Você está na página 1de 3

Culto de Natal

Natal Continua Presente


Pr. Cassius Ribeiro (IBCR) 25-12-2010

Ler Lc. 2:8-20; 25-32

Estamos mesmo no dia de Natal. A festa das alegrias, das famílias. As crianças hoje
desfrutarão das prendas recebidas. As conversas iniciadas ontem à mesa serão
retomadas, enfim, estamos em festa.

Mas e amanhã como será? E na Segunda-feira? A festa da alegria com todo o seu
brilho e encanto novamente cede à rotina diária da vida. Uns já irão trabalhar,
enquanto outros iniciam suas férias. A vida continua, e mais um Natal se passou e
começa a contagem regressiva para um novo ano. Assim caminha a humanidade!

Para quem o sentido do Natal se reduz somente a uns dias de folga no trabalho ou
uma simples festa familiar, realmente a festa passou, deixando algumas recordações
mais ou menos agradáveis. Se Natal restringisse apenas a estas festividades
passageiras, a alegria e o gozo passariam à proporção que os dias vão avançando.

Porém acredito que o verdadeiro Natal, em toda a essência de sua mensagem, nos que
proporcionar muito mais do que uma alegria passageira. Pela mensagem do Evangelho
(as boas novas a todos os homens) enche-nos de uma alegria permanente. Um gozo
profundo que não pode ser apagado pelas adversidades e aflições da vida.

No Natal novamente somos lembrados de noutros tempos estávamos tão longe e tão
inacessíveis à glória de Deus, porém Ele veio até nós; a sua glória foi revelada na
pessoa de Jesus. Pela figura do menino envolto em panos numa manjedoura, o
Salvador do mundo veio à realidade humana. Fazer o que nos era devido; cumprir toda
a lei de Deus; transformar nosso ser e nossas atitudes; dar-nos a vida, porque antes
dele, estávamos perdidos e mortos nos nossos pecados.

Natal é amor. Expressão máxima do amor de Deus, que em Jesus nos adoptou como
seus filhos. Deus Todo-Poderoso tornou-se um Deus Pessoal que revelou a sua
vontade salvífica e seu amor paternal. Por isso podemos orar a Ele dizendo “ABA-PAI”.

1
Culto de Natal
Natal Continua Presente
Pr. Cassius Ribeiro (IBCR) 25-12-2010

O centro do Natal é a boa nova do nascimento do Redentor do mundo que veio


redimir e salvar os homens.

V.10-11 – Nasceu-vos hoje o Salvador do mundo. Os pastores ao ouvirem essa boa


nova foram apressadamente à Belém e encontraram o Salvador. Partilham a
mensagem com outras pessoas (v.17-18).

Irmãos, quem tem um encontro pessoal com Jesus não fica indiferente a sua pessoa.
Jesus transforma verdadeiramente as pessoas e as suas vidas. Quando acontece o
encontro com Jesus o resultado é louvor e adoração.

V.20 – Os pastores glorificavam e louvavam a Deus. O encontro com Jesus causa tão
impacto na vida que a modificação é visível. O estilo de vida é transformado por Ele. O
encontro com o Salvador do mundo é sempre uma experiência transformadora, pois
acrescenta uma nova dimensão à nossa vida. Passamos a viver com Ele e para Ele.

E a grande mensagem deste Natal é esse encontro com Jesus. Pensemos na realidade
dos pastores em Belém. Os mensageiros (anjos) de Deus anunciaram as boas novas
(evangelho). Os pastores receberam a mensagem, experimentaram um encontro
pessoal com Jesus e o resultado dói louvor e adoração a Deus, porém ele voltaram
para suas casas e famílias. Eles agora eram portadores dessa boa nova de salvação.

É isso que deve ser a nossa vida. Somos mensageiros de Deus, portadores das boas
novas (evangelho). Nossa missão é testemunhar as verdades da salvação e esperar que
Deus faça a obra na vida de outro; e assim o processo continua. Por isso é que dizemos
que o Natal é todos os dias: Anunciar que Jesus é o Salvador do mundo!

Mas além dos pastores, vemos também outra pessoa que teve a sua vida transformada
e renovada através do encontro pessoal com o Salvador do mundo. Seu nome é
Simeão (Ler. Lc. 25:32).

Consolado e agraciado este homem pega o menino nos braços e recorda as profecias
contidas no VT acerca do Salvador do mundo. Seus olhos virão a salvação operada por
Deus.

2
Culto de Natal
Natal Continua Presente
Pr. Cassius Ribeiro (IBCR) 25-12-2010

Amados irmãos e o Natal deve ser celebrado diariamente porque ele é a salvação
operada por Deus diariamente.

V. 28 - Diante de Jesus, este homem somente tinha uma coisa a fazer: Adorar a Deus.
Os olhos de Simeão alegram-se e todo o sentido da sua vida estava naquela pessoa. Ele
estavam completo, não era preciso mais nada.

Quando a pessoa tem um encontro pessoal com Jesus a alegria toma conta de todo
ser. Sentimo-nos completos, não precisamos de mais nada, pois já temos tudo.

Assim o Natal faz-se a cada dia na vida dos que amam a Deus. É mais do que uma festa
familiar; é uma dádiva de Deus.

A festa natalícia acabará hoje, mas a verdade venturosa do verdadeiro sentido do


Natal - essa perdurará. Deus Emanuel está verdadeiramente connosco. Viva Jesus; Viva
o Salvador do mundo: “Glória a Deus nas alturas, paz na terra aos homens pelos quais
Deus tem boa vontade”.

Não permaneças indiferente à mensagem do Natal. Tal qual como os anjos, partilhe as
boas novas, pois Jesus quer transformar outras vidas, como a dos pastores e de
Simeão.

Deus seja louvado…Amém!