Você está na página 1de 128

NA SALA DE AULA

------------...--::;
5ºANO
ENSINO
FUNDAMENTAL

.. · .LÍNGUA
PORTUGUESA
----
'---

'-
'-
ATIVIDADE
'-

'--
NA SALA DE AULA
'--

'-

'-

\.....
,
'-

'- LI NGUA PORTUGUESA


'--

\._

'--

'-

'-- ADSON VASCONCELOS


'-
'--

'-
5º ano
Ensino fundamental
----
\.._

\,_

'--

'---
WEDITORA
'--
RIDEEL
Quem tem Rideel tem mais.
'-
'-
\...
--
EXPEDIENTE

PRESIDENTE E EDITOR

DIRETORA EDITORIAL

EDITORA-ASSISTENTE
ltalo Amadio
Katia F. Amadio
Ana Paula Ribeiro
-
A SSISTENTES EDITORIAIS Larissa Wostog Ono
Paloma Barbosa
Renata Aoto
REv1sÃo

PROJETO GRÁFICO

D1AGRAMAÇÃO
Bianca Rocha
Tarsila Marchetti
Sergio A. Pereira
Estúdio Tema
-
ILUSTRAÇÃO Eli Leon
lcoNoGRAFIA Jaqueline Spezia

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)


Angélica llacqua CRB-8/7057

Vasconcelos, Adson
Coleção atividade na sala de aula 5° ano / Adson Vasconcelos. São
Paulo : Editora Rideel Lida., 2012.
5v.

ISBN 978-85-339-2404-8 r,1.1 Língua portuguesa)


ISBN 978-85-339-2405-5 0/.2 Matemática)
ISBN 978-85-339-2406-2 r,1.3 História)
ISBN 978-85-339-2407-9 0/.4 Geografia)
ISBN 978-85-339-2408-6 0/.5 Ciências)
ISBN 978-85-339-3466-5 (Obra completa)

1. Ensino fundamental - Apoio pedagógico 2. Língua portuguesa


(Ensino fundamental) 3. Matemática (Ensino fundamental)
4. História (Ensino fundamental) 5. Geografia (Ensino
fundamental) 6. Ciências naturais (Ensino fundamental) 1. Título

12-0456 coo 372.2

Índices para catálogo sistemático:


1. Ensino fundamental - Apoio pedagógico

© 2017 - Todos os direitos reservados à

fi]EDITORA
-RIDEEL
Av. Casa Verde, 455 - Casa Verde
CEP 02519-000 - São Paulo - SP
e-mail: sac@rideel.com.br
www.editorarideel.com.br

Proibida a reprodução total ou parcial desta obra, por qualquer meio ou processo, especialmente gráfico, fotográfico, fonográfico, videográfico,
internet. Essas proibições aplicam-se também às características de editoração da obra. A violação dos direitos autorais é punível como crime
(art. 184 e parágrafos, do Código Penal), com pena de prisão e multa, conjuntamente com busca e apreensão e indenizações diversas (artigos
102, 103, parágrafo único, 104, 105, 106 e 107, incisos 1, li e Ili, da Lei n• 9.610, de 19-2-1998, Lei dos Direitos Autorais).

911131210
O9 1 7
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

---- --- --- -- ------ ------------- - -


\..

APRESENTAÇÃO
A coleção Atividade na sala de aula 5º- ano representa um instrumento fundamental
de apoio à atuação pedagógica, um suporte de conhecimentos e métodos para o ensino,
contendo variados recursos que atendem não somente às necessidades diárias do(a)
professor(a), mas também levam em conta as características de desenvolvimento
escolar dos alunos dos anos iniciais do ensino fundamental.

Constituída de cinco volumes destinados a alunos do quinto ano do ensino


fundamental, a coleção visa, por meio de suas atividades didáticas, assegurar ao
aprendiz acesso de qualidade ao universo da escrita e inserção nas práticas da cultura
letrada, respeitando e acolhendo, sempre que possível, seus conhecimentos prévios
e suas experiências não escolares, num processo de produção e de reprodução de
conhecimentos.

As atividades desenvolvidas neste volume de Língua Portuguesa têm como foco o


aprendiz e foram elaboradas com o objetivo de desenvolver nos alunos habilidades e
competências necessárias à sistematização do processo de alfabetização I inguística,
'- bem como reconhecimento, convivência e familiarização das práticas sociais de
leitura e produção de textos, visando à construção inicial da ideia de funções sociais
da escrita e à ampliação do nível de letramento.

O desenvolvimento das pesquisas linguísticas tem revelado, cada vez mais,


que o ato de ler - em todas as áreas do conhecimento humano - é um processo
abrangente e complexo de compreensão do mundo e da ação humana.

Nessa perspectiva, o(a) professor(a) das séries iniciais do ensino fundamental


tem a relevante missão de auxiliar os alunos a atingir níveis mais profundos de
letramento, perseguindo o objetivo de que, gradativamente, o aprendiz se torne um
leitor competente e se insira criticamente no mundo letrado, dando os passos iniciais
para o exercício da cidadania.
'---

Entre outros objetivos, as atividades deste volume têm a finalidade de levar os


alunos a decodificar a escrita; dominar a escrita alfabética; desenvolver a capacidade
proficiente de ler e escrever; ler com autonomia textos apropriados ao ciclo escolar em
que estão inseridos; ampliar o vocabulário; desenvolver habilidades de interpretação
e compreensão de texto; construir e reconstruir os sentido de um texto; aprofundar
.
, ... - '
'\ 3 \I
' . _... ,
1 1

\..
NOME: - - - - - - - - - - - - - - - - - - - DATA:_!_!_

---------- -- ----- ------ ---


a inserção do aprendiz no mundo da escrita; valorizar a leitura como fonte de
informação e prazer; propiciar a leitura de variados textos ; identificar a escolha e -
uso de certos elementos gramaticais em um texto; desenvolver progressivamente o
nível de letramento; expandir o uso da linguagem, produzir textos coesos e coerentes;
auxiliar na percepção de palavras que geram dificuldades ortográficas, tais como: mal
e mau, onde e aonde, sessão e seção etc. As atividades também têm como finalidade
a percepção do aprendiz em relação aos recursos do sistema de pontuação, a fim
de organizar o texto em frases e períodos, bem como produzir sentido por meio da
pontuação; adquirir, ampliar e construir conhecimentos gramaticais; adquirir noção
de categorias de palavras, perceber a construção de sentidos dos textos a partir de
elemen tos gramat icais, escolha de palavras; sistematizar conhecimentos e socializar-
-se por meio de produção escrita.

Conforme os Parâmetros Curriculares Nacionais, a expectativa no segundo ciclo


é de que os alunos tenham um desempenho mais autônomo em relação àqueles
conteúd os que já vinham sendo trabalhados sistematicamente no ciclo anterior. Nesse
sentido, neste volume são retomados e sistematizados alguns conteúdos do ciclo
anterior, bem como são apresentados conteúdos novos, visando não apenas apresentar
assu ntos mais complexos, mas também ampliar as possibilidades cognitivas,
desenvolvendo novas habilidades e competências em relação ao uso e reflexão sobre a
1íngua materna. -
A disposição das atividades apresentadas nesta obra é apenas sugestiva. Não
há uma ordem específica para sua aplicação. Embora apresentem uma sequência
clássica de conteúdos e também de crescente gradação, elas podem ser usadas a
qualquer momento desta etapa escolar, como atividade em sala, exercícios de fixação,
instrume nto de avaliação, lição de casa, reforço escolar, atividades de recuperação
etc. Cabe a você, educador(a), avaliar o momento mais oportuno de aplicá-las,
levando em consideração a realidade e os conhecimentos prévios de seus alunos, bem
como suas necessidades e demandas em sala de aula.

Desejamos que os livros desta coleção sejam ferramentas primorosas em sua


-
desafiante ação pedagógica diária, fontes de recursos propícios a favorecer, auxiliar e
valorizar a sua nobre e digna atuação como educador(a) .

, . -. '
1' 4 \1
\ ' . _. , '
NOME:--------,-------------- DATA:_/_/_

--- ----- -- ---- ------- -------


,
SUMARIO

GRAMÁTICA
Formando substantivo ................. ... ............. 7 Reconhecendo verbos ...... ... ........ ...... ........ 33
Flexão do substantivo .. .. ............. ... .............. 8 Os tempos verbais ....... .. ............ .... ............ 34
Flexionando o substantivo .. .... .... .. ....... .... .. . 10 Verbos no infinitivo ............... ...... .......... ... .. 36
Explorando as flexões do substantivo ......... 12 Trabalhando com verbos .. ...... .... ...... ..... ..... 37
Substantivos coletivos ......... ..... ... ...... .... .. ... 14 Conjugando verbos (l a conjugação) ........... 38
Artigos .. ....... ....... .................... .. ..... ....... .. ... 15 Conjugando verbos (2ª conjugação) ... ........ 39
Locuções adjetivas .. ... ...... .... ... .. ....... ... ....... 16 Conjugando verbos (3ª conjugação) ....... .... 40
Adjetivos pátrios ........... .. .......... .. ............... 18 Os sentidos dos verbos ... ............... ....... ... ..41
Flexionando o adjetivo .... .. ... ..... .. .. ........ ... .. 21 Classificando o advérbio ... ... .... .. ... ........ ... .. 43
Flexões do adjetivo ... .. ......... .. ... .. .. ............. 22 Explorando o advérbio ............. .... ............. .44
Numera l ................... .. ...... ... .. ......... .... .. .... . 23 O advérbio modifica outra palavra ...... ..... ... 45
Trabalhando com numerais .......... ... .. ........ 24 Trabalhando com advérbios ....................... 46
Flexão dos numerais ...... ...... ... .... .... ... .. ...... 25 As preposições .......... ........... .... .... ...... ....... 47
'--
Praticando com numerais .......... ................ 26 Preposição e sentido ........... ...................... 48
Identificando pronomes ..... ... ....... ....... ..... .. 27 Contração e combinação ... ............... ... .... .. 50
Reconhecendo pronomes ..... ... .. ........ ..... ... 28 1nterjeição .... ..... .. ... .... ....... ... .. .. .. ... ........ .. .. 52
Trabalhando com pronomes .... .................. 30 Onomatopeias ................ ....... ................ ... . 54
Cruzadinha dos pronomes oblíquos ..... .. .. .. 32 Regionalismos ......... .... ..... ....... .. ........ .. ...... 56
'--

ORTOGRAFIA
As palavras há, a .... .... ...... ..... ......... .... ....... 58 Meio ou meia? .......... .. ........ ..... .. ......... ....... 70
Há ou a? .... ...... .. ..... ... ........ ... .... ................. 59 Trás , traz , atrás, de trás, detrás ..... ...... ....... 72
Onde ou aonde? ...... .. ....... .............. ...... ...... 60 Sessão, seção, cessão ........... .. .. ... ... .... .. .... 7 4
Mal ou mau? ... ....... ...... ...... ..... ....... .. .......... 61 Pontuando ............. ... .. ............. .......... ....... . 75

'-- Má , más, mas, mais ............ ....... ..... ... .. ... .. 62 Usando a vírgula .......... ...... ..... ........ .. ......... 76
Houve, ouve, aja e haja .. ............... ... ...... .. . 63 Refletindo sobre a pontuação ..................... 77
Por que, porque .. .......... ... .. ............. ... ...... . 64 Acentuação gráfica .............. ................... ... 79
Obrigado, mesmo, próprio, grato .... ......... .. . 66 Acentu ando ..... .......... ... ... ......... ... .. ..... ... .... 80
'-- Afim , afins, a fim de .... ...... ............... .... ..... 68 Treino ortográfico ... .............................. ... ... 81

. -.
,, 5 ' \
1 1
\
' . _. , I
- --------- ---- ------ ---- ----
LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO
Romance: Oliver Twist, Charles Dickens ..... 84 Fábula: A gralha e as pombas, Esopo ... .. .. 111
Poema: lsmália, Alph onsus de Guimaraens .. 91 Lenda indígena : Lenda da erva-mate ..... .. 114
Romance: O seminarista, Bernardo Conto popular: Sopa de pedras, Adson
Guimarães ...... .. ....... .... ...... ....... ... .. ..... ... .... 97 Vasconcelos ....... .. .......... ... .. ..... .. ...... ...... .. 118
Conto: Marco Apolino e Marco Polo,
Isabel Vieira .... ..... .. ...... ........... .. .. ... ...... .. . 104

PRODUÇÃO DE TEXTO
Resenha de livro .. ....... ..... ... ........... .. ..... .. ... 90 Fábula : coletando e contando uma fábula .. 113
Poema : As flores, Olavo Bilac .. .. ....... ... .. .... 95 Lenda indígena: coletando uma lenda
Carta pessoa l e envelope .. .. ....... ..... ........ . 102 indígena ... ... .. .. ... ... ... ..... .. .. ... ......... .. .... .... . 117
Biografia .. .. .... ... ......... ........... .. ... .... .... ...... 110 Conto popular: Pedro Malasartes ..... ........ 120

RESPOSTAS DAS ATIVIDADES ................................................................ 121

. -. '
,
' 6 \
' . _. ,
1 1
\ I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_
---- ----- -- ---- --- ----------
FORMANDO SUBSTANTIVO

'- 1. Desembaralhe as letras e forme três substantivos que nomeiam


profissões.
·---
T E R V Á LAJ N O OP OI L

N I OE R 1 R S I TA G OS C

2. Use as sílabas do quadro e forme oito substantivos que nomeiam


brinquedos.

DO PA LA NE

'--- CA TA BAM ÃO
'-- TE PE BI CLE
CI Lt PI TINS
BO NO MI ~~)
'--- 3. Faça como no exemplo e localize substantivos próprios escondidos
dentro destes substantivos comuns.
'-
a) N@)NHO GnL f) CABELO
'--

'-- b) SERENATA g) ROSEIRAL


'---

'-- e) INSÔNIA h) PRIMAVERA


'---
d) CEVADA i) PELICANO
'-

'-
e) CANAVIAL j) CONVÊNIO
, ... - ... '
'-- I
1
7 \1
,I
' _...
\
...
NOME: - - - - - - - - - - - - - - - - - DATA:_!_!_ -
----------- --- ------- ------ --
FLEXÃO DO SUBSTANTIVO -
. 1
1. Grife todos os substantivos desta quadrinha.
Mandei fazer um palácio
com vinte e cinco janelas
pra morar uma mocinha -
que ando co m os olhos nela.
(Quadrinha popular)
......._

a) Complete a tabela com os substantivos retirados do texto.

Substantivo feminino singular

Substantivo feminino plural

Substantivo masculino singular

Substantivo masculino plural


......._

b) Circule no quadro acima o substantivo que está no diminutivo.

, 2. Forme o plura l destes substantivos. ......._

a) mar f) anzol
......._
b) degrau g) batom
c) coronel
d) chapéu
h) réptil
i) cruz -
e) barril j) troféu

3. Dê o plural destes substantivos.


a) capitão _ _ _ _ _ __ __ d) leão _ _ _ _ __ _ __ ......._

b) órgão _ _ _ _ _ _ _ __ e) tabelião _ _ _ _ _ _ __

c) charlatão _ _ __ _ _ __ f) limão _ _ _ _ _ _ _ __
. -..
/ 8 '\
,
1 1
\
' . -. ,I
NOME:------------____,,--- DATA:_/_/_

--- --- -- --- ---- ----------------·-----·


4. Circule o único substantivo que está no aumentativo.

sabão portão caldeirão lobão

5. Use substantivos para completar a tabela.

Macho Fêmea Filhote Coletivo


zangão

bode chi barrada

carneiro

cão cátulo, cãozinho

cavalo

'-- galo galinhame

porco

elefante

\..., 6. Como indicamos o gênero destas palavras?

cobra
~ ema girafa
~ o

borboleta

'-- 7. Dê o feminino dos substantivos a seguir.


a) padrinho _ _ _ _ _ _ _ __ d papai _ _ _ _ _ _ _ __

b) cavalheiro _ _ _ _ _ _ __ e) homem _ _ __ _ _ __

c) cavaleiro _ _ _ _ _ _ _ __ f) leão _ _ _ _ _ _ _ __ , . -. '


' q \
1 1
\
' . _. , '
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

------- --- ----- ---- ----- -


FLEXIONANDO O SUBSTANTIVO
--
1. Passe para o plural , no diminutivo.
--
a) anel d) balão _ _ __ _ __ _ _
b) farol _ _ _ _ _ _ __ _

c)cão _ __ _ _ _ __ __
e) papel _ _ _ _ _ _ _ __

f) elevador - -- - - -- - -
--
2. Circule a palavra que está no diminutivo. --
rai nha amarelinha folhinha florzinha

3. Marque a classificação correta de cada substantivo.


Masculino ou Comum ou Simples ou Concreto ou
Substantivo
feminino? próprio? composto? abstrato?
floresta

beija-flor

tristeza

Deu s

girassol
-
saci

4. Circu le o substantivo epiceno.

. -. '
, ator estudante menino borboleta vaca
: 1O \
\
' . _. ,
I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

------- --- --- ----- ---------


5. Classifique o substantivo uniforme, marcando um x na coluna correta.
Comum de dois
Substantivo Sobrecomum Epiceno
gêneros
jacaré

animal
'-
paciente

pianista

'-- formiga (/)


Q)
:g 1
u
~
indivíduo
'--

6. Dê o sentido destes substantivos.


a) o cabeça _ _ __ _ _ _ _ __ __ _ _ _ _ _ _ _ _ __

b) a cabeça _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ __ _

c) o caixa - - - - - - -- - - -- - - - - - - - - - - - - - -

d) a caixa - - - - - - - - -- -- - - -- - - - - - - - -- -
e) o rádio _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

f) a rádio _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ __ _

\...- g) o grama _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ __ _ _ _ __
\...-
h) a grama _ _ _ _ _ _ _ _ __ __ _ _ _ __ __ _ _ _

7. Indique se o substantivo é masculino ou feminino.


a) telefonema _ _ _ _ _ _ _ __
b) hélice _ _ _ _ _ __ _ __
c) cal _ _ _ _ _ __ _ _ __
d) guaraná _ _ _ _ _ __ _ __
e) gengibre _ _ _ __ _ _ __ _
a alfa ce
f) sentinela _ __ _ _ _ _ _ __ (use sempre no feminino)
\..,
.
, ... - '
'-- :\ 11 ~I
' . _... ,
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

-------- ---- --- --- ---- -----


EXPLORANDO AS FLEXÕES DO SUBSTANTIVO -
1. Na segunda coluna , indique se a palavra está no grau aumentativo ou
diminutivo. Na terceira coluna , apresente o grau normal.

Substantivo Aumentativo ou diminutivo? Grau normal


a) cabeçote

b) casebre

c) fogaréu

d) perneta

e) burri co

f) muralha

g) rapazola

h) pel ícula

i) boca rra

j) ilhota -
k) viela

1) fornalha --
m) casulo

n) flautim

o) bandeirola

p) maleta

q) febrícula

r) saleta

s) vareta
. -... '
, t) barcaça
: 12 ~
\
' ... _. ,
I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

--- --- --- --- ----- -----------·-·--·


2. Dê o feminino destes substantivos.
a) embaixador _ _ __ _ __ _ f) alemão _ _ _ __ _ __ _

b) judeu g) diácono _ _ _ _ _ _ __

c) profeta h) ator _ __ _ __ _ __

d) espião _ _ _ __ _ _ _ __ i) conde _ _ _ _ _ __ __

e) herói j) pastor _ _ _ _ _ _ __ _
'-

'-
3. Circule as palavras em que, no plural , o "o" tônico passa de fechado
a aberto.
estojo esforço esgoto bolso imposto
'-
rolo almoço repolho corpo globo

4. Circule os substantivos compostos da lista abaixo.


navio reflorestamento passatempo gordura

floreira cachorro-quente pincel roupa

5. Marque o plural de cada palavra.

a) beija-flor D beijas-flores D beijas-flor D beija-flores

b) tico-tico D ticos-ticos D ticos-tico D tico-ticos

e) sexta-feira D sextas-feiras D sextas-feira D sexta-feiras

'- 6. Forme substantivos compostos usando as palavras do quadro.

GUARDA FLOR BATE

SOL OBRA COMIDA

ROUPA CHUVA PRIMA

BOCA COUVE RECO . -...'


,
t 13 '~
\
' ... _. ,
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

---------- --- --- ------ -----


SUBSTANTIVOS COLETIVOS

1. Dê o substantivo coletivo de: -


peixes ovelhas
-
-
-
--
2. Complete as frases.
a) Penca é o substantivo coletivo de _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

b) Molho é o substantivo coletivo de - - - - - - - - - - - - -

c) Vara é o substantivo coletivo de _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

d) Atlas é o substantivo coletivo de _ _ _ _ __ __ _ _ _ __

e) Alfabeto é o substantivo coletivo de _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

f) Biblioteca é o substantivo coletivo de _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ -


' 3. Associe os substantivos coletivos correspondentes.

0 arquipélago 0 constelação

0 alameda 0 pinacoteca
-
D árvores D quadros D ilhas D estrelas

4. A palavra folclore é um substantivo coletivo. A que conjunto essa

.
, ... - '
palavra se refere? -
:\ 14 I\
.
' _... ,
- NOME: _ _ __ _ _ __ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

---- ---- ---- -- --- -----------


ARTIGOS

\.... 1. Circule os artigos desta quadrinha. Depois, classifique-os.


'-- As rosas são belas,
'--- e os espinhos picam,
'---- mas logo as rosas cae m
,.... e são os espinhos que -A ca m.
..__ (Quadrinha popu lar)

2. Em qual frase o uso do artigo indica que Joãozinho não sabia de que
bolo a mãe estava falando? Grife-a.
a) Joãozinho, comprei o bolo de chocolate para a festa.
\....
b) Joãozinho, comprei um bolo de chocolate para a festa .

'--
3. O artigo ajuda a construir o sentido das palavras e das frases. Use o
artigo "o" ou o artigo "a" , conforme o caso .
a) Joana era _ _ pianista da banda de jovens.
b) Pedro é cabeça da turma.
c) _ _ cabeça faz parte do corpo humano.
\....
d) Sílvio é _ _ meu colega preferido .
\.....
e) _ _ capital que tenho não dá para comprar a casa .
f) capital do Piauí é Teresina.
g) grama do ouro subiu 10%, este mês.
h) O jardineiro cortou _ _ grama.
i) _ _ Rádio Imperatriz está fora do ar.

j) _ _ rádio de pilhas está ligado. ..- ...'


