Você está na página 1de 15

Competências trabalhadas no capítulo

CAPÍTULO 4 – FUNÇÕES QUÍMICAS Commented [RA1]: A obra contribui para o


desenvolvimento da autonomia de pensamento, do raciocínio
Muito nos espantam os avanços conquistados na Antiguidade grega e no Renascimento italiano crítico e da capacidade de argumentar do estudante, porém
poderia abordar mais sobre a aplicação das funções químicas
nas áreas das ciências e das artes. No entanto, o mundo do saber tem também grande dívida com no cotidiano, bem como os óxidos como poluentes
os estudiosos árabes. Durante o tempo em que a Europa estava nas sombras da Idade Média, atmosféricos, trazendo para próximo do aluno o seu
diversas nações árabes desenvolveram como nunca antes as artes, a filosofia, as ciências ambiente.
experimentais e a matemática. Um dos mais destacados cientistas dessa época foi Jabir ibn Hayyan O capítulo não começa com uma situação-problema,
(c. 722-c. 815), conhecido no Ocidente como Geber. entretanto traz uma ótima abordagem da Filosofia e história
da ciência para introduzir o assunto do capítulo.
Apesar de ter se iniciado como alquimista, Geber se aprofundou nas pesquisas dos materiais e se Experimentação aplicando indicadores é de grande valia
destacou de tal modo que é tido por muitos como o pai da Química. Ele desenvolveu alguns dos nestes capítulos, um simulador de pHmetro foi
equipamentos utilizados até hoje em laboratórios, descreveu a constituição de diversas substâncias, recomendando no decorrer do capítulo como sugestão para o
bem como processos de cristalização e destilação. Mas uma de suas principais contribuições foi ter professor trabalhar em sala.
Existem algumas notícias veiculadas na internet que tratam
estudado os componentes dos ácidos, das bases e dos sais. erroneamente o conceito de ácido base, seria interessante
indicar aos professores para que tragam estas questões para
serem debatidas em sala.

Mas o que há de destaque nos ácidos, bases e sais? Como veremos neste capítulo, eles, assim
como os óxidos, estão constantemente presentes em várias substâncias que nos cercam, daí sua
importância. Seja numa fruta como o limão, seja no cloro que desinfeta, ou no sal que tempera o
alimento.
Para que você possa compreender melhor o que são os ácidos, bases, óxidos e sais, é necessário
que você entenda que essas classificações são provenientes de características comuns de um
determinado grupo de substâncias. Para isso, vamos tentar inicialmente refletir a respeito de
algumas questões:
 O que pode fazer com que um grupo de substâncias que tenham em comum o sabor azedo?
Lembre-se das frutas ditas “ácidas”.
 É possível reunir substâncias que apresentam outras características comuns, como o sabor
salgado ou a facilidade de remover sujeira e gordura?
Professor, você pode adiantar alguns exemplos desses grupos. As frutas possuem substâncias ácidas como
também sentimos quando ingerimos o vinagre de uma salada. Relembre que limão e vinagre podem ser
usados para temperar saladas. Sabão e detergente também fazem parte de um grupo utilizado para remover
gorduras. As próprias gorduras podem ser agrupadas, com por exemplo a gordura da carne, a manteiga e a
margarina.

O significado de função química


Função química é a característica particular de determinado grupo de substâncias que apresenta
propriedades semelhantes entre si, por causa da presença de um ou mais átomos comuns em sua
fórmula.
Para entender o comportamento das substâncias e como elas se transformam em outras,
precisamos conhecer as funções químicas.
O estudo das funções químicas, de suas características e de suas propriedades torna possível a
utilização de muitos materiais em nosso dia a dia e a fabricação de outros. Neste capítulo,
estudaremos as seguintes funções químicas:
 ácidos;
 bases;
 sais;
 óxidos.

