Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIAS:CAMPUS SILVANIA

João Athyrson Araujo Rabelo

Administração Industrial e Geral

Princípios da administração Científica

Silvânia-GO

2019
Administração Industrial e Geral

Princípios da administração Científica

Resumo comparativo acadêmico para fins avaliativos

Apresentado no curso de administração, disciplina

Teoria Geral da Administração da Universidade

Estadual de Goiás, campus Silvânia, orientadora

Leandra.
Ambas as obras de Taylor e Fayol tem como função, passar qualquer
conhecimento sobre à administração, porém com diferentes relações, por
exemplo, Henry Fayol teve o enfoque voltado para a organização, de como todos
os integrantes devem estar divididos em cada função de uma organização
independentemente da área de atuação. Conforme fosse aumentando a
dificuldade das atividades serem realizadas, mais dividas seriam as mesmas.

Frederick Taylor observou mais afundo a administração, cada função de um


operário, analisando suas ações e coisas inúteis que eles faziam, de acordo com
essas analises ele fez uma base de princípios que fossem realmente utilizados
e descartou aqueles que eram inúteis. Além desses princípios Taylor criou regras
de suma importância. Nesta obra, Taylor tenta convencer aos leitores de que a
melhor maneira de administrar uma organização é através de um estudo, de uma
ciência. A ideia central deste livro é a racionalização do trabalho que nada mais
é que a divisão de funções dos trabalhadores. No início da obra, a preocupação
de Taylor era tentar eliminar o desperdício e as perdas sofridas pelas indústrias
americanas e elevar os níveis de produtividade através de métodos e técnicas
de engenharia. Ele utilizava técnicas que eram centradas do operário para a
direção, através do estudo de tempos e movimentos, da fragmentação das
tarefas e na especialização do trabalhador reestruturava a fabricação e com os
conceitos de gratificações por produção incentivava o operário a produzir mais.
Só que não adiantava racionalizar o trabalho do operário se o supervisor, o
chefe, o gerente, o diretor continuavam a trabalhar dentro do mesmo empirismo
anterior.

Para Fayol a necessidade da administração na vida humana é indispensável,


ele afirma que os princípios da administração são maleáveis. A partir disso, ele
sugere um modelo de hierarquia que contempla todas as variáveis citadas acima
embasado na unidade de comando. A propósito: comando, previsão,
organização, coordenação e controle são palavras-chave na obra em pauta.

Enfim os livros tem uma certa diferença, que no livro de Fayol é voltado para a
administração sem muitos detalhes, tudo esclarecido, já na obra de Taylor, é
mais detalhada com princípios, conceitos e regras, analisando detalhadamente.