,
: 15 ~
\
' ... _. ,
I
NOME: DATA: _ ! _ ! _
.....
- -- - - ------------- --- --- ----- --- -
~ """
LOCUÇOES ADJETIVAS ""
--.
-
1. Encontre no diagrama os adjetivos correspondentes às locuções
adjetivas destacadas e anote-os.
a) luz do Sol f) osso do tórax
--
b) estrada de ferro g) amor de irmão
"""
c) doce de leite

d) chapa do pulmão
h) pelo do nariz

i) exame do coração
-
e) sessão da tarde j) carne de porco -
""""

......
F R A T E R N A L V B A e V .-.
R L u T u e G A F E B s u í N A
J Á L N A s A L É s N H G F p L
V e z A G H K p o
J T o R
T
Á e
J
e o E R
L
G
N
u
H
J
G
K
F
o -
p E u G D F H M N R F s T u J s """
"""'
K o G F Á E G u o T G F D X V o
B e A R D í A e o E D L o J L ......
G
p
J
u
y
L
Q

M
V
o
p
N
s
A
H
R w
T N
A
F
s z
É R
T
R
J o
E A
R
--
"""
-..
2. Ligue o adjetivo referente à locução adjetiva. -
.....,
a) de professor

b) de aluno
urbano, citadino

magistral
-
c) de mestre

d) do campo
rural, campestre

discente Equino , cavalar e hípico


-
......

, ... -... e) da cidade docente


são adjetivos referentes
a cavalo .
--..
t\ lb ,' I\
' ... _...
.....
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA: _ ! _ ! _

---- ------ --- ----- ----------


'1
3. Organize as letras e forme dois adjetivos referentes à infância. 1

a) 1 .

® (jJ ® Q) ® © 0) ®
L 1 N 1 F T A N

b)
© Q) 0) ® ® ®
L p R u 1 E

\._.,

4. Anote o adjetivo referente ao período de:


a) dois meses _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _
b) três meses _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _
c) quatro meses _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __
d) seis meses_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

e) um ano - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

'-- 5. Faça como no modelo. Se precisar, consulte o dicionário.


a) noite tempestuosa ~ d_,c iume~
'--- b) sequência infinita _ _ _ _ _ _ _ _ __ _

'-- e) canção estudantil _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

d) costumes simiescos _________ _

e) faixa etária _ __ _________ _

f) doença hepática _ _ __ _ _ _ _ _ __

g) música paradisíaca _ _ _ _ _ __ __ _

h) águas pluviais ____________ Sol matutino


(= da manhã)
i) águas fluviais _____________ . -...'
,
: 17 ~
\
' ... _. ,
I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

----------------- --- -------- --- ,


ADJETIVOS PATRIOS
-
1. Organize as letras e forme o sinônimo de adjetivos pátrios.
--
@) (j) ® Q) ® ® © ® ® ®
s 1 í G N L T E o c

1
2. Associe as colunas correspondentes.
-
0 da cidade de São Paulo D brasiliense ......

0 do Estado de São Paulo D goiano


.-.
-.
0 da cidade do Rio de Janeiro D paulista -.

0 do Estado do Rio de Janeiro D brasileiro


-
0 da cidade de Goiânia D fluminense

0 do Estado de Goiás D goianiense


-.
-.
0 de Brasília D paulistano -
--.
0 do Brasil O carioca
"""
--..
3. Apresente o adjetivo pátrio correspondente. ......
a) montanha do Chile -
b) rio do Piauí

c) culinária do Amapá
-.
d ) litoral de Santa Catarina

, ... -... '


e) povo do Nordeste

f) árvore do Paraná
-
: 18
\
' ... _... ,
~I
-
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

---- -- -- -- ----- -- ---------------


4. Quais são os adjetivos pátrios referentes à cidade de Salvador - BA?
'--
D salvadorenho D salvadorano D salvadorense

D soteropolitano D salvadorês D salvadoriense

5. Cite os adjetivos pátrios referentes a estes Estados brasileiros.

a) Rio Grande do Norte b) Rio Grande do Sul e) Espírito Santo

6. Encontre neste diagrama adjetivos pátrios referentes a dez capitais


brasileiras.
\.... p F J A R R N B E L E N E N s E
F L o R 1 A N o p o L 1 T A N o
'--
T N N A V H R T s 1 V E G s B p
E R E e T N A T A L E N s E G A
R T B A J u T E Q D R G u J K L
E G E J D F H M N V F s T u J M
'--
s u y u A E M A e E 1 o E N s E
1 V E E F 1 D e F s E w s E J N
'-
N e R N D u F F T 1 B F N B H s
E V B s V T V 1 T o R 1 E N s E
N E B E L M A e A p A E N s E y

s N G T D K o L H A V e s J u H
E L o p H Q A F R E K L o N B F
H G L o e u R 1 T 1 B A N o V p
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

, ------------- ---- -------- ---- -


ADJETIVOS PÁTRIOS
1. Associe as colunas correspondentes. -
0 afro D relativo à Áustria
-
[!] anglo D relativo à Grécia

0 austro D relativo à Índia


-
0 franco D relativo a Portugal

0 greco D relativo ao Japão


-
0 hispano D relativo à Alemanha

0 indo D relativo à Inglaterra

0 ítalo D relativo à China

0 luso D relativo à França


-
0 nipo D relativo à Itália -
0 sino D relativo à Espanha

~ teuto, germânico D relativo à África -


2. Faça como no exem pio.
~ J.rrilili_; 'P~ J_, ~
a) acordo luso-brasileiro

b) jogos ítalo-coreanos _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ __ -
c) parceria nipo-chilena _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _

d) exército franco-germânico _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

e) empresa hispano-argentina _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _

. -. '
,
f) relações anglo-nipônicas _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __
-
:20~'
\
' . _. ,
-
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

FLEXIONANDO O ADJETIVO

'-- 1. Classifique o adjetivo destacado em uniforme ou biforme.


'- a) aluno inteligente _ _ _ _ __ f) mulher feliz _______

b) aluna simpática _ _ _ _ __ g) exercício difícil _ _ _ _ __

c) blusa verde - - - - - - - - h) roupa antiga

d) dia chuvoso - - - - - - - - i) gato corajoso _ _ _ _ _ __

e) menino alegre _ __ _ __ _ j) carro veloz ________

2. Passe todos os itens do exercício 1 para o plural.


a) - - - - - - - - - - f)

b) - - - - - - - - - - g) - - -- - - -- -

c) - - - - - - - - - - - h) - - - -- - -- -

d)---------- i) - -----------

e) - - - - - - - - - - - j) - - -- - -- - -
'-
3. Indique se o grau comparativo é de superioridade, igualdade ou
inferioridade.
a) Keila é tão estudiosa quanto Kátia. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __
'-
b) Sou mais rápido do que você. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

c) Joana é menos alegre que Sofia. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _

d) Hélio é mais alto que Júlia. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _

'-
e) Minha bicicleta é mais nova que a sua. _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

f) Minha roupa é tão preta quanto a sua. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

g) Esse gato é mais valente que o cachorro. _ _ _ _ _ _ _ _ __ _

h) Wagner é menos simpático que Paulinho. _ _ _ _ _ _ _ _ __ , ,- ... '


:\ 21 ~
' ... _, , I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

-------- ---- ----- --- ------ -


FLEXÕES DO ADJETIVO
-
1. Faça como no modelo.
a) Este jogo é muito fácil, _Á
__J.,~~----
· _ _._ _ _ _ _ _ __

b) Joana é muito simples, _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

c) A mesa é muito antiga, _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

d) A sala é muito clara, _________________

e) O exercício é muito difícil, _ _ _____________


-
f) Hoje , estou muito feliz, ____________ _ _ _ __ -
g) O suco está muito doce, _ _ _ _ _ ___________

h) Rodrigo é muito amigo, _ _ _ _____________

i) O bairro é muito pobre , _ __ _ _ _ _ __ _ __ _ _ _ __


-
j) A música é muito agradável, _ ______________

2. Passe para o feminino.


-
a) garoto alto _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ __

b) homem burguês _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

c) jovem lutador _ _ _ _ _ _ __ _ _ __

d) professor ateu _ __ _ __ _ _ _ _ __
-
e) moço cristão _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

f) menino valentão _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

-
alto baixo

3. Passe para o plural.


a) terno azul-marinho _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ __

b) vestido cor-de-rosa _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

c) olho verde-claro _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ __

,
: 22 \
\
.. -... '
' ... _. , I
d) blusa azul -celeste _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __
--
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

------ ---- ---- --- -----------------


NUMERAL

'-- 1. Escreva o numeral por extenso e classifique-o em cardinal, ordinal ou


fracionário.
'

Numeral Por extenso Classificação


124º
-
3
8
1.111

59º
989
0,5

2. Circule o numeral de cada frase e classifique-o.


a) Comemos metade da pizza. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

b) Jonas foi o primeiro a chegar. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ __

c) Tenho o dobro de sua idade. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _

'- d) Com o troco, comprei três bombons. _ _ _ _ __ _ _ _ _ __

e) Um terço dos candidatos foi aprovado. _ _ _ _ _ _ _ __ __

3. Que quantidade estes numerais coletivos designam? Escreva por extenso.


a)década _ _ _ _ _ _ _ _ _ __
b) centena _ _ _ _ _ _ __ _ __
c) dúzia _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __
d)dezena _ _ _ _ _ _ __ _ __
e) milênio _ _ _ _ __ _ _ _ __
Par é um numeral coletivo e
f) quina _ _ _ _ _ _ _ _ _ __
designa dois elementos.
g) centenário _ _ __ _ _ _ _ __ , ..- ...'
:23\
\
' ... _. , I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

, ------------- ------- ----- ---- -


TRABALHANDO COM NUMERAIS
-
1. Continue a escrever os numerais multiplicativos até doze. --

2. Escreva como se lê.


a) Século li _ _ __ _ _ _ __ _ _ __ _ __ _ _ _ _ __

b) Século XXI _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ __

e) Paulo VI _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

d) D. Pedro li _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ __

e) Luís XV _ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

3. Reescreva as frases, substituindo a parte destacada por um numeral


-
. J
coletivo .
·, a) Cem pessoas compareceram à festa da escola.

b) Já passou dez anos desde que fizemos aquela viagem. -


c) Hoje, comprei dez canetas novas.

-
d) A prova será daqui a quinze dias .

e) Para construir este muro, são necessários mil tijolos.

-
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

--- --- --- ---- --------------


FLEXÃO DOS NUMERAIS

•D ••
'-- 1. Quais destes numerais podem ser flexionados no feminino? Marque-os.

Dum três quatro

Deem

D quatrocentos •
duzentos

dois • mil

cinco

2. O que significam os numerais "ambos" ou "ambas"?

'-- 3. Complete com "ambos" ou "ambas".


a) ________ os meninos já foram brincar na pracinha.

b) Gilda segurou o pacote com ________ as mãos.

c) Júlio e Joana chegaram. ________ estão muito cansados.

d) Marina e Mariana são irmãs. ________ gostam de sorvete.

4. Flexione as frases, conforme se pede nos parênteses.


a) Ele foi o primeiro a chegar ao baile de formatura. (plural)

b) Ele é o segundo ciclista a cruzar a linha de chegada. (feminino)

- c) No salão, havia quatrocentos alunos reunidos. (feminino)

d) Aqui, mora um milhão de pessoas. (plural)


. -. '
-
\....
\
,
r2s~'
' . _. ,
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_ /_ / _

--------- --- -- --- ----- ------


PRATICANDO COM NUMERAIS
-
1. Escreva como se lê os trechos destacados nas frases a seguir.
a) O rei morreu no século V da era cristã. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __
-
b) Hoje, li o capítulo VIII deste livro. _ __ _ _ _ __ _ __ __

c) Ela nasceu no século XX. ____ _ _ _ _ _ _ _____ __

d) Leia o artigo VIII desta Lei. _ _ _ __ _ _ _ _ _ __ _ _ _ _

e) Isso está previsto no artigo XXVI do Estatuto. _ _ _ _ __ _ _ __

f) Essa decisão foi tomada pelo papa João XXIII . _ _ _ _ __ _ __

g) A prova será sobre o capítulo XII do livro didático. _ __ _ __ _ _

h) Estamos no século XXI. _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ __

2. Sublinhe e classifique os numerais das frases.


a) Você conhece a história dos três porquinhos?
-
b) Viníc ius foi o décimo colocado nesta prova.

c) Tenho o triplo da sua idade e mais dois anos.


-
d) Somente hoje pintamos dois terços da parede.
-
e) Hoje é o sexagésimo segundo dia após o meu aniversário.

f) Meu aniversário será daq ui a dezenove dias .


.
, ... - '
-
t2b\
\
.
' _... , I
-
NOME: - - - - - - - - - - - - - - - DATA:_/_/_

---- ----- --- -- --- ------------- -


IDENTIFICANDO PRONOMES

Leia esta quadrinha popular e responda.

-- Quando estou longe de você


meu pensamento não tem -Am,
dá vontade de gritar:
- Meu amor, volta pra mim!
(Quadrinha popular)

1. Qual pronome pessoal poderia ser colocado nesta lacuna sem mudar
o sentido do verso?
"Quando _ __ _ _ estou longe de você"

2. Qual pronome pessoal de tratamento aparece no primeiro verso?

3. O pronome de tratamento do primeiro verso poderia ser substituído


por:

Deu Otu • nós • vós

4. Qual pronome possessivo aparece nos versos? A que ele se refere?

5. O pronome pessoal oblíquo "mim", que aparece no último verso,


refere-se a qual pronome pessoal?

O ele,ela

6. A palavra amor, na quadrinha, refere-se a:


D um sentimento D uma pessoa .
, ... - '
:\ 27 ~I
' . _... ,
---- - - - - - -- -

NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

---------- -- --- --- ---- -----


RECONHECENDO PRONOMES
1. Observe a cena e leia os balões de fala.

Eu Tu

Este
Eles

Nós

-
a) Os pronomes demonstrativos indicam a posição das pessoas ou das
coisas . Qual pronome demonstrativo foi usado na cena? A que ele se
refere?

b) Qual o único pronome pessoal do caso reto que não foi usado na cena?

c) Separe os pronomes pessoais da cena neste quadro.

Pronomes pessoais no singular

.
, ... - '
Pronomes pessoais no plural
:2a~
\
' . _..., I
NOME: - - - - - - - - - - - - - - - - - - DATA:_/_/_

-------- -- ----- -- ----------


2. Observe a cena e leia os balões.

a) Quais são os pronomes que aparecem nos balões? Circule-os .


\...
b) Anote os pronomes dos balões nas colunas correspondentes.

Pronomes possessivos Pronomes demonstrativos


Indicam posse ou propriedade Indicam a posição das pessoas ou das coisas

c) Por que a menina usou a palavra essa, e o menino, a palavra esta?

3. Circule os pronomes desta anedota e, depois, classifique-os.


Grávida de sete meses, Dona Solange pergunta ao filho d e seis ano s :
- Filhinho, se você pudesse escolher, você preferia ganhar um
irmãozinho ou uma irmãzinha de presente?
Rapidamente, ele responde :
- Bom, mamãe, se eu pudesse escolher, preferia ganhar uma
bicicleta.
(Anedota pop ul ar recontada por Adson Vasco nce los .)
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

--------- ---- ---- --- ---- ----


TRABALHANDO COM PRONOMES

1. Observe estas caixinhas de pronomes e faça o que se pede.

amarelo vermelho azul

a) Pinte cada caixinha na cor indicada acima.

b) Pinte o espaço de cada pronome a seguir, conforme a cor da caixinha


onde ele deve ser depositado.
-
AQUELE NÓS MINHA ELA AQUELAS ISTO
COMIGO TUA ESSA EU CONSIGO ESTE
ELES CONVOSCO SUA CONOSCO TU vosso
AQUILO VÓS ESTA NOSSO ISSO MIM

2. Grife apenas os pronomes de tratamento das frases a seguir.


a) Eu lavo a louça e a senhora seca. Pode ser?

b) Você pode segurar meu gatinho um pouco?

c) Vossa Excelência me concede um instante?

d) Vovô, o senhor vai sair?

e) Vossa Majestade deseja almoçar agora? =

f) Ouça a voz de Vossa Santidade, o papa.


Lá vem Vossa Alteza, o
g) Vossa Senhoria deseja algo? príncipe Henry, montado
em seu cavalo branco.
h) Mamãe, a senhora pode vir aqui um instante?
, .. -. '
:30~
\ /1
---- 1
NOME: _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ __ DATA:_/_/_

----- - ----- --- ---------- -


3. Reescreva a frase, substituindo o trecho destacado por um pronome
pessoal.

a) Teima comprou frutas e legumes na feira.

b) Eu e o Vítor vamos brincar na pracinha .

c) Carol e Helena foram ao clube para nadar na piscina.

-
d) Tiago e Guilherme estão preparando o trabalho de ciências.

e) Vovô vai construir um bilboquê para mim.

4. Em cada par, grife a frase correta quanto ao uso de "para mim" e


"para eu".

a) Para eu lavar a louça, preciso de uma esponja.

Para mim lavar a louça , preciso de uma esponja.

b) Deixaram a bagunça para eu arrumar sozinho.

Deixaram a bagunça para mim arrumar sozinho.

-- c) Para mim, o melhor é arrumarmos logo essa bagunça.

Para eu, o melhor é arrumarmos logo essa bagunça .


..- ...'
,
: 31 ~
\
' ... _. ,
I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

----------- --- --- --- ---- --- -


CRUZADINHA DOS PRONOMES OBLÍQUOS
-
Complete as frases e preencha a cruzadinha com os pronomes -
pessoais oblíquos tônicos correspondentes.
Q) Amanhã , vou ao clube e você irá
® Vós partireis amanhã e ele partirá _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __
@) Horácio levou o diário. Ele levou o diário _ _ _ _ _ _ _ _ __

© Tu cantarás na festa e ele cantará _ __ _ _ _ _ _ _ __ _


® Iremos passear e você irá _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ __

-
Q) ®
-

® -
'-------1-- - - - + - - ---'-------'-- - - ' - ---1---------1
-
--
© -

®
. -. '
:32~
\
,
' . _.. ,
I
-
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

ª------ ------ ----- ---------------- '


RECONHECENDO VERBOS
1. Circule os verbos de cada oração e indique se ele expressa ação,
estado ou fenômeno da natureza.
a) Dona Maria permanece adoentada. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __
\..-
b) Ventou forte ontem à noite.

c) A peteca caiu no quintal do vizinho .

d) A bola de vôlei está murcha. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

e) Vendemos a casa por um bom preço.

f) Trovejou forte a noite toda.

2. Complete cada frase com um pronome pessoa I que concorda com o


verbo.
a) Ontem, _ _ _ _ brinquei com meus amigos no parque.
b) _____ encontramos uma nota de dez reais na rua.
'- c) viajaram para a praia, ontem pela manhã.
d) disse: - Eu mesmo preparei o peixe para o jantar.
e) cantarás na festa da escola?

f) _ _ _ _ me respondeu: - Muito obrigada por esse favor.

3. Circule todos os verbos desta anedota.


A professora pede aos alunos que desenhem um animal. Após algum t empo,
Juquinha mostra uma folha em branco e diz:
- Professora, este desenho representa uma vaca comendo capim.
- Mas onde está o capim, Juquinha?
- A vaca já comeu, professora .
'-
- E onde está a vaca, Juquinha?
- Como o capim acabou, a vaca já foi embora.
(An edota popular recontada por Ad son Va sconcelos.) , ...- . '
:33\
\ I
.' ....... ,. ,
--------

NOME: - - - - - - - - - - - - - - - - DATA:_!_!_

1
, ---------------- ---- ----- -------
1
OS TEMPOS VERBAIS

1. Circule o verbo de cada oração e indique o tempo verbal.

Presente: ação ocorrendo no momento em que se fala


Pretérito (passado): ação já ocorrida
Futuro: ação que ocorrerá ou poderá ocorrer

/
a) Viajaremos amanhã logo cedo. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

b) Hélio comprou uma caixa de bombom. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

c) Ele está muito feliz.

d) O cantor se apresentará na sexta-feira. _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

e) Por que você faltou à aula? _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

f) Eu tenho um skate amarelo.

2. Em qual frase o verbo está no futuro? Sublinhe-a.


a) O ônibus parte ao meio-dia em ponto.

b) O ônibus partirá ao meio-dia em ponto.

c) O ônibus partiu ao meio-dia em ponto.

3. Circule os verbos desta anedota. Depois, anote o tempo verbal em


-
que eles estão.

- Mariana, o que você fez com os dez reais


que eu lhe dei hoje de manhã?
Fiz uma boa ação, mamãe! Comprei dois
lanches e dei para uma menina faminta. -
- Ah! Que lindo, -Alhinha! E quem era esse menina?
- Eu mesma, mamãe.

(Anedota popular recontada por Ad son Vasconcelos.)

. -...'
,
{34~'
\
' ... _. ,
NOME: - - - - - - - - -- - - - - - - DATA:_ !_ ! _

----- ---- ------ --- ----------


4. Complete a parlenda, adequando o tempo dos verbos entre
parênteses.

Cadê o toucinho que _ __ _ aqui? (estar)


O gato . (comer)
Cadê o gato?
_ _ _ _ _ _ _ pro mato. (ir)
Cadê o mato?
'- O fogo . (queimar)
~
Cadê o fogo?
'\....
A água . (apagar) /A~
Cadê a água?
--~/
O boi . (beber)
~m~
Cadê o boi?
amassar o trigo. (ir) ir
Cadê o trigo?
A galinha . (espalhar)
Cadê a galinha?

'\....- botar ovo. (ir)


,_ Cadê o ovo?
\.... O padre . (comer)
\,_ Cadê o padre?

- Cadê a missa?
rezar missa. (ir)

para o céu. (subir)


~-
(Parlenda da trad ição popular)

a) Os verbos que você escreveu estão em que tempo verbal?

