rio,
lheres,e gostava de vê-las a gente se falava muito,
deslumbrantes, fazendo sucesso,
conquistando o mundo. Com Uma vez, ele passou dois meses sobretudo à noite.Aquele telefo-
nema antes de dormir botando
isso, conquistava o mundo tam-
bém. Com Guilherme, não tinha
no RITZ de Paris, alugou um a vida em dia,ou dizendo que ti-
nha um filme bom,em tal canal
para mais ninguém e,como diria
Ibrahim,sorry, periferia.
carro com motorista e ficou de TV,virou um hábito.Um dia
ele me disse que estava com
Ele gostava do luxo e tinha brincando de ser RICO um problema de saúde,mentiu
intimidade com coisas que só um pouco,e a vida foi seguindo.
os muito ricos conhecem. Como apren- um do outro. Como pudemos ficar tanto As conversas foram ficando mais cur-
deu? Lendo todas as revistas, sabendo da tempo longe? E como pudemos viver um tas, menos engraçadas, e aí aconteceu.
vida de todos os milionários, de como A sem o outro? Por um desses acasos, es- Não tive coragem de ir ver Guilherme.
estava vestida no dia em que almoçou com távamos viajando para Paris na semana E quando hoje meu telefone toca – rara-
B,dos casos,das decorações das festas,de seguinte.Trocamos telefones dos hotéis, mente – às 22h,sempre penso que é ele.
tudo – e que memória! Uma vez passou quando cheguei liguei para ele no Powers,
dois meses no Ritz de Paris, alugou um Rue François 1er.Marcamos logo um jantar
carro com motorista e ficou brincando em Saint-Germain, onde costumo ficar.
de ser rico.Quando ele chegava num jan- Apresentei a ele o quartier, falamos, fala-
tar,a noite estava salva.Simpático,gentil, mos,falamos,o assunto não acabava nun-
atencioso,sempre alegre,era adorado por ca, fomos os últimos a sair do Flore, e não
todos, mas ai de quem ele não gostasse: nos largamos mais,nem quando voltamos.
sabia gelar uma pessoa como poucos. Difícil contar nossa amizade, sobre-
Para Guilherme, uma mulher ele- tudo como combinávamos em tudo,
gante tinha que se levantar da cama já praticamente.Tínhamos horror a ani-
de brincos e sapato alto. Quando mora- versário,sendo os dois do signo de Leão.
va na casa da Barra, surgiu um proble- Nunca nos demos parabéns, nunca nos
ma gravíssimo (para ele): queria que demos presentes, nunca nos lembra-
os galhos das plantas do jardim se ver- mos de que era o aniversário do outro,
gassem como os salgueiros-chorões chi- e até hoje não sei o dia do dele – nem
neses, mas seu jardineiro não conseguiu ele do meu. Começamos a viajar jun-
– ou não entendeu. Na semana seguinte, tos, Guilherme se rendeu ao charme de
todas as plantas estavam exatamente Saint-Germain e mudou-se para meu
como imaginou. Milagre? Tranquila- quartier, para meu hotel. Paris sem-
mente ele contou que colou um chum- pre no fim do ano, para nos livrar do
binho – com durex – em cada galho, e to- Natal,das lembrancinhas e do Réveillon.
dos tombaram exatamente como queria. Não fazíamos nada de especial,mas nos-
Ora,as coisas podem ser tão simples. so assunto não acabava nunca, e quan- Danuza (produzida
Mais uma vez passamos anos sem nos do voltávamos para o hotel, ainda nos por Guilherme),
ver – a vida tinha levado cada um de nós telefonávamos para continuar falando. o estilista e Lauretta
da Martinica na boate
para um lado, mas um dia nos cruzamos E nos despedíamos quando ele ia co- Regine’s, em 1976
num restaurante e caímos nos braços meçar a rezar – ajoelhado.

VOGUE BRASIL 119


VOGUE A ex-modelo
Repórter e apresentadora
Isabella Fiorentino
no jardim de sua
casa, em São Paulo

A insustentável
LEVEZA DO SER
Modelo de sucesso na década de 90, Isabella Fiorentino tinha uma relação
complicada com a comida desde a infância. Diagnosticada com anorexia aos 20
anos, a hoje apresentadora conta aqui como superou a doença e recuperou
a autoestima EM DEPOIMENTO A ANA CAROLINA RALSTON FOTO MANUEL NOGUEIRA

120 VOGUE BRASIL


N
unca tive prazer em indo embora. E eu já estava nessa fase, o apetite.Quando você vê um chocolate,
comer.Escolher res- não sentia mais vontade nenhuma de por exemplo, automaticamente saliva.
taurantes ou pratos comer. Fiquei meses pulando refeições, O anoréxico não produz essas enzimas
não gera em mim a passando horas seguidas sem colocar um e, sem elas, não consegue mastigar
felicidade que des- alimento na boca.Não tinha ideia de que o alimento. Foi quando minha família
perta em boa parte poderia ficar doente fazendo isso. decidiu me levar ao médico novamente.
das pessoas. Sou as- Cheguei aos 49 kg, medindo 1,78 me- Fui diagnosticada com anorexia e de-
sim desde pequena. Meus pais contam tro – hoje continuo magra, mas peso pressão. No início do tratamento, fiquei
que houve um período em que eu comia e 10 kg a mais. Um dia, cheguei em casa reticente, disse a ele que não poderia
vomitava,já aos 2 anos.Preocupados,me me sentindo muito fraca e decidi comer engordar porque dependia do corpo para
levaram a um médico que nos recomen- uma massa, meu prato predileto. Prepa- trabalhar. Foi quando o médico me per-
dou uma temporada fora de São Paulo. rei um delicioso fettuccine com molho guntou qual era o meu maior sonho de
Felizmente, depois de dez dias em Cotia branco. Sentia muita fome e, mesmo vida. Falei prontamente que queria ser
(na região metropolitana de São Paulo), com o macarrão pronto na minha frente, mãe. Ele me respondeu que se eu conti-
eu já estava melhor e voltamos para casa. não conseguia salivar.A anorexia é uma nuasse magra como estava,dificilmente
As refeições continuaram a ser um doença que atinge o cérebro,dificultando conseguiria engravidar.Aquela frase foi
momento difícil do dia, conforme eu um choque para mim. A partir daquela
crescia. Sentia-me feia e extremamente
magra, mas, mesmo assim, não queria Sou assim desde conversa percebi que, se quisesse rea-
lizar meu grande desejo, precisava me
comer.Apesar de ser continuamente elo-
giada pelos meus pais,me achava a meni-
PEQUENA. tratar.Foram seis meses intensos até eu
melhorar emocionalmente e recuperar
na menos interessante entre as minhas Meus pais contam alguns quilos. Comecei a tomar antide-
amigas. E isso só piorou com a chegada pressivo, a fazer terapia duas vezes por
da adolescência.Foi nessa época,ao com- que houve um semana e a ter consultas periódicas com
pletar 12 anos,que fiz meu primeiro book
como modelo. Mesmo sendo represen-
período em que eu uma nutricionista.É preciso buscar aju-
da para desconstruir a imagem de que
tada pela Ford Models e chamada para
inúmeros trabalhos, eu permanecia a
comia e vomitava, a comida nos fará mal. Em três meses
ganhei 4 kg,e meu cabelo,minhas unhas
mesma menina insegura de antes. Era já aos 2 anos. e minha pele ficaram muito mais boni-
uma contradição: eu não comia, mas
queria ser curvilínea. Em busca de uma Preocupados, tos. Mesmo tendo engordado, continuei
a ser chamada para muitos trabalhos.
silhueta mais voluptuosa, usava até três
calças por baixo do uniforme da escola e
me levaram a um Acho até que,por estar com mais energia
e bem-disposta, minha carreira ficou
enchimento nos ombros para disfarçar médico que nos mais movimentada. Hoje vejo que a co-
a pontinha dos ossos que saltavam. Nes- brança de ser tão magra estava dentro
sa fase, meu maior sonho era estar nas recomendou uma da minha cabeça.
revistas teen para que minhas amigas
me vissem. Mas, como sempre tive uma temporada fora Outro ponto importante que me ajudou
durante esse processo foi a minha espiri-
beleza clássica e parecia mais velha, fui
escolhida pela Vogue – foi na publicação,
de São Paulo tualidade. Sou supercatólica, rezo o terço
todos os dias e vou à missa aos domingos.
aliás, que fiz minha primeira capa, A religião já havia me ajudado a su-
em 1995,quando completei 18 anos. Aos 20 anos, perar a morte do meu irmão Fábio,
Na época em que alcancei a pouco antes de ser de leucemia, em 1994, e voltou a me
maioridade e comecei finalmen- diagnosticada com ajudar na luta contra a anorexia.
anorexia
te a encorpar, Kate Moss chegava Hoje estou curada, mas ex-
à moda, mudando os padrões de -anoréxicos são como ex-fumantes:
beleza. O mercado passou a querer é preciso sempre estar em alerta
modelos que seguissem o biótipo para não ter uma recaída. Quan-
BELEZA: ELIEZER LOPES FOTO: ARQUIVO PESSOAL

dela,andrógina,lânguida,como se do meus trigêmeos nasceram, por


tivesse acabado de voltar de uma exemplo, tive que ficar atenta para
balada.Esse estilo não tinha nada a a doença não voltar.Por serem pre-
ver com o meu,que é mais clássico. maturos, fiquei muito preocupada
Como passei a não ser aprovada em e totalmente sem fome. Obriguei-
muitos trabalhos no fim dos anos -me a comer, até para ter leite para
90 por fugir desse estereótipo, to- amamentá-los.Também preciso
mei a decisão de ficar mais magra. prestar atenção na alimentação
Não foi difícil parar de comer quando estou trabalhando demais.
– confesso que até fiquei aliviada Ter consciência de que esse é meu
em não ter mais essa obrigação. ponto fraco é o passo mais impor-
Depois de um tempo,a fome acaba tante para continuar saudável.

VOGUE BRASIL 121


Cartas do
EXÍLIO

Adeus, lentilha
Sem a pressão de estar na praia certa e na festa exata, livre de superstições
e dos fogos à meia-noite, o Réveillon longe do Brasil trouxe uma certeza:
é preciso criar a cada segundo o sentido dos dias ILUSTRAÇÃO DÉBORA CHODIK

P
ara nós, brasileiros, passar o os portugueses têm na festa de Santo Antô- e eu precisava de um sinal qualquer que
Réveillon longe do calor é,à pri- nio,e os catalães,no dia de São João (quando, fizessemeusolhosenxergaremquesetratava
meira sensação,começar o ano nosolstíciodeverão,saempelasruasvestidos de uma festa de Ano-Novo.E nada.Aparen-
com o pé direito em terra de ca- de branco),celebrei a chegada de 2017 à moda temente, nada mudaria ao meu redor de
nhoto.Paravariareviraracasaca da casa.Ou quase: por mais que o preto seja 31 de dezembro para 1º de janeiro.
de vez,encarei de frente o dia 31 a curta dis- o traje uníssono em Portugal,me dei a licen- Ao mesmo tempo, estar livre da obri-
tância da tímida Barcelona de dezembro – ça poética e mística de quebrar o protocolo gação de ser feliz da porta (e do post) para
é na capital da Catalunha que vivo atual- ao vestir branco da cintura para cima (não fora,de estar na praia certa,na festa exata,
mente –,sem o relento tropical e o arder das quis violar a “regra” de todo, afinal nunca no look preciso, no bronze ideal, me soou
multidões em chamas nas praias do Rio ou se sabe o dia primeiro de amanhã) e um par perfeito para entrar 2017 sem a esperança
da Bahia.Perto do mar (afinal,cariocas e an- de meias novas da cor sugerida pelas astró- travestida de ilusão,o otimismo disfarçado
dorinhas nuncavoam de costas para oAtlân- logas sem medo de parecer um alienígena. de alienação.A passagem suavemente se fez
tico) para saudar Iemanjá,mas sem a menor Para eles,era evidente que eu não era dali; sem o rito,a quebra.E o day after tornou-se
chancede pular as sete ondas e congelar para para mim,era uma dúvida se eu deveria es- um dia a mais,o primeiro do ano novo,mas
sempre em 2016,graças a um desejo de so- tar ali. Ficou claro no look, nas gracinhas com jeito de continuação de uma história
pro familiar passei a data em Lisboa, onde das dancinhas e no incessante refil das ta- sem pausa,sem pressa.Assim,no minuto 1
os abraços são mais acalorados,a comida faz cinhas que eu era o convidado trapalhão. de 1o de janeiro, ficou entendido que é pre-
as vezes de beijo de avó e a alma cá dentro E estava na minha cara a interrogação,cara ciso criar a cada segundo o sentido dos dias.
se acalma sob o sol de um inverno generoso. de quem não viu uma lentilha sobre a mesa, E num piscar de olhos e no passar ligeiro
A“passagem d’ano” na terrinha peca pela cara de estranho no ninho que não viu o ni- do tempo,eis que o ano-bom foi anunciado
faltadeexcessos,maséjustamentenaausên- nho de ovos envolvendo o pernil... Cara de com a euforia de uma notícia extraordi-
cia de rompantes que se rompe com o passa- quem pergunta: “cadê as gemas e o açúcar nária. Entre brindes e os adoráveis “beiji-
do sem grandes expectativas para o futuro, que vocês comem o ano inteiro?”. E nem nhos grandes” que os “tugas” tanto trocam
o que é libertador e alivia.Sem as mandin- o pernil havia!!! Sobreviver a um Réveillon e nos tocam,dei a noite por encerrada sem
gas que,dando resultados ou não,repetimos sem pinta de Réveillon parecia tarefa impos- precisar explicar em português claro por
a cada virada com a mesma devoção que sível (a prova de fogo seria a falta de fogos), que 2016 não vai deixar saudade.

