Você está na página 1de 14

Universidade Federal do Rio de Janeiro – Instituto de Fı́sica 3. Uma partı́cula alfa com carga 2e e massa 4m está 6.

cula alfa com carga 2e e massa 4m está 6. Três resistores cilı́ndricos circulares ôhmicos, 1, 2 e 3,
Fı́sica III – 2015/1 – Prova Final: 15/07/2015 se movendo com velocidade v ~ quando entra em um são construı́dos com o mesmo material, de resistivi-
Versão: A campo magnético uniforme B ~ fazendo um ângulo reto dade conhecida ρ. O resistor 1 tem comprimento L e
com a sua direção de movimento. Um dêuteron de área de seção reta A, o resistor 2 tem comprimento L e
carga e e massa 2m também entra no campo na mesma área de seção reta 2A, enquanto o resistor 3 tem com-
direção e com a mesma velocidade. Calcule a dife- primento 2L e área de seção reta 2A. Se cada um des-
Formulário
rença entre os raios das trajetórias da partı́cula alfa e ses resistores for submetido a uma mesma diferença
I do dêuteron na região do campo magnético (sabendo- de potencial entre suas extremidades, podemos afir-
1 q ~ = Qint , 1 q ~
se que v = |~v | e B = |B|) mar, sobre os módulos Ji (i = 1, 2, 3) das densidades
F~ = q E
~ + q~v × B
~, ~ =
E r̂ , ~ ·dA
E ~ = −∇V
E ~ , V = ,
4πǫ0 r 2 S ǫ0 4πǫ0 r de corrente que fluem ao longo deles, que
(a) mv/eB
ǫ0 I ρL (a) J1 = J2 = J3 .
uE = E 2 , C = Q/V , J~ = nq~v , |~J| = , R= , (b) 0
2 A A (b) J1 = J2 /2 = J3 .
(c) 2mv/eB
I
µ0 Idℓ~ × (~r − ~r′ ) ~ = µ0 I ϕ̂ (d) mv/2eB
(c) J1 = J2 = J3 /2.
dF~m = Idℓ~ × B
~, ~ ·dA
B ~ = 0, ~ =
dB , B
S 4π |~r − ~r′ |3 2πs (d) J1 = 2J2 = J3 .
(e) mv/4eB
I (e) J1 = J2 = 2J3 .
~ dℓ~ = µ0 Ienc + µ0 ǫ0 dΦE ,
B· Eind = −
dΦB
, ΦB = LI , uB =
1 2
B ,
dt dt 2µ0 4. Considere as seguintes afirmativas: (I) Quanto maior
C 7. Um elétron com velocidade v ~ e massa m entra num ca-
é o fluxo de campo magnético através da superfı́cie
pacitor plano através de um pequeno orifı́cio na placa
delimitada por uma espira, maior será a f.e.m. indu-
inferior, conforme indica a figura. Considere que, para
zida nesta espira; (II) A f.e.m. induzida numa espira
todos os efeitos, as placas tem área infinita. Qual a
depende se esta é feita de um material condutor ou
trajetória seguida pelo elétron no interior do capaci-
dielétrico; (III) A existência de f.e.m. induzida indica
tor?
Seção 1. Múltipla escolha (8×0,6 = 4,8 pontos) que forças magnéticas, desde que dependam do tempo,
são capazes de realizar trabalho.
1. Qual é o trabalho necessário para trazermos 3 2. Seja uma região R delimitada por uma superfı́cie fe- (a) Nenhuma afirmativa está correta.
partı́culas do infinito, de cargas q1 = q2 = q, q3 = 3q, e chada S. Tal região possui uma densidade volumar
(b) Apenas a afirmativa I está correta.
as colocarmos nos vértices de um triângulo equilátero de carga não-uniforme ρ(~r ) e uma carga total Q. A
de lado L? partir da lei de Gauss, pode-se dizer que (c) Apenas a afirmativa II está correta.
(a) 2
3q /(4πǫ0 L) (a) Se Q = 0, o campo elétrico é nulo no exterior (d) Apenas a afirmativa III está correta.
(b) 2
4q /(4πǫ0 L) de R. (e) As afirmativas I e II estão corretas.
(c) 5q 2 /(4πǫ0 L) (b) Além de Q = 0, é necessário que ρ(~
r ) = 0 para (f) As afirmativas I e III estão corretas. v
que o campo elétrico seja nulo no exterior de
(d) 6q 2 /(4πǫ0 L) (g) As afirmativas II e III estão corretas.
R.
2 (h) Todas as afirmativas estão corretas. (a) Um segmento de reta.
(e) 7q /(4πǫ0 L) (c) Se Q = 0, o fluxo de campo elétrico sobre S é
(b) Um arco de cı́rculo.
nulo. 5. O mostrador de um relógio analógico, circular tem
(c) Um arco de parábola.
(d) Além de Q = 0, é necessário que ρ(~
r ) = 0 para partı́culas com cargas positivas q, 2q, 3q e 4q nas
que o fluxo de campo elétrico seja nulo em S. posições da periferia correspondentes a 3, 6, 9 e (d) Um arco de elipse.
(e) Nenhuma das opções anteriores. 12 horas, respectivamente. Os ponteiros do relógio (e) Um arco de hipérbole.
não perturbam o campo eletrostático criado por tais
(f) Nenhuma das opçoes acima.
partı́culas. A que horas o ponteiro das horas aponta
na mesma direção e sentido do campo elétrico no cen- 8. A lei de Ampère-Maxwell é válida
tro do mostrador?
(a) quando existe um alto grau de simetria na ge-
(a) 3 horas e 30 minutos. ometria da situação.
(b) 4 horas e 30 minutos. (b) quando não há simetria.
(c) 8 horas e 30 minutos. (c) quando existe corrente de deslocamento.
(d) 10 horas e 30 minutos. (d) quando o campo magnético é constante.
(e) 1 hora e 30 minutos. (e) em todas as situações anteriores.