-
b) Circule nos versos da parlenda três verbos que estão no infinitivo. ...- . '
- ,
:35~'
\
' . _... ,
-- - ---------

NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

------- ------ --- --- ------ -


VERBOS NO INFINITIVO

1. Escreva a ação correspondente , como no exemplo.

a) dar um abraço--
- --"---
~-------
b) dar um presente _ _ _ _ _ _ _ _ _ __
c) dar um sorriso
- - ---------- ../

d) real izar uma leitura - - - - - - - - - -


e) realizar um trabalho - - - - - - - -- -
f) fazer um pedido _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

2. Siga o exemplo e escreva cada verbo no infinitivo.


a) passa ~ f) sobe _ _ _ __ _ _ __ _

b)vende _ _ _ _ _ _ __ g) comenta _ _ _ _ _ _ _ _ __
c) foge _ _ _ _ __ _ _ h) vive _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __
d)anda _ _ _ _ _ __ _ i) surge _ _ __ _ _ _ __ _ _ _
e) torce _ _ _ _ _ _ __ j) escurece _______ _ _ __

3. Escreva na lacuna o verbo dos parênteses , adequando-o à


conjugação e ao tempo verbal referentes a cada frase desta anedota. -
Durante a aula, o professor de religião _ _ _ __ _ _ _ _ (dizer):
- Crianças, se Deus (querer), todos nós
_ _ __ _ _ _ __ (ir) pa ra o Céu.
- Não, professor, mas eu não _ _ _ _ __ _ __ (poder) - disse -
Juquinha a-Aito.
- Mas, por que, Juquinha?
- Porque a minha mãe _ _ _ _ _ _ _ _ _ (mandar) eu ir rapidinho
para casa assim que as aulas (te rm inar) .
. -. '
, (Anedota popular recontada por Adson Vasconce los.)
t3b\'
\
' ... _. ,
NOME: - - - - - - - - - - - - - - - - DATA:_!_ !_

----- ---- ---- -- ---- ---------


TRABALHANDO COM VERBOS
Leia esta anedota e responda ao que se pede.

Na escola. o professor pergunta ao Juquinha:


- Juquinha, responda-me. Se, ao conjugar o verbo,
\...
eu digo: "eu vou ao cinema, tu vais ao cinema, ele vai ao
✓2
cinema ... , que tempo e.
• "

- É domingo, professor.
(Anedota popular recontada por Ad son Vasconce los.)

1. Circule os verbos que aparecem na anedota.

2. Qual dos verbos da anedota está no infinitivo impessoal?

3. Qual verbo o professor conjugou como exemplo?

4. Como ficaria a conjugação se o professor tivesse continuado?


a) nós _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ __

b) vós- - - - - - - - - - - - -

'- e) eles/elas _ _ _ _ __ _ _ _ __

5. A que tipo de tempo o professor se referia?

6. Juquinha compreendeu a pergunta do professor? Explique.

7. Qual seria a resposta correta à pergunta do professor?


, .. -. '
t 37 \'
\
' _, . .
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

---------- --- ----- ---- ------


CONJUGANDO VERBOS ( 1 ª CONJUGAÇÃO)

Siga o exemplo e conjugue os verbos.


a) Presente

Cantar Chorar Dançar


bLccvnk Eu _ _ _ __ Eu _ __ _ _
1w ~ Tu - -- - - Tu - - - - -
llicwnÍw Ele _ _ _ __ Ele _ _ _ __
~~ Nós - - -- - Nós - -- - -
~~ Vós _ __ __ Vós - - - - -
Eh~ cwnÍo.m-G Eles - ---- Eles - - -- -

b) Pretérito (passado)

Cantar Chorar Dançar


-
bLca.mÍtL Eu - - - -- Eu - - - - -
1w COJnÍo.ili Tu - - - - - Tu _ __ __
ili~ Ele _ _ _ __ Ele _ _ _ __
~~ Nós - - - - - Nós - - - - -
~ COJDÍo.ili~ Vós - - - - - Vós - - - - -
Eh~ co.mknrurn., Eles _ __ __ Eles _ _ _ __
--
e) Futuro
Cantar Chorar Dançar
bL cwniwu.L Eu - -- - - Eu - - - - -
J.w ~ Tu - - - -- Tu _ _ _ __
ili ~ Ele - ----
Ele _ _ _ __
~ crunÍonL~ Nós - -- - - Nós - - - - -
~~ Vós - - - - - Vós _ _ _ __
. -...'
, ili~~ Eles - - - - - Eles - - - - -
:3a~
\
' ... _. ,
I
\..
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

-- --- ------ --- -- -- ----------


CONJUGANDOVERBOS(2ªCONJUGAÇÃO)
Siga o exemplo e conjugue os verbos.
a) Presente

Vender Comer Tecer


tJ.Lrm..,~ Eu - - - - - Eu _ _ _ __
~ rm__,ffUi.L~ Tu _ _ _ _ __ Tu _ _ _ __ _
ili rm__,ffUi.L Ele _ _ _ __ Ele _ _ _ __
~ rm__,ffUi.L~ Nós - - - - - Nós _ _ _ __
~'ltt.,~ Vós _ _ _ __ Vós _ _ _ __
ili~ rm__,ffUi.Lrm._, Eles _ _ _ __ Eles _ _ _ __

b) Pretérito (passado)

Vender Comer Tecer


tJ.L rm..,rnili., Eu - - - - - Eu _ __ __
........ ~ rm__,ffUi.Lili Tu _ _ _ _ __ Tu _ _ _ _ __
ili rm..,rruill.G Ele _ _ _ __ Ele _ _ _ __
~ rm__,ffUi.L~ Nós - - - - - Nós _ _ _ __
~'ltt.,~ Vós _ _ _ __ Vós - - - --
ili~ rm__,ffUi.Lrm._, Eles _ _ _ __ Eles _ _ _ __
'-
~ e) Futuro
Vender Comer Tecer
0JJ rm__,ffUi.L'I-UL Eu _ _ _ __ Eu _ _ _ __
- ~rm__,ffUi.L~ Tu _ _ _ __ Tu _ _ _ _ __
ili rm__,ffUi.L'I-Vi, Ele _ _ _ __ Ele _ __ __
~ 1msn..&lusm~ Nós _ _ _ __ Nós - - -- -
~ rm__,ffUi.L~ Vós _ _ _ __ Vós _ _ _ __
ili~ rm__,ffUi.L~ Eles _ _ _ __ Eles _ _ _ __ .. -. '
,
t3q\'
\
' . _.. ,
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

,
1
. 1
CONJUGANDO VERBOS (3ª CONJUGAÇÃO)
Siga o exemplo e conjugue os verbos.
a) Presente

Proibir Possuir
Eu _ _ _ __ Eu - - - - -
Tu - - - - - - Tu - - - - - -
Ele _ _ _ __ Ele _ _ _ __

Nós - - - - - Nós - - - - -
Vós _ _ _ __ Vós - - - - -
Eles - - - - - Eles - - - - -

b) Pretérito (passado)

Proibir Possuir
Eu - - - - - Eu - - - - -
Tu - - - - --
Ele _ _ _ __
Tu - - - - - -
Ele _ _ _ __
-
Nós - - - - - Nós _ _ _ __
Vós _ _ _ __ Vós - - - - -
Eles _ _ _ __ Eles - - - - - -
e) Futuro
Proibir Possuir
Eu - - - - - Eu - - - - -
Tu _ _ _ _ __ Tu _ _ _ _ __
Ele - - - - - Ele _ _ _ __
Nós - - - - - Nós - - - - -
Vós - - -- - Vós - - - - -
. -. '
, Eles _ _ _ __ Eles _ _ _ __
.: 40 ~
\
' .. _. ,I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

--- ---- -- --- --- --------------


05 SENTIDOS DOS VERBOS

1. Um mesmo verbo pode apresentar sentidos diferentes. Veja.

@ Dona Joaquina anda cansada ultimamente.

® Dona Joaquina andou de ônibus ontem.

© Dona Joaquina andou descalça na praia.

@ Dona Joaquina anda sempre com os netos.

© Dona Joaquina andou todo o quintal.

a) Copie a frase em que o sentido do verbo andar é caminhar, mover-se


com os próprios pés.

b) Copie a frase em que o sentido do verbo andar é ser transportado por


....... um veículo .

c) Em qual frase o sentido do verbo andar é percorrer?

D@ º® º®
\....

-
'-'
º® •©
d) Copie a frase em que o sentido do verbo andar é estar, sentir-se.
"
- e) Em qual frase o verbo andar ajuda a construir a ideia de estar
acompanhada?

D@ º® º®
º®
......,.
0© , . -...'
-
' 1{ 41 )
1 , ..... _ ... ,
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

- ------------- --- --- ------- ---


2. Os verbos modificam o sentido da frase. Veja.

@
®
Como é gostoso cuidar do ~ardim.

Com o é gostoso passear no jardim .


--
© Co mo é gostoso estar no jardim.
-.

@ Com o é gostoso contemplar o jardim.


'

a) Copie a frase em que o sentido do verbo destacado é permanecer, ficar.


-
......,

-
b) Copie a frase em que o sentido do verbo destacado é mover-se
calmamente, sem preocupações. -
c) Qual verbo acima tem o sentido de admirar, observar com prazer?

-
d) Qual verbo ac ima tem o sentido de tratar, conservar?
-.

3. Em qual destas frases o verbo contribui com o sentido de algo feito


relaxadamente? Sublinhe a frase.
--
-
a) O menino guardou o envelope emba ixo do livro.

b) O menino colocou o envelope embaixo do livro.


-
c) O menino escondeu o envelope embaixo do livro.

d) O menino largou o envelope embaixo do livro.

e) O menino ajeitou o en velope embaixo do livro. --


,
:42\
. -. ' -
' . _.. ,
\ I

-
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -=-- - - -
'...._
CLASSIFICANDO O ADVÉRBIO
'.,__ 1. Indique a ideia que o advérbio destacado acrescenta ao verbo de
cada oração.
a) Puxa, como você está animado hoje!

D dúvida D afirmação D D D modo tempo lugar

b) Cada vez mais estou ficando cansado.

D tempo D intensidade D D D modo negação lugar

c) Talvez eu vá a sua casa.

D tempo D modo D D D lugar dúvida negação '

d) Certamente, você irá conseguir o emprego.

D lugar D intensidade D D D tempo modo afirmação

2. Grife a frase em que o advérbio destacado expressa a ideia de lugar.


a) Não faça isso, Raul!
b) Como ele dança bem!
c) Felizmente, tudo terminou bem.
d) O gatinho está dentro de casa.

3. Grife a frase em que o advérbio destacado expressa ideia de modo.

- a) Guilherme acordou tarde.


b) Guilherme não saiu de casa.

- c) Guilherme anda devagar.


d) Guilherme está atrás da casa.
e) Guilherme dormiu cedo. , ...- .. '
{43~
\
' . _... , I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

--------- ------- --- ------ -


EXPLORANDO O ADVÉRBIO

Leia estas frases com atenção.

@ O cãozinho estava embaixo da poltrona.

@ O cãozinho estava sobre a poltrona.

© O cãozinho estava perto da poltrona.

@ O cãozinho estava longe da poltrona.

© O cãozinho estava atrás da poltrona.

1. O que ocorreu com a troca do advérbio? Marque.


D Devido ao advérbio, todas as frases mantiveram o mesmo sentido.

D O advérbio imprimiu um sentido diferente para cada frase.

2. Em qual frase o advérbio dá a ideia de que o cãozinho estava distante


da poltrona? Que frase se opõe a ela? Explique.

--
-
3. Em qual frase o advérbio dá a ideia de que o cãozinho estava em
cima da poltrona? Copie-a.

4. Em qual frase o advérbio dá a ideia de que o cãozinho estava na parte


traseira da poltrona? Copie-a .
. -...'
\
,
t 44 ~
' ... _. ,
I -
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

,------ ---- -- ----- ---------


O ADVERBIO MODIFICA OUTRA PALAVRA

Os advérbios exprimem uma circunstância que modifica o


sentido do verbo, do adjetivo ou de outro advérbio.

1. Siga o exemplo e indique a palavra que o advérbio está modificando.


i
Julieta está bastante cansada.

- a) O menino estava bem mais calmo.

b) O sapo pulou rapidamente na água .

c) Juvenal saiu cedo de casa.

d) Não deixe o cachorro entrar na sala.

e) O padre estava muito aborrecido.

- 2. Qual advérbio das frases acima está modificando outro advérbio?

3. Quais advérbios do exercício 1 estão modificando um adjetivo?

4. Quais advérbios do exercício 1 estão modificando um verbo?

- 5. Copie os advérbios do exercício 1, conforme a circunstância que


exprimem.
a) modo: -------- c) intensidade: _ _ _ _ _ _ __

b) tempo: _ _ _ _ _ __ d) negação: _ _ _ _ _ __ __
, . -. '
{ij5~
\
. .
' _ ,I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

---------- -- ------- ------- --


TRABALHANDO COM ADVÉRBIOS

1. 1ndique a ideia que o(s) advérbio(s) destacado(s) expressa(m):


intensidade, modo, negação, afirmação, lugar, dúvida ou tempo.
a) Joana respondeu ironicamente.

b) Cibele, mastigue devagar, não tenha pressa.

c) Sim, eu irei ao baile de formatura.

d) Amanhã , iremos à praia logo cedo.

2. Sublinhe o(s) advérbio(s) de cada frase e classifique-o(s).


a) Elenice sempre acorda muito cedo.

b) Daniel é um jovem de muita coragem.


-
c) Jonas passou por aqui ontem à noite.

d) Pode brincar na praça , mas não volte tarde.

e) Talvez chova amanhã cedo .

. -...'
,
t4b~
\
' ... _. ,
I
... NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

--- ------- -- --- -- ---------- '


AS PREPOSIÇÕES

1. No quadro abaixo, aparecem as preposições. Coloque-as em ordem


alfabética .

sobre até t rás desde por


'-
após com em para sem
sob
ante de a pera nte contra

2. Circule as preposições presentes nestas quadrinhas .

@ ®
Uma escada com dois lad os, Lá em cima tem batuque,

- toda enfeitada de -Aor.


De um lado sobe a sa udade,
aqui emba ixo t ambém tem.
Queria uma música ca lma
e de outro desce o amor. para dançar com meu bem.

(Quad rinha s populares)


3. Complete as frases , usando preposições.
a) Eu e Elvira gostamos muito _ __ você.

b) Morei _ _ _ São Paulo _ _ _ o ano passado .

c) O copo _ _ _ cristal está _ ____ a mesa.

d) Faz tempo que eu estou _ __ dinheiro .

e) Apesar _ __ tudo, ele agiu _ _ _ muita calma .


.....
f) Não me aborreça, porque hoje estou _ __ paciência.

-
' g) Vou _ _ _ uma festa _ _ _ aniversário _ _ _ Belo Horizonte.
..
, - '
{ ij] ~
\
..
' _ ,I
NOME: - - - - - - - - - - - - - - - DATA:_/_/_

---------- ---- --- --- ---- -- /

PREPOSIÇÃO E SENTIDO

As preposições ligam elementos de uma expressão ou de uma


frase, estabelecendo relações de sentido entre eles.

1. Leia estas frases e observe os sentidos das palavras destacadas.

@ Gustavo riu de Carol.

® Gustavo riu para Carol.

© Gustavo riu com Carol.

® Gustavo riu por Carol.

a) Em qual frase a preposição destacada ajuda a criar a ideia de que o


sorriso de Gustavo foi direcionado a Carol?

D@ º® º® º®
b) Em qual frase a preposição destacada cria a ideia de que Carol e
Gustavo riram juntos?

D@ º® º® º® -
c) Em qual frase a preposição destacada cria a ideia de que Gustavo riu
em lugar de Carol?

D@ º® º® º®
d) Em qual frase a preposição destacada ajuda a criar a ideia de que
Gustavo riu por algo que Carol tenha feito ou até mesmo zombou dela?

, ... -... '


D@ º® º® º®
:4a~
\
' ... _... , I
NOME: - - - - - - - - - - - - - - - DATA:_!_ ! _

- ---- --- ----- ----- ---------


2. Assinale a frase em que a preposição estabelece o sentido de
assunto.

D O pediatra falou com as crianças.

D O pediatra falou para as crianças.

D O pediatra falou sobre as crianças.

3. Assinale a frase em que a preposição estabelece o sentido de tempo .

D Estou estudando para as provas.

D Estou estudando com meus irmãos.

D Estou estudando desde as dez horas.

4. Complete as frases com preposições.


a) Estou morrendo _ _ _ _ frio.
b) Ontem, fiquei casa o tempo todo.
c) Quero fazer o trabalho matemática _ _ _ _ você.
d) Guardei essas moedas _ _ _ _ comprar um sorvete.

5. Associe as colunas correspondentes.


0 Era uma jarra de vidro. D causa

[!J Morreu de infarto D assunto

0 Andei de bicicleta. D lugar

- 0 Ficou em casa. D tempo

0 Falava de seus planos. D matéria

0 Fez tudo em dez minutos. D meio


,, -.. '
{\ ijq \I
.
' _, ,
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

, ---------------- ----- ---- ------ ---


1
--
CONTRAÇÃO E COMBINAÇÃO

1. Às vezes, as preposições se juntam a outras palavras, ocorrendo


contração. Indique as palavras que surgem da junção de:

DE+ EM+
de+ o= ci,& em +o= 'TLG'

de+ os= em+ os=


de+ a= em +a=
de+ as= em+ um=
de+ um= em+ uns=
de+ uma= em+ uma=

de+ este= em+ umas=


de+ esta= em+ esta= --
de+ esse= em+ estas=

de+ essa= em+ este=

de+ isto= em+ estes=


de+ isso=
de+ aquele=
em+ esse=

em+ esses=
-
de+ aquela= em+ essa=
de+ aquilo= em+ essas=
de+ aí= em+ isso=
de+ ali= em+ isto=
de+ aqui= em+ aquela=
de+ outro= em+ aquilo=
. -...'
, de+ outra= em+ aquele=
:so~
\
' ... _.. , I
NOME: - - - - - - - - - - - - - - - - - DATA: _ ! _ ! _

------- ---- -- ---- -- ---------


2. A preposição "a" se une com os artigos ou com o advérbio "onde"
formando as combinações. Indique as palavras que surgem da junção
de:
a) a+ o= ___________ __ _ _ _
b) a+ os= - -- - -- - - - - -- - -- -- - -
e) a+ onde= _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ __ __

3. Leia estas quadrinhas populares.

© Como duas andorinhas ® As estrelas nascem no céu,


numa tarde de verão, os peixes nascem no mar.
seremos sempre bons amigos, Eu nasci neste mundo
amigos do coração. somente para te amar!

a) Cite uma preposição presente na quadrinha:

A: - - - - - - - -- B: - - - - - -- - -
b) Anote as contrações presentes na quadrinha:

A:--------- B: - - - - - - -- -

4. Indique se a parte destacada é preposição, contração ou combinação.


Você gosta de mim, Mariana? _ __ _ _ _ _ _ _ __ __

'
Eu também de você, Mariana. _ _ __ _ __ __ _ _ __

Vou pedir ao seu pai, Mariana, _ __ _ _ _ __ _ _ _ __ Q


para casar com você, Mariana. _ _ __ _ _ __ __ _ __

Sapo cururu, na beira do rio, _ _ __ _ _ __ _ __ _ __

quando o sapo grita, é que está com frio. _ _ _ _ _ _ _ __

A mulher do sapo deve estar lá dentro, _ _ __ _ _ _ __ _

fazendo roupinha para o casamento. _ _ _ __ _ __ _ __


, . -. '
t\ 51 ~I
' ... _ , ,
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

---------------- ---- ------- -----


INTERJEIÇÃO
1. Associe as interjeições ao sentido que elas expressam.
a) Olá! Você está bem? D medo, terror

bl Oba! Um sorvete só para mim 7 D alívio


--

c) Ufa! Acabei a limpeza da casa. D animação

d) Coragem! Você consegue! D surpresa


-
e) Socorro! Alguém me ajude! D saudação

2. Uma mesma interjeição pode expressar diferentes sensações. Associe a


interjeição ah! ao sentimento que ela expressa em cada situação a seguir.

a) Ah! Quem me dera ganhar uma boneca... D dor

b) Ah! Como estou feliz hoje! D impaciência -


-
c) Ah! Ainda bem que terminei a lição. D alegria

d) Ah! Como está doendo a minha cabeça. D alívio

e) Ah! Como é ruim ficar nessa sala de espera. D desejo

3. Circule as interjeições desta anedota e anote o que elas expressam.

- Um menino zombeteiro entra em um açougue e pergunta: -


- Olá! O senhor tem pés de porco?
-Tenho, sim! - Responde atenciosamente o açougueiro. -
....-
- Puxa! Então, devem estar bem sujos, hein?

(Anedota popular recontada por Adson Va sconcelos.)


NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

----- ---- ---- ------ ------------ -


INTERJEIÇÃO
1. Escreva uma interjeição adequada a cada situação.

® ©

2. Associe a interjeição destacada ao sentido que ela tem.

0 Puxa! Que bela pontaria! D medo, terror

0 Socorro! Estou afundando na areia! D impaciência

0 Droga! Esse ônibus não chega nunca! D advertência

0 Oi! Tudo bem com você? O admiração

0 Atenção! O chão está escorregadio. D saudação

3. Recorte de revistas dois quadrinhos com interjeição. Cole-os abaixo e


anote o sentimento que cada interjeição expressa .

, ..- . '
{ 53~,
' .. _. ,
\
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

ONOMATOPEIAS

Onomatopeias são palavras que imitam os sons dos seres,


da natureza etc.
-
1. Escreva abaixo da imagem uma onomatopeia que imita o som de:

@ ® © --
despertador tocando telefone tocando campainha tocando

---
-
2. Estas onomatopeias indicam o som feito por quais animais?
a) Au! Au! _ _ _ _ _ _ __ e) Muuuu! _ _ _ _ _ _ _ __
-
b) Có-có-có! _ __ _ _ __ f) Cri! Cri! Cri! _ _ _ _ _ _ __ -
e) Glu! Glu! Glu! _ _ _ _ __ g) Mééééé! _ _ _ _ _ _ _ __
-
d) Bzzzzzz!! _ _ _ _ _ __ h) Miau! _ _ _ _ _ _ _ _ __
--
3. Converse com um colega e responda. Estas onomatopeias usadas nas
histórias em quadrinhos imitam quais sons?
-
a) Smac! Chuac! _ _ __ _ e) Nhac! _ _ _ _ _ _ _ _ __

b) Cras! _ _ _ _ _ _ _ __ f) Buáá! Snif! --------

e) Bum! Boom! - -- -- - g) Brrrr! _ _ _ _ _ _ _ _ __

. -. '
:54\
,
d) Zzzzzzz! - - - -- -- h) Glup! _ _ _ _ _ _ _ _ __ -
' . _. ,
\ I

-
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

---- ---- ---- -- -- ----------------


ONOMATOPEIAS
1. Observe as cenas a seguir.

