Você está na página 1de 17
GESTÃO APLICADA I
GESTÃO APLICADA I
GESTÃO APLICADA I

GESTÃO APLICADA I

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 Legislação Trabalhista www.cepep.com.br Você conhece toda a
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 Legislação Trabalhista www.cepep.com.br Você conhece toda a

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

Legislação Trabalhista

www.cepep.com.br

Você conhece toda a legislação do Brasil?I - AULA 05 Legislação Trabalhista www.cepep.com.br Você conhece todos os seus direitos e deveres? Certamente

Você conhece todos os seus direitos e deveres?

Certamente não! Veja o que diz nossa legislação:

“Ninguém se isenta de culpa alegando o desconhecimento da lei”.

Parece ironia, mas o sistema exige de todo cidadão o conhecimento da lei. Ninguém poderá alegar sua defesa afirmando que não conhece a lei.

Quantas vezes ao longo de sua vida você estudou algum assunto da área do Direito? Por que não é ensinado o Direito profundamente nas escolas? Lembrem-se alunos e alunas, nada é inocente!

Vamos nesta aula apresentar a responsabilidade trabalhista. Você vai aprender os direitos e deveres básicos do trabalhador.

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

84

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br A Responsabilidade Trabalhista Você sabia que
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br A Responsabilidade Trabalhista Você sabia que

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

www.cepep.com.br

A Responsabilidade Trabalhista

Você sabia que a Consolidação das Leis do Trabalho – CLT foi aprovada no Brasil pelo presidente da república Getúlio Vargas através do decreto-lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943.

Antes de conhecer um pouco os artigos da CLT, vamos entender a responsabilidade trabalhista.

A palavra responsabilidade é originária do verbo latino “respondere”. Todo indivíduo que pratica uma ação ou uma omissão, por ela responde, sendo obrigado a justificá-la perante as pessoas e a própria sociedade.da CLT, vamos entender a responsabilidade trabalhista. Responsabilidade Trabalhista Fator Gerador do ilícito

Responsabilidade Trabalhista

Fator Gerador do ilícito

Tipo de ação

Consequências

Descumprimento de obrigações Contratuais

Ação Trabalhista

Indenização

Descumprimento de obrigações Previdenciárias

Ação Trabalhista

Multa

Descumprimento de obrigações Acidentárias

Ação Trabalhista

Indenização

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

85

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 Temos: www.cepep.com.br Ÿ O fato gerador do
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 Temos: www.cepep.com.br Ÿ O fato gerador do

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

Temos:Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br Ÿ O fato gerador do ilícito

www.cepep.com.br

Ÿ O fato gerador do ilícito (O que não esta conforme a lei), que é o não cumprimento de obrigações;

Ÿ O tipo de ação, que é uma ação trabalhista;

Ÿ E as consequências, que podem ser indenização ou multa.

Lembrando que o agente responsável pelo processamento é a Justiça do Trabalho e o dispositivo legal é a Consolidação das Leis do Trabalho – CLT.

Para o sucesso nos estudos, você deve ter organização, planejamento e executar a ação. Lembre-se você faz o seu horário de estudo, mas deve seguir a agenda de atividades! Porque estamos registrando isso porque estudar a distância vai depender muito da sua ação e da sua execução das atividades e dos estudos. Você pode contar com a Equipe do SEAD- Setor Educação a Distância, sem esquecer que a peça fundamental desse jogo é VOCÊ!do Trabalho e o dispositivo legal é a Consolidação das Leis do Trabalho – CLT. SEAD

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

86

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br EXERCÍCIO 1 Na responsabilidade Trabalhista o
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br EXERCÍCIO 1 Na responsabilidade Trabalhista o

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

www.cepep.com.br

EXERCÍCIO 1

Na responsabilidade Trabalhista o descumprimento de obrigações contratuais gera a consequência de:

a)( )Multa.

b)(

c)( )Indenização.

)Prestação de serviços para a sociedade.

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

87

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br Direitos e Deveres Básicos do Trabalhador
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br Direitos e Deveres Básicos do Trabalhador

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

www.cepep.com.br

Direitos e Deveres Básicos do Trabalhador

Vou agora responder algumas perguntas que geralmente causam dúvidas!

Gostaria que você ao longo deste estudo pensasse como Empregador e Empregado para desenvolver uma visão crítica acerca da legislação trabalhista, ou seja, o que seria melhor para os dois lados (Empregador e Empregado)?responder algumas perguntas que geralmente causam dúvidas! Segundo a CLT no Título I – Introdução, temos

Segundo a CLT no Título I – Introdução, temos nos artigos segundo e terceiro os conceitos de Empregador e Empregado:

Art. 2º - Considera-se empregador a empresa, individual ou coletiva, que, assumindo os riscos da atividade econômica, admite, assalaria e dirige a prestação pessoal de serviço.

