Você está na página 1de 8

22/04/2019 UNIP - Universidade Paulista : DisciplinaOnline - Sistemas de conteúdo online para Alunos.

Leitura Obrigatória:

- SCHULTZ, D. P. & SCHULTZ, S. E. História da Psicologia Moderna. 9ª ed. São


Paulo: Thomson Learning, 2011. cap. 4, 5.

Leitura para aprofundamento:

- ARAUJO, S. F. Wilhelm Wundt e o estudo da experiência imediata. In: JACÓ-


VILELA, A. M.; FERREIRA, A. A. L.; PORTUGAL, F. T. (orgs.) História da
Psicologia: Rumos e Percursos. 3ª ed. Rio de Janeiro: Nau Editora, 2013.
(Capítulo 5).

- ARAUJO, S. F. Uma visão panorâmica da psicologia científica de Wilhelm


Wundt. Scientiæ Zudia, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 209-20, 2009 Disponível em
http://www.scielo.br/pdf/ss/v7n2/v7n2a03.pdf Acesso em 01 de nov. 2017

Parte 1: O duplo projeto de Psicologia de Wundt; os pioneiros europeus.

Apresentação do tema:

Historicamente, é concedido a Wilhelm Wundt (1832 – 1920) o título de fundador da Psicologia,


como ciência independente. Evidentemente, o estabelecimento de um campo de estudos envolve
uma longa pré-história, antes que ocorra “oficialmente” sua fundação. Este foi também o caso da
Psicologia.

Muitos cientistas desenvolviam estudos em áreas que vieram, mais tarde, a pertencer ao escopo
da Psicologia. Aqui, destaque deve ser dado ao trabalho desenvolvido por Fechner (1801 – 1887)
que, com suas pesquisas na área da psicofísica, permitiu o estudo das relações existentes entre os
processos físicos (por exemplo, a estimulação ambiental) e os processos mentais (sensações,
experiência consciente).

Cabe inegavelmente a Wundt , no entanto, o mérito da instalação do primeiro laboratório em


Leipzig (Alemanha), bem como do lançamento da primeira revista especializada. Além disso,
Wundt teve a intenção deliberada de, em suas próprias palavras, “demarcar um novo domínio da
ciência” (da Introdução de Principles of Physiological Psychology, publicado em 1873-1874 – apud.
SCHULTZ, D.P. & SCHULTZ, S.E, 2007, p. 78)

O projeto de Wundt para a Psicologia é peculiar porque já põe a nu a duplicidade da Psicologia e a


complexidade dos procedimentos necessários à investigação dos fenômenos psicológicos: Wundt
concebeu-a como uma ciência intermediária entre as ciências da natureza e da cultura,
entendendo que os estudos psicológicos deveriam se desdobrar em uma investigação da
experiência imediata dos sujeitos – o que se poderia alcançar pela utilização do método
experimental – e o estudo de como os elementos componentes desta experiência se combinavam
nos sujeitos, numa síntese criativa.

Para Wundt, portanto, desde logo se colocou a demanda por um método que, indo além dos
procedimentos investigativos da ciência natural, possibilitasse o estudo dos fenômenos culturais –
linguagem, sistemas religiosos, mitos, etc. – enquanto manifestações da subjetividade

https://online.unip.br/imprimir/imprimirconteudo 1/8
22/04/2019 UNIP - Universidade Paulista : DisciplinaOnline - Sistemas de conteúdo online para Alunos.

humana. Wundt propunha a utilização dos métodos advindos da Antropologia e da Filologia


como forma de acesso aos processos mentais superiores que produzem a cultura e a linguagem.

Esta dupla Psicologia – uma fisiológica experimental e uma social (“dos povos”) – apresentava
dificuldades metodológicas extremas, especialmente em um período histórico em que imperavam o
Empirismo e o Positivismo. Wundt acabou por obter maior adesão da comunidade científica em sua
investigação experimental. Sua Psicologia dos povos (Völkerpsychologie) sofreu um certo
desprestígio, especialmente em território americano, tendo sido, no entanto , fundamental no
estabelecimento de uma Psicologia Social Sociológica na Europa (Farr, As raízes da Psicologia
Social Moderna, 2001).

