Você está na página 1de 9

LISTA DE EXERCÍCIOS DE FILOSOFIA I

PRÉ-SOCRÁTICOS - UNIOESTE
PROFESSOR BRUNO S. FERRACIOLI

(2013.1) 1. “Não é fácil definir se a ideia Das afirmativas feitas acima


dos poemas homéricos, segundo a qual
o Oceano é a origem de todas as coisas, A. apenas a afirmação V está correta.
difere da concepção de Tales, que
B. apenas as afirmações III e V estão
considera a água o princípio original do
corretas.
mundo; seja como for, é evidente que a
representação do mar inesgotável C. apenas as afirmações II e IV estão
colaborou para a sua expressão. Em corretas.
todas as partes da Teogonia de Hesíodo
reina a vontade expressa de uma D. apenas as afirmações I, II e IV estão
compreensão construtiva e uma perfeita corretas.
coerência na ordem racional e na
formulação dos problemas. Por outro E. apenas as afirmações I, III e V estão
lado, a sua cosmologia ainda apresenta corretas.
uma irreprimível pujança de criação
(2012.1) 2. O que há em comum entre
mitológica, que muito mais tarde ainda
Tales, Anaximandro e Anaxímenes de
age sobre as doutrinas dos “fisiólogos”,
Mileto, entre Xenófanes de Colofão e
nos primórdios da filosofia “científica”,
Pitágoras de Samos? “Todos esses
e sem a qual não se poderia conceber a
pensadores propõem uma explicação
atividade prodigiosa que se expande na
racional do mundo, e isso é uma
criação das concepções filosóficas do
reviravolta decisiva na história do
período mais antigo da ciência” Werner
pensamento” (Pierre Hadot).
Jaeger.
Com base no texto e nos conhecimentos
Considerando o texto acima sobre o
sobre as relações entre mito e filosofia,
surgimento da filosofia na Grécia,
seguem as seguintes proposições:
seguem as afirmativas abaixo:
I. Os filósofos pré-socráticos são
I. O surgimento da filosofia não coincide
conhecidos como filósofos da physis
com o início do uso do pensamento
porque as explicações racionais do mundo
racional.
por eles produzidas apresentam não
II. O surgimento da filosofia não coincide apenas o início, o princípio, mas também o
com o fim do uso do pensamento mítico. desenvolvimento e o resultado do processo
pelo qual uma coisa se constitui.
III. Tales de Mileto, no século VI a.C., ao
propor a água como princípio original do II. Os filósofos pré-socráticos não foram os
mundo, rompe definitivamente com o primeiros a tratarem da origem e do
pensamento mítico. desenvolvimento do universo, antes deles
já existiam cosmogonias, mas estas eram
IV. Mitos estão presentes ainda nos textos de tipo mítico, descreviam a história do
filosóficos de Platão (século IV a.C.), como, mundo como uma luta entre entidades
por exemplo, o mito do julgamento das personificadas.
almas.
III. As explicações racionais do mundo
V. Os primeiros filósofos gregos, chamados elaboradas pelos pré-socráticos seguem o
“pré-socráticos”, em sua reflexão, não se mesmo esquema ternário que estruturava
ocupavam da natureza (Physis). as cosmogonias míticas na medida em que
também propõem uma teoria da origem do I. Ela foi revelada pela deusa Razão a
mundo, do homem e da cidade. Tales de Mileto quando este afirmou que o
princípio de tudo é a água.
IV. O nascimento das explicações racionais
do mundo são também o surgimento de II. Ela foi inventada pelos gregos e decorre
uma nova ordem do pensamento, do advento da Polis, a cidade organizada
complementar ao mito; em certos por leis e
momentos decisivos da história da filosofia
as duas ordens de pensamento chegam a instituições que, por meio delas, eliminou
coexistir, exemplo disso pode ser todo tipo de disputa.
encontrado no diálogo platônico Timeu
III. Ela rejeita o sobrenatural, a interferência
quando, na apresentação do “mito mais
de agentes divinos na explicação dos
verossímil”, a figura mítica do Demiurgo é
fenômenos;
introduzida para explicar a produção do
mundo. problematiza, discute e põe em questão até
