Você está na página 1de 14

QUESTÕES DE ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

1) Faça os cálculos da análise horizontal, vertical e de indicadores do balanço abaixo:

2- Q5335 (Prova: CONSULPLAN - 2012 - TSE - Analista Judiciário - Contabilidade


Disciplina: Análise de Balanços - Assuntos: Índices de Liquidez )
O capital social pode ser integralizado em moeda corrente ou bens e direitos mensuráveis
monetariamente. Em relação aos índices econômicos financeiros, é correto afirmar que a
integralização de capital social com produtos e mercadorias de estoques traz um aumento
no indicador de
a) Rentabilidade do Ativo.
b) Endividamento Geral.
c) Liquidez Geral.
d) Imobilização do Patrimônio Líquido.

03) (FUNCAB - 2011 - Prefeitura de Várzea Grande - MT - Auditor de Controle


Interno) A principal finalidade da análise horizontal é determinar:
a evolução de elementos das Demonstrações Contábeis e caracterizar
A)
tendências.
B) a relação de cada conta com o montante do grupo ao qual pertence.
C) quocientes de liquidez, endividamento, rotatividade e rentabilidade.
D) o endividamento da entidade em uma série histórica de contas do balanço.
E) a relação entre os grupos do Ativo e os do Passivo na data das Demonstrações.

4) (FUNIVERSA - 2010 - SEJUS-DF) Ao processo comparativo entre valores de uma


mesma conta ou grupo de contas em diferentes exercícios sociais dá-se o nome de
a) análise horizontal.
b) ciclo operacional.
c) alavancagem operacional.
d) liquidez corrente.
e) análise vertical.

5) (CESPE - 2011 - Correios - Analista de Correios – Contador) Relativamente à


metodologia de análise de balanços, julgue os itens a seguir em certo ou errado:
a) Eventuais efeitos inflacionários sobre as demonstrações contábeis são incapazes
de provocar qualquer viés sobre a análise horizontal dessas demonstrações. Errado

b ) Pela análise horizontal, identifica-se a participação do ativo imobilizado sobre o


ativo total de dado exercício. Errado
( ) Certo

6) (FCC - 2011 - TRT - 23ª REGIÃO (MT)) Foram extraídas as seguintes


informações do Balanço Patrimonial de 31-12-2010 da Cia. Hortênsias (em R$):
Patrimônio Líquido .......................................... 488.000,00
Ativo Circulante ............................................... 520.000,00
Ativo Não Circulante........................................ 680.000,00
Passivo Não Circulante ................................... 270.000,00
Calculado o valor do Passivo Circulante e efetuada a análise vertical e por
indicadores do Balanço Patrimonial da companhia, esse grupo representou
A) quase 37% do valor do Ativo Total da companhia.
B) 85% do valor do Ativo Não Circulante da companhia.
C) 65% do valor do Ativo Circulante da companhia.
D) aproximadamente 75% do Passivo Não Circulante da companhia.
E) cerca de 110% do Patrimônio Líquido da companhia.

07) (FUNIVERSA - 2010 - SEJUS-DF) Ao processo comparativo entre valores de


uma mesma conta ou grupo de contas em diferentes exercícios sociais dá-se o
nome de
A) análise horizontal.
B) ciclo operacional.
C) alavancagem operacional.
D) liquidez corrente.
E) análise vertical.

9) (CESGRANRIO - 2008 - TJ-RO) Dados extraídos da análise de demonstrações


contábeis da Empresa Global S/A.