© ® ©

a) Escreva no quadrinho A uma onomatopeia para imitar o som das


abelhas e outra para imitar o som do menino correndo.

b) Escreva no quadrinho B uma onomatopeia para imitar o som da


mordida que a personagem está dando no lanche.

c) Escreva no quadrinho C uma onomatopeia para imitar o som que a


personagem está emitindo por sentir medo.

2. Recorte uma cena de HQ em que haja uma ou mais onomatopeias.

a) Cole a cena no espaço ao


lado.

b) Circule a onomatopeia.

c) Explique que som a


onomatopeia está imitando.

..-
, ... '
:551
\
.
' ... _ , l
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_f_f_

--------- ---- --- ---------


REGIONALISMOS

No Brasi 1, falamos a Iíngu a portuguesa, mas, por diversos


motivos, a língua não é usada do mesmo modo por todos.

1. Os nomes das co isas variam de um lugar para o outro. Circule ou


anote o nome que é usado em sua região para nomear: --
-
-
ri-ri
farol fecho ecler pebolim
sina leira zíper totó
semáforo fecho de correr fla-flu
--
-
-
--
mandioca
macaxeira
-
maniva bergamota
pão-de-pobre ancinho mexerica
aipim rasti lho tangerina
caiabana
caari na
aiapuã
rastelo
ciscador
catador de folhas
manda ri na
laranja-cravo
-
, ... -... '
f56 ~
mimosa
-
\
' ... _... , I
-
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

------ ---- ---- ---- ----------


2. As interjeições abaixo expressam espanto, admiração e surpresa.
Anote em que Estados ou regiões elas são mais usadas.
a) Caramba _ _ _ __ __ __ _ _ __

b) Bah! _ __ _ __ _ _ _ __ _ _ _ _

c) Uai! _ __ __ _ _ _ _ _ _ _ __ __

d) Oxente! _ __ __ _ __ __ __ _ _

3. Circule ou escreva o(s) nome(s) que você usa para se referir ao que
1
aparece ilustrado no quadro abaixo.

bexiga balão bola

balão de festa bexiga de festa

4. No local onde você mora, como se chama esse objeto da sala de


aula? Circule ou escreva o nome.

~ •
~1:,Ql/1"'
,__?_ _ __ _ __ _ _ _ _ __ __ _ _ __ _ __ ~

5. Pesquise e conte para os colegas os


diversos nomes que este brinquedo
recebe nas variadas localidades
brasileiras.

, ...- . '
:\ 57 ~I
' .. _... ,
NOME: - - - - - - - - - - - - - - - - DATA:_(_(_

--------- --- ----- ---- ----- ,


AS PALAVRAS HA, A
1. Leia as frases a segui r.

@ Não vou à praia há dois meses.


® A praia f ica a duas quadras daqui.
© Iremos à praia daqui a duas semanas. -
® Há mu ita gente na praia hoje. --
a) Em qual frase a palavra destacada indica tempo passado?

b) Em qual frase a palavra destacada indica tempo futuro?


-
c) Em qual frase a palavra destacada indica existência, presença?

--
d) Em qual frase a palavra destacada indica distância? -.
-
2. Marque um x na coluna correspondente, de acordo com o sentido
-
das palavras há ou a.

Sentido expresso a há
--
Expressa ideia de tempo futuro -
Expressa ideia de tempo passado

Expressa ideia de distância

Expressa ideia de existência, presença

:sa\
, .. -. ' -
. _. ,
\
' I

-
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

---- ----- --- ----- ------------


HÁOUA?

1. Complete as frases com há ou a.


a) Estou sem comer ___ duas horas.

b) Irei almoçar daqui _ _ duas horas.

c) O restaurante fica duas quadras daqui.

d) ___ ótimas sobremesas neste restaurante.

e) ___ dias não vou ao restaurante.

2. Corrija a frase em que o uso de há ou a está incorreto.

@ Passarei em sua casa daqui a dez minutos.


@ Passei em sua casa há uns dez minutos.
© Passarei em sua casa daqui há dez minutos
® Estou em sua casa há dez minutos.

3. Complete as frases com há ou a.


a) Farei aniversário daqui ___ dois meses.

b) Fiz aniversário ___ dois meses.

c) Estou ___ uns cinco quarteirões de casa.

d) ___ quanto tempo não nos vemos?

e) ___ muitos alunos na sala de aula.

f) Sairei de férias daqui _ __ três dias.


g) A escola fica _ _ duas quadras deste ponto . .__ _ _ _ _ __

h) O que _ _ com você, Flávio? . -. '


,
: 5q \
\
' . _. ,
I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

----------- ---- ----- ----- -----


ONDE OU AONDE?
Onde= "em que lugar" (indica lugar físico, sem ideia de movimento).
Aonde= "para que lugar" (expressa ideia de movimento, deslocamento).

1. Complete com onde ou aonde .


--
a) Mamãe, _ _ _ _ _ _ estão os meus sapatos? ---
b) Eduardo não sabe guardou os sapatos.

c) _ _ _ __ _ você vai apressado desse jeito, Pedro? ~


o
---
d) _ _ _ _ __ é a sua casa?

e) Beatriz, _ _ _ _ _ _ você vai assim, de chinelo?

f) _ _ __ _ _ estão os ingressos do clube?

g) você quer chegar correndo desse jeito?

h) você estuda?

i) Não conheço a cidade _ _ _ _ __ nasci.

j) _ __ _ _ _ você está me levando, papai?

--
2. Complete a frase com onde ou aonde.

Existe um ún ico caminho por _ _ _ _ _ _ _ _ só você pode passar.


--
--
_ _ _ _ _ _ _ leva? Não pergunte, siga-o.

(Nietzsche)
--
3. Escreva uma frase com a palavra onde e outra com a palavra aonde.

,
tbo~
. -. ' -
. _. ,
\
'
I

-
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

-- ---- ---- --- ----- ------------- -


MAL OU MAU?

Mal (cruel) é o contrário de bem.


Mau é o contrário de bom, significa nocivo, ruim, cruel, prejudicial.

1. Complete com mal ou mau.


a) Eduardo acordou de _ _ _ _ _ humor.
b) Foi um _ _ _ _ _ negócio vender nossa casa.
c) Há cura para esse _ _ _ __

d) Não faça o _ _ _ __, pratique o bem.


e) Severinildo era um homem muito _ _ _ __
f) Hoje, nosso time jogou muito _ __ __
g) Ícaro exerce muito _ _ _ _ _ sua profissão.

2. Assinale frases em que a palavra destacada expressa ideia de tempo.

D Ele escreve muito mal.

D Chapeuzinho Vermelho fugiu do lobo mau.

D Mal entrou em casa e já foi dormir.

3. Associe as colunas, conforme o sentido da palavra mal.


0 de modo imperfeito 0 saúde prejudicada r-------..

0 assim que (tempo)

D Mal acordou e já quis almoçar.

D Gérson está passando mal.

D Hoje, o time de basquete jogou muito mal. , ...- ... '


:\ bl ~I
' ... _... ,
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

, ----------------- --- ------ ----- ---


MÁ, MÁS, MAS, MAIS

1. Leia esta frase e passe-a para o feminino. -


Ele é um homem mau, pois pratica o mal.

2. Complete com má, más, mas ou mais. -


a) Nos contos infantis, há madrastas _ _ __

b) Meu celular é novo, _ __ _ já arranhou.

c) Dez _ _ _ _ dez são vinte.

d) Chica é _ _ __, pois maltrata o cãozinho.

e) Tento acordar cedo , _ _ _ _ não consigo.

f) Você tem dois a nos a _ _ _ _ do que eu.

g) Essas pessoas são companhias. -


h) Quero um pouco de sopa.

3. Em qual frase a palavra destacada tem o mesmo sentido de porém?


-
D Eduardo comprou mais doces para a festa.
--
D As mulheres daquela família são muito más.

D Esta calça é nova, mas já ficou curta.

4. Em qual destas frases a palavra destacada expressa ideia de acréscimo?

D Débora foi má, pois agiu com grande maldade.


-
D Flávio treinou muito, mas não venceu a corrida.

, ... -... '


t\ 62 I~
' ... _... ,
D Coloque mais tempero no feijão .
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

------ --- --- ---- --- -------- -


HOUVE, OUVE, AJA E HAJA

1. Complete com houve ou ouve.


a) Jamais _ _ _ _ segredos entre nós.

b) "Quem fala o que quer, _ _ _ _ o que não quer" .

c) O que _ _ _ _ com você, Jivaldo?

d) Por que você música tão alto assim?

e) Hoje, não _ __ _ um minuto sem chuva.

f) O vereador nem sempre _ _ __ _ o assessor.

g) _ _ _ _ um tempo em que eu era muito bravo.

2. Complete com haja ou aja.


a) Não fique parado pensando, _ _ _ __

b) _ _ _ _ _ o que houver, eu vou à festa.

- c) Em qualquer situação, _ _ _ _ _ sempre com cautela.

d) Espero que tempo para resolvermos isso.

e) Desejo que muita felicidade em sua vida.

f) Durante o jogo, _ _ _ _ _ com velocidade.

g) Espero que não descuidos da sua parte.

3. Associe as colunas correspondentes.

0 haja D do verbo agir= realizar

0 aja D do verbo ouvir= escutar

0 ouve D do verbo haver= aconteceu, ocorreu ou existiu

0 houve D do verbo haver= existir ou ter


,
f63~
. -... '
' ... _ ,
\ I
.
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

- ------------ ------ -- --- ---- ---


POR QUE, PORQUE

1. Leia esta adivinha. ---


Por que o surAst a não gosta da cozinha?
Porque lá t em micro-ondas.

a) Que diferença há na escrita das palavras destacadas? -


b) Copie a forma destacada acima que é usada para:

pergunta resposta

c) Por que as palavras destacadas estão escritas de modo diferente?

-
D
d) Associe as colunas correspondentes:
1A7 significado: por qual razão ,
-
L..:..J porque por qual motivo

0 porque D significado: pois


--
2. Complete com "por que" ou "porque".
-
a) ______ você faltou à aula ontem?

b) Ontem, não fui ao cinema _ __ ___ estava doente. -----


e .......
.N

c) Juliana , _ _ _ _ __ você está triste? ~


(9

"'
"'(J
e
-
d) Comprei esse tênis _ _ _ _ __ estava precisando . "'
E
<(
......
, ... - ... '
t64~,
\
' ... _... ,
e) ______ a luz está apagada?
--
NOME: _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

3. Use porque ou por que para completar cada frase destas adivinhas.

- - - - - - - a abelha morreu eletrocutada?


_ _ _ _ __ _ pousou sobre uma rosa choque.

_ __ _ __ _ o marido da viúva não pode se casar com a cunhada?

- - - - - - - ele está morto.

_ _ _ __ _ _ o menino dormiu com o despertador embaixo da


cama?
_ _ _ _ ___ queria acordar em cima da hora.

- - - -- - - a Chita está brava com o Tarzan?

_ _ __ _ _ _ ele é amigo da onça.

4. Qual palavra abaixo completa esta frase? Assinale-a.


/ Não sei o _ _ _ _ _ _ _ _ _ desse escândalo todo.
1

D D
1 '

porque porquê

D porque D porquê

5. Qual palavra abaixo completa esta frase? Assinale


/ Você quer saber mesmo? _________ ?

O Porque O Porquê
1

O Porque O Porquê
1
1

'1

': 65''
,,- ... ,

' '..... _, ,
1 '

1
·-- -- - - - - - - - - - - -- - - -

NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

,
1
----------- ----- --- ----- ----
AFIM, AFINS, A FIM DE

1. Veja duas frases usadas na linguagem oral e informal do dia a dia.

Pedro, você está a fim de ir ao parquinho hoje?


-
Ah , Raquel , hoje estou mais a fim de ficar em casa.

Reescreva as frases acima , substituindo os termos destacados pela


palavra interessado.

Em situações mais formais, não use "a fim de" precedido do


verbo estar ("estar a fim de ... "), prefira a palavra interessado ou
interessada.
--
2. Associe as frases ao sentido do termo destacado.
-
0 para 0 parecido(s) , semelhante(s)

D Comprei um bolo a fim de comemorar meu aniversário.


-
_,.

D Joana e Teresa possuem carreiras afins.

D Vereador e prefeito fizeram um discurso afim.


TELEJORNAL

e
D Eva chegou cedo a fim de assistir ao telejornal.
-
-
3. Complete as frases com a forma mais adequada. -
a) _ _ _ _ (a fim de/ afim) expressa ideia de finalidade, objetivo.
. -. '
t68~
\
,
' . _. , I
b) (a fim de/ afim) expressa ideia de afinidade, semelhança .
-
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

----- ---- --- ---- --- ----------


4. Complete com a fim de, afim, afins.
a) Comprou morangos ____ ____ de preparar uma torta .
b) Ajeitou o travesseiro _ _ __ _ ____ de dormir.

e) O português e o espanhol são idiomas _ _ _ _ _ __ _


d) Mariana comprou um carro _ _ _ _ _ _ __ _ de viajar.

e) Pedro reformou a casa _ __ _ _ __ __ de vendê-la.

f) Estes livros contam histórias _ _ _ _ __ _ __

g) Os padres têm ideias _ _ _ ______ a respeito desse assunto.

h) Pato, ganso e marreco são animais _ __ _ _ __ __

i) Estudou muito _ _ _ _ __ __ _ passar no concurso.

j) Em relação a essa música, temos opinião _ _ __ _ __ __

5. Sublinhe a frase em que o trecho destacado foi usado


inadequadamente. Depois, reescreva, corrigindo-a.

a) Treinou com disciplina a fim de conquistar o campeonato.

b) A segurança foi reforçada a fim de evitar maiores tumultos .

c) Fizemos um financiamento afim de comprarmos o apartamento.

d) História e Geografia são áreas afins.

6. Complete cada frase com: afim , afins ou a fim de.


a) Triângulo, quadrado, retângulo e figuras _ _ _ _ _ _ _ são formas
geométricas.
b) Começou o expediente bem cedo _ _ _ _ __ _ terminar o trabalho.

e) Certamente , não somos pessoas _ __ __ _ _

'.
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

----------- --- ---- ---- -- ---


MEIO OU MEIA?
-
1. Complete as frases com as palavras meio ou meia. --
a) Tomamos _ __ __ litro de suco.
b) Tomei garrafa de água.
e) Vou comprar dúzia de ovos.
d) Comi rocambole.

D substantivo e significa metade •


2. A palavra meio (ou meia) usada nas lacunas do exercício 1 é:
adjetivo e significa inteiro

D numeral e significa metade D artigo e significa inteiro -


3. Use as palavras meio ou meia para preencher as lacunas.
a) Susi está _ _ _ _ _ __ agitada.
b) Pedro anda triste ultimamente. -
-
c) A gatinha está
d) Ana e Eli ficaram
cansada de brincar.
enjoados na viagem.
~ );
-
-
4. Retome as frases do exercício 3 e conclua.
a) Que palavra você usou em todas as lacunas?
-✓

b) A palavra usada é um advérbio e tem sentido de:

D muito D metade

D um pouco D bastante -
--
c) Quando apresenta este sentido, a palavra deve ser usada:

..
,, - '
t\ 70 ~I
D apenas no masculino D apenas no feminino -
-
. .
' _ ,,
NOME: DATA:_/_/_
----------------
----- -- --- --- ---- ----------
'
5. Sublinhe as frases que podem ser completadas com a palavra meia.
a) Eduardo está * cansado de tanto jogar.

b) Só encontrei um pé da *.
e) Cristina ficou * chateada com suas palavras .

d) Hélio já tomou * garrafa de refrigerante .

6. Copie a frase do exercício anterior que se relaciona


com a imagem ao lado.

7. Sublinhe as frases em que a palavra meia significa metade.


a) Analice comeu meia pizza.

b) Nílson usou meia xícara de leite para preparar o mingau.

c) A gatinha rasgou a meia que estava sobre a cama.

d) Comprei meia dúzia de laranjas.

8. Por que é correto dizer que o relógio está marcando


meio-dia e meia, e não "meio-dia e meio"?

9. Acrescente meio ou meia, conforme a necessidade.


a) Esta rua é _ _____ afastada da cidade.

b) Clarice ficou _ _ _ __ _ hora esperando o ônibus.

c) Andreia terminou a prova _ __ _ _ _ desanimada.

d) Sílvio ficou _ _ _ _ _ _ confuso com a informação.

e) Por gentileza, quero _ _ _ ___ quilo de batata.

f) Comprei uma dúzia e _ _ _ __ _ de bananas. , ,- ... '


t\ 71 ~I
' ... _, ,
DATA:_/_/_

------------
, -- --- --, ----- -- - , , -
TRAS, TRAZ, ATRAS, DE TRAS, DETRAS -
A palavra traz é uma forma do verbo trazer. -
As palavras trás é um advérbio de lugar.

1. Complete as frases com trás ou traz. V

a) Todo dia, meu pai _ _ _ _ _ salgadinhos para casa.


o
e
b) Você chegou por -----e eu nem vi.
c) Passe por _ _ _ _ _ do sofá.

d) Geraldo, _ _ _ _ _ o chinelo, por favor. ~j


e) Jane pãozinho para o café toda manhã. --
--
f) Siga em frente, não olhe para _ _ _ __
-
2. Complete a quadrinha com a palavra trás, traz ou atrás.
--
Lá _ _ _ _ _ daquela cerca,
-
passa boi, passa boiada. -
Também passa menininha

da bochecha bem rosada.

(Adson Vasconce los)


-

3. Complete a quadrinha com: traz, trás, atrás ou detrás.


Esta minha alma constante
-
vive sempre _____ da tua.

Assim como a noite _ _ ___ do dia,

e como o Sol _ _ _ _ _ da Lua.


-
,.
(Quadrinha popular)
-
:\ 72
-,

.~
' ,_ , I
'
--
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

---- -- --- ---- --------------- -


A expressão "de trás" aceita a pergunta "de onde" e é usada com
verbos de movimento. Ela saiu de trás da casa. (Ela saiu de onde? De
trás da casa.)
A palavra "detrás" equivale a atrás e aceita a pergunta "onde". Ela
deixou o sapato detrás da porta. (Onde ela deixou o sapato? Atrás I
Detrás da porta.)

4. Complete com de trás ou detrás.


a) Helena surgiu ______ do muro.
b) O gato arranhou a parte ______ do carro.
c) Criança deve viajar sempre no banco _ _ _ _ __
d) Ele guardou a vassoura ______ da porta.
e) Denise veio ______ da pedra.

f) Tirou o violino ______ do armário.

5. Complete cada quadrinha com traz, trás, atrás.

- © ®
Mocinha, pegue esta rosa, Lá se vai o Sol se pondo,
mas não conte quem lhe deu. deixando os raios para _ __
Adiante vai a rosa, Tanta mocinha bonita,
_ _ __ da rosa vou eu. pena que não sou mais rapaz.

(Quadrinhas populares)

6. Complete cada quadrinha com traz, trás, atrás, de trás ou detrás.


a) Deixei a mala __________ do sofá.
b) _ _ _ _ _ _ _ _ _ daquela casa passa um límpido riacho.
e) Todos os dias, ela as crianças para o parque.
d) Não fique de mim.
e) Não deixe nada para _ _ _ _ _ _ _ _ _.
f) A enchente __________ lixo para as ruas. , ..-..'
: 73 ~'
\
' . _. ,
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

- ----------- ----- --- --- ----- - -


SESSÃO,SEÇÃO,CESSÃO
1. Complete com sessão, seção ou cessão. CINE MUNDO MÁGICO

FILME : ADORÁVEIS CRIANÇAS


a) A ______ das oito já vai começar. I NGRESSO :I NTEIRA

DATA'.23/101201 3 SESSÃO : 19:30 HORAS

b) Trabalho na _ _ _ __ de brinquedos. VALOR'.RS1 2,00


1111111•11
c) Li a ______ de quadrinhos no jornal.

d) Na ______ Sorriso só passa comédias.

e) Há uma liquidação na ______ de roupas.

f) Houve ______ de terras para os indígenas.

g) A _ __ _ _ com o médico durou muito tempo. ---


h) Já autorizamos a ______ do terreno.

i) Vis itamos cada _ _ ____ desta loja.


-
j) Eu voto na quinta _ _ _ ___ eleitoral. --
2. Complete com seção, cessão ou sessão.
a) _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _: tempo de duração de uma reunião, de -
um espetáculo, de um programa etc.

b) _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ .: parte de um todo; setor, segmento.


-
c) _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _: ato de ceder, transferir algo.

3. Escreva uma frase , empregando cada palavra a seguir.


a) sessão: _ _ __ _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ __ ---
b) seção: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _
-
c) cessão: - - - - - - - - - -- - - - -- -- - - - - - -

. -. '
,
t 74 ,~
". _. ,
--
-
\
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

---- --- --- ---- --- ------------------


PONTUANDO
1. Inclua a pontuação faltante nesta anedota. Use travessão quando for
necessário indicar as falas das personagens.

Certo dia, Juquinha, um menino de 5 anos, perguntou para a tia dele D


D Titia, por que a senhora passa tanta maquiagem no rosto D
D Oras, Juquinha, é para ficar mais bonita D
D Eporqueéquenãofica D
(Anedota pop ular recontada por Adson Vasconcelos .)

2. Finalize cada frase com a pontuação adequada.


a) Ele tomou um delicioso banho

- b) Puxa, como o dia está lindo


c) Aonde você vai, Joaquim
d) Nossa, que ideia excelente
e) Hoje, acordei muito cedo

3. Use a vírgula, quando for necessário.


a) Compramos lápis caneta borracha e apontador.
b) Os alunos a professora e os pais participaram da festa.
e) Usei maçã pera banana mamão e aveia na vitamina.
d) Flávio André Gilda Susi e Sabrina foram ao parque.
e) No zoológico, vi o leão o elefante a girafa o gorila o pavão e o hipopótamo.

, ...- .. '
' . _. ,~
:\ 75 I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

------------ --- --- --- --- ----


-
USANDO A VÍRGULA

1. Use a vírgula para separar palavras destas enumerações. --...


a) No sítio, há galos galinhas porcos patos cavalos e marrecos.

b) Pato galinha marreco e ganso são aves domésticas.

c) Joana Hélio Patrícia Nair Mariana e Gustavo são primos.

d) Bola peteca skate bicicleta e pião são meus brinquedos preferidos.

e) Na banca, há figurinhas revistas jornais e cartão telefônico.

f) Na festa, havia brigadeiro bala bombom beijinho sorvete suco e bolo.

