Você está na página 1de 3

1.

Defina previsão, fale de suas três principais técnicas e explique o modelo de


evolução sazonal de consumo e o método da média ponderada.

A previsão de consumo ou demanda estabelece estimativas de materiais, produtos acabados,


consumidos ou vendidos.
As três principais técnicas de previsão estabelecidas por Dias (2010) são:
 Projeção: É uma técnica essencialmente quantitativa, que concebe o futuro como uma
reprodução do passado. Nesse caso, a evolução das vendas no futuro ocorreria da
mesma forma como aconteceu no passado.
 Explicação: Observa-se o uso de técnicas de regressão e correlação. Procura relacionar
vendas do passado com outra variável cuja evolução é conhecida ou previsível.
 Predileção: Funcionários experientes e conhecedores de fatores influentes nas vendas
e no mercado estabelecem a evolução das vendas futuras.
O modelo de evolução sazonal de consumo estabelece que o consumo pode sofrer flutuação
de natureza positiva ou negativa e o considera sazonal quando seu desvio padrão
corresponde a 25% de sua demanda média e quando aparecer condicionado a determinadas
causas.
O método da média ponderada é uma evolução do método da média móvel, em que os
valores dos períodos mais próximos recebem peso maior que os valores correspondentes
aos períodos menos atuais. A escolha do valor dos pesos e número de períodos também é
arbitrária e experimental. Os pesos são decrescentes, períodos mais recentes têm pesos
maiores. A soma dos pesos de todos os períodos deve ser 100%.
𝑛

𝐶̅ = ∑ 𝐶𝑡−𝑖 ⋅ 𝑃𝑡−𝑖
𝑖=1
C 𝑡 − 𝑖 = consumo efetivo no período 𝑡 − 𝑖
P 𝑡 − 𝑖 = peso atribuído ao consumo no período 𝑡 − 𝑖

2. Defina ponto do pedido (PP), tempo de reposição (TR) e explique seus respectivos
cálculos, destacando a relação existente entre eles. Fundamente sua explicação
com um gráfico dente-de-serra.

O Ponto do Pedido é a denominação que se dá para o ponto de valor pré-determinado que


aponta para a necessidade de ressuprimento do estoque. Pode ser expresso pela seguinte
fórmula:
PP = (DM ⋅ TR) + ES
PP = Ponto do Pedido
DM = Demanda Média
TR = Tempo de Reposição
ES = Estoque de Segurança

O tempo de reposição caracteriza-se por ser o tempo que engloba desde a percepção de que é
necessário repor o estoque até a efetiva disponibilidade do item para consumo. Pode ser
explicado com base na subdivisão de seus tempos, de forma que:
TR = tempo da percepção da necessidade e emissão pedido + tempo de emissão e
processamento pelo fornecedor + tempo de transporte e efetiva disponibilidade para consumo

O gráfico dente-de-serra representa bem em sua configuração a relação entre esses dois
conceitos na dinâmica do estoque.
3. Sobre gerenciamento do risco de manter estoques:

a) Explique como é calculado o indicador de razão da previsão, fale de sua relação com o
controle da previsão de demanda e como ele pode ser utilizado no cálculo do estoque de
segurança.
O indicador da razão da previsão é expresso pela razão da Demanda Real com a Previsão da
Demanda, conforme ilustrado:

𝐷𝑒𝑚𝑎𝑛𝑑𝑎 𝑅𝑒𝑎𝑙
𝑅𝑃 =
𝑃𝑟𝑒𝑣𝑖𝑠ã𝑜 𝑑𝑎 𝐷𝑒𝑚𝑎𝑛𝑑𝑎

Seu cálculo é muito útil pois sua média e desvio padrão podem informar sobre o grau de
assertividade das previsões. Informação útil inclusive para a formação dos estoques de
segurança. Percebe-se que uma razão de previsão >1 indica que a demanda real está sendo
maior que a prevista. Já se for <1, indica que a demanda real está sendo menor que a demanda
prevista.

b) Explique o cálculo do indicador da quantidade fornecida, fale de sua importância para


controlar as incertezas na quantidade recebida e explique como ele pode ser utilizado
como indicador de desempenho (grau de atendimento).

O indicador da quantidade fornecida é o quociente entre a quantidade efetivamente disponível e


a quantidade pedida, conforme ilustrado.

𝑄𝑢𝑎𝑛𝑡𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑒𝑓𝑒𝑡𝑖𝑣𝑎𝑚𝑒𝑛𝑡𝑒 𝑑𝑖𝑠𝑝𝑜𝑛í𝑣𝑒𝑙


𝑄𝐹 =
𝑄𝑢𝑎𝑛𝑡𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑝𝑒𝑑𝑖𝑑𝑎

Seu cálculo é fundamental para que se tenha um panorama sobre a quantidade do produto que
está sendo realmente entregue pelo fornecedor, o que demonstra quantitativamente o seu
desempenho e auxilia o comprador a ter uma noção mais apurada do quanto deve-se pedir para
que se tenha a quantidade realmente desejada.

4. Sobre estoque de segurança:

a) Defina estoque de segurança (estoque mínimo), fale sobre as principais fontes de


incertezas no dimensionamento do estoque de segurança.

O ES é o estoque reserva que se deve manter a fim de minimizar as incertezas nos processos
de compra, ressuprimento e efetiva disponibilidade para consumo, de forma a garantir o nível de
serviço ao cliente.
As principais fontes de incerteza no dimensionamento do estoque dizem respeito ao
desconhecimento dos valores exatos da demanda futura, das incertezas no desempenho do
fornecedor, nas flutuações do mercado e, além disso, nos fatores que inviabilizam o correto
dimensionamento do estoque de segurança, como a falta de uma base de dados estatísticos
sobre a demanda e a falta de integração entre os setores que culmina no superdimensionamento
das quantidades a serem adquiridas e no caso de métodos majoritariamente empíricos para sua
previsão.

b) Explique o cálculo do estoque de segurança com grau de atendimento definido,


utilizando a curva normal.

A distribuição normal (curva de Gauss) pode estabelecer o grau de atendimento com base no
desvio padrão, identificando a ocorrência de demanda acima da média.
O valor de uma variável tem ocorrência normal quando está entre 95% da área sob a curva em
forma de sino, cujas extremidades ocupam 2,5% cada.
Para fins de cálculo do ES, só deve ser analisada a demanda > demanda média (desvios padrão
positivos).
5. Defina lote econômico e explique o modelo de lote econômico de compras (sem
faltas) que resultou de uma pesquisa de W. Harris (1913).

Lote econômico de compras é a quantidade a ser comprada, com isso minimiza o custo de pedir
e o custo de estocagem. Quanto maior for a quantidade comprada, menor será o custo de pedir
e maior será o custo de armazenar.

O lote econômico tem 3 características:


1.. o período de um ano(t)
2.. demanda mensal é conhecida, com taxa constante.
3.. a reposição do estoque é instantânea.

Interesses relacionados