Você está na página 1de 38

CONCEITOS E PRINCÍPIOS BÁSICOS

EM FARMACOTÉCNICA

Prof. MsC. Manoel Pinheiro Lucio Neto


Definição
 A farmacotécnica é um ramo da farmácia, praticada por
profissionais farmacêuticos, e tem como objeto a
manipulação dos princípios ativos para a fabricação de
medicamentos.
CONCEITOS
CONCEITOS

FÁRMACO
“Substância química conhecida e de
estrutura química definida dotada de
propriedade farmacológica. ”
CONCEITOS
MEDICAMENTO
“É toda substância contida
em um produto farmacêutico,
sendo empregada para
modificar ou explorar sistemas
fisiológicos ou estado
patológico, em benefício da
pessoa a qual se administra”.
CONCEITOS
REMÉDIO
“Agente medicinal que objetiva o bem
estar, podendo apresentar ou não
fórmula nem forma farmacêutica”.
CONCEITOS

POSOLOGIA
É o estudo das doses.
DOSE – a quantidade
exigida de uma droga
para proporcionar, no
paciente, uma resposta
terapêutica desejada.
CONCEITOS
CONCEITOS

EFEITO TÓXICO
“Efeitos dose-dependentes associados à
superdosagem intencional ou acidental.
CONCEITOS

VIAS DE ADMINISTRAÇÃO
É o caminho pelo qual um medicamento é
levado ao organismo para exercer o seu
efeito( BASILE & PAULO,1994.)
CONCEITOS

BIODISPONIBILIDADE
É a fração do fármaco administrado que
chega ao organismo.
CONCEITOS
CONCEITOS
CONCEITOS BÁSICOS E PRINCÍPIOS
EM FARMACOLOGIA

CONCEITOS
DESENVOLVIMENTO DE NOVAS
DROGAS fase pré-clínica

Síntese ou Extração 10.000 Substâncias


Homogenatos de tecidosCultura de Células Órgãos Isolados

Efeitos na função do organismo vivo, mecanismo de ação e toxicidade

Testes em Animais
FASE CLÍNICA
História da Farmacotécnica
 Farmacotécnica – área do conhecimento que estuda as
formulações, a preparação, a estabilidade, dispensação
e eficácia das formas farmacêuticas;
 Trata-se de uma parte da Farmacologia que cuida das
drogas, transformando-se nas várias formas
farmacêuticas, utilizadas na prevenção , diagnóstico e
cura de doenças;
 Essa administração visa à administração, assegurando
uma perfeita eficácia terapêutica e conservação.
CLASSIFICAÇÃO DOS
MEDICAMENTOS modo de ação
AÇÃO LOCAL

Os que atuam localmente sem


necessidade de serem absorvidos.
Ex.:
Aplicados topicamente;
Ingeridos para agirem no interior do tubo
digestivo;
Inalados para fluidificação das secreções.
CLASSIFICAÇÃO DOS
MEDICAMENTOS modo de ação
AÇÃO SISTÊMICA
Os que só desempenham suas finalidades
No interior dos tecidos após terem transposto
a barreira cutânea ou mucosa.
CLASSIFICAÇÃO DOS
MEDICAMENTOS efeito

EFEITO GENERALIZADO
Quando se faz visível em todo o organismo.
CLASSIFICAÇÃO DOS
MEDICAMENTOS efeito
EFEITO PLACEBO
É o efeito decorrente do uso de medicamento sem
princípio ativo .
CLASSIFICAÇÃO DOS
MEDICAMENTOS efeito

EFEITO ESTIMULANTE
São aqueles que induzem o aumento
das funções das células e órgãos
suscetíveis de serem estimulados.
CLASSIFICAÇÃO DOS
MEDICAMENTOS efeito

EFEITO DEPRESSIVO
São os que induzem efeitos
contrários aos estimulantes.
CLASSIFICAÇÃO DOS
MEDICAMENTOS efeito

EFEITO ANTIINFECCIOSO
Efeito defensivo contra microorganismos
em geral.
CLASSIFICAÇÃO DOS
MEDICAMENTOS efeito

EFEITO COMPETITIVO
É o efeito de antagonismo proporcionado
por algumas drogas.
CLASSIFICAÇÃO DOS
MEDICAMENTOS efeito

EFEITO SINÉRGICO
É o decorrente da associação de medicamentos,
obtendo-se um aumento das atividades que seriam
desenvolvidas pelos mesmos isoladamente.