Você está na página 1de 1

18/03/2019 O desenvolvimento das técnicas e a globalização - Brasil Escola

O desenvolvimento das técnicas e a


globalização
O desenvolvimento das técnicas na Terceira Revolução Industrial acelerou o processo de
globalização.

Países como Brasil, Argentina e México esperaram quase cem anos para iniciar o processo de industrialização e
desenvolvimento das técnicas, esse atraso é denominado de industrialização tardia, tendo em vista que a primeira
Revolução ocorreu na Inglaterra no final do século XVIII, início do século XIX.

Muita coisa mudou após a primeira Revolução industrial, houve uma evolução nas técnicas, que favoreceu o
desenvolvimento e deu origem ao período atual, que é denominado de terceira Revolução Industrial (técnica, científica,
informacional); e um incremento nos meios de comunicação, que acelerou o processo de globalização.

O papel do capital na Economia Globalizada

Capital Produtivo: Investimentos em longo prazo, capital aplicado na cadeia produtiva, como construção de indústrias
e fábricas.

Capital Especulativo: Geração de lucros em curto prazo, esse capital é voltado para a aplicação em bolsas de valores, no
comércio de ações, compra e venda de câmbio (moedas) e compra de títulos de dívida pública.

Esse tipo de investimento é bastante praticado nos dias atuais por causa dos meios de comunicação, que diminuíram as
distâncias; hoje é possível verificar através da internet, televisão e jornais os melhores mercados de investimento.

As transnacionais

São grandes empresas ou grupos empresariais que atuam fora de seu país de origem, e que têm expandido seus fluxos de
capitais, além de atuar de forma determinante nas economias fragilizadas onde estão instaladas.

Transformações no sistema de produção

Fordismo: Prática de produção industrial, criada por Henry Ford, que adotou um sistema de produção onde o trabalhador
permanecia parado e o produto se locomovia em uma esteira rolante, esse procedimento tinha como finalidade diminuir o
tempo de produção e aumentar a produtividade.

Novas relações de trabalho

O desemprego tem provocado um novo ramo de atividade chamado de setor informal. Os trabalhadores informais são
aqueles que, desempregados, trabalham na informalidade, como os lavadores e vigias de carros, diaristas, vendedores
ambulantes e etc. Essa atividade também é chamada de subemprego ou desemprego disfarçado, já que os trabalhadores
não têm direito à 13º salário, férias, seguro desemprego, aposentadoria e todos os outros direitos previstos pela
Constituição Federal.

Por Eduardo de Freitas


Graduado em Geografia
Equipe Brasil Escola

Geografia Geral - Geografia - Brasil Escola

Fonte: Brasil Escola - https://brasilescola.uol.com.br/geografia/o-desenvolvimento-das-tecnicas-globalizacao.htm

https://brasilescola.uol.com.br/imprimir/5178 1/1

Você também pode gostar