Você está na página 1de 15

Folhas e seus orixás Oxossi

 Teté
Exu
 Bredo - sem espinhos
 Odun-dun  Orin-rin
 Folha-da-costa  Alfavaquinha
 Teté  Odun-dun
 Bredo sem espinhos  Folha-da-costa
 Orim-rim  Irekê-omin
 Alfavaquinha  Dandá do brejo
 Pepé  São gonçalinho
 Malmequer bravo  Folha de Iroko
 Tiririca  Mariwô
 Kanan-kanan  Folha de dendezêiro
 Folha de bobó  Irum-perlêmin
 Kan-kan  Capim cabeludo.
 Cansanção de porco
Obaluaê
 Inã
 Cansanção branco de leite  Bala
 Aberê  Taioba
 Picão-da-praia  Jasmim
 Carrapicho-de-agulha.  Cajá
 Aferé
Ogum
 Mutamba
 Mariwô  Obò
 Folha de palmeira de dendê  Rama de leite
 Ìróko  Jacomijé
 Folha de Iroko  Jarrinha
 Pepé  Turin
 Malmequer bravo  Folha de neve branca
 Peregun Nativo  Tolu-tolu
 Obò  Papinho de peru
 Rama de leite  Tinin
 Eregê  Cana do brejo
 Erva-tostão  Barba de velho.
 Rubin
 Erva-de-bicho
 Espada de são Jorge
 Bredo
 Orin-rin
 Alfavaquinha
 Odun-dun
 Folha-da-costa (saião)
 Teté
 Bredo sem espinhos
 Comigo Ninguém pode
 Romã

1
Ossain  Canela-de-velho
 Tolu-tolu
 Ganucô  Papinho-de-peru.
 Língua de galinha
 Obô
 Rama de leite
Nanã
 Tolu-tolu
 Papinho-de-peru  Teté
 Teterégún  Bredo sem espinhos
 Canela-de-macaco  Orim-rim
 Timim  Alfavaquinha
 Folha de neve branca  Odum-dum
 Cana-do-brejo  Folha da costa
 Mariwô  Jacomijé
 Folha de dendezeiro  Jarrinha Timim
 Awô-pupa  Cana-do-brejo
 Cipó-chumbo  Peculé
 Arê-agê  Parioba
 Tostão  Bala
 Simim-simim  Taioba
 Vassourinha  Jasmim
 Afoman  Cajá
 Erva-de-passarinho  Obò
 Omim  Rama de leite.
 Alfavaquinha
 Teté Oxum
 Bredo sem espinho
 Teté
 Odum-dum
 Bredo sem espinhos
 Folha-da-Costa.
 Orim-rim
Iroko  Alfavaquinha
 Gameleira  Odum-dum
 Folha baobá  Folha da costa
 Folha de Iroko  Malva branca
 Beldroega
Oxumarê  Folha de lroko
 Pepé
 Folha de Ìróko  Malmequer branco
 Aberê-ejó  Eim-dum-dum
 Pente de Òsúmarè  Folha da fortuna
 Obô  Omin-ojú
 Rama de leite  Golfo branco Ilerin
 Oxibatá  Folha de vintém
 Golfo redondo do monam  Oriri
 Jacomijé  Oripepê.
 Jarrinha
 Tinim
 Folha da neve branca

2
Logun Edé  Perégún Nativo
 Pega Pinto  Folha de lroko
 Peregun verde e amarelo  Pepé
 São gonçalinho  Malmequer
 Teterégún
 Jamin – manga
 Canela-de-macaco
 Caiçora
 Adimum-ade-run
 Akoko
 Folha de fogo
 Santa Luzia  Obe-cemi-oia
 Papa de peru  Espada de Oyámésèèsán rosa
 Mal me quer  Aferé
 Manjericão  Mutamba
 Jamin  Obô
 Oxibatá  Rama de leite
 Para-raio
Obá  Folha de amora.