1 2
(b) Sabendo que um outro fio retilı́neo infinito, b, está situado a uma distância L do fio a, paralelo a esse, quais
devem ser o valor e o sentido da corrente I0 no fio b para que o campo magnético resultante seja nulo em O? [0,8
ponto]

Figura 1: Plano condutor e placa dieétrica

Seção 2. Questões discursivas (3,2 + 2,0 = 5,2 pontos)

Todas as respostas devem ter ampla justificativa!


1. [3,2 pontos] Um plano dielétrico P1 possui densidade superficial de carga constante (estacionária e uniforme) σ > 0.
Coloca-se então, a uma distância 2d desse plano, uma placa condutora neutra P2 , de espessura d e transversalmente
infinita, conforme mostra a figura 1. Determine (com justificativas!):
~ 1 produzido apenas pelo plano P1 , para x > 0. [1,2 pontos]
(a) o módulo, a direção e o sentido do campo elétrico E
(b) o campo no interior da placa condutora. [0,4 ponto]
(c) as densidades de carga induzidas σ1 e σ2 na placa condutora. [0,8 ponto]
~ 0 na região 0 < x < 2d. [0,8 ponto]
(d) o módulo, a direção e o sentido do campo elétrico E

2. [2 pontos] A Figura 2 mostra um fio a, que consiste de dois segmentos retilı́neos, semi-infinitos, ligados a um outro
semi-circular, de raio R, transportanto uma corrente I.

I R fio a
ẑ x̂
O
L
fio b

Figura 2: Figura 2.

(a) Calcule o vetor campo magnético, gerado pelo fio a, no ponto O, centro do semi-cı́rculo. Justifique cuidadosa-
mente. [1,2 ponto]

3 4
Gabarito para Versão A Seção 2. Questões discursivas (3,2 + 2,0 = 5,2 pontos)

1. Resolução:
Seção 1. Múltipla escolha (8×0,6 = 4,8 pontos)

1. (e) 5. (b) (a) O campo de um plano com densidade (superficial) de carga constante pode ser obtido a partir de suas simetrias
e da lei de Gauss. Devido a simetria plana, o campo elétrico em todo o espaço só depende da coordenada
2. (c) 6. (e) x, e devido a simetria axial ele necessariamente aponta na direção x, ou seja, o campo elétrico do plano tem
a forma E~ 1 = E1 x̂ para x > d e E ~ 1 = −E1 x̂ para x < 0, com E > 0. Traçando-se então uma superfı́cie
3. (b) 7. (c)
gaussiana cilı́ndrica S1 que cruza o plano e perpendicular a ele, temos, da lei de Gauss
4. (a) 8. (e) I Z Z Z
E ~ = Qint
~ 1 · dA ⇒ ~ 1 · dA
E ~ + ~ = 2 E1 dA = 2E1 A = σA
~ 1 · dA
E (1)
S1 ǫ0 S lat S1tampas ǫ0
| 1 {z }
~
=0,pois E⊥dA~

donde
σ ~ 1 = σ x̂(x > 0)
E1 = ⇒ E (2)
2ǫ0 2ǫ0
(b) Como a carga no plano dielétrico é constante, a placa condutora ficará em equilı́brio eletrostático na sua
presença, e portanto o campo é nulo.
(c) Como um condutor só pode ter cargas em sua superfı́cie, a introdução da placa P2 gera efetivamente três
planos de carga com simetria plana. Pela neutralidade da placa, segue imediatamente que σ1 = −σ2 . Pelo
princı́pio da superposição , temos
 
~ ~ ~ σ σ1 σ2 σ 2σ1 σ
E1 + E2 + E3 = + − x̂ = 0 ⇒ + = 0 ⇒ σ1 = − , (3)
2ǫ0 2ǫ0 2ǫ0 2ǫ0 2ǫ0 2
e portanto
σ
σ1 = −σ2 = .
2
(d) Sabendo-se todas as densidades superficiais, para encontrar o campo precisamos apenas do princı́pio da su-
perposição  
~1 +E
E ~2+E ~ 3 = σ1 − σ1 + σ1 x̂ = σ1 x̂ , (4)
2ǫ0 4ǫ0 4ǫ0 2ǫ0
ou seja, é o mesmo campo do plano sozinho.


2. Resolução:

(a) O fio a pode ser dividio em três partes: dois fios semi-infinitos, e um semi-cı́rculo. Pela lei de Biot-Savart,
vemos que os fios semi-infinitos não contribuem para o campo no ponto O, pois d~ℓ k R. ~ Já o campo gerado pelo
semi-cı́rculo dá (tomando O como a nossa origem, ou seja, r ~ = ~0 e r~ − r
~ ′ = −~ r ′ = −Rr̂)
~ ′ Z ~ Z π Z π
B~ = µ0 I dℓ × (~r − ~r ) = µ0 I dℓ × (−Rr̂)
=
µ0 I
Rdθ (−θ̂ × r̂) = −
µ0 I
ẑ dθ = −
µ0 I
ẑ . (5)
4π |~r − ~r′ |3 4π R3 4πR2 0 | {z } 4πR 0 4R
=−ẑ

(b) Bom, como o campo do fio a está ”entrando”no papel, corrente I0 deve estar no sentido positivo do eixo X,
pois só assim o fio b produzirá um campo ”saindo”do papel, e portanto capaz de anular o do fio (a). Sabendo-se
então o campo do fio, temos, no ponto O

