Você está na página 1de 5

IGREJA PRESBITERIANA INDEPENDENTE EM FRAGOSO

PRESBITÉRIO FLUMINENSE
SINODO RIO-SÃO PAULO

REGIMENTO INTERNO

DO

MINISTÉRIO

DE

AÇÃO SOCIAL & DIACONIA

1
REGIMENTO INTERNO DO MINISTÉRIO DE AÇÃO SOCIAL E DIACONIA
IGREJA PRESBITERIANA INDEPENDENTE EM FRAGOSO

CAPÍTULO I - Da Definição

Art. 1º - O Ministério de Ação Social e Diaconia (M.A.S.D.) da Igreja Presbiteriana Independente em Fragoso, é
um órgão interno, constituído por diáconos e diaconisas que são oficiais eleitos e ordenados nos termos da
Constituição da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil e reger-se-á pelo presente Regimento Interno.

CAPÍTULO II - Da Competência

Art. 2º - Compete ao M.A.S.D., coletivamente e individualmente (Diáconos e Diaconisas) exercerem, conforme


regulamento aprovado em plenário e apreciado pelo Conselho da igreja:
I – Observar e manter a ordem e a reverencia no templo e em suas dependências, evitando reuniões paralelas
de grupos nos horários de culto;
II – Assistir aos necessitados, enfermos, órfãos, viúvas e idosos, prioritariamente os membros da igreja, manter
fichário organizado com os dados completos dos atendidos e tipo de atendimento realizado;
III – Estabelecer e coordenar programas sociais que garantam a cidadania e a justiça;
IV – Realizar o preparo dos elementos para ministração da Ceia do Senhor;
V – Levar ao conhecimento do Conselho os fatos e ocorrência que estejam fora de sua competência;
VI – Desempenhar outras funções administrativas atribuídas pelo Conselho.

CAPÍTULO III - Da Diretoria

Art. 3º - A Diretoria do M.A.S.D. compõem-se de Presidente, 1º Secretário, 2º Secretário e Tesoureiro eleitos por
escrutínio secreto para um mandato anual, que ocorrerá até a primeira quinzena do mês de novembro.

Art. 4º - Compete a Diretoria:


I – Executar as decisões do M.A.S.D.;
II – Elaborar planos de trabalhos e sugestões que deverão se aprovados pelo M.A.S.D.;
III – Preparar proposta orçamentária, aprovada pelo plenário do M.A.S.D., e encaminha-la ao Conselho, dentro
do prazo solicitado;
IV – Organizar escala de trabalho, a qual concorrerão todos os diáconos e diaconisas distribuído-a com a devida
antecedência;
V - Elaborar relatório anual da Diaconia, inclusive o relatório financeiro, enviando-os ao Conselho, no prazo
solicitado;
VI – Comunicar ao Conselho os oficiais ausentes às reuniões da Diaconia durante três reuniões consecutivas,
sem justificativa;
VII – Comunicar ao Pastor da igreja os nomes dos assistidos pelo M.A.S.D, bem como suas necessidades
materiais e espirituais.

CAPÍTULO IV - Das Eleições


2
Art. 5º - A eleição anual da Diretoria são realizadas por escrutínio secreto, e todos os diáconos e diaconisas que
compõem a Diaconia são candidatos.
I – A votação será realizada na ordem sucessiva dos cargos a que se refere o Art. 3º, sendo precedida pela
indicação dos candidatos a cada um dos cargos e pública aceitação por parte dos mesmos;
II – Será eleito aquele que obtenha maioria absoluta de votos, ou seja, metade mais um dos oficiais presentes;
III – Em caso de empate entre os dois ou mais candidatos, faz-se novo escrutínio para que se cumpra o inciso
anterior;
IV – Os cargos que se tornarem vagos durante o exercício, serão preenchidos em nova eleição no prazo de 15
dias.

CAPÍTULO V
Da Competência dos cargos

Art. 6º – Compete ao presidente:


I – Convocar e presidir as reuniões do M.A.S.D.; elaborando a pauta com a ordem dos assuntos a serem
discutidos;
II – Representar o M.A.S.D., ou designar um representante, sempre que necessário, perante o Conselho e
entidades afins;
III – Apresentar relatório anual das atividades do M.A.S.D.,
IV – Dar assistência aos diáconos e diaconisas em atividades.