Com base nos dados acima, a variação ocorrida nos estoques, no exercício de
2007, em relação ao exercício de 2006 (análise horizontal anual), é
A) 36,36%
B) 49,70%
C) 50,78%
D) 50,85%
E) 59,09%

10) Q5336 ( Prova: CONSULPLAN - 2012 - TSE - Analista Judiciário - Contabilidade


Disciplina: Análise de Balanços - Assuntos: Índices de Liquidez )
A empresa X teve uma diminuição em seu indicador de liquidez seca durante o mês
de dezembro de 2011. Um dos motivos que pode ter causado esta redução foi a
a) integralização de capital social pelos sócios da empresa em dinheiro.
b) aquisição de estoques para pagamento em fevereiro de 2012.
c) obtenção de financiamento para a compra de equipamento.
d) captação de empréstimo bancário de longo prazo.
LISTA 2 DE ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

01) A análise das demonstrações financeiras tem como finalidade:


a) extrair informações econômico-financeiras dos dados constantes das demonstrações
contábeis.
b) transformar os dados financeiros em dados econômicos para a tomada de decisão.
c) extrair dados da Contabilidade para elaboração das demonstrações contábeis.
d) revisão das demonstrações financeiras, para prevenir quanto a possíveis erros ou
omissões.
e) transformar os dados econômicos em dados financeiros para a tomada de decisão.

02) Na análise das demonstrações financeiras, os processos mais utilizados são os


seguintes:
a) vertical, por comparação e por diferenças b) vertical, médias móveis e por
quocientes
c) horizontal, por comparação e vertical d) por quociente, horizontal e por
projeção
e) vertical, horizontal e por quociente

03) A principal finalidade da análise horizontal é:


a) Determinar a evolução de elementos das Demonstrações Contábeis e caracterizar
tendências.
b) Determinar a relação de uma conta com o todo de que faz parte.
c) Determinar quocientes de liquidez, endividamento, rotatividade e rentabilidade.
d) Determinar índices-padrão de crescimento das contas de balanço.
e) N.D.A.

04) A finalidade principal da análise horizontal é:


a) a situação específica de uma empresa
b) se a empresa obteve lucros satisfatório em relação às aplicações efetuadas
c) a participação percentual dos componentes das demonstrações financeiras
d) o quociente dos elementos formadores das demonstrações financeiras
e) a evolução dos elementos que formam as demonstrações financeiras

05) A principal finalidade da análise horizontal é determinar:


A) a evolução de elementos das Demonstrações Contábeis e caracterizar tendências.
B) a relação de cada conta com o montante do grupo ao qual pertence.
C) quocientes de liquidez, endividamento, rotatividade e rentabilidade.
D) o endividamento da entidade em uma série histórica de contas do balanço.
E) a relação entre os grupos do Ativo e os do Passivo na data das Demonstrações.

06) (CESGRANRIO/CONTADOR JR TRANSPETRO2006) A análise vertical tem como


objetivo avaliar o(a):
(A) quociente entre elementos patrimoniais e de resultados.
(B) evolução real de cada uma das contas em relação ao período anterior.
(C) diferença absoluta entre os componentes patrimoniais e de resultados.
(D) diferença de cada conta em relação ao total de seu grupo, em termos absolutos.
(E) participação de cada conta em relação ao total de seu grupo em termos relativos.

07) (CESGRANRIO/CONTADOR JR TRANSPETRO2006) Na análise vertical, o percentual de


cada conta mostra:
(A) a sua real importância no conjunto.
(B) a variação ocorrida no período em estudo.
(C) o caminho trilhado pela empresa.
(D) possíveis tendências da empresa.
(E) toda a evolução indicada pelo conjunto.

08) A principal finalidade da análise por quociente é:


a) verificar a participação de cada conta no valor do grupo a que pertença a conta.
b) estabelecer indicadores de situações específicas referentes aos aspectos econômico e
financeiro de uma empresa.
c) verificar a participação percentual de cada elemento, no total da demonstração financeira.
d) estabelecer indicadores das participações dos grupos de contas no total da demonstração
financeira.
e) verificar a evolução, ano a ano, dos componentes das demonstrações financeiras.

09) Quando buscamos encontrar a relação percentual de um elemento com o todo de


que faz parte, estamos utilizando o método de análise de balanço denominado:
a) Análise por meio de quocientes.
b) Análise vertical.
c) Análise horizontal.
d) Índices-padrão.
e) N.D.A

10) Ao processo comparativo entre valores de uma mesma conta ou grupo de contas
em diferentes exercícios sociais dá-se o nome de
(A) análise horizontal.
(B) ciclo operacional.
(C) alavancagem operacional.
(D) liquidez corrente.
(E) análise vertical.

