Você está na página 1de 3

Lista de exercícios de Psicrometria e Secagem

1. Em uma sala temos ar a uma temperatura de 26,7 ºC e a pressão de 101,325 kPa e vapor d’água com
pressão parcial de 2,76 kPa. Calcule:
a. Umidade específica;
b. Umidade específica de saturação;
c. Umidade Relativa.

2. Utilizando a carta psicrométrica, calcular os seguintes parâmetros:


a. A umidade específica do ar possuindo uma umidade relativa de 50% e uma temperatura de bulbo
seco de 60 ºC;
b. A temperatura de bulbo úmido nessas condições;
c. A umidade relativa do ar com uma temperatura de bulbo úmido de 45 ºC e de bulbo seco de 75 ºC;
d. O ponto de orvalho de ar resfriado adiabaticamente desde uma temperatura de bulbo seco de 55 ºC e
umidade relativa de 30 %;
e. A mudança na umidade relativa do ar com uma temperatura de bulbo úmido de 39 ºC, aquecido desde
uma temperatura de bulbo seco de 50 ºC até uma temperatura de bulbo seco de 86 ºC;
f. A mudança na umidade relativa do ar com uma temperatura de bulbo úmido de 35 ºC, resfriado
b. Adiabáticamente desde uma temperatura de bulbo seco de 70 a 40 ºC.

3. Uma unidade de secagem em contracorrente usa ar quente para secar fatias de maçã. As fatias entram
numa taxa de 200 kg/h e um teor de umidade 0,9 (base úmida). As fatias "secas" têm um o conteúdo de
umidade de 0,1 (base seca). O ar de secagem entra 50°C e sai a 25°C e 90% de umidade relativa.
Encontre a quantidade de água removida (kg/h) e a taxa de entrada de ar (m3/min). Respostas: 178 kg/h
e 266 m3/min

4. Um secador de túnel adiabático em contracorrente é utilizado para secar 100 kg de chips de banana por
lote, reduzindo a teor de umidade de 50% a 12%, ambos em base úmida. A secagem demora 10 horas
para ser completada pelo ar a 82 °C e 5% de UR. O ar está saturado na saída do secador. Assumindo que
a taxa de secagem é constante, calcular: (a) temperatura de saída do ar; (b) a vazão volumétrica do ar
utilizado (m3/h).
Respostas: 35°C e 218 m3/h.

5. O ar a ser alimentado em um secador tem TBS=20ºC e TBU=16ºC. Após um aquecimento a 50 ºC, este ar
é introduzido no secador, no interior do qual ele e resfriado adiabaticamente, saindo do secador com
umidade relativa de 90 %. Quais são:
a. O ponto de orvalho, a umidade específica, e a umidade porcentual do ar inicial.
b. O calor necessário para aquecer 30 m3/min do ar inicial a 50 ºC.
c. A quantidade de água evaporada no resfriamento adiabático dos 30 m3/min.
d. A temperatura de saída da água do secador.
Respostas: 18,45 kw, 0,35 kg/H2O/min, T=26,5°C.

6. Uma vazão de 1800 m3 de ar úmido/h de ar a uma temperatura de 18°C e 50% umidade relativa será
utilizado em um secador. Inicialmente o ar é aquecido até 140 °C e passa através de um conjunto de
tabuleiros num secador de prateleira, deixando-o a 60% de UR. O mesmo ar é reaquecido a 140 °C e
passa através de outro conjunto de tabuleiros saindo novamente a 60% de UR. Estimar a energia
necessária para aquecer o ar, a quantidade de água removida por hora e a temperatura de saída.
Respostas: 140 KW; 159 kg de água removida/h; 60°C.
7. O ar úmido a 30°C e 50% de umidade relativa é admitido em um desumidificador operando em estado
permanente a uma vazão volumétrica de 280 m3/min. O ar úmido passa sobre uma serpentina de
resfriamento e ocorre condensação de vapor de água. O condensado deixa o desumidificador em estado
saturado correspondente a 10°C. Ar úmido saturado é descarregado separadamente à mesma
temperatura. Não ocorre nenhuma perda significativa de energia por transferência de calor para a
vizinhança e pressão permanece constante a 1,013 bar. Determinar (a) vazão mássica de ar seco, em
kg/min, (b) a taxa na qual a água é condensada, em kg por kg de ar seco escoando através do volume de
controle (c) A taxa de transferência de calor (d) represente as transformações sofridas pelo ar em uma
carta psicrométrica. Resposta: 319,35 kg/min; 0,0057 kg de condensado/kg ar seco; 211,084 kJ/min

8. Fez-se um experimento de secagem usando uma bandeja com um leito de sólidos de 6 cm de altura,
obtendo-se a seguinte curva de secagem:

Suponha que 200 kg (peso do sólido seco) do mesmo material (densidade aparente = 800 kg
sólidos/m3) deva ser seco, de 35 a 7 % de umidade (base seca), sob as condições do ar e dos sólidos
usados no experimento. Qual o tempo total de secagem? Resposta: 42,55 s.

9. Num processo industrial o ar sofre as transformações indicadas. No ponto A: TBS=20ºC e TBU=17ºC. No


ponto D: TBS=30ºC e TBU=28ºC Calcular:
a. A quantidade de água que 1 kg de ar pode retira do solido úmido que está na estufa.
b. A carga térmica do trocador, sabendo-se que na estufa circular 20 m3/min medidos nas condições
de A.
c. Represente num diagrama psicrométrico as transformações sofridas pelo ar.
Respostas: 0,083 kg H2O; 11kw.

A B C Secador
50ºC D
10. Um secador, em São Paulo, deve retirar água adiabáticamente de um sólido granulado. Sabe-se que o ar
do ambiente está a 23 ºC e TBU=18ºC e é pre-aquecido num banco de tubos aletados. O ar na saída do
pré-aquecedor é misturado com parte do ar que sai do secador de modo que a mistura fique a 50 ºC. O ar
na saída do secador tem temperatura de orvalho de 30 ºC e umidade relativa de 80 %. A umidade inicial
é de 0,8 kg de água/kg de sólido seco; a umidade final é de 0,025 kg de água/Kg de sólido seco; a vazão
do sólido seco na entrada igual a 200 kg/hr. Calcular:
a. A vazão do ar nas condições de entrada do ventilador (m3/min). Resposta: 133 m3/min
b. A carga térmica do aquecedor. Resposta: 137 kW
c. A temperatura do ar na saída do pré-aquecedor. Resposta: 71,9 °C
d. Representar esquematicamente as transformações sofridas pelo ar numa carta psicrométrica.

11. Um material úmido com 50% de água em base úmida é alimentado a um secador contínuo com fluxo de
ar em contracorrente até 27% de água em base úmida. A vazão de produto seco ao final do processo é de
907,2 kg/h. O ar fresco que entra no sistema está a 25,6°C e tem um teor de umidade de 0,007 kg
H2O/kg de ar seco. O ar úmido que sai do secador está a 37,8 °C e 0,020 kg H2O/kg de ar seco, uma
parte deste ar recircula e se mistura com ar fresco antes de entrar no aquecedor. O ar misturado e
aquecido entra no secador a 65,6 °C e 0,010 kg H2O/kg de ar seco. O sólido entra 26,7 °C e sai à mesma
temperatura. Calcule a vazão de ar externo, a porcentagem do ar sai do secador e a do que é reciclado, o
calor adicionado no aquecedor e a perda de calor no secador. Resposta: 32094 kg de ar fresco seco/h,
23.08% reciclado, 440.6 kW no aquecedor