Você está na página 1de 26

LEIES – PACGI

Fevereiro 2007

MÓDULO 1

Iniciação ao SPSS

José Bessa 1
LEIES – PACGI
Fevereiro 2007 MÓDULO 1

Visita guiada ao SPSS

Organização, transformação e
edição de dados em SPSS

José Bessa 2
LEIES – PACGI
Fevereiro 2007 MÓDULO 1

Visita guiada ao SPSS


(Statistical Package for the Social Sciences)

O SPSS é uma aplicação para tratamento estatístico de dados.

O SPSS torna a análise estatística de dados acessível para qualquer


utilizador menos experiente e casual e é igualmente conveniente
para aqueles que são mais experientes.

É uma aplicação de fácil manuseamento visto que a sua apresentação


e o modo como funciona é semelhante a qualquer aplicação
desenvolvida para Windows.

José Bessa 3
Iniciando o SPSS
? Quando o SPSS é iniciado, é apresentada no ecrã uma imagem idêntica á seguinte.
? A imagem contém em 2º plano a janela SPSS for Windows

É possível efectuar as seguintes tarefas:

• Iniciar o manual (Run the tutorial)


• Construir uma nova base de dados (Type in data)
• Importar dados, através de uma 'query', de uma base de
dados já existente (Run an existing query)
• Importar dados, através de uma nova 'query', de uma base
de dados já existente (Create new query using DataBase
Capture Wizard)
• Abrir uma base de dados já existente (Open an existing
data source)
• Abrir um outro tipo de ficheiro (Open another type of file)
• Abrir uma base de dados já existente (Open an existing
data source)

José Bessa 4
Interfaces do SPSS

O SPSS apresenta vários tipos de interfaces, como por exemplo: janelas, barras
de estado (menus e ferramentas) e caixas de diálogo, que tornam ainda mais
acessível a sua utilização.

Existem 3 ambientes (interfaces) diferentes de uso mais frequente:

• Janela de Edição de Dados (*.sav) para definir e introduzir os dados


e executar os procedimentos estatísticos

• Janela de Resultados (*.spo) para produzir e apresentar os


resultados

• Janela de Sintaxe (*.sps) para guardar as operações efectuadas e uso


do SPSS através de procedimentos (comandos) previamente gravados.

José Bessa 5
A janela de edição (SPSS Data Editor) é composta por duas sub-janelas:

Data View mostra o conteúdo de


Variable View permite criar as variáveis que
uma base de dados permitindo
compõem a base de dados ou modificar as
inserir ou alterar dados,
suas definições caso já existam.

José Bessa 6
Janela de edição de gráficos (SPSS Chart Editor).
Entre as funções mais frequentes, permite alterar o tipo de letra e tamanho, as cores,
trocar eixos, inserir títulos num gráfico. Para aceder à janela basta fazer duplo clique
sobre o gráfico a editar na janela de resultados (SPSS Viewer ou Output).

Janela de comandos (SPSS Sintax Editor).


Mostra os comandos correspondentes às operações efectuadas entre ficheiros ou
dados. Permite gerar comandos a partir das caixas de diálogo, clicando nessas
caixas em 'Paste', e gravá-los num ficheiro para uso em sessões subsequentes.

A figura mostra a janela de comandos .

José Bessa 7
A janela de resultados (SPSS Viewer ou Output) mostra os resultados
automaticamente sempre que executarmos um procedimento de análise.

A figura mostra a janela de resultados.

José Bessa 8
? Cada janela do SPSS tem uma Barra de menus (figura)

? Os menus Analyze e Graphs estão disponíveis em todas as


janelas.

? A maioria das selecções no menu geram uma nova caixa de


diálogo.Estas caixas de diálogo servem para seleccionar
variáveis e opções de análise.

DICA: Colocando o ponteiro do rato sobre o botão de uma ferramenta,


aparece uma breve descrição da ferramenta. Estas barras encontram-se
disponíveis sob as barras de menus de cada janela do SPSS.

José Bessa 9
Menu “Analyse”

Menu principal do SPSS.