B ~ b ⇒ µ 0 I = µ 0 I0 ,
~ a = −B (6)
4R 2πL
1 2
ou seja Universidade Federal do Rio de Janeiro – Instituto de Fı́sica
IπL Fı́sica III – 2015/1 – Prova Final: 15/07/2015
I0 = . (7) Versão: B
2R


Formulário

I
1 q ~ = Qint , 1 q
F~ = q E
~ + q~v × B
~, ~ =
E r̂ , ~ ·dA
E ~ = −∇V
E ~ , V = ,
4πǫ0 r 2 S ǫ0 4πǫ0 r
ǫ0 2 I ρL
uE = E , C = Q/V , J~ = nq~v , |~J| = , R= ,
2 A A
I
µ0 Idℓ~ × (~r − ~r′ ) ~ = µ0 I ϕ̂
dF~m = Idℓ~ × B
~, ~ ·dA
B ~ = 0, ~ =
dB , B
S 4π |~r − ~r′ |3 2πs
I
~ dℓ~ = µ0 Ienc + µ0 ǫ0 dΦE ,
B· Eind = −
dΦB
, ΦB = LI , uB =
1 2
B ,
C dt dt 2µ0

Seção 1. Múltipla escolha (8×0,6 = 4,8 pontos)

1. O mostrador de um relógio analógico, circular tem 2. Um elétron com velocidade v ~ e massa m entra num ca-
partı́culas com cargas positivas q, 2q, 3q e 4q nas pacitor plano através de um pequeno orifı́cio na placa
posições da periferia correspondentes a 3, 6, 9 e inferior, conforme indica a figura. Considere que, para
12 horas, respectivamente. Os ponteiros do relógio todos os efeitos, as placas tem área infinita. Qual a
não perturbam o campo eletrostático criado por tais trajetória seguida pelo elétron no interior do capaci-
partı́culas. A que horas o ponteiro das horas aponta tor?
na mesma direção e sentido do campo elétrico no cen-
tro do mostrador?
(a) 3 horas e 30 minutos.
(b) 4 horas e 30 minutos.
(c) 8 horas e 30 minutos.
(d) 10 horas e 30 minutos.
(e) 1 hora e 30 minutos.
v

(a) Um segmento de reta.


(b) Um arco de cı́rculo.
(c) Um arco de parábola.
(d) Um arco de elipse.
(e) Um arco de hipérbole.
(f) Nenhuma das opçoes acima.

3 1
3. Qual é o trabalho necessário para trazermos 3 6. A lei de Ampère-Maxwell é válida
partı́culas do infinito, de cargas q1 = q2 = q, q3 = 3q, e
(a) quando existe um alto grau de simetria na ge-
as colocarmos nos vértices de um triângulo equilátero
ometria da situação.
de lado L?
(b) quando não há simetria.
(a) 3q 2 /(4πǫ0 L)
(c) quando existe corrente de deslocamento.
(b) 4q 2 /(4πǫ0 L)
(d) quando o campo magnético é constante.
(c) 5q 2 /(4πǫ0 L)
(e) em todas as situações anteriores.
(d) 6q 2 /(4πǫ0 L)
7. Uma partı́cula alfa com carga 2e e massa 4m está
(e) 7q 2 /(4πǫ0 L)
se movendo com velocidade v ~ quando entra em um
4. Seja uma região R delimitada por uma superfı́cie fe- campo magnético uniforme B ~ fazendo um ângulo reto
chada S. Tal região possui uma densidade volumar com a sua direção de movimento. Um dêuteron de
de carga não-uniforme ρ(~r ) e uma carga total Q. A carga e e massa 2m também entra no campo na mesma
partir da lei de Gauss, pode-se dizer que direção e com a mesma velocidade. Calcule a dife-
rença entre os raios das trajetórias da partı́cula alfa e
(a) Se Q = 0, o campo elétrico é nulo no exterior
do dêuteron na região do campo magnético (sabendo- Figura 3: Plano condutor e placa dieétrica
de R. ~
se que v = |~v | e B = |B|)
(b) Além de Q = 0, é necessário que ρ(~
r ) = 0 para
que o campo elétrico seja nulo no exterior de (a) mv/eB
R. (b) 0 Seção 2. Questões discursivas (3,2 + 2,0 = 5,2 pontos)

(c) Se Q = 0, o fluxo de campo elétrico sobre S é (c) 2mv/eB Todas as respostas devem ter ampla justificativa!
nulo. (d) mv/2eB 1. [3,2 pontos] Um plano dielétrico P1 possui densidade superficial de carga constante (estacionária e uniforme) σ > 0.
(d) Além de Q = 0, é necessário que ρ(~
r ) = 0 para (e) mv/4eB Coloca-se então, a uma distância 2d desse plano, uma placa condutora neutra P2 , de espessura d e transversalmente
que o fluxo de campo elétrico seja nulo em S. infinita, conforme mostra a figura 1. Determine (com justificativas!):
(e) Nenhuma das opções anteriores. 8. Considere as seguintes afirmativas: (I) Quanto maior
é o fluxo de campo magnético através da superfı́cie ~ 1 produzido apenas pelo plano P1 , para x > 0. [1,2 pontos]
(a) o módulo, a direção e o sentido do campo elétrico E
5. Três resistores cilı́ndricos circulares ôhmicos, 1, 2 e 3, delimitada por uma espira, maior será a f.e.m. indu- (b) o campo no interior da placa condutora. [0,4 ponto]
são construı́dos com o mesmo material, de resistivi- zida nesta espira; (II) A f.e.m. induzida numa espira
(c) as densidades de carga induzidas σ1 e σ2 na placa condutora. [0,8 ponto]
dade conhecida ρ. O resistor 1 tem comprimento L e depende se esta é feita de um material condutor ou
área de seção reta A, o resistor 2 tem comprimento L e dielétrico; (III) A existência de f.e.m. induzida indica ~ 0 na região 0 < x < 2d. [0,8 ponto]
(d) o módulo, a direção e o sentido do campo elétrico E
área de seção reta 2A, enquanto o resistor 3 tem com- que forças magnéticas, desde que dependam do tempo,
primento 2L e área de seção reta 2A. Se cada um des- são capazes de realizar trabalho. 2. [2 pontos] A Figura 2 mostra um fio a, que consiste de dois segmentos retilı́neos, semi-infinitos, ligados a um outro
ses resistores for submetido a uma mesma diferença semi-circular, de raio R, transportanto uma corrente I.
(a) Nenhuma afirmativa está correta. ŷ
de potencial entre suas extremidades, podemos afir-
mar, sobre os módulos Ji (i = 1, 2, 3) das densidades (b) Apenas a afirmativa I está correta.
I R fio a
de corrente que fluem ao longo deles, que (c) Apenas a afirmativa II está correta. ẑ x̂
O
(a) J1 = J2 = J3 . (d) Apenas a afirmativa III está correta.
L
(b) J1 = J2 /2 = J3 . (e) As afirmativas I e II estão corretas.
fio b
(c) J1 = J2 = J3 /2. (f) As afirmativas I e III estão corretas.
(d) J1 = 2J2 = J3 . (g) As afirmativas II e III estão corretas.
(e) J1 = J2 = 2J3 . (h) Todas as afirmativas estão corretas.
Figura 4: Figura 2.

