Você está na página 1de 17

Sistema Respiratório Humano

Sistema Respiratório
Os alimentos contêm a energia necessária para nossas atividades. Essa energia é
liberada por meio de uma transformação química conhecida como respiração
celular. A respiração celular só pode acontecer se o oxigênio chegar até as células.
Sem oxigênio, as células acabam morrendo.
O caminho percorrido pelo ar no corpo humano:
O ar entra pelo nariz, passa pela faringe, laringe, traqueia, pelos brônquios,
bronquíolos e chega aos alvéolos pulmonares.

Esses são os órgãos do sistema respiratório que capturam o oxigênio do ar e o levam


até o sangue por meio de um processo chamado de respiração pulmonar.
Estruturas do Sistema Respiratório Humano

1) Narinas e fossas nasais:

• As cavidades do nariz são forradas


por um tecido cheio de cílios e
cobertas por muco.

• São os locais de entrada e saída


de ar do organismo.

• Realizam o aquecimento, a
umidificação e a filtração do ar.
Estruturas do Sistema Respiratório Humano

2) Faringe:

• A faringe serve de passagem tanto para o alimento quanto para o ar, ela termina
em um tubo curto, a laringe.

• Podemos dizer que é uma cavidade comum ao sistema digestório e respiratório.

Faringe
Estruturas do Sistema Respiratório Humano
3) Laringe:

• Epiglote: estrutura que faz o bloqueio da entrada de alimentos no sistema


respiratório.

• Pregas vocais: produção de sons durante a passagem de ar.

Pregas vocais
Estruturas do Sistema Respiratório Humano
4) Traqueia:

• Formada por anéis cartilaginosos.

• Presença de epitélio ciliado com glândulas que produzem muco.

• As impurezas se aderem ao muco e os cílios removem o muco com impurezas


em direção à faringe. Da laringe o ar passa para a traqueia, que se bifurca nos
brônquios.

Cílios e muco
da traqueia.
Estruturas do Sistema Respiratório Humano
5) Brônquios e bronquíolos:

• Brônquios são duas ramificações da porção final da traqueia que penetram nos
pulmões.

• Bronquíolos são ramificações dos brônquios que terminam nos alvéolos


pulmonares. Ambos, presentam a mesma constituição da traqueia, são
cartilaginosos.

4 bronquíolos
Estruturas do Sistema Respiratório Humano
6) Alvéolos:

• Bolsas de ar ricamente vascularizadas.

• Nos alvéolos ocorre a troca de gás carbônico do sangue pelo oxigênio capturado
do ambiente. Essa troca é chamada de hematose.
Estruturas do Sistema Respiratório Humano

• 6) Alvéolos continuação:

• O oxigênio que entra no sangue combina-se com a hemoglobina, uma proteína


presente nas hemácias ou glóbulos vermelhos.

• Nos tecidos, a oxiemoglobina perde oxigênio, que sai do sangue e entra nas
células.

• O gás carbônico sai da célula e passa para o sangue.


Estruturas do Sistema Respiratório Humano
7) Diafragma e músculos intercostais:

•A entrada e saída de ar nos pulmões depende da diferença entre a pressão


atmosférica e a pressão intrapulmonar ( = dentro dos pulmões), a qual é criada por
ação dos músculos respiratórios (intercostais e diafragma).

• O ar se movimenta do local de maior pressão para o local de menor pressão.

•O ar entra nos pulmões e sai deles em razão da contração e do relaxamento do


diafragma, o músculo que separa o tórax do abdome e de alguns músculos
intercostais.
Estruturas do Sistema Respiratório Humano
7) Diafragma e músculos intercostais continuação:
Estruturas do Sistema Respiratório Humano
8) Pulmões:

• São dois órgãos de forma piramidal, de consistência esponjosa medindo mais ou menos 25
centímetros de comprimento que localizam-se dentro da caixa torácica, revestidos
externamente por uma membrana chamada pleura.

• A pleura consiste em uma membrana transparente e fina. A pleura interna (= visceral) está
ligada a superfície pulmonar, e a pleura externa (= parietal) está ligada a parede da caixa
torácica (estrutura óssea que protege os pulmões e o coração).
• Os pulmões humanos são divididos em segmentos denominados lobos. O pulmão esquerdo
possui dois lobos e o direito possui três.

• O pulmão direito é o mais espesso e mais largo que o esquerdo, é também um pouco mais
curto pois o diafragma é mais alto no lado direito para acomodar o fígado. O pulmão
esquerdo tem uma concavidade que é a incisura cardíaca.
• A base de cada pulmão apóia-se no diafragma, estrutura que separa o tórax do abdome,
presente apenas em mamíferos, promovendo, juntamente com os músculos intercostais, os
movimentos respiratórios. Localizado logo acima do estômago, o nervo frênico controla os
movimentos do diafragma.

• No espaço intermediário das pleuras há um reduzido espaço, ocupado por um líquido


lubrificante secretado pela pleura, este líquido é o que mantém juntas as duas pleuras,
fazendo com que elas deslizem (reduzindo o atrito) durante os movimentos respiratórios.
Doenças associadas ao sistema respiratório
Enfisema pulmonar: Perda da elasticidade do tecido pulmonar devido à excessiva
dilatação e destruição dos alvéolos (tabagismo).
Doenças associadas ao sistema respiratório
Asma: Doença inflamatória crônica das vias aéreas, que resulta na redução ou
mesmo obstrução do fluxo de ar (estreitamento das vias aéreas por hiperprodução
de muco, contração da musculatura, edema da mucosa brônquica).

Edema pulmonar: Acúmulo de líquido nos pulmões levando à insuficiência


respiratória.

Bronquite: Inflamação das vias respiratórias associadas a infecções virais ou


bacterianas (aguda).