Parágrafo único – em casos excepcionais, o secretário acumulará as funções de presidente e, no caso de


impedimento prolongado far-se-á nova eleição.

Art. 7º - Compete ao 1º secretário(a):


I – Secretariar as reuniões e lavrar as atas em livro próprio ou eletrônicamente, obedecendo as normas para
lavradura da atas da Assembléia Geral da IPIB;
II – Ter em mãos, nas reuniões do M.A.S.D., um exemplar da Constituição da IPIB e o Regimento Interno da
Diaconia;
III – Elaborar relatório das atividades anual da Diaconia para ser apresentado ao Conselho;
IV – Confeccionar escala de plantão semanal, a qual concorrerão todos oficiais, distribuindo-a com a devida
antecedência.
V – Receber e enviar correspondência.

Art. 8º - Compete ao 2º secretário(a):


I – Preparar o expediente das resoluções tomadas pelo M.A.S.D.;
II – Manter atualizado o arquivo do M.A.S.D.;
III – Providenciar a reprodução de documentos, cujo exame seja necessário em reuniões, distribuindo cópias aos
diáconos;
IV – Substitui o 1º secretário(a) em seus impedimentos;
Art. 9º - Compete ao tesoureiro(a):

3
I – Receber da tesouraria da igreja a verba votada para a Diaconia;
II – Efetuar pagamentos regulares e os autorizados pelo (a) Presidente ou a quem for por Ele designado;
III – Fazer registro, em livro próprio, do movimento financeiro da Diaconia;
IV – Elaborar balancete anual para ser apresentado ao Conselho.
V – Apresentar a cada três meses o relatório da Tesouraria do M.A.S.D. em reunião ordinária, e anualmente ao
Conselho para devida aprovação.

Capítulo VI
Das Reuniões
Art. 10º – O M.A.S.D., reunir-se-á ordinariamente, ao menos uma vez por mês, convocado pelo(a) presidente,
com antecedência mínima de dois dias, salvo em casos de urgência para:
I – Leitura e aprovação da ata da reunião anterior;
II – Apreciação de relatórios;
III – Decisão de assuntos relacionados com M.A.S.D., constantes da pauta apresentada pelo(a) presidente.

Art. 11º - O M.A.S.D., reunir-se-á extraordinariamente sempre que necessário, para tratar de assunto especifico
para o qual foi convocado.
Art. 12º - O quorum do M.A.S.D., é formado 1/3 (um terço) dos diáconos e diaconisas em atividades.

Capítulo VII
Das Disposições Gerais
Art. 13º – De acordo com as necessidades que surgiram ao M.A.S.D., poderá nomear comissões especiais para
a consecução dos objetivos, as quais prestarão relatório anual de suas atividades.

Art. 14º – O presente Regimento só poderá ser reformado no todo ou em parte, em reunião convocada para
esse fim.
Parágrafo único - O quorum necessário será 1/3 (um terço) dos diáconos e diaconisas que compõe o M.A.S.D..

Art. 15º - O projeto de reforma do Regimento será encaminhado ao Conselho da igreja para exame e aprovação
definitiva, após aprovação em reunião do M.A.S.D..
Parágrafo único – A reforma do Regimento só entrará em vigor após aprovação pelo Conselho e a
comunicação da aprovação ao M.A.S.D..

Art. 16º - São nulas de pleno direito as disposições que, no todo ou em parte, implícita ou explicitamente,
contrariam a Constituição da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil e/ou o Estatuto da Igreja Presbiteriana
Independente em Fragoso.

Art. 17º - Os casos omissos serão encaminhados à consideração do Conselho.

Art. 18º - Este Regimento foi reformado e aprovado pelo Ministério de Ação Social e Diaconia em sua reunião
extraordinária no dia 17 de abril de 2011.

4
APROVAÇÃO

O referido REGIMENTO INTERNO DO MINISTÉRIO DE AÇAO SOCIAL E DIACONIA foi reformado e aprovado

pelo Conselho da Igreja Presbiteriana Independente em Fragoso, em reunião ordinária no dia ________ de

_________ de _________.

______________________________________
Conselho

Você também pode gostar