mesmo as teorias racionais elaboradas
V. Tales de Mileto, um dos Sete Sábios,
com rigor
além de matemático e físico é considerado
filósofo – o fundador da filosofia, segundo filosófico.
Aristóteles – porque em sua proposição “A
água é a origem e a matriz de todas as IV. Surgiu no século VI a.C. nas colônias
coisas” está contida a proposição “Tudo é gregas da Magna Grécia e da Jônia,
um”, ou seja, a representação de unidade. apenas no século seguinte deslocou-se
para Atenas.
Assinale a alternativa correta.
V. Ocupa-se com os princípios, as causas
A. As proposições III e IV estão incorretas. e condições do conhecimento que pretenda
ser racional e verdadeiro; põe em questão
B. Somente as proposições I e II estão
e problematiza valores morais, políticos,
corretas.
religiosos, artísticos e culturais.
C. Apenas a proposição IV está incorreta.
Das afirmações feitas acima
D. Todas as proposições estão incorretas.
A. I, III e V são corretas.
E. Todas as proposições estão corretas.
B. I e II são incorretas.
(2011.1) 3. "Advento da Polis,
C. II, IV e V são corretas.
nascimento da filosofia: entre as duas
ordens de fenômenos os vínculos D. todas são corretas.
sãodemasiado estreitos para que o
pensamento racional não apareça, em E. todas são incorretas.
suas origens, solidário das estruturas
sociais e mentais próprias da cidade (2OO9.1) 4. “A filosofia nasceu como
grega. Assim recolocada na história, a uma forma de pensar específica, como
filosofia despoja-se desse caráter de interrogação sobre o próprio homem
revelação absoluta que às vezes lhe foi como ser no mundo, quando o homem
atribuído, saudando, na jovem ciência passou a confrontar-se com as
dos jônios, a razão intemporal que veio entidades míticas e religiosas e
encarnar-se no Tempo. A escola de procurou uma explicação racional para a
Mileto não viu nascer a Razão; ela sua existência e a existência das
construiu uma razão, uma primeira coisas”. (A. A. P. Mendes)
forma de racionalidade". Jean Pierre
Sobre a Filosofia, é INCORRETO afirmar
Vernant.
que
Sobre a Filosofia seguem as seguintes
afirmações:
(A) a Filosofia é uma reflexão crítica sobre (2010.4) 6. “Reflexão significa
o conhecimento, sobre a ação e sobre o movimento de volta sobre si mesmo ou
Ser. movimento de retorno a si mesmo. A
reflexãoé o movimento pelo qual o
(B) a ciência atual superou completamente pensamento volta-se para si mesmo,
o pensamento filosófico. interrogando a si mesmo. A
reflexãofilosófica é radical porque é um
(C) a Filosofia pode ser considerada a
movimento de volta do pensamento
superação do pensamento mítico.
sobre si mesmo para conhecer-se a
(D) a Filosofia nasceu na Grécia do século simesmo, para indagar como é possível
VI a.C. o próprio pensamento. Não somos,
porém, somente seres pensantes.Somos
(E) a Filosofia sofreu mudanças desde seu também seres que agem no mundo. [...]
surgimento. A reflexão filosófica também se volta
para essas relaçõesque mantemos com
(2009.2) 5. “A ignorância mais a realidade circundante, para o que
condenável não é essa de supor saber o dizemos e para as ações que realizamos
que não se sabe? É talvez nesse ponto, nessasrelações.” (M. Chauí)
senhores, que difiro do comum dos
homens; se nalguma coisa me posso Sobre a Filosofia, conforme o texto
dizer mais sábio que alguém, é nisto de, acima, seguem as seguintes afirmações:
não sabendo o bastante sobre o Hades,
não pensar que o saiba”. (Platão)Neste I – Independentemente de seu conteúdo ou
texto, Platão apresenta a concepção objeto, uma característica fundamental da
socrática de Filosofia. Sobre ela, Filosofia é aindagação, a interrogação.
seguem as seguintes afirmações:
II – A Filosofia direciona perguntas como “o
I – A verdade torna o homem melhor, pois que é?”, “por que é?” e “como é?” ao
tem como resultado ultrapassar o homem mundo que nos cerca, ao próprio homem e
comum. às relações que o homem estabelece.