 Erva tostão Iemanjá


 Negamina
 Teté
 Mangerona
 Bredo sem espinhos
 Oxibatá
 Odum-dum
 Folha da costa
 Malva branca
Ewá  Omin-ojú (Vitória Regia)
 Golfo branco
 Erva de santa Luzia
 Jacomijé (fortuna)
 Cana do brejo
 Jarrinha
 Colônia
 Ibin
 Taioba
 Erva de bicho
 Mutamba
 Obaya
 Bredo
 Beti-cheiroso
Iansã  Folha de lroko
 Obô
 Teté  Rama de leite.
 Bredo sem espinho
 Orim-rim
 Alfavaquinha
 Odum-dum
 Folha-da-costa
 Jacomijé (fortuna)
 Jarrinha
 Abauba
 Folha de imbaúba
 Eregê
 Erva-tostão
 Obayá
 Beti-cheiroso

3
Xangô / Ayra Oxalá

 Teté  Teté
 Bredo sem espinhos  Bredo sem espinhos
 Orin-rin  Orim-rim –
 Alfavaquinha  Alfavaquinha
 Odum-dum  Odum-dum –
 Folha da costa  Folha-da-costa
 Bamba  Ibim –
 Folha de mibamba  Erva de bicho
 Alapá  Malva branca
 Folha de capitão  Folha de vintém
 Pepé  Beldroega
 Folha de Iroko  Omim-ojú (Vitória Regia)
 Oicô  Golfo branco
 Folha de caruru  Tinin
 Xerê-obá  Folha de neve branca
 Chocalho de xangô  cana-do-brejo
 Oxé-obá  Pachorô - Folha da costa branca
 Birreiro  Ori-dum-dum
 Aferé  Folha da fortuna
 Mutamba  Obô
 Obô  Rama de leite
 Rama de Leite  Omim-ibá-ojú
 Odidí  Folha de leite.
 Bico-de-papagaio
 Obaya
 Beti-cheiroso - macho ou fêmea.

Ibeji
 Alfavaca
 Poejo
 Alecrim
 Erva batata doce

4
SASSANHE - NAÇÃO KETU

Material

 Uma bacia de alumínio grande para macerar as folhas ou pilão;


 Uma bacia média com água;
 Uma bacia média com água e acaçá;
 Uma bacia com água, mel (Oxossi usar melado ou açúcar)
 Vinho tinto ou moscatel e azeite dendê (Orixá funfun azeite doce);
 Sabão da costa, amarelo ou de coco;
 Kankan (bucha do norte);
 Uma meia cabaça para água;
 Otin (cachaça);
 Ataré (pimenta da costa);
 Waji,
 Osun;
 Efun;
 Iyerosun;
 Obí de quatro gomos;
 Orogbô;
 Igbá do Orixá da pessoa;
 Ilekés, Mokan, Contra eguns, Senzalas, Xaorô, Umbigueira, Kelê, Idés,
 Uma Enim (esteira),
 As ervas especificas de cada Orixá e Um xere de cabaça para invocação do Orixá Ossayin.
 Gan
 Porrão pintado de Efun e Ewaji

Procedimentos

Todos os elementos necessários para a Sassanhe são arrumados na esteira.


Senta-se o futuro iniciado na esteira, segurando a bacia com água onde serão maceradas as folhas por
uma mulher iniciada.
O Babalorisá ou Yalorisá dá inicio ao ritual.
Com o obí abata (quatro gomos) em um prato de porcelana ou argila, procede-se o rito invocando-se
Ossayin, dos Orixás e do Esá, a fim de trazer a força vital de cada um deles nesse momento.

Partindo o obi
Saudando a terra damos três pingos no chão dizendo
Ossanyin obi réré
Omi tutu Wokotó wowo
Lonã tutu Meji ke ba obi ni bikú
Pelé tutu bòmirin Obi ni barun edjo
Omim onilé Wowo edi mi olofin ke su ba
Omin canchancho Asé kosi kú
Omo furubalé Asé kosi arun
Mojuba onilé Asé kosota
Mojuba Ossanyin Omin lagun
Mopéo ossanyin Omin lague
Mopéo ossanyin mopéo Omin kosota

