Você está na página 1de 6

Prova de Trabalho e Energia – ITA

1 - (ITA-12) Acredita-se que a colisão de um grande comprimento de onda  = 6,80 x 10-7m. Considere que
asteróide com a Terra tenha causado a extinção dos a formação de glicose (C6H12O6) por este processo de
dinossauros. Para se ter uma idéia de um impacto dessa fotossíntese é descrita, de forma simplificada, pela
ordem, considere um asteróide esférico de ferro, com 2 reação:
km de diâmetro, que se encontra em repouso quase no 6CO2 + 6H2O → C6H12O6 + 6O2
infinito, estando sujeito somente à ação da gravidade Sabendo-se que a energia total necessária para que
terrestre. Desprezando as forças de atrito atmosférico, uma molécula de CO2 reaja é de 2,34 x 10-18 J o numero
assinale a opção que expressa a energia liberada no de fótons que deve ser absorvido para formar 1 mol de
impacto, medida em número aproximado de bombas glicose é
de hidrogênio de 10 megatons de TNT. A) 8. B) 24. C) 48. D) 120. E) 240.
a) 1 b) 10 c) 500 d) 50.000 e) 1.000.000
5 - (ITA-08) Um elétron e um pósitron, de massa m =
2 - (ITA-10) A temperatura para a qual a velocidade 9,11 x 10-31 kg, cada qual com energia cinética de 1,20
associada à energia cinética média de uma molécula de MeV e mesma quantidade de movimento, colidem
nitrogênio; N2, é igual à velocidade de escape desta entre si em sentidos opostos. Neste processo colisional
molécula da superfície da Terra é de, as partículas aniquilam-se, produzindo dois fótons 1 e
aproximadamente, 2. Sendo dados: constante de Planck h = 6,63 x 10-34J.s;
A) 1,4 x 105 K. B) 1,4 x 108 K. velocidade da luz c = 3,00 x 108 m/s; 1 eV = 1,6 x 10-19 J;
C) 7,0 x 1027 K. D) 7 9 x 104 K E) 8,4 x 1028 K. 1 femtometro = 1 fm = 1 x 10-15 m, indique os
respectivos valores de energia E e do comprimento de
3 - (ITA-10) Uma máquina térmica opera segundo o onda dos fótons.
ciclo JKLMJ mostrado no diagrama T-S da figura. Pode- A) E=1,20 MeV;  = 2435 fm
se afirmar que B) E =1,20 MeV;  = 1035 fm
C) E =1,71 MeV;  =726 fm
D) E = 1,46 MeV;  = 0,28 x 10-2 fm
E) E = 1,71 MeV;  = 559 fm

6 - (ITA-06) Sejam o recipiente (1), contendo 1 mol de


H2 (massa molecular M = 2) e o recipiente (2) contendo
1 mol de He (massa atômica M = 4) ocupando o mesmo
volume, ambos mantidos a mesma pressão. Assinale a
alternativa correta:
a) A temperatura do gás no recipiente 1 é menor que a
A) o processo JK corresponde a uma compressão temperatura do gás no recipiente 2.
isotérmica. b) A temperatura do gás no recipiente 1 é maior que a
B) o trabalho realizado pela máquina em um ciclo é temperatura do gás no recipiente 2.
W=(T2-T1)(S2-S1). c) A energia cinética média por molécula do recipiente 1
T2 é maior que a do recipiente 2.
C) o rendimento da máquina é dado por  = 1- . d) O valor médio da velocidade das moléculas no
T1
recipiente 1 é menor que o valor médio da velocidade
D) durante o processo LM uma quantidade de calor QLM das moléculas no recipiente 2.
= T1(S2 – S1) é absorvida pelo sistema. e) O valor médio da velocidade das moléculas no
E) outra máquina térmica que opere entre T2 e T1 recipiente 1 é maior que o valor médio da velocidade
poderia eventualmente possuir um rendimento maior das moléculas no recipiente 2.
que a desta.
7 - (ITA-04) Num experimento que usa o efeito
4 - (ITA-10) No processo de fotossíntese, as moléculas fotoelétrico, ilumina-se sucessivamente a superfície de
de clorofila do tipo o, nas plantas verdes apresentam um metal com luz de dois comprimentos de onda
um pico de absorção da radiação eletromagnética no
diferentes, 1 e 2, respectivamente. Sabe-se que as