II – Saber que nada se sabe é o primeiro III – A Filosofia não é algo importante
passo para se atingir a verdade. porque não somos apenas seres
pensantes.
III – O método socrático (a maiêutica) é
irônico, porque pressupõe saber que nada IV – A reflexão sobre o conhecer e o agir
se sabe. humanos fazem parte da reflexão filosófica.

IV – O saber que nada se sabe permite ao V – A reflexão filosófica é radical porque é


indivíduo livrar-se dos preconceitos e abrir feita sem nenhum tipo de objetivo.
caminho até o conhecimento verdadeiro.
Das afirmações feitas acima
V – O constante questionamento deve ser
A. apenas as afirmativas I, II e IV estão
a atividade fundamental do filósofo.
corretas.
Das proposições feitas acima
B. apenas as afirmativas I, II e III estão
(A) apenas II e IV são corretas. corretas.

(B) I, II e V são corretas. C. apenas as afirmativas I, II, III e V estão


corretas.
(C) II, III e IV são corretas.
D. todas as afirmativas estão corretas.
(D) todas elas são corretas.
E. todas as afirmativas estão incorretas.
(E) todas elas são incorretas.
(2010.8) 7. O Oráculo de Delfos teria
declarado que Sócrates (470-399 a.C.)
era o mais sábio dos homens. Essa
profecia marcou decisivamente a
concepção socrática de Filosofia, pois
GABARITO
sua verdade não era óbvia: “Logo ele,
sem qualquer especialização, ele que 1. D
estava ciente de sua ignorância? Logo
ele, numa cidade [Atenas] repleta de
artistas, oradores, políticos, artesãos? 2. E
Sócrates parece ter meditado bastante
tempo, buscando o significado das
palavras da pitonisa. Afinal concluiu que 3. B
sua sabedoria só poderia ser aquela de
saber que nada sabia, essa consciência
da ignorância sobre as coisas que era
4. B
sinal e começo da autoconsciência.” (J.
A. M. Pessanha) 5. D
Sobre a filosofia de Sócrates, é
INCORRETO afirmar que 6. A
A. a filosofia de Sócrates consiste em
buscar a verdade, aceitando as opiniões 7. A
contraditórias dos homens; quanto mais
importante era a posição social de um Questão 1 -
homem, mais verdadeira era sua opinião. Para entender a História, é importante buscar
meios, a fim de explicá-la e poder compreender
B. a sabedoria de Sócrates está em saber melhor as relações sociais e os mistérios do
que nada sabe, enquanto os homens em mundo. Na Antiguidade, a filosofia grega muito
geral estão impregnados de preconceitos e contribuiu para a reflexão e, mesmo nos dias
atuais, sua produção tem acentuado destaque
noções incorretas, e não se dão conta no pensamento ocidental. Com relação à
disso. contribuição dos filósofos gregos, podemos
afirmar que:
C. o reconhecimento da própria ignorância
é o primeiro passo para a sabedoria, pois, A) as teorias de Platão sedimentaram as
assim, podemos nos livrar dos preconceitos bases do idealismo, pois defendiam o
e abrir caminho para a verdade. relativismo político e se contrapunham
aos ensinamentos de Sócrates;
D. após muito questionar os valores e as B) as reflexões dos sofistas causaram
certezas vigentes, Sócrates foi acusado de grande impacto na sociedade da
não respeitar os deuses oficiais época, com seu relativismo e seus
(impiedade) e corromper a juventude; foi questionamentos sobre a existência da
julgado e condenado à morte por ingestão verdade;
de cicuta. C) a filosofia de Aristóteles sintetizou o
pensamento do mundo antigo,
E. o caminho socrático para a sabedoria contribuindo para afirmar a
deve ser trilhado pelo próprio indivíduo, que possibilidade do relativismo e a
necessidade de certezas absolutas;
deve por ele mesmo reconhecer seus
preconceitos e opiniões, rejeitá-los e, D) as reflexões de Sócrates sobre a ética
através da razão, atingir a verdade e a virtude não foram sistematizadas e
imutável. eram totalmente contrárias às reflexões
de Aristóteles;
E) a compreensão que os pré-socráticos
tinham da formação do universo pouco
significou para o pensamento filosófico,
sobretudo as teorias de Demócrito e homem uma compreensão mais
Parmênides. sistematizada da realidade, com o que
surgiria a doxografia.
Questão 2 -
Verdadeiros fundadores da filosofia, os
pensadores “pré-socráticos” inauguraram, a E) O Estado teocrático grego, sob a
partir do século VI a.C., uma nova atitude mental influência fenícia, promoveu grande
ante a realidade material, substituindo desenvolvimento intelectual, sobretudo
progressivamente as elaborações de cunho no que concerne à Matemática e à
mitológico por especulações de caráter Geometria.
científico-filosófico. A propósito desse
importante momento da história da filosofia, são
feitas as seguintes afirmações:
Questão 4 -
I) Segundo a tradição, Tales de Mileto foi o
primeiro filósofo a tratar a questão da origem e Sobre o conceito de arché, analise as
transformação de todas as coisas. Para ele, “a afirmativas:
água era o princípio de tudo”. I. Designa o caráter naturalista das investigações do
II) Atribui-se a Pitágoras de Samos (e a seus período pré-socrático.
seguidores) a ideia de que “ todas as coisas são
como os números”, ou seja, de que todo o II. Designa o sistema filosófico desenvolvido por
mundo – inclusive a alma – se forma segundo Tales de Mileto no século VI a.C.
uma estrutura harmônica. III. Designa a causa sobrenatural a partir da qual
III) Os atomistas (Leucipo de Mileto e Demócrito tudo teria se originado.
de Abdera) afirmavam ser toda a matéria
formada por átomos, ou seja, pó “partículas IV. Designa o princípio material comum a todas as
minúsculas, eternas e indivisíveis”, que, em coisas que existem.
movimento, se chocavam entre si, provocando Está(ão) correta(s):
assim o nascimento, a mudança e aniquilamento
de todas as coisas.
A) afirmativa I.
Assinale:
B) afirmativas II e IV.
A) se apenas I é correta.