Permite aceder a todos os procedimentos
estatísticos disponíveis no SPSS

José Bessa 10
? Reports - Fazer pequenos resumos dos dados.
? Descriptive Statistics – Fazer todo o estudo descritivo das amostras. Inclui algumas
representações gráficas e faz o cruzamento de variáveis em “crosstabs”.
? Custom tables – Efectuar o estudo de tabelas de contingência (juntamente com “crosstabs”
da opção anterior).
? Compare Means – Comparação de amostras por métodos paramétricos.
? General Linear Model – Ajustamento de modelos de regressão linear múltipla, de modelos
de Análise de Variância (ANOVA) e de modelos de Análise de Covariância (ANCOVA).
? Mixed Models – Ajustamento de modelos lineares com covariáveis/ruídos correlacionados.
? Correlate - Análise da correlação entre variáveis.
? Regression – Ajustamento de modelos de regressão linear, regressão logística, regressão
não linear, modelos Probit, etc.
? Loglinear – Análise de tendência em tabelas de contingência (ajustamento de modelos
loglineares – modelos logit).
? Classify – Proceder ao agrupamento dos indivíduos em “clusters” e para fazer análise
discriminante.
? Data Reduction – Redução da dimensionalidade (Análise Factorial e Análise de
Correspondências).
? Nonparametric Tests – Comparação de amostras por métodos não paramétricos e para
realizar testes de ajustamento.
? Scale, Time Series, Survival, Multiple Response, Missing Value Analysis - A cada uma
destas opções corresponde um método ou técnica estatística de uso menos abrangente pelo
que remetemos o leitor interessado para a leitura do manual.

José Bessa 11
Menu “Graphs”

José Bessa 12
Resultados

? O SPSS devolve uma tabela de resultados (SPSS Viewer) que podem ser
editados, copiados para outros formatos, salvos (*.spo) e/ou impressos.

José Bessa 13
LEIES – PACGI
Fevereiro 2007 MÓDULO 1

Abrir e gravar um ficheiro de dados em SPSS


(Statistical Package for the Social Sciences)

José Bessa 14
? Ao iniciar o SPSS, Open an existing data
source. No ecrâ de apresentação (figura 1)
usar as teclas de direcção do teclado para
procurar a base de dados pretendida e OK.

?Se a base de dados não estiver


na lista apresentada fazer duplo
clique sobre More Files > Open
File (figura2) > seleccionar a base
pretendida > OK.

José Bessa 15
Se já está a usar o SPSS,

? Seleccionar File > Open > Data na


janela de edição. Surge a caixa de
diálogo Open File.

? Para procurar os dados numa


localização diferente, Open File >
Procurar em …

? Os dados armazenados num outro


formato de dados que não o do SPSS
podem ser lidos alterando a opção
Ficheiros do tipo no fundo da janela
Open File.

?Utilizar a janela de edição (SPSS Data Editor) para guardar uma base de dados,
seleccionando as opções correspondentes do menu File. É também possível guardar
uma base de dados por substituição de outra já existente. Seleccionar o menu File >
Save (figura).

José Bessa 16
Os dados são editados na janela SPSS Data Editor.

As linhas da grelha de edição representam registos distintos enquanto que as


colunas representam as variáveis (ou campos) que se pretendem estudar a partir de
uma amostra de uma determinada população.

Os nomes das variáveis aparecem no início de cada coluna.

A primeira variável da tabela de dados é chamada (identificação) 'Id' usada para


identificar cada caso introduzido. É muito importante, sempre que se cria uma tabela
de dados, que todos os casos tenham um identificador único (campo-chave).

? Importante:
Dados relativos a diferentes observações são inseridos em diferentes linhas:
1 coluna / 1 variável!
Dados relativos a um mesmo indivíduo são inseridos na mesma linha:
K colunas / K variáveis!

Cij – valor da característica j observada no iº indivíduo.

José Bessa 17
Criação de um ficheiro de dados

Passo 1. Definir as variáveis em Variable View.

