Você está na página 1de 7

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA

DIREÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO


ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DAS LAJES DO PICO
PLANIFICAÇÃO ANUAL DE MATEMÁTICA APLICADA

Ano: 8º Turma: C - PROFIJ II – 1º ano - Operadores Agrícolas Ano Letivo de 2018/2019


Professora: Sónia Soares

Desenvolvimento
Módulo Avaliação Início Fim
programático
Das equações aos 28 segmentos de 45 4 segmentos de
17 de setembro 6 de novembro
números min. 45 min.
28 segmentos de 45 4 segmentos de
Geometria intuitiva 8 de novembro 24 de janeiro
min. 45 min.
28 segmentos de 45 4 segmentos de
Do plano ao Espaço 29 de janeiro 19 de março
min.) 45 min.
Estatística e 28 segmentos de 45 4 segmentos de Final do ano
21 de março
probabilidades min.) 45 min. letivo
Autoavaliação: 4 segmentos 45 minutos

1.ºPeríodo: 50 segmentos de 45 minutos. (25 blocos de 90 minutos)


2.ºPeríodo: 52 segmentos de 45 minutos. (26 blocos de 90 minutos)
3.ºPeríodo: 30 segmentos de 45 minutos. (15 blocos de 90 minutos)
Competências Específicas

(1) A aptidão para visualizar e descrever propriedades e relações geométricas, através da análise e comparação, para fazer conjecturas e justificar os seus raciocínios;

(2) A aptidão para realizar construções de poliedros cujas faces sejam triângulos e quadriláteros;

(3) Capacidade de classificar, a partir das propriedades comuns, e definir poliedros de uma mesma família (prismas, antiprismas, deltaedros, pirâmides e bipirâmides);

(4) A compreensão do conceito de forma de uma figura geométrica e a identificação de propriedades geométricas;

(5) A aptidão para formular argumentos válidos recorrendo à visualização e ao raciocínio espacial, explicitando-os em linguagem corrente;

(6) A aptidão para reconhecer e analisar propriedades de figuras geométricas e de poliedros, nomeadamente recorrendo a materiais manipuláveis e à tecnologia;

(7) A sensibilidade para apreciar a geometria do mundo real e o reconhecimento de ideias geométricas em diversas situações nomeadamente na comunicação;

(8) A aptidão para analisar as relações numéricas de uma situação, explicitá-las em linguagem corrente e representá-las através de diferentes processos, incluindo o

uso de símbolos;

(9) A aptidão para usar equações como meio de representar situações problemáticas, assim como para as resolver e realizar procedimentos algébricos simples;

(10) O reconhecimento dos conjuntos dos números inteiros e racionais, das diferentes formas de representação dos elementos desses conjuntos e das relações entre

eles;

(11) A aptidão para dar sentido a problemas numéricos e para reconhecer as operações que são necessárias à sua resolução, assim como para explicar os métodos

e o raciocínio que foram usados;

(12) A aptidão para trabalhar com valores aproximados de números racionais de maneira adequada ao contexto do problema ou da situação em estudo;

(13) A aptidão para visualizar e descrever propriedades e relações geométricas, através da análise e comparação, para fazer conjectura e justificar os seus raciocínios;

(14) A sensibilidade para apreciar a geometria no mundo real e o reconhecimento e utilização de ideias geométricas em diversas situações e na comunicação;

(15) A aptidão para identificar e utilizar as transformações geométricas;

(16) A tendência para procurar propriedades comuns em figuras geométricas e para utilizar modelos geométricos na resolução de problemas reais;

(17) A aptidão para resolver problemas através de construções, nomeadamente envolvendo lugares geométricos, semelhança de figuras, assim como para justificar

os processos utilizados;
(18) A aptidão para formular argumentos válidos recorrendo à visualização e ao raciocínio geométrico, explicitando-os em linguagem corrente;

(19) A aptidão para reconhecer e analisar propriedades de figuras geométricas e de sólidos, nomeadamente recorrendo a materiais manipuláveis e à tecnologia;

(20) A predisposição para organizar dados relativos a uma situação ou a um fenómeno e para representá-los de modos adequados, nomeadamente, recorrendo a

tabelas e gráficos;

(21) A aptidão para ler e interpretar tabelas e gráficos à luz das situações a que dizem respeito e para comunicar os resultados das interpretações feitas;

(22) A compreensão das noções de moda, média aritmética e mediana, bem como a aptidão para determiná-las e para interpretar o que significam em situações

concretas;

(23) A sensibilidade para decidir qual das medidas de tendência central é mais adequada para caracterizar uma dada situação;

(24) O sentido crítico face à apresentação tendenciosa de informação sob a forma de gráficos enganadores ou a afirmações baseadas em amostras não representativas;

(25) A sensibilidade para distinguir fenómenos aleatórios e fenómenos deterministas e para interpretar situações concretas de acordo com essa distinção;

(26) A compreensão da noção de probabilidade e a aptidão para calcular a probabilidade de um acontecimento em casos simples;

(27) A tendência para dar resposta a problemas com base na análise de dados recolhidos e de experiências planeadas para o efeito.
Competê Materiais e recursos Instrumentos
Conteúdos Objetivos Estratégias
ncias didáticos de avaliação
Traduzir enunciados de problemas por
simbologia matemática.

