Você está na página 1de 2

16 Dinheiro & direitos 123 maio/junho 2014

Ação Judicial Tribunais | Processo | Custas

Processo judicial
passo a passo
Da decisão de interpor uma ação judicial
à conclusão do processo, são várias as fases
a ultrapassar. Devido ao tempo e aos custos
envolvidos, há que saber quais as principais
etapas e o que elas envolvem

A
ntónio comprou a Manuel, co-
merciante do ramo automóvel,
um carro com 13 anos. Três me-
Petição inicial
O primeiro passo
ses depois, o veículo começou a
dar problemas. Manuel tentou ■■Quando um conflito envolve
resolver a situação, mas não conseguiu. uma situação que justifica o recurso
Alegou que a garantia só cobria algumas ao tribunal, há que contratar um
advogado, que escreve uma petição
peças e António ficou privado do carro.
com o pedido do cliente e os motivos
Sem uma solução à vista em tempo útil, Antó- da ação. No documento, indica o valor
nio decidiu recorrer para tribunal, interpon- em causa, as testemunhas, os meios de
do uma ação contra Manuel. prova e o comprovativo de pagamento
Este é um exemplo fictício que ilustra da taxa.
como surgem muitas ações judiciais: duas
partes em conflito não chegam a acordo e
uma decide resolver o problema na justiça.
Neste tipo de processos, os passos essenciais
a dar numa ação civil são sempre os mesmos
Contestação
Tem a palavra o réu
e resumem-se a petição inicial, contestação,
despacho saneador, audiência final, sentença ■■Com a petição inicial válida e aceite
e, eventualmente, recurso (ver ilustração). e a secção e o juízo (tribunal) que
decidirão o processo determinados,
o réu é citado, ou seja, é informado da
Quando a ação se complica ação contra ele. A partir desta data,
Algumas ações têm um caráter mais comple- dispõe de 30 dias para contestar,
xo. Se Manuel tivesse contestado a petição opondo-se, negando a versão dos
de António, apresentando uma exceção (por
exemplo, se tivesse alegado que o tribunal em
factos ou apresentando um pedido
contra o autor. O réu deve tomar uma
Despacho
causa não poderia julgar a ação), António po-
deria responder-lhe, avançando para a cha-
posição clara sobre todos os factos
elencados na petição. Os que não tiverem
saneador
Identificação dos factos a julgar
mada réplica. Manuel, por seu turno, poderia sido impugnados são considerados
responder com a “tréplica”. Na eventualidade admitidos por acordo, salvo se só ■■Depois de debate com os advogados,
puderem ser provados por documento o juiz seleciona, entre todos os factos
de António ter conhecimento de um facto im-
escrito, não tenham relação com o réu apresentados pelas partes, aqueles que
portante para a ação já depois de entregue a ou não sejam coerentes com a defesa. serão discutidos em julgamento. É uma
petição (o mesmo sendo válido para Manuel, No caso do contra-ataque, tudo se passa espécie de guião que inclui o que o tribunal
no caso da contestação), seria sempre possí- como se, no mesmo processo, existissem considera provado e as perguntas que quer
vel acrescentá-la ao processo: é o chamado duas ações. ver respondidas.
“articulado superveniente”. Terminada esta
Dinheiro & direitos 123 maio/junho 2014 17

fase, nos 30 dias seguintes, o juiz pode convo-


car uma audiência prévia. O objetivo é tentar
um acordo entre as partes, discutir os termos
do litígio ou programar os atos a realizar na
audiência final, por exemplo.

Custos do processo
Na altura de avançar com a interposição de
um processo, convém ter em conta os gastos.
Tanto a petição inicial, como a contestação,
implicam o pagamento antecipado de taxas
de justiça, que são calculadas de acordo com
o valor da ação.
Outro dos motivos pelos quais é necessário
estipular de forma consciente o valor inicial-
mente pedido é o montante das custas finais.
O autor da ação, mesmo que a ganhe, pode ter
de pagar custas, calculadas de acordo com o
valor inicial reclamado. Por exemplo, numa
ação em que é pedida uma indemnização de
30 mil euros, caso o tribunal dê razão ao au-
tor, mas só lhe atribua 15 mil euros, os encar-
gos finais são calculados com base nos 30 mil
pedidos à partida. Dos 15 mil que receber, terá
ainda de descontar o valor dos honorários do
advogado. ■

Sentença
O juiz toma uma decisão
■■Encerrada a audiência final, o processo é entregue
ao juiz e a sentença proferida num prazo de 30 dias.
Se julgar que não está esclarecido, pode ordenar
a reabertura da audiência. A sentença tem de ser
fundamentada: o juiz analisa criticamente as
provas, indica as ilações que retirou e explica os
fundamentos da decisão. Deve resolver todas as
questões submetidas pelas partes à sua apreciação,
não pode pronunciar-se sobre outras não levantadas
nem determinar uma condenação mais grave do que
a pedida. Termina aqui o trabalho do juiz, que não se
pode pronunciar mais sobre o assunto.

Audiência Recurso
final Quando as partes discordam da sentença
■■Se uma das partes não ficar satisfeita, pode
São ouvidas as partes
interpor recurso num prazo de 30 dias a contar
■■Depois de o juiz tentar, por uma da notificação da decisão, caso seja possível
última vez, o acordo entre as partes, na legalmente. O recurso impugna a sentença e deve
presença dos convocados, são prestados depoimentos, inquiridas testemunhas ser interposto com um requerimento dirigido ao
e feitas as alegações finais. Por norma, qualquer pessoa pode assistir à tribunal. Deste, constam a alegação do recorrente,
audiência, que só é interrompida por motivos de força maior e o juiz tenta a formulação de conclusões e os fundamentos
do pedido de alteração ou anulação da sentença.
terminar num único dia. Se não for possível, suspende-a e, com o acordo das
É necessário pagar a taxa de justiça respetiva.
partes, marca a continuação para a data mais próxima (nos 30 dias seguintes).