Você está na página 1de 22

Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito

____________________________________________________________________________________

COMO ELABORAR UM

Laudo Pericial Perfeito


Sobre o autor
Sérgio Abunahman
______________________________________________________
Meu nome é Sérgio Abunahman, sou engenheiro Naquela época, havia poucos livros nacionais sobre
industrial mecânico formado em 1966, atuando há o assunto, o que me fez estudar em livros argentinos
mais de 40 anos como perito de engenharia. e peruanos, visto que estes países estavam mais
Comecei na área de perícias de engenharia como desenvolvidos do que o Brasil na área de pericias de
assistente técnico numa ação renovatória. Certa engenharia e avaliações de imóveis. Desde então,
vez um advogado conhecido me perguntou se eu venho estudando incansavelmente sobre o assunto e
fazia assistência técnica em ações renovatórias e multiplicando o aprendizado adquirido, ministrando
com “vergonha” de falar que não (na verdade eu há mais de 35 anos cursos presenciais de formação
não tinha ideia de que se tratava o assunto), falei de peritos em todo o Brasil e no exterior. Diante da
que fazia. Consultei então, um juiz de direito experiência adquirida, decidi escrever o livro Curso
amigo da minha família que me deu orientações Básico de Engenharia Legal e de Avaliações, e
básicas sobre o assunto. Chegando na vistoria, tenho a honra de dizer que este livro é o mais
fiquei calado, sem emitir um som, apenas vendido sobre o tema no Brasil, possuindo mais de
observando todas as atitudes do perito (que era 15.000 livros vendidos, tendo sido traduzido para o
um personagem do livro Memórias do Cárcere, de castelhano pelo engenheiro venezuelano Miguel
Graciliano Ramos, o capitão Rolemberg, Camacaro Pérez, sendo vendido em 14 países.
engenheiro militar) e percebi que atuar como Relutei bastante antes de entrar no mundo digital,
perito e/ou assistente técnico poderia transformar mas percebi que dessa maneira, eu poderia levar
a minha vida. Atirei no que vi, e acertei no que conhecimento às pessoas que não poderiam
não vi! Não imaginava que atuar como perito e/ou participar dos meus cursos presenciais. Assim, trago
assistente técnico de engenharia seria tão para vocês um guia de como elaborar um laudo
interessante financeiramente, e que me traria uma pericial perfeito, pois acredito que todos vocês
qualidade de vida muito melhor do que a que eu sejam capazes de apresentar um laudo que seja o
tinha. Até então, eu era engenheiro da Prefeitura grande pontapé para o sucesso financeiro desta
da minha cidade e dava aulas em duas carreira.
Universidades. Todavia não vislumbrava maiores
ambições na minha carreira.

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 2
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
Introdução
Seja muito bem-vindo e obrigado por fazer o download do Como Elaborar um Laudo
Pericial Perfeito! Na sua frente encontra-se o melhor guia brasileiro para se aprender a
elaborar um laudo pericial de engenharia. Eu digo isso não somente por acreditar no conteúdo
deste guia, mas também por acreditar em você, acreditar que seguindo todos os métodos e
técnicas do guia, você pode e vai elaborar um laudo tecnicamente fundamentado, contendo o
que o juiz deseja ouvir e que muitas vezes utiliza partes da conclusão do seu laudo, nas suas
sentenças. Por mais incrível que pareça, o profissional de engenharia ou arquitetura, após a
conclusão do seu curso de perito não sabe como elaborar um laudo pericial, no qual as partes
tenham pouca ou nenhuma possibilidade de impugná-lo tecnicamente.
Possuo décadas de experiência, e neste tempo, tive acesso a uma infinidade de laudos ruins,
porém foram muito importantes para o meu aprendizado. E foi justamente o fato de ter acesso
aos laudos tecnicamente fracos, que fez com que eu chegasse ao que considero hoje como o
“grande segredo” de como se elaborar um Laudo Pericial Perfeito. É justamente, em
conformidade com o artigo 473 do Novo Código de Processo Civil – NCPC -, que vou ensinar
para vocês neste guia, os segredos do que você deve ou não deve escrever. Segredos que
nenhum outro curso ou livro vai lhe ensinar, pois mais uma vez lhe garanto, que este guia é
único e com ele você saberá quais são os caminhos certos na elaboração de um laudo pericial
de engenharia e, mais importante, quais são os errados!

