Você está na página 1de 16

Projeto Interdisciplinar

Aplicado ao Curso Superior de


Tecnologia em Análise e
Desenvolvimento de Sistemas
(PROINTER)

5º Semestre

MANUAL DE ELABORAÇÃO DOS


RELATÓRIOS: PARCIAL E FINAL

Coordenação – Curso Superior de Tecnologia em Análise e


Desenvolvimento de Sistemas

Campo Grande
2015/1
I. Apresentação

Caro Acadêmico,

A presente disciplina tem por finalidade contextualizar todo o conhecimento que


você assimilou durante o 1º semestre_2015_1, nas disciplinas estudadas,
observando a importância deste conhecimento na sua vida profissional para a
tomada de decisões.

Você já está na reta final e precisa aplicar seus conhecimentos. Para tal, este
projeto te possibilitará desenvolver uma das tendências do mercado para o
qual está se preparando e qualificando: um aplicativo mobile.

Além de realizar todas as etapas desse processo você terá acesso a


informações de tendências em desenvolvimento e organização de arquivos
para as aplicações que se aproximam a cada dia mais, das necessidades e
dinamismo requeridos atualmente.

Neste projeto, você ampliará os seus conhecimentos sobre as disciplinas de:


Linguagem para Organização e Transferência de dados para Web; Redes de
Computadores; Engenharia de Software e Gerência de Projetos,
Desenvolvimento de Software Seguro e Programação em Dispositivos Móveis.

Com este, pretende-se que você desenvolva as seguintes habilidades de


acordo com cada uma das disciplinas:

Tabela 1: definição das competências e habilidades desenvolvidas

Disciplina Habilidade
Linguagem para Organização e  Identificação de possibilidades
Transferência de dados para Web e importância do uso da
linguagem de marcação XML

Página 2 de 16
para o desenvolvimento
mobile.
Redes de Computadores  Compreensão de qual
infraestrutura de redes que
melhor comportará a
transmissão de dados
estimada.
Engenharia de Software e Gerência  Aplicação dos pressupostos da
de Projetos Engenharia de Software e
Gerência de Projetos para
melhorar a qualidade do
produto de software
desenvolvido, além, de reduzir
a utilização de recursos e
otimizar os prazos.
Desenvolvimento de Software Seguro  Conhecimento e especificação
de quais são as técnicas
voltadas à codificação segura
que se adequam ao projeto.
Programação em Dispositivos Móveis  Tornar-se apto ao
desenvolvimento de aplicações
de acordo com a identificação
de necessidade de acesso
facilitado à informação, nos
mais variados ambientes.

Recomendações de leituras:

Linguagem para Organização e Transferência de dados para Web:


PEREIRA, Fernando M. Q. UFMG. Programação em Java para a plataforma
Android. Disponível em:

Página 3 de 16
http://homepages.dcc.ufmg.br/~fernando/classes/android/slides/Class1.pdf.
Acesso em: 11/12/2014.

MSDN. Microsoft. Formato do aquivo de manifesto XML. Disponível em:


http://msdn.microsoft.com/pt-br/library/jj151528.aspx. Acesso em: 11/12/2014.

Redes de Computadores:
SOUZA, Flávio R. C., MOREIRA, Leonardo O., MACHADO, Javam C..
Computação em nuvem: conceitos, tecnologias, aplicações e desafios. UFPI.
Disponível em:
http://www.ufpi.br/subsiteFiles/ercemapi/arquivos//files/minicurso/mc7.pdf.
Acesso em: 11/12/2014.

Engenharia de Software e Gerência de Projetos:


SOTILLE, Mauro. PMTECH. Gerenciamento de Projetos na Engenharia de
Software. Disponível no link:
http://www.pmtech.com.br/artigos/Gerenciamento_Projetos_Software.pdf.
Acesso em: 15/12/2014.

Desenvolvimento de Software Seguro:


MICROSOFT. O ciclo de vida do desenvolvimento da segurança de
computação confiável. Disponível em <http://msdn.microsoft.com/pt-
br/library/ms995349.aspx>. Acesso em 25 de ago. 2014.

