Você está na página 1de 28

Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

(Amanhecer para Protecção de Terra e Recursos Naturais)

Relatório do Estudo de Identificação do Impacto da Mineração no Distrito de Moatize

Com apoio:

Tete, Dezembro de 2017

0
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

ÍNDICE

Conteúdo Páginas
Abreviaturas............................................................................................................................... 2

Resumo ...................................................................................................................................... 3

i-Introdução ............................................................................................................................... 4

1.1 objectivos ......................................................................................................................... 6

Localização geográfica da área em estudo ................................................................................ 6

Procedimentos metodológicos ................................................................................................... 8

Proponente do estudo ................................................................................................................ 9

Resultados/ Discussão ............................................................................................................. 10

Localização e enquadramento regional ................................................................................... 11

Características gerais da mineração em tete e o meio ambiente............................................. 12

Impactos ambientais da Mineração ......................................................................................... 16

Principais Comunidades Afectadas pelo Impacto das Indústria Extractiva ............................ 22

Recomendações ....................................................................................................................... 23

Instrumentos Legais que serviram de Base do Estudo ............................................................ 24

Considerações Finais ............................................................................................................... 26

Referências bibliográficas ....................................................................................................... 27

1
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Abreviaturas

AGIR Acções para Uma Governação Inclusiva e Responsável


AIA Avaliação do Impacto Ambiental
CC Conselho Consultivo
CRM Constituição da República de Moçambique
DUAT Direito de Uso e Aproveitamento de Terra
EIA Estudo de Impacto Ambiental
ICVL International Coal Venture Limited
MAE Ministério de Administração Estatal
OSC Organização da Sociedade Civil

2
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Resumo

O presente relatório, é referente a identificação das áreas de impacto ambiental da mineração


no distrito de Moatize levada a cabo pela Kubecera-PTRN com o apoio financeiro da We
Effect através do programa AGIR II.
O mesmo reporta os resultados alcançados na implementação da actividade planificada a qual
tinha como Objectivo: identificar as principais áreas de impacto negativo da Mineração,
identificar as empresas mineiras instaladas na província de Tete, sugerir estratégias
prioritárias de acções a serem desenvolvidas para a mitigação do impacto negativo da
mineração, da actividade mineira, consciencializar as comunidades, sector privado e governo
em relação a importância de plano de gestão ambiental.

Este Relatório apresenta uma análise dos factos que tem estado a acontecer no distrito de
Moatize dadas as necessidades de severa intervenção e os irreversíveis impactos socio
ambientais inerentes ao complexo de mineração.

De um modo geral, a mineração causa impactos significativos ao meio ambiente, pois quase
sempre o desenvolvimento dessa actividade implica supressão da vegetação, exposição do
solo aos processo erosivos com a alteração na quantidade e qualidade dos recursos hídricos
superficiais e subterrâneos, alem de causar poluição do ar, impactos na saúde causados pela
poluição Sonora, do ar, da agua e do solo entre outros aspectos negativos.

3
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

I-INTRODUÇÃO

A economia moçambicana esteve, desde muito, assentada na exploração dos recursos


naturais. Durante o período de colonização portuguesa, Moçambique era um território
reservado à exploração dos recursos naturais, com maior destaque para as monoculturas que
tinham como destino a metrópole (o país colonizador).
Como o país é rico em recursos naturais e financeiramente sem condições de criar uma massa
empresarial capaz de liderar os investimentos, o país aprovou legislações que facilitassem a
entrada de investimentos estrangeiros. Para o alcance desse objectivo e, como também, para
revitalizar o parque industrial nacional destruído pela guerra civil (1976 a 1992), o governo
criou as Zonas Francas Industriais e as Zonas Económicas Especiais.

