Você está na página 1de 2

16/02/2019 Alimentos enriquecidos - Busca - Anvisa

BRASIL Serviços Barra GovBr


(HTTP://BRASIL.GOV.BR)

ACESSIBILIDADE (ACESSIBILIDADE) ALTO CONTRASTE


MAPA DO SITE (MAPA-DO-SITE)
ANVISA (/) 
(/login)

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA


Buscar no portal

 (https://correio.anvisa.gov.br/owa) Perguntas (perguntas-frequentes) Legislação (legislacao) Contato (contato) Serviços (servicos) Imprensa (area-de-imprensa)

MENU

Publicador de conteúdo Retornar para página inteira (http://portal.anvisa.gov.br/resultado-de-busca?


d=101&p_p_lifecycle=0&p_p_state=normal&p_p_state_rcv=1&_101_struts_action=%2Fasset_publisher%2Fview_content&_101_urlTitle=alimentos-
enriquecidos&_101_groupId=219201&_101_type=content&_101_assetEntryId=2866865)

RSS (http://portal.anvisa.gov.br/resultado-de-busca/rss?p_p_cacheability=cacheLevelFull)

Alimentos enriquecidos
O que são alimentos enriquecidos?

Considera-se alimento fortificado/enriquecido todo alimento ao qual for adicionado um ou mais nutrientes essenciais, tais como vitaminas, minerais e ou
aminoácidos. O objetivo desta adição deve ser o de reforçar o seu valor nutritivo em um ou mais nutrientes, na alimentação da população ou em grupos específicos
da mesma. Alguns alimentos, tais como as farinhas de milho e de trigo, devem obrigatoriamente ser fortificadas com ferro e ácido fólico, visando a redução da
prevalência de anemia por carência de ferro e as doenças do tubo neural, por exemplo, nascimento de bebês com anencefalia ou espinha bífida.

Qual a diferença entre alimento adicionado de nutrientes e alimento enriquecido ou fortificado?

A diferença entre os dois tipos de alimentos está no percentual em relação à IDR* do nutriente adicionado:

1 – Alimentos adicionados de nutrientes essenciais: Adição de vitaminas e de minerais, desde que 100mL ou 100g do produto pronto para o consumo forneçam
no máximo 7,5% da IDR* de referência, no caso de líquidos, e 15% da IDR de referência, no caso de sólidos. Nesse caso, o rótulo do produto pode trazer a
alegação “Fonte”. Ressalta-se que os alimentos “fonte” não atingem os percentuais de adição dos alimentos enriquecidos. Por exemplo: Fonte de Ferro, Fonte de
Cálcio.

2 - Alimentos Enriquecidos ou Fortificados: é permitido o enriquecimento ou fortificação, desde que 100mL ou 100g do produto pronto para consumo forneçam
no mínimo 15% da IDR de referência, no caso de líquidos, e 30% da IDR de referência, no caso de sólidos. Nesse caso, o rótulo do produto pode trazer a
alegação “Alto Teor” ou “Rico”. Por exemplo: Alto Teor de Ferro, Rico em Cálcio.

* Ingestão Diária Recomendada – valores médios de nutrientes que devem ser ingeridos diariamente para manutenção, crescimento e desenvolvimento do
organismo. Estes valores foram estabelecidos na Resolução RDC nº269/2005.

Como saber se esses ingredientes serão realmente absorvidos pelo organismo?

Em geral, estes nutrientes são absorvidos pelo organismo, no entanto, alguns fatores auxiliam a absorção e outros prejudicam. A absorção do ferro é favorecida
quando o alimento é consumido com outro que contenha vitamina C. O estado fisiológico do indivíduo pode interferir negativamente na absorção de nutrientes,
como por exemplo, a existência de parasitoses. A ingestão de alguns nutrientes pode interferir na absorção de outros. Por exemplo, o cálcio prejudica a absorção
do ferro. Ou seja, a absorção do nutriente não depende apenas do processo de adição, mas também de fatores orgânicos de quem está ingerindo o alimento.

Esses alimentos dependem de registro? Como garantir que os fabricantes obedecem a esses limites?

Estes alimentos são dispensados da obrigatoriedade de registro, sendo obrigatória uma comunicação de início de fabricação e/ou de importação. É importante
ressaltar que isso não os exime da obrigatoriedade de cumprir os requisitos para alimentos acrescidos de nutrientes e vitaminas. Além disso, estes alimentos estão
sujeitos à fiscalização e ao monitoramento da qualidade, realizado pela Vigilância Sanitária.

Um fato importante a destacar é que determinadas adições podem ser obrigatórias, nos casos em que esse enriquecimento contribua para corrigir deficiências
nutricionais da população. Um dos casos mais conhecidos é a adição do Iodo no sal de cozinha. Essa é uma medida adotada há várias décadas para suprir a
carência por esse mineral, fenômeno observado principalmente nas populações que moram longe do litoral e tem uma dieta pobre em peixes.

http://portal.anvisa.gov.br/resultado-de-busca?p_p_id=101&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-1&p_p… 1/2
16/02/2019 Alimentos enriquecidos - Busca - Anvisa
Assessoria de Imprensa

Voltar para o topo!

(http://www.brasil.gov.br/) Barra GovBr (http://www.acessoainformacao.gov.br/)

http://portal.anvisa.gov.br/resultado-de-busca?p_p_id=101&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-1&p_p… 2/2