Você está na página 1de 4

1 MATEMATICA

ENCARTE ESPECIAL
1 2 3 4
10 11 12 13 14
ATIVIDADES
20 21 22 23 24

Tabela numérica
1O ANO Depois do 20,
os números começam
30 31 32 33
INTERAÇÃO DAS CRIANÇAS COM A ATIVIDADE
34

com 2! Aqui todos


CONTEÚDOS terminam
■ Ordem de grandeza e regularidade em 4!
do sistema de numeração
■ Leitura e escrita numérica

ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS
Um cartaz como o modelo acima, que vá ➀
até 100, deve ser afixado na classe para
servir de “dicionário” e ser consultado INTERVENÇÃO DO PROFESSOR Memória da cidade Organize fotos de
pelas crianças. Faça algarismos simples, Aos alunos que ainda fazem a escrita uma mesma região, mas de diferentes
sem desenhos e bem separados uns dos invertida, mostre a seqüência na parede épocas, e anote no verso a data em que
outros. Providencie uma cópia menor ou na fita métrica, no calendário etc. foram tiradas. A turma terá de descobrir
para cada aluno e objetos com seqüência Apenas corrigir ou fazê-los copiar várias a mais antiga e a mais recente.
numérica (fita métrica, calendário ou vezes não resolve o problema. Onde está o conto? Ensine os alunos
volantes da Mega Sena). As primeiras a encontrar em um livro a história que

RECORTE E COLECIONE
tabelas apresentadas devem começar ATIVIDADES COMPLEMENTARES pretendem ler usando o índice.
com 1 e não com 0, pois muitos alunos Passeio no bairro Leve os alunos para Quem é o mais velho? Peça que os
se apóiam na contagem para encontrar dar uma volta e peça que anotem pequenos pesquisem em casa a idade
as escritas que não conhecem. Organize a numeração dos prédios de um trecho da de seus familiares e depois, em sala,
a série de 10 em 10 para a identificação rua. Na classe, proponha que comparem ordenem os números para determinar
das regularidades. os números, verificando o que muda de um quem tem o pai mais velho e mais novo.
para o outro e se há regularidade.
! IMPORTANTE
Estas são atividades permanentes
O número desta
+ ATIVIDADES
Você encontra outros exercícios
e devem ser realizadas durante casa começa com 7 e o sobre este conteúdo em
O do prédio
todo o ano. da seguinte com 9! que vem depois tem www.novaescola.org.br
três números...

Cartões
5
O
1 E 2 ANOS
1
O
DESENVOLVIMENTO
Distribua os cartões e peça que as crianças
façam a maior variação possível de
combinações (elas devem chegar a 12 no
815
185
158
■ No fim, elas poderão observar que
total) com duas ou três peças e anotem cada algarismo aparecerá como
CONTEÚDO 8 cada uma delas em um cartão em branco. primeiro apenas quatro vezes.
■ Ordenação
58 INTERAÇÃO DOS ALUNOS INTERVENÇÃO DO PROFESSOR
ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS 51 COM A ATIVIDADE Se o aluno tiver dificuldade para montar
as 12 combinações, peça que observe
Você deve trabalhar os
18
critérios fundamentais de ordenação
dos números (maior/menor).
85 81 15
as já formadas e perceba qual posição
cada algarismo ainda não ocupou.
A tabela usada na atividade anterior
vai ajudar na tarefa. ■É possível que as crianças ATIVIDADES COMPLEMENTARES
comecem as combinações pelos Escreva no quadro um número de dois
MATERIAL NECESSÁRIO números de dois algarismos (acima) algarismos (35). Depois, escolha outro
Para cada dupla de alunos: e depois parem, achando que as (o 4) e pergunte em que posição em
■ 3 cartões de 7 x 10 cm, com possibilidades estão esgotadas. relação ao 35 ele deve ser colocado
algarismos diferentes (por exemplo: para formar o número maior possível.
5, 8 e 1). 581 518 851 Se for à esquerda, ficará 435, e se
➀ CÉLLUS

■ 12 cartões em branco. for à direita, 354.