Moçambique possui várias jazidas de carvão, sendo a mais conhecida a de Moatize (Bacia
Carbonífera de Moatize), na província de Tete, considerada uma das maiores jazidas de
carvão do mundo, com reservas estimadas em pouco mais de 2,5 biliões de toneladas. Com o
projecto da Vale, prevê-se a exploração da mina de carvão a céu aberto por 35 anos, com
produção média anual estimada em 11 milhões do toneladas anuais de produtos de carvão
(Carvão metalúrgico e térmico) a serem escoados para mercados como Brasil, Ásia, Médio
Oriente e Europa.

Uma onda de investimento estrangeiro ligada aos recursos naturais em Moçambique,


incluindo grandes reservas de carvão e gás natural offshore, promete novas possibilidades
económicas para o país que durante muito tempo foi classificado como um dos mais pobres
do mundo. As empresas multinacionais de mineração e de gás têm investido biliões de dólares
em Moçambique nos últimos doze anos e o governo estima que vai atrair ainda biliões de
dólares de investimento adicional na próxima década.

A mineração é um dos sectores básicos da economia de um país, contribuindo de forma


decisiva para o bem-estar e a melhoria da qualidade de vida das presentes e futuras gerações,
sendo fundamental para o desenvolvimento de uma sociedade equânime, desde que seja
4
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

operada com responsabilidade social, estando sempre presentes os preceitos do


desenvolvimento sustentável.

Ao longo de muitas décadas a exploração mineral têm se destacado, como uma actividade
que, além de gerar empregos e ser fonte extra de renda para pequenos proprietários rurais,
sobretudo nas localidades onde não há desenvolvimento ou expectativa de melhoria social,
também é uma actividade que causa enormes impactos ambientais, muitos desses irreversíveis
(BACCI et. al., 2006).

A exploração mineral em si, é uma actividade caracteristicamente insustentável, do ponto de


vista ambiental, haja vista que para sua realização esta necessita, obrigatoriamente, retirar do
meio os recursos naturais, podendo ocasionar a exaustão da área, uma vez que na maioria dos
casos não existe a reposição do que foi extraído. Por este motivo, existem procedimentos que
são indispensáveis para a minimização dos impactos da supracitada actividade, buscando,
com isso, uma manutenção da cobertura vegetal, através da preservação da flora e da fauna da
região; bem como o
controle sobre poluição sonora e disposição de dejectos.

O conhecimento preliminar dos aspectos ambientais de uma actividade económica atende às


expectativas de uma melhoria do meio ambiente, conhecendo-se, previamente, os problemas
associados à fundação e operação de empreendimentos, por meio de instrumentos de
avaliação de impactos e planeamento ambiental, podem-se criar medidas que evitem ou
mesmo diminuam tais impactos, reduzindo os danos ambientais e consequentemente, os
custos envolvidos na sua correcção (BACCI et. al., 2006).

Os efeitos ambientais estão associados, de modo geral, às diversas fases de


exploração dos bens minerais, como à abertura da cava, retirada da vegetação, escavações,
movimentação de terra e modificação da paisagem local.
Para identificação e avaliação desses impactos ambientais associados a uma determinada
actividade, deve-se procurar inicialmente, seleccionar todas as actividades, de modo a separar
e identificar a maior quantidade possível de impactos ambientais gerados, reais, potenciais,
benéficos e negativos decorrentes de cada etapa da distinta actividade. (SÁNCHEZ, 2008).

5
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

No que se refere à relação saúde x ambiente, Sorre (1951) observa que existe uma relação
entre as doenças e as características geográficas, físicas e biológicas do lugar onde se
manifestam. Ribeiro aponta para o fato de que as condições de saúde de uma população
passam a ser consideradas como factores importantes da sua qualidade de vida (SORRE, op.
cit. apud COSTA, 2005).

Nestes termos, ressalta-se que a degradação ambiental decorrente da actividade de mineração


pode repercutir em danos e/ou agravos à saúde das pessoas que trabalham nas suas
instalações, bem como da população ao redor da área explorada. Podendo esses danos assumir
características de problemas respiratórios (exposição às partículas provenientes das etapas da
actividade de mineração, tais como a lavra a céu aberto, por exemplo); alterações
dermatológicas (haja vista a exposição aos raios solares, uma vez que esta actividade é
realizada durante o período diurno, aproveitando a luz solar); bem como acidentes, podendo
estes serem fatais, visto que, no caso presente, tal actividade é realizada sem a utilização de
quaisquer equipamentos de protecção individual – EPI’s, de modo a minimizar possíveis
riscos a saúde.

