Você está na página 1de 30

Profa. Dra. Shirley Cabarite da Silva.

SARA RAMOS DA CRUZ RGM:19363877

1
Emei . amiguinhos da sara ...............................................................................01
Índice.................................................................................................................02
Introdução..........................................................................................................03
Justificativa........................................................................................................04
Objetivos...........................................................................................................05
Objetivos Específicos ......................................................................................06
Tubos das cores................................................................................................07
Vamos dançar! ..................................................................................................08
Lavar as mãos ensinar sobre a educação e higiene........................................09
Desenhando com as mãos...............................................................................10
Conte um conto..................................................................................................11
Ensinar a criança a ter uma rotina.....................................................................12
A importância do lúdico......................................................................................13
Ensinando as parte dos corpo e sobre a saúde................................................14
Através de musica.............................................................................................15
Pintar os pes.....................................................................................................16
Meios de transporte que eu uso........................................................................17
Cantar e falar sobre a importância dos bichinhos da natureza..........................18
Época de pascoa não pode faltar o coelhinho..................................................19
Como frutas verduras e legumes.......................................................................20
Distribuir pecas de montar e deixar a criança usar sua .................................21
Brincar com brinquedos ao ar livre ...................................................................22
Leitura de contos na educação infantil............................................................23
Horta na escola..................................................................................................24
Descobrindo os sons dos objetos......................................................................25
Brincando de deitar e rolar...............................................................................26
Passa a Prenda ................................................................................................27
Recinei...............................................................................................................28
Referencias:..............................................................................................29 e 30

2
Introdução

Fazer da sala de aula um espaço onde ricos estímulos de aprendizagem


estejam sempre presentes. É um ambiente que promove um conjunto de
situações de uso real, em que os educandos têm a oportunidade de participar.
Atividades significativas: para favorecer uma qualidade, é necessário propor
atividades que fazem sentido para as crianças. É necessário que as atividades
aconteçam de forma prazerosa, contextualizada, e de acordo com a realidade
social dos educandos.

Neste almanaque teremos diversas atividades para crianças do ensino infantil


para que essa criança possa aprender com lúdico através de musica e contos
nesses anos iniciais que são de fundamental importância no desenvolvimento
dessa criança.

3
Justificativa

Brincar e criar são momentos fundamentais para a criança, pois possibilita ao


sujeito, a desenvoltura de sua criatividade no seu contexto social. Portanto,
oportunizar as vivências lúdicas a fim de criar possibilidade de encantamento,
que o criar, o imaginar e o fantasiar esteja presente no seu cotidiano.

O brincar na educação infantil entende-se como forma de representação


corporal, que expõem a criatividade, a coordenação motora, o lúdico, a
imaginação que estão para dar lugar a uma manifestação no processo
progressivo do desenvolvimento da identidade e da autonomia da criança.
Pois, "aprender a brincar de forma simbólica, representando a realidade onde
vive, resgatando suas lembranças e valores, regras e fantasias, faz parte do
desenvolvimento humano das crianças de hoje e sempre" (OLIVEIRA, 2000:
105).

4
Objetivos

De acordo com o Referencial Curricular Nacional para a Educação


Infantil do MEC e a Proposta Pedagógica de Educação Infantil, o trabalho com
Artes Visuais tem como objetivos: - Ampliar o conhecimento de mundo que
possuem, manipulando diferentes objetos e materiais, explorando suas
características, propriedades e possibilidades de manuseio e entrando em
contato com formas diversas de expressão artística; - Comunicar e expressar
pensamentos e sentimentos por meio de todas as expressões das artes
visuais: colagem, pintura, desenho, modelagem, construções e escultura; • -
Desenvolver o processo criador.

5
Objetivos Específicos

Utilizar diversos materiais gráficos e plásticos sobre diferentes


superfícies para ampliar suas possibilidades de expressão e
comunicação; - Interessar-se pelas próprias produções, pelas de outras
crianças e pelas diversas obras artísticas (regionais, nacionais ou
internacionais) com as quais entrem em contato, ampliando seu
conhecimento do mundo e da cultura; - Produzir trabalhos de arte,
utilizando a linguagem do desenho, da pintura, da modelagem, da
colagem, da construção, desenvolvendo o gosto, o cuidado e o respeito
pelo processo de produção e criação; - Identificar e utilizar os materiais,
instrumentos e técnicas relacionadas com as atividades artísticas; -
Observar, apreciar e fazer a releitura das produções artísticas de artistas
escolhidos pelas crianças ou pela professora; - Contextualizar algumas
obras, conhecendo sobre a vida dos artistas, sua época e local onde
viveram.

Tubo das cores

6
Os jogos educativos são grandes aliados na hora de ensinar as cores às
crianças. Podem ser feitos em casa mesmo, com material disponível.

O ingrediente básico é a criatividade para ofertar às crianças uma gama de


possibilidades de reforçar o conhecimento das cores.

Tenha em conta que, muitos desses jogos, além das cores permite trabalhar
outros conceitos, tais como formas (triângulo, quadrado, retângulo…), largura
(estreito, curto), dimensões (grande e pequeno), números… Esses são
conhecimentos que se entrelaçam a todo momento e é importante poder
integrá-los no aprendizado da criança.

Tubos de batatas Pringles, feltro de cores e bolas. Em uma base de cartão, cole os tubos
encapados com feltro de cores. Dê as bolas de cores e peça à criança que passe pelos tubos as
de cores correspondentes.

Observar sempre o tamanho dos objetos para que as crianças não possam engolir!

E sempre estar atento para que seja uma brincadeira segura.

Vamos dançar!