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 3
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
Como usar este Guia
Antes de qualquer coisa, este guia tem como objetivo atender a todas as especialidades de
perícias de engenharia e arquitetura. Como exemplo cito as perícias de arquitetura, engenharia
mecânica, civil, elétrica, de avaliações, telecomunicações, ambiental, naval, florestal,
metalúrgica, etc.
Este guia ficaria muito repetitivo, se em todo o momento fossem citadas todas as especialidades
presentes no parágrafo acima. Desta maneira, nos exemplos citados neste trabalho, gostaria que
todas as especialidades se sentissem referenciadas, mesmo que não tenham sido citadas.
O presente guia tem início com alguns conceitos básicos sobre a elaboração de um laudo
pericial. Posteriormente, abordamos o que o artigo 473 do Novo Código do Processo Civil,
doravante chamado de NCPC, determina o que deve conter o laudo pericial, e em seguida,
extrapolamos o que consta no artigo 473 do NCPC e apresentaremos os principais tópicos que
um laudo pericial perfeito deve conter.

Para concluir, falo para vocês nove dicas finais, que com certeza vão fazer de você um
profissional com a agenda lotada.

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 4
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
Considerações gerais sobre o laudo pericial
Antes de começarmos a falar como elaborar um laudo pericial perfeito, algumas
considerações gerais necessitam ser realizadas.

Na verdade, um “laudo pericial perfeito” é um caso ideal e almejado por todos os peritos. O
saudoso perito e grande amigo Francisco Alves Gomes Jr. dizia que todo laudo é criticável, se
não fosse, o que seria dos assistentes técnicos que são pagos para constatarem os equívocos
existentes num laudo elaborado pelo perito do juízo.

O laudo deve ser o mais conciso e sintético possível, sem uso de expressões jurídicas
rebuscadas. Afinal o perito que o elabora é engenheiro e não jurista. Nada de “data vênia”,
“máxima vênia” e outras filigranas jurídicas.

O perito judicial deverá elaborar um laudo com linguagem de fácil entendimento, objetivo e
muito bem fundamentado tecnicamente.

A descrição do imóvel ou do equipamento, se a perícia se referir a este, deve ser a mais


sintética possível, tão sintética na redação de modo que o perito possa escrever que “as fotos
anexadas ao laudo melhor ilustram a descrição”.

Certa vez li o laudo de um “perito” (isso mesmo, entre aspas) que ao descrever o banheiro de
um apartamento mencionava que a tampa do vaso sanitário era de plástico da marca “Goyana”,
as paredes tinham um interruptor da marca “Pial” à direita de quem entra e outro da mesma
marca à esquerda de quem sai.

Ora, isso mais se assemelha ao Festival de Besteira que assola o País no dizer do saudoso
Stanislaw Ponte Preta, codinome do humorista Sergio Porto.

O laudo deve abordar os aspectos mais relevantes do problema.

O professor e querido amigo Paulo Grandiski diz que laudo “prolixo” tem de ir “pro lixo”. É
uma verdade.

Há peritos que, desejosos de mostrar erudição, escrevem “abobrinhas” totalmente


desnecessárias ao deslinde da causa.

O laudo deve ter princípio, meio e fim e...basta!

Todo laudo deve ter uma CONCLUSÃO, obviamente. Nesta conclusão há de se ter o cuidado
de não julgar.

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 5
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
Perito não é juiz! Quem julga é o Magistrado que conduz o processo no poder que o Estado lhe
concedeu, baseado nos dados informativos que o perito lhe repassa através de um bem
elaborado laudo técnico.

Há poucos dias tive conhecimento de um laudo onde 90% do que o perito escreveu era
desnecessário, totalmente desnecessário. Descreve, historicamente, o município onde ocorreu
uma catástrofe ambiental, fala quem foram os seus colonizadores etc, enfim uma compilação da
web “enchendo linguiça” pra tentar justificar os astronômicos honorários cobrados. Estes
devem ser moderados, dentro do trabalho solicitado. Há tabelas que devem ser respeitadas, uma
delas é a do IBAPE/RJ que preconiza o valor por hora trabalhada de 200,00 UFIR-RJ
correspondendo no ano de 2019 ao valor de R$ 684,00 (seiscentos e oitenta e quatro reais) e
esta hora profissional engloba desde a saída da sua base (casa ou escritório), a vistoria, estudo
dos autos, redação até a conclusão do laudo. No caso ora relatado, o perito na sua “conclusão”
julga com uma “pérola” afirmando que o réu deve pagar ao autor a quantia de “X” reais. Quem
pode fazer isso é o juiz e não o perito. O perito, através do laudo, informa tecnicamente ao juiz
e às partes o que ocorreu, para o magistrado bem decidir rastreado num laudo perfeito e
conclusivo.