2. Use a vírgula para separar palavras ou grupos de palavras que -


indicam tempo ou lugar no início da frase.
a) No ano passado eu e minha família acampamos na mata.
-
b) Lá na fazenda há um rio muito bonito.

c) Amanhã à tarde iremos ao circo. -


d) No meio da floresta havia uma onça feroz.

e) Naquela noite a chuva foi muito forte.


-
f) Ontem de manhã fomos à praia.
-✓

3. Use a vírgula para separar as ações de cada frase.


a) O cachorrinho acordou caminhou correu pelo quintal e brincou com
Juquinha.
-
b) Paulinho gosta de nadar andar de patins e brincar na pracinha.
c) Os jogadores chegaram reuniram-se fizeram o aquecimento e
começaram a partida. -
d) Andei de bicicleta brinquei de pega-pega e joguei dominó.

, ... -... '


:\ 7b I\
' ... _... ,
e) O leão correu saltou nadou caminhou pela floresta e depois descansou .
--
-
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

---- ---- -- -- ------- --------


REFLETINDO SOBRE A PONTUAÇÃO
1. Coloque a pontuação final desta anedota.

O professor pergunta D
- Mariazinha, onde é que ftca o Egito D
A menina pensa por alguns instantes e, depois, responde D
- Humm ... Eu não sei, professor, são os egípcios que devem saber D
(Anedota popular recontada por Adson Vasconcelos .)

a) O que o travessão, no início de algumas frases, indica?

b) O uso de reticências [J no texto indica:

D agitação ao falar D nervosismo

D breve interrupção da fala D espanto

2. Leia estas frases e reflita sobre o sentido que a


pontuação ajuda a construir.

@ Teresa quer brincar agora.


® Teresa, quer brincar agora?
a) Em qual frase há uma afirmação? _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __

b) Em qual frase há um questionamento? _ _ _ _ _ _ _ _ _ __


e) Em qua\ trase há uma pergunta direta à "Teresa? _________
d) Em qual frase não há certeza de que "Teresa quer brincar? - - - - - -
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

-------------- --- ------ ------ --


3. Qual a melhor pontuação para completar a frase abaixo? Sublinhe.

Vânia toma banho quente na bacia e sua mãe diz ela jogue água fria.

a) Vânia toma banho quente na bacia e sua mãe diz: ela jogue água tria.
b) Vânia toma banho quente na bacia e sua mãe diz ela jogue, água fria.
c) Vânia toma banho quente na bacia e sua. - Mãe, diz ela, jogue água fria.

4. Leia o texto a seguir.

Um homem morreu e deixou seu testamento sem


pontuação. No dia da leitura, descobriu-se que havia
quatro formas possíveis de pontuá-lo.

@ Deixo os meus bens à minha irmã? Não! Ao meu


sobrinho. Jamais será paga a conta do alfaiate.
Nada aos pobres.
-
® Deixo os meus bens à minha irmã. Não ao meu sobrinho. Jamais será
paga a conta do alfaiate. Nada aos pobres.

© Deixo os meus bens à minha irmã? Não! Ao meu sobrinho? Jamais! -


Será paga a conta do alfaiate. Nada aos pobres.

@ Deixo os meus bens à minha irmã? Não! Ao meu sobrinho? Jamais!


Será paga a conta do alfaiate? Nada! Aos pobres.

a) Quem é o herdeiro em cada um dos quatro itens?


-

© ® © ® -
b) O que imprime diferentes sentidos ao texto do testamento?

D os verbos utilizados D os substantivos utilizados


-
D a acentuação D a pontuação
-
, ... -. '
t\ 78 ~I
' . _... ,
NOME: _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

------- ---- ----- --------------- ' 1

ACENTUAÇÃO GRÁFICA 1
1
1

1. Circule apenas as palavras proparoxítonas.

-
'\,,,- mágico amável ótimo úmido táxi

'-- café vírus fantástico xícara jiló

sofá médico ninguém lágrima vatapá


'-

2. Anote as palavras do exercício 1 que são:

1 pa~oxítonas
ox1tonas

3. Acentue as palavras oxítonas, quando necessário.

anzol papel voce armazem domino

maracuJa jornal saci buque juriti

c1po fregues Jacare pastel esquimo

4. Acentue as paroxítonas, quando necessário.

orgão forum mesa regua balde


. .
tunel JOQUel lapis colo gente

dolar pedra eter planeta sensivel

5. Acentue os hiatos, quando necessário.

saida rainha saude moinho bau

faisca JUIZ cooperar bainha proteína

conteudo egoista juizes raiz viuva . -... '


,
: 7q ,~,
' ... _..
\
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_
-
----------- --- --- -- -- -- ---
ACENTUANDO -
1. Acentue as palavras e classifique-as em oxítona, paroxítona ou
proparoxítona.
-
a) rapido _ __ _ __ __ f) pessego _ _ __ _ __ _

b) album _ __ __ _ _ _ g) lingua _ _ _ _ __ _ __

c) benção _ __ _ _ _ __ h) jequitiba _ _ _ __ _ __

d) taxi _ _ _ _ _ __ __ i) polen _ _ _ _ _ _ _ __ -
e) ingles _ _ _ _ _ _ _ __ j) incendio _ _ _ _ _ _ __

-
, 2. Leia o trava-língua a seguir.
-
Você sabia que o sábio sabia que a sabiá sabia assobiar? -
a) Separe as sílabas das palavras destacadas no trava-língua e classifique-
-as em oxítona, paroxítona ou proparoxítona. -
--
b) Separe as sílabas da palavra você e classifique-a em oxítona, paroxítona
ou proparoxítona .
-
3. Circule a palavra que não é paroxítona.
-
límpida égua âmbar água história mesa .........

4. Circule a palavra que não é oxítona . -


'--
boné índio ananás André bibelô café
, . -. '
1 1 -
:ao~
\
' . _. ,
I --
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

TREINO ORTOGRÁFICO

1. Complete as palavras com m ou n.

- a) ca _ _ po f) bo _ _ ba k) co __ pra

b) gra __ po g) co __ de 1) ci __ to

e) po __ te h) bo __ de m) ta __ pa

d) sa __ ba i) re __ da n) mo __ ge

e) sa __ to j) ja __ tar o) pre __ sa bombom

2. Complete com -ês ou -ez.


a) fran _ __ f) maci _ __ k)flacid _ _

b) xadr _ __ g) rigid _ __ 1) japon _ __

e) estupid _ _ h) holand _ _ m) rapid _ __


d) chin _ __ i) burgu _ __ n) surd - - -

- e) marqu _ _ j) invalid _ __ o) fregu _ __


camponês

3. Complete com s ou z.
a) me __ ada f) co __ inha k) blu __ a

b) bra __ a g) rapo __ a 1) pesqui __ a

c)an __ ol h)dú __ ia m) ali _ _ ado

d) bele __ a i) ca __ arão n) atra __ o

e) pri __ ioneiro j) curio __ o o) defe __ a calabresa

4. Complete com s, ss ou ç.
a)o __ o d)a __ ude g) camur __ a j) palha __ o

b) admi __ ão e) cal __ ão h) to __ e k) bú __ ola

c) a __ obio f) impren __ a i) canaden __ e 1) pa __ oca


NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

-- -- ----------- ---- --- --- ---- --- , -


TREINO ORTOGRAFICO

1. Complete com g ou j. -
a) _ uitarra f) sar ento k) pedá_io
b) _ erimum g) laran_a 1) pa _ é
e) _ eito h) _ ente m) su estão
d) gen _ _iva i) su eira n) _esso tigela

e) sar _ eta j) _ iboia o) diri_ir

2. Complete com x ou eh.


a) gaú _ _ o e) borra _ _ a i) ca _ _ imbo
b) en __ arcado f) bo __ e__ a j) boli _ _ e

e) cai _ _ ote g) pei _ _ ana k) fa _ _ 1na


d) en _ _ urrada h) salsi _ _ a 1) la _ _ ante chafariz

3. Complete com e ou i. -
a) crân_
b) pass_
o
ar
f) pát_

g) d_
o
sfarce
k) aér_o
1) pr_ vilégio
--
e) sapat_ ar h) ent_ ado m) cr_ador -
d) cr_ atura i) camp_ ão n) pent_ar periquito

e) víd_ o j) d_ sigual o) náus_ a

4. Complete com o, 1ou u.


a) amênd _ a e) paste_ i) c_ ruja m) m_leque
b) ac_ dir f) jab_ticaba j) b_lacha n) pir_ lito
e) jab_ ti g) carnava_ k) c_elho o) rég _ a

.. -..' d) berimba_ h) botec_ l)g _ ela p) carosse_ -


:a2
\
,

' .. _. ,
I
~ -
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

--- --- ---- ------ --- --------------- '


TREINO ORTOGRÁFICO

1. Complete com s, ss, e, ç ou se.


a) de_ida g) can_ão m) demi _ ão
b) ta_a h) baga_o n) de _ isão
c) suce_o i) pi_ina o) ma_agem
d) ouri_o j) acré_imo p) di_ípulo
e) na_imento k) sumi _ o q) rena_er
caçarol a
f) ingre_o 1) ví_era r) fa_ínio

2. Faça como nos exemplos.


a) pequisa f-L~ h) canal _ _ _ _ __ __ _
~~ni+~r\::::
b) hospita 1 - ~ - - - - - - - i) drama _ _ __ _ _ __ _
c) análise _ _ _ __ _ __ j) sinal _ _ __ _ _ _ __ _
d) humano _ _ _ _ _ __ _ k) industrial _ __ _ _ _ __

e) fiscal _ _ _ _ _ _ _ __ 1) liso _ __ _ _ _ _ _ __

f) piso _ _ __ _ _ _ __ m) visual _ _ _ _ _ _ _ __
g) legal _ _ _ __ _ __ n) aviso - - - - - - - --

3. Complete com h quando necessário.


a)_úmido g) _ombro m)_omem
b) _oje h)_élice n) _ábito
c) _ontem i) _ istórico o) _abitação
d) _erva j) _orta p) _iena

e) _erbário k) _ávido q) _abilidade


herói
f) _erbívoro !) _amanhã r) _ aguaceiro
, . -... '
1
1 \
: 83 ~ ,,
1 ' .__,,
1
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ __ DATA:_/_/_

--- ---------- -- ---- ------- ---


\ LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO 1

ROMANCE
-
Você lerá um trecho extraído deste livro, cuja obra original foi elaborada
por volta de 1837, pelo escritor inglês Charles Dickens.

-.
-

-
--
Converse com os colegas.

a) Você conhece ou já ouviu falar da história de Oliver Twist? (Leia "Tuist")


-
b) Qual você imagina que deve ser o assunto principal deste livro? -
e) Que elementos da capa revelam que a história do livro ocorre em um
tempo antigo, passado?

d) Você sabe algo sobre essa famosa torre com relógio que aparece atrás
da personagem , à direita do leitor?

, ... -... '


e) Em quais ocasiões, atualmente, um menino usaria uma roupa como a
que Oliver está usando nesta cena da capa?
-
:a4~
\
' ... _... , I
NOME: -----------------,------- DATA:_!_!~

------ ---- ----- -- ----------


Oliver TwiGt

Chovia como um enxame de abelhas. As gotas caíam fortes, rápidas e ferozes


na cara de uma mulher grávida, que caminhava com dí-Aculdade pela escura estrada
de lama. Ao longe, ela enxergava a luz que vinha da Casa dos Pobres, uma antiga
instituição que servia de abrigo aos que não tinham lar.

Com dinculdade, a mulher começou a subir a colina, mas desmaiou antes de chegar
aonde queria. Era noite, mas relâmpagos iluminavam a estrada e o corpo dela no solo,
espetado pelos pingos da chuva . Ao vê-la assim desamparada, um homem que passava
a levou até o portão da Casa dos Pobres, ali perto. Tocou o sino várias vezes e foi embora.
Não queria se envolver, pensou, e, annal de contas.já tinha feito a sua parte. Logo depois,
um funcionário do abrigo veio e, ao ver a mulher, falou:

- Oque você quer'? Já estamos fecnados.


- Estou grávida. Acno que meu nlho vai nascer ainda esta noite. Por favor, acuda-me.
1
1 ,--- .....

- Hum. Está bem, entre rápido. ,: 85


11 ' ,..__.,,
- - - - - -- - - - - - -

NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

---------------- ------ ------ ---


Lá dentro a mulher foi acomodada pela
Senhora Thingummy, uma velha magra e um
pouco curvada [ .. .]. Com certa má vontade, ela
secou a mulher, trocou suas roupas e ajudou
o médico do orfanato a fazer o parto do seu
bebê. Assim que deixou o ventre materno, a
criança não emitiu som algum, pois estava
engasgada. O médico nada fez para salvá-la,
até que, sozinha, a criatura tossiu e começou
a berrar. Era o primeiro de muitos choros que
OliverTwistdaria na vida.

Seu choro acordou sua mãe, que desmaiara durante o parto. Com voz trêmula, pediu
para segurar o bebê. O médico colocou o pequeno Oliver em seus braços e ela o beijou no
rosto, com ternura. Em seguida, seus braços tremeram e ela fitou o médico com olhos ·--
desesperados. O médico correu para segurar o bebê antes que ele caísse. O rosto da
mulher perdeu a luz e seu corpo ficou imóvel. A senhora Thingummy e o médico tentaram
reanimá-la em vão. Ela estava morta. O médico reparou em suas mãos e ela não tinha
aliança de casamento.[...]

Assim que o médico saiu, a Senhora Thingummy colocou os olhos no belo medalhão que
--
a morta tinha sobre o peito [ .. .]. Sem hesitar, a mulher tirou a joia da morta. Oliver chorava
pela segunda vez na sua curta vida e o Sol começava a nascer do lado de fora da Casa dos
-
Pobres, naquela cidade pequena e fria [ .. .].
-
Oliver passou seus primeiros dez meses de vida lá mesmo, na Casa dos Pobres, onde
nunca recebeu carinho nem afeição. Seus raros sorrisos ficavam por conta de uma
-
mamadeira fria e mal preparada que lhe enfiavam goela abaixo quando ele chorava muito e
alguém por acaso escutava. -
Depois desse período, Oliver foi transferido para um anexo da Casa dos Pobres onde
viviam cerca de vinte e cinco garotos [ .. .]. Para melhor controlá-los, a Senhora Mann,
chefe do abrigo, reduzia ao máximo a quantidade de comida de suas refeições. É certo
também que ela desviava boa parte do dinheiro que seria destinado ao vestuário, higiene
e educação dos jovens [ ...] como consequência disso, os garotos estavam sempre fracos,
doentes, sem ânimo, malvestidos e sujos.
-
. -...' (Charles Dickens. Oliver Twíst. São Paulo: Rideel, 2010, p. 2-3 .

{86~
\
,
' ... _.. , I
Adaptação de Rodrigo Espinosa Cabral. Coleção Aventuras Grandiosas.)
-
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

---- ----- --- --- -- ---------------- -


1. O que você sentiu ao ler este trecho do livro?
' 1

2. O que significa a expressão "chovia como um enxame de abelhas "?


'-·

3. De acordo com o texto, o que era a Casa dos


Pobres?

4. Recorde este trecho: "Com dificuldade, a mulher começou a subir


colina, mas desmaiou antes de chegar aonde queria".
a) Por que a mulher grávida começou a subir a colina justamente naquela
noite de tempestade?

b) Quantas vezes, de acordo com o texto, a mulher desmaiou naquela noite?

c) Em sua opinião, por que a mulher grávida desmaiou naquela noite?

5. Se o texto fosse de um tempo atual, qual palavra poderia substituir a


palavra sino em "tocou o sino várias vezes e foi embora"?

6. Em que parte do dia a mãe de Oliver faleceu?


D manhã D tarde

D noite D madrugada
:\ 87 ~I
.
, ... - '
' . _... ,
- ---------

NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_ --
7. Numere de 1 a 7 na ordem em que estas personagens aparecem no -
texto.
D Senhora Thingummy D Oliver Twist
-
D funcionário que abre a porta D médico do orfanato

D homem que ajudou a mulher grávida D mãe de Oliver

D Senhora Mann

8. Recorde este trecho: 0 médico reparou em suas mãos e ela não


11

tinha aliança de casamento".


a) A quem o pronome usuas" se refere?

b) Que sentido pode ser atribuído ao trecho destacado acima? -


1
.1
--
9. Ao ler o trecho que foi reproduzido da obra, provavelmente, com
quais impressões o leitor fica a respeito: -
-
da mãe
de Oliver? -
da Senhora
Thingummy?

do médico
do orfanato?
--
da senhora
Mann?
.
.

:aa~
\
' ,
, -, '
,_ . I --
NOME: _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_
---- ---- -- ------ ------------
1O. O que o leitor pode deduzir quanto à sequência da história e da vida
de Oliver lendo o trecho a seguir?
"Era o primeiro de muitos choros que Oliver Twist daria na vida ."

11. Oliver foi bem tratado nos dez primeiros meses de vida? Explique.

12. Ainda bebê, Oliver foi transferido para um anexo da Casa dos Pobres.
a) Qual idade Oliver tinha quando foi transferido para o orfanato?

b) Com quem Oliver foi morar?

c) Quem era a responsável por esse lugar?

d) Como a responsável pelo orfanato agia e com qual finalidade?

e) Qual era a consequência desse modo de agir?

Leia o livro Oliver Twist e descubra como continua a história. Oliver vive muitas
aventuras e dificuldades. O final da obra é surpreendente.
..- .
:, aq ' ~
' ... _. ,
\ I
NOME: _ _ __ _ __ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

------------- ------ ------ ---- ---


1 PRODUÇÃO DE TEXTO
-
RESENHA DE LIVRO -
Leia a resenha do livro Oliver Twist.

Oliver Twíst é a histór ia de uma cr ia nça que,


apesar da miséria, do abandono e das desventu ra s
que vive, não se deixa corromper. Oliver vive seus
primeiros anos em um orfa nato cheio de pessoas
perve rsas que o maltratam .
Ai nda cria nça, é retirado do orfanato, passando
a ser explorado como t rabalhador. Em seguida, o
menino vai para Londres e, lá, se envolve com um
gru po de crianças delinquentes. -
Por muito t empo, Oliver é vítima de maus-tratos
e inj ustiças, até que con hece pessoas que passam
a acred ita r no bom caráter do men ino.
O desfecho s urpreendente dest a história e as mudanças na vida do
garoto só conhecerá quem ler esta fascinante obra. -
Agora , em uma folha à parte, você irá produzir a resenha de um livro. Pode
ser de um livro que você já leu ou de um que está lendo. --
Resenha é um texto que relata resumidamente as ações de um livro, de um -
filme , de uma peça teatral etc.
O texto da resenha deve ir "direto ao ponto", ou seja, deve ser objetivo,
sem , no entanto, ser superficial. Também não deve conter opiniões pessoais
como " não gostei do livro .. . ".

Para compor sua resenha , siga estes passos:

1. Identifique a obra, informando nome do livro, autor, editora.


2. Descreva o conteúdo da obra, narrando as principais informações,
sem revelar o final da história.
. -. '
, 3. Recomende a obra ao leitor, encorajando-o a ler o livro .
:qo~'
\
' . _. ,
NOME: _ _ __ _ _ __ __ _ _ __ DATA:_!_!_

------ -- --- --- ---- ---------- - -


1 LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO 1

POEMA

lsmália
Quando lsmália enlouqueceu,
pôs-se na torre a sonhar...
Viu uma lua no céu,
viu outra lua no mar. cr
No sonho em que se perdeu,
banhou-se toda em luar...
Queria subir ao céu,
queria descer ao mar...

E, no desvario seu,
na torre pôs-se a cantar...
Estava perto do céu,
estava longe do ma r...

E como um anjo pendeu


as asas para voar...
Queria a lua do céu,
queria a lua do mar...

As asas que Deus lhe deu


ru-Aaram de par em par...
Sua alma subiu ao céu,
--· seu corpo desceu ao mar...

(Poema de Alphonsus de Guima raens, poeta bras il eiro que viveu de 1870 a 1921.)
..
, ... - '
: q1 ~'
\
' . _... ,
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

----------------- -- --- -- -- ---- ----


-
1. Para melhor compreender o poema, pesquise no dicionário o sentido
destas palavras e anote.

desvario -
rufiar

pender

2. Que palavra do primeiro verso caracteriza o estado mental e


psicológico da personagem lsmália no período retratado no poema?

• 3. Em que local a personagem ficava? Este local era longe ou próximo ao


mar? -
4. Recorde a terceira estrofe do poema. Estrofe é cada conjunto de versos.

--
a) Que verso dessa estrofe revela que lsmália não vivia mais a realidade,
pois estava envolvida e perdida em suas fantasias?

b) Nesta etapa do poema, o que lsmália fazia enquanto estava na torre?


-
5. Na verdade, o que era a Lua que lsmália via no mar?

-
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

6. Ao longo do poema, lsmália deseja coisas impossíveis de serem


realizadas ao mesmo tempo. Cite um desses desejos de lsmália.

7. O uso de antônimos no texto é uma das formas de o poeta mostrar


esses desejos impossíveis. Apresente dois pares de antônimos
presentes no poema.

8. Retome a penúltima estrofe. Descreva


que ação lsmália realizou nestes versos:

"E como um anjo pendeu


as asas para voar..."

9. Releia a última estrofe.


a) Descreva que ação lsmália realizou nestes versos:

''As asas que Deus lhe deu


Ru-Aaram de par em par..."

b) Na verdade , o que eram "as asas que Deus lhe deu"?

, . -. '
:q3~
\
' . _. , I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA·._{_{_

, - - -------------- -------- ------- -


10. Com base nos versos abaixo, o que aconteceu a lsmália, ou seja,
qual foi o final da personagem?

"Sua alma subiu ao céu,


seu corpo desceu ao mar... "

-
-
11. O poema "lsmália" trata de dois lados do ser humano: o corpo e a
alma .
-
a) Copie os dois versos que mais explicitam isso.

b) De acordo com o poema, no final, onde ficou o corpo de lsmália?

c) E a alma de lsmália , onde ficou, segundo o poema?

12. Quais palavras usadas no texto se relacionam com o mundo


espiritual, com a religião? -
-
1
13. Quais palavras do poema rimam entre si?