(a) Calcule o vetor campo magnético, gerado pelo fio a, no ponto O, centro do semi-cı́rculo. Justifique cuidadosa-
mente. [1,2 ponto]

2 3
(b) Sabendo que um outro fio retilı́neo infinito, b, está situado a uma distância L do fio a, paralelo a esse, quais Gabarito para Versão B
devem ser o valor e o sentido da corrente I0 no fio b para que o campo magnético resultante seja nulo em O? [0,8
ponto]
Seção 1. Múltipla escolha (8×0,6 = 4,8 pontos)

1. (b) 5. (e)

2. (c) 6. (e)

3. (e) 7. (b)

4. (c) 8. (a)

4 1
Seção 2. Questões discursivas (3,2 + 2,0 = 5,2 pontos) ou seja
IπL
1. Resolução: I0 = . (7)
2R


(a) O campo de um plano com densidade (superficial) de carga constante pode ser obtido a partir de suas simetrias
e da lei de Gauss. Devido a simetria plana, o campo elétrico em todo o espaço só depende da coordenada
x, e devido a simetria axial ele necessariamente aponta na direção x, ou seja, o campo elétrico do plano tem
a forma E~ 1 = E1 x̂ para x > d e E ~ 1 = −E1 x̂ para x < 0, com E > 0. Traçando-se então uma superfı́cie
gaussiana cilı́ndrica S1 que cruza o plano e perpendicular a ele, temos, da lei de Gauss
I Z Z Z
E ~ = Qint
~ 1 · dA ⇒ ~ 1 · dA
E ~ + ~ = 2 E1 dA = 2E1 A = σA
~ 1 · dA
E (1)
S1 ǫ0 S lat S1tampas ǫ0
| 1 {z }
~
=0,pois E⊥dA~

donde
σ ~ 1 = σ x̂(x > 0)
E1 = ⇒ E (2)
2ǫ0 2ǫ0
(b) Como a carga no plano dielétrico é constante, a placa condutora ficará em equilı́brio eletrostático na sua
presença, e portanto o campo é nulo.
(c) Como um condutor só pode ter cargas em sua superfı́cie, a introdução da placa P2 gera efetivamente três
planos de carga com simetria plana. Pela neutralidade da placa, segue imediatamente que σ1 = −σ2 . Pelo
princı́pio da superposição , temos
 
~ ~ ~ σ σ1 σ2 σ 2σ1 σ
E1 + E2 + E3 = + − x̂ = 0 ⇒ + = 0 ⇒ σ1 = − , (3)
2ǫ0 2ǫ0 2ǫ0 2ǫ0 2ǫ0 2
e portanto
σ
σ1 = −σ2 = .
2
(d) Sabendo-se todas as densidades superficiais, para encontrar o campo precisamos apenas do princı́pio da su-
perposição  
~1 +E
E ~2+E ~ 3 = σ1 − σ1 + σ1 x̂ = σ1 x̂ , (4)
2ǫ0 4ǫ0 4ǫ0 2ǫ0
ou seja, é o mesmo campo do plano sozinho.


2. Resolução:

(a) O fio a pode ser dividio em três partes: dois fios semi-infinitos, e um semi-cı́rculo. Pela lei de Biot-Savart,
vemos que os fios semi-infinitos não contribuem para o campo no ponto O, pois d~ℓ k R. ~ Já o campo gerado pelo
semi-cı́rculo dá (tomando O como a nossa origem, ou seja, r ~ = ~0 e r~ − r
~ ′ = −~ r ′ = −Rr̂)
~ ′ Z ~ Z π Z π
B~ = µ0 I dℓ × (~r − ~r ) = µ0 I dℓ × (−Rr̂)
=
µ0 I
Rdθ (−θ̂ × r̂) = −
µ0 I
ẑ dθ = −
µ0 I
ẑ . (5)
4π |~r − ~r′ |3 4π R3 4πR2 0 | {z } 4πR 0 4R
=−ẑ

(b) Bom, como o campo do fio a está ”entrando”no papel, corrente I0 deve estar no sentido positivo do eixo X,
pois só assim o fio b produzirá um campo ”saindo”do papel, e portanto capaz de anular o do fio (a). Sabendo-se
então o campo do fio, temos, no ponto O

