Você está na página 1de 11

MINISTÉRIO DA DEFESA

COMANDO DA AERONÁUTICA

LÍNGUA PORTUGUESA II 1
A atitude da águia na tentativa de renascer só NÃO se
Texto I traduz por:
(A) esforço e reclusão.
O vôo da águia (B) esforço e paciência.
(C) esperança e racionalidade.
(D) método e perseverança.
Entre as aves, a águia é a que vive mais, cerca de
(E) disciplina e persistência.
setenta anos. Mas para atingir essa idade, aos 40 ela
deve tomar uma difícil decisão: nascer de novo. 2
Pois aos 40 suas unhas ficam compridas e Assinale a afirmação IMPROCEDENTE, quanto às relações
5 flexíveis, dificultando agarrar as presas com as quais
estabelecidas no texto.
se alimenta. O bico, alongado e pontiagudo, se curva.
(A) O 2o parágrafo estabelece com o 1o uma relação de
As asas, envelhecidas e pesadas, dobram-se sobre o
causa e conseqüência.
peito, impedindo-a de empreender vôos ágeis e velozes.
(B) O 3o parágrafo encerra uma conclusão em relação à
Restam à águia duas alternativas: morrer ou
argumentação estabelecida nos dois primeiros.
10 passar por uma dura prova, ao longo de 150 dias. Essa
(C) O 5o parágrafo estabelece uma relação de comparação
prova consiste em voar para o cume de uma montanha e
e contraste entre a postura do ser humano e a da ave.
abrigar-se num ninho cravado na pedra. Ali, ela bate o
bico contra a pedra até quebrá-lo. Espera, então, crescer (D) O 7 o parágrafo complementa e justifica as idéias
o novo bico, para poder arrancar as suas unhas. contidas no 3o parágrafo.
15 Quando as novas unhas despontam, a águia (E) O 8o parágrafo relaciona-se por adição com o anterior,
puxa as velhas penas e, após cinco meses, crescidas apresentando mais um argumento em relação ao 6o.
as novas, ela atira-se renovada ao vôo, pronta para viver 3
mais trinta anos. Indique a opção cujo provérbio NÃO apresenta relação de
No noviciado, aprendi que, ao longo da existência, sentido com a idéia central do texto.
20 a possibilidade de nossa sobrevida depende, muitas (A) Voltar atrás é melhor que perder-se no caminho.
vezes, de seguir o exemplo da águia. Quem se entrega, (B) Saber demasiado é envelhecer precocemente.
abatido, ao peso do sofrimento e das dificuldades, tende (C) Quem não cansa, alcança.
a abreviar seus dias. Deixa de viver como quem voa e (D) O que se faz um dia é semente de felicidade para o dia
passa a sobreviver como um réptil que rasteja. seguinte.
25 Reaprender a voar é ousar recolher-se para (E) O que foi duro de sofrer é doce de recordar.
começar de novo. Eis a sabedoria de todas as religiões
tradicionais ao exigir de seus noviços um tempo de
4
Assinale a opção em que o verbo forma substantivo
reclusão. O mesmo ocorre em muitas nações indígenas,
derivado, grafado com Ç.
quando o jovem, para ser considerado adulto, é recolhido
(A) Conceder. (B) Submeter.
30 a uma cabana isolada, onde o xamã o submete a provas (C) Omitir. (D) Introduzir.
e o introduz a conhecimentos específicos. (E) Persuadir.
Mas é preciso voar até a montanha. De cima,
vê-se melhor. Talvez por isso Deus, ao criar o ser 5
humano, tenha colocado a cabeça acima do coração. Assinale a opção que apresenta justificativa INCORRETA
35 Ver com as emoções é correr o risco de desfigurar os de emprego do(s) sinal(sinais) de pontuação destacado(s).
desenhos. Os contornos mostram-se muito mais nítidos (A) “aos 40 ela deve tomar uma difícil decisão: nascer de
quando observados com serenidade. novo.” (l. 2-3) – quebra da seqüência das idéias.
E saber esperar. Primeiro, ousar perder o que (B) “O bico, alongado e pontiagudo, se curva.” (l. 6) –
envelheceu: o bico, as unhas, as penas. Despojar-se estabelecer uma pausa entre os adjetivos e o substantivo.
40 do que atravanca os nossos passos. Segundo, aguardar (C) “Quando as novas unhas despontam, a águia...” (l. 15) –
separa oração subordinada adverbial antecipada à
pacientemente o tempo da maturação. Enfim, dar o
principal.
salto pascal, abrir as asas para a vida e, sem medo, (D) “No noviciado, aprendi...” (l. 19) – separa adjunto
empreender o vôo rumo a novos horizontes. adverbial deslocado.
(E) “o bico, as unhas, as penas.” (l. 39) – separa termos
BETTO, Frei. Alfabetto: autobiografia escolar. coordenados.