0 91

88 89 9
86 87
SISTEMA DE NUMERAÇÃO

Problemas na calculadora
1O A 3O ANO

➀ PROBLEMAS E INTERAÇÃO DOS ALUNOS COM A ATIVIDADE


1. Faça aparecer no visor da calculadora o número , usando apenas
os números e e o símbolo . Como conseguir, do mesmo modo,
o eo ?
■ As crianças podem começar a fazer ...,
ou ... ou ainda ...
Outros ainda podem tentar
(ou na ordem inversa), o que não é permitido pelo enunciado.

2. Neste problema só pode ser usada uma operação em cada etapa. Escreva
na calculadora . Depois, sem apagá-lo, faça surgir o .
Em seguida, tente chegar ao . E agora, como obter o 0?
■ Alguns alunos podem digitar e verificar que o não aparecerá
no visor. Talvez tentem ainda o ou o , num jogo
de antecipação e verificação.
RECORTE E COLECIONE

CONTEÚDOS 3. Com apenas um cálculo por vez, digite na calculadora o . Transforme-o


■ Análise das escritas numéricas em e, na seqüência, em . Com ele no visor, busque o .
■ Explicitação das relações aritméticas ■ Os estudantes podem começar teclando (ou outros números) e
intrínsecas a um número ajustar a hipótese ( ; ).
■ Relação entre a multiplicação,
a adição e a subtração 4. Escreva na calculadora um número de três algarismos menor que .
Subtraia 10 tantas vezes quantas forem possíveis. Quem escolher um número
ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS inicial que depois de sucessivas subtrações chegue ao 0 ganhará
Cada aluno ou dupla precisa ter uma um ponto. Há alguma forma de estar seguro de que se vai ganhar antes
calculadora em mãos. Ensine a trabalhar de começar a subtrair?
com ela com atividades exploratórias.
Exemplo: peça que os alunos apertem 5. Escreva na calculadora um número com quatro algarismos menor que .
a tecla 1 da calculadora. Em seguida, Subtraia 100 tantas vezes quantas forem possíveis. Quem escolher um número
pergunte o que aparecerá se eles inicial que depois de sucessivas subtrações chegue ao zero ganha um ponto. Há
marcarem o 6 (alguns podem responder alguma forma de estar seguro de que se vai ganhar antes de começar a subtrair?
61). Depois peça que digitem o 6 ■ Nos problemas 4 e 5, espera-se que as crianças concluam coisas do tipo: “Vence
e discuta com todos o resultado. quem colocar um número que termine em 0” ou “Vence quem colocar um número
Proponha outras escritas. divisível por 10”, no item 4, ou “divísivel por 100”, num nível mais avançado, no 5.

DESENVOLVIMENTO
Antes de iniciar a resolução, os alunos INTERVENÇÃO DO PROFESSOR ■ No problema 1, compare
devem escrever os resultados e conversar ■ Coloque sempre no quadro os procedimentos utilizados, analisando
com um colega sobre como chegaram o número que as crianças devem os válidos (vale somar 1 + 1 + 1..., mas
a eles e somente depois comprová-los digitar na calculadora. é demorado) e os mais econômicos.
com a calculadora. Os problemas de 1 a 3 ■ Caso algum aluno não consiga ■ Nos problemas 2 e 3, algumas crianças
exploram os aspectos posicionais das antecipar o resultado sem usar a podem utilizar mais de uma operação para
escritas numéricas e as decomposições calculadora, promova uma reflexão para encontrar o número desejado. Nesse caso,
aditivas do número. Os 4 e 5 relacionam aproveitar o resultado da exploração é importante que você retome as regras.
a multiplicação com a adição e a dele. Antes da atividade seguinte, peça ■ Nos problemas 4 e 5, deixe explícita
subtração, mostrando que é preciso que ele registre o procedimento utilizado. a relação entre a expressão
antecipar características de um número Elabore problemas com números mais multiplicativa e as adições e subtrações
para ganhar pontos. As crianças devem simples, cujos resultados possam ser sucessivas de 10 e 100.

7 10
explicar para os colegas os procedimentos mais facilmente deduzidos.

105 106 10
utilizados e escolher os mais eficientes.