Programação em Dispositivos Móveis:


LAROSSA, Luciano. 10 Excelentes plataformas para criar aplicativos móveis.
AppTuts. Disponível em:
http://www.apptuts.com.br/tutorial/android/plataformas-para-criar-aplicativos-
moveis/. Acesso em: 11/12/2014.

Página 4 de 16
Bom estudo! Boa prática!

II. Orientações:

Este trabalho será desenvolvido em duas etapas, a entrega de um relatório


parcial, com as atividades previstas para a Etapa 1 e, um relatório final, com as
atividades prevista para a Etapa 2.

ETAPA 1.
a) Relatório Parcial.

Contextualização – Parte 1

Nesse PROINTER_IV_2015/1 será apresentado o tema que você (e sua


equipe) desenvolverá:

TEMA: Projeto de aplicativo mobile para uso acadêmico discente, ou seja, para o
compartilhamento de informações entre os estudantes.

Este aplicativo terá a seguinte funcionalidade: permitir que os alunos


trabalhem de forma colaborativa para a resolução de uma determinada tarefa e o
seu acompanhamento. Voltado para o desenvolvimento de atividades que precisam
ser realizadas em grupos e com a divisão das tarefas, de forma que seja possível o
compartilhamento da versão mais recente da atividade para todo o grupo e este, a
cada nova postagem, receba uma notificação de atualização do material construído.
Dessa forma, o aplicativo disponibiliza uma versão individual do trabalho
compartilhado e o seu respectivo histórico, bem como, a versão colaborativa, ou
seja, aquela que contempla todas as atualizações de acordo com a ordem de
alteração do arquivo, por hora e data. Armazenamento em cloud computing.

Página 5 de 16
Pré- definição de tempo para que o material fique armazenado, em pasta
privada, de preferência que seja apenas durante a execução do projeto. Facilidade
de acesso: basta que o usuário se cadastre.
Escolha o tipo de pasta que deseja inserir seus projetos: pública ou privada
e, determine o tempo de duração do projeto. Este será o mesmo tempo em que o
arquivo estará disponível para a equipe cadastrada e vinculada ao projeto. O
aplicativo disponibiliza a versão XML, .xls e .doc do documento desenvolvido. Este
pode ser executado localmente ou, através de um navegador de internet. Faça
sempre as devidas especificações.

Atividades previstas: parte 1

Nesta etapa deverão ser realizadas as seguintes atividades:

A considerar as indicações da disciplina de Engenharia de Softwares e Gerência de


Projetos, com base nas fases pré-determinadas pelo PMBOK 5ª edição, no que tange
a composição documental:
a. Iniciação
 Elaborar um modelo de Requisição Formal de Proposta (RFP) e
preencher também, um modelo que pode ser elaborado pelo grupo de
Termo de Abertura de Projeto (TAP).
b. Planejamento
 Identificar todas as atividades propostas por esta etapa e detalhar:
riscos, custos, escopo do projeto, equipe de trabalho e as tarefas de
cada um.
 Escopo do projeto deve ser entendido neste caso como sendo o
detalhamento das entregas necessárias para que o seu aplicativo seja
desenvolvido. Isto envolve: levantamento e análise de requisitos
(funcionais e não funcionais); diagramas de caso de uso, de classe e de
sequência de cada funcionalidade do sistema.
 Elaborar também, o plano de gerenciamento da qualidade do projeto,
associando a um método ágil de desenvolvimento.
 Sequenciar as atividades e elaborar o cronograma de entregas deste
projeto.

Página 6 de 16
 Use a ferramenta “Wbstool” (www.wbstool.com) para desenvolver a
Estrutura Analítica do Projeto (EAP).
c. Monitoramento e Controle
 Para esta primeira etapa, está inclusa a entrega de um plano de
gerenciamento e controle do projeto, a fim de obter uma previsão de
como se dará o monitoramento de todas as fases do projeto.