Certa vez, num caso de infiltração num apartamento onde o prejudicado propôs uma ação
contra o vizinho de cima da mesma prumada e contra o condomínio, o perito deu a seguinte
“brilhante” conclusão:

“por tudo o que foi visto podemos concluir que:

a) A infiltração provem da unidade imediatamente superior ou;

b) A infiltração provem da prumada condominial”

Realmente o cara era um gênio... O pobre do juiz iria, assim, condenar alternativamente o
apartamento de cima OU o condomínio.

É óbvio que o laudo foi anulado e o juiz nomeou novo perito para dirimir a questão.

No histórico do laudo, o perito faz um resumo da lide (ação/processo) e apresenta o roteiro do


laudo, culminando pela conclusão e encerramento. Os cálculos, quando existirem, devem ser
amplamente justificados e podem ser colocados tanto no bojo do laudo quanto em anexo.

Numa trivial questão de locação, já vimos peritos despreparados que, sem nenhuma
justificativa de cálculos, concluem por um determinado valor consultando corretores (o que é

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 6
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
válido pois são ótimas fontes de informação para os peritos) e depois determinam a média
aritmética desses valores dizendo que é o resultado da avaliação, sem qualquer tratamento
estatístico exigido pela norma pertinente (NBR – 14.653-2 /2.011).

Se média aritmética fosse coisa inteligente, o médico que tivesse um paciente com
“temperatura média de 36,50º C) estaria gozando de plena e perfeita saúde, mas o cara está com
os pés num balde de gelo a 0ºC e a cabeça numa fornalha a 73ºC. O sujeito já é defunto há
muito tempo mas a sua temperatura “média” é normal. Daí surgiu a blague do “axioma de
Abunahman” de que toda média aritmética é burra!

Mas vamos precisar dela nos tratamentos estatísticos.

Caro leitor, o laudo é peça importantíssima no bojo do processo seja ele cível ou criminal e vai
depender da capacitação do perito ele ser perfeito. O perito deve ser caracterizado pelos três
“C”:

➢ Capacidade
➢ Coragem
➢ Correção

A idoneidade é fundamental para todos que queiram ingressar neste ramo. Capacidade e
correção nem precisam de comentários. É, no dizer de Nelson Rodrigues, notável dramaturgo
brasileiro, o “óbvio ululante”.

Coragem porque interesses econômicos serão contrariados pelo laudo. Este não dá “empate”
nunca, da mesma forma que a sentença do magistrado. Ela condena uma das partes e o laudo
pericial é fundamental para o convencimento do juiz. O perito são os olhos do juiz, são o longa
manus do magistrado que, desconhecendo aspectos técnicos fundamentais para decidir sobre o
caso vale-se do perito da sua confiança para que lhe forneça os subsídios técnicos para prolação
da sentença condenatória.

Não esquecer nunca que um laudo pericial pode decidir uma vida ou a falência de uma empresa
se não for elaborado dentro dos princípios da ética, da competência e da retidão de quem o faz.

O laudo pericial é um relatório técnico elaborado por um profissional chamado de perito


judicial. Antigamente eram conhecidos como Louvados ou Jurisperitos. Este profissional
qualificado e competente é nomeado pelo juiz e elabora o laudo após a vistoria pericial.

O laudo pericial traduz a qualificação profissional do perito, devendo este evitar expressões
vulgares, erros gramaticais, gerundismos e outros vícios de linguagem.