1
velocidades máximas dos fotoelétrons emitidos são, marcar a hora certa em um bonito dia de verão de 20
respectivamente, v1 e v2, em que v1 = 2v2. Designando C °C. Em um dos menos agradáveis dias do inverno, com a
a velocidade da luz no vácuo, e h constante de Planck, temperatura a – 40 °C, o relógio:
pode-se, então, afirmar que a função trabalho  do a) adianta 52 s por dia. b) adianta 26 s por dia.
metal é dada por: c) atrasa 13 s por dia. d) atrasa 26 s por dia.
a)
21   2 hC c)
 2  41 hC e) 21   21hC e) atrasa 52 s por dia.
1 2  31 2  31 2 
b)
 2  21 hC
d)
41   2 hC 11 - (ITA-94) Na figura, o objeto de massa m quando
1 2  31 2  lançado horizontalmente do ponto A com velocidade Va
atinge o ponto B após percorrer quaisquer dos três
8 - (ITA-02) Um corpo de massa M, mostrado na figura, caminhos contidos num plano vertical (ACEB, ACDEB,
é preso a um fio leve, inextensível, que passa através de ACGFEB). Sendo g a aceleração gravitacional e  o
um orifício central de uma mesa lisa. Considere que coeficiente de atrito em qualquer trecho; T1, T2, T3 e
inicialmente o corpo se move ao longo de uma Vb1, Vb2, Vb3 os trabalhos realizados pela força de atrito
circunferência, sem atrito. O fio é, então, puxado para e as velocidades no ponto B, correspondentes aos

baixo, aplicando-se uma força F , constante, a sua caminhos 1, 2, e 3 respectivamente podemos afirmar
extremidade livre. Podemos afirmar que: que:
a) T1 < T2 < T3 e Vb1 > Vb2 > Vb3
b) T1 < T2 <T3 e Vb1 = Vb2 = Vb3
c) T1 = T2 = T3 e Vb1 > Vb2 > Vb3
d) T1 > T2 >T3 e Vb1 < Vb2 < Vb3
e) T1 = T2 = T3 e Vb1 = Vb2 = Vb3

12 - (ITA-93) Suponha uma partícula que se move sob


ação de uma força conservativa. A variação da energia
potencial (Ep) com respeito ao tempo (t) é mostrada na
figura a seguir. Qual dos gráficos seguintes pode
apresentar a energia cinética da partícula?
a) O corpo permanecerá ao longo da mesma Ep(J)
circunferência.
 2
b) A força F não realiza trabalho, pois é perpendicular à
trajetória.
 1
c) A potência instantânea de F é nula. t(s)

d) O trabalho de F é igual à variação da energia cinética 0
1 2 3 4
do corpo.
e) O corpo descreverá uma trajetória elíptica sobre a
mesa. Ec(J)

a)
9 - (ITA-01) Uma bola cai, a partir do repouso, de uma 2
altura h, perdendo parte de sua energia ao colidir com o
1
solo. Assim, a cada colisão sua energia decresce de um
t(s)
fator k. Sabemos que após 4 choques com o solo, a bola 0 1 2 3 4
repica até uma altura de 0,64 h. Nestas condições, o
valor do fator k é
2 5  Ec(J)
 9    4 3 5
a)   b) c)   d)   e) b)
 10   5  5 4 8
  2

1
10 - (ITA-98) Um relógio de pêndulo simples é montado
no pátio de um laboratório em Novosibirsk na Sibéria, 0
t(s)
utilizando um fio de suspensão de coeficiente de 1 2 3 4