B) se apenas II é correta. C) afirmativas I e III.

C) se apenas III é correta.


D) afirmativa IV.
D) se apenas I e II são corretas.

se I, II e III são corretas. E) afirmativas II e III.


E)
Questão 3 - Questão 5 -
O desenvolvimento técnico ocorrido na Grécia Leia: “A filosofia grega parece começar com
nos primeiros séculos da civilização grega uma ideia absurda, com a proposição: a água é a
promoveu novas formas de entendimento da origem e a matriz de todas as coisas. Será
realidade. A esse respeito, podemos afirmar: mesmo necessário determo-nos a ela e levá-la a
sério?”
A) A busca por soluções às adversidades NIETZSCHE, Friedrich. Os filósofos trágicos. In:
que se impõem à sobrevivência do Tales de Mileto. São Paulo: Nova Cultural, 1973-
homem tornou-o investigativo e 74, p. 43. (Coleção Os Pensadores)
inventivo, desenvolvendo a sua
racionalidade. Acerca dos aspectos da filosofia de Tales de
Mileto, analise as afirmativas:

B) A agricultura permitiu a fixação do I. Ao tentar sistematizar o funcionamento do


homem sobre um território, a partir do Universo, Tales procurou compreender como um
que se desenvolveu uma série de mundo organizado surgiria a partir dos estados
cultos em honra aos deuses que físicos da água.
proviam as colheitas. II. A cosmologia elaborada por Tales de Mileto
busca compreender e explicar a causa das
C) A necessidade de compreender os mudanças e transformações que ocorrem na
fenômenos que nos cercam fez surgir, natureza.
na Grécia, a Mitologia, a partir da qual III. Ao sustentar que a água seria o elemento
seriam fundadas a Filosofia e, mais constitutivo do que existe, Tales acreditava que ela
tarde, a Ciência. seria a unidade a partir da qual teria surgido a
multiplicidade.
D) O conhecimento adquirido a partir do IV. Tales recorre a argumentos pautados em suas
domínio da natureza permitiu ao
observações acerca da natureza, diferenciando-se, W. F. Hegel, ambos doxógrafos dos escritos de
nesse sentido, do pensamento mitológico. Tales de Mileto. Sobre os comentários desses
dois autores acerca dos aspectos da filosofia de
Estão corretos os itens:
Tales, analise as afirmativas a seguir:
I. A partir do pensamento de Tales, passa-se a
A) II e IV.
buscar a essência das coisas, representada pela
unidade contida na proposição “tudo é água”.
B) II, III e IV.
II. O pensamento de Tales reflete o exercício da
racionalidade e da abstração, recorrendo a
C) I e II. argumentos, formulando uma hipótese.
III. Ilustra a origem da Ontologia, sobre a qual a
D) I, III e IV. Ciência se debruçaria tardiamente, a partir do
século XVII, com as pesquisas sobre a origem da
II e III. vida.
E)
IV. Denota-se que as diferenças entre o
pensamento de Tales e a Mitologia são de ordem
Questão 6 - interpretativa, já que a água, em vez dos deuses,
teria originado tudo.
O filósofo Heráclito teria dito que “não é possível
banhar-se duas vezes na mesma água de um Estão corretas as afirmativas:
rio”. É possível afirmar que esse provérbio é
utilizado pelo filósofo com o objetivo de colocar A) I, II e IV.
em evidência:

B) II e III.
A) o caráter mutável da realidade.
C) I e II.
B) a impossibilidade do movimento.

D) III e IV.
C) o aspecto ilimitado da natureza.
E) I, III e IV.
D) A perenidade da phýsis.

E) a água como elemento e princípio.

Questão 7 -
Leia: TEXTO I
"Quanto ao número e à natureza destes
princípios, nem todos dizem o mesmo. Tales, o
fundador de tal filosofia, diz ser a água [o Questão 8 -
princípio] (é por este motivo também que ele Leia: “[...] Nas colônias gregas da Jônia e Magna
declarou que a terra está sobre a água) […]. Por Grécia, surgiram os primeiros filósofos
tal observar adotou esta concepção, e pelo fato (posteriormente conhecidos como pré-
de as sementes de todas as coisas terem a socráticos), e sua principal preocupação era a
natureza úmida; e a água é o princípio da cosmologia, ou estudo da natureza. Buscavam o
natureza para as coisas úmidas." princípio explicativo de todas as coisas (a
ARISTÓTELES. Metafísica. In: Tales de Mileto. arché), cuja unidade resumiria a extrema
São Paulo: Nova Cultural, 1973-74, p. 4. (Coleção multiplicidade da natureza.”
Os Pensadores) ARANHA, Maria Lúcia. Temas de Filosofia. São
TEXTO II Paulo: Moderna, 1992. p. 93.
"A proposição de Tales de que a água é o O que podemos afirmar como uma das
absoluto ou, como diziam os antigos, o principais características da Cosmologia?
princípio, é filosófica; com ela a Filosofia
começa…" A) Consisti em uma explicação acerca do
HEGEL, George W. F. Preleções sobre a História movimento físico dos corpos celestes
da Filosofia. In: Tales de Mileto. São Paulo: Nova presentes no universo, baseada na
Cultural, 1973-74, p. 42. (Coleção Os observação astronômica.
Pensadores)
As passagens acima foram retiradas das obras B) Afirma que a physis é a substância
dos filósofos Aristóteles (século IV a.C.) e Georg física do mundo, compreendida, neste
sentido, enquanto a Natureza em sua
totalidade. realidade fixa e imutável, mas um eterno processo
de oposição e mudança.
C) Demonstra que o mundo não sofre III. Para Heráclito, a unidade não poderia ser
mudança alguma e, por isso, perde assumida como alicerce para o conhecimento.
continuamente sua forma, sua ordem e
IV. O filósofo afirmava que seria de extrema
sua estabilidade.
utilidade se conseguíssemos encontrar algo uno e
fixo em meio à multiplicidade.
D) Afiança que existe criação do mundo, o
V. Heráclito defendia a ideia de que, embora tudo
qual teria surgido do nada. Por isso diz:
parecesse provisório, na realidade, tudo permanecia
“Tudo vem do nada, tudo volta ao
sempre fixo e igual.
nada”.
Estão corretas as afirmativas:
E) Explica que todos os seres, por não
terem sido gerados e serem imortais, A) I, II, III e V.
não são passíveis de sofrer nenhuma
transformação ou mudança .
B) I, II e III.