0 101 102 103 104


96 97 98 99 10
92 93 94 95
91

1 MATEMATICA
ENCARTE ESPECIAL

2 3 124 125
1 122 1
Mais-mais
O
1 ANO
4 115 116 117 118 119 12 0 1 2
INTERAÇÃO DOS

12 113 11 ALUNOS COM A ATIVIDADE

09 1 1 0 111 1 110 113 116 119 122


81
CONTEÚDOS
■ Ordem de grandeza
■ Regularidade do sistema de numeração

CONDIÇÕES DIDÁTICAS
Os alunos precisam conhecer o nome dos
algarismos, adquirir noções de maior e
menor e ter fita métrica, régua ou trena.
➀ 119 é maior porque O maior é o 122,
DESENVOLVIMENTO 9 é o número maior pois é a medida do Luiz,
que aparece! que é o mais alto!
O jogo consiste em descobrir quem é mais
alto e mais baixo. Chame voluntários de
tamanhos parecidos, de maneira que seja

RECORTE E COLECIONE
difícil saber a resposta só de olhar. Pergunte INTERVENÇÃO DO PROFESSOR ATIVIDADES COMPLEMENTARES
aos alunos se eles já mediram alguma coisa. Estique a fita métrica e peça que os A fita métrica vai mostrar a regularidade
Sugira então que descubram o comprimento alunos identifiquem o maior e o menor do sistema de numeração. Peça que as
de canetas, pés de mesa, armário etc. Com a números surgidos da medição. O apoio crianças marquem nela os números
fita métrica ou similar, peça que registrem o da reta numérica é fundamental para terminados em 9 e depois observem qual
nome e a medida do colega e distribuam as que eles concluam que o último é maior é o algarismo final dos números anterior e
folhas no chão para comentar. porque vem depois na escala. posterior (o 0 e o 8 sempre se repetem).

De olho na dengue
3O E 4OANOS Qual o estado
com o maior número INTERAÇÃO DOS ALUNOS
DISTRIBUIÇÃO POR ESTADO DE
CASOS DE DENGUE EM 2000 E 2001
Estado
Rio de Janeiro
2000 2001
4 281 68 438
de casos? COM A ATIVIDADE São Paulo 15 445 51177
CONTEÚDOS Roraima 7295 5166
■ Leitura, comparação Distrito Federal 1030 2 895
e ordenação de números Rondônia 3 635 1652
■ Identificação de regularidades Fonte: Fundação Nacional de Saúde
São Paulo
tem mais porque tem
DESENVOLVIMENTO
mais números!
Confeccione a tabela ao lado em papel
craft ou cartolina e fixe-a num local visível
na classe. Providencie cópias menores
para cada dupla de alunos com as
seguintes perguntas: É Roraima!
1. Qual o estado com o maior número ➀ Porque o número
de Roraima começa
de casos em 2000. E em 2001?
com 7 e o de São
2. Qual o estado com o menor número Paulo com 1.
de casos em 2000? E em 2001?
3. Quais estados tiveram redução de INTERVENÇÃO DO PROFESSOR resposta certa de imediato. Deixe
dengue de 2000 para 2001? Socialize as respostas e discuta os que elas descubram, com a ajuda
Com as questões respondidas, proponha critérios utilizados para comparar e dos colegas, por comparação. Depois,
a troca de pares para que todos ordenar os números. Já que as crianças anote no cartaz da sala as conclusões
➀ CÉLLUS

comparem e justifiquem as respostas. trabalham com hipóteses, evite dar a dos alunos para problematizá-las.