3
TÉCNICO EM ELETRÔNICA E TELECOMUNICAÇÃO

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA DEFESA
COMANDO DA AERONÁUTICA

Texto II 6
A fábula da cidade A passagem “uma cidade deve ter a medida do homem.”
Uma casa é muito pouco para um homem; sua (l. 5-6) significa que o(a):
verdadeira casa é a cidade. E os homens não amam as (A) homem precisa moldar suas necessidades à realidade.
cidades que os humilham e sufocam, mas aquelas que
parecem amoldadas às suas necessidades e desejos, (B) homem não consegue acompanhar a evolução dos
5 humanizadas e oferecidas – uma cidade deve ter a medida tempos.
do homem.
É possível que, pouco a pouco, os lugares cordiais (C) progresso traz benefícios que o homem não é capaz de
da cidade estejam desaparecendo, desfigurados pelo perceber.
progresso e pela técnica, tornados monstruosos pela
10 conspiração dos elementos que obrigam as criaturas a (D) ser humano não é capaz de controlar o progresso.
viver como se estivessem lutando, jungidas a um certo (E) cidade deve atender às necessidades e aos anseios
número de rituais que as impedem de parar no meio
humanos.
de uma calçada para ver uma criança, ou as levam a
atravessar uma rua como se estivessem fugindo da morte.
15 Em cidades assim, a criatura humana pouco ou 7
nada vale, porque não existe entre ela e a paisagem a
harmonia necessária, que torna a vida uma coisa digna. Assinale a opção em que NÃO há correspondência entre
E o habitante, escravizado pelo monstro, vai-se repetindo a passagem transcrita e o sentido a ela atribuído.
diariamente, correndo para as filas dos alimentos, dos
20 transportes, do trabalho e das diversões, proibido de (A) “...lugares cordiais da cidade...” (l. 7-8) – sintonia entre
fazer algo que lhe dê a certeza da própria existência. o homem e o contexto social.
(...)
Para que se ame uma cidade, é preciso que ela (B) “...conspiração dos elementos...” (l. 10) – imposição das
se amolde à imagem e semelhança de seus munícipes, circunstâncias.
25 possua a dimensão das criaturas humanas. Isso não
quer dizer que as cidades devam ser pequenas; significa (C) “escravizado pelo monstro,” (l. 18) – sujeição a regras.
apenas que, nas mudanças e transfigurações, elas (D) “vai-se repetindo diariamente,” (l. 18-19) – automatismo
crescerão pensando naqueles que as habitam e
a que se reduz a vida.
completam e as tornam vivas. Pois o homem é para a
30 cidade como o sangue para o corpo – fora disso, dessa (E) “...cadáveres e ruínas.” (l. 31) – conseqüências da
harmoniosa circulação, há apenas cadáveres e ruínas. consonância entre o homem e a cidade.
O habitante deve sentir-se livre e solidário, e não
um guerreiro sozinho, um terrorista em silêncio. Deve
encontrar na paisagem os motivos que o entranham à 8
35 vida e ao tempo. E ele não quer a paisagem dos turistas,
onde se consegue a beleza infensa dos postais A idéia contida no texto que NÃO é justificativa para o título
monumentalizados; reclama somente os lugares que lhe é o(a):
estimulem a fome de viver, sonegando-o aos cansaços e
desencantos. Em termos de subúrbio, ele aspira ao bar (A) contexto mais restrito do homem é sua casa.
40 debaixo de árvores, com cervejinha gelada e tira-gosto, à (B) vínculo entre o homem e seu contexto social
praça com play-ground para crianças, à retreta coroada
de valsas. gradativamente diminui, ao longo do tempo.
Suprimidas as relações entre o habitante e seu (C) ser humano torna-se menos sensível à realidade que o
panorama, tornada incomunicável a paisagem, indiferente
cerca, rompido o vínculo entre o homem e seu contexto
45 a cidade à fome de simpatia que faz alguém preferir uma
rua à outra, um bonde a um ônibus, nada há mais que social.
fazer senão alimentar-se a criatura de nostalgia e guar-
(D) cidade precisa ter características específicas para ser o
dar no fundo do coração a imagem da cidade comunicante,
o reino da comunhão humana onde se poderia dizer “bom esteio de seus habitantes.
50 dia” com a convicção de quem sabe o que isso significa. (E) complexidade da vida descaracteriza a verdadeira finali-
LEDO, Ivo. A Cidade e os Dias. dade da cidade para o homem.