Função ácido Commented [LA2]: Tomar cuidado novamente com as


O limão é uma fruta de sabor muito azedo. Ele, assim como outras frutas cítricas, como a laranja, definições determinísticas, pois os ácidos relacionados
é ácido, contém ácido ascórbico e ácido cítrico. com a espécie H+ são os ácidos de Arrhenius e de
BrØnsted-Lowry, mas os ácidos de Lewis não têm
obrigatoriedade da presença da espécie H+. Sugiro a
leitura do seguinte texto:
http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc40_1/04-CCD-52-
Ácido ascórbico (vitamina C): é encontrado em frutas cítricas e em alguns vegetais; previne o escorbuto. 17.pdf
Ácido cítrico: usado em diferentes aplicações (como acidulante, antioxidante), é encontrado em plantas, Para o ensino fundamental creio que devemos nos ater
sobretudo em frutos cítricos. à definição de ácido mais comumente utilizado no
Ensino Básico (as definições de Arrhenius), mas sem
trazer características determinísticas como as palavras
Uma das características da função ácido é a presença do elemento químico hidrogênio ligado a sempre, todos etc.
não metais, nas substâncias classificadas nessa função. Um exemplo de ácido é o ácido clorídrico
(HCl), que está presente em nosso estômago, auxiliando na digestão.
Existem ácidos que têm mais de dois elementos químicos em sua composição, destacando-se,
muitos deles, pela presença do elemento oxigênio. São exemplos o ácido nítrico (HNO3) e o ácido
sulfúrico (H2SO4).
Os elementos químicos que participam da composição dos ácidos apresentam tendência a ganhar
elétrons, por isso são compostos formados por ligações covalentes, ou seja, não são substâncias
iônicas, e sim moleculares.
Porém, nem todas as substâncias que têm hidrogênio em sua composição podem ser classificadas
como ácidas. Somente as substâncias que sofrem ionização liberando o cátion H+ são
consideradas ácidos.
A ionização consiste na formação de íons por quebra de uma ligação covalente. Leia a seguir esse
comportamento nos ácidos.

Ionização dos ácidos


A ionização é uma característica comum a todos os ácidos. Quando os ácidos são dissolvidos em
água, a ligação do elemento ligado ao hidrogênio é quebrada, liberando-o na forma de cátion H+.
Veja, nas equações representadas abaixo, como isso ocorre.

Ao ser dissolvido em água, o ácido clorídrico se ioniza, produzindo íons livres H+ e Cl-.
Quando ocorre a quebra da ligação H—Cl, o elétron do hidrogênio fica com o cloro. Por isso, o
hidrogênio assume a carga (1+) e o cloro assume a carga (1-).

Na ionização de ácidos com mais de um átomo de hidrogênio, para cada ligação quebrada, o ânion
originado assume uma carga negativa a mais. Observe o exemplo:

Ao ser dissolvido em água, o ácido sulfúrico ioniza-se, produzindo íons livres H+ e (SO4)2-.
O ânion originado assume a carga (2-), pois são liberados dois íons H1 na ionização do ácido.

Quando nos referimos aos ácidos como substâncias que se ionizam em água liberando o cátion H+,
estamos fazendo uma simplificação do processo. Na realidade, o íon H+ não é estável, pois não tem
elétrons, necessitando de dois elétrons para se estabilizar, de forma semelhante ao gás nobre hélio.
Assim, em soluções aquosas, o cátion H+ se une à água formando um novo cátion, o H3O+,
conhecido como cátion hidrônio ou hidroxônio. Portanto, quando o ácido clorídrico, um gás, é Commented [LA3]: O correto de se chamar a espécie
borbulhado em água, ele se dissolve, e sua ionização pode ser representada da seguinte forma: HCl sem presença de água é cloreto de hidrogênio,
pois essa substância só pode ser denominada de
ácido quando estiver dissolvida em água, ou seja,
quando puder se ionizar.
Professor, relembre a seus alunos que os símbolos (g), (l) e (aq) representam, respectivamente, os estados
gasoso, líquido e aquoso (dissolvido em água) das espécies representadas na equação química.