1.1 Objectivos

Através deste estudo pretende-se identificar e avaliar qualitativamente os impactos socio


ambientais decorrentes da actividade de extracção mineral da Empresa Vale Moçambique e
ICVL localizadas no distrito de Moatize, na tentativa de colaborar, através deste
levantamento, com medidas mitigadoras para a minimização dos impactos ambientais
causados pela extracção de carvão, com ênfase para as condições de vida das comunidades a
volta da área concessionária, podendo estas repercutirem em danos e/ou agravos à saúde dos
mesmos.

Localização geográfica da área em estudo

O distrito de Moatize, que dista sensivelmente a 20 km do Município de Tete situa- se a NE


da cidade capital provincial entre os paralelos 15’ 36’’ e 16’ 38’’ latitude Sul e entre os
meridianos 32’ 16’’ e 34’ 28’’ de longitude Este. É limitado ao Norte pelos distritos de Chiúta

6
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

e Tsangano, a Este pela República do Malawi, a Sul pelo distrito de Tambara, Guro, Changara
e município de Tete através do rio Zambeze e Mutarara através do rio Ncondedzi e a Oeste
pelos distritos de Chiúta e Changara MAE, 2005].
Com uma superfície de 8.455 km2 e uma população recenseada em 2007, 113.409 e habitante
e estimada a data de 01 de Janeiro de 2005, em 143.663 habitantes, o distrito de Moatize tem
uma densidade populacional 17 hab./km. A relação de dependência económica potencial é de
aproximadamente 1:1, isto é, por cada dez crianças ou anciões existem dez pessoas em idade
activa. A população é jovem (48% abaixo dos quinze anos de idade), maioritariamente
feminina, taxa de masculinidade de 48% e de matriz rural (taxa de urbanização de 23%).
Administrativamente o distrito tem três Postos administrativos: Moatize, Kambulatsitsi e
Zóbuè que, por sua vez, estão subdivididos em nove localidades, a saber: Moatize, Benga,
Mphanzu, Nsungo, Kambulatsitsi, Necungas, Zóbuè, Capridzanje e Ncondedzi [MAE, 2005].

7
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Fonte: MAE, 2014

PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS
i) Caracterização do Estudo
O estudo realizado é do tipo empírico e descritivo, com a utilização de trabalho de campo, e
descrições dos aspectos naturais da área de estudo e dos impactos socio ambientais.

ii) Instrumentos de Coleta e Análise dos Dados

8
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Como procedimentos metodológicos foram realizados, além da pesquisa bibliográfica, um


estudo de caso, com observação in loco a área de estudo, conversas informais com as
comunidades que vivem em volta da área de mineração no distrito de Moatize nomeadamente:
Capanga, Ntchenga e Bagamoio, assim como o registro fotográfico. Dessa forma, o presente
estudo foi realizada em etapas distintas,

1ª Etapa: procedeu-se com a revisão bibliográfica com destaque para alguns


instrumento legais vigentes em Moçambique como :
a) Lei de Minas;
b) Constituição da República de Moçambique
c) Lei do Ambiente
d) Lei de Uso e Aproveitamento da Terra
e) Regulamento do Reassentamento
f) Lei de Acesso a Informação
g) Regulamento de Avaliação de Impacto Ambiental.

2ª Etapa: constituiu-se de entrevista parcialmente estruturada, a mesma também


apresentou um carácter informal, visto que a condução da entrevista ocorreu por meio de
uma simples conversação, que teve por objectivo conhecer as condições socio ambientais
das comunidades afectadas de Ntchenga, Capanga e Bagamoio.

3ª Etapa: realizou-se o registro fotográfico do meio explorado, sendo que estes tiveram
como objectivo retractar as condições ambientais e, validando as inferências e informações
obtidas por meio da conversação informal.