11) (TJ-MA 2011) O ativo permanente de uma empresa apresentava os seguintes


valores nos Balanços Patrimoniais de 2007 a 2010.
2007 - $ 120.000,00
2008 - $ 150.000,00
2009 - $ 200.000,00
2010 - $ 280.000,00
Tomando como base fixa o ano de 2007, conclui-se que os índices de evolução nominal de
2007 a 2010 são:
a) 2007 – 100; 2008 = 125; 2009 = 166,67 e 2010 = 233,33
b) 2007 – 125; 2008 = 100; 2009 = 133,33 e 2010 = 140,00
c) 2007 – 100; 2008 = 125; 2009 = 133,33 e 2010 = 166,67
d) 2007 – 100; 2008 = 125; 2009 = 133,33 e 2010 = 140,00

12) AFTN – O ativo permanente de uma empresa apresentava os seguintes valores no


balanços patrimoniais:
1990 – 120.00 1991 – 150.00 1992 – 200.00 1993 – 280.00
Tomando-se como base o ano de 1990, conclui-se que os índices de evolução nominal de
1990 a 1993 são:
a) 1990 = 100 1991 = 125 1992 = 133,33 1993 = 140
b) 1990 = 100 1991 = 125 1992 = 166.67 1993 = 233,33
c) 1990 = 120 1991 = 125 1992 = 166.67 1993 = 233,33
d) 1990 = 120 1991 = 125 1992 = 133.33 1993 = 140

13) O ativo de uma empresa estava assim constituído em 1983 e 1984


1983 1984
Ativo 300 400
Circulante 100 120
Realizável a LP 30 40
Imobilizado 170 240

O índice de evolução nominal dos grupos de contas indica que o que mais cresceu de 1983
para 1984 foi o do:
a) Realizável a Longo Prazo.
b) Circulante.
c) Imobilizado e do Realizável a Longo Prazo, com a mesma evolução.
d) Imobilizado.
e) Circulante e do Imobilizado.

14) (CESGRANRIO/TCE RO 2007) Ao final de um exercício social, uma empresa


apresentou as seguintes informações parciais de seu Balanço:

Fazendo a análise vertical em 2006, é correto afirmar que as disponibilidades apresentam,


em relação aos ativos correntes, uma participação de:
(A) 7,60%
(B) 9,35%
(C) 9,50%
(D) 14,00%
(E) 38,00%

15) A fórmula (Ativo Circulante – Estoques) / Passivo Circulante é utilizada para


calcular o quociente de liquidez:
a) Comum b) Seca c) Geral d) imediata e)
corrente

16) O saldo da conta “Produtos Elaborados” representado no balanço patrimonial de


uma determinada empresa era de 300.000. Sabendo-se que neste mesmo balanço o
ATIVO CIRCULANTE era de 900.000 e que o total do ATIVO era de 1.200.000, calcule o
coeficiente analítico de participação da conta “Produtos Elaborados”, em relação ao
total do Ativo e ao total do grupo de contas, respectivamente:
a) 25,00 e 33,33
b) 40,00 e 30,00
c) 20,00 e 50,00
d) 50,00 e 25,00
e) 33,33 e 25,00

17) Com o objetivo de analisar diversas Demonstrações Contábeis de um conjunto de


empresas que solicitaram financiamento, ficou decidido que inicialmente, seriam
escolhidos apenas 3 indicadores, de tal maneira que fosse possível fazer uma espécie
de ranking das empresas de acordo com sua situação geral e também que não se
perdessem muitas horas de trabalho nessas análises preliminares. A alternativa que
apresenta indicadores que possibilitam avaliar a situação econômica e financeira das
empresas, permitindo a partir dessa análise prévia descartar as empresas com menor
potencial de pagamento dos financiamentos solicitados, é composta de indicadores:
A) de liquidez corrente, liquidez geral e liquidez seca, pois são os indicadores determinantes
para avaliar a capacidade de pagamento.
B) de endividamento, pois eles é que determinarão as margens de comprometimento dos
recursos totais das empresas.
C) de liquidez, de endividamento e de rentabilidade, pois são um conjunto de informações
que se completam para fins de obtenção de uma análise ampla.
D) de liquidez, da taxa de retorno sobre o investimento e índices de atividade, pois são um
conjunto de informações que se completam para fins de obtenção de uma análise ampla.
E) de endividamento, de liquidez e de atividade, pois são um conjunto de informações que
se completam para fins de obtenção de uma análise ampla.