122 VOGUE BRASIL


INSPIRE-SE
por jeff ares

Styling:
Alexandra
Benenti

BELEZA: JÔ CASTRO

Colheita URBANA
O Banco de Alimentos, ONG criada pela economista Luciana Quintão,
recolhe diariamente excedentes de comida cujo destino mais provável
seria o lixo,para encher o prato de quem precisa FOTO SAMUEL ESTEVES

124 VOGUE BRASIL


O
filho mais novo entra na sala. ‘É isso mesmo que você quer? Então vou ficar do seu lado
– Ele odeia o que eu faço. Tom, você acha para te defender’. E está, até hoje.” Com a ajuda de um pro-
que devo continuar com a ONG? grama parecido, o Mesa São Paulo, criado dois anos antes de
– Não, mãe. Você tinha que ficar um pou- sua ONG pelo Sesc, Luciana obteve importantes orientações
co mais com a gente. Passa muito tempo lá. para iniciar o trabalho. Hoje, há “bancos de alimentos” espa-
A vida de um empreendedor social é tão nobre quan- lhados pelo País, muitos deles inspirados pela história dela.
to difícil. Trabalho hercúleo, delicadas concessões, vento “E há espaço para muitos outros”, espera.
que, quase sempre, não sopra a favor. “No ano passado Além da “colheita urbana”, o Banco de Alimentos traba-
entrei numa crise violenta, quase tive de fechar”, con- lha dois importantes pilares: educação e motivação.
fidencia Luciana Quintão. O que te fez continuar? “Ser Nutricionistas da ONG e estagiárias da Faculdade São
quem eu sou. Só vivo de acordo com o que eu penso.” Camilo percorrem as instituições ensinando a manipu-
Há 18 anos, a carioca formada em economia pela PUC, lar alimentos, usá-los integralmente e armazená-los corre-
desse tipo de gente que tira o próprio agasalho para aque- tamente. Instituições são periodicamente fiscalizadas,
cer um morador de rua, decidiu parar de sofrer. “Fi- e as que desobedecem os rigorosos critérios são des-
cava pensando no absurdo que é jogar comida fora cadastradas. Já o aspecto motivacional é a meni-

50
enquanto tem gente passando fome.” Missioná- na dos olhos de Luciana. “Nossa democracia é
ria, decidiu agir. Vendeu a editora que dirigia, representativa; devemos migrar para um mo-
em São Paulo, e, com recursos próprios, con- delo participativo. Em palestras para empresas
tratou uma nutricionista e um motorista. EMPRESAS e em aulas, do maternal ao colegial, procuro
Assim começava a trajetória do Banco de DOADORAS DE ALIMENTOS engajar as pessoas. Em todas as carreiras,
Alimentos, ONG cuja premissa é comple- você pode devolver algo para a sociedade.”
mentar refeições de pessoas em situa- Para suprir as deficiências de nos-

30 T
ção de risco social por meio da coleta sos mandatários, Luciana mantém
de alimentos que seriam destinados a organização com R$ 70 mil men-
ao lixo. Empresas e indústrias doam sais, que ela busca em parcerias
excedentes de produção in natura DE ALIMENTOS com a iniciativa privada. “Não
e industrializados, e a equipe reti- ARRECADADOS POR MÊS temos nenhum convênio em es-
ra e distribui a 42 instituições na fera municipal, estadual ou fe-
Grande São Paulo. Uma logística deral”, resigna-se. “Não é fácil.
sem-fim, silenciosa e precisa, de
números vultosos: por mês, cerca
de 30 toneladas de alimentos benefi-
ciam 22 mil pessoas, diariamente.
22 MIL
PESSOAS
São ondas. Há momentos mais
turbulentos, na sua vida, na orga-
nização. Em 2016, a parceria com
a Reserva nos salvou.” Ela se refere
Segundo a FAO (Food and Agriculture ATENDIDAS DIARIAMENTE à marca carioca de Rony Meisler, que
Organization, órgão das Nações Unidas), se propôs a dar um percentual do lucro de
o Brasil saiu do mapa da fome, com menos de 5% cada peça vendida para o Banco de Alimentos.
da população sem acesso a uma dieta diária que garanta “O Rony foi dar uma palestra na ONG ADEL, no sertão de
o mínimo de nutrientes. Luciana contesta: “Acho que tem Pernambuco. Voltando para Recife, deu carona para um ra-
muita fome no Brasil, sim. A fome é uma metáfora de ca- paz que falou para ele que todo mundo acha que o problema
rência. Você tem fome de quê? De comida, amor, dignidade, é educação, mas que não é. É comida.” Ele se sensibilizou.
saúde, cultura, transporte, moradia. E temos a insegurança Criaram um projeto conjunto: a cada peça vendida, cinco
alimentar. Pessoas que não têm a certeza de que vão comer pratos de comida são viabilizados pela marca.
em qualidade e quantidade na próxima refeição. Esses são Comemorando a maioridade, o Banco de Alimentos vai
milhões. É uma coisa muito triste, uma exclusão, o não per- ganhar dois documentários, que podem ajudar no cres-
tencer”. Ela se lembra da primeira visita a uma instituição. cimento do projeto. Um deles faz parte dos 13 episódios
“Entrei em uma ala na Casa de David, que trabalha com pes- da série documental Quem se Importa, criada pela diretora
soas com deficiência intelectual e física. Não dei conta. Saí e roteirista Mara Mourão sobre empreendedores sociais
chorando, foi muito difícil.Antes de abrir a ONG, todo Natal no Brasil para o canal a cabo Curta! A estreia está progra-
levava panetones para crianças em orfanatos. Ficava doente mada para 24 de março. “Quem doa está fazendo junto co-
durante uma semana. O abandono sempre me tocou.” nosco”, incentiva Luciana. “E me chamavam de louca. Lou-
Do alto de sua visão de economista, Luciana desafiou um cos são os outros! Louco é quem não faz, não toma para si
dos vilões da sustentabilidade: o desperdício. “A gente des- a responsabilidade, porque existe uma realidade. Nós esta-
perdiça tudo: tempo, recursos naturais, dinheiro público,vi- mos aqui com o desafio de saber nos relacionar uns com os
das.” O que em teoria parece simples, na prática se mostrou outros e cuidar do planeta em que a gente vive. Só de não
difícil.A empreendedora foi muito questionada, em especial fazer nada, você já está colaborando para o que há de ruim.
por lidar com alimentos perecíveis. “Todo mundo me des- Não fazer nada, hoje, não é neutro.”
motivava. Diziam que eu era louca, que ia ser presa, que não O Tom ia saindo da sala.
podia fazer isso. E eu fiz. No início, meu advogado me disse: – Vai melhorar, filhão! www.bancodealimentos.org.br

VOGUE BRASIL 125


VOGUE
BUSINESS
por maria prata

Maconha S.A.
N
o primeiro dia de 2017,quem Com a legalização em plena isa) concedeu
de Vigilância Sanitária (Anvisa)
acordou cedo em Los An- pela primeira vez o registro a um medi-
geles e olhou para o Mount expansão pelos Estados camento à base de cannabis no País,para
Lee teve de focar melhor Unidos, a maconha movimenta o tratamento amento da espasticidade relacionada
para acreditar no que estava à esclerose múltipla.
vendo: no lugar do famoso letreiro escrito o mercado americano ao Nos EUA,até a atriz Whoopi Goldberg
Hollywood, lia-se Hollyweed, numa refe- impulsionar uma indústria já resolveu investir nessa indústria, com
rência à maconha.Nas redes sociais,todo arecém-lançadaWhoopi&Maya,especia-
tipo de meme surgiu em torno da “obra”
bilionária, que vai de cosméticos lizada em artigos medicinais que utilizam
feita por um artista local – inspirado,vale a artigos de luxo ILUSTRAÇÃO RAONI FELIX a maconha em sua fórmula. A marca
lembrar,por uma ação idêntica de 1976,ano aposta no efeito analgésico da planta
em que a posse de até 28 gramas da droga deixou de ser crime na Ca- para aliviar desconfortos do ciclo menstrual – a cliente pode
lifórnia.A intervenção aconteceu menos de dois meses depois da escolher entre um banho de infusão com sais,uma esfoliação po-
votação que liberou o uso recreativo da erva nesse Estado ameri- derosa no abdômen ou uma boa colherada de manteiga de cacau
cano para maiores de 21 anos (o uso medicinal já era permitido) que garante curar qualquerTPM.“Estamos muito entusiasmadas
e em Massachusetts, no Maine e em Nevada, acendendo – des- com a abertura desse mercado.A cannabis pode ser altamente
culpem o trocadilho – ainda mais a chama de jovens investidores estigmatizada,mas sentimos que isso já está mudando por aqui”,
e grandes empresas de olho nesse mercado nos Estados Unidos. diz Maya Elisabeth,sócia de Whoopi na empreitada.
Agora legalizada para pelo menos um desses dois tipos de uso em Já a recente liberação do uso recreativo da maconha – hoje uma
28 Estados americanos,a maconha movimentou US$ 6,7 bilhões no realidade em oito Estados americanos – abriu espaço para empresas
país no ano passado.Os empreendedores dessa indústria em rápida irem além,criando todo um universo em torno da erva.Os vaporiza-
expansão já ganharam até nome próprio por lá: são os ganjapreneurs dores,porexemplo,gadgetsfeitosparafumá-lasemprecisarenrolar
(fusão de ganja,uma das muitas alcunhas da planta mundo afora, um cigarro (inala-se apenas o THC, princípio ativo da cannabis,
eentrepreneur).SegundooinstitutodepesquisaArcviewMarket,espe- evitando substâncias tóxicas),já são o carro-chefe desse segmento.
cializado nesse nicho,o mercado legalizado da maconha deve ultra- Ascifrassãotãoaltas,eopotencialdecrescimentotamanho(30%sóem
passaracifrados US$ 20,2bilhõesno mundotodoaté2021.“Nuncavi 2016)queatéomercadodeluxojáestáatentoaoproduto.Aindanoinício
ndendoartigoscomopastilhas
nada parecido na minha vida”,disse sobre o atual boom de negócios desteano,amarcaBeboeserálançada,vendendoartigoscomopastilhas
semprecombaixoteordeTH
semprecombaixoteordeTHC
Al Foreman,presidente do fundo Tuatara,que vai levantar US$ 80 decannabisevaporizadorescomaerva,semprecombaixoteordeTHC
–mesmoparaosnãofumantes,alatinhausadacomoembalagemdev
milhões para investir nessa área,quando fizemos no ano passado –mesmoparaosnãofumantes,alatinhausadacomoembalagemdeve
um especial sobre o assunto no Mundo S/A,programa sobre inovação virardesejo.OempreendimentotemportrásClementKwan,ex-presi- an,ex-presi-
eempreendedorismo que apresento na GloboNews.Esse potencial dentedobraçoamericanodoYooxNet-a-Porter,umdosprincipaisgru- umdosprincipaisgru-
FOTOS: GETTY IMAGES, IMAXTREE, THINKSTOCK, DIVULGAÇÃO E REPRODUÇÃO
posdevendadeprodutosdeluxoon-linedomundo NaCalifórnia,ver-
está começando a ser explorado por nichos poderosos,como o de posdevendadeprodutosdeluxoon-linedomundo.NaCalifórnia,ver-
cosméticos, já responsável por 26% do faturamento de todos os sõesprime éUS$700
sõesprimedecannabispodemcustaratéUS$700
produtos feitos com cannabis nos Estados Unidos. o pacote com 28 gramas – e degustados
A inglesa The Body Shop foi a primeira gigante em jantares do Beverly Hills Canna-
da beleza a entrar na área.Quando a linha Hemp Club
bis Club,circuito de eventos privé capi-
foi lançada,em 1998,manifestantes enfurecidos RAIO X taneado pela megaempresária Cheryl
e chocados com a ousadia da empresa fizeram Shuman, considerada a “rainha da can-
Em 2016, a indústria
protestos em frente às suas lojas no Reino Unido. da maconha legalizada
nabis” por consumidores high-end.
Hoje,o hidratante para as mãos – um dos oito pro- movimentou US$ 6,7 moda
E a moda,claro,também está tirando sua
dutos com o ingrediente – é um dos best-sellers bilhões nos Estados Unidos casquinha.O estilistaAlexander Wang encer-
da marca. “A cannabis é rica em Ômega-3, 6 e 9, O segmento da beleza é
rouodesfiledoin
rouodesfiledoinverno2016/17desuamarcacom
o que garante uma hidratação profunda”,me ex- responsável por 26% do looks co a folha da erva,enquanto
decorados com
plicou Jeremy Schwartz,CEO global da The Body faturamento desse mercado pin
a Vetements criou um pingente que é um tritu-
Shop. No Brasil, a rede não vende a linha Hemp, A indústria dos fumo. Lançada logo após a aprovação
rador de fumo
já que as leis nacionais criminalizam a produção, vaporizadores eletrônicos do uso recreativo na Califórnia, a peça,vendida
o comércio, o consumo e o uso da maconha em cresceu 30% no ano passado a US$ 750, já está sold out no site da multimar-
produtos,salvoemcasosespecíficosparatratamen- cas americana The Webster. Maconha, afinal,
Em 2021, o setor deve
tos médicos – no mês passado,a Agência Nacional movimentar US$ 20,2 é o assunto do momento por lá.
bilhões globalmente

126 VOGUE BRASIL


tt
y Sco
Jerem

Alexa
nder W
ang

VOGUE BRASIL 127


Aperte o cinto...
... e prepare-se para embarcar em grande estilo na nova TEMPORADA.
Confira nas próximas páginas as silhuetas, peças-chave,
TRUQUES de styling e tendências de adesão IMEDIATA, representados
pelos 11 looks mais icônicos das passarelas
INTERNACIONAIS vestidos por uma beleza brasileiríssima
Fotos Greg Kadel Edição Pedro Sales
Paraquedas
Construções volumosas
arrematadas por fios elásticos
típicos dos esportes radicais
se sofisticam pelas mãos de
grifes como a VERSACE
Vichy
Inspire-se em PETER
PILOTTO, que aplicou motivos
multicoloridos sobre o tecido de
minivestidos, para recorrer à
estampa xadrez do momento sem
evocar o ar “toalha de piquenique”
Alfaiataria
ladylike
Pele à mostra, recortes, babados
e silhuetas mais enxutas, como
propõe a CÉLINE com o terno
caramelo, conferem feminilidade
a peças feitas de tecido plano
Tecido africano usado como
turbante, Blikis African; óculos,
R$ 1.698, Céline na Sáfilo
Vichy
Inspire-se em PETER
PILOTTO, que aplicou motivos
multicoloridos sobre o tecido de
minivestidos, para recorrer à
estampa xadrez do momento sem
evocar o ar “toalha de piquenique”
Alfaiataria
ladylike
Pele à mostra, recortes, babados
e silhuetas mais enxutas, como
propõe a CÉLINE com o terno
caramelo, conferem feminilidade
a peças feitas de tecido plano
Tecido africano usado como
turbante, Blikis African; óculos,
R$ 1.698, Céline na Sáfilo
80’s boyish
As mangas bufantes e o
couro drapeado da década
da extravagância ganham
sobrevida combinados a denim
e peças com ar street, como
fez a SAINT LAURENT
Tecido africano usado como
turbante, Blikis African; brincos,
R$ 150, Marcio Krakhecke
Robe deluxe
Penhoar, robe de chambre...
Seja lá qual for a nomenclatura,
a MIU MIU decreta que a
cobertura definitiva do inverno é
inspirada no velho e bom roupão
Óculos, Oliver Goldsmith
Legging
Ela volta com tudo, com
direito a pezinho ou decorada
com motivos lúdicos e
listras esportivas, como no
look GUCCI, que abusa da
sobreposição com saia-lápis
para efeito ainda mais atual
Clochard
Com cintura alta, proposital sobra
de tecido nas coxas e quadris e
barra que prende na batata da
perna, o modelo de calça desfilado
pela FENDI conquistou lugar
cativo no closet da estação
Tecido africano usado como
turbante, Mama Tecidos Africanos;
óculos, R$ 1.549, Céline na Sáfilo;
brincos, R$ 380, Gla Acessórios
Burning
Man
O festival de contracultura que
acontece no Deserto de Black Rock,
em Nevada, inspira grifes como
a MARC JACOBS, que adicionou
um toque Mad Max ao uniforme
das raves dos anos 90
Safári
As unânimes sarjas cáqui deixam
de servir de base do look para
brilhar em peças definitivas,
com modelagem original – a
BURBERRY equilibrou com
sucesso utilitário e festivo
Tecido africano usado como
turbante, Blikis African;
brincos, Paula Mendoza

