Você está na página 1de 3

CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

LICENCIATURA

Disciplina: Políticas da Educação Básica Tarefa: atividade cilo 2

Nome:DIANGELO HENRIQUE CECON RA: 1133715 Turma: DGEFL1901CUIA4O

Parecer do Tutor:

Atividade no Portfólio
Objetivos
Compreender a trajetória das políticas da educação básica no Brasil ao longo do período
republicano.
Refletir sobre a concepção de educação expressa na Constituição Federal de 1988 e na
LDBEN nº 9394/96.
Descrição da Atividade
Com base nas leituras propostas, desenvolva os seguintes pontos:
1) Apresente as principais características das políticas educacionais em cada período da
histórica republicana do Brasil.
2) Apresente as concepções de educação expressas na Constituição Federal de 1988,
dos artigos 205 a 214, com uma crítica pessoal ao final.
3) Apresente uma síntese dos principais pontos presentes na LDBEN nº 9394/96,
destacando:
a) Os princípios gerais da Educação Brasileira.
b) Os níveis da educação no Brasil: Educação Básica e Educação Superior.
c) Da Educação Básica.
d) A formação dos profissionais da educação básica.
Ao final, uma crítica pessoal a respeito do que foi lido e estudado.

Respostas
1 – O BRASIL começa a escrever sua história republica em 1924 onde o imperador
Pedro I outorgou a Carta Magna, sendo esta a primeira Constituição da história do
Brasil, diante desta constituição os indivíduos tomarão conhecimentos dos seus direitos
e deveres na educação. Contudo existia ainda uma grande distância entre o texto legal e
CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA
LICENCIATURA

a realidade aonde vivíamos, não conseguíamos evoluir ao longo do século 19 não


houve iniciativas relevantes por parte do Poder Público na educação escolar, então
tivemos nesse período aonde a característica era implantada pela classe elitista,
constituindo-se a educação em acesso para poucos, com a maioria de analfabetos, pois
passamos uma nova era de 1930 a 1945 com o governo de GETULIO VARGAS criou-
se ministério da educação estes intitulados pioneiros da educação da educação nova
estes apresentaram um diagnóstico da educação vivia no pais, porem esta era teve fim,
em 1945 aonde o exército assumiu a política promovendo assim uma nova organização
da nossa educação, a grande novidade foi Constituição de 1946 aonde a educação teve a
elaboração de uma legislação própria, abrindo as possibilidades para a conquista de uma
Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Porem este período durou até
1945 aonde teve a retomada do regime militar neste período a educação passou por
novas reformas aonde estruturava-se em três níveis: o 1º, 2ºe 3º Grau, e partir de 1985,
com a transição do regime militar para o Estado Democrático de Direito, este
restabeleceu a esperança da educação aonde foi feita a promulgação da Constituição de
1988 está aprovada em 1996, porém debatida até hoje.
2 – A Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 o Capítulo III, Seção I,
Artigos 205 a 214 determina: Educação, direito de todos e dever do Estado e da família,
será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno
desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação
para o trabalho. Critica em cima deste artigo que nossos alunos não têm condições
adequadas de estudos, muitas vezes difícil acesso as escolas principalmente em áreas
rurais, poucos incentivos aos estudos, abandono escolar para trabalho ou renda.

3 - O Presidente da República Fernando Henrique Cardoso foi eles sancionou a Lei


Federal nº 9.394/96, a qual estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional esta
lei dividia o ensino em duas partes educação infantil, ensino fundamental e médio e
superior, está lei deveria garantir obrigatoriamente ensino básico e superior
gratuitamente com uma estrutura digna de estudo ao aluno assim como atendimento no
ensino fundamental público por meio de programas suplementares, material didático-
escolar assim como transporte e alimentação. Lembrando que quais quer cidadão deve
ter acesso a esse ensino, sendo ele de qualquer classe social sendo ele jovem ou adulto,
sendo âmbito do estado e município oferecer este ensino de qualidade assegurando o
ensino fundamental e priorizando o ensino médio, além de informar a frequência dos
alunos bem como seu rendimento escolar, estabelecendo carga horaria e dias letivos
para profissionais da educação. No ponto de vista negativo que essa lei fica somente no
papel temos uma educação precária com estruturas defasadas, e pouco ou nem um
incentivo a educação, tornando um sistema falho do papel a ação propriamente dita.
CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA
LICENCIATURA

Referências bibliográficas.
FERREIRA, M. R. Políticas da Educação Básica. Batatais,: Claretiano, 2009
Videoaula Sala de Aula Virtual
CORRÊA, R. A.; SERRAZES, K. E. Políticas da Educação Básica. Batatais:
Claretiano, 2013. CRC Unidade 1
BRUEL, Ana Lorena de Oliveira. Políticas e legislação da educação básica no
Brasil. Curitiba: InterSaberes, 2012. Livro eletrônico Biblioteca Virtual Pearson –
Capítulo 1 p. 19-39

Você também pode gostar