Atividades:

1) Faça as leituras indicadas, atentando para as condições histórico-culturais presentes no


momento em que Wundt propõe seu projeto de ciência psicológica.

2) Acompanhe o seguinte exemplo de exercício:

Wundt, fundador da psicologia como disciplina acadêmica formal, propôs deliberadamente a


constituição de uma nova ciência, coroando o trabalho que vinha sendo desenvolvido por diversos
autores em temas pertencentes ao escopo da Psicologia. A este respeito, afirma-se:

I) Wundt propôs um projeto de psicologia que envolvia duas tarefas independentes – a psicologia
experimental e a social, entendendo que seria possível compreender a experiência humana tanto
pela via experimental quando pela consideração dos aspectos culturais determinantes dos
processos mentais superiores.

II) Wundt propôs um projeto para a Psicologia, entendendo-a como ciência intermediária entre as
ciências da natureza e da cultura.

III) Para Wundt, a experiência imediata dos sujeitos – isto é, a experiência vivida pelo sujeito,
antes que sobre ela formalize qualquer pensamento - deveria ser o objeto de estudo da nova
ciência que fundara.

Responda: É verdadeiro o que se afirma em:


A) I, somente.
B) I e II, somente.
C) II, somente.
D) II e III, somente.
E) III, somente.

A alternativa correta é a D. O duplo projeto de Wundt foi engendrado a partir da compreensão que
ele tinha do objeto de estudo da Psicologia, que não podia ser completamente estudado por um
único método. Como se afirma em II e III, Wundt entendia que a psicologia, ciência que se
localizava entre as ciências da natureza e as ciências da cultura, devia se desdobrar em uma
investigação da experiência imediata dos sujeitos – o que se poderia alcançar pela utilização do
método experimental – e o estudo de como os elementos componentes desta experiência se
combinavam nos sujeitos, numa síntese criativa.

3) Realize os exercícios deste módulo, anotando as dúvidas que surgirem durante a resolução.
Estas dúvidas devem ser motivo de novas pesquisas bibliográficas, na tentativa de saná-las. Caso
elas persistam, apresente-as ao professor, nas aulas presenciais.

https://online.unip.br/imprimir/imprimirconteudo 2/8
22/04/2019 UNIP - Universidade Paulista : DisciplinaOnline - Sistemas de conteúdo online para Alunos.

PARTE 2: A consciência imediata como objeto da Psicologia. O método


adequado: percepção interna

Wundt fundou o primeiro laboratório de Psicologia e editou a primeira revista


científica da área. Deu início, assim, à Psicologia Experimental, delimitando um
campo de estudo para a nova ciência e definindo um métido de investigação. Para
ele, a psicologia tinha como tarefas: 1 - analisar os processos conscientes
procurando identificar seus elementos básicos; 2 - descobrir como se dá a
organização e síntese desses elementos básicos; 3- descobrir as leis que regiam
esta organização dos elementos na consciência.

Wundt, em seus estudos sobre a experiência imediata, projetou experimentos que pudessem
esclarecer como se dá a percepção de fenômenos físicos pelos indivíduos. Dedicou-se
primordialmente à investigação dos sentidos, em especial da visão. Seus seguidores estudaram
também a atenção, a emoção e a memória.
Wundt recorreu à observação, à experimentação e à quantificação na investigação dos fenômenos
mentais. Como seu interesse era a percepção dos fenômenos pelos sujeitos, incluiu em seus
estudos a introspecção, mas de uma forma modificada. Método herdado da filosofia, a
introspecção consiste na observação e registro das percepções, pensamentos e sentimentos pelo
próprio sujeito. Wundt introduziu algumas alterações neste método. Seus sujeitos experimentais
eram treinados em auto-observação, que Wundt chamava de 'percepção interna', na tentativa de
torná-los aptos a fornecer relatos fidedignos.
Em Wundt, o estabelecimento na consciência como objeto reflete uma concepção do homem como
agente ativo, estruturador de sua própria experiência.
Em seu laboratório, encontramos sujeitos experimentais capazes de ser observadores de si.
Em outras palavras, o que é considerado efetivamente psicológico em Wundt é a experiência
consciente dos fenômenos sensoriais, forma primordial de contato entre o homem e o mundo.
Atividades:

1) Faça as leituras indicadas, atentando para as características do método introspectivo utilizado


no estudo da consciência imediata.

2) Acompanhe o seguinte exemplo de exercício:

Wundt utilizava métodos experimentais em seus estudos desenvolvidos em laboratório. Ele


adaptou métodos empregados por fisiologistas para desenvolver estudos sobre a consciência, que
para ele seria o objeto de estudo da Psicologia. A consciência, para Wundt, deveria ser estudada,
inicialmente, por meio da descrição dos elementos individuais da consciência, a qual teria um
papel ativo em organizar seu conteúdo.

A capacidade própria de organização da mente era classificada por Wundt como:


a) Método da introspecção ou percepção interna, segundo o qual os investigadores
obedeciam as regras por Wundt estabelecidas e descreviam suas percepções
internas
b) Voluntarismo, em referência à volição, que significa força ou ato de vontade,
tendo em vista que a mente organizaria seus conteúdos a partir de um ato de
vontade próprio, o que exemplificaria seu papel ativo
c) Experiência mediata e imediata, ou seja, a partir das experiências com
interpretação pessoal, a organização da consciência ocorria
d) Teoria tridimensional do sentimento, a partir da qual os sentimentos
conscientes eram classificados como prazer/desprazer, tensão/relaxamento
e) Método da introspecção ou percepção interna, segundo o qual os investigadores
davam sua interpretação pessoal sobre as observações realizadas

https://online.unip.br/imprimir/imprimirconteudo 3/8
22/04/2019 UNIP - Universidade Paulista : DisciplinaOnline - Sistemas de conteúdo online para Alunos.

R: b

3) Realize os exercícios deste módulo, anotando as dúvidas que surgirem durante a resolução.
Estas dúvidas devem ser motivo de novas pesquisas bibliográficas, na tentativa de saná-las. Caso
elas persistam, apresente-as ao professor, nas aulas presenciais.

O Estruturalismo de Titchener

Leitura Obrigatória:

SCHULTZ, D.P. & SCHULTZ, S.E. História da Psicologia Moderna. São Paulo: Thomson
Learning, 2007. Trad. 8a. ed. Americana, Cap. 4 e 5

O primeiro objetivo do psicólogo (...) é determinar a natureza e o número dos elementos mentais.
Ele toma a experiência mental, parte por parte, dividindo-a e subdividindo-a, até que a divisão não
possa prosseguir. Quando atinge esse ponto, ele encontrou um elemento da consciência.

E. B. Titchener, 1896 (apud GOODWIN, C.J. História da Psicologia Moderna. São Paulo: Cultrix,
2005, p. 215)

Depois de Wundt, muitos de seus discípulos abandonaram a proposta da Völkerpsychologie,


prosseguindo as suas investigações na área da psicologia experimental. Titchener (1867 – 1927)
foi um deles. Responsável pela divulgação dos trabalhos do mestre nos EUA, aproximou-se
gradativamente de uma psicologia puramente fisiológica, em que os sujeitos eram pensados como
organismos e não como membros de uma dada cultura, como queria Wundt.

O trabalho de Titchener visava o estabelecimento das unidades elementares da consciência,


através da análise progressiva dos processos conscientes – daí a expressão Estruturalismo para
nomear sua psicologia.