Modelo: Lais Ribeiro


Cabelo: Nicolas Jurnjack
(Management + Artists)
Maquiagem: Mariel Barrera
(Joe Management)
Produção de moda: Tanya
Ortega (NY), Giovanna Grassi
e Rogério Martinez (SP)
Produção executiva:
Ernesto Qualizza
Assistentes de fotografia:
Marion Grand, Zack
Forsyth e Bryan Tormey
Digital tech: Jesse Lindmar
(Capture This)
Manicure: Alicia Torello
(Wall Group)
Assistente de cabelo:
Andrea Grabher
Tratamento de imagem:
Revolver NYC
Colombina de butique
Dobraduras, BABADOS, laços e assimetrias feitos a partir de tecidos encorpados e
FESTIVOS tingidos de tons preciosos, tal como se usava nos ANOS 80,
se desconstroem combinados a leves transparências e peças ÍNTIMAS
Fotos Philippe Kliot Edição Yasmine Sterea
Leila Zandonai
usa sutiã,
R$ 3.600, Dior;
calça, Amapô.
Cabeça de plumas,
Graciella Starling;
sutiã de strass e
brincos, R$ 597,
ambos Hector
Albertazzi; meia-
-calça, R$ 220,
Wolford; sapato,
R$ 4.100, Dior
Top, R$ 1.130,
Vitor Zerbinato;
saia de tule,
R$ 698, Just Kids.
Brincos, R$ 477,
Hector Albertazzi;
meia-calça, R$ 220,
Wolford; calcinha,
R$ 99, Hope; luvas,
acervo Casa Juisi.
Na página ao lado,
camisa e calça,
ambas Gucci.
Luvas, acervo
Casa Juisi
Top, R$ 2.455, e
vestido usado como
saia, R$ 2.565,
Vitor Zerbinato.
Brincos, R$ 597,
Hector Albertazzi;
alianças, a partir de
R$ 215, Pandora;
meias, R$ 220,
Wolford; sandálias,
R$ 8.280, Gucci
estilo
Macacão, Amapô,
sob vestido, R$ 2.500,
Rober Dognani.
Sandálias, R$ 4.170,
Gucci. Na página
ao lado, vestido,
R$ 3.355, Vitor
Zerbinato; sobre
macacão de renda,
R$ 998, Vitorino
Campos. Brincos,
R$ 3.920, Roberto
Cavalli; estola de
plumas, acervo Casa
Juisi; meias de vinil,
R$ 6.090, Gucci

FOTOS: DIVULGAÇÃO

136 VOGUE BRASIL


FOTOS: DIVULGAÇÃO

VOGUE BRASIL 136


Blusa, R$ 8.700,
Dolce & Gabbana; saia,
Experimento Nohda.
Na página ao lado, body,
R$ 249, Intimissimi; sob
saia usada como vestido,
R$ 26.500, Ralph Lauren;
calcinha, acervo Casa Juisi.
Cinto, R$ 3.990, Chanel;
mule, Miu Miu; clutch,
R$ 1.840, Donna Brasil

Beleza: Daniel Hernandez


(MLages) com produtos
MAC e Eimi, da Wella
Produção de moda: Luiz
Freiberger e Otávio Rosselli
Produção executiva: Renato
Guedes e Robson Munhoz
Assistentes de fotografia:
Lucas Bonolo e
Leandro Rodrigues
Assistente de beleza:
Tiago Paixão
Camareira: Dani
Manicure: Claudinha
Agradecimento: Rex Club
ASSISTENTE DE FOTOGRAFIA: LUCA TOMBOLINI
Em sua PRIMEIRA coleção solo
à frente da Valentino, Pierpaolo
Piccioli combinou vestidos
MÁGICOS a um daywear luxuoso.
Com jeito família e muito
carismático, ele conta a Silvia Rogar
como seus próprios SONHOS
são o melhor combustível para a
MODA que pretende criar na grife
FOTOS EMMANUEL GIRAUD (RETRATO) E HAO ZENG (MODA)

O SONHADOR
VOGUE BRASIL 151
A galeria de arte
Thaddaeus Ropac, em
Pantin, nos arredores
de Paris, serve de
pano de fundo para
a modelo Rozanne
Verduin vestir looks
do verão 2017 da
Valentino, coleção que
desembarca este mês
no Brasil. Aqui, vestido
de tule bordado
com microcontas
(R$ 99 mil), bolsa
de couro (R$ 5.880),
microbolsa de metal
com batom embutido
(R$ 4.150) e sapatos de
camurça (R$ 5.440).
Na página ao lado,
vestido de chiffon
(R$ 37.400) em frente
à tela de James
Rosenquist
Vestido de
mousseline plissada
com colete bordado
(a partir de
R$ 150 mil) e
chinelos de couro
trançado preto e
bege enfeitado com
pérolas (a partir de
R$ 3.840). Na página
ao lado, tubinho de
jérsei bordado com
babados (a partir
de R$ 133 mil)
F
altam menos de duas semanas para o Natal,e Roma já Mais que por roupas,o estilista é apaixonado pelo trabalho dos
estárepletadeturistasemclimadefestanosarredores grandes fotógrafos de moda: David Bailey (que por coincidência
da Piazza di Spagna.Uma das principais atrações é a liga para o celular de Pierpaolo em meio à nossa conversa),Richard
iluminaçãodagigantescaárvoredaPiazzaMignanelli, Avedon,Irving Penn,DeborahTurbeville.Porisso,não costumarevi-
armadapelosegundoanoconsecutivo pelaValentino, rarosarquivosdagrife.“NãopensonosdetalhesdasroupasdoMister
cujoQGestáinstaladonoendereçodesde1960.Dentro Valentino,mas no feeling em torno delas em imagens icônicas.” Ele
do emblemático prédio, o diretor criativo da grife, sabequesuamissãodaquiparafrenteéconsolidaressaforteimagem
Pierpaolo Piccioli, trabalha simultaneamente em da marca no século 21.E já tem na ponta da língua sua estratégia.“O
nadamenosquetrêscoleções,queiriamparaapassarelaemjaneiro: quefazdaValentinoúnicanamodaéserumamaisondealta-costura
o pre-fall 2017 feminino (desfilado no dia 11,em NovaYork); o inver- e romana.E,quando você se torna muito global,precisa ficar bem
no 2017/18 masculino (dia 18); e o verão 2017 da alta-costura (dia 25). próximodasuaidentidadeparanãosetornargenérico”,diz,antesde
Nos três casos,seria a primeira vez que ele estaria no papel de big completar.“Hoje,acrescentaria cool a essa definição,diria que essa é
boss – the one and only – em apresentações do gênero desde a partida uma casa cool de coutureromana.É um desafio porque essa palavraé
de Maria Grazia Chiuri,sua parceira criativa por 26 anos (17 deles sempre mais associada ao streetwear,não a uma grife superluxuosa.
na Valentino) e que em julho passado assumiu a direção da Dior. Mas sempre gostei de desafios”, diz ele, que acertou em cheio ao
A primeira coleção assinada por Pierpaolo em seu voo solo convocar Terry Richardson para clicar e filmar pelas ruas de Lower
tinha sido revelada em outubro, durante o prêt-à-porter – uma Manhattan a campanha da nova bolsa da maison,a Rockstud Spike,
estreia que marcou a temporada doverão 2017 por sua emoção,com coberta pelas tachas que trouxeram justamente esse tempero cool
o estilista sendo ovacionado por modelos,plateia e equipe no Hôtel aos acessórios da Valentino e hoje já são sua marca registrada.
Salomon de Rothschild.Esse momento apoteótico ficou entre as Outra missão: criar sonhos para homens e mulheres.“Mesmo
imagens mais postadas (e curtidas) da semana de moda parisiense, que as roupas sejam reais,falem de uma vida contemporânea,elas
reforçando de imediato o carisma do estilista.Ele demonstra mais precisam fazervocê sonhar”,acredita.Em sua primeira coleção solo,
uma vez esse magnetismo na sessão de fotos para a Vogue Brasil ele atingiu seu objetivoao conectarmundoscompletamentedistin-
na sede da maison: posa com naturali- tos: convidou a veterana da moda britâ-
dade digna de um ator de Hollywood, nica Zandra Rhodes (meio punk, meio
às vezes fazendo cara de bad boy, sem “É claro que SONHAVA alto, romântica) para reinterpretar a obra
perder a simpatia e a ternura jamais. O Jardim das Delícias Terrenas, do pintor
Quando entramos em seu escri- mas tudo isso aqui é ainda Hieronymus Bosch (1450-1516).“É uma
tório (repleto de livros de fotografia
e arte que formam um mix eclético:
MAIOR que meus maiores coleção que fala de momentos transitó-
rios: a passagem da Idade Média para o
Peter Lindbergh, Banksy, Caravaggio), sonhos”, diz num misto de Renascimento,a virada dos anos 70 para
Pierpaolo conta que depois da nossa en- os 80...Gosto de períodos e pessoas que
trevista vai encontrar o filho do meio, emoção e ORGULHO não podem ser rotulados”,diz Pierpaolo,
Pietro, de 17 anos, para um típico pro- ele mesmo em um desses momentos.
grama família: depois de jantar,os dois iriam assistir ao clássico “Tive de voltar às raízes da minha estética.Trabalhei tanto tempo
Milan e Roma no Estádio Olímpico.Casado há 23 anos com Simo- numa parceria que precisava encontrar uma nova expressão para
na,o italiano também é pai de Benedetta,de 19,e Stella,de 10,que mim”,completa.Pesquisador minucioso,inclusive da parte técnica
acompanha os desfiles da Valentino desde os 2. Eles vivem num da costura,ele produziu em uma empresa têxtil de Veneza,que até
balneário a menos de uma hora de Roma chamado Nettuno,terra hoje tem uma máquina projetada por Leonardo da Vinci,um dos
natal de Pierpaolo e de onde o estilista segue todos os dias para o prints de Zandra.“Usei o resultado como uma aplicação nas roupas,
trabalho de trem (“é a maneira mais rápida”).Pé no chão,simples e já que são fabricados apenas 30 centímetros do tecido por dia.”
muito sofisticado ao mesmo tempo,ele conta que os filhos estudam Overão2017daValentinodesembarcaestemêsnoBrasil,marcan-
em escola pública,porque quer que convivam com diferentes tipos dotambémaaberturadanovabutiquedagrife,noShoppingIguatemi
de pessoas e culturas.“Em casa sou o marido,o pai,ninguém me deSãoPaulo,oquintoendereçonoPaís.Comsuasdiferentescamadas
vê como o diretor criativo da Valentino.Ter essa outra perspectiva, de história,a coleção tem vestidos mágicos (e mais fluidos que os
pessoas que te amam pelo que é,deixa você mais forte.” das temporadas anteriores) em nuances de rosa,pink e verde-maçã
Pierpaolo surpreende pela grande família,algo pouco comum decoradoscomosmaislindosbordados,alémdeumdaywearluxuoso,
na moda, e também pela maneira como chegou até a área. Na como uma calça de veludo brocado com caimento mais street,usada
adolescência,queria ser diretor de cinema.“Me interessei pela napassarelacomumalindacamisabranca.“Émaisfácilcriarroupas
moda quando percebi que ela também era uma maneira de con- de sonhos para a noite,mas quis levar essa ideia para o dia também.”
tar histórias.Há emoções,valores e pessoas por trás das roupas”, ApaixãodePierpaoloporimagensvirouhobby,ehojeeletirasuas
diz. Em suas memórias, estão desfiles que o fundador da grife própriasfotosnashorasvagascomumaLeica.Perguntoseequilibrar
armava na Piazza Mignanelli nos anos 80. Na época, sonhava vida pessoal e trabalho ficou mais difícil agora que está sozinho no
atuar numa grande marca. Formado pelo Istituto Europeo di comando da direção criativa.“De certa forma,é mais fácil,dá para
Design, em 1990 Pierpaolo foi trabalhar no departamento de chegar direto ao fim de uma coleção,gerenciar tudo da minha ma-
acessórios da Fendi,já ao lado da amiga Maria Grazia.A história neira”,diz ele,novamentesonhandocomospés nochãoeolhos bem
na Valentino começou em 1999, quando a dupla rapidamente abertos.“Mas,para ser sincero,a chave disso tudo para mim é que
revigorou as bolsas e outras linhas de complementos da casa. amo deverdade o que faço,por isso não sinto a pressão.Todos os dias,
Mas ele nunca imaginou que chegaria ao topo da moda.“É claro quero lembrar daquele tempo em que sonhava trabalhar com moda
que sonhava alto, mas tudo isso aqui ainda é maior que meus e ser fiel a esse cara.Ainda tenho até hoje o mesmo encantamento,
maiores sonhos”,diz,numa mistura de emoção e orgulho. entusiasmo e paixão do início da minha carreira.”

154 VOGUE BRASIL


Vestido de Vestido de
crepe de chine crepe de
com estampa chine com
assinada por a estampa
Zandra Rhodes, O Jardim
que se inspirou das Delícias
no tríptico O Terrenas
Jardim das (R$ 26.500)
Delícias Terrenas,
de Hieronymus
Bosch (R$ 27 mil)
Tricô de cashmere
(R$ 4.700), camisa de
algodão (R$ 4.100) e
calça de brocado de
veludo (R$ 19.700).
Ao fundo, a obra The
Meteor Hits Monet’s
Garden (1996-99), de
James Rosenquist.
Na página ao lado,
casaco (R$ 13.600),
camisa de crepe de
chine (R$ 6.800), calça
de brocado de veludo
(R$ 26.500), bolsa
de couro (R$ 5.240)
e rasteiras de veludo
(R$ 2.880), em frente
à tela Reflector (1982),
de James Rosenquist

Maquiagem: Khela
(Call My Agent)
Cabelo: Tomoko
Ohana (Calliste)
Assistente de fotografia:
Mike Hidalgo
Agradecimento:
Galerie Thaddaeus
Ropac Pantin
Com IMAGENS e depoimentos de fotógrafos
que marcaram sua extraordinária TRAJETÓRIA,
Vogue Brasil HOMENAGEIA aqui Franca Sozzani,
a LENDÁRIA diretora de redação da edição
ITALIANA da revista, que morreu em
dezembro passado, aos 66 anos

MENTE
BRILHANTE
STEVEN MEISEL
A partir da esquerda, em sentido horário, capa de estreia de Meisel
e Franca na Vogue italiana, em 1988; a Black issue, de julho de 2008;
edição estrelada por modelos plus-size de junho de 2011; o fenômeno
das cirurgias plásticas virou capa em julho de 2005; a polêmica capa de
agosto de 2010, do editorial Water and oil; e o editorial State of emergency,
de 2006. Na página ao lado, Franca, em 2012, por Peter Lindbergh

“Eu me sinto abençoado de ter tido O AMOR, o apoio


e a LIBERDADE CRIATIVA que Franca me deu ao longo dos anos.
Tantos momentos preciosos, pessoais e profissionais, que eu nunca
vou esquecer. Sentirei muito sua falta”, diz STEVEN MEISEL,
que entre 1990 e 2014 assinou TODAS as capas da revista

s imagens impactantes publicadas por Fran- Ritts,Bruce Weber,Peter Lindbergh,Miles Aldridge,Steven Klein