Os ácidos são corrosivos


Você já deve ter ouvido falar que o ácido é corrosivo. Tal fato ocorre por causa da ação dos íons
H+, que ocasionam a corrosão de diversos materiais, como os metais e a pele humana.
A corrosão é um processo em que uma substância se combina com outra, alterando suas
propriedades. Ela origina produtos indesejáveis, com perda de qualidade e funcionalidade dos
materiais.
É comum a oxidação ocorrer com alguns metais. Quando ocorre com o ferro, produz a ferrugem,
combinação do ferro com o oxigênio do ar em presença de umidade.
A corrosão também pode ocorrer quando há o contato do metal com um ácido, produzindo uma
substância distinta da ferrugem.
Um exemplo disso acontece quando o ácido clorídrico (HCl) dissolvido em água entra em contato
com o ferro. Tais substâncias se combinam, produzindo outras. Isso se chama reação química e
será estudado no próximo capítulo.

Classificação dos ácidos quanto à presença ou não de oxigênio em sua molécula


Dependendo de sua composição, podemos classificar os ácidos em:
 Oxiácidos
Existem ácidos que têm o elemento oxigênio em sua composição; por exemplo, o ácido nítrico
(HNO3) e o ácido sulfúrico (H2SO4), substâncias muito utilizadas na indústria química. Eles são
chamados de oxiácidos.

 Hidrácidos
São ácidos que não têm o elemento oxigênio em sua composição. Podemos citar o ácido clorídrico
(HCl), presente em nosso estômago, e o gás sulfídrico (H2S), um gás tóxico produzido em
determinadas reações químicas.

Os ácidos em nosso dia a dia Commented [RA4]: Segundo a BNCC: “é importante


Em nosso cotidiano, estamos em contato com várias substâncias ácidas: o ácido cítrico, motivá-los com desafios cada vez mais abrangentes, o
componente de várias frutas de sabor azedo, como o limão; o ácido acético, presente no vinagre; o que permite que os questionamentos apresentados a eles,
assim como os que eles próprios formulam, sejam mais
ácido carbônico, presente nos refrigerantes e nas águas minerais gasosas; o ácido fosfórico, complexos e contextualizados.
presente em refrigerantes à base de cola; e o ácido acetilsalicílico (AAS), componente de alguns Seria uma sugestão abordar um pouco mais a aplicação dos
medicamentos. ácidos, aonde são usados, em que produtos são observados.

Função base (ou hidróxido)


A função base é caracterizada por substâncias que apresentam, de modo geral, o grupo hidroxila
(OH)- ligado a cátions metálicos. Por causa da presença desse grupo, essas substâncias são
também chamadas de hidróxidos. Um exemplo dessa função é a cal hidratada, utilizada em pintura
de paredes, cuja fórmula é Ca(OH)2.
As bases são formadas pela ligação iônica do ânion hidroxila (OH)- com um cátion metálico; são,
portanto, compostos iônicos.
Existe, no entanto, uma exceção, que é o hidróxido de amônio (NH4OH), uma base que não tem
metal em sua fórmula. Na realidade essa base não existe isoladamente. Ela é encontrada na forma
de íons (NH4)+(aq) e (OH)– (aq) dissolvidos em água.

Nas bases, o ânion hidroxila apresenta um átomo de hidrogênio ligado a um átomo de oxigênio por
compartilhamento de elétrons (ligação covalente); esse ânion hidroxila tem carga (1-), e, portanto,
forma uma ligação iônica com um cátion.
Por isso, quando isolado, esse ânion apresenta carga (1-). Observe:

Dissociação das bases Commented [LA5]: Novamente tomar cuidado com os


Da mesma forma que, em presença de água, os ácidos produzem o cátion H+ por ionização, para termos determinísticos: “exclusivamente”
que uma substância pertença à função base é necessário que, ao ser adicionada à água, produza
como ânion exclusivamente a hidroxila, que pode ser representada como (OH)- ou -OH.
Veja a equação apresentada a seguir:

Ao ser dissolvido em água, o hidróxido de sódio (NaOH) se dissocia, originando íons livres Na+ e -
OH. Commented [LA6]: Corrigir erro de digitação: e OH-.

Diferença entre ionização e dissociação


Ionização é a formação de íons por quebra de uma ligação covalente, ou seja, a substância de
origem não é formada por íons; eles serão produzidos somente após a quebra da ligação.
Exemplo:

Dissociação é o termo aplicado aos compostos iônicos. Na dissociação, os íons que já existem em
uma substância são separados dela por meio de algum processo. Exemplo:

A dissociação pode ocorrer também entre bases (ou hidróxidos) com mais de uma hidroxila.
Nesse exemplo, além do cátion Ca2+, são liberados dois ânions hidroxila na dissociação do hidróxido
de cálcio.