4
TÉCNICO EM ELETRÔNICA E TELECOMUNICAÇÃO

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA DEFESA
COMANDO DA AERONÁUTICA

9 MATEMÁTICA
Na passagem “há apenas cadáveres e ruínas.” (l. 31),
11
substituindo-se o verbo haver pela locução verbal, tem-se:
A diferença entre os intervalos [3, ) − [5, ) é igual a:
(A) pode existir. (A) [3, 5]
(B) há de haver. (B) [3, 5)
(C) hão de haver. (C) (3, 5]
(D) deve existir. (D) (3, 5)
(E) {3, 4}
(E) devem haver.
12
10 O número de soluções inteiras e positivas do sistema
Tendo em vista os aspetos morfossintáticos, assinale a
afirmativa IMPROCEDENTE. x 2+ x − 6 > 0
(A) Em “O habitante deve sentir-se livre e solidário,” (l. 32), é igual a:
x+3>3x+9
o predicado é verbo-nominal.
(B) Os vocábulos destacados em “...que obrigam as
criaturas a viver...” (l. 10-11) e “jungidas a um certo (A) 0
número de rituais...” (l. 11-12) pertencem à mesma classe (B) 1
gramatical. (C) 2
(C) Transformando a oração reduzida “...para ver uma (D) 3
criança,” (l. 13) em desenvolvida, teremos: a fim de que (E) infinito
vejam uma criança.
(D) Substituindo-se o complemento verbal em “E ele não quer 13
a paisagem dos turistas,” (l. 35) teremos: E ele não a O raio da circunferência de equação x2 + y2 + 4x − 6y + 1 = 0
quer. vale:
(E) Os vocábulos “pouco” (l. 1), “um” (l. 1) e “própria” (l. 21) (A) 12 (B) 2
são, respectivamente, pronome indefinido, numeral e
pronome demonstrativo. (C) 1 (D) 2 3

(E) 3

14
P é um plano e r é uma reta perpendicular a P. Quantos são
os planos que contêm r e são perpendiculares a P?
(A) 0
(B) 1
(C) 2
(D) 3
(E) infinitos

15
Se sen x = cos 10° e cos x = −sen 10°, um possível valor
para x é:
(A) 80°
(B) 100°
(C) 170°
(D) 260°
(E) 280°

5
TÉCNICO EM ELETRÔNICA E TELECOMUNICAÇÃO

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA DEFESA
COMANDO DA AERONÁUTICA