A
ca Sozzani,diretora de redação da Vogue Itá- e Steven Meisel.“Ela inventou uma plataforma para que os fotógra-
lia a partir de 1988, sempre falaram muito fos de moda criassem arte.Nós lhe devemos tudo.Foi uma pessoa
mais que palavras. E foi assim, por meio de que me ensinou,me apoiou e me inspirou a explorar o filme como
ensaios emblemáticos, que todo o fashion ferramenta.E não era apenas bonita; era inteligente e destemida ao
world lamentou nas redes sociais sua morte, criar sua própria visão”,diz o americano Steven Klein.“Franca foi
em dezembro passado. Durante semanas, uma editora que enxergava,em toda parte,as várias possibilida-
amigos e fãs, inconsoláveis, postaram fotos des da moda. Quem mais publicaria, numa página dupla, gatos
e mais fotos dos inúmeros editoriais geniais tingidos em tons pastel?”,resume o britânico Tim Walker,autor
orquestrados por ela em seus 28 anos à frente da revista. Seu da controversa imagem citada,de novembro de 2000.
mantra foi jamais se render ao óbvio, usando a moda como O inglês Miles Aldridge trabalhou por 20 anos com Franca na
instrumento de transformação da sociedade. Vogue Itália.Juntos,produziram imagens com estética cinema-
Figura das mais respeitadas e admiradas no meio, Franca im- tográfica, protagonizadas por belas mulheres em cenários com
pulsionou o trabalho de grandes nomes da fotografia,como Herb cores berrantes,entre o glamour e o surreal.“Franca sempre me

VOGUE BRASIL 159


“Você pode pegar qualquer VOGUE assinada por ela, de QUALQUER ANO,
que vai ter VONTADE DE USAR AS ROUPAS hoje. Não se fazem mais mulheres
com um OLHAR como o dela”, acredita a amiga Bianca Brandolini d’Adda

PETER LINDBERGH
Em sentido horário, a partir do alto
à esquerda, dois cliques do LA Report,
de outubro de 2000; editorial de janeiro
de 1998; três fotos de Milla Jovovich de
abril de 1998; e editorial de setembro
de 1990, estrelado por Linda Evangelista

deu muita liberdade para criar, ela sabia o que queria de mim, sobre o que está acontecendo no mundo?”,costumava responder
nunca me disse: ‘Você tem que fazer isso ou aquilo’”, relembra às críticas de que esses temas não deveriam estar no lugar mais
ele, por telefone, à Vogue Brasil. “É muito difícil pensar em um nobre da revista.Em Makeover madness, de julho de 2005,Linda
mundo sem ela. Franca tinha uma presença muito forte, um Evangelista e outras modelos retrataram de forma glamorosa
cabelo incrível emoldurando o rosto, era confiante, tinha um o fenômeno das cirurgias plásticas e procedimentos estéticos
glow.” Um de seus ensaios inesquecíveis na revista, de março de no século 21. Já Belle vere, de junho de 2011, enfatizava a beleza
2008,mostra a brasileira Carol Trentini como uma dona de casa de três modelos plus-size (Tara Lynn, Candice Huffine e Robyn
entediada e atormentada. “Adoro a tensão do corpo, dos lábios, Lawley), enquanto Water and oil, de agosto de 2010, mostrava
do fogo,tem um perigo no ar”,resume Miles. a top Kristen McMenamy coberta de óleo e deitada em uma
Sob o comando de Franca, a Vogue italiana também passou praia – clara referência ao horrendo vazamento da BP no Golfo
a espelhar questões contemporâneas das mais relevantes em do México, em abril daquele mesmo ano, um dos maiores de-
seus ensaios de capa.“Por que uma revista de modanãopodefalar sastres ambientais da história americana.

160 VOGUE BRASIL


“Franca foi uma editora que enxergava, em toda parte, TIM WALKER
Pastel cats, publicada na
as várias POSSIBILIDADES DA MODA. Quem mais edição de novembro de 2000
publicaria, numa página dupla, GATOS TINGIDOS em
tons pastel?”, resume o fotógrafo TIM WALKER

Isso sem falar em sua Black issue de julho de 2008,só com mo- -número de ações que empreendeu na África para qualificar
delos negras,que precisou ser reimpressa para atender à demanda a mão de obra feminina,o que lhe rendeu o título de embaixadora
dosEstadosUnidoseReinoUnido–naItália,curiosamente,arevista global contra a fome das Nações Unidas.Também tinha como
não se esgotou.O principal companheiro de Franca em todas essas missão descobrir e incentivar novos talentos da moda,como fazia
jornadas foi o fotógrafo americano Steven Meisel,por mais de duas no projetoWho Is On Next?,que promovia o trabalho de jovens es-
décadas “capista” oficial daVogue Itália.“Eu me sinto abençoado de tilistas de diferentes partes do mundo.O italiano Riccardo Tisci,
ter tido o amor,o apoio e a liberdade criativa que Franca me deu ao da Givenchy,reconhece que o apoio de Franca foi fundamental
longodosanos.Tantosmomentospreciosos,pessoaiseprofissionais, à sua carreira: “Ela foi uma constante fonte de inspiração para
que eu nunca vou esquecer… Sentirei muito sua falta”, lamenta o meu trabalho e para a minha vida. Era a mulher mais talen-
Meisel,que entre 1990 e 2014 assinou to-das as capas da revista. tosamente não convencional e espirituosa que conheci. A in-
Além de se engajar em campanhas na luta contra a Aids,Franca dústria da moda perdeu um ícone,e eu,uma amiga visionária,
apoiou ativamente o Instituto Europeu de Oncologia.Fora o sem- divertida, calorosa e com um olhar único”.

VOGUE BRASIL 161


“Ela INVENTOU uma plataforma para que os
fotógrafos de moda criassem ARTE. Nós lhe devemos
tudo. Foi uma pessoa que me ensinou, me apoiou e me
inspirou a explorar o FILME como ferramenta. E não
era apenas BONITA; era inteligente e DESTEMIDA STEVEN KLEIN
ao criar sua própria visão”, diz STEVEN KLEIN Editorial de fevereiro de 1999

Franca fazia parte de uma geração de mulheres que, em sua Como, a inscreveu como candidata a uma vaga de assistente na
juventude,jamais cogitou entrar para a moda.Queria estudar física, Vogue Bambini, um job que julgava que duraria alguns meses.Em
mas o pai não permitiu,por achar a cadeira “masculina demais”. quatro anos,Franca já era diretora da Lei,publicação voltada para
Acabou cursando filosofia e literatura em Milão, casou-se aos 20 jovens mulheres,de onde saiu para assumir a Vogue Itália,em 1988.
anos,separou-se três meses depois.E foi correr o mundo.No roteiro, O documentário de Francesco, que levou quatro anos para
Índia,Londres e Nova York.“Sempre achei que minha vida estava ser concluído, acabou servindo como um belíssimo epitáfio
predeterminada a ser normal: casa,crianças e golfe”,declarou no para ela. “Fiz o filme a pedido do meu filho. Se tivesse sido
documentárioFranca:ChaosandCreation,dirigidoporseu únicofilho, qualquer outra pessoa, recusaria”, explicou no lançamento.
Francesco Carrozzini,e lançado no Festival de Cinema de Veneza, Nos três meses seguintes,vimos Franca nas semanas de moda
em setembro passado.Mas ela logo percebeu que sua vocação na de Milão e Paris, depois recebendo um prêmio pelo conjunto
vida não seria preparar macarronada para uma prole.Na volta da de sua obra no Fashion Awards,em Londres,e ainda no desfile
viagem,em 1976,a irmã,Carla,fundadora da concept store 10 Corso Métiers d’Art da Chanel, em dezembro, no Ritz de Paris. Sua

162 VOGUE BRASIL


MILES ALDRIDGE
Em sentido horário, a partir do alto à esquerda, editorial
Home chic, de outubro de 2011; Barbie mania, da Vogue
Gioiello, de março de 2009; Like a painting, de fevereiro
de 2005; Home works, março de 2008, estrelado por Carol
Trentini; e A precious glam, de março de 2011

“Adoro a TENSÃO DO CORPO, dos lábios, do FOGO, tem um PERIGO NO AR”,


diz o fotógrafo MILES ALDRIDGE sobre a foto acima, com a top brasileira Carol
Trentini. “É muito difícil pensar em um MUNDO SEM FRANCA. Ela tinha uma
presença muito forte, um cabelo incrível emoldurando o rosto, um GLOW”

allure parecia inabalável.“Essa perda é muito difícil para mim; nós corajosa que conheci”,conta o empresário Giancarlo Giammetti,
nos falávamos dia sim,dia não,inclusive na véspera da sua morte. sócio do mestre da moda Valentino Garavani.“Entre um desfile
Embora doente, ela nunca quis ser tratada de maneira diferente. e outro, Franca corria para seu carro, onde havia um balão de
Não pertencia ao time dasvítimas,mas ao dos fortes”,conta Bianca oxigênio. Sempre linda e sorridente.”
Brandolini d’Adda que,além de amiga,era profunda admiradora do JáValentinoadmiravaprofundamenteahumildadedaamigaem
papel de Franca na moda.“Você pode pegar qualquerVogue assinada relação à carreira que construiu.“Ela nunca precisou de nenhum
por ela,de qualquer ano,que vai ter vontade de usar as roupas hoje. reconhecimento”,diz.Em recente entrevista à Vogue Arábia,Fran-
Não se fazem mais mulheres com um olhar como o dela”,acredita. ca deixou uma bula para quem deseja trabalhar no jornalismo de
Nesses deslocamentos,eram poucos os que sabiam do violento moda: “Nós não somos as protagonistas,os estilistas que são.Não
eraro câncer no pulmão,que acabou a levando depois de um ano de há nada de errado em ser um formador de opinião,masvocê só pode
luta contra a doença.“Tive a sorte de passar bastante tempo com ela se tornar um se realmente tiver opinião,não porque coloca penas
durante os últimos meses devida e constatar que era a pessoa mais em sua cabeça”.Ela se foi,mas ficam aqui suas brilhantes lições.

VOGUE BRASIL 163


Na fazenda da família
em Villa la Angostura,
Lucia usa vestido de
crepe estampado
(R$ 2.642). Na página
ao lado, Catalina
usa vestido de seda
bordado com bolas
de cristal translúcidas
(R$ 5.872); Lucia
usa vestido de seda
creponada estampada
(R$ 2.982); e Sofía
usa saia de seda
creponada estampada
(R$ 1.994). Todas
as peças são da
coleção do inverno
2017 da Cris Barros
Styling: Renata Correa
LAS
HERMANAS
As argentinas LUCIA, SOFÍA e CATALINA
Sanchez Barrenechea vivem em países
DIFERENTES, mas têm como refúgio uma
espetacular fazenda na PATAGÔNIA, onde há
20 anos colecionam doces memórias em família
POR VÍVIAN SOTOCÓRNO FOTOS ISAIAS MICIU NICOLAEVICI
“Aqui não tem TV, internet nem
sequer sinal de telefonia. As pessoas
realmente conversam, brincam,
compartilham histórias”, diz Sofía
Na beira do lago
Nahuel Huapi,
com vista para as
montanhas nevadas
de Bariloche, Catalina
usa macacão de
veludo (R$ 2.982) e
sapatos de verniz
(R$ 1.398); Sofía usa
vestido de veludo
(R$ 2.942); e Lucia usa
top e calça de veludo
(R$ 2.666 o conjunto)
e sapatos de
verniz (R$ 1.398)
P
atagônia argenti- Abordada por um booker aos
na, 22 de dezem- 14 anos, Sofía nunca quis seguir
bro, 7h. Uma placa a carreira de modelo (“até hoje,só
na beira da estrada me sinto verdadeiramente à von-
anuncia uma en- tade do outro lado da câmera”).Ao
trada discreta,que longo dos últimos anos, passou
revela um longo a desenvolver um currículo plural.
e suave caminho Aindafaztrabalhospontuaiscomo
lilás de lupinos. No alto da colina, diretora de arte,presta consultoria
com vista espetacular para o lago e planeja estratégias de marketing
Nahuel Huapi e para as monta- e de comunicação para marcas de
nhas nevadas de Bariloche, duas moda e redes de hotéis; comanda
casas de madeira em estilo co- uma recém-criada grife própria
lonial ainda dormem. Enquanto batizada com seu apelido, Chufy,
amanhece e o vento sopra frio, inspiradaemseulifestyle(penseem
balões na varanda e uma taça de caftãs de Maiorca e malas desen-
vinho denunciam uma festa de volvidas em parceria com a marca
aniversário que acontecera na Globe-Trotter); prepara o lança-
noite anterior. Em poucas horas, mento do primeiro livro,um travel
enquanto clicávamos as fotos para book com suas aventuras ao redor
esta Vogue, o refúgio da família do mundo; e aproveita seu poder
Barrenechea na Patagônia,que as de influenciar fashionistas – fir-
irmãs argentinas Lucia (34), Sofía mando parcerias com grifes como
(32) e Catalina (26) frequentam desde a infância, ganharia vida DavidWebb e Chloé.Hoje mantém closets (com direito a suas peças
efervescente – com Valentin (ou Plim Plim, como apelidou a preferidas adquiridas sempre em dobro) nos apartamentos de Paris
matriarca), o filho de 1 ano e meio de Lucia,correndo ao lado de e Nova York,que divide com o marido, Alexandre de Betak.O fran-
Charlie,da raça cavalier king charles,e da elegante avó Maita; os cês comanda há mais de duas décadas uma das mais importantes
dois enteados adolescentes de Sofía empinando pipa; os maridos agências de produção do mundo da moda,responsável por desfiles
e o padrasto do trio jogando conversa fora; um longo churrasco e eventos de grifes como Dior,Cavalli e Rodarte.“Quando o vi traba-
de cordeiro; e animados jogos de cartas madrugada adentro em lhando,fiqueifascinada.Quantomais o conhecia,maisoadmirava.”
torno da lareira da sala principal. Um cenário ideal para mos- O inesquecível casamento, que ganhou as páginas da Vogue
trar a coleção de inverno 2017 de Cris Barros,que você vê nestas americana,aconteceu no fim de 2014 justamente no recanto na Pa-
páginas,e que é justamente inspirada em memórias da infância. tagônia,onde o casal reuniu 300 pessoas – entre elas,o estilista Ja-
Sofía divide-se entre Nova York e Paris, Lucia mora em São son Wu e as modelos Constance Jablonski eAnja Rubik – durante
Paulo e Catalina,assim como a mãe,vive em Buenos Aires.É ali, três dias de festa,com direito a um piquenique com tema gaúcho
na fazenda na Patagônia, que se reúnem há 20 anos na época e um brunch em ritmo de tango,com coreografia protagonizada
do Natal. “Além de ser o tempo que temos para curtir umas às pelos noivos.Sofía usou quatro vestidos – dois modelos da Rodarte,
outras, esse momento do ano é essencial para nos reenergizar. um Anthony Vaccarello e um Valentino couture – e emocionou os
Hoje,enquanto você está em um jantar com os amigos,cada um convidados ao surgir em um barco para a cerimônia principal.
se concentra no celular,todo mundo trabalha muito.Aqui não tem Já Lucia foi a primeira a deixar a Argentina,aos 18 anos,quando
TV,internet nem sequer sinal de telefonia.As pessoas realmente se mudou para Londres para estudar moda na prestigiada Central
conversam, brincam, compartilham histórias”, diz Sofía, figura Saint Martins.Antes de desembarcar no Brasil,em 2013,por conta
hors-concours em cliques de street style e presença constante na do trabalho do marido,o financista francês Victor Leclercq,passou
primeira fila dos principais desfiles ao redor do globo. pelasequipesdeestilodaMarniedaGucci,emMilão,edaBalenciaga,
Airmãdomeiochamaaatençãopeladespretensãocomqueveste em Paris.“Nosso plano era morar no Brasil durante dois anos,mas
peças davez de grifes comoValentino e Rodarte,que aparecem mis- acabamos ficando quatro”,conta ela,que em março se muda para
turadas a itens garimpados em suas viagens pelo mundo e criações aCidadedoMéxico,ondeomaridoassumiráumanovaposição.Lucia
de estilistas de seu país natal.“Usar uma marca argentina sempre seguirácomandandodelásuamarcade toiledejouypersonalizados,a
faz com que eu me sinta em casa.Na hora de escolher uma t-shirt, Once Upon aToile,cujos desenhos são criadospor ela a partir de his-
por exemplo,por que não eleger uma peça da Etiqueta Negra?” For- tórias familiares – e que tem entre seus clientes Natalia Vodianova.
madaemdesigngráficopelaUniversidadedePalermo,elaviveucom Antes de se dedicar ao projeto pessoal,Lucia trabalhou duran-
afamíliaemBuenosAiresatéos23anos,quandosemudouparaNova te dois anos como coordenadora de criação de estampas da grife
York para trabalhar como diretora de arte na agência de publicidade Cris Barros,função que deixou quando Valentin nasceu,em 2015,
americanaLloyd&Co.Nacidade,enquantoestabeleciaumacarreira para poder dedicar mais tempo ao filho. “Me identifiquei com
bem-sucedida,surpreendeu-se ao ser alçada ao posto de street-setter. a Cris porque ela desenha uma roupa feminina e, ainda assim,
“Averdade é que nunca fui muito ligada em moda,Lucia e Catu sem- despretensiosa,na qual você sempre se sente confortável.Adoro
pre se interessaram mais pelo assunto que eu.Mas,quando cheguei as estampas, que são elegantes e relax, e que não te ‘engolem’”,
em NY,passei a ter mais contato com grifes importantes,além de acredita ela, que tem como grande inspiração de moda a avó
começar a ganhar dinheiro para comprar o que me interessava: materna, acostumada a vestir couture e rodar o globo ao lado do
couroitaliano,cashmereinglês,peçascomqualidadeincrível”,conta. marido embaixador. (continua na página 192)