Para Titchener, a Psicologia deveria ser uma ciência puramente positivista, caracteristicamente
experimental. Não deveria preocupar-se nas possibilidades práticas de aplicação do conhecimento
nele gerado.

Com base em seus estudos, Titchener identificou três tipos de processos mentais elementares: as
sensações, as imagens e os afetos. Cada um desses elementos possuia vários atributos. As
sensações e as imagens tinham os atributos de qualidade (o que distingue uma sensação da
outra), intensidade (a força do estímulo), duração e clareza (posição que assume na consciência
em relacão aos demais elementos); já os afetos possuiam os atributos de qualidade, intensidade e
duração, mas não de clareza. Por outro lado, os afetos podiam ser agradáveis ou desagradáveis,
atributos que não poderiam se resumir à mera sensação.

A proposta inicial de Titchener sofreu mudanças ao longo dos anos. Na década de 20, Titchener
propõe um modelo mais fenomenológico para compreender a mente humana, descrevendo os
processos sensoriais em termos de dimensões e abandonando a ênfase inicial nos elementos da
consciência

Redescobrindo a proposta de Wundt

https://online.unip.br/imprimir/imprimirconteudo 4/8
22/04/2019 UNIP - Universidade Paulista : DisciplinaOnline - Sistemas de conteúdo online para Alunos.

Em sua inserção em solo americano, o duplo projeto de Psicologia de Wundt foi preterido, a
exemplo do que já havia ocorrido na Europa, sendo mais amplamente divulgada e aceita a sua
Psicologia Experimental. Na década de 70, análises mais detalhadas da obra de Wundt
recuperaram suas idéias referentes à Psicologia Cultural e sua preocupação com a síntese criativa,
elementos que haviam pouco a pouco perdido importância em solo americano.

Atividades:

1) Leia atentamente os textos indicados, procurando identificar os pressupostos envolvidos nas


propostas de Wundt e Titchener. Compare os principais experimentos realizados pelos autores,
identificando neles semelhanças e diferenças, especialmente no que diz respeito ao método
utilizado e ao papel do sujeito experimental.

Obs: Atente para o fato de que as leituras indicadas posicionam-se de maneira diferente em
relação aos projetos de Wundt e Tichener, ficando evidente, para o leitor atento, o viés positivista
de Schultz. Salientamos que, coerentemente com a maneira pela qual se concebe a diversidade
teórica da Psicologia na disciplina, advogamos as idéias expostas em Figueiredo e Santi.

2) Realize os exercícios, anotando as dúvidas que surgirem durante a resolução. Estas dúvidas
devem ser motivo de reexame dos textos, na tentativa de saná-las. Caso elas persistam,
apresente-as ao professor, nas aulas presenciais. Atente para este exemplo de exercício:

Titchener, discípulo de Wundt, leva suas idéias aos EUA, aonde:

a) mantém-se fiel às idéias do mestre, organizando-as em um sistema a que denominou


Estruturalismo.
b) contraria as idéias de Wundt, preocupando-se em estudar não apenas os elementos da
consciência, tal como o mestre, mas também as sínteses criativas presentes na experiência
imediata dos sujeitos.
c) abandona definitivamente o tema “experiência consciente”, passando a investigar apenas os
componentes observáveis do comportamento humano.
d) desenvolve a Psicologia Social Americana, realizando, por fim, a proposta da “Psicologia dos
Povos” de Wundt.
e) afasta-se da proposta wundtiana, na medida em que abandona a investigação da organização
dos elementos da consciência em processos cognitivos superiores.

R: e

3) Pesquise (meios eletrônicos ou convencionais): Em que consiste o repúdio positivista de Wundt?


Pesquise também a influência de Wundt na Psicologia Social Sociológica européia.