Relatório Parcial
Ao final desta etapa, você deverá elaborar o Relatório Parcial, que deverá conter,
no mínimo, os elementos apresentados. Além desses elementos, o documento deve
conter ainda:

a) Apresentação/ forma (ABNT): A seguir são apresentadas as atividades que


você e/ou sua equipe deverá desenvolver nesta etapa 1. Os alunos deverão formar
grupos de 01 (um) até 06 (seis) acadêmicos.
a) Desenvolver as etapas das atividades previstas.
b) Ao final, apresentar um Relatório dentro do modelo proposto, de acordo com a
ABNT, contendo:
i. Capa contendo o logo da instituição, título do trabalho, Curso Superior
de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas.
ii. Equipe dos acadêmicos: nome completo dos acadêmicos e respectivos
RA.
iii. Nome do tutor Presencial
iv. Nome da disciplina: Projeto Interdisciplinar Aplicado aos Cursos
Superiores de Tecnologia V (PROINTER IV).
v. Polo presencial.
vi. Conteúdo do Relatório Parcial.

b) Desenvolvimento do projeto: apresente aqui o relato de como o trabalho foi


executado, descrevendo as técnicas, materiais e métodos utilizados, as dificuldades
encontradas e as ações tomadas a fim de eliminá-las. Corresponde as “Atividades
previstas” a, b e c.

Página 7 de 16
c) Conclusão: diante do estudo realizado e das informações coletadas,
apresente sua conclusão.

d) Referências Bibliográficas: Este relatório deverá conter a citação das


referências bibliográficas pesquisadas.

Orientações para a condução das atividades


a. A execução
As atividades especificadas dependem do plano
de ação a ser elaborado pela equipe, bem como da
correta aplicação das técnicas e ferramentas aprendidas
nas disciplinas deste semestre. O roteiro a seguir
auxiliará na condução dos trabalhos.
b. Planejamento e divisão das tarefas
É fundamental que as equipes, antes de iniciar os
trabalhos, determinem qual o papel a ser desempenhado
por cada membro, assim fica mais fácil a divisão das
atividades. Com foco nos prazos de postagem, elaborar
um cronograma com prazos para cada atividade.
Cada uma das etapas descritas deve ser
estudada e dividida em atividades menores a fim de
facilitar a estimativa de tempo e a distribuição entre os
componentes da equipe.
c. Do Prazo de Entrega

O prazo/datas de postagem será(ão) anunciado(s) via Comunicado Oficial.

d. Da Avaliação

Etapa 1 – De 0,0 (zero) a 3,0 (três) pontos – atribuídos pelo Tutor


Relatório Parcial Presencial.

e. Do Acompanhamento

Página 8 de 16
Durante todo o tempo da realização, você e/ou
seu grupo deverá interagir com seu Tutor Presencial
EAD, que os orientará na realização das atividades desta
disciplina.

ETAPA 2
b) RELATÓRIO FINAL

Caro(a) Acadêmico(a):

A etapa final pode ser realizada concomitantemente ao desenvolvimento


do relatório parcial, desde que as atividades estejam bem definidas e
distribuídas. Para realizar a Etapa 2, você precisará então, executar
efetivamente todas as atividades que mapeou no escopo do projeto e realizou
a elicitação dos requisitos, ou seja, este é o momento de programar o seu
aplicativo.

Atividades previstas: parte 2

d. Execução
 Nesta etapa você e sua equipe deverão distribuir as funcionalidades do
aplicativo, de forma que cada pessoa realize uma etapa da
programação a considerar, a interface, as funcionalidades e a
publicação da aplicação Android.
 Além da codificação (inseridos no relatório em forma de anexos),
elabore um relatório com os prints das telas de cada uma das
funcionalidades ou, uma que proporcione visualizar os ícones
disponíveis para o usuário realizar as funcionalidades do sistema.

e. Encerramento
 Elabore um documento formal para indicar para a empresa contratante
e a equipe de trabalho o encerramento do projeto.

Página 9 de 16
Do Relatório Final1
Você terminou as atividades previstas em seu trabalho; é hora de
confeccionar o RELATÓRIO FINAL correspondente ao seu projeto.
Este Relatório Final deverá conter a descrição da situação pesquisada
(projeto), contemplando os seguintes aspectos:

1. Todas as etapas anteriores (Etapa 1 completa e corrigida):


a. Para o relatório final, fica recomendada a inserção das etapas
realizadas para a entrega parcial, com as adequações indicadas
pelo tutor, se houver. Além, das atividades previstas de “Execução”
e “Encerramento”.

