Você está na página 1de 3

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA


INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA - AM.
CAMPUS MANAUS CENTRO

Plano de Ensino – 2018/2º

1. IDENTIFICAÇÃO:
Professor(a): ÁLEFE LOPES VIANA Setor de Lotação: DQA/CMC/IFAM
Tecnologia em Processos Tecnologia de Processos
Curso: Disciplina: Semestre: 2º ANO 2018
Químicos Agroindustriais
Titulação: Graduação Especialização X Mestrado Doutorado
Reg. de Trab. X DE 40 h 20 h Turno MAT X TARDE X NOITE
Atuação: Ensino Médio X Ensino Técnico X Ensino Superior
Tecnologia de
Pré- Processos 20182.373.6V
C.h. Semestral 60 C.h. Semanal 03 Turma Turno VESP.
Requisito Químicos
Orgânicos
2. OBJETIVOS/COMPETÊNCIAS: Disciplina/Módulo/Componente Curricular
GERAL:

 Apresentar aos discentes os processos desenvolvidos na agroindústria, desde a origem da


matéria-prima até a produção do produto final.

ESPECÍFICOS:

 Compreender sobre o processo de produtos de origem animal.


 Compreender sobre o processo de produtos de origem vegetal.
 Propiciar a vivência com estudos de casos reais bem como realizar visita técnica em
agroindústrias locais, desenvolvendo no discente a capacidade para atuar no setor.

3. EMENTA DA DISCIPLINA/MÓDULO
Agroindústria no Brasil e no Mundo. Matérias-primas para as indústrias. Industrialização de alimentos.
Agricultura brasileira. Produção de Alimentos. Modernização Agroindustrial. Agroindústria familiar.
Comercialização de alimentos. Processos agroindustriais. Embalagem utilizada na agroindústria. Higiene,
limpeza e sanitização na indústria de alimentos. Controle de Qualidade na agroindústria. Planejamento
agroindustrial. Agroindústrias regionais.

4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
UNIDADE I: Agroindústria no Brasil e no mundo: situação atual e perspectivas. Matérias-primas
para as indústrias: origem das matérias-primas, tipos de matérias-primas, diretrizes gerais para a
obtenção de melhor matéria-prima, encaminhamento da matéria-prima. Industrialização de
alimentos: importância da indústria de alimentos e do consumo de produtos, tipos de indústria de
alimentos, vantagens da industrialização de alimentos, fase de processamento.

UNIDADE II: Agricultura brasileira: passado, presente e futuro, modernização e seus impactos,
legado da modernização (a situação nos anos 90), novas alternativas.

UNIDADE III: Produção de alimentos: o consumidor brasileiro de alimentos, modernização de


mercado, competição. Modernização Agroindustrial.

UNIDADE IV: Agroindústria Familiar: gerência, tecnologia de qualidade, comercialização.


MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA - AM.
CAMPUS MANAUS CENTRO

Comercialização de alimentos: exigência do mercado.

UNIDADE V: Processos agroindustriais: importância tecnológica, tipos, aplicação, processamento.


Embalagem utilizada na agroindústria: tipo, escolha, tecnologia e adequação. Higiene, limpeza e
sanitização na indústria de alimentos: fundamentos na agroindústria, qualidade do material na
superfície de contato com os alimentos, agentes químicos, tecnologia de limpeza, operações de
sanitização.

UNIDADE VI: Controle de Qualidade na agroindústria: controle na escolha da matéria-prima,


aceitação do produto, interesse do produtor, controle. Planejamento agroindustrial: caracterização,
organização e planejamento.

UNIDADE VII: Agroindústrias regionais: estudo de caso das principais agroindústrias existentes na
região de Manaus e Municípios.