168 VOGUE BRASIL


No campo de lupinos,
A segunda temporada da série Years of
Catalina e Sofía usam
vestidos de seda com
trabalhos manuais
Living Dangerously estreia no
e textura plissada
(R$ 6.882 e R$ 8.472,
dia 27 deste mês no Nat Geo com o
respectivamente).
Na página ao lado,
capítulo de Gisele sobre a Amazônia
Lucia brinca com
o filho Valentin,
(acima): “Tive que segurar as
de 1 ano e meio

lágrimas várias vezes”


Lucia, Catalina e Sofía
usam vestidos de seda
creponada (R$ 6.442,
R$ 6.492 e R$ 5.982,
respectivamente)
Catalina usa top e
calça de crepe
(R$ 1.088 e R$ 1.394).
Na página ao lado,
Lucia usa bodie e saia
de seda texturizada
(R$ 3.292 o conjunto)
e botas de couro
(R$ 1.398); e Sofia
usa vestido de seda
texturizada (R$ 2.942)

Beleza: Cristian Blasetti


Tratamento de imagens:
Bruno Rezende
“Me identifiquei com a Cris Barros
porque ela desenha uma roupa feminina
e, ainda assim, despretensiosa, na qual
você sempre se sente confortável.
Adoro as estampas, que são
elegantes e relax”, diz Lucia
174 VOGUE BRASIL
O PODER DO
JEJUM
Vogue investiga o novo foco de especialistas para
VIVER MAIS e entrar em forma: abolir lanchinhos
intermediários e dar INTERVALOS mais longos
entre as REFEIÇÕES no lugar de seguir a regra
de comer a cada três horas

C
POR ANDRÉIA MENEGUETE

omer pequenas porções a cada três horas entre a última refeição noturna e a primeira do dia seguinte fo-
é uma prática que vem sendo recomendada ram associados a um risco 36% mais alto de reincidência.“Temos
anos a fio por médicos e nutricionistas como estudado os efeitos do jejum no envelhecimento e no cérebro há
a melhor maneira de entrar em forma e levar mais de 20 anos”,diz Mark Mattson,chefe do laboratório de neu-
uma vida saudável. Esse mantra, porém, está rociências do National Institute on Aging,órgão do departamen-
sendo colocado em xeque por especialistas to de saúde americano, à Vogue.“O achado mais importante é seu
que vêm pesquisando os efeitos de se fazer estímulo para que as células entrem em um modo de proteção,
menos refeições ao dia, entre períodos controlados de ingestão ficando mais resistentes a muitas doenças relacionadas à idade.
de calorias. Os resultados vão além da silhueta: têm indicado Outro trabalho publicado mostrou que o jejum intermitente
que o polêmico e milenar jejum também é aliado da longevidade. [nome dado ao protocolo que suspende a ingestão de alimentos por um
O assunto ficou ainda mais em evidência depois que Yoshinori período determinado, aliado a uma redução calórica no restante do dia]
Ohsumi recebeu o Nobel de Medicina de 2016, em outubro traz benefícios para pessoas asmáticas acima do peso.”
passado. O cientista japonês fez descobertas importantes so- Para muitos médicos e nutricionistas, quando você come
bre os mecanismos de autofagia, processo no qual as células é hoje um fator tão importante quanto a quantidade e os alimen-
digerem partes de si mesmas,reciclando componentes danifi- tos que ingere para entrar em forma.Segundo a endocrinologista
cados ou envelhecidos. O jejum seria uma forma de estimular Cintia Cercato,presidente da Associação Brasileira para o Estudo
essa “faxina” do organismo. “Ele induz a autofagia, que é um da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso), nunca houve
mecanismo básico de sobrevivência da célula,no qual ela se ali- uma pesquisa conclusiva sobre o papel do intervalo de três horas
menta de suas próprias partes – como mitocôndrias,proteínas na perda de peso. “Não existe comprovadamente mais eficácia
e gorduras – para promover a limpeza de seu interior e elimi- no emagrecimento dos que optam por dividir as refeições em
nar aquilo que não está funcionando.Assim, ela tem sua vida seis porções diárias em relação aos indivíduos que fazem apenas
e eficiência prolongadas”, explica a bioquímica Soraya Smaili, duas ou três refeições”,afirma Cintia.“Uma coisa é certa: nossos
do laboratório de morte celular da Escola Paulista de Medicina ancestrais não se alimentavam a cada três horas.Abster-se de co-
e reitora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).Segun- mida e líquidos calóricos em janelas de horários é uma estratégia
do ela,estudos mostraram que a partir de seis horas de jejum já de grande valia”,acredita Rogério de Oliveira,nutricionista-chefe
é possível perceber esse processo sendo iniciado. da Clínica Guilherme Corradi,em São Paulo.
Por essas particularidades, o jejum é hoje um dos principais Para os defensores do jejum intermitente, a prática permite
focos em centros internacionais ligados à longevidade, como que o corpo tenha tempo suficiente para digerir a comida e eli-
o Longevity Institute,da Universidade do Sul da Califórnia.Por lá, minar as toxinas. “O jejum também ‘força’ o organismo a utili-
diversos estudos têm relacionado o jejum à melhora do sistema zar os estoques de gordura presentes no nosso corpo, processo
imunológico. Outro trabalho, realizado pela Universidade da metabólico conhecido como cetose.Além disso, essa estratégia
FOTO: THINKSTOCK

Califórnia e publicado no ano passado, mostrou que, num uni- auxilia na melhora dos níveis de triglicerídios,insulina e do perfil
verso de 2.400 mulheres diagnosticadas com câncer de mama em hormonal”, diz a nutricionista carioca Patricia Davidson Haiat.
estágio inicial,prolongar o jejum noturno por 13 horas ou mais “Com a insulina mais baixa por mais tempo,a perda de peso fica
diminuiu os riscos de retorno da doença – intervalos mais curtos mais fácil”,complementa Oliveira. (Continua na página 192)

VOGUE BRASIL 175


Jaqueta
customizável
da Topshop;
acima, patch
da Liberty.
À esquerda,
o Clover, novo
restaurante de
Jean-François
Piège

Maratona As quatro capitais internacionais da moda fervem


este mês com os desfiles de prêt-à-porter. Aqui,

FASHION uma curadoria de onde se hospedar e o que fazer


em Nova York, Paris, Londres e Milão POR ALLINE CURY

Produtos
da marca de
FOTOS: DIVULGAÇÃO

beauté Glossier.
À direita, obra de
Kenta Cobayashi,
em exposição no
Osservatorio
da Prada
viagem
GOURMET E COOL
Inaugurado no fim do ano passado,
o Clover Grill (6 Rue Bailleul, Paris 1,
tel.+33 (1) 4041-5959),novo restô do
estrelado chef Jean-François Piège,já
ganhou espaço cativo nas rodinhas
gourmet.Destaque para a geladeira de
carnes dry aged que expõe belas peças
de côte de boeuf.Last but not least,a carta
de bebidas foi desenvolvida pelo time
do Experimental Cocktail Club,bar de
coquetéis,que apostava em drinques
muito antes do assunto virar hype.

DEIXA BRILHAR DIVERSÃO


Christian Louboutin (19 Rue
Jean-Jacques Rousseau, Paris 1)
E ARTE
O centro Georges
acaba de lançar mais uma linha Pompidou celebra 40
de beauté irresistível.A coleção anos com uma série de
de esmaltes Loubichrom exposições tanto no museu
é composta por três miniesmaltes de arte contemporânea
(roxo,vermelho e amarelo) com quanto em 40 cidades
acabamento cintilante.Todos espalhadas pela França.
dignos de coleção! Destaque para a
retrospectiva do artista
americano CyTwombl
CyTwombly

PARIS
(1928-2011),a mais
completa de todos
os tempos,com
140 itens,entre
itens
pinturas,
desenhos e
fotografias.

A escultura de 1981
e a pintura Quattro
Stagioni: Primavera
(1993–95), de Cy
Twombly

ONDE FICAR
A poucos passos do Jardimrdim de Desde a inauguração do C’Juice
Luxemburgo e do Le Bon Marché, ((21 Rue du Dragon, Paris 6), bar de
o Le Six é a pedida para quem não sucos de Claire Co
Courtin-Clarins,
dispensa uma corridinha logo pela herdeira do grupo de beleza que leva
manhã e boas lojas a walking
lking distance. seu sobrenome, começaram a pipocar
Por ser um hotel-butique com outras butiques de bebidas detox por
Paris. Ou seja, até durante a fashion
cos quartos, o serviço
poucos
week ou uma visita comum de lazer
é impecávell e superpersonalizado. à cidade, não há como usar a
ite para ser mimada e peça
Aproveite desculpa da correria para comer
café da manhã no quarto sur mesure. fast-food. Outra boa opção é o novo
Diárias a partir de € 209. Juice it (8 Rue de la Vrillière, Paris 1),
www.hotel-le-six.com queridinho do time da Vogue Paris.

178 VOGUE BRASIL


ESCOVA UPGRADE NO
EM DIA NÉCESSAIRE
Para quem não dispensa A butique de beauté da top maquiadora
manter o cabelo sempre Charlotte Tilbury,queridinha de Mario
impecável,vale marcar Testino,Tom Ford e Kate Moss, é o novo
uma hora no Show endereço certo para comprinhas de
Dry (173 Westbourne maquiagem. Fique de olho nos kits
Grove, Notting Hill),salão prontos,que reúnem todos os produtos
da grife Show Beauty, para makes temáticas (chique,red carpet,
fundada em 2012 pela olhos esfumados e brilho natural).
herdeira inglesa Tamara Charlotte Tilbury: 11 James
Ecclestone.A ambiance Street, Covent Garden
do novo endereço faz jus
ao visual dos produtos
e ao estilo glamoroso
de sua criadora,além
de oferecer mimos
ONDE FICAR
Após uma reforma
como almoço vindo milionária no Ten Trinity
da vizinha Daylesford Square,edifício histórico
Organic,iPads e Uber do início dos anos 20
de cortesia. que abrigou a sede da
administração portuária
de Londres,o grupo Four

LONDRES Seasons abre as portas


de seu segundo hotel na
cidade.Além dos cem
quartos,o endereço tem
41 residências privées
decoradas pelo francês
Bruno Moinard (responsável
pela transformação do Plaza
Athénée,em Paris,em 2014).
A cereja do bolo fica por
conta do restô La Dame de
Pic,assinado pela estrelada
chef francesa Anne-Sophie
Pic.Diárias a partir de € 570

Quem é fã dos cafés e restôs The Ivy vai


adorar a novidade: o grupo acaba de
inaugurar mais um endereço,agora
na região cool de St John’s Wood.
A receita continua a mesma:
clima de café parisiense,com
mesinhas na calçada
e aquele je ne sais quoi
entre o descontraído
e o sofisticado, além

PARA CHAMAR DE SEU de cozinha britânica


revisitada. Do café da
Até o dia 28 deste mês,a Topshop oferece um corner manhã ao jantar,o all-day
de customização em sua flagship na Oxford Circus, menu inclui receitas leves
onde é possível bordar nomes ou iniciais (foto como carpaccio de atum
acima).Basta escolher o tipo de fonte,cor com abacate e o imperdível
e tamanho.A Liberty também entrou na onda roasted butternut squash,à base
as, nécessaires
e,agora,suas irresistíveis bolsas, de abóbora,grão-de-bico,queijo feta
e carteiras podem ser enfeitados com e molho harissa.Ivy Cafe: 120 St John’s
patches de letras ou desenhos superfofos. Wood High Street,tel.+44 (20) 3096-9444

VOGUE BRASIL 179


viagem
ONDE FICAR
Depois de uma reforma que custou US$ 250 milhões,
o The Knickerbocker (diárias a partir de US$ 300)
ganhou novas suítes que injetam glamour ao clima
turístico da Times Square – o hotel é o único cinco-
-estrelas da região.Vogue indica a Caruso Suite,que
faz referência ao famoso tenor italiano Enrico Caruso
e tem banheiro forrado com belas peças de mármore
italiano Breccia Capraia em tons de roxo e cinza.

BELEZA
AO VIVO
A marca de beauté Glossier,
desenvolvida pela blogueira Emily
Weiss,do blog Into the Gloss,
e que até agora podia ser
comprada apenas pela internet,
ganhou espaço físico: todos os
produtos podem ser testados em
um charmosa penthouse,todinha
uma
decorada em tons de rosa
e branco.Impossível sair de lá
sem uma sacolinha! Glossier:
123 Lafayette Street,
Little Italy

LISTA VIP
Mesa mais concorrida
NOVA YORK
de Nova York desde
a sua inauguração,
o restaurante pop-up
do clássico parisiense
Caviar Kaspia é
o endereço certo
para praticar people
watching. Para reservar
é preciso ser sócio ou
conhecer um membro
do clube e espaço de
co-working Spring
Place, em Tribeca.
Acione seus contatos!
www.springplace.com

SHOP IN SHOP Nova aposta de Keith McNally, restaurateur por


trás de endereços como Cherche Midi, Balthazar
Tom Dixon acaba de inaugurar espaço dentro da ABC e Morandi, o recém-inaugurado Augustine (123
Carpet & Home (888 Broadway). No endereço é possível
888 Broadway Nassau Street, Lower Manhattan, tel. +1 (212) 375-
encontrar as linhas completas do incensado 0010) já é talk of the town. Ele fica no The Beekman,
FOTOS: DIVULGAÇÃO

designer inglês, das famosas o mais novo hotel da rede Thompson, instalado
luminárias à recém-lançada em um dos primeiros arranha-céus de Nova York.
linha de taças e copos de cobre. Prove o whisky burger, um hambúrguer suculento
Upgrade instantâneo com queijo comté e cebola caramelizada, que vem
no bar de casa. acompanhado por um shot de uísque.