B ~ b ⇒ µ 0 I = µ 0 I0 ,
~ a = −B (6)
4R 2πL
2 3
Universidade Federal do Rio de Janeiro – Instituto de Fı́sica 3. Uma partı́cula alfa com carga 2e e massa 4m está 6. A lei de Ampère-Maxwell é válida
Fı́sica III – 2015/1 – Prova Final: 15/07/2015 se movendo com velocidade v ~ quando entra em um
~ fazendo um ângulo reto (a) quando existe um alto grau de simetria na ge-
Versão: C campo magnético uniforme B
ometria da situação.
com a sua direção de movimento. Um dêuteron de
carga e e massa 2m também entra no campo na mesma (b) quando não há simetria.
direção e com a mesma velocidade. Calcule a dife- (c) quando existe corrente de deslocamento.
Formulário
rença entre os raios das trajetórias da partı́cula alfa e
(d) quando o campo magnético é constante.
I do dêuteron na região do campo magnético (sabendo-
1 q ~ = Qint , 1 q ~
se que v = |~v | e B = |B|) (e) em todas as situações anteriores.
F~ = q E
~ + q~v × B
~, ~ =
E r̂ , ~ ·dA
E ~ = −∇V
E ~ , V = ,
4πǫ0 r 2 S ǫ0 4πǫ0 r
(a) mv/eB 7. Qual é o trabalho necessário para trazermos 3
ǫ0 2 I ρL partı́culas do infinito, de cargas q1 = q2 = q, q3 = 3q, e
uE = E , C = Q/V , J~ = nq~v , |~J| = , R= , (b) 0
as colocarmos nos vértices de um triângulo equilátero
2 A A
(c) 2mv/eB de lado L?
I ~ ′
dF~m = Idℓ~ × B
~, ~ ·dA
B ~ = 0, ~ = µ0 Idℓ × (~r − ~r ) ,
dB ~ = µ0 I ϕ̂
B (d) mv/2eB (a) 3q 2 /(4πǫ0 L)
S 4π |~r − ~r |′ 3 2πs
(e) mv/4eB (b) 4q 2 /(4πǫ0 L)
I
~ dℓ~ = µ0 Ienc + µ0 ǫ0 dΦE ,
B· Eind =−
dΦB
, ΦB = LI , uB =
1 2
B , 4. Três resistores cilı́ndricos circulares ôhmicos, 1, 2 e 3, (c) 5q 2 /(4πǫ0 L)
C dt dt 2µ0 são construı́dos com o mesmo material, de resistivi-
(d) 6q 2 /(4πǫ0 L)
dade conhecida ρ. O resistor 1 tem comprimento L e
área de seção reta A, o resistor 2 tem comprimento L e (e) 7q 2 /(4πǫ0 L)
área de seção reta 2A, enquanto o resistor 3 tem com-
8. Um elétron com velocidade v ~ e massa m entra num ca-
primento 2L e área de seção reta 2A. Se cada um des-
pacitor plano através de um pequeno orifı́cio na placa
ses resistores for submetido a uma mesma diferença
Seção 1. Múltipla escolha (8×0,6 = 4,8 pontos) inferior, conforme indica a figura. Considere que, para
de potencial entre suas extremidades, podemos afir-
todos os efeitos, as placas tem área infinita. Qual a
mar, sobre os módulos Ji (i = 1, 2, 3) das densidades
trajetória seguida pelo elétron no interior do capaci-
1. O mostrador de um relógio analógico, circular tem 2. Seja uma região R delimitada por uma superfı́cie fe- de corrente que fluem ao longo deles, que
partı́culas com cargas positivas q, 2q, 3q e 4q nas chada S. Tal região possui uma densidade volumar tor?
(a) J1 = J2 = J3 .
posições da periferia correspondentes a 3, 6, 9 e de carga não-uniforme ρ(~r ) e uma carga total Q. A
12 horas, respectivamente. Os ponteiros do relógio partir da lei de Gauss, pode-se dizer que (b) J1 = J2 /2 = J3 .
não perturbam o campo eletrostático criado por tais (a) Se Q = 0, o campo elétrico é nulo no exterior (c) J1 = J2 = J3 /2.
partı́culas. A que horas o ponteiro das horas aponta
de R. (d) J1 = 2J2 = J3 .
na mesma direção e sentido do campo elétrico no cen-
tro do mostrador? (b) Além de Q = 0, é necessário que ρ(~
r ) = 0 para (e) J1 = J2 = 2J3 .
que o campo elétrico seja nulo no exterior de
(a) 3 horas e 30 minutos. R. 5. Considere as seguintes afirmativas: (I) Quanto maior
(b) 4 horas e 30 minutos. é o fluxo de campo magnético através da superfı́cie
(c) Se Q = 0, o fluxo de campo elétrico sobre S é delimitada por uma espira, maior será a f.e.m. indu- v
(c) 8 horas e 30 minutos. nulo. zida nesta espira; (II) A f.e.m. induzida numa espira
(d) 10 horas e 30 minutos. (d) Além de Q = 0, é necessário que ρ(~
r ) = 0 para depende se esta é feita de um material condutor ou (a) Um segmento de reta.
(e) 1 hora e 30 minutos. que o fluxo de campo elétrico seja nulo em S. dielétrico; (III) A existência de f.e.m. induzida indica
que forças magnéticas, desde que dependam do tempo, (b) Um arco de cı́rculo.
(e) Nenhuma das opções anteriores.
são capazes de realizar trabalho. (c) Um arco de parábola.
(a) Nenhuma afirmativa está correta. (d) Um arco de elipse.
(b) Apenas a afirmativa I está correta. (e) Um arco de hipérbole.
(c) Apenas a afirmativa II está correta. (f) Nenhuma das opçoes acima.
(d) Apenas a afirmativa III está correta.
(e) As afirmativas I e II estão corretas.
(f) As afirmativas I e III estão corretas.
(g) As afirmativas II e III estão corretas.
(h) Todas as afirmativas estão corretas.
1 2
(b) Sabendo que um outro fio retilı́neo infinito, b, está situado a uma distância L do fio a, paralelo a esse, quais
devem ser o valor e o sentido da corrente I0 no fio b para que o campo magnético resultante seja nulo em O? [0,8
ponto]

Figura 5: Plano condutor e placa dieétrica

Seção 2. Questões discursivas (3,2 + 2,0 = 5,2 pontos)

Todas as respostas devem ter ampla justificativa!