PROPONENTE DO ESTUDO

A KUBECERA- PTRN é uma organização da Sociedade Civil sem fins lucrativos, localizada
no distrito de Moatize que trabalha com enfoque nas comunidades afectadas pela mineração
nos recursos naturais, boa Governação e na defesa das comunidades afectadas pelos processos
9
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

de Reassentamento, e que tem como consequência a implantação de actividades de Mineração


nos Distrito de Moatize, Marara, Chiúta e Cahora Bassa, na província em geral e noutras
regiões do Pais, vendo cada vez mais intensificada a implantação de mineração na província
de Tete sobretudo a industrial, propôs a realização do presente estudo com vista a identificar
as áreas afectadas pelos impactos negativos da Mineração.

Resultados/ Discussão

I) A Actividade de Mineração no distrito de Moatize

O distrito Moatize, na província de Tete, região central do país, se encontra uma das
maiores reservas de carvão mineral do mundo, que segundo a FIAN Internacional (2010)
é avaliada como a maior reserva inexplorada de carvão mineral do mundo, com 838
milhões de toneladas métricas. A entrada de grandes investimentos de capitais
estrangeiros na área de recursos minerais e energia, nos últimos anos, tem levantado várias
questões sobre o papel dos mega projectos no desenvolvimento económico e social das
comunidades afectadas por estas actividades extractivas, chegando mesmo a gerar um
grande debate sem consenso.

As áreas ocupadas pelas companhias para a exploração do carvão mineral incluem áreas
onde viviam comunidades locais. Os projectos abrangeram directamente cerca de 2 388
agregados familiares, residentes em 10 comunidades, nomeadamente: Capanga Nzinda,
Capanga Gulo, Capanga Luani, Mpala, Nhankanjo, Chipanga, Bagamoio, Chithatha,
Malabwe e Mithethe, sendo as 5 primeiras afectadas pelo projecto Vale de Moçambique e
as restantes pelo projecto Riversdale Moçambique actual ICVL (FIAN, 2010, p.21-23).

Para a operacionalização das actividades de mineração, as comunidades tiveram que ser


reassentadas compulsivamente em outros locais, aparentemente distantes das áreas
concedidas para a exploração do carvão mineral, podendo-se evitar impactos ambientais
directos da sua exploração. Segundo Mosca e Selemane (2011), o processo de
reassentamento é liderado pelos órgãos do governo local, que escolhem, dentre várias
alternativas de locais identificados pela empresa responsável pela exploração do carvão
10
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

mineral, a mais adequada. Os mesmos autores referem que o processo de reassentamento é


apresentado como um caminho inevitável, demonstrando que as comunidades pouco ou
em nada participam para a escolha do novo espaço de residência. O processo compulsório
de reassentamento das comunidades abrangidas pelo projecto de exploração mineira da
Vale de Moçambique teve início em 2009. A área ocupada pelo projecto para as suas
actividades abarca parte da sede distrital da vila de Moatize

LOCALIZAÇÃO E ENQUADRAMENTO REGIONAL

Figura Nº 1-LOCAIS DAS ALDEIAS ORIGINAIS E REASSENTADAS NA


PROVINCIA DE TETE

11
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Locais com População Reassentada e por Reassentar devido a Mineração

CAPITAL
RESORC VALE
E
Ferro Carvão
MINAS.
ROVUBUE
Carvão

JINDAL
Carvão
ICVL
e Ouro
Carvão

Fonte: HRW Maio 2013.

CARACTERÍSTICAS GERAIS DA MINERAÇÃO Em Tete E O MEIO AMBIENTE

A mineração é um dos sectores básicos da economia do país, contribuindo de forma decisiva


para o bem estar e a melhoria da qualidade de vida das presentes e futuras gerações, sendo
fundamental para o desenvolvimento de uma sociedade equânime, desde que seja operada
com responsabilidade social, estando sempre presentes os preceitos do desenvolvimento
sustentável.