16 RASCUNHO
O lado AB de um triângulo ABC mede 12 cm. Os pontos
P e Q pertencem aos lados CA e CB, respectivamente.
O segmento PQ é paralelo a AB e as áreas do triângulo
CPQ e do trapézio PABQ são iguais. O comprimento PQ,
em cm, é de:
(A) 2 (B) 3
(C) 6 (D) 2
(E) 6 2

17
Em porcentagem, o lucro de um comerciante na venda de
um artigo é medido em relação ao preço pelo qual ele
comprou o artigo e a margem de lucro é medida em relação
ao preço pelo qual ele vendeu o artigo. Portanto, uma
margem de lucro de 40% corresponde a um lucro de
aproximadamente:
(A) 40%
(B) 60%
(C) 67%
(D) 75%
(E) 80%

18
Quantos são os inteiros, compreendidos entre 100 e 250,
que são divisíveis por 3 ou por 7?
(A) 55
(B) 63
(C) 64
(D) 70
(E) 71

19
Lança-se um dado não-tendencioso até que sejam obtidos
dois resultados consecutivos iguais. Qual a probabilidade
de o dado ser lançado exatamente três vezes?
(A) 1/2
(B) 1/6
(C) 1/9
(D) 5/36
(E) 1/36

20
O logaritmo na base 4 de 32 vale:
(A) 2,5
(B) 3,5
(C) 4
(D) 5
(E) 8

6
TÉCNICO EM ELETRÔNICA E TELECOMUNICAÇÃO

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA DEFESA
COMANDO DA AERONÁUTICA

LÍNGUA INGLESA II The ‘Airports’ pages of the EUROCONTROL website


will give you a very good general idea of what airports
and EUROCONTROL have already begun to achieve
The European Organisation for the Safety of Air
together, and what we still aim to achieve. Users will be
Navigation (EUROCONTROL) takes pride in the fact that 55 the big winners from such cooperation, but local residents
it has definitely contributed to the development of air must not suffer as a result.
navigation in Europe over the last 40 years. Adapted from http://www.eurocontrol.int/corporate/public/
5 Contrary to what its name suggests at first sight, standard_page/cb_airports.html
safety is not the only aspect of air navigation addressed
by our Organisation. It is of course, and must remain, 21
the most important aspect, but we also work in many In this text, the author:
other areas. (A) predicts that air traffic in Europe will never be safely
10 For example, one of our key activities is making sure controlled.
that the constant increase in air traffic can be (B) affirms that there is no solution for the crowded European
accommodated without the risk of dangerously airports.
overloading the air traffic control system.
(C) criticizes EUROCONTROL for the airport congestion in
In order to achieve this, we need to be active at all
15 levels: development strategy, design, coordination, Europe.
support for the introduction of new operating procedures (D) shows that EUROCONTROL services are important to
and equipment, regulation, etc. We are even active at European air navigation
institutional level in order to guarantee that the right (E) states that European authorities rarely take the right
decisions are taken by the right bodies at the right time decisions to solve airport problems.
20 and – above all – to assure that these decisions are
possible so that they are acceptable across the board. 22
To this end, we work together with all those involved In “… one of our key activities is making sure that …”
in the air navigation system, not just the airlines – who
(lines 10-11) “key activities” means the same as:
were the ones you probably thought of first. Having first
25 guaranteed that airspace is less crowded - or, more (A) essential activities.
precisely, that the system is able to accommodate more (B) incorrect activities.
traffic - we are now working on the airport component. (C) common activities.
This new activity for EUROCONTROL is of great (D) secondary activities.
importance, as airport congestion is becoming a (E) unimportant activities.
30 significant source of delay. Since it is not easy for national,
regional or local authorities to extend the surface area of 23
airports and operating hours are tending to become more The pronoun “they” (line 21) refers to:
restricted as a result of environmental pressure, solutions
(A) “levels” (line 15).
must be found elsewhere, and with the relevant parties.
35 From an outsider’s perspective, however, airports (B) “procedures” (line 16).
represent a wide range of institutional arrangements. (C) “bodies” (line 19).
Some elements of airport operations may be under the (D) “decisions” (line 20).
control of the State, while others are the responsibility of (E) “airlines” (line 23).
a purely commercially oriented company; such a mixture
40 is common. 24
One of the objectives of EUROCONTROL’s work, in According to the text, EUROCONTROL is responsible for all
coordination with the relevant airport authorities, is to the actions below, EXCEPT:
help to rationalise the use of infrastructure which is
(A) keeping the safety of air traffic control.
directly related to air navigation.
45 Even though their status often differs from one country (B) accommodating the increase in air traffic.
to the next, airports have a common aim - to achieve (C) contributing to the development of air navigation.
economic development and, at the same time, to make (D) cooperating with airlines and people in the air navigation
sure that this does not have unacceptable adverse system.
secondary effects. EUROCONTROL is going to help (E) determining the expansion of the surface area of all
50 them do this, without affecting competition. European airports.