Art. 3º - Considera-se empregado toda pessoa física que prestar serviços de natureza não eventual a empregador, sob a dependência deste a mediante salário.

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

88

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 Questionamentos Frequentes: www.cepep.com.br PERGUNTA: Quais são os
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 Questionamentos Frequentes: www.cepep.com.br PERGUNTA: Quais são os

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

Questionamentos Frequentes:

www.cepep.com.br

PERGUNTA: Quais são os tipos de contrato de trabalho?

RESPOSTA: Há os contratos com ou sem vínculo empregatício.

PERGUNTA: Como se dá em cada caso?

RESPOSTA: Com vínculo empregatício o registo do funcionário é obrigatório e sem vínculo empregatício a relação é traduzida na prestação de serviço.

PERGUNTA: O que é o estágio?

RESPOSTA: A lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, define o estágio como o ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação para o trabalho produtivo do estudante. O estágio integra o intinerário formativo do educando e faz parte do projeto pedagógico do curso.

PERGUNTA: O que é preciso para contratar um estagiário?

RESPOSTA: O estudante precisa obter autorização da instituição de ensino para estagiar, e a partir disso o contrato de estágio pode ser elaborado. Além do contrato, chamado de Termo de Convênio, haverá o Termo de Compromisso. Os dois são elaborados pela instituição de ensino ou agente de integração. O estagiário é remunerado por uma bolsa-auxílio.

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

89

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br O estágio não é emprego! É
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br O estágio não é emprego! É

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

www.cepep.com.br

Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br O estágio não é emprego! É somente

O estágio não é emprego! É somente um aprendizado, ou seja, você colocará em prática o conhecimento adquirido pela instituição de ensino CEPEP. Porem, do estágio poderá nascer uma oportunidade de emprego.

SAIBA +

Pesquise no site do Centro de integração Empresa-Escola (CIEE):

<www.ciee.org.br>

Para você realizar essa pesquisa basta selecionar o endereço do site, este www.ciee.org.br, copiá-lo, abrir seu navegador (Internet Explorer, Chrome ou Mozila) e no retângulo branco que www.ciee.org.br, copiá-lo, abrir seu navegador (Internet Explorer, Chrome ou Mozila) e no retângulo branco que fica na parte superior do navegador, você cola o endereço e clica em “enter”.

PERGUNTA: Como funciona o período de experiência?

RESPOSTA: É um contrato de trabalho por tempo determinado com duração de até 90 dias, no qual, a empresa pode dispensar ou efetivar o funcionário. Exemplo: 45 dias prorrogáveis por mais 45 dias ou de 30 em 30 dias.

Lembrando que o período de experiência é de até 90 dias e não 3 meses

Lembrando que o período de experiência é de até 90 dias e não 3 meses como muitos comentam.

Caro (a) aluno (a) a qualquer momento você pode direcionar suas dúvidas para o fórum

Caro (a) aluno (a) a qualquer momento você pode direcionar suas dúvidas para o fórum da respectiva aula. Participe você é muito importante nessa ferramenta de interação!

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

90

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br Continuando com nossos questionamentos! PERGUNTA: É
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br Continuando com nossos questionamentos! PERGUNTA: É

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

www.cepep.com.br

Continuando com nossos questionamentos!Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br PERGUNTA: É necessário que o empregador assine

PERGUNTA: É necessário que o empregador assine a carteira de trabalho?

RESPOSTA: Por lei, no ato da admissão, o empregador tem que devolver a carteira assinada ao trabalhador em um prazo máximo de 48 horas.

PERGUNTA: Quais são as penalidades para quem não registrar funcionários?

RESPOSTA: Multa por funcionário em situação irregular.

PERGUNTA: Quem faz as fiscalizações nas empresas?

RESPOSTA: O Ministério do Trabalho e Emprego através dos auditores fiscais do trabalho.

PERGUNTA: Qual o limite de horas de trabalho por dia? Como funciona a hora extra?