As bases são compostos iônicos que se dissociam em presença de água, liberando ânion (OH)-
em solução.

As bases em nosso dia a dia Commented [RA7]: Assim como nos ácidos dar mais
Algumas bases são encontradas nas substâncias usadas em nosso cotidiano, por exemplo: ênfase na aplicação das bases, montar nos ácidos da
 hidróxido de magnésio (Mg(OH)2), presente no leite de magnésia utilizado para combater a mesma forma que nas bases para ter um padrão.
acidez estomacal;
 cal hidratada (Ca(OH)2), usada como argamassa na construção civil;
 hidróxido de sódio (NaOH), utilizado para limpeza de materiais, no desentupimento de canos
e largamente empregado na indústria;
 hidróxido de amônio (NH4OH), componente de vários produtos de limpeza vendidos no
comércio.

Os indicadores ácido-base e o pH
Algumas substâncias apresentam comportamento distinto quando em contato com ácidos ou bases.
Entre elas, há um grupo que assume diferentes colorações de acordo com o meio em que estão:
ácido ou básico. As substâncias pertencentes a esse grupo normalmente são utilizadas como
indicadores ácido-base.
Há uma escala numérica denominada pH, com valores entre 0 e 14, que indica se o meio é ácido, Commented [RA8]: Uma forma interativa para os
básico ou neutro. alunos observarem a escala do pH em substâncias do
seu cotidiano pode ser vista neste simulador
https://phet.colorado.edu/sims/html/ph-scale/latest/ph-
scale_pt_BR.html

Os valores de pH são calculados matematicamente considerando-se as concentrações de H+ nas


soluções. O pH significa potencial hidrogeniônico. Quanto menor o valor do pH, maior a acidez.
Em contrapartida, quanto maior o valor do pH, maior a basicidade.
É comum usar-se o termo alcalinidade em vez de basicidade.
Os indicadores ácido-base mudam de cor conforme o valor do pH, podendo, assim, servir como
parâmetro para indicar em que faixa de pH uma determinada amostra está. Por exemplo, a
fenolftaleína é um indicador que, em meio ácido ou neutro, apresenta-se incolor; quando em meio
básico, torna-se avermelhada.
Os indicadores não informam o valor exato do pH de uma solução, apenas fornecem dados para
avaliar se o meio está ácido, básico ou neutro. Para saber o valor exato do pH, utiliza-se um
equipamento especial, o pHmetro (peagâmetro).
É possível misturar ácidos com bases até conseguir um pH neutro. Esse processo chama-se
neutralização, e consiste em um tipo de reação química que será estudado no próximo capítulo.
Verifique na imagem seguinte, os respectivos valores médios de pH de alguns materiais.

Descobrindo se o pH do meio é ácido ou básico


Neste experimento, você utilizará o extrato de repolho roxo, que é um indicador ácido-base.
Esse extrato muda de cor de acordo com a acidez ou a alcalinidade do meio.

Material:
 duas folhas de repolho roxo;
 filtro de papel;
 suporte para filtro de papel;
 jarra;
 liquidificador;
 5 copos transparentes;
 vinagre;
 limão;
 bicarbonato de sódio (uma colher de chá);
 sabão em pó (uma colher de chá).

Procedimento:
1. Siga as etapas:
2. A cada um dos outros quatro copos adicione uma das amostras: vinagre, gotas de suco de
limão, bicarbonato de sódio e sabão em pó.
3. Verifique se houve mudança de cor em cada caso. Anote no caderno as alterações observadas.

Responda às perguntas a seguir.


a) Qual é o material que, pela proximidade de cor, tem propriedades ácidas semelhantes às do
vinagre?
O suco de limão.
b) Qual é o material que, pela proximidade de cor, tem propriedades básicas semelhantes às da
soluçãode bicarbonato de sódio? Commented [LA9]: Corrigir erro de digitação: às da
O sabão em pó. solução de
c) Qual é a cor do extrato de repolho roxo em meio neutro?
Violeta claro.
d) Observe a tabela com valores relativos ao pH de algumas bebidas. Como você classifica (ácida,
básica ou neutra) essas bebidas? Qual é a cor esperada, mais próxima do vermelho ou azul,
quando as bebidas são colocadas em contato com extrato de repolho roxo?