.
, ... - .
:\ q4 I~
.
. _... ,
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

---- ---- ----------- -·-----


( PRODUÇÃO DE TEXTO 1

POEMA

Use o banco de palavras abaixo para preencher as lacunas e dar sentido a


este poema.
Caso a palavra faltante esteja no final do verso, observe que, em cada
estrofe, o primeiro verso rima com o terceiro . Já o segundo verso rima com o
quarto.
Use lápis para ir preenchendo o poema. Desse modo, se resolver trocar a
palavra, poderá apagar. Use a caneta apenas no final , quando já tiver certeza
da posição de cada palavra no poema.

crianças sorte pomares berços

dores vida parte festas

As flores
Deus ao mundo deu a guerra,

a doença, a morte, as _ _ _ _ _ _ __

mas, para alegrar a terra,

basta haver-lhe dado as flores.

Umas, criadas com arte.

Outras, simples e modestas.

Há flores por toda a _ _ _ _ _ _ _ __,

Nos enterros e nas - - - - - - - - -

, ... -... '


:q5~
' ... _... ,
\ I
DATA:_(_ (_

--------------- ---- --- ----- --


Nos jardins, nos cemitérios,

nos pau is e nos ___ _ _ _ __ _,

sobre os jazigos funéreos,

sobre os _________ e os altares,

Reina a flor! Pois quis a _ __ __ _ __

que a flor a tudo presida,

e também enfeite a morte,


modestas: humildes

pauis: pântanos , charcos


-
assim como enfeita a - - - -- -- - ~ jazigos funerários:
sepulturas , túmulos
-
Amai as flores, crianças! esplendor: brilho intenso

Sois irmãs nos esplendores,

porque há muitas semelhanças

entre as _________ e as flores ...

(Poema de Olavo Bilac, um importante poeta brasileiro que viveu de 1865 a 1918.)

......

.. -... '
,
fqb~
\
' ... _.. ,
I
NOME: DATA:_!_!_
------------------
----- ----- ---- --- ------ -------·- . •
..

f LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO f

ROMANCE
O seminarista
O menino Eugênio morava na fazenda do pai, no interior de Minas Gerais. Eugênio
convivia com Margarida, uma menina que morava com a mãe em uma casinha
emprestada nessa mesma fazenda.
Do convívio de Eugênio e Margarida, surgiu uma forte amizade.

1
l

1
1 ,.
1 e

Era uma bela tarde de janeiro. Dois meninos brincavam à sombra das árvores: um
rapazinho de doze a treze anos e uma menina, que parecia ser pouco mais nova do
que ele.
A menina era morena, de olhos grandes, negros e de corpo esbelto.
O rapaz era branco, de cabelos castanhos e olhar meigo.
A menina, sentada sobre a grama, estava fabricando um ramalhete de fiares
silvestres, enquanto o menino agarrava-se como um macaco aos galhos das árvores
e fazia mil piruetas para diverti-la.
Perto deles, umas três ou quatro vacas e alguns bezerros pastavam, comendo
capim tranquilamente.
- Vamos, Eugênio, é tarde\ Vamos tocar as vacas. ' ,,- ... ,
i: q7'
1 \
1 ' .__,, '
----~

NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_ /_

----- ----------- ---- ---- ------ ---


Vamos, Margarida! - disse Eugênio, dando um salto. E ambos foram ajuntar as
poucas vacas que ali pastavam.
- Margarida, você já sabe que eu vou embora?
- Você vai embora?! -
surpresa .
disse Margarida com -
Congonhas do Campo:
- Vou, Margarida, você ainda não sabia? cidade de Minas Gerais

- Eu não! Ninguém me contou nada. Para onde é


que você vai, então?
-Vou para o estudo, Margarida. Papai e mamãe querem que eu vá estudar para
padre.
- Ah! Meu Deus! Que ideia! E é muito longe esse estudo?
- Eu sei lá! Eles estão falando que eu vou para Congonhas.
- Congonhas! Ah! Já ouvi falar nessa terra, não é onde moram os padres
santos? Ah, meu Deus, isso é muito longe!
- Mamãe até já mandou fazer batina . E quando eu for padre, você irá assistir a
minha primeira missa, não irá, Margarida?

-
-

-
-
Está bem! Está bem! Agora me conta, Eugênio, quando é que você vai embora?
No mês que vem.
-
- Ah! Meu Deus! Mas tão depressa? Você não -Acará com saudade de mim?
. -...'
,
:qa ~
\
' ... _. , '
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

- Claro ... muita, muita saudade, Margarida: Quando penso nisso flco tão triste,
que me dá vontade de chorar.
- E eu, pobre de mim! Vou flcar tão sozinha! Com quem é que eu vou brincar daqui
em diante?

·--- De repente, os meninos -Acaram quietos e silenciosos, olhando a paisagem com


tristeza. [ ...]
Na véspera do dia em que tinha de partir para o seminário de Congonhas do
Campo, Eugênio, que tinha ido à casa de Margarida para se despedir dela, demorou-
-se mais do que de costume. Foi preciso mandar buscá-lo. Foram achá-lo debaixo das
árvores, abraçado com Margarida. Ambos choravam .

~-

Tristes, nem perceberam que a noite vinha chegando. Eles ficariam ali chorando
até o amanhecer, se alguém não os encontrasse.
(Bernardo Guimarães. O seminarista) [adaptado]

O livro O seminarista foi publicado pela primeira vez em 1872.

, ...- . '
: qq \
\
. _..., I
D~T~·- _ i _ i _

------------ -- ----- ---- ------


1. Leia o significado destas palavras.

Seminarista·.
Seminário: 1. instituição para formação de
aluno interno de
padres 2. congresso cientí-Aco ou cultural 3.
seminário que estuda
exposição e debate promovido por um grupo
para ser padre.
de alunos sobre um determinado tema.

a) Qual dos sentidos da palavra seminário se aplica ao texto?

b) Por que o título do livro é O seminarista?

2. Preencha esta ficha sobre o texto lido.

Personagens principais

Local onde ocorreu

Quando aconteceu

3. Que complicação as personagens do texto tiveram de enfrentar?

-
4. Por qual motivo Eugênio iria estudar para se tornar um padre?

D Por desejo próprio

D Para não cuidar mais das vacas

D Por ordem dos pa is dele

,
:100
,__
1

... -.... ' 1'


~•
t
O Para sa ir de casa
\ ,' 1
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

---- ----- ---- ---- ----------- -----·


5. No final do texto, por que Margarida e Eugênio estavam abraçados e
, chorando debaixo das árvores?

6. O texto que você leu é apenas um trecho do livro O seminarista e, por


isso, não apresenta desfecho, ou seja, o final da história.
a) Como você imagina que será a vida de Eugênio no seminário e a de
Margarida na fazenda, após a partida?

b) Como você imagina que esta história acaba?

7. Quando um(a) amigo(a) querido(a) parte , sentimos muito a falta


dele(a). Converse com os colegas a esse respeito.
a) É possível amenizar essa saudade? De que modo?

b) Como manter contato com o(a) amigo(a) mesmo a distância?

c) Conviver com outros amigos ajuda a amenizar a falta do(a) amigo(a) que
partiu? Explique.

d) Você já viveu uma situação


de despedida e separação
de um amigo ou de uma
amiga do mesmo modo
que Eugênio e Margarida
viveram? O que você fez?

..
, ... - '
: 101 ~
\
' . _... , I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ Df\T/1.:. _ ( _ ( _

--------------- ----- ----- ---- ---


, \ PRODUÇÃO DE TEXTO 1
-
CARTA PESSOAL E ENVELOPE -
Quando um amigo vai morar em um lugar distante, podemos amenizar a
saudade e obter notícias dele, trocando correspondência. -
A carta abaixo é um exemplo de correspondência entre amigos.

J Local e data 1

Sa ud açã o
Eugênio é o
destinatário

1Thu, ~ ' J _ , ~ ~ ~ J _ , ~ ~
krrTu o_L 'n.,0' J~,l/T T U . . f ~. ~ J_,~

~?

~ ~ ~rrulw, J.,lL ~ -
.......
Mensagem, ~~ OA; 'TTU../~/TTU).~ ~ , rrTU)Ã;

assunto(s)
~ J _ , ~ ~ ' 1 - U , ~ J_, ~ ( f f i ; ~ - "-

t ~~~ f\Y0U r
~- r
~(ffi; ~

~ iwn.k... -
......
~ ~~ ~ Q.; ~ ~ - ......
~~ ~ rm_,rnlw_, ~~ ~ v 'n,OÀ;
~

~ J;-~ ~ J_,
o
e
ia.mia_, ~ - -~
no
ro
CJ

Despedida e
llmu ~ , o
ai
~
ro

~
~
assi natura

. -...'
,
:102\
\
' . _. ,
I
NOME: _ ______________ DATA:_/_/_

----- ---- --- ---- -----------------


Os elementos indicados ao lado da carta são elementos que não podem
faltar neste tipo de correspondência.
Agora é a sua vez! Escreva uma carta para um(a) amigo(a) ou parente que
mora em outra localidade. Não se esqueça de incluir os elementos que fo ram
apontados na lateral da carta escrita por Margarida.
Para planejar a carta, preencha este quadro.

Nome do(a) amigo(a)


para quem vou escrever

Principais assuntos
da carta

Quando terminar, releia a carta e verifique se a linguagem está de fácil


entendimento e se não há erros de grafia.
Após apresentar a carta ao professor, peça a ajuda de um adulto de
sua família e envie a carta pelo correio. Veja o modo como se preenche
o envelope no qual você colocará a carta que escreveu e despachará via
correio.