18) (CESGRANRIO/CONTADOR FENIG 2005) O que ocorrerá se uma empresa


apresentar um índice de liquidez corrente igual a 0,80?
(A) Não terá nenhuma dificuldade para honrar compromissos de curto prazo.
(B) Deverá providenciar, uma redução simultânea e do mesmo valor, no Ativo e no Passivo
Circulante.
(C) Estará praticamente falida.
(D) Em condições normais, não poderá pagar suas obrigações de curto prazo.
(E) Em condições normais, não poderá pagar suas dívidas de longo prazo.

19) (CESGRANRIO/ANALISTA INSS 2005) Considerando-se que o grau de liquidez


corrente da Cia. Beta, obtido em 2003, foi igual a 1,3, pode-se afirmar que para cada:
(A) R$ 130,00 de Ativo Circulante, a empresa deve R$100,00.
(B) R$ 130,00 de Ativo Circulante, o Passivo Circulante é de R$ 100,00.
(C) R$ 130,00 de disponibilidade, a empresa deve R$100,00.
(D) R$ 100,00 de Ativo Circulante, o Passivo Circulante é de R$ 130,00.
(E) R$ 100,00 de Ativo Total, a empresa deve R$ 130,00.

20) O grau de alavancagem operacional é:


a) um indicador de análise que relaciona o aumento esperado nas vendas com o acréscimo
estimado nos lucros.
b) um indicador de análise que relaciona o aumento esperado nos lucros com o acréscimo
estimado do patrimônio líquido
c) um indicador de análise que relaciona o aumento esperado de lucros com o acréscimo
estimado em vendas
d) um indicador de análise que relaciona o aumento esperado de PL com o acréscimo
estimado em vendas
e) indicador de análise de rentabilidade ou lucratividade

21) (CESGRANRIO/AUDITOR JR PETROBRÁS 2008) Companhia WWW – Balanço


31/12/2007 (em reais)

De acordo com o balanço apresentado acima e com o índice de liquidez corrente, qual é o
resultado da análise realizada em relação à capacidade da Companhia WWW de honrar
seus compromissos de curto prazo?
(A) O índice de liquidez corrente será igual a R$1,77, oque significa dizer que, para cada
R$1,00 de obrigação no curto prazo, a empresa possui R$1,77para cobertura dessa
obrigação.
(B) O índice de liquidez corrente será igual a R$0,56, oque significa dizer que, para cada
R$1,00 de obrigação no curto prazo, a empresa possui R$0,56 para cobertura dessa
obrigação.
(C) O índice de liquidez corrente será igual a R$1,52, oque significa dizer que, para cada
R$1,00 de obrigação no curto prazo, a empresa possui R$1,52 para cobertura dessa
obrigação.
(D) Para cada R$0,52 de obrigação no curto prazo existe R$1,00 de cobertura, visto que o
índice de liquidez é R$1,52.
(E) Para cada R$0,77 de obrigação no curto prazo existe R$1,00 de cobertura, visto que o
índice de liquidez é R$1,77.

22) Uma companhia, cujo capital circulante líquido é positivo, efetuou uma operação
comercial que reduziu tanto seu índice de liquidez corrente quanto de liquidez seca.
Essa operação foi uma:
a) compra de mercadorias a vista
b) venda de mercadorias a vista com lucro
c) compra de mercadorias a prazo
d) venda de mercadorias a prazo com prejuízo
e) venda de mercadorias a vista pelo preço de custo

23) Uma empresa que apresente grandes lucros:


a) Sempre terá plena condição de pagar suas contas em dia.
b) Poderá, em certas circunstâncias, ter dificuldades em pagar suas contas em dia.
c) Poderá, de acordo com a lei dos investimentos naturais, imobilizar recursos equivalentes
a 1,5 vez o lucro do exercício.
d) Deverá manter certa quantia depositada em títulos de renda fixa para enfrentar os anos
de “vacas magras”.