Como todas elas apresentam pH menor que sete, são classificadas como ácidas. Assim, a cor mais esperada
é aquela próxima ao vermelho, semelhante ao vinagre e ao suco de limão.

Função sal
A função sal é caracterizada por compostos iônicos que apresentam ao menos um cátion diferente
de H+ e no mínimo um ânion diferente de (OH)-. Exemplos: o cloreto de sódio (NaCl), presente no
sal de cozinha; o carbonato de cálcio (CaCO3), presente no mármore; o sulfato de cálcio (CaSO4),
presente no gesso, entre outras substâncias.
Uma característica importante dos sais é que eles podem ser obtidos por meio da reunião entre
ácidos e bases. Esse processo, chamado reação de neutralização, será estudado no próximo
capítulo. Mas, para você começar a entender, observe o exemplo:
Os sais são compostos encontrados na natureza em estado sólido, geralmente em forma de
minerais, ou dissolvidos, como o cloreto de sódio (NaCl), presente na água do mar.
Muitos sais têm sabor salgado; alguns apresentam alta solubilidade em água, e outros, valores de
solubilidade tão pequenos que são considerados insolúveis, como é o carbonato de cálcio (CaCO3),
um constituinte do mármore. Quando um sal se dissolve em água, ele sofre uma dissociação
semelhante à que ocorre com as bases, visto que também é um composto iônico e, nessa
dissociação, são liberados íons, como apresentado na equação a seguir.

O NaCl, ao ser dissolvido em água, sofre dissociação, originando os íons livres Na+ e Cl-.
Normalmente, sais que contêm um metal em sua composição apresentam-no ligado ao restante da
estrutura por ligação iônica. Nessa ligação, ocorre a quebra e a consequente separação dos íons.

O Na2SO4, ao ser dissolvido em água, dá origem a dois cátions Na+ e a um ânion (SO4)2-.

Sais são compostos iônicos que têm pelo menos um cátion diferente de H+ e no mínimo um ânion
diferente de (OH)-.

Os sais são importantes no funcionamento de nosso organismo. Atuam, por exemplo, regulando a
quantidade de água nas células e como constituintes de ossos e dentes.

TEORIA DA DISSOCIAÇÃO ELETROLÍTICA


O sueco Svante August Arrhenius (1859-1927) está entre os precursores da Química moderna.
Grande cientista, Arrhenius inovou ao estudar a condutividade de soluções e foi o formulador da
teoria da dissociação eletrolítica, apresentada pela primeira vez à comunidade científica em 1884.
Conforme sua teoria, muitos compostos químicos quando dissolvidos em água dissociam-se em
íons. As partículas carregadas eletricamente chegam a uma soma de cargas positivas e negativas
semelhantes, tornando a solução, portanto, eletricamente neutra. Soluções que apresentam íons
possuem a propriedade de conduzirem a corrente elétrica.
Essas partículas carregadas, denominadas ânions – quando negativas – e cátions – quando
positivas –, formam-se a partir das estruturas químicas das substâncias solubilizadas, tal qual os
ácidos, as bases e os sais estudados nesse capítulo. Eles são chamados de eletrólitos.

Prosseguindo em seus estudos, Arrhenius concluiu ainda que a velocidade das reações químicas
é acelerada com o aumento da temperatura e, proporcionalmente, à concentração das substâncias
envolvidas.
Recebeu o Prêmio Nobel de Química em 1903.

Eletrólitos: substâncias que, ao serem dissolvidos em determinado solvente, produzem solução com uma
condutividade elétrica maior que a condutividade do solvente puro. Isso ocorre quando essas substâncias
produzem íons na solução, seja por dissociação, típica em sais e bases, seja por ionização, característica de
ácidos.