5. METODOLOGIA
Aulas Teóricas
Serão utilizados os seguintes princípios e procedimentos metodológicos:
Dialogicidade: aula teórica expositiva dialogada, com participação dos alunos para esclarecer
dúvidas e fazer a relação dos conteúdos da gestão da qualidade.
Atividades em grupo e individual para o desenvolvimento de exercícios e trabalhos.
Serão utilizados como recursos pedagógicos nas aulas teóricas o quadro escolar, data show,
trabalhos dirigidos em grupo, discussão e interpretação de artigos científicos.
Aulas de Laboratório
A proposta da ementa prevê visitas técnicas, não sendo utilizado laboratório.
Visita Técnica/Campo
Meliponário da UFAM;
Setor de Avicultura da UFAM;
Plantios da Embrapa (Estrada AM-010);
Fazenda Experimental da Universidade Federal do Amazonas (Km-38 / BR-174).

Seminário
Apresentação de seminários pelos discentes sobre temas propostos:
TEMA 1: Origem, produção e comercialização do Tucumã em Feiras da Cidade de Manaus.
TEMA 2: Origem, produção e comercialização do Açaí em Feiras da Cidade de Manaus.
TEMA 3: Origem, produção e comercialização de óleos em Feiras da Cidade de Manaus.

6. AVALIAÇÃO
Instrumentos
 Avaliações individuais;
 Apresentação de Seminário;
 Estudos de casos aplicados.
 Relatório de Campo: Proveniente das Atividades de Visita Técnica.
Critérios
 Provas individuais (NP) (Valendo de 0 a 10)
 Apresentação de Seminário (AS) (Valendo de 0 a 5 o trabalho escrito e de 0 a 5,0 a defesa
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA - AM.
CAMPUS MANAUS CENTRO

oral totalizando 10,0 pts)


 Critérios de Avaliação do Seminário: Clareza de ideias; Coerência e coesão das ideias
apresentadas; Domínio do Tema; Cumprimento de Prazos; Metodologia Utilizada.
 Relatório de Campo e Atividades de sala de aula (RC) (Valendo de 0 a 10);

Média Final: MF = (NP + AS + EC+RC) / 4

7. BIBLIOGRAFIA
Básica:
 BATALHA, Mario Otávio. Gestão Agroindustrial V 2 – GEPAI, ATLAS, 2009.
 EHLERS, E. Agricultura Sustentável: origens e perspectivas de um novo paradigma. São
Paulo: Livros da Terra, 1996. 179p.
 SILVA, C. A. B.; FERNANDES, A. R. Projetos de Empreendimentos Agroindustriais - Produtos
de Origem Vegetal - Vol. 2, 1ª edição, UFV, 2005.

Complementar:
 GLIESSMAN, S. R. Agroecologia: processos ecológicos em agricultura sustentável. Porto
Alegre: UFRGS, 2005.
 EVANGELISTA, J. Tecnologia de alimentos. São Paulo: Atheneu, 2005.
 GUANZIROLI, Carlos Enrique; BUAINAIN, Antônio Marcio; SOUSA FILHO, Hildo Meirelles de.
Metodologia para Estudo das Relações de Mercado em Sistemas Agroindustriais.
Instituto Interamericano de Cooperação para Agricultura - IICA, 2007. Em:
http://www.iica.int/Esp/regiones/sur/brasil/Publicaoes%20Pas/B0666P.pdf.
 ORDONEZ, J. A. Tecnologia de Alimentos: componentes dos alimentos e processos. Porto
Alegre: Artmed, 2005.

8. Cronograma
N⁰ Data Conteúdo Recurso Didático
27/07. Apresentação da ementa da disciplina e bibliografias Projetor multimídia e
12 03, 10, 17/08. básicas. Distribuição de temas de seminários. Quadro branco.
UNIDADE I: Agroindústria no Brasil e no Mundo.
13 24 e 31/08. UNIDADE II e III. Projetor multimídia e
14/09. Quadro branco
11/09 (visita)
15 21 e 28/09. UNIDADE IV e V. Projetor multimídia e
05, 19 e 26/10. Quadro branco
18 09, 16, 23 e 30/11. UNIDADE VI e VII. Projetor multimídia e
13/11 (visita) Quadro branco
3 07/12 Prova Final Sala de aula
61 Carga Horária Total
*Tempo padrão de 3h/aula. Visita Técnica tempo padrão de 4h/aula.
Manaus, 22 de agosto de 2018.

_______________________ ______________________ _______________________


Chefe do departamento Pedagogo (a) Professor