24) A Empresa Binacional S.A. apresentava em seu Balanço Patrimonial projetado,


antes do final do ano, os seguintes valores no Circulante.

Todavia, o seu presidente não está contente com o índice de 1,20. Ele determinou ao seu
contador que o índice deverá ser igual a 2,00.
a) É impossível modificar esta situação, considerando-se que estamos próximos ao final do
ano.
b) A única alternativa é o contador “fajutar” o Balanço Patrimonial.
c) A solução seria pagar $ 800.000 da dívida a curto prazo da empresa.
d) Não é possível porque o Ativo Circulante é maior que o Passivo Circulante.

25) Assinale a alternativa correta:


a) A receita financeira legalmente é uma despesa operacional, porém, para fins de análise,
devemos reclassificá-la no grupo Não Operacional.
b) As duplicatas descontadas devem ser reclassificadas no grupo do Ati-vo Circulante.
c) Reclassificar significa fazer um novo agrupamento de contas no Balanço Patrimonial e na
Demonstração do Resultado do Exercício.
d) Só reclassificaremos as despesas do exercício seguinte, caso sejam relevantes.
26) Quando analisamos o grupo Resultados de Exercícios Futuros (praticados até 30-
12-08) podemos reclassificá-lo como:
a) Ativo Circulante, uma vez que recebemos um valor antecipado.
b) Passivo Circulante, visto que esse valor pode ser devolvido a curto prazo.
c) Ativo Realizável a Longo Prazo, pois esse valor deverá ser recebido ao longo do tempo.
d) O Resultado de Exercício Futuro não pode ser reclassificado.

27) Quando a empresa coloca um imóvel à venda, devemos:


a) Reclassificá-lo no Ativo Circulante.
b) Mantê-lo em Investimentos até a sua venda.
c) Reclassificá-lo no Realizável a Longo Prazo.
d) N.D.A.

28) A Cia. Alfa possui, registrada em seu realizável a longo prazo, a conta Capital a
Integralizar. Para fins de análise, devemos reclassificá-la no:
a) Ativo Circulante.
b) Patrimônio Líquido.
c) Não devemos reclassificá-la.
d) N.D.A

29) A Empresa Secret S/A demonstra seu patrimônio em apenas quatro grupos: Ativo
Circulante, Ativo Não Circulante, Passivo Circulante e Patrimônio Líquido. O seu
capital próprio, no valor de R$ 1.300,00, está formado do capital registrado na Junta
Comercial e de reservas já contabilizadas na ordem de 30% do capital social. O grau
de endividamento dessa empresa foi calculado em 35%. O quociente de liquidez
corrente foi medido em 1,2. A partir das informações trazidas nesta questão, podemos
afirmar que o Balanço Patrimonial da empresa apresentará
a) Ativo Não Circulante de R$ 840,00 b) Patrimônio Líquido de R$
1.350,00
c) Ativo Circulante de R$ 1.160,00 d) Patrimônio Bruto de R$
2.000,00
e) Passivo Circulante de R$ 845,00

30) Se somarmos 1 (um) ao quociente do CCL (Capital Circulante Líquido) pelas


exigibilidades a curto prazo, obteremos o quociente de:
a) Liquidez imediata
b) Liquidez seca
c) Liquidez Corrente
d) Liquidez geral
e) Solvência.