5
Aos Cânticos Ewe ogum mã,
Ewe wá sá e ogum mã lona
Bogbo i oro Ewe ogum mã,
Um jècó Ossayin ò Ewe mi loke wa súsa lonã
Bogbo i oro
Um jècó Ossayn ò Ewe wà sisá
Ewe wà assao
Teté ko ma te o Ewe a sisá lowà
Ta ni só nilé
Teté ko ma te o Ewe peregun álá wá tintun o
Ta ni só nilé Peregun álá wá tintun
Eran kó mara o Babá peregun álá wá léssé
Peregun álá wá tintun
A fi pa buru a fi pa buru Peregun álá wá tintun oo
Atipolá a fi pa buru Peregun álá wá tintun
O ita owò ita omã Babá peregun álá wá léssé
Atipolá a fi pa buru Peregun álá wá tintun
O eje owò eje omã
Atipolá a fi pa buru Mariwo male
Merin la owò Mirin la omã Toro nisê o
Atipolá a fi pa buru Mariwo male
Toro nisê o
Awá do ygui ygui ota ronio
O ygui ygui ota roni Kilofonysê Kilofonysê
Ewe bo ygui ygui oro ogum mã Mariwo
O ygui ygui ota roni Kilofonysê
O ygui ygui ota ronio Mariwo
O ygui ygui ota roni
Ewe bo ygui ygui oro ogum mã Ogun tana tana dè
O ygui ygui ota roni Tana dè
Tana dè ò

6
Ewe ko ko ko jô Bain sein semin
Ewe guè ode se min Yaba le in omim
Awa do ygui e ko ko Jô Abe ewe ygui lroko
Fara ibò ode de ban Ygui aba te lomim
Ode de ban ode de ban
Fara ibò ode de ban Ewe dãdã Dara madawo
Ode de ban ode de ban Ewe dãdã Dara mada
Fara ibò ode de ban Iewa da orun abada orun
Ewe dãdã Dara madawo
Ofá é in ofá gogo Ewe kika kika Oyá bale o
Ofá é in ofá gogo Kika kika Oyá bale
Ofá é in ofá gogo léssé Kika kika Oyá bale o
Ofá é in ofá gogo Kika kika Oyá bale
Ya mi kosun oro mi kodidé
Mofura mofunjé Kika kika Oyá bale o
Ofá é in ofá gogo
Mofura mofunjé Fara balé ekosu mã o
Ofá e in ofá gogo Fara balé ekosu mã
Kum kum duro olori ewe
Opolo Ossayin si bò Fara balé ekosu mã
Ko ko ewe wà ka ka Fara balé ekosu mã o
Opolo Ossayin si bò babá Fara balé ekosu mã
Ko ko ewe wà sisa Kum kum duro olori ewe
Fara balé ekosu mã
Oh xere xere a la mi kanxere
Xere xere a la mi kanxere Odun dum babaterolé
Aro ko ko boloió xere Odun dum babaterolé
Ara dundun male kanxere Babaterolé, babaterolé
A minha mama do kanxere Odum dum babaterolé

Ewe pessun
Ewe Lara
Tani a lashe ketu

7
E Abébé nibó abébé unbó
E abébé
Abébé nibó
Abébé unbó Itá owo
E abébé Itá oman
Ataráré é kobo
Átacoro jueweo alélé coro di bogum Bé ruré
Átacoro jueweo alélé coro di bogum
Átacoro jueweo alélé coro di bogum Ata runbó
Átacoro jueweo alélé coro di bogum Mojuba aro oro
Ata runbó
Ewe pélébé ni to bé o Mojuba aro oro
Ewe pélébé ni to bé Abadi loko
Obé pélébé wa fun pélébé Mojuba oro Oyá
Akaka kakua kó pélébé Ata runbó
Mojuba oro a kum
Firiri ewa tori o
Firiri ewa tori Monja ewe pe mosoro o
A in fere in mole Monja ewe pe mosoro
A insaba barin baro E pi lo pe ni
A insaba yaba torun E pi lo ya mi
Adjo wota foricã Monja ewe pe mosoró
Firiri wa tori
Baba petun
Firiri wa tori

Ewe obò soconjé


Ewe bogbo orixá
Ewe obò soconjé babá
Ewe bogbo orixá

8
Após todos os cânticos, pegar uma caneca com o abo preparado e aruá, e do mais velho pro
mais novo todos devem beber, nesse ritual se canta.