180 VOGUE BRASIL


ARTE EM FOCO Uma clássica floricultura
no burburinho de Brera
O recém-inaugurado Osservatorio,espaço dedicado transformada em restô
à fotografia comandado pela Fondazione Prada na charmoso.Esse é o Fioraio
tradicional Galleria Vittorio Emanuele II,apresenta Bianchi Caffè (Via
em sua estreia a exposição Give Me Yesterday.Com Montebello 7,tel.+39 (2) 2901-
curadoria de Francesco Zano,a mostra reúne 4390),destino certo para
o trabalho de 14 artistas internacionais e analisa almoço pós-compras ou
o uso da fotografia como diário pessoal,desde jantar regado a boas taças
o início dos anos 2000 até hoje.Osservatorio: de vinho.No menu estão
Galeria Vittorio Emanuele II. Até 12 de março clássicos italianos,mas vale
experimentar os pratos
com frutos do mar,sempre
fresquíssimos e com twist
sofisticado – Vogue indica
o tartare de atum com
salada de frutas cítricas.

ONDE FICAR
Se a ideia é uma estadia em estilo
home away from home,a pedida são os
apartamentos e casas selecionados
pelo Oasis,site de aluguel com
serviço de concierge presente em
mais de 20 cidades pelo mundo.
Destaque para destinos como
Buenos Aires e Rio de Janeiro,
que também contam com clubes
privés.Em Milão,uma equipe
cinco-estrelas recebe você em casa
e providencia todos os detalhes
temporad
necessários para curtir a temporada
sem preocupações.Diárias
Diárias a partir de
oasiscollections.com
€ 85.www.oasiscollections.com

MILÃO
POP-UP POP
A designer Paula Cademartori sempre inova durante
a temporada de moda.Nesta Milão Fashion Week,
pela primeira vez,sua grife,agora parte do grupo
EXPO SEXY
OnlyThe Brave,de Renzo Rosso,terá uma pop-up Depois de atualizar o closet
com peças novas e exclusivas.Paula transformou na incensada loja de Carla
bolsas clássicas e coloridíssimas Sozzani, a 10 Corso Como,
em modelos mais sóbrios confira a expo do fotógrafo
€ 790 e monocromáticos.Paula japonês Nobuyoshi Araki,
Cademartori: Galleria del que explora o universo
Toro.De 20 de fevereiro feminino por meio de
a 15 de abril imagens florais
e bonecas nuas.
10 Corso Como,
mo
mo,
Garibaldi
viagem

Pôr do sol
na Playa
Manzanillo
(à esquerda);
acima, Patricia
e Dani durante
passeio de tuk-
-tuk; à direita,
catedral de
Granada, do
século 16

TesouroTROPICAL
Banhada pelo Oceano Pacífico e pelo Mar do Caribe,
a Nicarágua é destino certo para amantes de surfe e belezas
naturais. A estilista Patricia Bonaldi descreve aqui como
foi desbravar o país da América Central

D
epois de um ano intenso, com O trajeto até o hotel é lindo, marcado por
muito trabalho, compromissos in- belas cordilheiras e lagos.
finitos e viagens profissionais por Ficamos hospedados no Meson Nadi 2,
todo o Brasil, o meu desejo para um hotel-butique supercharmoso e com ser-
o Réveillon era desacelerar. Já estava com viço impecável, localizado na Playa Santana,
tudo organizado para passar a virada em Los a 105 quilômetros da capital.O lugar de estilo
Angeles, quando minha amiga Dani Pizetta contemporâneo,a 20 metros da praia,mescla
me contou sobre sua viagem para a Nicará- a beleza da natureza nativa com uma cons-
FOTOS: DIVULGAÇÃO ILUSTRAÇÃO: CAMILA GRAY

gua.Fiquei encantada com a programação e, trução típica da América Latina – é perfeito


ao lado de Luiz, meu marido, decidimos nos para descansar, ler, apreciar a culinária local
juntar a Dani e Guto Otaviani nessa aventu- e recarregar as baterias.
ra. Era exatamente o que eu precisava, e co- Tivemos a oportunidade de ir a uma festa
mecei 2017 com as energias renovadas. típica nicaraguense, a convite do gerente do
No dia 26 de dezembro, embarcamos do hotel. Éramos os únicos estrangeiros, e foi
Aeroporto Internacional de Los Angeles uma experiência muito divertida – se tratava
rumo a Manágua, capital da Nicarágua. do aniversário de um local e passamos a noite
Logo que saímos do aeroporto, nos depara- toda dançando ao som de hits latinos, entre
mos com uma cidade de médio porte, pou- um gole e outro de drinques à base de tequila,
cos prédios e casas com estilo neoclássico. além de petiscos como empanadas e ceviche.
Andar de tuk-tuk,nosso meio de trans- praias, entre elas Santana e Rosada, é uma
porte oficial,foi uma aventura à parte.Com ótima pedida.Além de serviço de praia,tem
ele, fomos para a Playa de Popoyo, famosa um restaurante com especialidades regio-
por suas grandes ondas e,portanto,um pa- nais, produzidas com ingredientes orgâni-
raíso para surfistas.No topo da montanha, cos da própria horta do hotel.
visitamos o hotel Magnific Rock, que tem Já o Mukul 3, na Playa Manzanillo, é
vista de tirar o fôlego e restaurante delicio- muito especial. Além do visual de tirar
so. Ao nos depararmos com a espetacular o fôlego, o resort está instalado entre uma
imagem do sol refletindo nas águas crista- floresta e uma praia privée, e a decoração
linas do Oceano Pacífico tivemos a certeza é composta apenas por peças de artistas lo-
de que passaríamos a virada do ano por lá cais. Destaque para o belo e imenso lustre
mesmo. Não à toa, o Magnific Rock virou no lobby do hotel, que foi feito a partir de
o nosso point da viagem. Todos os dias ía- árvores que caíram durante furacões. Para
mos até lá tomar café da manhã. Eu pedia quem gosta de golfe,o hotel tem um cam-
sempre a mesma coisa: uma omelete com po com 18 buracos para praticar o esporte.
verduras e um delicioso smoothie de man- Outro local que vale a visita é a cidade
ga,abacaxi e maracujá. de Granada 1,a 43 quilômetros de Manágua.
Além do Magnific Rock, durante nossa Com herança colonial muito presente em
semana na Nicarágua, aproveitamos a in- sua arquitetura, é uma delícia flanar pelas
fraestrutura dos hotéis à beira-mar.O resort ruazinhas da cidade. Vale tomar um café
Rancho Santana, que se estende por cinco preguiçoso no Espressionista. Para com-
Prédio do
século 19
“Foi mágico visitar o VULCÃO Masaya, um dos abriga estação
de trem em
únicos do mundo onde é possível ver a lava” Granada
(acima);
à direita,
a estilista no
A palha e a madeira dão toque jardim
tropical ao hotel Meson Nadi; para do hotel
um petisco pós-praia, prove o lombo Meson Nadi
de porco recheado com vegetais
prar charutos, a dica é a butique Momba-
cho Cigars, com seleção bem diversificada
de cigarros locais. No entanto, o ponto alto
da viagem,e uma das experiências mais in-
críveis da minha vida,foi a visita ao vulcão
na cidade de Masaya. Lá pudemos ver de
perto o poder e a força de um vulcão ativo.
O Masaya é um dos únicos no mundo onde
é possível ver a lava.É mágico!
O visual da Nicarágua é surpreendente,
e a energia das pessoas, contagiante. Tanto
que nem ligamos quando os fogos da virada
começaram dez minutos antes do previsto.
Tudo era motivo de alegria, e isso não foi
diferente. Como disse Dani, minha grande
parceira de aventuras,enquanto fazíamos o
balanço da nossaviagem,“nem tudo precisa
estar no tempo certo para sermos felizes”.

Sob tendas
e coqueiros,
camas de
praia do
hotel Mukul
oferecem
refresco ao
sol sempre
intenso; e
coquetéis à
base de frutas
fazem sucesso
à beira-mar

VOGUE BRASIL 183


design
SIMPLES TELA
ASSIM R$ 1.690 QUENTE
O designer carioca A carioca Alice Quaresma
Eurico Hu
Humano
mano explora o Rio nas séries Ninho
promove o uso e Fora do Lugar (ao lado).
não convencional Através de marcas e linhas
de materiais, geométricas inspiradas pelo
transformando movimento neoconcreto,
cordas em arte, a artista plástica desconstrói
vide as luminárias suas fotografias de forma lúdica
pendentes da e fun. www.alicequaresma.com
Acorda Eurico
série Acorda. rico
Humano: Rua
Almirante Alexandrino,
2.810, Santa Teresa,
Tere
Te sa, RJ
resa,
EM FAMÍLIA
Primo mais jovem
e discípulo de Sergio
Rodrigues
drigues (1927-2014), o carioca Fernando
rnando
Mendes
ndes estudou e aprendeu marcenaria
durante os sete anos em que trabalhou ao lado
do ícone do design brasileiro. Ho
Hoje,
je, com 14
anos de experiência, ele fabrica móveis de
autoria própria além de peças clássicas
clássica
R$ 2.650 de Sergio como a bela e icônica
cada
POR ANA STRUMPF ringa (1993). Arquiv
mesa Coringa Arquivo
Contemporâneo: Rua
R$ 5.219
Redentor, 147, Ipanema,
anema, RJ

DANÇA
DANÇA DAS CADEIRAS onhas
Fronhas
A butique carioca Via Manzoni reúne arte, a partir de
R$ 170
arquitetura e design em um só ambiente.
Destaque para Humberto da Mata, que se
materiais inusitados,
dedica à pesquisa de ma
desenvolvendo peças em pequena escala
desen
locais, como o banco Trama Wood
e com fabricantes locais
esq.), trançado e costurado manualmente com
(à esq.)
maciço.
tiras de linho e estrutura de freijó maciç
Viaa Manzoni:
Vi Manzoni Rua Barão de Jaguaripe, 37, Ipanema, RJ

Apresentada
Apres
Apr entada na Tr
1951, a poltrona 720 0 La
Triennale
Lady
iennale di Milano em
dy do designer italiano
BONS
Marco Zanuso (1916-2001) fo foii re
reed
editada
editada
reeditada SONHOS
Depois de uma temporada em
la Cassina e agora ganha tecido p&b
pela p&
p&
&bb Nova York, a carioca Gabriela
drez que dá charme rústico ao décor. Para
xadrez Para Plater sentiu falta de roupas de
shionistas, o mesmo modelo pode
fashionistas, pode ser cama para seu filho no Brasil.
encomendado com A Maré surgiu também da
inspiração do trabalho da mãe,
tecidos assinados Anusha, que há 16 anos tem
tilista
pelo estilista
FOTOS: DIVULGAÇÃO

o Fina Flor, ateliê especializado


Raff Simons.
Simons em vestir a casa. Na Maré,
Montenapoleone: Alameda a designer faz pijamas e lençóis
Gabriel Monteiro da Silva, infantis com prints lúdicos
1.572,Jardim
Jardim América,SP
América,a,SP e criativos. www.m-a-r-e.com
A partir de
R$ 24.600
24 00
184 VOGUE BRASIL
5-6 APRIL 2017, MUSCAT, OMAN
SHANGRI-LA BARR AL JISSAH RESORT & SPA

Navigating the New Silk Routes


THE PREMIER EVENT FOR THE SPEAKERS INCLUDE:
FASHION AND LUXURY INDUSTRY
Join Suzy Menkes and 500 of the international luxury
and fashion industry’s top creative and business names
for two days of learning, networking, inspiration and
Alber Elbaz Pierre Denis Giambattista Valli
discussion about the topics that are reshaping business. CEO, Jimmy Choo

TOPICS TO BE DISCUSSED INCLUDE:


HOW CAN LUXURY GOODS COMPANIES
REIGNITE CONSUMER DESIRE? Noor Fares Elie Saab David Crickmore
CEO, Amouage
ARE FRAGRANCES AND ACCESSORIES STILL
THE ENGINE OF GROWTH?
WHAT IS THE NEW DYNAMIC IN THE RELATIONSHIP
BETWEEN DESIGNERS AND BRANDS?
WHERE ARE THE NEXT LUXURY RETAIL HOTSPOTS? Caterina Occhio Frédéric Malle Amal Al Raisi
Founder, See Me Perfume Publisher
HOW IS TECHNOLOGY CONTINUING TO
RESHAPE LUXURY?
CO-LEAD PARTNERS: WWW.CNILUXURY.COM

+44 20 7152 3472


EVENT SPONSORS: Lapo Elkann Philippa Malmgren Raffaello Napoleone
Chairman and Founder, Author CEO, Pitti Immagine,
@CNILUXURY Italia Independent Group Chairman, YOOX
and Garage Italia Customs NET-A-PORTER GROUP
design
FELLICIA
Criada em 2011,
a marca comercializa
design contemporâneo
produzido com técnicas
artesanais. Destaque
para a luminária com
cúpula de fibra natural
de dendê e base de
madeira de ipê (foto),
uma colaboração entre
R$ 10.900 Kelley White e o talentoso
marceneiro Paulo
Alves. Fellicia: Avenida
Engenheiro Luís Carlos
R$ 6.300
Berrini, 105, Itaim, SP

HELOISA CROCCO
A artista acompanhou o cotidiano de tribos
indígenas na Amazônia, e o resultado dessa vivência
foi
fo uma série de belos objetos de parede, batizada
de Série Nativa. Feita à mão com materiais como
madeira, piaçava e sementes, cada peça é única
e injeta brasilidade ao décor instantaneamente.
Dpot Objeto: Alameda Gabriel Monteiro da Silva,
1.250, Jardim Paulistano, SP

Marcelo

Vai,
Rosenbaum
Entusiasta da cultura popular
brasileira, o designer já
desenvolveu linhas que
homenageiam a Feira de

BRASIL
Caruaru (uma das maiores do
mundo, que acontece há mais
de 200 anos em Pernambuco),
a tribo indígena Yawanawá, no
Acre, e, em parceria com a marca
de móveis baiana Tidelli, criou
a coleção Painho. Vogue ama
a poltrona forrada com cordas
náuticas coloridas, inspirada Nossa cultura popular é fonte de inspiração para
nas cadeiras dos fazendeiros móveis e objetos de decoração que são purpuro
de cacau da Bahia (foto acima).
Tidelli: Avenida Pedroso
droso de desejo, criados por talentos de diferentes gerações
Moraes, 1.684, Pinheiros,
nheiros, SP POR ALLINE CURY
R$ 5.390

R$ 6.000 cada

Rodrigo Almeida
Mesclando elementos tipicamente brasileiros,
indígenas e afro, o designer paulista, do projeto
Design Armorial, criou uma linha de luminárias feitas
a partir de fibras naturais como vime, bambu, buriti e
FOTOS: DIVULGAÇÃO

algodão (foto à esquerda). A coleção foi desenvolvida


especialmente para a Galerie Patricia Dorfmann,
em Paris, mas Rodrigo cria também peças sob
encomenda. Os pedidos podem ser feitos diretamente
em seu site: www.studiorodrigoalmeida.com