RESPOSTA: A jornada de trabalho é de oito horas por dia. Caso o empregado trabalhe mais do que isso, o empregador deve pagar as horas extras, com acréscimo de no mínimo 50% em dias úteis e 100% em domingos e feriados em cima do valor da hora normal de trabalho. Vale ressaltar que o máximo permitido por dia de horas extras é de duas horas.

o valor da hora extra em dias úteis.Vale ressaltar que o máximo permitido por dia de horas extras é de duas horas. SEAD

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

91

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br Se alguém recebe por dia R$
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br Se alguém recebe por dia R$

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

www.cepep.com.br

Se alguém recebe por dia R$ 40,00, cada uma das oito horas trabalhadas vale R$ 5,00, pois, 8 horas dia x R$ 5,00 = R$ 40,00 correto. Assim, se trabalhar além do expediente normal, deve ganhar pelo menos R$ 7.50 por cada hora trabalhada além do expediente, ou seja, 50% de R$ 5,00 é igual a R$ 2,50, logo, R$ 5,00 + R$ 2,50 = R$ 7,50.

OBSERVAÇÃO 1: Nos acordos coletivos, um número maior do que os 50% pode ser combinado entre empregador, empregados e sindicato. Somente em casos excepcionais a lei admite a prorrogação da jornada diária sem pagamento de hora extra.

OBSERVAÇÃO 2: Para você saber o valor de sua hora normal de trabalho divida o seu salário por 220, que são as horas de trabalho ao mês.

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

92

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 EXERCÍCIO 2 www.cepep.com.br Por lei, no ato
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 EXERCÍCIO 2 www.cepep.com.br Por lei, no ato

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

EXERCÍCIO 2

www.cepep.com.br

Por lei, no ato da admissão, o empregador tem que devolver a carteira assinada ao trabalhador em um prazo máximo de:

a)(

)3 meses.

b)(

)48 horas.

c)(

)24 horas.

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

93

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 PERGUNTA: O que é o banco de
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 PERGUNTA: O que é o banco de

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

PERGUNTA: O que é o banco de horas?

www.cepep.com.br

RESPOSTA: É uma forma de compensação legal, criada pela CLT, que evita o pagamento das horas extras. O tempo excedente de um dia é registrado e compensado pela diminuição em outro dia. É permitido desde que seja respeitado o limite máximo de 2 horas a mais de trabalho por dia.

Exemplo: Um trabalhador realizou o banco de horas em quatro dias, sendo 2 horas por dia, logo, este empregado terá direito a um dia de folga que será compensado.

PERGUNTA: Todos têm direito a 13º salário e férias?

RESPOSTA: No final do ano, o trabalhador recebe o 13º salário. Se estiver há menos de um ano no emprego, o 13º é calculado proporcionalmente ao tempo trabalhado, a primeira parcela do 13º deve ser paga até novembro, e a segunda parcela até o dia vinte de dezembro. Após um ano de serviço, o trabalhador tem direito a um mês de férias remuneradas. Ele deve receber o seu salário mais um terço do mesmo.

PERGUNTA: O trabalhador pode ser contratado ganhando menos do que indica o piso salarial da categoria?

RESPOSTA: Nenhum empregado pode receber menos que o piso salarial da categoria previsto por lei. O piso salarial é obrigatório e não indicativo.

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

94

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br PERGUNTA: Se o trabalhador precisar sair
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br PERGUNTA: Se o trabalhador precisar sair

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

www.cepep.com.br

PERGUNTA: Se o trabalhador precisar sair do trabalho por algumas horas para tirar um documento, como carteira de motorista, a empresa tem o direito de descontar essas horas?

RESPOSTA: Em princípio, sim. A lei não permite que o empregado se ausente do serviço sem a autorização do empregador. Nada impede que o trabalhador converse com o empregador e tente ajustar com ele alguma forma de compensar esse tempo que vai gastar nas atividades do seu interesse.

OBSERVAÇÃO: Há algumas hipóteses onde o empregado tem direito de se ausentar do serviço por algum tempo, sem prejuízo do salário:

Ÿ Até três dias consecutivos, em razão de casamento;

Ÿ Por cinco dias, para os homens em caso de nascimento de filho;

Ÿ Por um dia a cada doze meses de trabalho, quando ocorrer doação de sangue devidamente comprovada;

Ÿ Até dois dias consecutivos para o fim de se alistar como eleitor;

Ÿ Até dois dias consecutivos em caso de falecimento de cônjuge, ascendente, descendente, irmão ou pessoa declarada na CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social) que viva sob sua dependência econômica;

Ÿ Sob as exigências do serviço militar;

Ÿ Nos dias de provas em exame de vestibular

Ÿ Quando tiver de comparecer a juízo.