2. Acrescente as etapas de Execução e suas respectivas atividades, bem


como, a de Encerramento, com a elaboração do documento de
formalização desta etapa.

3. Apresente o relatório final na data prevista para a entrega (cronograma).

4. Conclua, relatando a importância do estudo a respeito dos sistemas


operacionais, sua evolução e a tendência de uso, principalmente em
relação às soluções baseadas em cloud computing.

OBS: se o projeto (PROINTER IV) contiver fotos, estas deverão ser salvas na
extensão “.jpeg”.

Este relatório deverá conter a citação das referências bibliográficas


conforme as normas técnicas da ABNT – Associação Brasileira de
Normas Técnicas.

O Relatório Final deverá conter:

1
Consulte o Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos. Unianhanguera. Disponível em:
<http://www.unianhanguera.edu.br/anhanguera/bibliotecas/normas_bibliograficas/index.html>.

Página 10 de 16
a) Capa, contendo logo da instituição, Título do Trabalho, Curso Superior de
Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas.
b) Grupo dos acadêmicos: nome e respectivos RA.
c) Nome do Tutor Presencial EAD.
d) Nome da disciplina: Projeto Interdisciplinar Aplicado ao Curso Superior de
Tecnologia em I (PROINTER IV).
e) Tema: Projeto básico, conceitual e lógico para identificar as necessidades
de desenvolvimento e/ou evolução de um sistema de informação.
f) Conteúdo do Relatório Final.

Do Acompanhamento
Durante todo o tempo da realização, você e/ou seu grupo deverão estar
interagindo com seu Tutor Presencial EAD, que estará dirimindo todas as
dúvidas na realização das atividades desta disciplina.

Do Prazo de Entrega

O prazo/datas de postagem será(ão) anunciado(s) via Comunicado Oficial ou


cronograma de atividades.

Da Avaliação

Etapa 2 – De 0,0 (zero) a 7,0 (sete) pontos – atribuídos pelo Tutor


Relatório Final Presencial.

*Não se esqueça de preencher a Ficha descritiva do Prointer:

Página 11 de 16
ANEXO I
FICHA DESCRITIVA DO
PROINTER

FICHA DESCRITIVA DO PROINTER (modelo)

Curso Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Responsável pelo Coordenação de curso: Profa. Juliana Schiavetto Dauricio


Desenvolvimento do PROINTER
Tutor:

Componente Curricular PROINTER IV

Semestre de Vigência 5°

Disciplinas Norteadoras  Linguagem para Organização e


Transferência de dados para Web;
 Redes de Computadores;
 Engenharia de Software e Gerência de
Projetos;
 Desenvolvimento de Software Seguro e,
 Programação em Dispositivos Móveis.

Página 12 de 16
Competências / Habilidades Vide tabela 1. Página 2.
Profissionais a serem
desenvolvidas

Período de Desenvolvimento do Deverá considerar que o prazo para o desenvolvimento


Projeto será, de acordo com o cronograma, de até dois (2)
Bimestres.

Referência Bibliográfica A mesma bibliografia das disciplinas norteadoras (PEA- Plano


de Ensino Aprendizagem).
Relatório Parcial:
Instrumentos de Avaliação
Este relatório deverá conter as informações desenvolvidas do
projeto até o momento da entrega, sendo norteador do tempo
e entregáveis que ainda precisam ser realizados. Postagem
obrigatória.

Relatório Final: Cumprimento das atividades descritas no


Cronograma + Relatório Final. Postagem Obrigatória.

Sistema de Avaliação Nota Igual ou superior a 7,00 (sete) = Suficiente


Nota Inferior a 7, 00 (sete) = Insuficiente.
Obs.: o discente que reprovar deverá realizar a disciplina
novamente.

