Você está na página 1de 3

Nº 1

Em face do que dispõe o art. 31, inciso I, da Lei n. 11.795/2009, no contrato de


participação em grupo de consórcio é devida a restituição de valores vertidos por
consorciado desistente, no prazo de 60 dias após prazo previsto para o encerramento
do plano.

Nº 2

É possível cumular lucros cessantes com multa moratória, em razão do atraso


injustificado na entrega do imóvel, independentemente da prova da sua destinação.

Nº 3

O prazo prescricional nas ações que tenham por fundamento o enriquecimento sem
causa com pedido de devolução da taxa de corretagem é de três anos.

Nº 4

Nos Juizados Especiais Cíveis e de Fazenda Pública, na contagem de prazo em dias,


estabelecido por lei ou pelo juiz, computar-se-ão somente os dias úteis, nos termos do
art. 219, do Código de Processo Civil (Lei nº 13.105/15).

Nº 5

O condomínio exclusivamente residencial, devidamente representado pelo síndico e


excluída a representação por preposto, poderá propor ação no Juizado Especial para
recebimento de taxas condominiais, limitada ao valor de alçada, sendo necessária a
realização de audiência de conciliação.

Nº 6

Não é cabível indenização, por dano moral, contra Instituição de Ensino Superior que
oferece curso e expede diploma, em observância às diretrizes estabelecidas pelo
Conselho Nacional de Educação/MEC.

Nº 7
Cabe agravo de instrumento contra decisão que nega seguimento a recurso inominado,
contra atos praticados nas execuções e no cumprimento de sentença, não impugnáveis
por outro recurso, desde que fundado na alegação da ocorrência de erro de
procedimento ou contra ato apto a causar dano irreparável ou de difícil reparação.

Nº 8

1. Os produtos de consumo adquiridos em país estrangeiro não gozam da mesma


proteção jurídica outorgada pelas normas brasileiras de proteção e defesa do
consumidor, destinadas aos negócios celebrados em território nacional.
2. É competente o juiz brasileiro para o processo e julgamento da causa em que o
consumidor, baseado na norma estrangeira ou na garantia contratual, busca proteção
jurídica a produto adquirido no estrangeiro, contra pessoa jurídica domiciliada no Brasil,
assim definida no parágrafo único do art. 21 do CPC.

Nº 9

O pagamento proporcional do 13º salário dos servidores da Secretaria de Educação do


Distrito Federal referente ao ano de 2014, no exercício de 2015, e o pagamento integral
do 13º salário no mês de aniversário do servidor, referente ao ano de 2015, não importa
em pagamento indevido, nem em duplo pagamento, e não dá direito ao Distrito Federal
de exigir repetição de indébito.

Nº 10

A incorporação da GARC/GAPED tem como início de incidência a data de vigência da


legislação que incluiu a atividade da parte postulante no rol de sua concessão, não
retroagindo, portanto, para alcançar aqueles que a exerceram antes da lei instituidora,
e não se distinguindo ativos e inativos.

Nº 11

As contratações subsequentes de professor substituto, na modalidade de contratação


temporária, desde que precedidas de processo seletivo simplificado em cada caso, na
forma do art. 3º da Lei 5.240/2013, admitida uma prorrogação, não violam as normas
aplicáveis à espécie, notadamente o art. 4º, inciso II e parágrafo único da Lei 4.266, com
a redação da Lei 5.240, de 16/12/2013.