1. [3,2 pontos] Um plano dielétrico P1 possui densidade superficial de carga constante (estacionária e uniforme) σ > 0.
Coloca-se então, a uma distância 2d desse plano, uma placa condutora neutra P2 , de espessura d e transversalmente
infinita, conforme mostra a figura 1. Determine (com justificativas!):
~ 1 produzido apenas pelo plano P1 , para x > 0. [1,2 pontos]
(a) o módulo, a direção e o sentido do campo elétrico E
(b) o campo no interior da placa condutora. [0,4 ponto]
(c) as densidades de carga induzidas σ1 e σ2 na placa condutora. [0,8 ponto]
~ 0 na região 0 < x < 2d. [0,8 ponto]
(d) o módulo, a direção e o sentido do campo elétrico E

2. [2 pontos] A Figura 2 mostra um fio a, que consiste de dois segmentos retilı́neos, semi-infinitos, ligados a um outro
semi-circular, de raio R, transportanto uma corrente I.

I R fio a
ẑ x̂
O
L
fio b

Figura 6: Figura 2.

(a) Calcule o vetor campo magnético, gerado pelo fio a, no ponto O, centro do semi-cı́rculo. Justifique cuidadosa-
mente. [1,2 ponto]

3 4
Gabarito para Versão C Seção 2. Questões discursivas (3,2 + 2,0 = 5,2 pontos)

1. Resolução:
Seção 1. Múltipla escolha (8×0,6 = 4,8 pontos)

1. (b) 5. (a) (a) O campo de um plano com densidade (superficial) de carga constante pode ser obtido a partir de suas simetrias
e da lei de Gauss. Devido a simetria plana, o campo elétrico em todo o espaço só depende da coordenada
2. (c) 6. (e) x, e devido a simetria axial ele necessariamente aponta na direção x, ou seja, o campo elétrico do plano tem
a forma E~ 1 = E1 x̂ para x > d e E ~ 1 = −E1 x̂ para x < 0, com E > 0. Traçando-se então uma superfı́cie
3. (b) 7. (e)
gaussiana cilı́ndrica S1 que cruza o plano e perpendicular a ele, temos, da lei de Gauss
4. (e) 8. (c) I Z Z Z
E ~ = Qint
~ 1 · dA ⇒ ~ 1 · dA
E ~ + ~ = 2 E1 dA = 2E1 A = σA
~ 1 · dA
E (1)
S1 ǫ0 S lat S1tampas ǫ0
| 1 {z }
~
=0,pois E⊥dA~

donde
σ ~ 1 = σ x̂(x > 0)
E1 = ⇒ E (2)
2ǫ0 2ǫ0
(b) Como a carga no plano dielétrico é constante, a placa condutora ficará em equilı́brio eletrostático na sua
presença, e portanto o campo é nulo.
(c) Como um condutor só pode ter cargas em sua superfı́cie, a introdução da placa P2 gera efetivamente três
planos de carga com simetria plana. Pela neutralidade da placa, segue imediatamente que σ1 = −σ2 . Pelo
princı́pio da superposição , temos
 
~ ~ ~ σ σ1 σ2 σ 2σ1 σ
E1 + E2 + E3 = + − x̂ = 0 ⇒ + = 0 ⇒ σ1 = − , (3)
2ǫ0 2ǫ0 2ǫ0 2ǫ0 2ǫ0 2
e portanto
σ
σ1 = −σ2 = .
2
(d) Sabendo-se todas as densidades superficiais, para encontrar o campo precisamos apenas do princı́pio da su-
perposição  
~1 +E
E ~2+E ~ 3 = σ1 − σ1 + σ1 x̂ = σ1 x̂ , (4)
2ǫ0 4ǫ0 4ǫ0 2ǫ0
ou seja, é o mesmo campo do plano sozinho.


2. Resolução:

(a) O fio a pode ser dividio em três partes: dois fios semi-infinitos, e um semi-cı́rculo. Pela lei de Biot-Savart,
vemos que os fios semi-infinitos não contribuem para o campo no ponto O, pois d~ℓ k R. ~ Já o campo gerado pelo
semi-cı́rculo dá (tomando O como a nossa origem, ou seja, r ~ = ~0 e r~ − r
~ ′ = −~ r ′ = −Rr̂)
~ ′ Z ~ Z π Z π
B~ = µ0 I dℓ × (~r − ~r ) = µ0 I dℓ × (−Rr̂)
=
µ0 I
Rdθ (−θ̂ × r̂) = −
µ0 I
ẑ dθ = −
µ0 I
ẑ . (5)
4π |~r − ~r′ |3 4π R3 4πR2 0 | {z } 4πR 0 4R
=−ẑ

(b) Bom, como o campo do fio a está ”entrando”no papel, corrente I0 deve estar no sentido positivo do eixo X,
pois só assim o fio b produzirá um campo ”saindo”do papel, e portanto capaz de anular o do fio (a). Sabendo-se
então o campo do fio, temos, no ponto O

B ~ b ⇒ µ 0 I = µ 0 I0 ,
~ a = −B (6)
4R 2πL
1 2
ou seja Universidade Federal do Rio de Janeiro – Instituto de Fı́sica
IπL Fı́sica III – 2015/1 – Prova Final: 15/07/2015
I0 = . (7) Versão: D
2R