186 VOGUE BRASIL


SÉRGIO
J. MATOS
Inspirado pelos elementos
da Feira Central de Campina
Grande, na Paraíba, o designer
mato-grossense criou o balanço
Bodocongó (foto abaixo). Feita a
partir de colheres de pau unidas
por cordas, a peça foi destaque
no Salão Internacional do Móvel

Rodrigo de Milão, em 2015. À venda no


site boobam.com.br R$ 929

Ambrósio R$ 7.000 Maurício


Arruda
À frente do Design Armorial
(projeto que valoriza produtos
de origem nordestina e que Coloridas sacolas de feira
tem participação de Rodrigo foram o ponto de partida
Almeida, Zanini de Zanine para a criação da luminária
e Sérgio Matos), o jovem e Tereza, assinada pelo designer
premiado designer alagoano cria paranaense (foto acima). Já
móveis funcionais e irreverentes. a estrutura da peça é feita de
Destaque para o banco Gonzaga aço dobrável e originalmente
(foto acima), da coleção Feira usada por pescadores como
Livre, feito de pínus, jatobá, viveiro. Galeria Nacional:
madeira mista e corda de náilon. Rua Mateus Grou, 540,
www.rodrigoambrosio.com Pinheiros, SP

ESTÚDIO
CAMPANA
Orgulho nacional, os irmãos Humberto e Fernando
rnando R$ 4.900
Campana são experts em transformar cultura popular
brasileira em arte. Desde 2002, a dupla cria edições
limitadas em parceria com ONGs de todo o País. ís. Entre as
peças-desejo está a cadeira Paraíba (foto abaixo), feita
a partir de bonecas de pano fabricadas em uma cidadezinha
paraibana chamada Esperança. Firma Casa: Alameda
Gabriel Monteiro da Silva, 1.487, Jardim Paulistano,
ulistano, SP

R$ 1.875

CAROL
CAROL
RO
GAY Voss/Jahara
Com o desejo de valorizar
Inspirada pela cultura a palha, material natural usado
nordestina e, em especial, nos trópicos desde sempre,
pela estética do cangaço, Brunno Jahara e Ana Voss
a designer criou a luminária desenvolveram a coleção
Gonzaguinha (foto acima), Paleae Brasilis. São luminárias
Pa
que é uma homenagem (foto acima), chapéus, bolsas
ao músico Luiz Gonzaga. e cestos adornados por
Feito de couro e madeira de estruturas leves de latão, que
jequitibá, o modelo ganhou dão toque rústico e ao mesmo
edição limitadíssima (são tempo chique ao ambiente.
apenas sete). Casa Mix: Rua Poeira:
Po Rua Cristiano Viana,
135, 65, Setor Marista, GO 114, Pinheiros, SP

VOGUE BRASIL 187


gastronomia

M
inha vida não é um camembert
dividido em fatias: uma da fa-
mília, outra do trabalho, uma
terceira dos amigos.Tudo acon-
tece ao mesmo tempo”, filosofa Olivier
Anquier, ex-modelo, padeiro, chef, dono
de restaurantes e apresentador de TV, que
é também grande incentivador do turismo
brasileiro e, mais ainda, do centro de São
Paulo. Não poderia haver melhor definição
para seu lifestyle.No dia desta entrevista, na
primeira semana de 2017,com a cidade ain-
da vazia, Olivia, a caçula de seus três filhos,
completava 7 dias de vida. Mas Olivier já
estava a todo vapor dando atenção ao traba-
lho,à família,a todo seu universo particular.
A temporada do programa Diário do Oli-
vier pela França, no GNT, acabara de estrear,
ele havia passado um tempo na Austrália
gravando e se preparava para uma nova
série na Rússia. Chegou ao Esther Rooftop,
um dos seus restôs, inaugurado em agosto
passado no centro de São Paulo, e cumpri-
mentou cada cliente e cada funcionário
antes de se sentar para a nossa conversa.
Antes,já tinha passado para fazer o mesmo
nos dois endereços do L’Entrecôte d’Olivier,
no Itaim e nos Jardins.Um hábito que ficou
famoso. Fãs de todo o Brasil visitam seus
estabelecimentos para provar sua comida
e ter a chance desse aperto de mão. Olivier
se preparava também para abrir, em pou-
cas semanas,uma nova padaria,mais de 20
anos depois de ter criado sua primeira buti-
que de pães na cidade – desta vez,com uma
proposta completamente diferente.
O Mundo Pão do Olivier ocupará o tér-
reo do Edifício Esther,na Rua Sete de Abril.
“Todos os dias passam em frente ao prédio
1,2 milhão de pessoas e, portanto, devo ser
condizente com isso”, diz. Esqueça a Pain
de France, primeira padaria que Olivier
comandou em 1995, ou o elegante salão de
chá que teve no Edifício Paquita, nos anos
2000, ambos em Higienópolis. “A nova pa-
Olivier na daria tem um conceito diferente do que
cozinha de sua a gente conhece por aqui,porque se não for
casa, no centro inovador, não me interessa”, diz.
de São Paulo Radicado no Brasil desde 1979,Olivier tem

ELE É um pão
o gosto pela área no DNA.Depois de trabalhar
mais de dez anos como modelo,decidiu levar
adiante a vocação da família (sua mãe tam-
bém tem uma padaria na Austrália) e criou
seu primeiro restaurante, em Jericoacoara,
no fim dos anos 80.No início da década de 90,
inaugurou outro endereço, em Florianópolis,
No comando de três restaurantes, Olivier Anquier faz seu retorno com a cozinha aberta no meio do salão.Hoje,
triunfal à vida de boulanger com a inauguração de uma padaria não é novidade, mas, na época, a ideia era
no centro de São Paulo POR ALESSANDRA BLANCO FOTO DECO CURY considerada uma inovação. Em 1995, Olivier

188 VOGUE BRASIL


se mudou para São Paulo, abriu a Pain de
France e conquistou os paulistanos com
seu croissant. Passou também a fornecer
pães para o Grupo Pão de Açúcar. E, em
2003,abriu a Anquier.“Já morava no Edifí-
cio Paquita e, quando soube que um imó-
vel no térreo estava vago, imediatamente
FOTOS (PÃES): BRUNO GERALDI ASSISTENTE DE FOTOGRAFIA (DECO CURY): TAÍS MEDRI SET DESIGNER: TISSY BRAUEN BELEZA: MARI KATO

o negociei. Mas logo depois da abertura,


tive problemas com os moradores e, em
2005,desisti desse negócio e fechei as por-
tas”, lembra. “Fiquei magoado. Mas nunca Algumas das
deixei de fazer pães, fornecia para vários criações de Olivier
lugares. Mas decidi que nunca mais teria para a sua
uma padaria.Isso até agora.” O Mundo Pão
Anquier também deixou Higienópo-
lis e foi morar no Esther, passou algum
tempo ali e se mudou para o outro lado
da Praça da República. Gastou mais de “Sou muito ativo. Não faço academia, porque
seis anos convencendo a administração
do Esther a fazer no rooftop um restau-
não paro. Isso vem da minha educação. Sou
rante.Nesse meio tempo,inaugurou dois o primeiro filho, que veio por um erro. Dos 6 aos
L’Entrecôte d’Olivier, onde recebe todos
os meses 6.000 pessoas atrás de seu bife
15 anos, vivi em colégios internos pela França”
com batata frita.
O Mundo Pão vai ter pão de fermen- através de uma janela aberta para a rua, via veio num novo momento. É como se
tação longa, mas que não tem nada a ver para que não seja necessário nem entrar estivesse no apogeu da minha vida,estou
com o sourdough que virou moda na ci- para pedir,se a pressa for tamanha. rejuvenescendo e vou viver com ela o que
dade.Anquier o batizou de P72,pois deixa “Sou um criador, um artesão e é isso sempre quis ter com um filho.”
a massa fermentar por 72 horas. Da base, que me interessa”, diz. Assim como afir- O segredo de toda essa vitalidade, diz,
serão feitos oito tipos diferentes, de azei- ma que ser padeiro é a espinha dorsal de é saber valorizar seu tempo. “Tem muita
tona a escarola com queijo.Seus famosos seu trabalho. “Sempre fui padeiro e nun- gente que se cansa fazendo uma coisa só.
croissants também estarão no menu. ca deixei de produzir pães, nem um dia. Sou muito ativo. Não faço academia, por-
O conceito do lugar surpreende.Não há Sempre fui pai e agora, aos 57 anos, sou que não paro. Gosto de trabalhar, de via-
serviço: as pessoas têm os pães disponí- pai novamente. Tenho uma filha, Julia, jar,de andar de moto.Isso vem da minha
veis para escolher, pesar e pagar. “A ideia de 23 anos,cineasta; e Hugo,de 19,que es- educação. Sou o primeiro filho, que veio
é oferecer uma gama de produtos para tuda game design em Seattle [ambos com por um erro. Dos 6 aos 15 anos, vivi em
todos os bolsos. Não posso estar no centro a atriz Débora Bloch].” Agora nasceu Oli- colégios internos pela França.Os jesuítas
e cobrar preços altíssimos”, explica. A pa- via, do casamento com a também atriz me ensinaram a baixar a bola e me colo-
daria,com inauguração prevista para este Adriana Alves. Eles estão juntos desde car sempre na mesma altura de qualquer
mês, terá também sanduíches vendidos 2010.“Sou um pai diferente.Porque a Oli- outra pessoa.Sobrevivência é meu lema.”

mão na massa
As melhores padarias artesanais no circuito SP-RJ

TOAST THE SLOW


PÃO Flávia Maculan SPA PANE BAKERY
Uma das pioneiras em pães O lugar tem boa variedade
é adepta do estilo É uma das
artesanais em São Paulo, de pães sourdough. Não
de pães sourdough micropadarias
serve um brunch delicioso deixe de provar a ciabatta
da Tartine Bakery, artesanais mais
nos fins de semana. Rua e o pain d’épice. Avenida
famosa padaria comentadas. Seus
Domingos Leme, 284, Vila Epitácio Pessoa, 3.666,
de São Francisco, pães demoram 30
Nova Conceição, SP Lagoa, RJ
nos EUA, com horas para fermentar
fermentação longa, de IZABELA TAVARES e são feitos com
até três dias, e grande Iza também faz pães farinhas 100%
hidratação. A padeira artesanais de longa naturais e com grande
só trabalha com fermentação. Encomendas hidratação do moinho
produtos orgânicos. são feitas por e-mail, mas Agugiaro & Figna
As focaccias a produção é limitada. desde 1831. Rua São
são divinas. Experimente os brioches. João Batista, 93,
www.toast.fm izaqueropao@gmail.com Botafogo, RJ
V
PROMOVOGUE

FRANCESCA LOMBARDI E CRISTINA PESSOA

ALLINE CURY, DANIELA FALCÃO,


DONATA MEIRELLES E SINESIA KAROL

Trancoso

CADA UM NO
seu quadrado
Para lançar sua coleção de
DARLEI BITTENCOURT
beachwear inspirada
spirada no festival E IPE ARANHA
Coachella, Sinesia Karol organizou
coquetel seguido de jantar
TATYANA ARRUDA, RAPHA dançante, que fez Trancoso ferver.
MENDONÇA E MORGANA ARRUDA
No início da noite, os fashionistas
se aglomeraram na butique da
estilista capixaba radicada em
Boston para conferir e garimpar
em primeira mão as peças as que
chegam às lojas internacionais
apenas em abril. De lá, os
convidados seguiram para
o restaurante Jacaré,
caré, onde
foram surpreendidos por JULIANA MARTINS
uma atração
ração especial: Elba
Ramalho comandou pocket
FOTOS: DIVULGAÇÃO/FRED PONTES PRODUÇÃO: MANNU CARVALHO

show animadíssimo − e não GEORGINA BRANDOLINI


deixou ninguém parado. E SINESIA KAROL
FRANCIS PETRUCCI E MARIANA LASKANI

ROGERIO SALADINO, MANNU CARVALHO, ANA


KOKA PIRAN E EMAR BATALHA JACIMAR SILVA E GIOVANNI FRASSON CAROLINA DA CUNHA GUEDES E CRIS PROENÇA

190 VOGUE BRASIL


A PREMIAÇÃO DAS
MULHERES INSPIRADORAS QUE
BRILHARAM EM 2016
Na terceira edição do prêmio, a gente elege os talentos da
nova geração que ainda vão dar muito o que falar em categorias
como Youtuber, “A” Atriz, Designer de Moda e Gente que Faz.
#GERAÇÃOGLAMOUR

Não deixe de votar no guapo do ano!


REVISTAGLAMOUR.GLOBO.COM

patrocínio:
serviço
ENDEREÇOS
O PODER
DO JEJUM MODA
A Figurinista, tel. (11) 2155-0968, SP. A. Niemeyer,
(Continuação da página 174) tel. (11) 3034-4411, SP. Alexandre Birman, tel.
Ainda não há um consenso sobre o (11) 3198-9383, SP. Alexandre Pavão, www.
número de horas e a frequência com que alexandrepavao.com. Altuzarra, www.altuzarra.
o jejum deve ser praticado para surtir efei- com. Amapô, tel. (11) 3222-3776, SP. Arezzo, tel.
to sobre o corpo. Hoje,o mais comum nas (11) 3081-4929, SP. Assouline, www.assouline.com.
pesquisas e nos consultórios é um perío- Aurélie Bidermann, www.aureliebidermann.
do de até 16 horas duas vezes por semana. com. Blikis African, www.blikisafricanfabrics.
Indiscutivelmente, precisa ser indicado e com. Bottega Veneta, tel. (11) 5904-6670, SP.
monitorado por um especialista da área Brechó Minha Avó Tinha, tel. (11) 3865-1759,
médica, acompanhado de boa hidratação SP. Bulgari, tel. (11) 3152-6446, SP. Burberry,