Do Balanço Patrimonial da Cia. Industrial Cougar, foram extraídos os seguintes saldos de


contas integrais (valores R$ 1,00):
Imóveis 65.000
Duplicatas a Receber 41.000
Duplicatas a Receber(LP) 12.000
Duplicatas a Pagar 35.000
Matérias – Primas 8.000
Financiamentos (LP) 20.000
Adiantamento de Clientes 9.000
Salário a Pagar 5.000
Caixa 11.000
Empréstimos a Coligadas 13.000
Ações de Coligadas 24.000
Bancos Conta Movimento 19.000
Produtos em Elaboração 18.000
Máquinas e Equipamentos 98.000
Provisão p/ Imposto de Renda 7.000
Produtos Prontos 46.000
ICMS a Recolher 2.000
IPI a Recuperar 3.000
Depreciação Acumulada (Imóveis) 15.000
Depreciação Acumulada (Máq. E Eq.) 12.000
Dividendos a Receber 4.000
Dividendos a Pagar 2.000
Assim, com base nas informações dadas, responda às questões de número 13 a 17.

31) A LIQUIDEZ CORRENTE é de:


a) 2,21 b)2,35 c) 2,40 d) 2,50 e) 2,66

32) A LIQUIDEZ GERAL é de:


a) 1,14 d) 3,15
b) 1,86 e) 3,50
c) 2,19

33) A LIQUIDEZ IMEDIATA é de:


a) 0,40 d) 1,60
b) 0,50 e) 0,80
c) 0,60

34) A LIQUIDEZ SECA é de:


a) 1,30 d) 1,60
b) 1,40 e) 1,70
c) 1,50

35) O valor da SOLVÊNCIA é de:


a) 3,21 d) 4,05
b) 3,65 e) 4,19
c) 4,00

36) Se o quociente entre o ARLP e o AC é igual ao quociente entre o PELP e o PC,


necessariamente:
a) ARLP=PELP=0
b) AC + ARLP = PC + PELP
c) ARLP = AC = PC = PELP
d) Liquidez corrente = liquidez geral
e) Nada se pode afirmar com certeza

37) Sendo a liquidez corrente 1,85, se aumentarmos o ativo circulante em 20% e


reduzirmos o passivo circulante em 40%, o Capital de Giro Líquido irá aumentar de:
a) 90,58%
b) 40%
c) 30,5%
d) 55,25%
e) 65%

38) As Demonstrações Contábeis são fundamentais para os seus usuários, pois:


a) Fornecem uma visão da situação da empresa.
b) Fornecem os conteúdos mais variados possíveis para o fisco.
c) Fornecem as diretrizes e procedimentos para os registros contábeis.
d) N.D.A.

39) Uma empresa tem Ativo Circulante de $ 1.800.000 e Passivo Circulante de $


700.000. Se fizer uma aquisição extra de mercadorias, a prazo, na importância de $
400.000, seu Índice de Liquidez Corrente será de:
a) 3,1
b) 1,6
c) 4,6
d) 2,00

40) O auto-ônibus São Jorge S.A. não solicitará, embora esteja carente, empréstimo para
Capital de Giro ao Banco da Baronesa S.A. Seu diretor--presidente fez o seguinte
comentário:
“I – Somos uma empresa recém-constituída (2 anos).
II – O nosso Índice de Liquidez Corrente é de 0,76 (muito baixo).
III – Não temos Duplicatas a Receber para garantir o empréstimo necessário.”

a) As justificativas I, II, e III são verdadeiras. O presidente está certo em não solicitar o
empréstimo.
b) As justificativas I, II e III não são depreciativas para a empresa. O Presidente deveria
solicitar empréstimo.
c) A justificativa I não é empecilho para obter empréstimo. As justificativas II e III são
verdadeiros empecilhos. O presidente está certo, não deve solicitar o empréstimo.
d) A justificativa I é um obstáculo real para se obter empréstimo. Todavia, as justificativas II
e III não são obstáculos. O presidente poderia tentar solicitação de empréstimo.

41) Se você fosse obrigado a escolher apenas três índices para avaliar uma empresa,
qual das opções julgaria mais conveniente?
a) Liquidez Seca, Liquidez Absoluta e Participação de Capitais de Terceiros.
b) Rentabilidade, Rotação de Contas a Pagar e Liquidez Absoluta.
c) Liquidez Corrente, Liquidez Absoluta e Imobilização do Patrimônio Liquido,
d) Participação de Capitais de Terceiros, Liquidez Corrente e Rentabilidade.