Exercício 1:

Estudar o homem como unidade psicofísica, como queria Wundt, impõe um desafio metodológico que esse
pesquisador enfrentou propondo

I a utilização do método experimental, submetendo os sujeitos a um criterioso treino em auto-observação e


realizando testes em laboratório.
II a utilização do método introspectivo, por meio do qual os sujeitos experimentais deveriam relatar
detalhadamente acontecimentos de sua experiência privada.
III a utilização dos métodos comparativos das ciências da cultura para investigar processos de síntese
https://online.unip.br/imprimir/imprimirconteudo 5/8
22/04/2019 UNIP - Universidade Paulista : DisciplinaOnline - Sistemas de conteúdo online para Alunos.

criativa, entendidos como manifestações da subjetividade humana.

Está correto o afirmado em

A)

I.

B)

I e II.

C)

I e III.

D)

II e III.

E)

I, II e III.

Comentários:

Essa disciplina não é ED ou você não o fez comentários

Exercício 2:

Sobre o projeto de Psicologia formulado por Wundt, assinale a afirmativa correta:

A)

surpreendentemente, dada a predominância das ideias empiristas à época de sua formulação, Wundt
propõe que a Psicologia, para dar conta de seu objeto – a experiência imediata dos sujeitos -, deveria ir
além da descrição dos processos elementares da vida mental.

B)

subjugado pelas ideias mecanicistas da época, Wundt propõe-se a estudar a reação dos sujeitos quando
submetidos a uma estimulação ambiental externa.

C)

https://online.unip.br/imprimir/imprimirconteudo 6/8
22/04/2019 UNIP - Universidade Paulista : DisciplinaOnline - Sistemas de conteúdo online para Alunos.

influenciado pelos resultados obtidos pelas ciências da cultura, no estudo da linguagem, da religião etc.,
Wundt acaba por perder de vista o objeto próprio da Psicologia – o comportamento.

D)

Wundt tentou transpor para a Psicologia os procedimentos de análise utilizados na Física, que haviam
permitido o desenvolvimento do modelo atômico. Assim, procurou, por divisões sucessivas, identificar os
elementos que compunham a experiência subjetiva.

E)

Wundt, identificado com o positivismo, propôs como objeto de estudo da Psicologia os aspectos do
funcionamento mental passíveis de observação e de medição por meio de instrumentos, uma vez que não
considerava os relatos dos sujeitos experimentais suficientemente precisos.

Comentários:

Essa disciplina não é ED ou você não o fez comentários

Exercício 3:

Wundt ficou conhecido como o fundador da psicologia moderna.

Sobre suas propostas teóricas podemos afirmar que ele

I focalizava o estudo dos elementos da experiência consciente separadamente.


II discordava do processo de associação mecânica e passiva dos elementos mentais proposto pelos
empiristas.
III utilizou o método da introspecção ou percepção interna sem desrespeitar as condições experimentais de
controle.

Está correto o afirmado em

A)

I.

B)

I e II.

C)

II e III.

D)

II.

https://online.unip.br/imprimir/imprimirconteudo 7/8
22/04/2019 UNIP - Universidade Paulista : DisciplinaOnline - Sistemas de conteúdo online para Alunos.

E)

III.

Comentários:

Essa disciplina não é ED ou você não o fez comentários

Exercício 4:

Wilhelm Wundt costuma ser reconhecido como um pioneiro na formulação de um projeto da Psicologia
como ciência independente, na criação de instituições destinadas à pesquisa e ao ensino da Psicologia e
na formação de psicólogos.

Sobre as características da nova Psicologia de Wundt, assinale a afirmativa incorreta:

A)

Wundt tinha a experiência consciente como objeto de estudo.

B)

a consciência tinha papel ativo na organização de conteúdo.

C)

eram utilizados métodos introspectivos para coleta de dados.

D)

os sujeitos participantes dos experimentos não eram treinados.

E)

uma das metas de Wundt era identificar as leis que regem a organização dos elementos na consciência.

Comentários:

Essa disciplina não é ED ou você não o fez comentários

https://online.unip.br/imprimir/imprimirconteudo 8/8