LAS HERMANAS
e não deve ser praticado por grávidas,pes- tel. (11) 3152-6555, SP. Cartier, tel. (11) 3030-
soas com hiperinsulinemia, hipoglice- 0930, SP. Casa Juisi, tel. (11) 3063-5766, SP.
(Continuação da página 168) mia e histórico de distúrbios alimentares. Cecilia Neves, tel. (11) 3051-2094, SP. Céline,
“Lucia tinha acabado de chegar ao Bra- “A privação muito longa de nutrien- www.celine.com. Chanel, tel. (11) 3198-9327, SP.
sil quando a conheci,e nossa afinidade foi tes pode trazer danos ao organismo Charlotte Olympia, www.charlotteolympia.com.
imediata.Além de um estilo sempre muito e à saúde”,alerta o endocrinologista Fabiano Cine 732, shop.cine732.com.br. Cosmopolitan,
pessoal e à vontade,as três irmãs compar- Serfaty. “É fundamental ter sempre um tel. (11) 3062-4069, SP. Cris Barros, tel. (11)
tilham o olhar afiado para criação e estéti- acompanhamento profissional para que 3031-0444, SP. Daniela Norinder, tel. (11)
ca”, diz Cris Barros, que veste o trio nestas não ocorra catabolismo muscular ou até 98260-6060, SP. De Goeye, Rua Galeno de
páginas.“Quem não tem lembranças como hipoglicemia,colocando a saúde em risco”, Revoredo, 62, SP. Delvaux, www.delvaux.com.
os bibelôs chineses da cristaleira da avó, a frisaRogériodeOliveira.ParaCintiaCercato, Dior, tel. (11) 3750-4400, SP. Dolce & Gabbana,
professora excêntrica de piano, o sofá de apesardetodososindíciospositivosemrela- tel. (11) 3152-6230, SP. Donna Brasil, www.
veludo da casa da tia no qual era proibido çãoàlongevidade,“nocasodaobesidade,não donnabrasil.com.br. Eleonora Hsiung, tel. (62)
sentar ou o papel de parede do quarto? Mi- podemos jamais falar que ele é a salvação ou 3942-8400, GO. Elisa Stecca, tel. (11) 3085-
nha ideia era criar peças que remetessem a algo do tipo”. 7514, SP. eÓtica, www.eotica.com.br. Fendi, tel.
essas recordações,e passassem a sensação A ideia de banir lanches intermediários (11) 4873-5592, SP. Fern Fans, www.fernfans.
de que aquela roupa pode te transportar já está em prática em spas médicos por aqui, com. Forum, tel. (11) 3085-6269, SP. Gla, www.
para outro lugar, outro tempo”, diz a esti- como o Rituaali, em Penedo,na região ser- glaacessorios.com. Graciella Starling, tel. (11)
lista,que traduziu tais lembranças em ma- rana do Rio.Inaugurado há um ano,o cen- 2769-6930, SP. Gucci, tel. (11) 3759-8090, SP.
térias-primas,estampas e decorativismos. tro de bem-estar segue a alimentação vital, Hector Albertazzi, tel. (11) 3152-6228, SP. Helo
É no refúgio na Patagônia que o trio co- pilar da medicina de estilo de vida,que tem Rocha, tel. (11) 3085-4476, SP. Hope, tel. (11)
leciona as mais doces e simples memórias comoprincipalmentoroamericanoEdward 3062-8757, SP. Inés Figaredo, www.inesfigaredo.
afetivas como as que permeiam a coleção de Philips, fundador e diretor do Institute of com. Intimissimi, tel. (11) 3812-6890, SP. Isolda,
Cris.Era ali que as irmãs colhiam morangos Lifestyle Medicine (ILM),da Universidade tel. (11) 3062-9559, SP. J.W. Anderson, j-w-
silvestres quando crianças e que passavam Harvard. “Está provado que respeitar a di- anderson.com. Jimmy Choo, tel. (11) 3552-2052, SP.
as férias deverão pescando.“Minha mãe ou- gestão completa dos alimentos melhora o Juliana Manzini, Rua Assis Brasil, 75, tel. (11) 5542-
tro dia encontrou uma foto em que apareço metabolismo,diminuindo inclusive a gor- 6935, SP. Just Kids, Shopping JK Iguatemi. Cartel
com o primeiro peixe que pesquei: tinha dura no sangue,que detona muitas doenças 011, tel. (11) 3152-6035, SP. Lo Burgard, tel. (11)
3 anos, e ele pesava três quilos”, diverte-se cardíacas”,explica o médico Luiz Fernando 98263-0600, SP. Loewe, www.loewe.com. Marc
Catalina, que trabalha ao lado da mãe na Stella,que dirige o Rituaali.Por lá,o progra- Jacobs, www.marcjacobs.com. Marcio Krakhecke,
Mai 10 Luxury Travel, agência de turismo ma inclui três refeições diárias (do café da tel. (11) 96643-1964, SP. Marco Apollonio, www.
expert em organizar luxuosos roteiros pela manhã com pães e sucos a um jantar frugal, ateliermarcoapollonio.blogspot.com.br. Masqué,
América do Sul. Acostumadas a compar- à base de sopa ou salada) e atividades físicas. www.masque.com.br. Miu Miu, tel. (11) 5525-6370,
tilhar o guarda-roupa desde a infância, as O jejum de 16 horas tem sido indicado in- SP. Mixed, tel. (11) 3032-7286, SP. Modem, tel. (11)
três sempre se divertem na hora de sevestir. clusive no combate ao jet lag.Estudos de um 3812-9242, SP. Morena Rosa, tel. (11) 4935-2311,
“Para o casamento de Catu, em novembro grupo de médicos do Beth Israel Deaconess SP. Oliver Goldsmith, www.olivergoldsmith.com.
passado, cada uma desfilou antes os looks Medical Center, hospital da Universidade OQVestir, www.oqvestir.com.br. Osklen, tel. (11)
que planejava usar durante as celebrações Harvard,em Boston,concluiu que essa é a 3083-7977, SP. Paola Vilas, contato@paolavilas.
e todas as outras palpitando”, conta Lucia. melhor arma para ajustar o relógio biológico com. Paula Mendoza, www.paulamendoza.com.
Em comum,as irmãs Sanchez Barrenechea a um novo fuso horário,nas viagens longas Percossi Papi, www.percossipapistore.com. Peter
tambémcompartilhamapersonalidadefor- deavião.“Elefavoreceoritmocircadiano,res- Pilotto, www.peterpilotto.com. PP Acessórios,
te,herança da mãe,que,enquanto esbanja ponsávelpelaregularizaçãodaproduçãoideal tel. (11) 2667-8840, SP. Prada, tel. (11) 3552-1030,
simpatia,controla com delicadeza todos os dehormônios”,explicaFilippoPedrinola,en- SP. Ralph Lauren, tel. (11) 3198-9470, SP. Regina
detalhes ao seu redor. “Ainda que brinca- docrinologistae membro da Abeso. Depois Dabdab, tel. (11) 3214-2394, SP. Rober Dognani,
lhonas,somos todas muito independentes desseperíododejejum,aalimentaçãoéreto- tel. (11) 3081-7911, SP. Roberto Cavalli, tel. (11)
e aventureiras.Levamos no sangue o desejo mada o mais próximo possível dos horários 3088-7657, SP. Roger Vivier, www.rogervivier.
e o desafio de nos encontrar”,resume Lucia. das refeições do local de chegada. com. Safilo, www.safilo.com. Saint Laurent,

192 VOGUE BRASIL


tel. (11) 3030-5670, SP. Salvatore Ferragamo,
tel. (11) 3758-4791, SP. Schutz, tel. (11) 4508-1499,
SP. Silvia Furmanovich, tel. (11) 3152-6200, SP. Uma publicação das EDIÇÕES GLOBO CONDÉ NAST S.A.
Av. Nove de Julho, 5.229, São Paulo, SP
SouQ, Shopping JK Iguatemi, tel. (11) 3777-7466, SP.
Sunglass Hut, tel. (11) 3078-8637, SP. Swarovski, Publicada nos Estados Unidos por THE CONDÉ NAST PUBLICATIONS INC.
tel. (11) 3816-7111, SP. Talento, tel. (11) 3081-9000, Chairman Emeritus S. I. NEWHOUSE, JR.
Chairman CHARLES H. TOWNSEND
SP. Tanara, www.tanarabrasil.com.br. Tiffany & Presidente e Chief Executive Officer ROBERT A. SAUERBERG, JR.
Co., tel. (11) 3815-7000, SP. Triya, tel. (11) 3032- Diretora Artística ANNA WINTOUR
7133, SP. Twenty Four Seven, www.twentyfour7.
Publicada nos outros países por CONDÉ NAST INTERNATIONAL LTD.
com. Valdez, www.valdezpanamahats.com. Chairman e Chief Executive JONATHAN NEWHOUSE
Valentino, tel. (11) 3274-6090, SP. Venyx, www. Presidente NICHOLAS COLERIDGE
Vice-Presidentes GIAMPAOLO GRANDI, JAMES WOOLHOUSE, MORITZ VON LAFFERT, ELIZABETH SCHIMEL
venyxworld.com. Versace, tel. (11) 3812-9161, SP. Chief Digital Officer WOLFGANG BLAU
Visionari, tel. (11) 3097-8052, SP. Vitor Zerbinato, Presidente Ásia-Pacífico JAMES WOOLHOUSE
Presidente de Novos Mercados e Diretora Editorial de Desenvolvimento de Marca KARINA DOBROTVORSKAYA
tel. (11) 4722-5344, SP. Vitorino Campos, tel. (11) Diretor de Planejamento JASON MILES
3152-6035, SP. Wolford, tel. (11) 3032-5800, SP. Diretor de Aquisições e Investimentos MORITZ VON LAFFERT
GLOBAL
NO RIO DE JANEIRO Presidente, Condé Nast E-commerce FRANCK ZAYAN
Diretor Executivo, Condé Nast Global Development JAMIE BILL
Arezzo, Rua Visconde de Pirajá, 295, tel. 2521-
4737. Bohö Ourivesaria, Rua Dias Ferreira, 64, O GRUPO CONDÉ NAST DE REVISTAS INCLUI
tel. 3576-1370. Cris Barros, Rio Design Leblon, tel. Estados Unidos
Vogue, Vanity Fair, Glamour, Brides, Self, GQ, GQ Style, The New Yorker, Condé Nast Traveler, Details, Allure,
2512-5072. Dior, Village Mall, tel. 3252-2763. Dolce Architectural Digest, Bon Appétit, Epicurious, Wired, W, Golf Digest, Teen Vogue, Ars Technica,
& Gabbana, Shopping Leblon, tel. 2294-0219. Isla, Condé Nast Entertainment, The Scene, Pitchfork
Inglaterra
Shopping da Gávea, tel. 2146-7936. Prada, Village Vogue, House & Garden, Brides, Tatler, The World of Interiors, GQ, Vanity Fair, Condé Nast Traveller, Glamour,
Mall, tel. 3252-2640. Swarovski, Shopping Leblon, Condé Nast Johansens, GQ Style, Love, Wired, Condé Nast College of Fashion & Design, Ars Technica
tel. 2230-0109. Tiffany & Co., Village Mall, tel. França
Vogue, Vogue Hommes International, AD, Glamour, Vogue Collections, GQ, AD Collector, Vanity Fair,
3252-2503. Valentino, Village Mall, tel. 3252-2526. Vogue Travel in France, GQ Le Manuel du Style, Glamour Style
Itália
Vogue, L’Uomo Vogue, Vogue Bambini, Glamour, Vogue Gioiello, Vogue Sposa, AD, Condé Nast Traveller,

BELEZA GQ, Vanity Fair, Wired, Vogue Accessory, La Cucina Italiana, CNLive
Alemanha
Vogue, GQ, AD, Glamour, GQ Style, Myself, Wired
Artdeco, SAC 0800 729 9070. Benefit, Espanha
www.sephora.com.br, SAC 0800 170 506. Vogue, GQ, Vogue Novias, Vogue Niños, Condé Nast Traveler, Vogue Colecciones, Vogue Belleza,
Glamour, AD, Vanity Fair
Chanel, Shopping Iguatemi, SAC 0800 014 3090, Japão
SP. Contém 1g, SAC 0800 775 1300. Dior, Vogue, GQ, Vogue Girl, Wired, Vogue Wedding
SAC 0800 170 506. Eudora, SAC 0800 727 4535. Taiwan
Vogue, GQ
Flebon, www.drogariaiguatemi.com.br. México e América Latina
Guerlain, SAC 0800 170 508. Innéov, Vogue Mexico and Latin America, Glamour Mexico and Latin America, AD Mexico,
GQ Mexico and Latin America, Vanity Fair Mexico
www.drogariaiguatemi.com.br. La Mer, Índia
Shopping Iguatemi, tel (11) 3031-6421, SP. Vogue, GQ, Condé Nast Traveller, AD
MAC, SAC 0800 892 1695. Make Up For Ever,
PUBLICAÇÕES EM SOCIEDADE
www.sephora.com.br, SAC 0800 170 506. Brasil – Vogue, Casa Vogue, GQ, Glamour, GQ Style
Mary Kay, SAC 0800 16 31 13. Melora, Rússia – Vogue, GQ, AD, Glamour, GQ Style, Tatler, Condé Nast Traveller, Allure
www.drogariaiguatemi.com.br. Nars,
PUBLICAÇÕES SOB LICENCIAMENTO
SAC 0800 148 023. Natura, SAC 0800 115 566. África do Sul – House & Garden, GQ, Glamour, House & Garden Gourmet, GQ Style
Quem disse, Berenice?, SAC 0800 726 6482. Austrália – Vogue, Vogue Living, GQ
Shiseido, www.sephora.com.br, SAC 0800 170 506. Bulgária – Glamour
Sisley, sac.sisley@industriacarvalho.com.br. China – Vogue, Vogue Collections, Self, AD, Condé Nast Traveler, GQ, GQ Style, Brides,
Condé Nast Center of Fashion & Design
The Beauty Box, www.thebeautybox.com.br. Coreia – Vogue, GQ, Vogue Girl, Allure, W, GQ Style, Style.co.kr
The Body Shop, sac@thebodyshop.com.br. Holanda – Glamour, Vogue
Urban Decay, www.sephora.com.br. Hungria – Glamour
Islândia – Glamour
Oriente Médio – Condé Nast Traveller, AD, Vogue Café at The Dubai Mall, GQ Bar Dubai

ERRATA
Polônia – Glamour
Portugal – Vogue, GQ
República Tcheca e Eslováquia – La Cucina Italiana
Diferentemente do que foi publicado na Vogue n° 461, Romênia – Glamour
na página 50, o Winning Women é um programa de Rússia – Vogue Café Moscow, Tatler Club Moscow
consultoria oferecido pela EY a empreendedoras, e Tailândia – Vogue, GQ, Vogue Lounge Bangkok
não um prêmio; na página 110, a beleza foi assinada Turquia – Vogue, GQ, Condé Nast Traveller, La Cucina Italiana, GQ Style, Glamour
Ucrânia – Vogue, Vogue Café Kiev
por Mariana Kato; na página 153, Alexandre Pavão
não lançou parceria com Cris Barros. Na edição de Distribuição FERNANDO CHINAGLIA COMERCIAL E DISTRIBUIDORA S.A.
Avenida Engenheiro Roberto Zuccolo, 134, Jardim Humaitá, São Paulo/SP CNPJ nº 28.322.873/0002-10
janeiro da Brazilian Footwear, na página 67, a pulseira EDITORA ABRIL S/A Avenida Otaviano Alves de Lima, 4.400, Freguesia do Ó, São Paulo/SP CNPJ/MF nº 02.183.757/0001-93
é da Flex Jewel Mariah Rovery. Impressão PLURAL EDITORA E GRÁFICA LTDA – AV. MARCOS PENTEADO ULHOA RODRIGUES, 700 - TAMBORÉ
LAST
LOOK
Lançada pela Bottega Veneta em 1980 e usada
por Lauren Hutton no filme Gigolô Americano
do mesmo ano, a clutch de intrecciato (o
tradicional tressê da marca) foi batizada de
The Lauren 1980 e se tornou hit absoluto da
grife italiana. Foi a própria atriz e ex-modelo
americana quem “anunciou” a reedição da it-
-bag, ao cruzar a passarela do desfile para o
verão 2017 da Bottega com a peça, em setembro
passado. Tingidas do mesmo tom de vermelho
da bolsa original, o gigolo red, as novas Lauren
comemoram as cinco décadas da marca – e
desembarcam em edição limitada no Brasil
em março. Item de colecionador! Shopping
JK Iguatemi, piso térreo, tel. (11) 3047-5757
EDIÇÃO DE MODA DONATA MEIRELLES FOTO XICO BUNY

Bottega
Veneta
R$ 8.130

REPORTAGEM: JULIA DINIZ PRODUÇÃO DE MODA: CRISTIANO OIWANE E NEEL CICONELLO


ANÚNCIO

Você também pode gostar