Formulário

I
1 q ~ = Qint , 1 q
F~ = q E
~ + q~v × B
~, ~ =
E r̂ , ~ ·dA
E ~ = −∇V
E ~ , V = ,
4πǫ0 r 2 S ǫ0 4πǫ0 r
ǫ0 2 I ρL
uE = E , C = Q/V , J~ = nq~v , |~J| = , R= ,
2 A A
I
µ0 Idℓ~ × (~r − ~r′ ) ~ = µ0 I ϕ̂
dF~m = Idℓ~ × B
~, ~ ·dA
B ~ = 0, ~ =
dB , B
S 4π |~r − ~r′ |3 2πs
I
~ dℓ~ = µ0 Ienc + µ0 ǫ0 dΦE ,
B· Eind = −
dΦB
, ΦB = LI , uB =
1 2
B ,
C dt dt 2µ0

Seção 1. Múltipla escolha (8×0,6 = 4,8 pontos)

1. A lei de Ampère-Maxwell é válida 3. Qual é o trabalho necessário para trazermos 3


partı́culas do infinito, de cargas q1 = q2 = q, q3 = 3q, e
(a) quando existe um alto grau de simetria na ge-
as colocarmos nos vértices de um triângulo equilátero
ometria da situação.
de lado L?
(b) quando não há simetria.
(a) 3q 2 /(4πǫ0 L)
(c) quando existe corrente de deslocamento.
(b) 4q 2 /(4πǫ0 L)
(d) quando o campo magnético é constante.
(c) 5q 2 /(4πǫ0 L)
(e) em todas as situações anteriores.
(d) 6q 2 /(4πǫ0 L)
(e) 7q 2 /(4πǫ0 L)
2. Uma partı́cula alfa com carga 2e e massa 4m está
se movendo com velocidade v ~ quando entra em um
campo magnético uniforme B ~ fazendo um ângulo reto
com a sua direção de movimento. Um dêuteron de
carga e e massa 2m também entra no campo na mesma
direção e com a mesma velocidade. Calcule a dife-
rença entre os raios das trajetórias da partı́cula alfa e
do dêuteron na região do campo magnético (sabendo-
~
se que v = |~v | e B = |B|)
(a) mv/eB
(b) 0
(c) 2mv/eB
(d) mv/2eB
(e) mv/4eB

3 1
4. Um elétron com velocidade v ~ e massa m entra num ca- 6. O mostrador de um relógio analógico, circular tem
pacitor plano através de um pequeno orifı́cio na placa partı́culas com cargas positivas q, 2q, 3q e 4q nas
inferior, conforme indica a figura. Considere que, para posições da periferia correspondentes a 3, 6, 9 e
todos os efeitos, as placas tem área infinita. Qual a 12 horas, respectivamente. Os ponteiros do relógio
trajetória seguida pelo elétron no interior do capaci- não perturbam o campo eletrostático criado por tais
tor? partı́culas. A que horas o ponteiro das horas aponta
na mesma direção e sentido do campo elétrico no cen-
tro do mostrador?
(a) 3 horas e 30 minutos.
(b) 4 horas e 30 minutos.
(c) 8 horas e 30 minutos.
(d) 10 horas e 30 minutos.
(e) 1 hora e 30 minutos.
v
7. Seja uma região R delimitada por uma superfı́cie fe-
chada S. Tal região possui uma densidade volumar Figura 7: Plano condutor e placa dieétrica
(a) Um segmento de reta. de carga não-uniforme ρ(~r ) e uma carga total Q. A
(b) Um arco de cı́rculo. partir da lei de Gauss, pode-se dizer que
(c) Um arco de parábola. (a) Se Q = 0, o campo elétrico é nulo no exterior Seção 2. Questões discursivas (3,2 + 2,0 = 5,2 pontos)
de R.
(d) Um arco de elipse.
Todas as respostas devem ter ampla justificativa!
(e) Um arco de hipérbole. (b) Além de Q = 0, é necessário que ρ(~
r ) = 0 para
que o campo elétrico seja nulo no exterior de 1. [3,2 pontos] Um plano dielétrico P1 possui densidade superficial de carga constante (estacionária e uniforme) σ > 0.
(f) Nenhuma das opçoes acima. R. Coloca-se então, a uma distância 2d desse plano, uma placa condutora neutra P2 , de espessura d e transversalmente
(c) Se Q = 0, o fluxo de campo elétrico sobre S é infinita, conforme mostra a figura 1. Determine (com justificativas!):
nulo. ~ 1 produzido apenas pelo plano P1 , para x > 0. [1,2 pontos]
(a) o módulo, a direção e o sentido do campo elétrico E
(d) Além de Q = 0, é necessário que ρ(~
r ) = 0 para (b) o campo no interior da placa condutora. [0,4 ponto]
que o fluxo de campo elétrico seja nulo em S.
5. Considere as seguintes afirmativas: (I) Quanto maior (c) as densidades de carga induzidas σ1 e σ2 na placa condutora. [0,8 ponto]
(e) Nenhuma das opções anteriores.
é o fluxo de campo magnético através da superfı́cie ~ 0 na região 0 < x < 2d. [0,8 ponto]
(d) o módulo, a direção e o sentido do campo elétrico E
delimitada por uma espira, maior será a f.e.m. indu- 8. Três resistores cilı́ndricos circulares ôhmicos, 1, 2 e 3,
zida nesta espira; (II) A f.e.m. induzida numa espira são construı́dos com o mesmo material, de resistivi- 2. [2 pontos] A Figura 2 mostra um fio a, que consiste de dois segmentos retilı́neos, semi-infinitos, ligados a um outro
depende se esta é feita de um material condutor ou dade conhecida ρ. O resistor 1 tem comprimento L e semi-circular, de raio R, transportanto uma corrente I.
dielétrico; (III) A existência de f.e.m. induzida indica área de seção reta A, o resistor 2 tem comprimento L e ŷ
que forças magnéticas, desde que dependam do tempo, área de seção reta 2A, enquanto o resistor 3 tem com-
são capazes de realizar trabalho. I R fio a
primento 2L e área de seção reta 2A. Se cada um des- ẑ x̂
ses resistores for submetido a uma mesma diferença O
(a) Nenhuma afirmativa está correta.
de potencial entre suas extremidades, podemos afir- L
(b) Apenas a afirmativa I está correta. mar, sobre os módulos Ji (i = 1, 2, 3) das densidades
fio b
(c) Apenas a afirmativa II está correta. de corrente que fluem ao longo deles, que
(d) Apenas a afirmativa III está correta. (a) J1 = J2 = J3 .
(e) As afirmativas I e II estão corretas. (b) J1 = J2 /2 = J3 .
Figura 8: Figura 2.
(f) As afirmativas I e III estão corretas. (c) J1 = J2 = J3 /2.
(g) As afirmativas II e III estão corretas. (d) J1 = 2J2 = J3 .
(a) Calcule o vetor campo magnético, gerado pelo fio a, no ponto O, centro do semi-cı́rculo. Justifique cuidadosa-
(h) Todas as afirmativas estão corretas. (e) J1 = J2 = 2J3 .
mente. [1,2 ponto]

