Você está na página 1de 4

LEONARDO SAID LUCENA NUNES

Comparação de Filmes com Pensadores da Sociológico

SÃO LUÍS - MA
2019
LEONARDO SAID LUCENA NUNES

Comparação de Filmes com Pensadores da Sociológico

Trabalho apresentado à disciplina: PSICOLOGIA do Curso


de Formação Ministerial em Teologia Pastoral do
Seminário Teológico Batista em São Luís, para obtenção
de nota.

Professor: Rafael Sá

SÃO LUÍS - MA
2019
Comparação de Filmes com Pensadores da Sociológico

Filme: A Onda e o pensamento de Durkheim


O filme “A Onda” conta a história de um professor que vem provar que
transformar uma classe de alunos adolescentes em grupo organizado com práticas
totalitárias não é algo assim tão complicado. Com base em fatos reais que ocorreu em
uma escola norte-americana nos anos 60, o filme leva a situação para a Alemanha
contemporânea.
O que podemos analisar das cenas, onde o professor usa de regras mecânicas
repetitivas como marcha e outros movimentos, abre o discurso sobre Solidariedade
Mecânica, conforme pensamento de Durkheim. O que percebemos na cena é
regulamentação deste viver em sociedade, existem regras preestabelecidas que
determinam o funcionamento e dão coesão a este sistema, e quando, segundo o autor,
o indivíduo por qualquer motivo ultrapassa esse limite, existem sanções de lei a serem
impostas. O que regula esta parte é o direito penal, ou seja, se cometer transgressões
existirão sanções impostas por penas legais, e na verdade estas transgressões nada
mais são que crimes contra o estado de direito individual e social. No âmbito da justiça
o crime segundo sua gravidade é imposta uma pena, através da qual o indivíduo volta
a fazer parte do grupo social após cumpri-la. Esse último aspecto pode ser visto no final
do filme quando o professor pede que seus seguidores matem pela causa.

Filme: Vida de Inseto e o pensamento de Weber


Weber diz:
“a dominação, ou seja, a probabilidade de encontrar obediência a um
determinado mandato, pode fundar-se em diversos motivos de submissão. Pode
depender diretamente de uma constelação de interesses, ou seja, de considerações
utilitárias de vantagens e inconvenientes por parte daquele que obedece. Pode também
depender de mero “costume”, do hábito cego (...). A dominação que repousasse apenas
nesses fundamentos seria relativamente instável” (Cohn, 2002, p.128).
Assistindo a cena em que os gafanhotos veem buscar a comida, observamos o
procedimento das formigas, onde há um cumprimento do dever, mas não é
exatamente por solidariedade. Esse pensamento de dominação de Weber, revela que
as formigas cumprem com o dever por medo dos gafanhotos que as ameaçam, por
serem mais fortes, em tese. Porém os gafanhotos sabem que uma formiga não é uma
ameaça, mas todas as formigas juntas poderiam superá-los. Portanto, os gafanhotos
mantinham a tradição de exigir o alimento para que as formigas sempre ficassem na
condição de submissas e dominadas.
Percebe-se, no pensamento de Weber, diferentemente dos determinismos
sócio-históricos de Karl Marx e do fatalismo da noção de um sistema externo e
independente do indivíduo que Émile Durkheim propôs, elaborando, assim, a noção
de um ser humano livre para agir, pensar e construir sua realidade. Para Weber, as
estruturas sociais estavam em contato direto com o poder de ação dos indivíduos, o
que significa que os sujeitos, seus valores e ideias possuem força de ação direta sobre
essas estruturas. Vemos essa ideia na presença dos gafanhotos dominando as formigas
pelo autoritarismo. A tarefa da Sociologia seria, então, segundo o teórico, apreender
os significados que norteiam essas ações.

Filme: Tempos modernos e o pensamento de Karl Marx


Marx é conhecido como o fundador da doutrina comunista. Ao contrário dos
outros filósofos, não buscava compreender o mundo, mas sim modifica-lo por meio da
luta de classes, esse seria o grande motor da história do filme.
Sobre o poder político, dizia que era “o poder organizado de uma classe social
para a opressão de outra”, mas especificamente era o poder concentrado nas mãos de
uma minoria, a burguesia, utilizado para manter seus interesses econômicos,
oprimindo a maioria, os proletariados.
Entretanto, Marx pregava que quando a classe social oprimida tomasse
conhecimento de que poderiam modificar o mundo, tomariam o poder, instaurando o
socialismo.
O Filme “Tempos Modernos”, retrata a história de um trabalhador em um
fábrica, que fica alienado por seu trabalho, mostrado de uma forma cómica. Tudo
acontece no início da Revolução Industrial. O vapor é a grande revolução tecnológica
da época causando mudanças drásticas nos hábitos dos trabalhadores e da sociedade.
Para Marx a forma de organização de uma sociedade: a religião, a moral, os
valores sociais e culturais, a política, dentre outros, estão diretamente ligados ao
sistema produtivo e a organização e distribuição da produção. Para este autor o
princípio das relações sociais estão fundamentados na produção, portanto, segundo
essa concepção não se pode pensar na relação: individuo e sociedade, separada do
fator econômico, pois a estrutura social está estruturada de modo que cada indivíduo
oculpa em uma posição social de acordo com o sua parcela na produção e na
apropriação dessa produção, ou seja, o consumo da mercadoria.