42) Mantidos constantes os demais elementos e considerando inexistir Realizável a


Longo Prazo, quanto maior o quociente de Imobilização/Patrimônio Líquido + Exigível
a Longo Prazo, menor será o quociente de:
a) Rentabilidade. b) Rotação de estoques.
c) Endividamento. d) Liquidez Corrente. e) N.D.A.

43) A Cia. Industrial utilizou-se de recursos de curto prazo para financiar a compra de
uma máquina, tendo em vista o aumento da sua produção e, consequentemente,
aumento das vendas. Analisando o endividamento da empresa, podemos dizer:
a) A Cia. Industrial agiu de maneira correta se utilizando de recursos de terceiros para
financiar seu Ativo.
b) A Cia. Industrial não deveria ter adquirido a máquina, pois aumentou seu endividamento.
c) A Cia. Industrial é uma séria candidata à falência, já que finan-ciou Ativo Permanente com
recurso de curto prazo.
d) N. D. A

44) Considere os índices de liquidez da empresa ABC calculados com base no


Balanço Patrimonial dos exercícios findos em 31/12/X1 e 31/12/X2:
Índice 31/12/X1 31/12/X2
Liquidez Geral 1,02 1,08
Liquidez Corrente 0,90 1,02
Liquidez Seca 0,50 0,60
Liquidez Imediata 0,01 0,02
Com base nos índices de liquidez apresentados, a
(A) empresa, no final dos dois exercícios, possuía ativos que já eram dinheiro ou se
transformariam em dinheiro, no curto e longo prazos, insuficientes para cobrir a dívida total.
(B) empresa, em 31/12/X2, possuía ativos que já eram dinheiro ou se transformariam em
dinheiro, no curto prazo, suficientes para cobrir despesas de curto prazo.
(C) capacidade de a empresa, no final dos dois exercícios, pagar dívidas de curto prazo não
se altera quando são excluídos os ativos de conversibilidade mais difícil.
(D) empresa possuía, em 31/12/X2, para cada R$ 1,00 de dívida com vencimento no curto
prazo, R$ 1,02 de ativos que já eram dinheiro ou se transformariam em dinheiro no curto
prazo.
(E) empresa possuía, em 31/12/X2, R$ 0,02 para cada R$ 1,00 de despesas operacionais
incorridas durante o exercício.

45) Considere o Balanço Patrimonial da empresa Gama S/A referente ao exercício


financeiro de X2:

Com base nessas informações, é correto afirmar que


(A) a dívida da empresa representa 200% do seu capital próprio.
(B) o capital de terceiros representa mais de 70% das fontes de recursos da empresa.
(C) o capital próprio é suficiente para cobrir os investimentos em ativos permanentes.
(D) a maior parte da dívida da empresa tem vencimento no longo prazo.
(E) o índice de imobilização dos recursos não correntes é de 0,80.

46) O índice que evidencia se os recursos financeiros aplicados no Ativo Circulante e


no Ativo Realizável a Longo Prazo são suficientes para cobrir as obrigações totais é
denominado Índice de Liquidez
(A) Corrente (B) Geral
(C) Imediata (D) Não Corrente (E) Seca

47) O capital social pode ser integralizado em moeda corrente ou bens e direitos
mensuráveis monetariamente. Em relação aos índices econômicos financeiros, é
correto afirmar que a integralização de capital social com produtos e mercadorias
de estoques traz um aumento no indicador de
(A) Rentabilidade do Ativo. (B) Endividamento Geral.
(C) Liquidez Geral. (D) Imobilização do Patrimônio Líquido.

48) Um banco deseja analisar a capacidade de pagamento de uma empresa que pretende
contrair um empréstimo. O grupo mais recomendado para este estudo são os indicadores de
(A) liquidez. (B) prazos médios.
(C) lucratividade. (D) rentabilidade.