Página 13 de 16
Orientações Gerais
Estrutura do Projeto Interdisciplinar Aplicado aos Cursos Superiores de Tecnologia
V.
(PROINTER IV).

Segue um modelo explicativo do Prointer IV. Esta estrutura deve ser seguida a risca
para que não haja perda de pontos no momento de sua correção. A estrutura básica do
projeto é a seguinte:

1. Capa e contracapa.
2. Resumo.
3. Sumário.
4. Introdução.
5. Contextualização da Pesquisa.
6. Fundamentação Teórica.
7. Análise e Interpretação dos Dados.
8. Considerações Finais e Sugestões.

Capa e contracapa: devem ser inseridos no início do trabalho.

Resumo: é a apresentação consistente e seletiva de um texto. Deve ressaltar, de forma


clara e sintética, a natureza do trabalho, seus resultados e conclusões mais importantes.
Deve concluir-se num texto redigido de forma cursiva, concisa e objetiva, respeitando a
estrutura do original e reproduzindo, apenas, suas informações mais significativas. Não
deve ser uma simples enumeração de tópicos, sendo que a 1ª frase deve ser significativa
e explicar o tema principal do trabalho. No corpo do resumo não se deve usar parágrafos,
frases negativas, símbolos, tabelas, quadros, figuras e ilustrações, assim como fórmulas e
equações.

Recomenda-se que os resumos tenham uma média de 300 a 500 palavras.

Sumário: elemento obrigatório cujas partes são acompanhadas dos respectivos números
das páginas. Havendo mais de um volume, em cada um deve constar o sumário completo
do trabalho, conforme a NBR 6027.

1. Introdução
Ilustra brevemente os objetivos do trabalho e as razões de sua elaboração, bem como as
relações com outros trabalhos existentes, não devendo repetir ou parafrasear o resumo
nem antecipar as conclusões e recomendações contidas ou decorrentes do estudo.
Apesar de figurar no início do trabalho, é a última parte a ser redigida em definitivo, visto
constituir uma síntese de caráter didático das ideias e da matéria tratada. A introdução
deve situar o leitor no contexto do tema pesquisado, colocando-o a par dos antecedentes,
tendências, pontos críticos, preocupações, justificativas e razões do trabalho, para, em
seguida, colocar as questões de pesquisa ou perguntas a serem respondidas, assim como
as possíveis contribuições esperadas do estudo e suas implicações.

2. Contextualização da Pesquisa
Quando se fala em contexto, a primeira coisa que se deve pensar é sobre a problemática
que será questionada, deve-se indagar quais são as perguntas ou dúvidas que se quer
responder com essa pesquisa e, para isso, é necessário fazer um recorte da realidade,

Página 14 de 16
contextualizando e delimitando o tema, indicando de que ponto de vista ele será tratado
(econômico, político, social, cultural). Se não há problema, se não há dúvida, não há
motivo para pesquisar (1 parágrafo). Também se devem especificar os objetivos, quais as
metas que se pretende alcançar ao final da pesquisa. Qualquer pesquisa persegue
determinados objetivos e o pesquisador pode comprovar algumas hipóteses sugeridas nos
problemas ou pode explorar alguns argumentos que contribuem para explicá-lo (1
parágrafo). Por fim, a metodologia é a parte em que se mostra como se pretende atingir os
objetivos específicos, como será executada a pesquisa e qual a metodologia que se
pretende adotar. Seguem os métodos e técnicas de pesquisa, instrumentos de coleta de
dados, fórmula para amostra probabilística e demais procedimentos que deverão compor a
instrumentalização de cada trabalho (1 parágrafo).

3. Fundamentação Teórica
Visa reunir, analisar e discutir as informações publicadas sobre o tema até o momento de
elaboração do trabalho, a fim de abordar teoricamente o objeto da análise e propostas de
soluções com bases sólidas. Compreende uma minuciosa busca na literatura,
selecionando-se e sintetizando-se ideias, estudos e pesquisas que se relacionem com o
problema investigado, objetivando melhor compreensão das inúmeras facetas deste,
devendo-se destacar as citações literais de trabalhos científicos. As ideias contidas nos
estudos devem ser inter-relacionadas e confrontadas, principalmente se forem
contraditórias.