frente do envelope verso do envelope

~~~
Run, ci,Q, PJ.,rrJlw..,, 9 9
~
CEP 11111-111
-SP D
1Tló.n.c.w,~J,u,~
Ru..o.,~_12
~-BA
CEP 444 44-444

Nome e endereço do Nome e endereço do remetente


destinatário (quem receberá a (quem envia a carta)
carta)

.
, ... - '
:1 0 3~
\
.
' _... , I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ _ DATA: _ f _ f _

----------- --- ---- -- ---- ----


1 LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

CONTO
-
Marco Apolino e Marco Polo
-
Eu me chamo Marco Apolino e tenho nove anos. Deram-me esse nome ridículo só
porque nasci no dia 5 de setembro, acredita? Dia de Santo Apolino, olha o azar! Senão
teriam me batizado só de Marco, igual ao meu tio, irmão do meu pai. Ou de Marco Antônio,
Marco Aurélio, Marco qualquer coisa ... Morro de vergonha quando descobrem. Ainda bem
que pouca gente sabe. Só quando minha mãe -Aca brava é que me chama assim: ....
- Marco Apolino, volte para a cama! Enquanto a febre não baixar você não pode
sair. Quer pegar uma pneumonia?
Estou com uma gripezinha de nada e ela já pensa em pneumonia . Mãe é assim ...
Faz t rês dias que não saio do quarto. Cansei de ver tevê. Ontem o tio Marco veio me
visitar e me trouxe um presente. Um livro enorme, de um tal de Marco Polo.
-Você vai adorar, xará! - ele disse. - Esse italiano foi o maior viajante da Idade
Média. Viajou de Veneza à China por terra, andou pela Ásia, Japão, Índia, conheceu
países exóticos do Oriente. [ ... ]
-
Pensa que Marco Polo viajou de avião, xará?- ele insistiu, -Angindo não reparar no
meu desinteresse. - Naquele tempo não havia carro, nem rádio, nem navios seguros
· e velozes. A condução era cavalo, camelo ...
Foi me dando um sono!
Eu tinha tomado remédio
para febre e comido um prato de
--
macarrão instantâneo. Adoro
macarrão instantâneo, posso
comer todo dia que não enjoo.
Ontem estava sem fome e sobrou
-
um pouco. Deixei o prato com os
restos no criado-mudo, o livro
rolou sobre as cobertas e caiu no
chão. Nem vi tio Marco sair, pois
apaguei completamente.
\,..
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

Não sei quanto tempo dormi. Aliás, estava dormindo ou delirando? Pois de
repente ... Que susto! Um carinha loiro de uns dezessete anos, vestindo uma calça de
veludo de montaria e uma túnica de seda branca, surgiu do nada ao lado da minha cama
e perguntou, com forte sotaque italiano:
- E aí, Marco Apolino? O espaguete estava bom?
Custei a entender que ele se referia ao prato com o resto de macarrão
instantâneo.
- O que quer? - sussurrei, sonolento.
Está fazendo pouco da minha história, não é? Se não fosse por mim, não estaria
comendo esse macarrão hoje!
- Quem é você?
Ele deu uma risada simpática e me estendeu a mão.
- Marco Polo, muito prazer. Aquele do livro que você jogou longe.
Só por educação apertei a mão estendida. Ele continuou:
- Fique sabendo que quem trouxe o macarrão da China para o Ocidente, fui eu,
ouviu? O macarrão e várias outras coisas ...
- É mesmo? Faz tempo?
- Sete séculos, mais ou menos. Nasci em 1254. Tenho setecentos e tantos
anos a mais que você. [ ... ]
(As viagens de Marco Polo. São Paulo: Rideel , 2006, p. 2-3.
Adaptação: Isabel Vieira. Coleção Aventuras Grandiosas.)
. -... '
,
:1os~
\
' ... _. ,
I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA·. _ f _ f _

, ·- -------------- -------- ------ --


1. Por qual motivo a personagem Marco Apolino recebeu esse nome?

-
2. A personagem demonstra gostar do próprio nome que recebeu?
Explique. -
-
3. De acordo com o texto, muita ou pouca gente conhecia o nome
composto da personagem? Explique com um trecho do texto .
-

4. De quais personagens citadas no texto o leitor não fica conhecendo o


nome?
-
5. Record e este trecho:
"Estou com uma gripezinha de nada e ela já pensa em pneumonia."

a) A quem se refere o pronome ela nesse trecho?


-
b) Ao usar o diminutivo para a palavra gripe, a personagem: -
D intensifica e amplia a sua má condição de saúde.

D ameniza a doença que o acometeu.

.. -..'
,
!106~
\
' .. _. ,
I
D demonstra que está muito adoentado .
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

---- ----- ----- -- ---------------


6. Por que a mãe do menino quer que ele permaneça na cama?

7. Qual o nome do aparelho que é usado para medir o estado febril


de uma pessoa?

D anemômetro D estetoscópio

D hidrômetro D termômetro

8. Em que trecho do texto Marco Apolino se dirige diretamente ao leitor?

D ''Que susto 1"

D "Morro de vergonha quando descobrem ... "

D "Foi me dando um sono!"

D "Deram-me esse nome ridículo só porque nasci no dia 5


de setembro, acredita?"

9. Marco Apolino havia feito uma refeição balanceada e nutritiva com


variedade de alimentos? Explique.

1O. Qual presente Marco Apolino ganhou? Quem o presenteou?

11. Por que o tio do menino usa a palavra xará para se referir ao sobrinho?

, ... -... '


:107~
' ... _... ,
\ I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

----------- --- --- -- ------- --


12. Recorde esta frase do texto e pinte o criado-mudo.
"Deixei o prato com os restos no criado-mudo .. :·
o ~
e
-~ "ã3

© 00
(O
e..'.)
o
ai
D....
<(
o

-
ai
~ "ê
Q)
2"' (/)

-..
~

o U)
e
-~
Q)
> ......
© 00
(O
e..'.)
o
® <(
~
-~
ai o
t'. 2
(O (O
2 ]!
e
(O
o '\>o

13. "Nem vi tio Marco sair, pois apaguei completamente". Explique o


que significa a palavra grifada no contexto desta frase.

14. Que fato sobrenatural acontece no texto? ......


.......

15. Que trecho do texto explicita que a personagem tem dúvida se esse
-
fato sobrenatural realmente aconteceu?

16. Qual era a nacionalidade de Marco Polo?


--
.
, ... - '
{108\
\
' . _...,
I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_ /_

\...
----- --- -- ----- ------------ ------
17. Marco Polo diz: "Está fazendo pouco da minha história, não é?". o
que significa a expressão destacada?

- 18. De acordo com o tio de Marco Apolino, quais eram as formas de


transporte na época de Marco Polo?

19. Lendo o texto, compreendemos que Marco Polo era:

Dum fugitivo que se refugiava em diversos países do Oriente.

Dum pirata que atacava embarcações dos povos orientais.

D um viajante aventureiro que percorria grandes distâncias.

20. Lendo o texto, compreendemos que Marco Polo viajou da Europa


para qual continente?

21. De acordo com o texto, entendemos que o


macarrão é uma invenção ocidental, criada
na Itália? Comente.

22. Como você imagina que continua a história de Marco Apolino?


Conte aos colegas.

23. Observe um mapa-múndi ou um globo terrestre e verifique os locais


por onde Marco Polo passou que foram citados no texto.

, ..- ...'
:1oq~
\
' ... _. , I
NOME: _ _ __ _ _ _ _ _ _ _ _ __ D~T~-- _ f _ f _

----- ------- -- ----- ------- --


l PRODUÇÃO DE TEXTO 1
BIOGRAFIA
-
Você irá realizar uma pesquisa sobre Marco Polo para conhecer melhor
sobre a vida e as aventuras vividas por este importante e destemido viajante
do século XI 11.
-
Depois, com as informações obtidas, você escreverá a biografia do italiano
Ma rco Polo. Faça assim :

1. Anote resumidamente as informações mais relevantes sobre a vida de


Marco Polo , tais como:
• local e data de nascimento;
• ano de morte ;
• locais para onde viajou;
• por qual motivo ele realizou essas viagens;
• o que ele realizou nos locais para onde viajou;
• quanto tempo durou ca da viagem;
• qual era a profissão de Marco Polo;
• outras informações. Marco Polo

2. Se for possível , obtenha uma gravura em que Marco Polo aparece.

3. Agora, em uma folha à parte, com base nas informações obtidas,


escreva a biografia de Marco Polo.

Biografia é o relato dos principais fatos da vida de uma pessoa. -


4. Cole na biografia a imagem obtida.

5. Leia para os colegas sua produção textual e ouça com atenção o texto
que eles escreveram. Depois, deixe seu texto exposto no mural da
-
. -. '
, sala .
:110~
\
' . _. ,
I
,.___.
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_
---- --- ----- ------- -------
\....
1 LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO 1

FÁBULA

A gralha e as pombas

Todo dia, do alto de uma árvore, a gralha observava um pombal e percebia que o
fazendeiro cuidava muito bem das pombas, alimentando-as com farta ração.
Tomada de inveja, a gralha pintou-se de branco, para se disfarçar, entrou no
pombal como se fosse do bando e passou a imitar o som que as pombas faziam.
Durante algum tempo, as pombas não reconheceram a intrusa e a tomaram como
uma irmã, admirando-a. A gralha fartou-se o quanto pôde comendo a ração que al i
era servida fartamente.
No entanto, certo dia em que se esqueceu do seu papel e, movida por s ua
natureza, gritou como uma gralha que era; as pombas não a reconheceram e, com
fortes bicadas, expulsaram-na à força do pombal.
Sabendo que não poderia mais comer da deliciosa ração das pombas, então,
voltou a-Aíta para a torre da
igreja, que era o local onde
vivia com as outras gralhas
antes de se disfarçar.
Porém, ao retornar, suas
antigas companheiras
também não a reconheceram
sob aquela plumagem branca
e ela foi expulsa da torre.
\.._ Desse modo, a gralha
passou a viver sozinha,
enfrentando grande
di-Aculdade: abandonada, sem
abrigo e sem alimento.

(Fábula de Eso po, reco ntada por Adson Vasconcelos.)

, . -. '
:\ 111 ~
' . _. , I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ _ __ DATA:_(_ (_

·- ·- --------------- -- ------- ------ --


1. Que palavra do texto demonstra o que a gralha sentia em relação às
pombas? -
-
2. O que levava a gralha a ter esse mau sentimento?

3. Onde e com quem vivia a gralha antes de executar seu plano?


-
4. O plano da gralha deu certo? Por quê?

5. Por que as antigas companheiras também não aceitaram mais a gralha?

, 6. Ao ser expulsa do pombal, a gralha ficou aflita. O que é "ficar aflito(a)"?

7. Sublinhe as frases que servem como moral da


fábula lida.
a) Quem tudo quer nada tem.

b) Deus ajuda quem cedo madruga.

c) A pressa é inimiga da perfeição .


-
d) A cobiça não leva a nada.

e) Cavalo dado não se olha os dentes.

f) Devemos nos contentar com os nossos próprios bens .


. -..'
, g) Água mole em pedra dura tanto bate até que fura .
: 112 ~
\
' . _. ,
I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - :. - .: -
'1
1 PRODUÇÃO DE TEXTO

FÁBULA
1
1
COLETANDO E CONTANDO UMA FÁBULA 1

Pesquise na internet ou em livros uma fábula bem interessante para contar


aos colegas. Faça assim:

1. Leia várias fábulas e selecione a mais interessante.

2. Escreva a fábula e faça um desenho para ilustrá-la.

3. Leia a fábula várias vezes para aprendê-la.

4. No dia combinado com o(a) professor(a) , leia ou conte a fábula para


os colegas. Depois, pergunte a eles qual é a moral da fábula e quais
ensinamentos aprenderam com a fábula lida.

Use o espaço abaixo para rascunhar a escrita da fábula. Depois, passe


para uma folha definitiva.

1
1 , . , - ... ,
1
fll 3 ~'
'
1 \
,,_ ... ,
1 "
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA: _ ( _(_

, ----------------- --- --- ----- -----


~ 1 LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO 1

LENDA INDÍGENA
-
Lenda da erva-mate
-
As terras de uma tribo guarani tornaram-se fracas para o plantio e todos se
-
mudaram para outro lugar, exceto um índio muito idoso que já não tinha mais forças para
caminhar. Cheia de compaixão, lari, sua -Alha mais nova, recusou um pedido de casamento
para não abandonar o pai e decidiu -Acar.

Dia e noite, lari permanecia -Arme e dedicada, cuidando do pai que, de tão fraco,
quase não conseguia mais levantar da rede e caminhar.

Certa tarde, pouco antes do anoitecer, essa rotina foi quebrada, pois apareceu
por ali um viajante solitário que
solicitou hospedagem por uma noite. _

lari e o pai o receberam com


muita hospitalidade e gentileza. A
moça ofereceu a ele todos os frutos
e mel que havia em casa, e o velho
cedeu a rede para que o viajante nela
dormisse.

Na ma nhã seguinte, antes de


partir, o viajante revelou que, na verdade, era um enviado do deus Tupã e, como
recompensa pelos cuidados, entregou a eles uma planta até então desconhecida dos
indígenas: a erva-mate ou caá.

O velho indígena tomou o chá de erva-mate e rapidamente recuperou as forças


co mo na época em que era um jovem guerreiro.

O en viado, então, transformou lari em uma divindade protetora dos ervais e seu
nome mudou para Caá-lari. Graças à generosidade de lari, todos os povos indígenas
-
puderam conhecer a erva-mate e passaram a tomar de seu chá, tornando-se mais
fortes e felizes.
(Adson Vasconcelos. Oficina do folclore : culturas brasileira, indígena e afro-brasileira.
São Paulo: Rideel, 2010. p. 14. volume 2: lendas e contos populares)

, . -... '
:114~
\
.
' ... _ , I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

---- --- ------ ---- ----------


1. Quais personagens principais aparecem no texto? De qual delas
ficamos sabendo o nome?

2. De acordo com a lenda, qual palavra indígena nomeia:


a) o deus dos indígenas tupi-guaranis?

b) a erva-mate?

'-
'- 3. Toda a tribo de lari havia mudado para outras terras.
a) Por qual motivo ocorreu essa mudança?
\....

b) Por que o pai de lari não se mudou com a tribo?

c) O que você achou da atitude de lari, que recusou se casar ou se mudar


para não abandonar o pai dela? Comente.

4. Os adjetivos abaixo foram usados no texto. Anote I quando o adjetivo

•D •
se referir a lari e P quando se referir ao pai de lari.


idoso Dnova firme

dedicada fraco O velha

5. De acordo com o texto, lari teve compaixão do pai. O que é


compaixão?

.
, ... - '
:115\
\
' . _. , I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DAíA:_/_/_

------------ ----- ---- ---- ---


6. Qual era a função do pai de lari na tribo guarani antes de ele
envelhecer?

7. Segundo o texto, lari e o pai dela foram hospitaleiros com o viajante.


Pesquise e anote o sentido da palavra hospitalidade.

8. Quem era, na verdade, o viajante acolhido na casa de lari?

9. Quais foram as gentilezas que lari e o pai dela fizeram para o


hóspede? De que modo ele retribuiu?

1O. No final do texto, o que aconteceu com estes personagens?

1 ~:i de lari 1

11. Marque V para verdadeiro e F para falso quanto ao final da lenda.


D O pai de lari rejuvenesceu e voltou a ser um jovem guerreiro.

D lari tornou-se uma jovem guerreira.


-
D lari e o pai guardaram o segredo e apenas eles passaram a usar a
erva-mate.

D O pai de lari apenas recuperou as forças, mas continuou idoso.

D lari tornou-se uma divindade protetora dos erva is.

. -. '
,
t 116 '~
\
' . _. ,
D Todos os outros povos indígenas passaram a usar a erva-mate .
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

------ -- -- --- --- -------------


\ PRODUÇÃO DE TEXTO

COLETANDO UMA LENDA INDÍGENA

Pesquise na internet ou em livros uma lenda indígena. Depois,


reescreva-a, usando uma redação própria, isto é, sem copiá -la.

Quando o(a) professor(a) solicitar, conte a lenda aos colegas da sala.

Lenda - -- - - - - - - - -- - - - - - - - - - -

. -...'
,
:1171
\
' ... _. ,
I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_/_/_

------------- ---- ----- ---- ---- -


1 LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO 1

CONTO POPULAR
-
Sopa de pedras
Pedro Malasartes era um homem muito astuto. Certo dia,
passando por uma cidade, ele ouviu a conversa de algumas pessoas
em um bar que falavam sobre uma velha avarenta que morava naquela
cidade e fez uma aposta de que a velha daria de bom agrado uma
porção de ingredientes para ele preparar o almoço.
Rindo e duvidando, todos aceitaram a aposta.

Pedro Malasartes bolou um plano e foi para a frente da casa da


tal avarenta. Lá, acendeu uma pequena fogueira com gravetos em
torno de quatro pedras e, sobre as pedras, colocou um caldeirão
cheio de água.

A velha -Acou tão curiosa que, após algum tempo, foi até o portão. Malasartes
aproveitou para tirar umas pedrinhas lavadas do bolso e jogou dentro da panela.
- Moço, o senhor está cozinhando pedra?

- Olá, minha senhora! Sim, estou fazendo sopa de pedras, mas é que elas são
' mágicas. Dão uma sopa deliciosa.

- Nunca ouvi falar de sopa de pedras. E dá pra comer essa sopa, meu senhor?

- Claro, dona! É uma sopa deliciosa ... pena que está me faltando um pouco de
tempero, mas, se a senhora puder me arranjar, eu lhe dou metade da sopa.

Curiosa com tudo aquilo, a velha entrou e trouxe tempero. Malasartes jogou tudo
dentro do caldeirão, mexeu bem e disse:

- Puxa, mas a sopa está -Acando ótima, só falta uns pedacinhos de carne ...

Ainda mais curiosa, a velha buscou e forneceu os pedaços de carne. E, assim, ele
foi pedindo outros ingredientes e, tomada de curiosidade, a velha foi atendendo a
cada pedido dele.

Enquanto isso, os outros apostadores, sem acreditar, assistiam a tudo,


. -. '
,
escondidos atrás de umas árvores em um terreno vazio do outro lado da rua. Foi
:11a\
\
' . _. ,
I
NOME: _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ DATA:_!_!_

~ - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -- - - - - -- - --- - - -

'---

Malasartes que os instruira a -Acar lá, de onde podiam ver a cena, mas não podiam
ouvir o diálogo dele com a velha.
Após algum tempo, Malasartes pediu à velha que buscasse uma vasilha para
repartir com ela a sopa. Ele, então, aproveitando-se da ausência dela.jogou as
pedras fora.
A velha trouxe a vasilha e Malasartes dividiu com ela a sopa. Toda contente, ela
voltou para dentro de casa dizendo:

- Que cheiro delicioso tem essa sopa de pedras ...

E assim os apostadores tiveram de pagar a Pedro Malasartes a quantia


combinada e, até hoje, eles não conseguem entender como Malasartes conseguiu
realizar essa proeza.

(Conto tradicional popular recontado por Adson Vasconcelos .)

1. De acordo com o texto, Malasartes é astuto, e a velha, avarenta.


Explique o sentido dos adjetivos destacados.

astuto

avarente
'"

'-- 2. Pedro Malasartes realmente tinha pedras mágicas? Explique.


'-

, .. -.. '
'- :11q~
\ . _. /
NOME: _ _ _ _ _~ - - - - - - - - - DATA:_/_/_

, -- ----------- -- ----- ------- ----


3. Malasartes agiu com honestidade ou desonestidade para convencer a
velha a fornecer os ingredientes? Explique.

4. Qual foi o ponto fraco da velha que a fez agir de forma diferente da
que todos a conheciam?

5. Quem obteve mais vantagem nessa história: a velha, que ficou com
. metade da sopa, ou Malasartes? Por quê?

6. O pessoal do texto não entendeu a proeza de Malasartes.


a) Qual cuidado Malasartes tomou para que isso acontecesse?

b) O que sign ifica proeza? Qual foi a proeza de Malasartes?

1 PRODUÇÃO DE TEXTO

CONTO POPULAR: PEDRO MALASARTES


Pedro Malasartes é uma personagem tradicional nos contos de vários
países . Trata-se de um homem simples, mas também cínico, esperto, sem
escrúpulos, que tira vantagem em qualquer situação. -
Pesquise na internet ou em livros outras divertidas histórias dessa personagem
e selecione uma para recontar por escrito. Se preferir, invente você mesmo uma
história em que ele saia vitorioso de uma situação. Escreva a história, faça um
desenho para ilustrá-la e, depois, conte-a aos seus colegas .

. -. '
,
:120 '~
\
' . _. ,
------ ----- --- -- -----------
'- RESPOSTAS DAS ATIVIDADES
Página 7 - 1. veterinário, jornalista, psi- Páginas 12 e 13 - 1. a) cabeçote: diminutivo
cólogo; 2. boneca, dominó, patins, bola, de cabeça; b) casebre: diminutivo de casa;
bambolê, pião, bicicleta, peteca; 3. b) Re- e) fogaréu: aumentativo de fogo; d) perneta:
nata; e) Sônia; d) Eva; e) Ana; f) Abel; g) diminutivo de perna; e) burrico: diminutivo
Rose; h) Vera; i) Eli; j) Ênio de burro; f) muralha: aumentativo de muro;
g) rapazola: diminutivo de rapaz; h) película:
Páginas 8 e 9- 1. palácio (substantivo mas- diminutivo de pele; i) bocarra: aumentativo
culino singular), janelas (substantivo femi- de boca; j) ilhota: diminutivo de ilha; k) viela:
nino plural), mocinha (substantivo feminino diminutivo de vila; 1) fornalha: aumentativo
singular, no diminutivo), olhos (substantivo de forno; m) casulo: diminutivo de casa; n)
masculino plural); 2. a) mares; b) degraus; flautim: diminutivo de flauta; o) bandeirola:
e) coronéis; d) chapéus; e) barris; f) anzóis; diminutivo de bandeira; p) maleta: diminu-
g) batons; h) répteis; i) cruzes; j) troféus; 3. tivo de mala; q) febrícula: diminutivo de fe-
'- a capitães; b) órgãos; e) charlatães; d) leões; bre; r) saleta: diminutivo de sala; s) vareta:
e) tabeliães; f) limões; 4. lobão; 5. zangão, diminutivo de vara; t) barcaça: aumentativo
abelha, enxame; bode, cabra, cabrito, chi- de barco; 2. a) embaixatriz; b) judia; e) pro-
barrada; carneiro, ovelha, cordeiro, carneira- fetisa; d) espiã, e) heroína, f) alemã, g) dia-
da; cão, cadela, cátulo (cãozinho), matilha; conisa, h) atriz, i) condessa; j) pastora; 3.
cavalo, égua, potro; tropa; galo, galinha, pin- esforço, imposto, corpo; 4. passatempo, ca-
to, galinhame; porco, porca, leitão, vara; ele- chorro-quente; 5. a) beija-flores; b) tico-ticos;
fante, elefanta, manada; 6. usamos as pala- e) sextas-feiras; 6. sugestões: guarda-roupa,
vras macho e fêmea; exemplo: cobra macho guarda-com ida, guarda-eh uva, guarda-sol,
e cobra fêmea; 7. a) madrinha; b) dama; e) couve-flor, bate-boca, obra-prima, reco-reco
amazona; d) mamãe; e) mulher; f) leoa
Página 14- 1. cardume, alcateia, rebanho;
Páginas 1O e 11 - 1. a) aneizinhos; b) faroi- 2. a) bananas, chaves; b) chaves; e) porcos;
zinhos; e) cãezinhos; d) balõezinhos; e) pa- d) mapas; e) letras; f) livros; 3. B, D, A, C;
péizinhos; f) elevadorezinhos; 2. florzinha; 4. conjunto de lendas, mitos , tradições,
3. floresta: feminino, comum, simples, con- crendices populares etc.
_creto; beija-flor: masculino, comum, com-
posto, concreto; tristeza: feminino, comum, Página 15-1. as: artigo definido feminino
simples, abstrato; Deus: masculino, próprio, plural, os: artigo definido masculino plural;
simples, concreto; girassol: masculino, co- · 11 a" : a, e, f , h , .1; art·1go 11 o" : b ,
2 . b ; 3 . artigo
mum, composto, concreto; saci: masculino, d, e, g, j
comum, simples, concreto; 4. borboleta; 5.
comuns de dois gêneros: paciente, pianista; Páginas 16 e 17 - 1. a) solar; b) férrea; e)
sobrecomuns: animal, indivíduo; epicenos: lácteo; d) pulmonar; e) vespertino; f) toráci-
jacaré, formiga; 6. a) o cabeça: chefe, líder; co; g) fraternal; h) nasal; i) cardíaco, suína;
b) a cabeça: parte do corpo; e) o caixa: gui- 2. a) de professor: docente; b) de aluno: dis-
chê; d) a caixa: objeto; e) o rádio: aparelho; cente; e) de mestre: magistral; d) do campo:
f) a rádio: emissora; g) o grama: unidade de rural, campestre; e) da cidade: urbano, cita-
medida; h) a grama: tipo de vegetal; 7. mas- dino; 3. a) infantil; b) pueril; 4. a) bimestral;
culinos: telefonema, guaraná, gengibre; fe- b) trimestral; e) quadrimestral; d) semestral;
mininos: hélice, cal, sentinela e) anual; 5. b) sem fim; e) de estudante; d) . -. '
,
t 121 \
' . _. ,
\ I
, ------------- ---- ---- ----- ----
1
1 de macacos; e) de idade; f) do fígado; g) do multiplicativo; d) três: cardinal; e) um terço:
paraíso; h) da chuva; i) dos rios fracionário ; 3. a) dez anos; b) cem unidades;
e) doze unidades; d) dez unidades; e) mil
Páginas 18 e 19- 1. gentílicos; 2. G, F, B, anos; f) cinco unidades; g) cem anos
H, D, E, A, C; 3. a) chilena; b) piauiense; c)
amapaense; d) catarinense; e) nordestino; Página 24 - 1. dobro, triplo, quádruplo,
f) paranaense; 4. salvadorense, soteropo- quíntuplo, sêxtuplo, sétuplo, óctuplo, nô-
litano; 5. a) rio-grandense-do-norte, norte- nuplo , décuplo, undécuplo, duodécuplo; 2.
-rio-grandense ou potiguar; b) rio-granden- a) século segundo; b) século vinte e um; c)
se-do-sul, sul-rio-grandense ou gaúcho; c) Paulo sexto; d) Dom Pedro segundo; e) Luís
espírito-santense ou capixaba; 6. teresinen- quinze; 3. a) Uma centena de pessoas com-
se, natalense, vitorie nse, macapaense, ara- pareceu à festa da escola; b) Já passou uma
cajuense, maceioense, belenense, curitiba- década desde que fizemos aquela viagem; c)
no, florianopolitano, palmense Hoje, comprei uma dezena de canetas no-
. 1 vas; d) A prova será daqui a uma quinzena ;
Página 20 - 1. C, E, G, 1, J, L, B, K, D, e) Para construir esse muro, são necessários
H, F, A; 2. b) jogos entre Itália e Coreia; um milheiro de tijolos