7
TÉCNICO EM ELETRÔNICA E TELECOMUNICAÇÃO

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA DEFESA
COMANDO DA AERONÁUTICA

25 29
Mark the only option in which the word(s) in bold type Considere a seguinte planilha no Microsoft Excel:
expresses an idea of obligation/necessity:
(A) “… the constant increase in air traffic can be
accommodated …” (lines 11-12).
(B) “…solutions must be found elsewhere, and with the
relevant parties.” (lines 33-34)
(C) “Some elements of airport operations may be under the
control of the State, ...” (lines 37-38).
(D) “EUROCONTROL is going to help them to do this, ...”
(lines 49-50).
(E) “The ‘Airports’ pages of the EUROCONTROL website
will give you…” (lines 51-52).

INFORMÁTICA O resultado da fórmula de B5 é:


(A) 23
26 (B) 16
Que mídia de armazenamento NÃO permite modificar ou (C) 15
apagar dados já gravados? (D) 11
(A) DVD-RW (E) 4
(B) CD-RW
(C) CD-R 30
(D) Pen-drive Após instalar um antivírus em seu computador, uma medida
(E) Disquete de 1,44 MB adequada de segurança é:
(A) manter as vacinas do antivírus atualizadas.
27 (B) executar todos os anexos que chegarem por e-mail.
O gerenciador de arquivos e pastas do Windows XP é (C) desligar o antivírus ao executar programas em disquete.
denominado: (D) deixar a instalação do antivírus intacta, sem atualiza-
(A) desfragmentador de disco. ções.
(B) Windows Explorer. (E) executar arquivos .bat desconhecidos, para proteção
(C) painel de controle. extra.
(D) gerenciador de tarefas.
(E) gerenciador de dispositivos.

28
No Windows Explorer, que tecla deverá permanecer
pressionada para selecionar, por meio do clique do mouse,
arquivos não seqüenciais?
(A) PAUSE
(B) CONTROL
(C) ESC
(D) SHIFT
(E) TAB

8
TÉCNICO EM ELETRÔNICA E TELECOMUNICAÇÃO

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA DEFESA
COMANDO DA AERONÁUTICA