Um pré-requisito para o desenvolvimento sustentável deve ser a garantia da não contaminação


de cursos de água, rios, lagos e mares bem como dos oceanos. As atividades humanas vêm
insistentemente, poluindo as fontes naturais de água das quais todos dependemos; a mineração
é uma dessas atividades que polui a água.

12
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Tem aumentado muito, no presente, a preocupação com o legado ambiental que as actividades
de mineração têm deixado, principalmente nos países em vias de desenvolvimento.
Em países em vias de desenvolvimento, como é o caso de Moçambique, questões relacionadas
à possibilidade e qualidade da água é talvez a interface mais evidente na relação da indústria
com as comunidades próximas a um empreendimento mineral e afectam directamente a
percepção e aceitação, pela sociedade, das actividades mineiras.
Os processos de mineração (indústria metalúrgica, hidrometalúrgica) são, por natureza,
grandes consumidores de água; em locais onde haja riscos potenciais ao património
ambiental, incluindo os recursos hídricos a mineração deve ser vedada, apesar do
aprimoramento das práticas mineiras, em termos ambientais, nas últimas décadas ainda são
muito significativos os riscos ambientais derivados da actividade de mineração.

Os impactos negativos podem variar, desde a geração e transporte de sedimentos causados por
estradas mal conservadas durante a fase de exploração até o assoreamento de cursos de água e
aumento de partículas sólidas em suspensão nas águas durante a fase de operação da mina.

Os impactos causados pela mineração, associados à competição pelo uso e ocupação do solo,
geram conflitos sócio ambientais pela falta de metodologias de intervenção, que reconheçam a
pluralidade dos interesses envolvidos, existe uma tendência de ver os impactos causados pela
mineração unicamente sob as formas de poluição que são objecto de regulamentação pelo
poder público, que estabelece padrões ambientais: poluição do ar e das águas, vibrações e
ruídos.

Neste contexto, em Moçambique para a exploração mineira é necessário levar em


consideração os seguintes instrumentos legais para a gestão ambiental adequada da actividade
mineira:
a) Estudo de Impacto Ambiental;
b) Plano de Gestão Ambiental;
c) Programa de Gestão Ambiental;
d) Programa de Controlo da Situação de Risco e Emergência;
e) Auditoria Ambiental.

13
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Sabe-se que a maior parte da população moçambicana vive nas zonas rurais, algumas delas
onde as empresas se encontram instaladas como o caso de mega-projectos, empresas de
extracção de carvão mineral, material de construção civil, etc.. Portanto se contaminamos a
água, estaríamos a inviabilizar o desenvolvimento sustentável das comunidades e do país em
geral.

Esta secção reporta a participação comunitária na Elaboração do Plano de Desenvolvimento


Comunitário.

200
180
160
140 Número Total dos
120 Inquiridos
100 Masculino
80
60 Femenino
40
20 Participação na
elaboração do PDC
0

De acordo aos resultados constatados no estudo de base verificou-se que a comunidade tem
participado na elaboração, porém maior percentagem não participa na elaboração do Plano de
Desenvolvimento Comunitário (PDC).
Participação da Comunidade nas Consultas Comunitárias

14
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

200
180
160
140 Número Total dos
120 Inquiridos
100 Masculino
80
60 Femenino
40
20 Participação em
0 CC

É de salientar que o potencial da participação nas consultas comunitárias dos inquiridos no


estudo de base é ainda aquém do desejável, pois maior parte deles ( correspondente a 60,6%
) , consideram uma incipiente participação .

Gráfico1.7: Informação sobre a Lei de Minas.


200
180
160
140
120 Número Total dos
100 Inquiridos

80 Masculino

60
Femenino
40
20
0

15
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

O estudo de base concluiu que maior parte dos membros da comunidade não possuem
informação sobre a Lei de Minas . Este facto influencia bastante para a fraca participação da
comunidade na fiscalização e gestão dos recursos minerais.

