Você está na página 1de 1

História/9º Ano. Prof.

Breno Mendes
A Segunda Guerra Mundial

Alemanha nazista
Depois que Hitler assumiu o poder na Alemanha os cidadãos eram vigiados pela Gestapo (polícia secreta do regime
nazista) e havia uma limitação das liberdades individuais. As minorias étnicas foram duramente perseguidas,
especialmente os judeus.
Hitler desrespeitou alguns pontos do Tratado de Versalhes como aqueles que limitavam o exército alemão. Além
disso, sua política de anexação de territórios também rompia uma determinação do Tratado de Versalhes que buscava
limitar a expansão territorial.
Guerra Civil Espanhola: Partidos de esquerda vencem as eleições em 1936. Em julho do mesmo ano, com apoio
militar da Alemanha e da Itália, Franco toma o poder. A URSS e a França apoiaram a Espanha, mas fracassaram
diante do arsenal alemão: Hitler enviou entre 5 mil e 6 mil homens, além de centenas de aviões. A ação alemã matou
cerca de 1.600 pessoas. Para espalhar o pânico, todos os alvos foram civis.
A Segunda Guerra:
Política expansionista de Hitler: Anexação dos Sudetos da Tchecoslováquia e anexação da Áustria. Ao colocar em
prática a política de anexação (anschluss) Hitler desrespeitava uma das restrições do Tratado de Versalhes. Quando a
Alemanha buscou invadir a Polônia, França e Inglaterra reagiram e declararam guerra.
Pacto Germano-Soviético (1939): acordo secreto de não agressão entre Alemanha e União Soviética. Em 1941, a
Alemanha rompeu o acordo e invadiu a Rússia. A justificativa nazista era que o comunismo soviético era uma
ideologia apoiada por muitos judeus. O rigoroso inverno russo, aliado a dificuldade no abastecimento de alimentos,
contribuíram para a derrota alemã.
A entrada dos Estados Unidos na guerra: o Japão, que lutava ao lado do Eixo, tinha um projeto imperialista de
anexação de territórios da Ásia com o objetivo de garantir seu acesso a reservas de petróleo e outros recursos
naturais. Em 1941 os japoneses atacaram a base naval estadunidense de Pearl Harbor, no Havaí. Os Estados Unidos
reagiram a esse ataque e declararam guerra ao Japão e ao Eixo. Esse acontecimento foi fundamental para haver uma
reviravolta nos conflitos que, agora, estavam assim divididos: Eixo (Alemanha, Itália e Japão) x Aliados (União
Soviética, Estados Unidos, Inglaterra, França e China).
O terrível holocausto: Tropas alemãs invadiam cidades e levavam milhões de judeus em vagões de trem em
condições subumanas para os campos de extermínio. Judeus, ciganos, homossexuais e testemunhas de Jeová eram
levados para os campos de concentração onde eram submetidos a trabalhos forçados e também a cruéis
experimentos científicos. As estimativas são de que o estado alemão matou cerca de 6 milhões de judeus.
Bomba atômica: em agosto de 1945, Os Estados Unidos lançaram bombas atômicas nas cidades japonesas de
Hiroshima e Nagasaki. Em Hiroshima o ataque matou mais de 80 mil pessoas e destruiu 60% das casas. Do ponto de
vista militar, o bombardeio ocorreu em um momento em que as tropas japonesas já estavam enfraquecidas e prestes
a se render.
Consequências da Segunda Guerra: os conflitos foram ainda mais violentos que os da primeira guerra. As
estimativas são de que morreram cerca de 50 milhões de pessoas entre 1939 e 1945.
Modificação no equilíbrio do poder mundial: Estados Unidos e União Soviética tornaram-se as principais potências
mundiais, levando a uma bipolarização do poder. Os Estados Unidos tinham a economia mais forte do mundo e um
poderoso armamento bélico. A União Soviética possuía o maior exército do mundo e estendeu seu domínio a vários
países da Europa Oriental.

www.educarbh.com.br twitter.com/@educarbh Skype: educarbh