Com base nas afirmações de Arrhenius, faça uma pesquisa na internet e explique o motivo da água
que bebemos conduzir corrente elétrica. Em relação as enchentes e no que diz respeito a presença Commented [LA10]: Faltou a crase: relação às
de fiação elétrica, explique também porque não devemos caminhar em locais alagados. enchentes.
A água conduz corrente elétrica, pois nela encontram-se dissolvidos sais minerais na forma de íons. Pelo Commented [LA11]: Faltou a crase: respeito à
mesmo motivo não podemos caminhar em locais alagados quando há presença de fiação elétrica, pois há presença
enorme rico de choque elétrico que pode levar a morte de pessoas e animais.

Função óxido
Os dois exemplos mais característicos de óxidos são a água (H2O), presente em quase tudo em
nosso planeta, e o gás carbônico (CO2), utilizado, por exemplo, no processo da fotossíntese.
Os óxidos podem ser formados pela combinação de oxigênio com quase todos os elementos da
tabela periódica, metais e não metais. São encontrados sob a forma de inúmeros minerais,
destacando-se o minério de ferro (Fe2O3), chamado hematita, e o minério de alumínio (Al2O3),
chamado bauxita. Esses minérios são utilizados na obtenção de ferro e de alumínio metálicos.
Óxidos são compostos binários formados por oxigênio e por outro elemento químico diferente
do flúor.

A ferrugem é o resultado de um processo de corrosão que ocorre quando o ferro reage com o
oxigênio do ar em presença de umidade.

Por que é comum colocar água oxigenada nos ferimentos?

A água oxigenada é uma solução de peróxido de hidrogênio (H2O2) dissolvido em água. Trata-se
de um óxido que se decompõe naturalmente em água (H2O) e oxigênio (O2).

Como tem a propriedade de se decompor liberando o gás oxigênio (por isso forma espuma quando
colocada no ferimento), é utilizada para a assepsia de ferimentos. O gás oxigênio mata alguns
microrganismos, como certos tipos de bactérias que podem causar infecções.
Nas farmácias, são encontrados frascos de água oxigenada com as informações “10 volumes”, “20
volumes” etc. Isso indica o volume, em litros, de gás oxigênio liberado na reação para cada litro de
solução em determinadas condições. Por exemplo, na água oxigenada “10 volumes” há
desprendimento de 10 litros de oxigênio para cada 1 litro de solução. Para a assepsia de ferimentos,
só deve ser utilizada a água oxigenada 10 volumes.
Pesquise em outras fontes na internet para ampliar as informações sobre os riscos associados à
falta de assepsia dos ferimentos. Depois, com a ajuda do professor e dos colegas:
 organize um mural com o material obtido pela turma;
 elabore uma cartilha para informar à comunidade.
Espera-se que os alunos relacionem a falta de assepsia de qualquer tipo de ferimento com sua contaminação
por microrganismos, que pode levar a infecções.

Solo ácido
Em algumas regiões do Brasil, o solo apresenta alto nível de acidez, com pH menor que 5,5,
caracterizando-se por grande concentração de íons de hidrogênio e alumínio - cujos efeitos tóxicos
comprometem a fertilidade - e por escassez de nutrientes essenciais ao desenvolvimento de
culturas agrícolas.
Os solos podem ser naturalmente ácidos por várias razões: pobreza de elementos minerais em seu
material de origem; ação do intemperismo (por exemplo, a chuva pode lavar o solo, removendo
elementos como o potássio, o cálcio, o magnésio e o sódio); ou utilização de fertilizantes químicos.
Os solos ácidos precisam da aplicação de corretivos que elevem seu pH. O método mais comum é
a calagem - aumento do pH do solo por adição de substâncias que neutralizam essa acidez, como
a cal virgem - CaO. Nesse caso, a acidez diminui pela reação do óxido de cálcio (CaO) com a água
do solo, gerando hidróxido de cálcio (Ca(OH)2), que reage com os íons H+ dos ácidos, formando
água e deixando íons Ca2+ no solo.
Assim, a calagem neutraliza ou reduz a acidez do solo, além de fornecer cálcio que servirá como
nutriente, aumentando a produtividade das culturas e, consequentemente, a rentabilidade agrícola.