? Em Name escrever o nome da variável. O nome de cada variável tem que ser
único, ou seja, não pode existir mais do que uma variável com o mesmo nome.
? Apesar do SPSS permitir (64-256) caracteres para definir o nome de uma variável,
este, deve ser sugestivo e permitir identificar a que se referem os valores que se
vão introduzir nessa variável.
(OBS: Existem algumas restrições para o nome de uma variável no SPSS.)

José Bessa 18
Passo 2: Configuração das variáveis

Configuração Valor por defeito


Type – tipo de variável Numeric (parte decimal separada por vírgula)

Width – número total de caracteres 8

Label – identificação da variável nenhum

Value - identificação dos valores de uma nenhum


variável
Columns – número máximo de caracteres por 8
coluna (largura da coluna)

Missing Values – permite designar valores em nenhum


falta
Align - alinhamento direita

Measure – tipo de escala de valores escala

José Bessa 19
Obs: Alternativa para configurar o tipo de variável – Variable Type

Para definir o tipo de dados dos valores a introduzir pode clicar na célula
correspondente à variável na coluna. Surge a caixa de diálogo Variable
Type. Do lado esquerdo podemos escolher o tipo de dados relativos à
variável a definir seleccionando o círculo correspondente > OK.

José Bessa 20
Exemplo

? Informação sobre o perfil de consumidores de um tipo de sopa


através de 50 indivíduos inquiridos:

Pessoa Sexo Idade Irmãos H.S. P.S. A.S.


1 Homem 76 0 16.64 15 -4
2 Mulher 28 3 60.83 22 4
3 Homem 39 0 44.25 18 2
4 Homem 47 1 49.13 36 0
5 Mulher 56 0 30.67 25 -1
6 Mulher 61 0 29.37 20 -3

50 Homem 59 0 35.92 31 2

José Bessa 21
Passo 4: Inserir dados

Depois de definidas as variáveis, clicar em Data view para inserir os dados

Passo 5: Se necessário, re-codificar e transformar as variáveis (Transform > recode).

Passo 6: Gravar os dados. Nomear e clicar em Save

José Bessa 22
Estatísticas descritivas

? 1. Clicar em Analyze, em Descriptive Statistics e em Frequencies ou em Explore.


? 2. Seleccionar as variáveis pretendidas e movê-las para a coluna Variables.
? 3. Seleccionar as opções desejadas, em Statistics. Clicar em Continue e em OK.

José Bessa 23
Representações gráficas elementares
24,0

23,5

? Gráfico de Barras 23,0

? 1. Clicar em Graphs, Interactive e Bar 22,5

? 2. Na janela Create Bar Chart, definir as 22,0

propiedades do gráfico pretendido 21,5

Mean PS
? 3. Para finalizar, clicar em OK. 21,0

20,5
Mulher Homem

SEXO

70

? Caixa de Bigodes
60

? 1. Clicar em Graphs, Interactive e Boxplot


50

? 2. Na janela Create Boxplot, definir as


40
propiedades do gráfico pretendido
30
? 3. Para finalizar, clicar em OK.
20

10
N = 6 6
TS HS

José Bessa 24
Analisar por grupos separados

No SPSS Data Editor:

? 1 . Clicar em Data e em Split File para separar os dados relativos a uma variável e
para tratar separadamente cada nível.

? 2. Seleccionar Organize output by groups, (Exemplo: mover a variável Sexo para


a lista Groups Based e clicar OK).

? 3. Voltar a Analyze, Descriptive Statistics e Descriptives. Seleccionar uma ou


mais variáveis (Exemplo: idade e HS) e Options.

NOTA: Os resultados aparecem organizados em dois conjuntos-homens/mulheres.

José Bessa 25
Definição de uma nova variável por transformação (cálculo)

? Exemplo: Pretende-se calcular um novo indicador pela fórmula ts = (hs+ps)/2.


? 1. Clicar em Transform e Compute.

? 2. Escrever o nome da nova variável em Target Variable e definir a transformação


em Numeric Expression.
? 3. Em Type&Label definir a nova variável. Clicar em Continue e em OK.
? 4. A variável ts fica definida.

José Bessa 26