c) parceria entre Japão e Chile; d) exército
da França e da Alemanha; e) empresa da Página 25 - 1. um, dois, duzentos, quatro-
Espanha e da Argentina; f) relações entre centos; 2. dois ou duas; 3. a) ambos; b) am-
1nglaterra e Japão bas; c) ambos; d) ambas; 4. a) Eles foram
os primeiros ... ; b) Ela é a segunda ... ; c) No
Página 21 - 1. uniforme: a, c, e, f, g, j; bi- salão, havia quatrocentas alunas reunidas;
forme: b, d, h, i; 2. a) alunos intel igentes; b) d) Aqui , moram milhões de pessoas
alunas simpáticas; c) blusas verdes; d) dias
chuvosos; e) meninos alegres; f) mulheres Página 26 - 1. a) século quinto; b) capítu-
felizes; g) exercícios difíceis; h) roupas an- lo oitavo; c) século vinte; d) artigo oitavo,
tigas; i) gatos corajosos; j) carros velozes; e) artigo vinte e seis; f) João vinte e três; g)
3. igualdade: a, f; superioridade: b, d, e, g; capítulo décimo segundo; h) século vinte e
inferioridade: c, h um; 2. a) três: cardinal; b) décimo: ordinal;
c) triplo: multiplicativo; d) dois terços: fra-
Página 22 - 1. b) simplicíssima; c) anti - cionário; e) sexagésimo segundo: ordinal; f)
quíssima; d) claríssima; e) dificílimo; f) fe- dezenove: cardinal
licíssimo; g) du lcíssimo; h) amicíssimo; i)
paupérrimo; j) agradabilíssima; 2. a) garota Página 27 - 1. eu; 2. você; 3. tu ; 4. meu;
alta ; b) mulher burguesa; c) jovem lutadora; refere-se a pensamento no segundo verso e a
d) professora ateia; e) moça cristã; f) meni- amor no quarto verso; 5. eu; 6. uma pessoa
na valentona; 3. a) ternos azul-marinho; b)
vestidos cor-de-rosa; c) olhos verde-claros; Páginas 28 e 29 - 1. a) este, refere-se ao Iivro
d) blusas azul -celeste que a personagem à direita carrega em uma
das mãos; b) vós; c) singular: eu, tu, ele, ela;
Página 23 - · 1. centésimo vigésimo quarto: plural: eles, nós; 2. a) essa, sua, esta, minha;
ordinal; três oitavos: fraci onário; mil cento b) possessivos : sua, minha; demonstrativos:
e onze: cardin al ; quinquagésimo nono: ordi - essa, esta; c) a menina usou o pronome essa
nal; novecentos e oitenta e nove: cardinal; porque estava mais distante da bicicleta; o
cinco décimos: fracionário; 2. a) metade: menino usou o pronome esta porque estava
. -. '
, fracionário; b) primeiro: ordinal; c) dobro: mais próximo da bicicleta; 3. você (pronome
:122~'
\
' . _. ,
---- ----- ---- --- --- -----------
pessoal de tratamento); ele, eu (pronome ou elas vão ; 5. ao tempo verba l; 6. não, po is
\..
pessoal do caso reto) imaginou o tempo cronológico, como dia da
semana; 7. tempo presente (do indicativo)
Páginas 30 e 31 - 1. b) pronomes pessoais
(amarelo): nós, ela, comigo, eu, consigo , Página 38 - 1. a) eu choro , tu choras , ele
eles, convosco, conosco, tu, vós, mim; pro- chora, nós choramos, vós chorais, eles cho-
nomes possessivos (vermelho): minha, tua , ram; eu danço, tu danças, ele dança, nós
suas, vosso, nosso; pronomes demonstrati- dançamos, vós dançais, eles dançam; b) eu
vos (azul): aquele, aquelas, isto, essa, este, chorei, tu choraste , ele chorou, nós chora-
aquilo, esta, isso; 2. a) senhora; b) você; c) mos, vós chorastes , eles choraram ; eu dan-
Vossa Excelência; d) senhor; e) Vossa Majes- cei, tu dançaste, ele dançou, nós dançamos,
tade; f) Vossa Santidade; Vossa Senhoria; h) vós dançastes; eles dançaram ; c) eu chora-
senhora; 3. a) ela; b) nós; c) elas; d) eles; e) rei, tu chorarás, ele chorará, nós choraremos,
ele; 4. a) Para eu lavar a louça, preciso de vós chorareis, eles chorarão; eu dançarei, tu
uma esponja; b) Deixaram a bagunça para dançarás, ele dançará, nós dançaremos, vós
eu arrumar sozinho; c) Para mim, o melhor é dançareis, eles dançarão
arrumarmos logo essa bagunça
Página 39 - 1. a) eu como, tu comes, ele
Página 32 - 1. comigo; 2. convosco; 3. come , nós comemos, vós comeis, eles co-
consigo; 4. contigo; 5. conosco mem; eu teço, tu teces, ele tece, nós tece-
mos, vós teceis; eles tecem; b) eu comi, tu
Página 33 - 1. a) permanece: estado; b)
comeste, ele comeu, nós comemos, vós co-
ventou: fenômeno da natureza; c) caiu:
mestes, eles comeram; eu teci, tu teceste,
ação; d) está: estado; e) vendemos: ação; f)
ele teceu, nós tecemos, vós tecestes, eles
trovejou: fenômeno da natureza; 2. a) eu;
teceram; c) eu comerei , tu comerás , ele co-
b) nós; c) eles, elas; d) ele; e) tu; f) ela; 3.
merá, nós comeremos, vós comereis, eles
pede, desenhem, mostra, diz, representa,
comerão; eu tecerei, tu tecerás, ele tecerá ,
comendo, está, comeu, está, acabou, foi
nós teceremos, vós tecereis, eles tecerão
Páginas 34 e 35 - 1. a) viajaremos: futuro;
Página 40 - 1. a) eu proíbo, tu proíbes, ele
b) comprou: pretérito; c) está: presente; d)
proíbe, nós pro ibimos, vós proibis, eles pro-
apresentará: futuro; e) faltou: pretérito; f) te-
íbem; eu possuo, tu possuis, ele possui , nos
nho: presente; 2. b; 3. fez, dei, fiz, comprei,
possuímos, vós possuís, eles possuem ; b)
dei, era - todos estão no pretérito; 4. es-
tava; comeu; foi; queimou; apagou; bebeu; eu proibi, tu proibiste, ele proibiu, nós proi-
foi; espalhou; foi; comeu; foi; subiu; a) pre- bimos, vós proibistes, eles proibiram; eu
térito; b) amassar, botar, rezar possuí, tu possuíste, ele possuiu, nós pos-
suímos, vós possuístes, eles possuíram; c)
Página 36 - 1. b) presentear; c) sorrir; d) eu proibirei , tu proibirás, ele proibirá , nós
ler; e) trabalhar; f) pedir; 2. b) vender; c) proibiremos, vós proibireis, eles proibirão ;
fugir; d) andar; e) torcer; f) subir; g) comen- eu possuirei, tu possuirás, ele possu irá, nós
tar; h) viver; i) surgir; j) escurecer; 3. diz possuiremos, vós possuireis, eles possuirão
(ou disse); quiser; vamos; posso; mandou,
terminarem Páginas 41 e 42 - 1. a) Dona Joaquina an -
dou descalça na pra ia; b) Dona Joaquina
Página 37 - 1. pergunta, responda-me, andou de ônibus ontem ; c) E; d) Dona Joa-
conjugar, digo, vou, vais, vai, é; 2. conjugar; quina anda cansada ultimamente; e) D; 2.
3. ir; 4. a) nós vamos; b) vós ides; c) eles a) Como é gostoso estar no jardim ; b) Como . -. '
,
:123 '\
\
' . _. ,
--------- -- ------- ----- ---
é gostoso passear no jardim; c) contemplar; binação; para , com: prepos1çoes; na, do:
d) cuidar; 3. d contrações; com: preposição; do: contração;
para: preposição
Página 43 - 1. a) tempo; b) intensidade; c)
dúvida; d) afirmação; 2. d; 3. c Página 52 - 1. e, c, d, b, a; 2. d, e, b, c, a;
3. olá: saudação; puxa!, hein?: espanto
Página 44 - 1. o advérbio imprimiu um
sentido diferente para cada frase; 2. frase Página 53 - 1. as respostas podem variar.
D (longe); a frase C (perto) se opõe à frase Sugestões: A: Ui!, Ai!; B: Alô!; C: Oba!;
D; 3. frase B; 4. frase E

Página 45 - 1. a 4. a) o advérbio bem está


modificando o advérbio mais, que por sua vez
Eba! , Uau!; 2. B, e, E, A, D

Página 54 - 1. as respostas podem variar;


-
Sugestões: A: Trimm!; B: Trim! Trim! Ou
está modificando o adjetivo calmo ; b) modifi- Ring!; C: Ding! Dong! 2. a) cachorro; b) ga-
ca o verbo (pulou); c) modifica o verbo (saiu); linha; c) peru; d) abelha (ou outros inse-
d) modifica o verbo (deixe); e) modifica o tos); e) vaca; f) grilo; g) ovelha; h) gato; 3.
adjetivo (aborrecido); 5. a) rapidamente; b) a) beijo; b) algo quebrando; c) explosão; d)
cedo; c) bem, mais, muito; d) não alguém dormindo ou som de inseto; e) mor-
dida; f) choro; g) frio; h) medo
Página 46 - 1. a) modo; b) modo, nega-
ção; c) afirmação; d) tempo; 2. a) sempre, Página 55 - 1. as respostas podem variar;
cedo: tempo; muita: intensidade, b) muita:
intensidade; c) aqui: lugar, ontem: tempo;
d) não: negação, tarde: tempo; e) talvez:
sugestões: A: Bzzzzz!; Puf!; B: Nhac!; C:
Glup!
-
-
dúvida, amanhã, cedo: tempo Páginas 56 e 57 - 2. as respostas podem
variar; sugestões: a) principalmente em São
Página 47 - 1. a, ante, após, até, com, Paulo (Sudeste); b) Rio Grande do Sul; c)
contra, de, desde , em , entre , para, perante, principalmente em Minas Gerais; d) princi-
por, sem, sob, sobre, trás; 2. A: com, de ; B: palmente na Bahia; 5. sugestões: pandorga,
em , para, com ; 3. a) de; b) em, até; c) de, quadrado, pipa, papagaio de papel, raia, ar-
sobre; d) sem (com); e) de, com (sem); f)
raia, capucheta, estrela, cafifa, piposa, pe-
sem; g) a, de, em peta, coruja, tapioca, balde etc.
Páginas 48 e 49 - 1. a) B; b) C; c) D; d)
Página 58- 1. a) A; b) C; c) D; d) B; 2. tem-
A; 2. O pediatra falou sobre as crianças; 3.
po futuro: a; tempo passado: há; distância: a;
Estou estudando desde as dez horas; 4. a)
existência, presença: há
de; b) em; c) de, com; d) para; 5. B, E, D,
F, A, C

Páginas 50 e 51 - 1. dos, da, das, dum ,


Página 59 - 1. a) há; b) a; c) a, d) há; e) há;
2. C, o correto é daqui a dez minutos; 3. há:
b, d, e, h; a: a, c, f, g
-
duma, deste, desta, desse, dessa, disto,
disso, daquele, daquela, daquilo, daí, dali,
daqui , doutro, doutra; nos, na, num, nuns,
Página 60 - 1. onde: a, b, d, f, h, i; aonde:
c, e, g, j; 2. onde, aonde
--
numa, numas, nesta, nestas, neste, nestes,
nesse, nesses, nessa, nessas, nisso, nisto,
naquela, naquilo, naquele; 2. a) ao; b) aos;
c) aonde; 3. a) A: de; B: para ; b) A: numa,
Página 61 - 1. mal: c, d, f, g; mau: a, b, e;
2. Mal entrou em casa ... ; 3. C, B, A
-
. -. '
, do; B: no, neste; 4. de: preposição; ao: com- Página 62 - 1. Ela é uma mulher má, pois
:124 ~'
\
' . _. ,
---- --- --- ---- ----- --------
pratica o mal; 2. má: d; más: a, g; mas: b, Página 74 - 1. sessão: a, d, g; seção: b, e,
e; mais: c, f, h ; 3. Esta calça é nova, mas e, i, j; cessão: f, h, 2. a) sessão; b) seção;
já ficou curta; 4. Coloque mais tempero no c) cessão
feijão
Página 75 - 1. Certo dia, Juquinha, um me-
Página 63 - 1. houve: a, e, e, g; ouve: b, d, nino de 5 anos, perguntou para a tia dele: -
f; 2. haja: b, d, e, g; aja: a, c, f; 3. B, C, D, A Titia, por que a senhora passa tanta maquia-
gem no rosto? - Oras, Juquinha, é para ficar
Páginas 64 e 65 - 1. a) "por que" é escrito mais bonita. - E por que é que não fica?;
em duas palavras e "porque" em uma só; 2. a) ponto final: a, e; ponto de exclamação:
b) pergunta: por que; resposta: porque; c) a b, d; ponto de interrogação: c; 3. a) Compra-
forma separada é usada para pergunta e a mos lápis, caneta, borracha e apontador; b)
forma junta para resposta; d) B, A; 2. por Os alunos, a professora e os pais participaram
que: a, c, e; porque: b, d; 3. por que; porque; da festa; c) Usei maçã, pera, banana, mamão
4. porquê; 5. por quê e aveia na vitamina; d) Flávio, André, Gilda,
Susi e Sabrina foram ao parque; e) No zooló-
Páginas 66 e 67 - 1. a) mesma; b) mesmo; gico, vi o leão, o elefante, a girafa, o gorila, o
c) obrigada; d) obrigado; e) grato; f) grata; pavão e o hipopótamo
g) próprio; h) própria; i) mesma; j) próprio;
2. c; 3. c; "Obrigado a todos vocês", disse Página 76 - 1. a) No sítio, há galos, ga-
'-
o mágico após o espetáculo; 4. grato: a, d, linhas, porcos, patos, cavalos e marrecos;
e; grata: b, c; 5. a) próprios; b) próprias; c) b) Pato, galinha, marreco e ganso são aves
próprio; d) própria domésticas; c) Joana , Hélio, Patrícia, Nair,
Mariana e Gustavo são primos; d) Bola, pe-
Páginas 68 e 69 - 1. Pedro, você está in- teca, skate, bicicleta e pião são meus brin-
teressado em ir ao parquinho hoje?; Ah, quedos preferidos; e) Na banca, há figuri-
Raquel, hoje estou interessado em ficar em nhas, revistas, jornais e cartão telefônico; f)
casa; 2. A, B. B, A; 3. a) a fim de; b) afim; Na festa, havia brigadeiro, bala, bombom,
4. a) a fim de; b) a fim de; c) afins; d) a fim beijinho, sorvete, suco e bolo; 2. a) No ano
de; e) a fim de; f) afins; g) afins; h) afins; passado, eu e minha família acampamos na
i) a fim de; j) afim; 5. c; Fizemos um finan- mata; b) Lá na fazenda, há um rio muito bo-
ciamento a fim de .... ; 6. a) afins; b) a fim nito; c) Amanhã à tarde, iremos ao circo; d)
de; c) afins No meio da floresta, havia uma onça feroz;
e) Naquela noite, a chuva foi muito forte;
Páginas 70 e 71 - 1. a) meio; b) meia; c) f) Ontem de manhã, fomos à praia; 3. a) O
meia; d) meio; 2. numeral e significa me- cachorrinho acordou, caminhou pelo quintal
tade; 3. em todas: meio; 4. a) meio; b) um e brincou com Juquinha; b) Paulinho gosta
pouco; c) apenas no masculino; 5. b; d; 6. de nadar, andar de patins e brincar na pra-
só encontrei um pé da meia; 7. a, b, d; 8. cinha; c) Os jogadores chegaram, fizeram o
porque é meio-dia e meia hora; 9. meio: a, aquecimento e começaram a partida; d) An-
c, d, e; meia: b, f dei de bicicleta, brinquei de pega-pega e jo-
guei peteca; e) O leão correu, saltou, nadou ,
Páginas 72 e 73 - 1. trás: b, c, f; traz: a, d, caminhou pela floresta e depois descansou
e; 2. atrás; 3. atrás, atrás, atrás; 4. de trás:
a, b, e; detrás: c, d, f; 5. A: atrás; B: trás; 6. Página 77 e 78 - 1. a) O professor pergun-
a) atrás/ detrás; b) atrás/ detrás; c) traz; d) ta: - Mariazinha, onde é que fica o Egi-
atrás; e) trás; f) traz to? A menina pensa por alguns instantes e, . -. '
,
:,25~
\
' . _. ,
I
-------- ---- ---- ------- ---
depois, responde : - Humm ... Eu não sei, che ; k) faxina ; 1) laxante ; 3. a) crânio ; b)
professor, são os egípcios que devem saber; passear; c) sapatear; d) criatura ; e) vídeo; f)
a) a fala de cada personagem; b) breve in- pátio ; g) disfarce; h) enteado; i) campeão; j)
terrupção da fala; 2. a) A; b) B; c) B; d) A; desi gual, k) aéreo ; 1) privilégio ; m) criador;
3. c; 4. a) A: sobrinho ; B: irmã; C: alfai ate; D: n) pentear; o) náusea; 4. a) amêndoa; b)
pobres; b) a pontuação acudir; c) jabut i; d) berimbau ; e) pastel; f)
jabuticaba; g) carnaval ; h) boteco; i) coruja;
Página 79 - 1. mágico , médico, ót imo, fan- j) bolacha ; k) coelho ; 1) goela; m) moleque;
tástico, úmido , xícara , lágrima ; 2. paroxíto- n) pirul ito ; o) régua ; p) carrossel
nas: amável , vírus , táx i; oxítonas : café , sofá,
ninguém, jiló, vatapá; 3. maracujá, cipó ,
freguês, você , jacaré, armazém, buq uê ,
Página 83 - 1. a) descida; b) taça; c) su-
cesso; d) ouriço ; e) nascimento ; f) ingresso;
-
dominó , esquimó ; 4. órgão , tún el, dólar, g) can ção; h) bagaço; i) piscina; j) acrés-
fórum, jóquei, lápis, éter, régua, sensível ; cimo ; k) sumiço ; 1) víscera, m) demissão;
5. saída , faísca , conteúdo; egoísta , saúde , n) decisão ; o) massagem; p) discípulo; q)
juízes , baú , proteína, viúva renascer; r) fascí nio ; 2. c) analisar; d) hu-
mani zar ; e) f iscalizar; f) pisar; g) legalizar;
Página 80 - 1. proparoxítonas: rá pido ,
h) can alizar; i) dramatizar; j) sinalizar; k)
pêssego; paroxítonas: álbum, bênção , táxi,
industri alizar; 1) al isar; m) visualizar; n)
língu a, pólen, incêndio; oxítonas : inglês,
avisar; 3. hoje , herbário, herbívoro, hélice ,
jequitibá; 2. a) sa-bia , sá-bio: paroxítona;
histórico , horta , homem, hábito , habitação,
sa-bi -á: oxítona; b) vo-cê: oxítona; 3. límpi -
hie na, hab ilidade
da; 4. ín dio
Páginas 87 a 89 - 2. chovia muito , inces-
Página 81 - 1. a) campo; b) grampo; c) pon-
sante me nte; 3. uma instituição que servia
te; d) samba ; e) santo; f) bomba; g) co nde;
de abri go a pessoas que não tinham casa;
h) bonde; i) renda; j) jantar; k) compra; 1)
possu ía também um anexo , que era um or-
ci nto; m) tampa ; n) monge ; o) prensa; 2. a)
fanato; 4. a) porq ue estava para dar à luz e
francês; b) xadrez; c) estupidez; d) chinês;
prec isava chegar à Casa dos Pobres; b) duas
e) marquês; f) rapidez; g) rigidez; h) holan-
vezes; c) porque estava fraca; 5. campai -
dês; i) burguês; j) invalidez; k) flacidez; 1)
nha ; 6. madrugada; 7. de cima para ba ixo:
japonês; m) maciez; n) surdez; o) freguês;

'
3. a) mesada ; b) brasa ; c) anzol; d) beleza ;
e) prisioneiro; f) cozinha, g) raposa; h) dú-
zia; i) casarão, j) curioso; k) blusa; 1) pes-
4, 3 , 2, 7, 6 , 5, 1; 8. a) à mulher que dera
à luz , mãe de Ol iver; b) ela não era casada;
9. sugestões: mãe : desamparada, solitária;
-
quisa; m) ali sado; n) atraso ; o) defesa ; 4. a) Sra. Thingummy: fria, cheia de má vontade,
osso; b) admissão ; c) assobio; d) açu de ; e) desonesta, insensível; médico: frio, insen-
calção; f) im prensa ; g) camurça; h) tosse ; i) sível , negligente; Sra. Mann: perversa , fria,
canadense; j) palhaço ; k) bússola; 1) paçoca insensível , maldosa; 10. que a vida dele se-
ria triste, che ia de sofrimentos que provo-
Página 82 - 1. a) guitarra ; b) jerimu m; c) cari am choro ; 11. não; na Casa dos Pobres,
jeito; d) gengiva ; e) sarjeta; f) sargento; g) ele nunca recebeu carinho nem afeição; 12.
laranja; h) gente; i) sujeira; j) jibo ia ; k) pe-
dágio; 1) pajé, m) sugestão; n) gesso; o) diri-
gir; 2. a) gaúcho ; b) encharcado; c) caixote ;
d) enxurrada; e) borracha; f) bochecha ; g)
a) entre 1O e 11 meses; b) com cerca de 25
garotos; c) Sra . Mann; d) reduzia a comida
dos internos, desviava o dinheiro do orfa-
nato; e) os internos viviam fracos, doentes,
-
.. -. '
, peixaria; h) salsicha; i) cachim bo ; j) bal i- desanimados , su jos e malvestidos
:12 6 ~
\
' . _. ,I
'-
-------- ---- -- ------ ---------- '
Páginas 92 a 94 - 1. desvario: modo des- original, Margarida morre doente e Eugênio
regrado de proceder; desatino , loucura, de- enlouquece ao vê-la morta
,_
lírio, alucinação, demência; rufiar: bater as
asas para voar, agitar-se, pender: inclinar-se, Páginas 106 a 109 - 1. porque nasceu no
descair; 2. enlouqueceu; 3. em uma torre à dia de Santo Apolino, isto é, dia 5 de se-
beira-mar; 4. a) "E, no desvario seu,"; b) tembro; 2. não, a personagem não gosta da
cantava; 5. o reflexo da lua na água do mar; parte Apolino que compõe o seu nome, sen-
6. subir ao céu e descer ao mar; querer a te vergonha; 3. pouca gente; "Morro de ver-
lua do céu e também a lua do mar; ten- ganha quando descobrem. Ainda bem que
tar voar; 7. perto e longe; subir e descer; 8. pouca gente sabe."; 4. da mãe e do pai de
lançou-se no ar do alto da torre; 9. a) tentou Marco Apolino; 5. a) à mãe de Marco Apoli-
voar, batendo os braços; b) eram os braços, no; b) ameniza a doença que o acometeu; 6.
pois seres humanos não possuem asas; 1O. para que não piore da gripe; para que esta
ela morreu; 11. a) "Sua alma subiu ao céu/ doença não evolua para uma pneumonia; 7.
seu corpo desceu ao mar"; b) no mar; c) no termômetro; 8. "Deram-me ... porque nasci
céu; 12. céu, anjo, Deus , alma; 13. enlou- no dia 5 de setembro, acredita? "; 9. não,
queceu e céu; sonhar e mar; perdeu e céu; pois comeu apenas macarrão instantâneo,
luar e mar; seu e céu; cantar e mar; pendeu pobre nutricionalmente; 10. ganhou um li-
e céu; voar e mar; deu e céu; par e mar; vro, quem o presenteou foi o tio Marco, ir-
mão do pai da personagem; 11. porque am-
Páginas 95 e 96 - nesta sequência: dores; bos se chamavam Marco; 12. D; 13. dormir
'-- parte; festas; pomares; berços; sorte; vida; profundamente , cair em sono profundo; 14.
~ crianças a aparição da figura de Marco Polo quando
jovem; 15. "Aliás, estava dormindo ou deli-
\__ Páginas 100 e 101 - 1. a) o primeiro senti- rando?"; 16. ele era italiano; 17. desprezar,
do; b) porque, por vontade da família , o me- fazer pouco caso, não dar importância; 18.
'--
nino iria se tornar um seminarista, isto é, camelo, cavalo; levar os alunos a perceber
'-- iria estudar para ser um padre; 2. Eugênio que ele não nega a existência de embarca-
e Margarida; em uma fazenda, no interior ções, apenas diz que não havia navios se-
'-
de Minas Gerais; a primeira parte do texto guros e velozes; 19. um viajante aventureiro
ocorre no mês de janeiro e a parte final, em que percorria grandes distâncias; 20. asiáti-
fevereiro; 3. a separação, pois Eugênio iria co; 21. não, o texto dá pistas de que o ma-
'--
para um seminário; 4. por ordem dos pais carrão é uma criação chinesa
dele; 5. estavam tristes e desesperados com
a partida de Eugênio, iriam se separar pela Página 11 O - "O italiano Marco Polo foi o
primeira vez e definitivamente; 6. informe mais famoso viajante do século XI 11 - tal-
aos alunos que Eugênio e Margarida sofrem vez de todos os tempos. Nascido em Vene-
muito com a separação; no final da obra za, em 1254, em uma família de comer-
'--
eles não terminam juntos , pois ambos aca- ciantes, ele acompanhou o pai, Niccolo, e
..__, bam se apaixonando e a família de Eugê- o tio, Matteo, em uma viagem fantástica ao
nio usa de todos os meios para separá-los. longínquo Oriente que durou 24 anos, de
O mais importante nesta questão é deixar 1271 a 1295. Os irmãos Polo eram mer-
'-- que os alunos recriem finais ao gosto de- cadores. Viajavam em busca de produtos
\..._
les. Não há aqui um compromisso com o que não existiam na Europa, como sedas,
desfecho da obra original. Dado o ciclo es- tapetes, especiarias, ouro, perolas, pedras
colar, julgamos que, neste momento , não
é preciso informar aos alunos que, na obra
preciosas, madeiras nobres e até animais
exóticos. N iccolo e Matteo já haviam es- , ,- .'
f127\
\
.
' _, , I
.~-- ~--~----------- -- --- ---- ----- ---
tado na China entre 1260 e 1269 e feito perado, agoniado, angustiado; 7. a, d, f
amizade com soberano mongol Cublai-Cã ,
neto de Gêngis-Cã. 1nteressado no cristia- Páginas 115 e 116-1. lari, o pai dela, o
nismo, este lhes pediu que voltassem à viajante ; ficamos sabendo apenas o nome
Itália e conseguissem que o Papa enviasse de lari , a jovem índia; 2. a) Tupã; b) caá;
padres à China. Na viagem seguinte, Marco 3. a) porque as terras estavam fracas para
foi junto, saiu com 17 anos, voltou com 41. o plantio; b) porque estava muito idoso e
Eles estiveram em lugares como Armênia, sem forças para caminhar ; 4. pai: idoso,
Pérsia, Tibet, Iraque, Japão, Índia , Suma- fraco velho; lari: dedicada, nova, firme; 5.
tra , Madagascar e China. Marco tornou-se piedade , dó , pesar; 6. provavelmente, um
defensor da tribo, pois era um guerreiro;

-
embaixador de Cublau em Pequim . Viajava
pelas províncias e, depois, contava ao sobe- 7. bom acolhimento; cortesia ao acolher
rano tudo o que via. Quando os Polo volta- alguém em casa ; 8. um enviado de Tupã,
ram a Veneza , a família não os reconheceu. deus indígena; 9. o ancião cedeu a rede
Mais velhos , vestidos em farrapos, estavam, para que o viajante nela descansasse; lari
porém , riquíssimos . Suas aventuras só fica- ofereceu frutos e mel que havia em casa o
ram conhecidas porque , em 1298, Marco hospede retribuiu com erva-mate; 10. lari
Polo foi preso por comandar uma tropa ve- foi transformada em uma divindade prote-
neziana em uma batalha contra Gênova. No tora das plantações de erva-mate; o pai de
cárcere, conheceu o escritor Rustichello de lari recobrou suas forças , recuperando-se
Pisa , a quem relatou a viagem . Este colocou da fraqueza em que vivia; 11. F, F, F, V, V, V
no papel tudo o que ouviu , escrevendo O
Livro do Milhão das Maravilhas. Marco Polo Páginas 119 e 120 - 1. astuto: esperto, sa-
casou-se, teve três filhas e viveu ainda mui- bido , sagaz; avarenta: mesquinha , egoísta,
tos anos em Veneza , onde morreu aos 69 sov ina , apegada ao dinheiro; 2. não, as pe-
dras eram comuns , apenas enganou a velha

-
anos, em 1324. (Fonte das informações: As
viagens de Marco Polo. São Paulo: Rideel, para obter benefícios; 3. agiu com desones-
2006 , p. 32. Adaptação: Isabel Vieira. Co- tidade , enganando-a ; 4. a curiosidade; 5.
leção Aventuras Grand iosas . Trechos sele- Pedro Malasartes, pois além de ficar com
cionados) metade da sopa e ter obtido todos os in-

Página 112 - 1. inveja ; 2. desejo de se


alimentar com a ração que era servida no
gredientes gratuitamente, ainda levou uma
quantia em d inhe iro da aposta; 6. a) deixou
o pessoal a uma certa distância, onde não
-
pombal ; 3. na torre de uma igreja , com ou - podiam ouvir o diálogo dele com a velha; b)
tras gralhas; 4. não , pois foi descoberta pe- proeza: façanha ; Malasartes conseguiu fa-
las pombas ao soltar o som que toda gralha
solta ; 5. porque não a reconheceram pinta-
da de banco ; 6. f icar atormentado , deses-
zer a velha avarenta fornecer diversos ingre-
dientes de bom grado e ainda sentir-se feliz
por ter recebido metade da sopa
--
--
-
.. ..
, -
'\
-
.-..
:128
\
. .
' _
, I

-
1
··>.e>•
~
>·•.>• '.X ··.. ~·.
.. ·•·••·· ·....·~··.·••.·

··.·.....··"é-··.··••.··...
, ..·
·•·.·····.·.··· ',
.'..
ATIVIDADE
NA SALA DE AULA

Especificações.
Formato: 210 mm x 270 mm
N• de péglnas: 128
Miolo: offset 63 g
Capa: cartão 250 g