No texto são citadas duas substâncias e as suas fórmulas químicas. Considerando-se que uma
delas reage com a água originando a outra, represente a equação química que descreve essa
reação.
CaO + H2O  Ca(OH)2

Esculturas da natureza Commented [RA12]: Existem várias teorias por trás


da formação das estalagmites e estalactites. Podendo
Professor, esta atividade integra as disciplinas Química, Biologia e Geografia. ser observadas nas mais diversas fontes
https://www.unesp.br/aci/revista/ed04/pdf/UC_04_Estu
do01.pdf
Você já teve oportunidade de ver em filmes ou em fotografias aquelas rochas pontudas que se https://super.abril.com.br/mundo-estranho/o-que-sao-
formam no interior de cavernas? Algumas saem do chão, outras do teto. estalactites-e-estalagmites/
Essas rochas, chamadas estalactites (formadas no teto) e estalagmites (formadas no solo), http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.ht
originam-se em cavernas onde circula água rica em bicarbonato de cálcio, um sal de fórmula ml?aula=12655
Ca(HCO3)2. Essa água, que circula acima do nível da gruta, ao alcançá-la sofre brusca diminuição
de pressão, o que leva à perda de dióxido de carbono, transformando parte do bicarbonato em Commented [LHA13]: Qual o embasamento teórico
carbonato de cálcio (CaCO3). para afirmar que há uma diminuição de pressão na
caverna, de onde isso foi retirado? O processo de
formação de estalactites e estalagmites nada mais é
Observe a transformação a seguir: do que um equilíbrio químico entre carbonato de cálcio
e bicarbonato de cálcio relacionado á evaporação da
agua contendo o bicarbonato em pontos de fissura na
parede/teto da caverna devido a passagem de água
por regiões de rochas calcáreas. Sugiro leiturade :
http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc10/exper2.pdf
O carbonato de cálcio, sendo menos solúvel, precipita (forma depósitos na forma sólida), o que geralmente
acontece em saliências por onde a água pinga, produzindo assim as estalactites.
A água que goteja do teto tende, mais uma vez, a precipitar o carbonato de potássio, dessa vez no solo, Commented [LHA14]: Creio que houve um pequeno
formando as estalagmites. erro, estava se falando do carbonato de cálcio e de
repente surge outra substãncia, o carbonato de
potássio.

Agora realize as atividades a seguir.


a) Pesquise, no Cadastro Nacional de Cavernas do Brasil (www.cavernas.org.br), quantas
cavernas são catalogadas no Brasil e quais são as maiores e as mais profundas.
Em 11 de maio de 2015, o Cadastro Nacional de Cavernas do Brasil possuía 6 176 cavernas registradas. As
cinco maiores cavernas brasileiras:
1ª) Boa Vista (BA); 2ª) Barriguda (BA); 3ª) Padre; 4ª) Boqueirão (BA); 5ª) Angélica (GO).
As cinco cavernas brasileiras mais profundas: 1ª) Guy Collet (AM); 2ª) Centenário (MG); 3ª) Bocaina (MG);
4ª) Alaouf; 5ª) Casa de Pedra (SP).

Professor, O Cadastro Nacional de Cavernas foi criado pela Sociedade Brasileira de Espeleologia (SBE). Seu
objetivo é reunir e organizar os dados disponíveis sobre as cavernas brasileiras

b) Qual é a importância de preservar as cavernas e como o ser humano pode contribuir com isso?
Não alterar as características próprias da caverna permite preservar os seres que ali vivem.
A intervenção humana pode destruir aquilo que levou milhões de anos para ser formado, alterando o equilíbrio
ecológico e colocando em risco a vida existente.

c) O que são animais troglóbios?


Animais troglóbios são os que vivem exclusivamente no meio subterrâneo e apresentam diversas
características morfológicas, fisiológicas e comportamentais compatíveis com o local que habitam. Um
exemplo é o bagre cego (Trichomycterus itacarambienses), que habita a Caverna Olhos d’Água, em
Itacarambi/MG.

1) Defina função química.


É a característica particular de um determinado grupo de substâncias que apresentam propriedades
semelhantes entre si, por causa da presença de um ou mais átomos comuns.

2) Como se caracteriza a função ácido?