dilatação 1 x 10-5 °C-1 . O pêndulo é calibrado para

2
Desprezada a resistência do ar, o trabalho realizado
Ec(J)
pela força da gravidade (W g) entre y 1 e y 2 e o
1 deslocamento ( y 2 - y 1) são respectivamente :
c) 2 3 4
Wg ( J ) Y2 - Y1 (m)
0
1
t(s)
A) 6,1 6,0
B) -6,0 5,9.10-1
-1
C) 1,0 6,1.10-1
Ec(J) D) -1,0 1,0.10-1
E) -6,0 6,1.10-1
1 2 3 4
d) 0 t(s)
16 - (ITA-89) O gráfico abaixo representa um ciclo de
-1 um sistema termodinâmico hipotético, num diagrama
-2
pressão versus volume. O trabalho produzido por esse
gás é aproximadamente :

e) Mais de um gráfico mostrado anteriormente pode A ) 6,0.10 -5 J


apresentar a energia cinética da partícula.
B ) 9,0.10 -5 J
o
13 - (ITA-92) Na questão n 1:
a) Calcule o trabalho W realizado pela força F para fazer C ) 3,0.10 -6 J
subir lentamente (v = 0) a massa M em termos da
variação da energia potencial de M, desde a posição em D ) 9,0.10 -6 J
que o fio está na vertical até a situação indicada no
desenho. E ) 6,0.10 -6 J
b) Verifique se é possível calcular esse trabalho como o
produto de F, já calculada, pelo deslocamento d. (Na
resolução do problema justifique a resposta b.) 17 - (ITA-88) Um fio de comprimento L = 1,0 m tem
a) b) a) b) fixo em uma das extremidades, um corpo de massa m =
a) 0,29 MgL Não. b) 0,13 MgL Sim. 2,0 kg, enquanto que a outra extremidade acha-se
c) 0,50 MgL Não. d) 0,13 MgL Não. presa no ponto 0 de um plano inclinado, como mostra a
e) 0,29 MgL Sim. figura. O plano inclinado forma um ângulo  = 300
com o plano horizontal. O coeficiente de atrito entre o
14 - (ITA-89) Uma partícula de massa m presa a um corpo e a superfície do plano inclinado é  = 0,25 .
bastante de comprimento L, é mantida em rotação num Inicialmente, o corpo é colocado no posição A, em que
plano vertical. Qual deve ser a menor velocidade o fio está completamente esticado e paralelo ao plano
tangencial da pedra no topo da trajetória ( v m ) para horizontal. Em seguida abandona-se o corpo com
que o barbante ainda se mantenha esticado ? Qual será velocidade inicial nula. Calcular a energia dissipada por
a tensão (T) no barbante quando a pedra estiver no atrito, correspondente ao arco AB, sendo B a posição
ponto mais baixo da trajetória ? mais baixa que o corpo pode atingir g = 10 m / s2 .
vm T
A) gL 6 mg
B) gL mg
2
C) gL 2 mg
D) 2 gL 2 mg
E) gL 0

15 - (ITA-89) Um objeto de massa m = 1,0 kg é lançado


de baixo para cima, na vertical, com velocidade v0 . Ao
passar por uma posição y 1 ele está com velocidade v1 =
( ) A. 6,8 J ( ) B. 4,3 J ( ) C. 3,1 J
4,0 m/s e numa posição y 2 sua velocidade é v2 = 2,0 ( ) D. 10,0 J ( ) E. 16,8 J
m/s .

3
19 - (ITA-88) Uma foca de 30 kg sobre um trenó de 5 kg, o trabalho da reação da pista ao longo dessa trajetória
com uma velocidade inicial de 4,0 m/s inicia a descida CAB, podemos afirmar, a respeito de h, T1 e T2 que:
de uma montanha de 60 m de comprimento e 12 m de
altura, atingindo a parte mais baixa da montanha com a
velocidade de 10,0 m/s. A energia mecânica que é
transformada em calor será:
(Considere g = 10 m/s2 )

( ) A. h = 5R/2 ; T1 e T2 só podem ser calculados


conhecendo-se a forma detalhada da pista.
( ) A. 8.400 J ( ) B. 4.200 J ( ) B. h = 5R/2 ; T1 = mg R/2 ; T2 só pode ser calculado
( ) C. 2.730 J ( ) D. 1.470 J conhecendo-se a forma detalhada da pista.
( ) E. Impossível de se determinar sem o ( ) C. h = 3R/2 ; T1 = -mg R/2 ; T2 = 0
conhecimento do coeficiente de atrito cinético entre o ( ) D. h = 5R/2 ; T1 = mg R/2 ; T2 = 0
trenó e a superfície da montanha. ( ) E. h = 3R/2 ; T1 = mg R/2 ; T2 = -mg R/2