2 3
(b) Sabendo que um outro fio retilı́neo infinito, b, está situado a uma distância L do fio a, paralelo a esse, quais Gabarito para Versão D
devem ser o valor e o sentido da corrente I0 no fio b para que o campo magnético resultante seja nulo em O? [0,8
ponto]
Seção 1. Múltipla escolha (8×0,6 = 4,8 pontos)

1. (e) 5. (a)

2. (b) 6. (b)

3. (e) 7. (c)

4. (c) 8. (e)

4 1
Seção 2. Questões discursivas (3,2 + 2,0 = 5,2 pontos) ou seja
IπL
1. Resolução: I0 = . (7)
2R


(a) O campo de um plano com densidade (superficial) de carga constante pode ser obtido a partir de suas simetrias
e da lei de Gauss. Devido a simetria plana, o campo elétrico em todo o espaço só depende da coordenada
x, e devido a simetria axial ele necessariamente aponta na direção x, ou seja, o campo elétrico do plano tem
a forma E~ 1 = E1 x̂ para x > d e E ~ 1 = −E1 x̂ para x < 0, com E > 0. Traçando-se então uma superfı́cie
gaussiana cilı́ndrica S1 que cruza o plano e perpendicular a ele, temos, da lei de Gauss
I Z Z Z
E ~ = Qint
~ 1 · dA ⇒ ~ 1 · dA
E ~ + ~ = 2 E1 dA = 2E1 A = σA
~ 1 · dA
E (1)
S1 ǫ0 S lat S1tampas ǫ0
| 1 {z }
~
=0,pois E⊥dA~

donde
σ ~ 1 = σ x̂(x > 0)
E1 = ⇒ E (2)
2ǫ0 2ǫ0
(b) Como a carga no plano dielétrico é constante, a placa condutora ficará em equilı́brio eletrostático na sua
presença, e portanto o campo é nulo.
(c) Como um condutor só pode ter cargas em sua superfı́cie, a introdução da placa P2 gera efetivamente três
planos de carga com simetria plana. Pela neutralidade da placa, segue imediatamente que σ1 = −σ2 . Pelo
princı́pio da superposição , temos
 
~ ~ ~ σ σ1 σ2 σ 2σ1 σ
E1 + E2 + E3 = + − x̂ = 0 ⇒ + = 0 ⇒ σ1 = − , (3)
2ǫ0 2ǫ0 2ǫ0 2ǫ0 2ǫ0 2
e portanto
σ
σ1 = −σ2 = .
2
(d) Sabendo-se todas as densidades superficiais, para encontrar o campo precisamos apenas do princı́pio da su-
perposição  
~1 +E
E ~2+E ~ 3 = σ1 − σ1 + σ1 x̂ = σ1 x̂ , (4)
2ǫ0 4ǫ0 4ǫ0 2ǫ0
ou seja, é o mesmo campo do plano sozinho.


2. Resolução:

(a) O fio a pode ser dividio em três partes: dois fios semi-infinitos, e um semi-cı́rculo. Pela lei de Biot-Savart,
vemos que os fios semi-infinitos não contribuem para o campo no ponto O, pois d~ℓ k R. ~ Já o campo gerado pelo
semi-cı́rculo dá (tomando O como a nossa origem, ou seja, r ~ = ~0 e r~ − r
~ ′ = −~ r ′ = −Rr̂)
~ ′ Z ~ Z π Z π
B~ = µ0 I dℓ × (~r − ~r ) = µ0 I dℓ × (−Rr̂)
=
µ0 I
Rdθ (−θ̂ × r̂) = −
µ0 I
ẑ dθ = −
µ0 I
ẑ . (5)
4π |~r − ~r′ |3 4π R3 4πR2 0 | {z } 4πR 0 4R
=−ẑ

(b) Bom, como o campo do fio a está ”entrando”no papel, corrente I0 deve estar no sentido positivo do eixo X,
pois só assim o fio b produzirá um campo ”saindo”do papel, e portanto capaz de anular o do fio (a). Sabendo-se
então o campo do fio, temos, no ponto O

B ~ b ⇒ µ 0 I = µ 0 I0 ,
~ a = −B (6)
4R 2πL
2 3

Você também pode gostar