7
Para este jogo apenas necessita de um reprodutor de música e um CD
ou lista de reprodução e convidar com energia a criança para dançar em
diferentes ritmos. Quando puser uma canção lenta marcamos um ritmo
corporal lento, quando, de repente, aparecer uma canção rápida, diga para se
mexer muito mais depressa. Vai ver que divertido! Esta atividade vai fomentar a
sua capacidade de escuta, de reagir aos estímulos e, ao mesmo tempo,
também vai favorecer as suas habilidades psicomotoras.

Lavar as mãos ensinar sobre a educação e higiene.

8
Cantar a musiquinha do patati patata

As nossas mãos são importantes

Com elas tudo podemos fazer

Com as mãos vivemos todo instante

As mãos agora vamos conhecer

As nossas mãos servem pra lavar

O rostinho de manhã pra despertar

Com as mãos pego a escovinha

Para os meus dentinhos escovar

Desenhando com as mãos

9
Esta é uma atividade educativa de arte com as mãos, em que as
crianças se divertem carimbando as suas mãozinhas.

Esta atividade é voltada à alunos da educação infantil, particularmente


alunos da creche, e tem como objetivo proporcionar o conhecimento do
seu próprio corpo e suas possibilidades.

Explorar através das mãos diferentes ideias, proporcionarem momentos


de manuseio com tintas e ainda proporcionar momentos de
concentração.

Antes de encerrar a aula, organize uma roda com as crianças e mostre


como ficou a atividade de cada uma, com as mãozinhas impressas. Explore o
tamanho das mãos, as cores utilizadas e deixe que as crianças interajam uma
com as outras, tocando e comparando suas mãos.

Conte um conto
10
depois peça para que a criança com giz de cera ilustre a historinha..

Depois organize em paineis os desnhos para que eles se sintam


orgulhosos dos desenhos criados.

Ensinar a criança a ter uma rotina


11
Entender os dias da semana

E quais dias elas tem aula .

12
A importancia do ludico

13
Ensinando as parte dos corpo e sobree a saude

Atraves de musica
14
E dança aprndermos os numeors

Pintar com os pés

15
uma atividade sensorial para descobrir o corpo
Os benefícios de pintar com os pés
Pintando com os pés, as crianças aprendem a:

Desenvolver a criatividade
Desenvolver habilidades motoras grossas
Explorar o mundo através do sentido do tato e da vista
Conhecer habilidades de outras partes do corpo
Materiais necessários

Papel branco de grande tamanho


Pinturas de diferentes colores
Durex ou fita crepe
Superfície de plástico
Como preparar o ambiente

Você deve estender o largo papel branco sobre o chão. O papel deve
ser largo, posto que a criança caminhará sobre ele. Uma cartolina, por
exemplo, é um papel pequeno para realizar a atividade. Fixe-o com ajuda de
durex ou de fita crepe. Em uma superfície de plástico grande, despeje as tintas.
Voilà! Pezinhos já podem pisar e começar a fazer uma linda pintura.

Meios de transporte que eu uso.

16
Fazer um painel ilustrativo para que as crianças escolham os
meios de transporte que utilizam para ir pra escola.

Cantar e falar sobre a importância dos bichinhos da natureza

Depois colorir

17
Dia de pascoa não pode faltar o coelhinho

Cantar musiquinha

18
Falar sobre o crescimento e explicar sobre a importância da
alimentação correta. Comer frutas verduras e legumes

19
20
Distribuir pecas de montar e deixar a criança usar sua
atividade

21
Brincar com brinquedos ao ar livre

As crianças que brincam em diferentes ambientes naturais


são mais ativas fisicamente, mais conscientes sobre sua
alimentação e mais cuidadosas com o outro. (Health Education
Research, 2008)

O ser humano aprende a avaliar e a correr riscos, cair e


levantar, se machucar e curar desde cedo, na interação com o
ambiente. Garantir à criança o brincar ao ar livre é proporcionar
uma variedade de situações em que terá a autonomia de escolher
os riscos que quer correr, gerenciá-los e aprender sobre eles. E,
dessa forma, chegarão à vida adulta mais preparados e resilientes,
capazes de lidar com as adversidades da vida. (Herrington &
Pickett, 2015)

22
Leitura de contos na educação infantil.

Estimular a imaginação, aguçar a curiosidade e ajudar no


desenvolvimento da linguagem, tanto escrita quanto oral, são
atributos pra lá de especiais, mas não acaba por aí.

23
Horta na escola

Ao colocarem a mão na terra e plantarem frutas e verduras na


escola, os alunos se familiarizam com os alimentos, compreendem
do que eles são feitos e como podem contribuir para uma
alimentação adequada.

24
Descobrindo os sons dos objetos

 Promove o desenvolvimento motor


 Possibilita a aprendizagem na prática

25
Brincando de deitar e rolar

 Vai brincar deitar e rolar


 Rir de montão
 Sempre feliz com amiguinhos

26
27
PASSA PRENDA

Os participantes formam uma roda e, conforme a contagem


regressiva, vão passando a bola.

28
Referencias:

BRASIL. Estatuto da Criança e do Adolescente. Lei n° 8069, de 13 de


julho de 1990.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n° 9394,


de 20 de

dezembro de 1996.

BROUGÉRE, Gilles. Brinquedo e Cultura. Revisão Técnica e Versão


Brasileira

adaptada por Wajskop, Gisela- São Paulo: Cortez, 1995.Coleção


questões da nossa

época.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Minidicionário da


Lingua Portuguesa. 3.ed.

Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993.

GARCIA 2003 apud, GOMES, Jani Célia Santos. Brincar: uma


história de ontem e

29
hoje. Campinas—SP. 2006/UNICAMP (conclusão de
graduação).

KISHIMOTO 1993, apud CARVALHO, Levindo Diniz. UFMG -


GT-07: Educação de

crianças de 0 a 6 anos. Agência financiadora: CNPq.

30