Iba bo shé ni águe miro arae aye


Gbogbo shé ni águe miro arae Agué
Iba bo shé ni águe miro arae aye
Gbogbo shé ni águe miro arae Agué

Após esse ritual todos ficam de joelhos e reza-se para Oxalá.

Geregere mejeje o
Oxoguian gere mejeje o
Ala orixá
Keji ma ta keji mo yò
Keji ma orixá yeye kan sonsò
Awa de omo Obatalá

Babá ere jê jê
Babá ere jê jê
Gba akoro agba orixá
Igba eyín babá
Igba eyín yeye
Igba eyín babá da koso lo ma aro
A fi pa Ada asé Omo Obatalá
E babá e araiyè

E para terminar canta-se com todos de joelho

Le tun tun
Le tun tun axé
Le tun tun
Le tun tun awò

9
Afesù
Seja no terceiro, no sétimo ou no décimo sétimo dia após o sacrifício do cabrito ao
orixá, realiza-se o afesu.
Um ritual secreto que significa, na força da expressão, a=nós + fé=adorar + Èsú. Rito de
adoração a exu, para que através dos cânticos surta o efeito nas oferendas, costumamos
dizer que as duas grandes vantagens que o africano tem sobre nós é o conhecimento da
historia e o domínio da língua. Além de que, a cultura de que tratamos lhes pertence e nós
a importamos com a imigração. Desta forma esses rituais foram sendo realizados,
rotineiramente, na busca de alcançar os objetivos ritualísticos fundamentais de êxito, uma
vez que, cada cântico de folha exalta um poder de realização importante na vida de cada
um de nós.
A realização do afesu sempre acontece em caso de iniciação, quer seja de elegun ou
de sacerdócio.
Quando por ocasião de festividades anuais, onde são sacrificados os animais para os
orixás, como forma de retribuição as graças alcançadas, imediatamente após os sacrifícios,
costumamos apenas cantar as cantigas de folha, para a invocação das folhas que foram
utilizadas na vida e contar com as forças de realização de cada uma delas.

Procedimentos
Existem procedimentos básicos, porém, longe da intenção de criar as regras ou
receitas de bolo, cada caso é um caso. Da mesma forma, deve acontecer no terceiro, no
sétimo ou no décimo sétimo dia.

Materiais Básicos
 3, 7, 17 ou 21 folhas de mamona  Padè de dendê
(ewe Lara), uma para cada dia.  Feijão fradinho torrado
 Padè de água  Feijão preto torrado

10
 Milho de galinha torrado  Água
 Canjica  Água de akasá
 Pipoca  Aruá
 Pedaços da costela do cabrito  Instrumentos de invocação
 Penas do sacrifício (ajarin, gan, serè).
 Akasá  Toicera de peregun
 Obi / Orogbò  O Ossain do orishá do inciado.
 Ataré  Laço (para o peregun)

Arruma-se, nas folhas de mamona, punhados dos elementos acima descritos. Se pega a
Toicera peregun acomodando o Ossayn do iniciado na mesma escondendo-o com o laço
estampado
Coloca-se na porta do barracão um alguidar para colocar as folhas que serão despachadas.
Diante de tudo pronto, todos sentados, iniciamos o ritual cantando.

Bogbo i oro O ygui ygui ota roni


Um jècó Ossayin ò O ygui ygui ota ronio
Bogbo i oro O ygui ygui ota roni
Um jècó Ossayn ò Ewe bo ygui ygui oro ogum mã
O ygui ygui ota roni
Teté ko ma te o
Ta ni só nilé Ewe ogum mã,
Teté ko ma te o Ewe wá sá e ogum mã lona
Ta ni só nilé Ewe ogum mã,
Eran kó mara o Ewe mi loke wa súsa lonã