49) O grupo de indicadores econômico-financeiros em que se insere o indicador de Giro do


Ativo é:
a) Indicadores de Estrutura de Capitais. b) Indicadores de Liquidez.
c) Indicadores de Ciclo Financeiro. d) Indicadores de Rentabilidade.
e) Indicadores de endividamento Bancário.

50) O grupo de indicadores econômico-financeiros em que se insere o indicador de Giro do


Ativo é:
a) Indicadores de Estrutura de Capitais. b) Indicadores de Liquidez.
c) Indicadores de Ciclo Financeiro. d) Indicadores de Rentabilidade.
e) Indicadores de endividamento Bancário.

51) O processo utilizado na análise e interpretação das Demonstrações Contábeis, visando


a um estudo critico da situação do patrimônio de uma entidade, em dado momento,
empregando a técnica que tem por finalidade avaliar a proporção de cada elemento em
relação ao total de que faz parte, denomina-se:
a) Análise por Diferenças Absolutas b) Análise de Quociente ou Razão
c) Análise de Evolução d) Análise de Estrutura
e) Análise Horizontal.

52) O indicador financeiro que tem a finalidade de medir a capacidade financeira a curto
prazo de uma empresa, obtido da comparação da soma das disponibilidades líquidas e dos
direitos realizáveis a curto prazo, com o total das suas exigibilidades registradas no Passivo
Circulante, denomina-se:
a) Endividamento Total b) índice de Liquidez Seca
c) Índice de Liquidez Corrente d) índice de Liquidez Instantânea
e) capital de giro.

53) O Capital Circulante Liquido será afetado sempre que houver:


a) aquisição de bens do ativo permanente;
b) conversão de empréstimo de longo prazo em capital;
c) integralização de capital em bens do ativo permanente;
d) venda de bens do ativo permanente recebível a longo prazo;
e) obtenção de empréstimos pagáveis a longo prazo.

54) O índice de Garantia de Capital de Terceiros é calculado da seguinte forma:


a) patrimônio líquido/passivo circulante;
b) patrimônio liquido/passivo exigível (passivo circulante + passivo exigível a longo prazo);
c) passivo circulante/passivo exigível (passivo circulante + passivo exigível a longo prazo);
d) passivo exigível (passivo circulante + passivo exigível a longo prazo)/ativo total;
e) passivo exigível (passivo circulante + passivo exigível a longo prazo)/ativo circulante.

55) Calcula-se o índice de Liquidez Imediata ou Instantânea através da seguinte forma:


a) ativo circulante/passivo circulante;
b) (ativo circulante - estoques)/passivo circulante;
c) ativo total/passivo total;
d) (ativo total - ativo permanente)/passivo circulante;
e) disponível/passivo circulante.

56) O grau de endividamento de uma empresa:


a) revela uma situação indesejável para qualquer tipo de entidade.
b) é obtido pelo cálculo da relação entre Ativo Circulante e Patrimônio Líquido.
c) aumenta, geralmente, com o aumento da participação relativa do Patrimônio Líquido no
Ativo Total.
d) diminui, geralmente, com o aumento da participação relativa do Patrimônio Líquido no
Ativo Total.
e) diminui, geralmente, com o aumento da participação relativa do Capital de Terceiros.
57) Uma empresa tem um Ativo Circulante no valor de $ 180.000,00 e um Passivo
Circulante no valor de $ 70.000,00. Se efetuar uma aquisição de mercadorias a prazo, no
valor de $ 40.000,00, o seu coeficiente de liquidez circulante será:
a) 2,6 b) 2,0 c) 3,1 d) 1,6 e) 3,0

58) Se o grau de liquidez corrente (ou circulante) de uma empresa for igual a 1,2, podemos
afirmar que:
a) a cada $ 120,00 de Ativo, o Passivo Circulante é de $ 100,00.
b) a cada $ 120,00 de Ativo Circulante, o Passivo Circulante é de $ 100,00.
c) a cada $ 120,00 de Ativo Circulante, a empresa deve $ 100,00.
d) a cada $ 100,00 de recursos de curto prazo a empresa deve $ 120,00.
e) a cada $ 100,00 de recursos de longo prazo a empresa deve $ 120,00.