As áreas ocupadas pelas companhias para a exploração do carvão mineral incluem áreas
onde viviam comunidades locais.
Tabela 1. Principais Megaprojectos e Comunidades afectadas pelos impactos da
Exploração Mineira

Empresa Mineradora Distrito Comunidades Afectadas

VALE Moatize Cateme, Bagamoio,25 de Setembro,


Ntchenga, Cancope, Nhantchere

ICVL Moatize Mualadzi, Capanga, Benga

Capital Resource Chiúta e Moatize Mbuzi, Ntenge, Makodue, Nhambia-


Mithole, Manssamba

Minas de Rovubue Moatize Nhankhonje, Nhanzukule e Nhakatiwa

Impactos ambientais da Mineração

Os efeitos dos impactos da mineração em Moatize foram identificados através da observação


directa intensiva. Apesar de indubitavelmente gerar riqueza e crescimento económico, sendo
um dos importantes sectores da economia moçambicana, a indústria extractiva mineral está
entre as actividades antrópicas que mais causam impactos socioeconómicos e ambientais
negativos, afectando, portanto, o território onde se realiza a mineração.
Os principais problemas oriundos da mineração podem ser englobados em quatro categorias:
poluição da água, poluição do ar, poluição sonora, e subsidência do terreno.

16
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Em geral, a mineração provoca um conjunto de efeitos não desejados que podem ser
denominados de externalidades. Algumas dessas externalidades são: alterações ambientais,
conflitos de uso do solo, depreciação de imóveis circunvizinhos, geração de áreas degradadas
e transtornos ao tráfego urbano. Estas externalidades geram conflitos com a comunidade, que
normalmente têm origem quando da implantação do
empreendimento, pois o empreendedor não se informa sobre as expectativas,
anseios e preocupações da comunidade que vive nas proximidades da empresa de mineração.
Estas actividades de mineração provocam alterações nos aspectos físicos, químicos,
biológicos e sociais do sistema ambiental local, gerando impactos de diferentes ordens,
significâncias e magnitudes, o que pode desencadear conflitos sócio ambientais entre a
empresa e a comunidade directamente afectada pela desapropriação de suas terras, necessária
ao avanço da frente de lavra.
Embora exista quem argumente que estes impactos negativos têm um confinamento limitado,
sendo pontual e local, esta forte carga impactante da indústria extractiva mineral se
caracteriza por ser diariamente exercida, descentralizadamente,

Praticamente, toda actividade de mineração implica supressão de vegetação ou impedimento


de sua regeneração. Em muitas situações, o solo superficial de maior fertilidade é também
removido, e os solos remanescentes ficam expostos aos processos erosivos que podem
acarretar em assoreamento dos corpos d’água do entorno. A qualidade das águas dos rios e
reservatórios da mesma bacia, a jusante do empreendimento, pode ser prejudicada em razão
da turbidez provocada pelos sedimentos finos em suspensão, assim como pela poluição
causada por substâncias lixiviadas e carreadas ou contidas nos efluentes das áreas de
mineração, tais como óleos, graxa, metais pesados. Estes últimos podem também atingir as
águas subterrâneas.

Os principais impactos ambientais decorrentes dessa actividade são: a) desmatamentos e


queimadas; b) alteração nos aspectos qualitativos e no regime hidrológico dos cursos de água;
c) fuga de animais silvestres;

17
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Os impactos da mineração em área urbana sobre o meio antrópico reveste-se de especial


importância devido ao alto grau de ocupação urbana, que são agravados, face à proximidade
entre as áreas mineradas e as áreas habitadas.
Os impactos causados sobre a saúde, por outro lado, dificilmente ocorrem quando estes
limites são respeitados.
Com frequência, a mineração provoca a poluição do ar por particulados suspensos pela
actividade de lavra, beneficiamento e transporte, ou por gases emitidos da queima de
combustível. Outros impactos ao meio ambiente estão associados a ruídos, sobrepressão
acústica e vibrações no solo associados à operação de equipamentos e explosões.