A fi pa buru a fi pa buru Ewe wà sisá


Atipolá a fi pa buru Ewe wà assao
O ita owò ita omã Ewe a sisá lowà
Atipolá a fi pa buru
O eje owò eje omã Ewe peregun álá wá tintun o
Atipolá a fi pa buru Peregun álá wá tintun
Merin la owò Mirin la omã Babá peregun álá wá léssé
Atipolá a fi pa buru Peregun álá wá tintun
Peregun álá wá tintun oo
Awá do ygui ygui ota ronio Peregun álá wá tintun
O ygui ygui ota roni Babá peregun álá wá léssé
Ewe bo ygui ygui oro ogum mã Peregun álá wá tintun

11
Após esses cânticos de abertura, os demais se referem apenas as folhas, e serão cantados,
conforme já descrito, porém, de acordo com a quantidade equivalente ao ritual.

Após os cânticos iniciamos o ritual de fechamento cantando.

Agogô miro
Lesse mireo
Oro irumole

E pi awe pi awe babá


Odo pi awe
Odo pi awe baba
Ode Orole pi awe babá
Odo pi awe
Odo pi awe baba

Lonin a lojubó
Lonin a lojubó boro
Lonin a lojubó
Ashé odara lojubó boro

É uma caxa golonã


É uma caxa golonã
Peregum kibicã
É uma caxa golonã é gué
É uma caxa goléxin
É uma caxa goléxin
Afomã kibicã
É uma caxa goléxin égué

12
Após todos os cânticos, do mais velho pra mais novo, cada um canta sua folha com a
toicera de peregun na mão e dançando de frente para o iniciado.

Em seguida todos ficam de pé, levanta-se o iniciado, e o pai de santo entrega a primeira
folha na mão do iniciado e do mais velho pro mais novo, se dança atrás do iniciado com um
talo de folha de mamona batendo no iniciado. Nesse ritual se canta!

Oro afesu odará komafo


Oro afesu odará komaló
Oro afesu odará komafo
Oro afesu odará komaló

Após todas as folhas estarem no oberó ou bacia, a Yá da casa leva o carrego, porém se não
houver como ela ir, os orixás pertinentes a “carregos” deveram ir, entre eles estão, Omolú,
Oyá, Ewá, Iemanjá, Nana.
O Carrego inclui também o erupin de dentro do ronco, ou seja, o erupin do Yao, a esteira
com as folhas do Yao ou obrigacionado.
Quando o carrego esta a sair, canta-se...

Erunpin ero dã
Dã nisé boré wa da
Erupin o ero dã
Dã nisé boré wa da o

13
Espirrar água de akasá

Omi toro
Ki lo fo mo ré
Munha munha

Espirrar Omin paku (aruá)

Omin paku
Tete re omi
Ojo do mi pa o
Tetê re omi
Ojo do mi pa
Omin pa kun

Espirrar Omin

Tete re omin
Ojo do mim pa o
Tetê re omin
Ojo do min pa re jó

Após esse ritual todos ficam de joelhos e reza-se para Oxalá.

Geregere mejeje o Babá ere jê jê


Geregere mejeje o Babá ere jê jê
Ala orixá Babá ere
Kemi ma sha kemi ma ò Babá koro agba orixá
O guere odé ibo oto kan sonsó Igba eyín babá
Awa de Omo Obatalá Igba eyín Ewe
Geregere mejeje o Igba eyín babá da koso momo aro
Oxoguian Gere mejeje o A fi pa lá Omo Obatalá
Ala orixá Ewe re obarae
Kemi ma sha kemi ma ò
O guere odé ibo Oto kan sonsó
Awa de Omo Obatalá

14
E para terminar canta-se com todos de joelho

Le tun tun
Le tun tun axé
Le tun tun
Le tun tun owò.
Marain Marain o ló
Marain Marain o ló
Marain Marain o ló o kun

Quando as pessoas ou orixás que foram levar o carrego voltam, esperam no portão para
que sejam despachados, e com alegria todos cantam, jogando milho de galinha torrado no
teto.

Bain she bain she kotu


Bain she bain she kotu
Oni ka oni mode
Axé con felebé
Tani mo she nio e ah

15