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 33

31
R 2,75 A
1 Dados: R
 + 
R = 50
2 I L = 0,5 H 12 V 6V 9V
R +  +
E = 24 V
L
+ Considere: A figura acima ilustra um circuito resistivo, onde .
E A potência, em watts, dissipada no resistor R é, aproxima-
e1 = 0,37 damente:
- e2 = 0,14 (A) 0,12
e3 = 0,05 (B) 0,28
(C) 0,56
No circuito da figura acima, com o indutor desenergizado, a (D) 0,84
(E) 0,97
chave é conectada na posição 1 em t=0. Após um tempo
L
34
dado por segundos, a chave é imediatamente revertida
2R Fonte Carga 1 Carga 2
L
para a posição 2. Após segundos da reversão, o valor
R +
aproximado da corrente elétrica I que passa pelo indutor, em 12 V 20  R
-
mA, é:
(A) 1 (B) 2,3 (C) 13 (D) 23 (E) 55
A figura acima ilustra um circuito, onde a fonte encontra-se
32 conectada a uma carga resistiva ajustável. Considere esse
o
Iin=20 A 60 circuito em duas situações distintas. Na primeira, deseja-se
ajustar a resistência R para que haja a máxima transferência
+
de potência para a Carga 1, assinalada na figura, enquanto
na segunda, deseja-se que a máxima transferência de po-
o
tência ocorra com a Carga 2. Os valores de R, em ohms,
Vin=8 kV 0 Z que correspondem, respectivamente, a essas situações são:
(A) 10 e 5,2
(B) 20 e 8,4
(C) 20 e 9,1
- (D) 40 e 12,5
A figura acima ilustra a impedância Z, submetida a uma (E) 40 e 15,6
tensão senoidal Vin com sua correspondente corrente Iin.
Considerando que a freqüência de operação seja 60 Hz, 35
a impedância Z pode ser modelada por um: O valor da capacitância de um capacitor de placas paralelas:
(A) diminui quando se aumenta a área das placas.
(A) indutor em série com um resistor de .
(B) permanece constante quando se varia a permissividade
(B) indutor em paralelo com um resistor de . do seu dielétrico.
(C) indutor de 0,5 H, somente. (C) não depende das dimensões físicas das placas.
(D) resistor de , somente. (D) aumenta quando se aumenta a distância entre as placas.
(E) capacitor em paralelo com um resistor de . (E) aumenta quando se aumenta a área das placas.

9
TÉCNICO EM ELETRÔNICA E TELECOMUNICAÇÃO

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA DEFESA
COMANDO DA AERONÁUTICA

36 38
Ib VC
S

Rs + + 10 mF
+
1/ho RL Vo 12 V
-
+ - IC
Ve  0,5H
-

A figura acima ilustra um circuito que representa o modelo

para pequenos sinais de um estágio transistorizado. A parte A figura acima ilustra um circuito alimentado por uma fonte
de tensão contínua de 12 V. O circuito encontra-se operando
tracejada corresponde ao modelo híbrido equivalente
em regime permanente com a chave S fechada. Em deter-
completo do transistor. Os parâmetros hi, ho, hf e hr estão, minado instante, abre-se a chave S. Imediatamente após a
abertura da chave, os valores da tensão VC, em volts, e da
respectivamente, nas seguintes unidades: ohms, siemens,
corrente IC, em ampères, são, respectivamente:
adimensional e adimensional. A expressão correspondente (A) 9,0 e 0,125
Vo (B) 9,0 e 0,250
ao ganho de tensão V é: (C) 9,0 e 0,500
e
(D) 9,6 e 0,250
R sh f
(A) (E) 9,6 e 0,500
hr RL hi  (1  RL h o )(R s  hi )
39
RL ho
(B) Um determinado circuito é formado por um resistor alimentado
hr RL h f  RL (R s  hi )
por uma fonte de corrente contínua. Nestas condições, quando
RL h f
(C) percorrido por uma corrente ICC, a potência elétrica dissipada
hr RL h o  (1  RL hi )R s

por esse resistor é igual a PCC. Numa outra situação, este


R L hi
(D)
hr RL h f  (1  RL h o )R s mesmo resistor é desconectado da fonte de corrente contínua

RL h f e conectado a uma fonte de corrente alternada senoidal.