Imagem 1. Poluição do Ar causada pela Empresa Vale, verificada após Explosão de


Dinamites no Bairro Bagamoio, no distrito de Moatize

18
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Imagem 2. Poluição do Ar em consequência da Actividade Mineira observada em Benga,


causada pela Empresa ICVL

19
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Imagem 3. Contaminação alimentar , resultante da Poluição do Ar através de substancias


químicas liberadas no acto da Explosão de Dinamites observadas na Comunidade de
Ntchenga no distrito de Moatize

20
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Imagem 4. Poluição da água no povoado de Ntchenga no distrito de Moatize

21
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Imagem ilustrando rachas nas habitações devido as vibrações efectuadas pelas Mineradoras
no Bairro 25 de Setembro – Moatize.

Principais Comunidades Afectadas pelo Impacto das Indústria Extractiva

Embora quase toda a Vila Mineira esta sendo afectada pelos impactos negativos da extracção
mineira há comunidades com níveis alarmantes do impacto ambiental negativo, localizada nas
proximidades das áreas concessionárias, a destacar:
1. Ntchenga – poluição do ar, sonora, contaminação Alimentar e da água;
2. Bagamoio – poluição do ar, sonora, contaminação Alimentar e da água
3. Benga- poluição do ar, sonora,
4. Cancope – contaminação da água do riacho Nyakamba e do solo onde maior parte das
comunidades praticavam a agricultura
5. Capanga - poluição do ar e sonora,

22
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Recomendações

A Kubecera- PTRN
 Organizar, revitalizar e capacitar as comunidades em matéria de participação
comunitária na fiscalização e gestão dos recurso naturais (minerais); Influenciar a
inclusão e participação da Mulher;
 Promover campanhas de Sensibilização Ambiental ás Comunidades;
 Promover abertura e maior transparência no trabalho dos SDAE e Administração do
Distrito de Moatize;
 Sensibilização continua as Comunidades;
 Fortalecer a Actuação do CGRN;
 Divulgar a Lei de Minas, Regulamento de Reassentamento, Lei do Ambiente e Lei de
Acesso a Informação a Comunidade;
 Advocar no sentido de divulgar-se o relatório Anual de Desempenho da Gestão
Ambiental das Indústrias Extractivas.
 Promover a sensibilização por meio da Educação Ambiental

Ao sector Privado :

 A necessidade da empresa divulgar suas actividades, junto à comunidade, como forma


de esclarecer prováveis dúvidas, que possam alterar o juízo de valor de cada indivíduo
em relação os impactos ambientais gerados pela mineração do folhelho piro
betuminoso;
 Promover a sensibilização por meio da Educação Ambiental
 Divulgar os Estudos de Impacto Ambiental e estar disponível na internet.

Ao Governo :
 Divulgação do Relatório Anual do Desempenho Ambiental das Indústrias Extractivas;
 Criar o fórum tripartido para a Avaliação do Impacto Ambiental;
 Melhorar a fiscalização Ambiental ;
 Promover a sensibilização por meio da Educação Ambiental

23
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

 Garantir com eficiência a alteração do plano de Avaliação do Impacto Ambiental dada


a sua observação em áreas não previstas de serem reassentadas;
 Adoptar medidas urgentes de mitigação do impacto negativo da mineração.

Instrumentos Legais que serviram de Base do Estudo


Instrumento Legal O que prevê
Direito à informação A Lei do Direito à Informação (34/2014) estabelece que , tanto
o governo, quanto as empresas, tem a obrigação de tornar a
informação pública e acessível a todos os cidadãos.
Direito de participar Este direito é estabelecido na L ei de Terras, enquanto a Lei de
na gestão dos recursos Minas (2014) estabelece o direito da participação pública no
naturais processo de licenciamento ambiental, um passo obrigatório para
autorizar a actividade mineira.
Direito a um ambiente A Constituição da República de Moçambique (CRM), garante
equilibrado que todos os cidadãos têm o direito a um Ambiente equilibrado,
onde quer que moram. Significa que têm o direito de viver num
lugar onde a água, o solo e o ar não estejam poluídos. Se a
actividade mineira causa poluição – que poderia causar
transtornos à saúde humana, animal e ao meio ambiente -a
empresa mineradora responsável tem o dever de solucionar o
problema