Os ácidos são compostos moleculares que, em presença de água, ionizam-se, liberando cátion H1 na solução. Commented [LHA15]: Corrigir erro de digitação:
cátion H+
3) Como são classificados os ácidos quanto à presença ou não de oxigênio em suas moléculas?
Oxiácidos e hidrácidos, respectivamente.

4) Represente as equações químicas de ionização em água dos ácidos sulfídrico H2S(g), fosfórico
H3PO4(l) e clórico HClO3(l), conforme o exemplo a seguir:

5) Como se caracteriza a função base?


Caracteriza-se normalmente por substâncias que apresentam o grupo hidroxila (OH) - ligado a metais. Entre
outras características, destaca-se o fato de produzirem íons (OH)- em solução aquosa.

6) Represente as equações químicas de dissociação em água das bases hidróxido de magnésio


Mg(OH)2(s), hidróxido de alumínio Al(OH)3(s) e hidróxido de chumbo IV Pb(OH)4(s), conforme o
exemplo a seguir:

7) Como se caracteriza uma função sal?


Caracteriza-se normalmente por substâncias que apresentam ao menos um cátion diferente de H+ e no
mínimo um ânion diferente de (OH)-.

8) Qual é a reação mais comum de obtenção de um sal?


ácido + base → sal + água

9) Como se caracteriza uma função óxido?


Caracteriza-se normalmente por substâncias binárias que apresentam o oxigênio ligado a outro elemento
químico, exceto o flúor.
Qual elemento, ligado ao oxigênio, forma um composto binário e não pode ser classificado como
um óxido?
Flúor.

10) Observe a escala de pH a seguir e os espaços destinados ao preenchimento dos números


relativos aos itens abaixo:

Na figura acima, há três retângulos definidos por conjunto A, conjunto B e conjunto C, que estão
numa determinada faixa de pH. Considerando que cada um dos itens a seguir representa uma
solução, indique quais soluções pertencem a cada conjunto baseando-se no pH de cada uma delas.

Conjunto A: vinagre, suco de laranja e chuva ácida; conjunto B: água potável; conjunto C: sabão em pó, cal
e amônia.

11) A cal hidratada [Ca(OH)2] é um dos principais constituintes das argamassas por apresentar
benefícios para a edificação. Ela tem excelente poder aglomerante, assim como o cimento, que
une para sempre os grãos de areia das argamassas. A cal hidratada tem extraordinária
capacidade de reter água em torno de suas partículas, formando uma dupla perfeita com o
cimento. As argamassas à base de cal hidratada têm resistência suficiente quanto à compressão
e aderência, tanto para assentamentos como para revestimentos, atendendo às normas
técnicas.
O texto acima faz referência à vantagem de utilização da cal hidratada em argamassas. A respeito
dessa substância:

a) identifique a que função química ela pertence;


Função base ou hidróxido.

b) represente a fórmula do sal de bromo que poderia ser formado com o mesmo cátion metálico
presente na cal.
CaBr2

12) Observe as imagens e avalie o efeito do pH na vida aquática dos peixes no lago.
1. Valores de pH entre 6,5 e 9,5 permitem vida aquática normal; 2. pH entre 5,0 e 6,0 indica que várias
espécies de peixe morreram; 3. valores de pH entre 4,0 e 5,0 mostram que a maior parte da vida aquática
desapareceu; 4. valor de pH inferior a 4,0 representa um lago praticamente morto.

13) Observe o pH de algumas amostras descritas na tabela a seguir.


Considere os valores descritos e responda.

a) Qual é a amostra mais básica?


Solução diluída de hidróxido de sódio.

b) Qual é a amostra mais ácida?


Suco de laranja.

c) Qual delas apresenta pH mais próximo da água pura?


Leite.

14) Observe as imagens a seguir:

Todas as substâncias representadas nas imagens acima apresentam algo em comum, além da
matéria-prima de origem. Identifique o fenômeno ocorrido caracterizando-o no estudo das funções
químicas.
Todas as peças são formadas com base no elemento químico ferro, sendo possível observar de forma clara
a formação de ferrugem. Trata-se de um fenômeno químico (vide página 316) que consiste na reação do ferro
com o oxigênio. A ferrugem é composta de uma mistura de óxidos de ferro, FeO e Fe 2O3, geralmente na
forma de Fe3O4.