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 7
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
O laudo pericial de acordo com o artigo 473 do NCPC

O artigo 473 do NCPC determina o que deve conter o laudo pericial, a saber:
Art. 473. O laudo pericial deverá conter:
I – a exposição do objeto da perícia;
II – a análise técnica ou científica realizada pelo perito;
III – a indicação do método utilizado, esclarecendo-o e demonstrando ser predomi-
nantemente aceito pelos especialistas da área do conhecimento da qual se originou;
IV – resposta conclusiva a todos os quesitos apresentados pelo juiz, pelas partes e
pelo órgão do Ministério Público, se for o caso.
§ 1o No laudo, o perito deve apresentar sua fundamentação em linguagem simples e
com coerência lógica, indicando como alcançou suas conclusões.
§ 2º É vedado ao perito ultrapassar os limites de sua designação, bem como emitir
opiniões pessoais que excedam o exame técnico ou científico do objeto da perícia.
§ 3º Para o desempenho de sua função, o perito e os assistentes técnicos podem valer-
se de todos os meios necessários, ouvindo testemunhas, obtendo informações,
solicitando documentos que estejam em poder da parte, de terceiros ou em repartições
públicas, bem como instruir o laudo com planilhas, mapas, plantas, desenhos,
fotografias ou outros elementos necessários ao esclarecimento do objeto da perícia.

Diante dos meus longos anos de experiência, percebi que o laudo pericial deveria conter não
apenas o que determina o NCPC.
O que muito me ajudou no formato que considero perfeito, foram os feedbacks dados pelos
amigos magistrados, advogados e companheiros de profissão.

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 8
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
Extrapolando o NCPC

Na verdade, um bom laudo pericial, deve atender integralmente ao artigo 473 do NCPC, mas
não deve se restringir somente ao que está previsto nele. Sugiro que o perito extrapole o que
está previsto nele.

Apresento a seguir a estrutura de um laudo pericial que considero perfeito, e em seguida trago a
este e-book exemplos práticos e explicações sobre cada item:

1. Encaminhamento
2. Apresentação do laudo pericial
3. Solicitação para a expedição do mandado de pagamento
4. Princípios e Ressalvas
5. Objetivos da Perícia
6. Metodologia de trabalho
7. A vistoria
8. Caracterização do imóvel
9. Histórico resumido
9.1 Petição inicial
9.2 Contestação
9.3 Réplica
10. Respostas aos quesitos
10.1 Quesitos do magistrado
10.2 Quesitos do autor
10.3 Quesitos do réu
11. Conclusões
12. Encerramento

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 9
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
Apresento a seguir, os exemplos práticos e as explicações sobre cada item:

1. Encaminhamento

Todos os documentos que compõem o processo judicial, como petições, laudos, impugnações,
etc, devem conter o encaminhamento. Nele estão contidas as informações básicas do processo
como a comarca1, a serventia2, o número do processo, o tipo de ação, e as partes envolvidas.

O laudo pericial deve conter o encaminhamento, pois o perito pode protocolá-lo em qualquer
PROGER3 localizado nos Fóruns do Estado do Rio de Janeiro (quando se tratar de processo
físico). No processo eletrônico o laudo também deverá conter o encaminhamento, todavia o
perito insere o laudo pericial diretamente no processo eletrônico pelo portal do Tribunal de
Justiça de seu estado.

Apresento a seguir um exemplo, válido somente para processos físicos: O perito finaliza a
redação de um laudo pericial e vai fazer uma perícia na cidade de Macaé, por exemplo, mas o
processo é da comarca da Capital. O perito pode protocolar o laudo no PROGER do Fórum da
cidade de Macaé, que o laudo será encaminhado para a 01ª Vara Cível da Comarca da Capital,
e será inserido no processo 0000000-00.2014.8.19.0001.

Os últimos quatro algarismos do número do processo, no caso 0001, indicam que o processo
está correndo na comarca da Capital, no foro central.

Apresento a seguir um modelo de encaminhamento.

1
Comarca - representa a área em que um Juiz desempenha sua jurisdição
2
Serventia - significa o Cartório ou a Secretaria onde está correndo o processo judicial
3
PROGER – Protocolo Geral – local onde devem ser protocolados os documentos integrantes de um
processo judicial

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 10
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________

Figura 1 - modelo de encaminhamento de um laudo pericial perfeito

Para os que estão se iniciando na gloriosa profissão de perito, e que ainda não estão
familiarizados com a numeração dos processos, apresento a seguir um quadro bem didático,
que os ajudará a entender a lógica da numeração dos processos.

Figura 2 - entenda a nova numeração dos processos judiciais

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 11
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
2. Apresentação do laudo pericial

Considero que seja importante o perito formalizar a apresentação do laudo pericial ao


magistrado, colocando nesta apresentação, o seu nome, número do registro no CREA ou no
CAU, e dizer em breves palavras que se sente honrado em apresentar o laudo pericial. Segue
abaixo um modelo de apresentação de laudo pericial.