Qualquer cidadão ou cidadã pode pedir o governo para fazer


uma Auditoria Ambiental (um mecanismo para gerir actividades
existentes e em curso que poderão resultar em danos ambientais)
sobre a licença ou concessão.
Direito de participar na A participação na avaliação dos impactos ambientais pelas
avaliação dos impactos mulheres e homens afectados é garantida pelo Regulamento
ambientais das Ambiental para a Actividade Mineira (Decreto no 26/2004),
propostas ou projectos o Decreto No 45/2004 e o Diploma Ministerial no1 30/2006, os

24
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

de actividades mineiras quais especificam que esta deveria acontecer por meio de
Consulta Pública. Tendo estes o direito de participar ao longo do
processo do Licenciamento Ambiental.
A Lei de Minas (2014) também estabelece o direito à consulta
prévia, antes da obtenção da autorização do início da exploração
mineira; e o direito a consulta obrigatória e contínua com a
comunidade, antes e durante a implementação do respectivo
instrumento de gestão ambiental, até o encerramento da mina.

25
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

Considerações Finais

Entre os principais impactos desencadeados durante a mineração estão a poluição da água,


poluição sonora, poluição do solo, poluição do ar e contaminação dos alimentos.
As principais comunidades que demonstraram haver necessidade de intervenção pontual são:
Ntchenga, Bagamoio, Benga, Capanga e Cancope ambas localizadas no distrito de Moatize.
Relativamente aos aspectos legais maior parte das comunidades apresentarem dificuldade e
falta de domínio de alguns instrumentos legais e ausências nos processos de Consulta
Comunitária.

26
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017
Estudo de Impacto da Mineração e principais áreas afectadas pela mineração no distrito de Moatize - Tete

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
1. Alexandre, E. (2009): O Papel do Governo na Promoção da Mineração Artesanal e de
Pequena Escala como parte integrante do Desenvolvimento Rural, MIREM, Direcção
Nacional de Minas, CASM/09
2. Castel-Branco, C.N. (2010): Economia Extractiva e Desafios de Industrialização em
Moçambique, Cadernos IESE No 1, Maputo
3. Costa A., & Sampaio e Melo (ed.) 2008: Dicionário da Língua Portuguesa, Corrigida e
Aumentada, Porto Editora, Lisboa
4. FERNANDES, Francisco Responsabilidade sócio ambiental e trabalho infantil na
mineração, CT2006‐080‐00, CETEM – MCTI, Rio de Janeiro. 2006.
5. Kenmare (2008): Kenmare Moma Associação de Desenvolvimento – Strategy 2009-
2011 and Implementation Plan 2009-2011, Nampula
6. Kenmare (2009): Aurora – Resumo do Relatório Anual da KENMARE 200
7. Nhaca, F., & P. Castigo (2009): Garimpo na Reserva Nacional de Chimanimani –
Avaliação Ambiental e Socio-económica, Chimoio
8. OXFAM- Mineração, reassentamento e meios de vida perdidos. Ouvindo as vozes das
comunidades reassentadas em Mualadzi, Moatize, Tete, Moçambique.
9. Rockström, J., 2015. Bounding the Planetary Future: Why We Need a Great
Transition.
10. Rodríguez Fernández, J.M. (2007): Responsabilidad social corporativa y análisis
económico: práctica frente a teoría. Ekonomiaz, Num.65, págs. 12
11. Resolución 21/2014: Política de Responsabilidade Social Corporativa para la Indústria
Extractiva de Recursos Minerais. Boletim da República. Publicação Oficial da
República de Moçambique del 16 de mayo de 2014.
12. Selemane, T. (2009) Alguns Desafios na Indústria Extractiva em Moçambique, CIP,
Maputo

27
Kubecera- Moatize, Moçambique Dezembro -2017