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

95

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 EXERCÍCIO 3 www.cepep.com.br É uma forma de
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 EXERCÍCIO 3 www.cepep.com.br É uma forma de

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

EXERCÍCIO 3

www.cepep.com.br

É uma forma de compensação legal, criada pela CLT, que evita o pagamento das horas extras. O tempo excedente de um dia é registrado e compensado pela diminuição em outro dia. É permitido desde que seja respeitado o limite máximo de 2 horas a mais de trabalho por dia. Este conceito faz referência:

a)(

)Ao Salário Mínimo.

b)(

)Ao 13º salário.

c)(

)Ao Banco de Horas.

EXERCÍCIO 4

Há algumas hipóteses onde o empregado tem direito de se ausentar do serviço

por

o

casamento, por onde o trabalhador tem o direito de:

algum

tempo,

sem

prejuízo

do

salário.

Uma

dessas

hipóteses

é

a)(

)Até Dez dias consecutivos.

b)(

)Até Três dias consecutivos.

c)(

)No caso de casamento o trabalhador não tem este direito.

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

96

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br PERGUNTA: O descanso semanal tem de
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br PERGUNTA: O descanso semanal tem de

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

www.cepep.com.br

PERGUNTA: O descanso semanal tem de ser aos domingos?

RESPOSTA: Parte deste descanso preferencialmente será aos domingos. Nos serviços que exigirem trabalho aos domingos o descanso semanal acontecerá em sistema de revezamento, a partir de uma escala mensal, sujeita à fiscalização.

PERGUNTA:

Empregado?

Quem

deve

pagar

o

Vale-Transporte

o

Empregador

ou

o

RESPOSTA: O custeio do Vale-Transporte é suportado pelo empregado em até 6% do seu salário base, cabendo o restante do custo ao empregador.

Para finalizar toda empresa deve oferecer ao funcionário os benefícios obrigatórios. O funcionário tem direito ao Fundo de Garantia por tempo de Serviço (FGTS), férias remuneradas, décimo terceiro salário e vale transporte. Os opcionais mais comuns são assistência médica, programa de alimentação ao trabalhador e bolsa de estudo. Outros benefícios podem se tornar obrigatórios devidos a acordos de classe, portanto é recomendável checar com o sindicato.

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

97

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br Encerrando esta disciplina Gestão Aplicada I,
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 www.cepep.com.br Encerrando esta disciplina Gestão Aplicada I,

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

www.cepep.com.br

Encerrando esta disciplina Gestão Aplicada I, desejo a todos: Saúde, Paz, Felicidade e Sucesso profissional!

Utilize o seu conhecimento para o bem, participe das atividades da disciplina e lembre-se do pensamento de Sócrates:

“Só sei que nada sei”.

Um abraço!

Professor : Swlean Chaves Ibiapina.

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

98

Gestão Aplicada I

Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 Referências Bibliograficas www.cepep.com.br AKTOUF, Omar; FACHIN, Roberto
Gestão Aplicada I GESTÃO APLICADA I - AULA 05 Referências Bibliograficas www.cepep.com.br AKTOUF, Omar; FACHIN, Roberto

GESTÃO APLICADA I - AULA 05

Referências Bibliograficas

www.cepep.com.br

AKTOUF, Omar; FACHIN, Roberto Costa; FISCHER, Tania. A administração entre a tradição e a renovação. São Paulo: Atlas, 1996.

ANSOFF, H. Igor. Do planejamento estratégico à administração estratégica. São Paulo: Atlas, 1990.

Constituição da República Federativa do Brasil. Disponível em:

<http://www.planalto.gov.br/ccvil_03/constituicao/constituicaocompilado.ht

m>

Consolidação das Leis do Trabalho. Disponível em:

<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto-lei/del5452.htm>

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração: uma visão abrangente da moderna administração das organizações. 7. ed., Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

GOUNET, Thomas. Fordismo e toyotismo na civilização do automóvel. São Paulo: Boitempo editorial, 1992.

HUNTER, James C. O monge e o executivo. Rio de Janeiro: Sextante, 2004. Lei do Estágio. Disponível em:

<http://www.ciee.org.br/portal/cartilha_lei_estagio.pdf>

LODI, João Bosco. História da administração. São Paulo: Pioneira, 1976.

MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Introdução à administração. 7. ed., São Paulo: Atlas, 2007.

ORIBE, Claudemir. Os 70 anos do ciclo PDCA. Revista Banas Qualidade. N. 209. Ano XVII. Outubro/2009. Pag. 20-25.

SEAD EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA
SEAD
EDUCAÇÃO A DISTÂ NCIA

99