(E)
hr RL h f  (1  RL h o )(R s  hi )
O valor de pico da corrente elétrica neste novo circuito é
ICC
37 ajustado até se tornar igual a . A potência elétrica
0,707
Considere a função booleana das variáveis A, B e C dada por:
dissipada no resistor nessas condições será igual a:
X  A  A B  A  B A  C
PCC
A expressão mais simplificada para X é: (A) (B) 0,707PCC
2
(A) X  A (B) X  A  B PCC
(C) (D) 2PCC
(C) X  A  B (D) X  BC 0,707

(E) X  A  C (E) PCC

10
TÉCNICO EM ELETRÔNICA E TELECOMUNICAÇÃO

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA DEFESA
COMANDO DA AERONÁUTICA

40 42
Os amplificadores transistorizados que utilizam TJB são
CARGA divididos em classes, de acordo com a maneira de amplifi-
cação dos sinais senoidais. Com relação a essas classes,
20  considere as afirmativas a seguir.
I - O classe A amplifica integralmente os dois semiciclos
(positivo e negativo).
II - O classe B amplifica um pulso simétrico, formado por
20  parte de um semiciclo, e cuja duração é maior do que
40 V meio período da senóide.
III - O classe C amplifica um pulso simétrico, com apenas
parte de um semiciclo, e cuja duração é menor do que
meio período da senóide.
O esquema acima apresenta um circuito com uma fonte É(São) verdadeira(s) apenas a(s) afirmativa(s):
de tensão alternada senoidal de 40V eficazes, e uma carga (A) I (B) II
composta por uma associação RL série. A potência ativa (C) I e II (D) I e III
solicitada, em W, é de: (E) II e III

(A) 50 (B) 4 50 43

(C) 420 25 (D) 40 20


+ +
(E) 40 Vin Vout

 
41
A A’

o A figura acima ilustra um circuito alimentado por uma fonte


VA IA ZA = 10 10 ohms de tensão alternada senoidal. O comportamento desse
FONTE CARGA
TRIFÁSICA N N’ TRIFÁSICA
circuito, em termos de resposta em freqüência, corresponde
SIMÉTRICA EQUILIBRADA a um filtro:
(A) passa-baixa.
(B) passa-baixa com notch na banda de rejeição.
VC VB ZB ZC (C) passa-alta.
C B B’ C’ (D) passa-banda.
(E) rejeita-banda.
O sistema trifásico acima é composto por uma fonte simé- 44
A
trica na seqüência ABC e uma carga equilibrada, cujo valor S
B Somador
da impedância conectada à fase A é de 10 ohms com ângulo Completo
CS
de 10o. Sabendo-se que a ddp entre as fases B e C é igual a CE
220 2 volts de pico com ângulo de 30o, a corrente eficaz No somador binário completo da figura acima, as variáveis A
e B são somadas, tendo CE e CS como as variáveis de trans-
I A , em ampères, é: porte, respectivamente, de entrada e de saída. A expressão
(A) 12,7 com ângulo de + 30o. mais simplificada para a variável de transporte CS é:
(B) 12,7 com ângulo de + 110o. (A) AB  ACE  A B (B) AB  CE  B
(C) 22,0 com ângulo de + 10o.
(D) 22,0 com ângulo de + 30o. (C) AB  ACE (D) ACE  BCE  AB
(E) 22,0 com ângulo de + 110o. (E) B  ACE

11
TÉCNICO EM ELETRÔNICA E TELECOMUNICAÇÃO

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA DEFESA
COMANDO DA AERONÁUTICA

45 46
Resposta em Freqüência Um motor elétrico apresenta, como dado de placa, uma
0
potência mecânica igual a 1cv (736W). Sobre este motor é
correto afirmar que a(o):
20
(A) corrente elétrica solicitada da rede depende, entre
Módulo (dB)

outros fatores, do fator de potência do motor.