Exploração de:
Interpretar situações reais usando
números racionais.
 Fichas de apoio;
II – Das Equações aos Números Utilizar a estimação na resolução de
problemas e na avaliação da  Fichas de trabalho; Ficha de
Resolução de problemas que plausibilidade dos resultados. Material de escrita (Caderno,
avaliação
recorram a equações do 1.º grau e Esferográfica, Lápis e Borracha);  Situações reais; sumativa;
sua resolução usando a Comparar e operar com números Fichas de Apoio e de Trabalho.
reciprocidade das operações e as racionais relativos apresentados sob Calculadora.
 Tecnologias; Fichas de
operações simples com polinómios. diferentes formas. Computador.
Específica autoavaliação;
Projetor de Vídeo.
Extensão do conceito de número
s:
Software / vídeos didáticos.  Resolução de
Utilizar as propriedades das (8) problemas; Caderno diário;
aos racionais. Tecnologias na aprendizagem da
operações na simplificação de (9)
Matemática:
cálculos. (10) Trabalhos
Operações com números racionais software dinâmico.  Atividades de
(11) escritos
nas suas diferentes formas. investigação;
(12) (Questões aula):
Seleccionar a forma numérica mais Sites na Internet
individuais e/ou
Resolução de problemas que adequada (dízima, fracção ou valor  Promoção da de grupo.
envolvam sistemas simples de aproximado) na resolução de comunicação
equações a duas incógnitas. problemas segundo os contextos. matemática;

Seleccionar o método de cálculo e/ou  Visualização de


recurso apropriado a cada situação.
vídeos didáticos.

Analisar e criticar a solução de uma


equação no contexto de um problema.
Competê Instrumentos
Conteúdos Objetivos Materiais e recursos didáticos Estratégias
ncias de avaliação
Estabelecer relações entre Material de escrita (Caderno,
ângulos e classificar ângulos. Esferográfica, Lápis e Borracha). Exploração de:
Fichas de Apoio e de Trabalho.
Distinguir ângulos Calculadora.
I – Geometria intuitiva complementares e suplementares  Fichas de apoio;
Computador.
e identificar ângulos verticalmente
opostos e ângulos adjacentes. Projetor de Vídeo.
 Triângulos. Classificação Software / vídeos didáticos.  Fichas de trabalho;
de triângulos. Deduzir o valor da soma dos Tecnologias na aprendizagem da Ficha de
 Construção de triângulos. ângulos internos de um triângulo. Matemática:  Situações reais; avaliação
 Quadriláteros.  Software dinâmico. sumativa;
Saber construir triângulos.
 Propriedades dos Material Manipulável: Sólidos  Tecnologias;
quadriláteros. Classificar quadriláteros. Específica geométricos; Fichas de
 Poliedros – prismas e s: Materiais estruturados e não  Resolução de autoavaliação;
Identificar poliedros e não (1) estruturados: problemas;
pirâmides.
poliedros.
 Sólidos geométricos
(2)  Palhinhas; Caderno diário;