137 138 139
134 135 136
31 132 133
130 1 SISTEMA DE NUMERAÇÃO
127 128 129 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9

5 126 10
20
30
11
21
31
12
22
32
13
23
33
14
24
15
25
35
16
26
36
17
27
37
18
28
38
19
29
39

Castelo
1O A 3O ANO Que número
40
50
60
70
80
41
51
61
71
81
42
52
62
72
82
43
53
63
73
83
44
54
64
74
84
45
55
65
75
85
46
56
66
76
86
47
57
67
77
87
48
58
68
78
88
49
59
69
79
89
90 91 92 93 94 95 96 97 98 99
é este?
CONTEÚDOS É 34 porque eu É 34 porque
■ Escrita e leitura numéricas contei 0, 10, 20, 30... 31, está na fila do 3 e
32, 33, 34! na coluna do 4!
em tabela com fileiras de dez
■ Aspectos e valor posicionais É 34 porque
É o 24?
■ Denominação das dezenas eu contei a
É o 3 e o 4!
partir do 0!
É 34 porque
ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS vem antes do 35 e
É 34 porque
Desenhe no quadro um tabuleiro igual É 34 porque contei a partir
depois do 33! É 34 porque está
está em cima do 28!
ao que será distribuído e jogue uma do 44!
embaixo
do 24!
partida com toda a classe antes de Este é
iniciar a atividade para garantir que as o 43!
crianças entendam as regras e joguem
com autonomia. Organize a turma em
grupos de no máximo cinco e dê uma
tabela para cada um. Peça sempre que
RECORTE E COLECIONE

os alunos digam o nome dos números


tapados, mesmo que algumas crianças

ainda não dominem esse
conhecimento.
INTERAÇÃO DOS ALUNOS COM A ATIVIDADE
MATERIAIS NECESSÁRIOS ■ A maneira como o aluno vai nomear o quarto dependerá do nível em que
■ Uma tabela com números de 0 a 99 a aprendizagem se encontra. Para 34, alguns dirão o correto, enquanto outros
para cada grupo de cinco crianças podem confundir a dezena.
■ Cartões (do tamanho da casa da ■ Vários procedimentos podem ser utilizados pelas crianças, como observar
tabela, com duas, três ou quatro a regularidade da linha; contar de 1 em 1 a partir do 0; observar a
estrelas no verso para pontuação) regularidade da coluna; observar a regularidade da linha e da coluna; contar
de 10 em 10 e depois de 1 em 1; contar de 1 em 1 a partir de um número
! IMPORTANTE
Esta atividade pode ser retomada
diferente de 0, mas conhecido dele.
várias vezes ao longo do ano,
A podendo ser iniciada com uma
série menor (50 ou 60 quartos). INTERVENÇÃO DO PROFESSOR ATIVIDADES COMPLEMENTARES
Quando surgir dificuldade para resolver: Cadê o intruso? Mostre pedaços da
DESENVOLVIMENTO ■ Peça que a criança observe a tabela com alguns números escritos no
Organize a turma em grupos regularidade das colunas (todos os 24 25 30 lugar errado. A turma
de no máximo cinco crianças e dê números terminam com o mesmo 39 deve descobrir
45
uma tabela para cada um. Diga aos algarismo) e a posição do número em quais são eles.
alunos que ela representa um castelo relação à primeira, com os números Construindo a tabela Entregue uma
tão grande que os quartos precisaram redondos. Você pode dizer apenas o nome parte de uma tabela com um só número.
ser numerados para poderem ser da dezena e pedir que ela conclua. A criança deve completar as casas
identificados. Mas a construção ■ Incentive a fazer contagem oral, em destacadas a partir dessa informação.
medieval é antiga e alguns números alguns casos começando já na linha onde Essa tarefa é mais difícil, pois as
desapareceram da porta! A missão se encontra o quarto que deseja 14 referências não são as
deles é descobri-los. Tampe algumas encontrar. mesmas usadas
casas da tabela. Na sua vez de jogar, ■ Procure identificar os diferentes anteriormente.
o aluno escolhe qual quarto deseja procedimentos utilizados pelos alunos
identificar e dá a resposta. Se estiver
correto (todos os colegas precisam
para “adivinhar” o número e promova a
circulação dessas informações entre
+ ATIVIDADES
Você encontra outros exercícios
concordar), ele ganha os pontos todos, observando as aplicações e os com esse conteúdo em
www.novaescola.org.br
marcados no verso do cartão. limites de cada hipótese.
Atividade retirada do documento Los Niños, los Maestros y los Números – Desarrolo Curricular – Matemática 1o y 2o Grado, Municipalidad de la Ciudad de Buenos Aires.