Figura 3 - modelo de apresentação do laudo pericial perfeito

3. Solicitação para a expedição do mandado de pagamento

Não é regra entre os peritos, mas aconselho aos meus alunos a apresentarem na primeira folha
do laudo pericial, logo abaixo da apresentação do laudo, a solicitação para expedição do
mandado de pagamento.

Uma outra alternativa também muito utilizada, o perito pode apresentar uma petição específica
de apresentação do laudo e solicitação para a expedição do mandado de pagamento, mas para
os iniciantes, recomendo o caso citado no parágrafo acima.

Figura 4 - Solicitação para a expedição do mandado de pagamento

Cite SEMPRE na solicitação para a expedição do mandado de pagamento a folha dos autos
em que se encontra o depósito dos honorários. Desta maneira, o juiz não perderá tempo
procurando onde está o comprovante do depósito. Afinal está chegando a melhor hora!!!!! A
hora de receber os honorários tão aguardados!!!!!

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 12
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
A entrega do laudo pericial, não garante ao perito que o magistrado irá determinar a expedição
do mandado de pagamento. Muitos magistrados, principalmente quando ainda não conhecem o
trabalho do perito, determinam a expedição do mandado de pagamento em favor do perito,
somente após as partes se manifestarem sobre o laudo pericial e o perito prestar seus
esclarecimentos sobre as manifestações.

Desta maneira, aconselho aos meus alunos que acompanhem os processos e que tenham
agilidade em prestar seus esclarecimentos, pois quanto mais ágil for o perito, mais rápido será a
expedição do mandado de pagamento.

Um outro fator pelo qual aconselho os peritos a terem agilidade nos processos, é que esta
agilidade unida à qualidade técnica do perito, agradará em cheio ao magistrado, o que lhe
renderá inúmeras nomeações. ACREDITE NISSO!!!!!!!!

4. Princípios e Ressalvas

Os Princípios colocados no laudo, funcionam como parte estrutural da atividade pericial, para a
aplicação de regras para a condução da perícia.

É possível concluir, que os Princípios, de forma ampla, determinam a direção dos atos dos
peritos, e são aplicáveis como fonte de direito, além da sua função norteadora na concretização
da perícia. Os Princípios sempre são os atos balizadores dos peritos de engenharia e arquitetura.

Já as ressalvas, são declarações que visam a segurança do perito.

De maneira geral, considero nos meus laudos os seguintes Princípios e Ressalvas:

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 13
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________

Figura 5 - exemplo de Princípios e ressalvas

5. Objetivos da perícia

Pessoalmente, considero a definição dos objetivos da perícia como um dos pontos mais
importantes do laudo pericial, pois nele serão definidos os principais pontos contraditórios da
ação judicial.

Costumo falar com os meus alunos que os objetivos da perícia de maneira geral são definidos
pelo magistrado condutor do feito. Logo, não podemos perder esta GRANDE
OPORTUNIDADE!!!!!!!!!!!!

Observem o Despacho a seguir com destaque em vermelho, numa ação envolvendo uma
concessionária de energia elétrica e um consumidor. O magistrado fixou como ponto
___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 14
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
controvertido a matéria pertinente a falha na prestação do serviço da empresa ré, o ato ilícito
praticado e os danos proveniente deste. Logo, qual é o objetivo da perícia????? O objetivo da
perícia consiste em verificar se houve falha na prestação do serviço da empresa ré, o ato ilícito
praticado e os danos provenientes deste, simples assim!!!!!!!

Figura 6 - exemplo de um despacho contendo o objetivo da perícia

Às vezes, infelizmente o magistrado não fixa em seu despacho o ponto controvertido da ação.
Existem então dois caminhos a seguir. O primeiro seria o próprio perito definir o objetivo da
perícia com base na sua experiência, e o segundo, seria o perito visitar o Despacho de um
processo semelhante e que aborde o mesmo tema, e trazer para o laudo o ponto controvertido
fixado pelo magistrado neste outro despacho.

Lá vai outra GRANDE DICA!!!!!!


Mesmo que os quesitos apresentados pelas partes ou pelo magistrado não abordem o ponto
controvertido ou o objetivo da perícia, o perito tem a OBRIGAÇÃO--isso mesmo--a obrigação
de colocar na conclusão do laudo os pontos que atendam e esclareçam o objetivo da perícia.