20 - (ITA-88) Dois baldes cilíndricos idênticos, com as 22 - (ITA-87) Um motor a explosão tem potência de 50
suas bases apoiadas na mesma superfície plana, contém kW e recebe, por hora, através da combustão da
água até as alturas h1 e h2 , respectivamente. A gasolina, 2,1 x 106 kJ. Seu rendimento e a potência
área de cada base é A. Faz-se a conexão entre as bases dissipada por ele são respectivamente:
dos dois baldes com o auxílio de um fina mangueira. ( ) A. 8,2% e 5,80 x 102 kW
Denotando a aceleração da gravidade por q e a massa ( ) B. 9,4% e 50 kW
específica da água por  , o trabalho realizado pela ( ) C. 8,6% e 5,3 x 102 kW
gravidade no processo de equalização dos níveis será : ( ) D. 9,4% e 5,3 x 102
( ) E. 91% e 50 kW

23 - (ITA-86) Um automóvel de massa m = 500 kg é


acelerado uniformemente a partir do repouso até uma
velocidade v 0 = 40 m.s -1 em t 0 = 10 segundos. A
potência desenvolvida por este automóvel ao
completar estes 10 primeiros segundos será :
A ) 160 kW D ) 20 kW
B ) 80 kW E ) 3 kW
( ) A. pAg h 1 – h 2 /4 C ) 40 kW
( ) B. pAg h 1 – h 2 /2
( ) C. nulo. 24 - (ITA-85) Uma queda d’água escoa 120 m 3 de água
( ) D. pAg h 1 + h 2 /4 por minuto e tem 10,0 m de altura. A massa específica
da água é de 1,00 g/cm 3 e a aceleração da gravidade é
( ) E. pAg h 1 + h 2 /2
de 9,81 m/s 2. A potência mecânica da queda d’água é :
A ) 2,00 W B ) 235 x 10 5 W
21 - (ITA-87) A figura representa uma pista sem atrito C ) 196 kW D ) 3,13 x 10 3 N
cuja secção vertical forma, a partir do ponto mais baixo 2
E ) 1,96 x 10 W
A, uma semi-circunferência de raio R. Um objeto de
massa m é abandonado a partir de uma altura h que é a 25 - (ITA-85) Três blocos B 1 , B 2 , B 1 de mármore, de
mínima que ainda lhe permite atingir o ponto B situado mesma massa específica  e mesma área de secção
na vertical de A Sendo T1 o trabalho da força peso e T2 transversal A têm alturas respectivamente iguais a h 1 ,
h 2 e h 3 , sendo h 1 > h 2 > h 3. Eles estão inicialmente no

4
solo horizontal, repousando sobre suas bases. Em
seguida são empilhados, formando uma coluna de
altura h = h 1 + h 2 + h 3. A aceleração da gravidade é g.
Quanto ao trabalho realizado na operação de
empilhamento podemos afirmar que :
A ) é nulo, porque a força peso é conservativa.
B ) é máximo se o bloco B 1 for colocado no alto, o
bloco B 2 no meio e o bloco B 3 embaixo.
C ) é mínimo se o bloco B 3 estiver em cima, o bloco B 1
no meio e o bloco B 2 embaixo.
pgA 2
D ) é igual a h – h21 + h22 + h23
2
2
E ) é igual a pgA h

26 - (ITA-83) Na questão anterior, a energia cinética do


1 2
elétron m v ao atingir a placa deve ser igual a:
2
2
1 2 L
(A) m v0 1 + 2
2 d
1 2 1
(B) m v0 + q V
2 2
1 L 1 2
(C) qV +1 (D) m v0 + q V
2 d 2
(E) qV

5
GABARITO

1 D
2 A
3 B
4 C
5 C
6 E
7 D
8 D
9 B
10 B
11 E
12 B
13 D
14 A
15 E
16 E
17 A
18 C
19 C
20 SR
21 D
22 C
23 B
24 C
25 D
26 B