4. Análise e Interpretação dos Dados


Resultado é a parte designada a apresentar os resultados alcançados após a aplicação do
método, questionários e entrevistas de forma direta, objetiva, sucinta e clara, apontando
sua significância e sua relevância. Podem ser utilizadas tabelas e figuras nessa parte do
trabalho. O texto que explica as tabelas e figuras deve ser breve, claro, utilizando o verbo
no tempo passado e na forma impessoal. Interpretação tem a finalidade de mostrar as
relações existentes entre os dados coletados na pesquisa. Aqui se interpreta, critica,
justifica e enfatiza os dados encontrados. Discute os resultados encontrados na pesquisa
realizada e os compara com os resultados de pesquisas anteriores, levantados na revisão
de literatura. É a parte da argumentação.

5. Considerações Finais e Sugestões


Nesta parte deve-se concluir o trabalho partindo do modelo proposto, mostrando as
principais conclusões a que se chegou, dando ênfase ao atendimento dos objetivos
específicos e geral e como foram atingidos. Apresentar as limitações encontradas durante
a execução do trabalho. Devem-se apresentar propostas e sugestões positivas quanto aos
problemas detectados no decorrer da análise do projeto.

6. Referências Bibliográficas
É um Conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um documento, que
permite sua identificação individual. A elaboração das referências deve obedecer a NBR
6023, da ABNT.

7. Anexos
O anexo é um documento, que pode ou não ser do autor do estudo, que serve de
fundamentação, comprovação ou ilustração do estudo ou de suas partes. Ex.:
questionários, mapas, fotos (com extensão ‘jpeg’), tabelas, entre outros.

Página 15 de 16
Referências

Bibliografia Básica

GORGES, Eduardo. A Lei de Murphy no Gerenciamento de Projetos. Rio de Janeiro: Brasport,


2010.

SOMMERVILLE, Ian. Engenharia de Software. 9ª ed. : Pearson, 2011.

HOWARD, Michael; LEBLANC, David. Escrevendo Código Seguro. 2ª ed. Porto Alegre: Bookman,
2005.

DEITEL, Harvery M.; DEITEL, Paul J. et al.. XML : Como Programar. 1ª ed. Porto Alegre:
Bookman, 2003.

LEE, Wei Meng. Introdução ao Desenvolvimento de Aplicativos para o Android. 1ª ed. São
Paulo: Ciência Moderna, 2011.

TANENBAUM, Andrew S.. Redes de computadores: plt. 4ª ed. Rio de Janeiro: Campus -
Elsevier, 2007.

Bibliografia Complementar

PRIKLADNICKI, Rafael Et. al.. Métodos ágeis para desenvolvimento de software. Dados
eletrônicos: Porto Alegre: Bookman, 2014. Disponível em:
http://online.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788582602089?q=software. Acesso em:
17/11/2014.

GOODRICH, Michael T. TAMASSIA, Roberto. Introdução à segurança de computadores.


Dados eletrônicos: Porto Alegre: Bookman, 2013. Disponível em:
http://online.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788540701939?q=seguran%C3%A7a. Acesso
em: 17/11/2014.

BREITMAN, Karin K. Web Semântica: a internet do futuro. Dados Eletrônicos: Rio de Janeiro:
LTC, 2005. Disponível em: http://online.minhabiblioteca.com.br/#/books/978-85-216-1958-
1/pages/48114702 . Acesso em: 17/11/2014.

MEDNIEKS, Zigurd et. al.. Programando o Android. Disponível


em:<http://www.novateceditora.com.br/livros/progandroid/capitulo9788575222843.pdf>. Acesso
em 25 de ago. 2014.

OLIFER, Natália; OLIFER, Victor. Redes de computadores: princípios, tecnologias e protocolos


para o projeto de redes. Dados Eletrônicos: Rio de Janeiro: LTC, 2008. Disponível em:
http://online.minhabiblioteca.com.br/#/books/978-85-216-1982-6/pages/67069976. Acesso em:
17/11/2014.

Página 16 de 16