6. Metodologia da Perícia

A metodologia da perícia não pode ficar de fora de um Laudo Pericial Perfeito. O artigo 473,
em seu item III determina que um laudo deve obrigatoriamente conter a indicação do método
utilizado, esclarecendo-o e demonstrando ser predominantemente aceito pelos especialistas da
área do conhecimento da qual se originou.

Desta maneira o perito deve detalhar a metodologia utilizada em seu laudo. Se for um laudo de
vícios construtivos, deve fundamentar a metodologia utilizada, se possível citando as normas
aplicáveis. Se o laudo for sobre a avaliação de uma plantação de maçãs, o perito deve citar
entre outras a NBR 14.653.

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 15
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
7. A vistoria

Em quase 100% das perícias de engenharia e arquitetura, há a necessidade da realização da


vistoria pericial. O NCPC permite que a vistoria seja agendada de diversas maneiras. Eu sugiro
aos meus alunos que preferencialmente agendem as vistorias periciais no Processo Judicial,
inserindo uma petição de agendamento, com um prazo nunca inferior a dois meses. Esse tempo
é necessário para que o cartório processe a petição e notifique as partes sobre a data em que a
perícia será realizada.

O agendamento da perícia via processo judicial, inibe que as partes tentem impugnar os
trabalhos do perito por não terem sido informadas sobre a realização da vistoria.

No laudo pericial, o perito deve registrar e informar ao magistrado a data da realização da


vistoria pericial, e as partes ou os representantes das partes que participaram da vistoria
pericial. Deve informar também o nome dos advogados e dos assistentes técnicos que estiveram
presentes.

As partes que não estiveram presentes também devem ser registradas no laudo.

De maneira alguma, o perito deve enviar um representante à vistoria pericial.

Cabe aqui contar um fato bem desagradável.

De certa feita um engenheiro militante em pericias foi nomeado para um alto cargo no Estado e
ficou sem tempo para fazer as suas pericias para as quais era escolhido e, numa trivial ação de
revisão de aluguel residencial de um apartamento num subúrbio escalou um colega para que
fizesse a vistoria e confeccionasse o respectivo laudo para que ele posteriormente assinasse. E
assim foi feito.

Ocorre, por falta de sorte, este é intimado a comparecer pessoalmente na audiência para prestar
esclarecimentos sobre pontos controversos do laudo. Presentes autor, réu (inquilino no caso) e
seus respectivos patronos.

Quando o juiz anuncia a presença do perito o réu diz em alto e bom som:

--Excelência, não foi este cidadão que compareceu no meu apartamento!

--Como, retruca o juiz, ele é o perito deste juízo.

--Quem foi na minha casa foi um sujeito “grandalhão”, não foi esse.

Espantado o juiz indaga ao perito: o senhor não esteve na residência deste cidadão?

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 16
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
E o perito tremendo de medo:

Eu estava doente, Excelência, e não querendo atrasar o processo pedi a um colega para vistoriar
o imóvel, mas depois passei pelo prédio para ver o seu acabamento.

Eu perguntei, retrucou o juiz, se o senhor ingressou no apartamento do réu.

---Não.

Incontinente o juiz chamou o escrevente (técnico judiciário) determinando que o perito


devolvesse os honorários recebidos acrescido de juros e correção monetária, decretando que ele
jamais fosse nomeado nesta Vara novamente e a expedição de ofício ao CREA para que fossem
tomadas as providências cabíveis que o fato requeria.

A pericia é prerrogativa da pessoa física do profissional nomeado e não pode ser delegada
a terceiros.

8. Caracterização do imóvel / Caracterização do local do acidente ambiental

O perito deve descrever de maneira detalhada, mas objetiva, o imóvel ou equipamento objeto
da ação. Se a ação envolve vícios construtivos de um imóvel, o perito deve descrever os pontos
relevantes e que dizem respeito à ação.

Agora, se a ação envolve um acidente ambiental, o perito deve descrever detalhadamente o


local do evento antes e depois do acidente ambiental, os danos causados pelo fato, os impactos
causados, enfim os pontos relevantes que levem o magistrado ao local do acidente, sem que
seja preciso que ele saia de seu gabinete.

