Você está na página 1de 2
Plano de exercícios para tenossinovite de Dequervain tenossinovite de Dequervain . Comece cada exercício lentamente.

Plano de exercícios para tenossinovite de Dequervain

Dequervain. Comece cada exercício lentamente. Se começar a ter dor interrompa o plano. O seu médico ou fisioterapeuta irão dizer-lhe quando pode começar estes exercícios e quais

deles irão funcionar melhor para si.

Aqui estão alguns exemplos de exercícios de reabilitação típicos para

1. Elevação do polegar

de reabilitação típicos para 1. Elevação do polegar 1. Coloque a mão sobre uma superfície plana,

1. Coloque a mão sobre uma superfície plana, com a palma da mão para cima.

2. Levante o polegar longe da sua palma da mão de forma a fazer um "C".

3. Mantenha pressionado por cerca de 6 segundos.

4. Repita 8 a 12 vezes.

2. Flexão passiva da metacarpofalângica do polegar

vezes. 2. Flexão passiva da metacarpofalângica do polegar 1. Mantenha a mão à sua frente, e

1. Mantenha a mão à sua frente, e vire-a para que o seu dedo mindinho fique voltado para

baixo e o polegar voltado para cima.

2. Use a outra mão para dobrar o polegar para baixo, até o polegar tocar na palma da mão.

3. Mantenha a posição por pelo menos 15 a 30 segundos.

4. Repita 2 a 4 vezes.

3. Alongamento de Finkelstein

3. Alongamento de Finkelstein 1. Mantenha os braços à sua frente. (A mão deve estar na
3. Alongamento de Finkelstein 1. Mantenha os braços à sua frente. (A mão deve estar na

1. Mantenha os braços à sua frente. (A mão deve estar na posição utilizada para apertar a mão

de alguém.)

2. Dobre o polegar em direção à palma da mão.

3. Use a outra mão para esticar suavemente o polegar e o punho para baixo até que sinta o

alongamento no punho, do lado do polegar.

4. Manter durante pelo menos 15 a 30 segundos.

5. Repita 2 a 4 vezes.

4. Desvio cubital resistido

segundos. 5. Repita 2 a 4 vezes. 4. Desvio cubital resistido 1. Sente-se inclinado para a

1. Sente-se inclinado para a frente, com as pernas ligeiramente afastadas e o cotovelo apoiado

na sua coxa.

2. Segure uma das extremidades da banda elástica com a palma da mão para baixo, e calque

na outra extremidade com o pé oposto à mão.

3. Lentamente, dobre o punho para o lado, esticando o elástico.

4. Repita 8 a 12 vezes.

Os cuidados de acompanhamento são uma parte fundamental do seu tratamento e segurança. Não deixe de comparecer a todos os tratamentos de fisioterapia agendados.

Tradução João Maia, Fisioterapeuta Clinica de Fisioterapia e Recuperação da Maia Autor da Fisioinforma, Magazine Online sobre saúde e fisioterapia Fonte Kaiser Permanente, https://healthy.kaiserpermanente.org/html/kaiser/index.shtml, consultado a 09.12.14