Questão 9 -
C) II e V.
Os filósofos da Antiguidade, para a pergunta
“Qual é o princípio de todas as cosias?”,
D) I, II, III e IV.
encontraram algumas respostas. Assinale as
alternativas que mostram quais dos itens a
seguir têm relação com o pensamento dos E) II, IV e V.
primeiros filósofos gregos.
I - Os primeiros filósofos procuraram entender o Questão 11 -
ser, o não ser e o devir. Leia: “Um dos elementos centrais do
II - Perguntas como “Do que é composta a pensamento mítico e de sua forma de explicar a
realidade?” foram objeto de estudo de alguns dos realidade é o apelo ao sobrenatural, ao mistério,
pensadores pré-socráticos. ao sagrado, à magia. As causas dos fenômenos
naturais, aquilo que acontece aos homens, tudo
III - Após muitas pesquisas e debates, os é governado por uma realidade exterior ao
pensadores pré-socráticos definem que é o devir o mundo humano e natural, superior, misteriosa,
único responsável pela realidade. divina, a qual só os sacerdotes, os magos, os
IV - A ideia de que o mundo muda é uma questão iniciados, são capazes de interpretar, ainda que
apontada por alguns pensadores gregos. apenas parcialmente.”
V - A essência das coisas poderia ser conhecida MARCONDES, Danilo. Iniciação à história da
plenamente para os filósofos gregos. filosofia: dos pré-socráticos a Wittgenstein. 8.
ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2004. p. 20.
A) I, II e III. De acordo com o texto acima:

B) II, III e IV. A) a mitologia define barreiras claras entre


o mundo natural e o sobrenatural, o
sagrado e o profano, na medida em
C) I, II e IV.
que só os magos, os iniciados, são
capazes de interpretar as causas dos
D) II, III e IV. fenômenos naturais de forma racional.

E) Todos estão corretos. B) no mito, o plano natural não aparece


como algo distinto do sobrenatural,
Questão 10 - uma vez que tudo que ocorre no
mundo humano e natural encontra,
"Tu não podes descer duas vezes no mesmo rio, dentro da narrativa mítica, uma
porque novas águas correm sempre sobre ti". explicação sobrenatural.
HERÁCLITO. Os pré-socráticos. São Paulo: Nova
Cultural Ltda, 2005. p. 25. C) a racionalidade, elemento central da
Considerando o texto acima, e o conteúdo explicação da realidade, encontrada no
anteriormente estudado, análise as alternativas mito é a forma mais perfeita de
que se seguem: pensamento acerca do real, capaz de
explicar acontecimentos sagrados.
I. Segundo Heráclito, a multiplicidade, o movimento
e a contradição estavam presentes em todas as
coisas. D) na narrativa mítica, tudo é governado e
controlado por uma realidade
II. De acordo com o filósofo, não havia uma divinizada. O mundano não se
confunde com o sagrado, e os homens São Paulo: Abril, edição 6-A, p.7, jul. 2010.
encontram no pensamento racional as
Acerca do pensamento mitológico, podemos
explicações para o mundo.
afirmar que:

E) os magos e os iniciados são capazes


A) como processo de compreensão da
de interpretar apenas parcialmente o
realidade, o mito é uma fantasia, uma
mundo natural, uma vez que tudo é
mentira resultante de uma noção
governado por uma realidade interior e
compreensiva da realidade fundada na
subjetiva, que se relaciona intimamente
filosofia e na imaginação.
com o profano e mundano.

B) o mito não configurava a visão de


Questão 12 -
mundo dos indivíduos nem o modo de
Leia o texto abaixo: “A confiança total na ciência vivenciarem a sua realidade, pois,
valoriza apenas a racionalidade científica, como sendo continuamente questionado,
se ela fosse a única forma de resposta às carecia de fundamentação e de
perguntas que o homem faz e a única capaz de adesão.
resolver os problemas humanos.”
ARANHA, Maria Lúcia. A função da filosofia. In: C) um dos elementos centrais do
Temas de Filosofia. São Paulo: Moderna, 1992. p. pensamento mítico é o apelo ao
100. racional, ao científico. As causas dos
fenômenos naturais, como tudo aquilo
A confiança na ciência à qual se refere o texto
que acontece aos homens, encontram
relaciona-se diretamente ao “mito do
no mito uma explicação racional.
cientificismo”. Esse novo modelo de explicação
da realidade, aliado ao advento tecnológico
ocorrido a partir do século XVII, caracteriza-se: D) o mito se caracteriza como uma
explicação fantasiosa e mentirosa da
I - pela investigação metódica dos problemas,
realidade baseada na ficção e na
realizada por meio da observação rigorosa da
racionalidade. Em virtude disso, um
realidade, experimentos, cálculos e levantameno de
indivíduo poderia fazer parte de
hipóteses.
determinada cultura e não aceitá-lo.
II - pela dedução de princípios a partir da análise
dos pressupostos metafísicos produzidos pela
E) o “falar sobre o mundo”, simbolizado
tradição filosófica na investigação das causas.
pelo mito, encontra fundamentação no
III - pelo estudo dos eventos e predição destes, por desejo humano de afugentar a
meio de experimentos controláveis, permitindo o insegurança e angústia sentidas diante
conhecimento das causas pelos seus efeitos. do desconhecido, do perigo e da
morte.
Estão corretas as seguintes afirmativas:

Questão 14 -
A) I e II
Leia: “Prometeu foi até a fornalha do deus Hades
e levou para a terra uma chama escondida no
B) II e III
talo de uma planta. Os humanos tiveram como
aquecer suas casas, preparar comida e fugir da
C) I e III escuridão. Mas Zeus não gostou do roubo.
Acorrentou o titã numa rocha, na fronteira da
Terra com o Caos. Uma águia chegava com o sol
D) I, II e III
e bicava pedaços de seu fígado até o entardecer.
O órgão se regenerava à noite e a ave voltava no
E) Nenhuma está correta. dia seguinte para continuar a tortura. [...] A
agonia de Prometeu durou milhares de anos e só
Questão 13 - havia um jeito dele sair dali: encontrar alguém
para ficar em seu lugar.”
Analise o fragmento de texto abaixo:
O LIVRO das Mitologias. Revista
“A base da mitologia é o esforço permanente e Superinteressante (edição especial). São Paulo:
contínuo de entender o mundo e o próprio Abril, edição 6-A, jul. 2010. p.15.
homem. Histórias maravilhosas passaram de
geração em geração e, à medida que foram O texto acima é uma narrativa mítica. Partindo
contadas e recontadas, tornaram-se mais de uma análise funcionalista, uma possível
complexas, ganharam novos personagens e função para esse mito é:
variantes. Explicações para fenômenos físicos
adquiriram um contorno sublime.” A) explicar a origem do fogo - Prometeu
BARREIRA, Wagner G. Forças sobre-humanas: foi quem roubou o fogo divino para dá-
histórias contadas em todos os cantos do lo aos homens.
Planeta. Superinteressante (edição especial).
B) justificar a regeneração do fígado, fato
que causava estranheza nas
Questão 3 -
comunidades primitivas. Alternativa correta: A

C) esclarecer que a origem de todos os


Questão 4 -
males encontra-se na desobediência Alternativa correta: D
às ordens dos deuses.

Questão 5 -
D) avisar aos homens o quanto é perigoso Alternativa correta: B
permanecerem muito tempo fixados
numa rocha.
Questão 6 -
Alternativa correta: A
E) regular a ação humana e causar temor,
ilustrando o que acontecerá caso
alguém roube. Questão 7 -
Alternativa correta: C
Questão 15 -
Sobre o “Senso Comum”, analise as afirmativas Questão 8 -
a seguir. Alternativa correta: B

I – O mito, a religião, a ciência e a filosofia foram Questão 9 -


algumas das formas encontradas pelo homem para Alternativa correta: C
organizar o conhecimento sobre a realidade.
II – O senso comum é o conhecimento adquirido por
herança, tradição ou crenças, resultado de uma Questão 10 -
série de experiências de um determinado grupo Alternativa correta: B
social ou do indivíduo.
III – O senso comum é o guia do homem na solução Questão 11 -
de suas dificuldades diárias. É um conhecimento Alternativa correta: B
com o qual está habituado, orientando-o em seu dia-
a-dia.
Questão 12 -
De acordo com a análise das afirmativas, Alternativa correta: C
assinale a alternativa correta:
Questão 13 -
Alternativa correta: E
A) Todas são verdadeiras.
Questão 14 -
Apenas a I é falsa. Alternativa correta: A
B)

C) Apenas a I e II são verdadeiras. Questão 15 -


Alternativa correta: A

D) Apenas a III e IV são verdadeiras.

E) Todas são falsas.

Gabarito

Questão 1 -
Alternativa correta: B

Questão 2 -
Alternativa correta: E