Você está na página 1de 5

Níveis de piso em planta e corte

Muitas pessoas tem dúvidas na hora de atribuir um nível a um pavimento no projeto.


Onde fica o nível 0.00? Como eu começo a definir os níveis? Por que temos níveis
positivos e negativos? Neste artigo veremos algumas respostas a essas perguntas.

Primeiramente precisamos entender o que são os níveis. Os níveis são representações em


planta e corte que indicam a que altura está um determinado pavimento de uma
edificação. São representados de forma diferente em planta e corte, conforme podemos
ver na figura:

Definição dos níveis

Mas como começamos a definir os níveis? Bom, para isso precisamos começar
definindo qual é o nível 0.00, ou seja, de onde estamos começando a contar os desviveis
da edificação. A maioria dos profissionais adota que o nível 0.00 começa no pavimento
térreo da construção. Com isso, todos os desníveis acima do pavimento térreo serão
positivos e todos os desníveis abaixo do pavimento térreo serão negativos.
Então se temos, por exemplo, uma construção com dois pavimentos, o pavimento térreo
terá o nível 0.00 e o pavimento superior terá o nível do pé direito projetado (distância
do piso até o teto) mais a espessura da laje. Resumindo, o nível marca a altura de piso
a piso.

Pode acontecer também de o profissional definir que o nível do terreno é o nível 0.00 e
neste caso o nível da edificação começa a contar a partir do piso do pavimento térreo,
com a espessura da laje, veja na imagem.
Mudanças de nível

Dentro da construção podemos ter rebaixos nos pisos do banheiro, varandas e áreas
molhadas. Neste caso, temos que indicar em planta e corte esta diferença de nível. Se,
por exemplo, temos um banheiro no pavimento térreo e temos um rebaixo de piso na
área do box, para que não escape a água, então teremos neste ponto um nível
negativo. Veja como funciona a indicação de um desnível de 5cm no box de um banheiro
no pavimento térreo:
Já se tivermos o mesmo desnível no pavimento superior, temos que descontar do nível do
piso os 5cm da área do box, observe:

Um desnível também pode ser positivo dentro de um mesmo pavimento. Podemos ter
níveis diferentes dependendo do cômodo da edificação, com apenas alguns degraus. Isso
ocorre quando aproveitamos os desníveis de terreno para evitarmos tantos cortes e aterros.
Desta forma a edificação também ganha mais volumetria.

Níveis em mais de dois pavimentos


Quando trabalhamos com casas de mais de dois pavimentos ou projetos de edifícios,
precisamos colocar os níveis em todos os pavimentos. Sendo assim, seguimos a mesma
regra adotada para a edificação de dois pisos: altura do pé direito mais a laje, ou seja,
altura de piso a piso. No entanto a altura do terceiro pavimento não é marcada em relação
ao segundo pavimento, mas sim em relação ao térreo. Esta é mais uma regrinha de ouro
da definição de pisos. Uma vez definido qual é o ponto 0.00, todos os demais níveis serão
marcados em relação a ele. Assim, o nível do terceiro, quarto, quinto e demais pavimentos
sempre se referem ao nível 0.00 do térreo. Veja o exemplo:

Se temos a altura de piso a piso do primeiro pavimento de 2,80m, então, no térreo


marcamos o nível 0.00, no primeiro pavimento marcamos o nível 2.80, no segundo
pavimento somamos a altura e marcamos 5.60 e assim por diante. Os desníveis serão
sempre positivos em relação ao térreo. No caso de edifícios, apenas os rebaixos negativos
do térreo e os pavimentos de subsolo é que terão o sinal de menos na frente da indicação
de nível.

É importante sempre fazermos a marcação dos níveis em planta e também em corte.


Assim fica mais fácil identificarmos em que ponto da edificação estamos trabalhando.

Gostou? Então acesse nosso curso de AutoCAD clicando em Home e aprenda como
utilizar as ferramentas deste software para criar projetos arquitetônicos com todos os
detalhes.

Você também pode gostar