 Áreas de figuras planas. Calcular áreas e volumes de (3)  Papel quadriculado;  Atividades de
(4)
 Áreas e volumes de sólidos.
sólidos.  Papel de malha triangular (triângulos investigação; Trabalhos
(5) escritos
equiláteros);
 Poliedros – prismas e Construir modelos de poliedros (6)  Promoção (Questões aula):
pirâmides. com recurso a materiais (7)  Quadrados e triângulos equiláteros; da
comunicação individuais e/ou
 Sólidos geométricos
manipuláveis. (8)  Modelos de sólidos geométricos e de de grupo.
matemática;
polígonos, conjuntos de cubos,
 Áreas de figuras planas. Comunicar, oralmente e por
espelhos, Mira,…;
 Áreas e volumes de sólidos. escrito, aspetos dos processos de  Visualização de
trabalho e crítica dos resultados.  Instrumentos de medição e desenho
 Lei de Euler. (régua graduada, esquadro,
vídeos didáticos;
Mobilizar resultados matemáticos transferidor e compasso).
básicos necessários apropriados
para simplificar o trabalho na
Sites na Internet  Origami.
resolução de problemas.
Compet Instrumentos
Conteúdos Objetivos Materiais e recursos didáticos Estratégias
ências de avaliação
Identificar as vantagens e
reconhecer a importância do uso
transformações geométricas na
resolução de problemas que
envolvam comprimentos, áreas Material de escrita (Caderno, Esferográfica, Lápis
ou volumes. e Borracha). Exploração de:
Fichas de Apoio e de Trabalho.
Mobilizar resultados Calculadora.  Fichas de apoio; Ficha de
matemáticos básicos Computador.
III – Do plano ao Espaço avaliação
necessários apropriados para Projector de Vídeo.  Fichas de trabalho; sumativa;
simplificar o trabalho na Software / vídeos didácticos.
Transformações Tecnologias na aprendizagem da Matemática:
geométricas: ampliações,
resolução de problemas e
 Situações reais; Fichas de
reduções, isometrias.
actividades de investigação.
Específic
 Software dinâmico. autoavaliação;
Material Manipulável: Sólidos geométricos;
Identificar características
as:
Material Manipulável: Sólidos geométricos.
 Tecnologias;
Semelhança de figuras, (13) Caderno diário;
invariantes nas figuras obtidas Materiais estruturados e não estruturados:
relações entre
por uma transformação
(14)
 Papel quadriculado;  Resolução de
comprimentos, áreas e (15) problemas;
geométrica.
volumes. (16)  Geoplanos; Trabalhos

Aplicar critérios de paralelismo e


(17)  Tangrans; escritos
Retas e planos: (18)
perpendicularidade entre os  Modelos de sólidos geométricos e de  Promoção da (Questões aula):
paralelismo e (19)
diferentes entes geométricos. polígonos, conjuntos de cubos, espelhos, comunicação individuais e/ou
perpendicularidade.
Mira,…; matemática;
de grupo.
Identificar a posição relativa  Instrumentos de medição e desenho (régua
entre diferentes entes graduada, esquadro, transferidor e compasso).  Visualização de
geométricos. Sites na Internet vídeos didáticos.

Comunicar, oralmente e por


escrito, aspectos dos processos
de trabalho e crítica dos
resultados.
Compet Instrumentos
Conteúdos Objetivos Materiais e recursos didáticos Estratégias
ências de avaliação
Analisar e interpretar dados apresentados em
IV - Estatística e tabelas de frequência ou gráficos.
Probabilidades Calcular medidas de tendência central para Exploração de:
caracterizar uma distribuição.
Medidas de tendência Analisar e comparar distribuições, recorrendo a  Fichas de apoio;
central: média, moda e medidas de tendência central.
mediana. Analisar criticamente a validade de argumentações
elaboradas a partir de indicadores estatísticos.
 Fichas de Ficha de
trabalho; avaliação
Distribuições de Distinguir situações aleatórias de situações
Material de escrita (Caderno, sumativa;
frequências. Comparação deterministas.
de distribuições. Identificar resultados possíveis numa situação
Esferográfica, Lápis e Borracha).  Situações reais;
Fichas de Apoio e de Trabalho. Fichas de
aleatória. Específic
Calculadora.
Espaço de resultados de Identificar, para uma situação dada, casos as:
Computador.
 Tecnologias; autoavaliação;
experiências aleatórias. possíveis e casos favoráveis. (20)
Projetor de Vídeo. Caderno diário;
Calcular, em casos simples, a probabilidade de um (21) Software / vídeos didácticos.  Resolução de
Classificação de acontecimento como quociente entre número de (22) problemas;
Tecnologias na aprendizagem da Trabalhos
acontecimentos. casos favoráveis e número de casos possíveis. (23)
Matemática:
Analisar e interpretar uma probabilidade dada ou (24)
 Software dinâmico.  Atividades de
escritos
Probabilidade de um calculada. (25) (Questões aula):
Sites na Internet investigação;
acontecimento como Utilizar e interpretar escalas de 0 a 1 ou de 0% a (26)
quociente entre casos 100%. (27) individuais e/ou
possíveis e casos Conhecer e usar adequadamente expressões  Promoção da de grupo.
favoráveis. como “impossível”, “improvável”, “pouco provável”, comunicação
“muito provável”, “certo”. matemática;
Definição frequencista de Conhecer a frequência relativa como aproximação
probabilidade. da probabilidade.  Visualização de
Analisar criticamente a validade de argumentações vídeos didáticos.
Escalas de probabilidade. elaboradas a partir de indicadores de
probabilidades.