40
(B) corrente aparente solicitada da rede será igual à corrente
60
associada à sua potência ativa, se o seu fator de
potência for igual a 0,8.
80
(C) potência elétrica solicitada da rede depende exclusiva-
0 mente do rendimento deste motor.
(D) potência elétrica solicitada da rede será de 0,736kW.
45
(E) valor médio da corrente solicitada da rede será igual
Fase (graus)

90 ao seu valor eficaz.

135
47
A chave de partida estática (Soft Starter) é um equipamento
180
1
10 10
0
10
1
10
2
10
3
utilizado para efetuar a partida de motores de indução de for-
ma suave. A esse respeito, considere as afirmativas a seguir.

As figuras acima ilustram as curvas de módulo (dB) e de I - O motor de indução a ser acionado deve ter os termi-
nais de todos os seus enrolamentos disponíveis.
fase (graus) da resposta em freqüência de um determinado II - Essas chaves permitem também acelerar, desacelerar
e proteger os motores de indução trifásicos.
circuito. Considere dois sinais senoidais de saída em III - O controle da tensão aplicada ao motor, mediante o
ajuste do ângulo de disparo dos tiristores, permite obter
regime permanente com amplitudes V1 e V2 e ângulos,
partidas e paradas suaves.
respectivamente, 1 e 2
, correspondentes a duas entradas
A(s) afirmativa(s) correta(s) é(são):
senoidais com mesmas amplitudes e em fase, mas com (A) I, apenas.
(B) II, apenas.
freqüências de 1  30 rad / s e 2  100 rad / s . A relação (C) I e II, apenas.
V1 (D) II e III, apenas.
entre as amplitudes das respostas e o valor absoluto da
V2 (E) I, II e III.
diferença de fase em graus entre elas, em regime permanente,
48
são, aproximadamente: As leituras feitas num medidor de energia foram 8490 kWh
e 8622 kWh, respectivamente, no início e no final de um
(A) 4 e 20o determinado período de tempo. Sabendo-se que o medidor
tem constante própria de multiplicação igual a 2, o consumo
(B) 10 e 20o
de energia elétrica, em kWh, no período considerado foi:
(C) 100 e 20o (A) 66
(B) 132
(D) 100 e 45o (C) 264
(D) 528
(E) 1000 e 45o (E) 1056

12
TÉCNICO EM ELETRÔNICA E TELECOMUNICAÇÃO

www.pciconcursos.com.br
MINISTÉRIO DA DEFESA
COMANDO DA AERONÁUTICA

49

SCR
+
Rcarga Vcarga
VCC


O circuito da figura acima representa um conversor de tensão bastante simples, que tem por finalidade permitir a variação do
valor médio da tensão aplicada sobre a carga resistiva. Sobre o gate do SCR é aplicado um sinal periódico. Em um período, o
SCR conduz durante o tempo tl e permanece cortado durante o tempo td. Nestas condições, a expressão do valor médio da
tensão sobre a carga é:

VCC tI
(A)
tI + t d

VCC (tI + t d )
(B)
tI
VCC (tI + t d )
(C)
td

(D) VCC tI

(E) VCC t
d

50

CD
C MUX
D Y 00 01 11 10
4-1
00 1 1 0 0
AB 01 1 1 0 0
11 0 0 0 0
10 1 0 1 1
A B

A figura acima ilustra parte de um circuito digital e o Mapa de Karnaugh do sinal de saída Y em função dos sinais lógicos de
entrada A, B, C e D. Os sinais A e B comandam o multiplexador de quatro entradas e uma saída. Utilizando somente portas
NOR com duas entradas, o número mínimo dessas portas para completar o circuito combinacional dentro do quadro pontilhado
de maneira que o sinal Y corresponda à lógica apresentada no Mapa de Karnaugh é:
(A) 6 (B) 5 (C) 4 (D) 3 (E) 2

13
TÉCNICO EM ELETRÔNICA E TELECOMUNICAÇÃO

www.pciconcursos.com.br