Aproveite a vistoria pericial para obter muitas fotografias do objeto da perícia e traga ao
laudo pericial tantas fotografias quanto necessárias, para que o magistrado tenha pleno
conhecimento do imóvel ou do equipamento no qual dará sua sentença.

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 17
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
9. Histórico resumido

O perito deve trazer ao laudo pericial um breve resumo das principais peças do processo –
Petição inicial, Contestação e Réplica – informando inclusive as páginas dos autos nas quais se
localizam.

Fazendo este resumo, o perito permite que qualquer pessoa ao ler o seu laudo consiga se
inteirar do Processo sem ter a necessidade de lê-lo na íntegra.

É importante que o resumo aborde somente os fatos descritos pelas partes e as questões
técnicas alegadas. O perito não deve trazer ao laudo pericial as questões jurídicas, nas quais ele
não deve e nem pode se manifestar.

10. Respostas aos quesitos

Considero que as respostas aos quesitos sejam um dos pontos mais importantes do laudo
pericial.

O Artigo 473 do NCPC, determina que o laudo pericial deve conter resposta conclusiva a todos
os quesitos apresentados pelo juiz, pelas partes e pelo órgão do Ministério Público, se for o
caso.

Assim sendo, o perito não pode ultrapassar os limites de sua designação, bem como emitir
opiniões pessoais que excedam o exame técnico ou científico do objeto da perícia.

Para responder aos quesitos, o perito pode se valer de todos os meios necessários, ouvindo tes-
temunhas, obtendo informações, solicitando documentos que estejam em poder da parte, de
terceiros ou em repartições públicas, bem como instruir o laudo com planilhas, mapas, plantas,
desenhos, fotografias ou outros elementos necessários ao esclarecimento do objeto da perícia.

Como perito, já atuei em ações em que não foram apresentados quesitos. Acontece sim, e aí o
perito fica livre para informar ao magistrado tudo o que de mais importante foi por ele
identificado, SEMPRE com o objetivo de atender ao objetivo da perícia. Neste caso, costumo
informar que as partes não apresentaram quesitos e capricho na conclusão.

Os quesitos que não abordem as questões técnicas pertinentes, o perito pode não responder,
pois ele não deve responder aos assuntos para os quais ele não está qualificado.

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 18
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
11. Conclusões

Não existe Laudo Perfeito sem uma boa conclusão. Aproveite esta oportunidade para
informar ao magistrado tudo de importante que foi abordado no laudo pericial. Lembre-se que
o magistrado é MUITO ocupado, e que na maioria das vezes ele começa lendo o laudo pericial
pela conclusão.

Em diversas oportunidades, os magistrados utilizaram trechos das conclusões dos meus laudos
nas suas sentenças. Isso é muito recompensador e mostra ao perito que ele está no caminho
certo.

Se você quer ter um sucesso profissional como perito do juízo, redija uma conclusão concisa,
abordando o objetivo da perícia, a descrição do imóvel ou do equipamento e as principais
respostas aos quesitos.

12. Encerramento

Para encerrar o laudo pericial, o perito deve registrar o número de folhas do laudo e caso
existam anexos, informar a quantidade de anexos presentes. Deve também requerer a juntada
do laudo aos autos, registrar a data de entrega e assinar o documento. Apresento a seguir um
modelo como encerro os meus laudos.

Figura 7 – modelo de encerramento de laudo pericial

Importante destacar, que caso o perito tenha recorrido a outros profissionais para atuarem como
assistente do perito, este profissional deverá ser apresentado ao juiz e às partes, e assinar o
laudo pericial junto com o perito.

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 19
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
Dicas finais
Agora que você já possui os conhecimentos necessários para a elaboração de um laudo pericial
perfeito, vou dar para vocês 10 dicas finais.

1) Leia o Processo com muita atenção e marque as páginas mais importantes


Leia o processo judicial quantas vezes for necessário para que você tenha pleno e total
conhecimento do que está sendo discutido na ação. Se tiver dúvida, consulte um perito mais
experiente ou entre em contato comigo em uma de minhas redes sociais.

Já na primeira leitura, marque as páginas que você entendeu serem as mais importantes, não se
esquecendo da petição inicial, contestação, réplica, despacho fixando os pontos controversos e
quesitos.

2) O laudo pericial deve ser escrito para o juiz


Lembre-se que o laudo pericial deve ser escrito para o juiz, e que ele poderá fundamentar a
sentença do processo com trechos do seu laudo.

