Você está na página 1de 2

Fator de simultaneidade

É a relação entre a demanda máxima do grupo de aparelhos e a soma das demandas individuais dos
aparelhos do mesmo grupo, num intervalo de tempo considerado. O fator de simultaneidade resulta da
coincidência das demandas máximas de alguns aparelhos do grupo de carga, devido à natureza de sua
operação. O seu inverso é chamado de fator de diversidade.
A aplicação do fator de simultaneidade em instalações industriais deve ser precedida de um estudo
minucioso, a fim de evitar o subdimensionamento dos circuitos e equipamentos. A taxa de variação do
decréscimo do fator de simultaneidade, em geral, depende da heterogeneidade da carga. O fator de
simultaneidade é sempre inferior à unidade, enquanto o fator de diversidade, considerado o inverso deste,
é sempre superior a 1.
A Tabela 1.2 fornece os fatores de simultaneidade para diferentes potências de motores agrupados e outros
aparelhos.

A.6.2.3.1 Demanda dos CCMs


Fator de utilização

É o fator pelo qual deve ser multiplicada a potência nominal do aparelho para se obter a potência média
absorvida por ele, nas condições de utilização. A Tabela 1.3 fornece os fatores de utilização dos principais
equipamentos utilizados nas instalações elétricas industriais.
Na falta de dados mais precisos, pode ser adotado um fator de utilização igual a 0,75 para motores,
enquanto, para aparelhos de iluminação, ar condicionado e aquecimento, o fator de utilização deve ser
unitário.