3) Cuidado com os erros de português e com os vícios de linguagem


Parece óbvia esta dica, mas não custa recomendar. O Juiz e os advogados são profundos
conhecedores da língua portuguesa, logo erros de português e vícios de linguagem não têm
espaço num laudo pericial perfeito.

4) Um bom laudo pericial irá lhe render futuras nomeações


Lembre-se que quem lhe “contrata” é o juiz, logo um laudo pericial perfeito irá lhe garantir
muitos trabalhos futuros.

5) Um bom laudo pericial irá lhe render indicações como assistente técnico
Lembre-se que além do juiz, pelo menos dois advogados também irão ler o seu laudo, e se este
causar boa impressão aos advogados, eles poderão e irão lhe indicar para atuar como assistente
técnico em outras ações.

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 20
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
Falo isso por experiência própria, pois foi através da elaboração de laudos periciais perfeitos
que impressionei os advogados que me contratam para atuar como assistente técnico.

6) Cumpra os prazos definidos pelo juiz


É muito importante que o perito cumpra o prazo de entrega do laudo definido pelo juiz, que na
maioria das vezes é de 30 dias. Caso não seja possível, cumpri-lo, solicite, via petição, uma
dilação de prazo.

7) Fundamente tecnicamente o seu laudo


Sempre que possível fundamente o seu laudo pericial nas normas técnicas aplicáveis.

8) Quanto mais simples, melhor


Nada pior do que um laudo cheio de palavras e estruturas complicadas e obscuras, querendo
passar um ar de intelectualidade. Você não precisa usar palavras complicadas para escrever
bem. Quanto mais simples for seu texto, melhor.

9) Deixe o laudo uma noite na gaveta


Esta é outra grande estratégia que recomendo para os iniciantes. Depois de escrever o laudo,
“guarde-o na gaveta” e só o pegue de novo no dia seguinte. Então, leia o laudo novamente e
faça as modificações, se necessárias. Isso sempre funciona e melhora muito o seu laudo. Claro
que nem sempre isso é possível, mas sempre que possível, faça!!!!!

10) Memória de cálculo


Nos laudos em que houver a necessidade de se efetuarem cálculos matemáticos, é muito
importante que a memória de cálculo seja detalhadamente apresentada no laudo, possibilitando
assim o perfeito entendimento das operações matemáticas.

A memória de cálculo pode vir no corpo do laudo, na resposta aos quesitos ou até mesmo num
anexo específico. O importante é constar no laudo.

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 21
Sérgio Abunahman Como elaborar um laudo pericial perfeito
____________________________________________________________________________________
Conclusões finais

Estudar e se aprimorar é sempre recomendado, principalmente quando estamos tratando de


assuntos tão técnicos e que podem definir a vida de pessoas e empresas. Por isso recomendo
que você NUNCA pare de estudar, porque eu com mais de 70 anos de idade também sou um
eterno estudante.

Lembre-se que as partes são representadas por advogados e assistentes técnicos competentes, e
tudo o que você escrever vai ser detalhadamente analisado por eles. Por isso escreva de forma
clara, simples, objetiva e fundamente ao máximo as suas considerações e conclusões.

Faça um bom uso deste guia e a mensagem final que eu gostaria de passar é que a profissão de
perito e assistente técnico pode definitivamente modificar a sua vida para melhor, lhe
trazendo qualidade de vida e prosperidade financeira. Eu espero, de coração, que você tenha
gostado e aprendido muito com este guia.

Qualquer dúvida, comentário, reclamação, qualquer coisa, basta entrar em contato comigo
através do e-mail contato@sergioabunahman.com.br, que eu terei o maior prazer em
responder!

Por fim, caso queira conhecer mais do trabalho da Equipe Sérgio Abunahman, você pode visitar
nossos sites e canais em:

SITES:
http://www.sergioabunahman.com.br

CANAL NO YOUTUBE:
https://www.youtube.com/sergioabunahman

PÁGINA NO FACEBOOK:
https://www.facebook.com/sergioabunahmanoficial

LINKEDIN:
Sérgio Abunahman

e-mail:
contato@sergioabunahman.com.br

Um grande abraço e muito trabalho!


Sérgio Abunahman

___________________________________________________________________________________
Como elaborar um laudo pericial perfeito
Todos os direitos reservados 22

Interesses relacionados