Você está na página 1de 4

EFAG

DISCIPLINA DE QUIMICA
PROF.: DANIEL ARRUDA
Exercícios de Balanceamento

BALANCEAMENTO POR TENTATIVA

1. Começar com o elemento que aparecer apenas uma vez no lado dos
reagentes e no lado dos produtos.
2. Deixar o oxigênio para ser o último a ser balanceado exceto no caso 1.
3. Dar preferência ao elemento que possuir o maior índice.

Exemplos:

a) Al(OH)3 + H4SiO4  Al4(SiO4)3 + H2O j) C6H5Cl + SiCl4 + Na  (C6H5)4Si + NaCl

b) FeS + O2  Fe2O3 + SO2 k) Na2CO3 + C + N2  NaCN + CO

c) Mn3O4 + Al  Al2O3 + Mn l) AgNO3 + HCl  AgCl + HNO3

d) Ca3(PO4)2 + SiO2 + C  CaSiO3 + P + CO m) H2Cr2O7 + Ba(OH)2  BaCr2O7 + H2O

e) BCl3 + P4 + H2  BP + HCl n) H2SO4 + Al(OH)3  Al2(SO4)3 + H2O

f) H2Cr2O7 + Al(OH)3  Al2(Cr2O7)3 + H2O o) H2 + O2  H2O

g) Fe(OH)3 + H2SO4  Fe2(SO4)3 + H2O p) Al + O2  Al2O3

h) C2H2Cl4 + Ca(OH)2  C2HCl3 + CaCl2 + H2O q) CuO + NH3  N2 + H2O + Cu

i) HClO4 + P4O10  H3PO4 + Cl2O7

BALANCEAMENTO DE EQUAÇÕES PELO MÉTODO DE OXI-REDUÇÃO

1-Procurar todos os elementos que possam sofrer oxi-redução e determinar o número


de oxidação antes e depois da reação;
2-Calcular a variação total do nox do oxidante e do redutor;.
3-Tomar a variação do oxidante como coeficiente do redutor e vice-versa.
4-Prosseguir o balanceamento com as regras utilizadas no método direto.

Exemplos:

01. K2Cr2O7 + HBr → KBr + CrBr3 + H2O + Br2


02. KMnO4 + HCl → KCl + MnCl2 + H2O + Cl2
03. P + HNO3 + H2O  H3PO4 + NO
04. As2O3 + I2 + KOH  KI + K3AsO4 + H2O
OUTROS TIPOS DE BALANCEAMENTO DE EQUAÇÕES QUÍMICAS

AUTO – OXI-REDUÇÃO
Nesses casos, um artifício a ser utilizado é o de iniciar o balanceamento pelo lado onde
a espécie que sofre a auto oxi-redução aparecer duas vezes de modo a se considerar
que uma delas irá sofrer a oxidação e a outra a redução, podendo o balanceamento da
equação ser feito normalmente.

Exemplos:

05. KClO3 + H2SO4 → HClO4 + ClO2 + K2SO4 + H2O


06. Cl2 + NaOH → NaCl + NaClO3 + H2O
07. NO2 + NaOH  NaNO2 + NaNO3 + H2O

ÓXIDO - REDUÇÃO COM 3 ELEMENTOS


Nesses casos, devemos somar a variação total de elétrons das espécies que sofrem
oxidação ou redução, podendo o balanceamento da equação ser feito normalmente.

Exemplos:

08. As2S3 + HNO3 + H2O → H2SO4 + H3AsO4 + NO


09. CrI3 + KOH + Cl2 → K2CrO4 + KIO4 + KCl + H2O

PRESENÇA DE ÁGUA OXIGENADA


Nesses casos, devemos lembrar na água oxigenada o nox do oxigênio é 1-, podendo o
balanceamento da equação ser feito normalmente.

Exemplos:

10. K2Cr2O7 + H2O2 + H2SO4 → K2SO4 + Cr2(SO4)3 + H2O + O2


11. CrCl3 + H2O2 + NaOH → Na2CrO4 + NaCl + H2O
12. As2S5 + HNO3 + H2O  H2SO4 + H3AsO4 + NO

EQUAÇÕES IÔNICAS
Nesses casos, o balanceamento da equação pode ser feito normalmente tomando-se o
cuidado de igualar o número de cargas positivas e negativas de ambos os lados da
equação.

Exemplos:
13. Co2+ + BrO1- + H1+ → Co3+ + Br2 + H2O
14. Fe(CN)63- + H2O2 + OH1- → Fe(CN)64- + H2O + O2
15. Cr+3 + MnO2 + OH-1  CrO4-2 + Mn+2 + H2O
MÉTODO DO ÍON – ELÉTRON
Ele é bastante sistemático e pode ser dividido nas seguintes etapas:
1. Identifique os números de oxidação dos átomos que estão sofrendo oxidação ou
redução.
2. Divida a equação em semi-equações de oxidação e de redução.
3. Balanceie todos os átomos, com exceção do hidrogênio e do oxigênio.
4. Adicione os elétrons perdidos ou ganhos em cada semi-equação.
5. (MEIO ACIDO) Adicione o número de H+ necessários, do lado mais negativo de cada
semi-equação, de forma que a carga total em ambos os lados da semi-equação seja a
mesma.
6. (MEIO BÁSICO) Adicione o número de OH– necessários, do lado menos negativo de
cada semi-equação, de forma que a carga total em ambos os lados da semi-equação
seja a mesma.
7. Balanceie os átomos de hidrogênio adicionando o número necessário de H2O do
outro lado de cada semi-equação.
8. Multiplique cada semi-equação pelos fatores apropriados de forma a igualar o
número de elétrons perdidos com o número de elétrons ganhos.
9. Adicione as duas semi-equações, cancelando todas as espécies que aparecerem em
ambos os lados da equação

Exemplos:

16. Sn2+ + Hg2+ + Cl1- → Hg2Cl2 + Sn4-


17. Cr2O72- + H2S → Cr3+ + S (meio ácido)
18. Cr3+ + Fe3+ Cr2O7 + Fe2+ (meio ácido)
19. CN1- + AsO43- → AsO21- + CNO1- (meio básico)

 Faça o balanceamento das seguintes equações químicas:

1. As2S5 + NH4OH + H2O2  (NH4)3AsO4 + (NH4)2SO4 + H2O


2. Bi2O3 + NaClO + NaOH  NaBiO3 + NaCl + H2O
3. Br2 + NaOH  NaBr + NaBrO + H2O
4. Br2 + NaOH  NaBr + NaBrO3 + H2O
5. C2H4 + KMnO4 + H2O  C2H4(OH)2 + MnO2 + KOH
6. CaC2O4 + KMnO4 + H2SO4  CaSO4 + K2SO4 + MnSO4 + H2O + CO2
7. CrCl3 + H2O2 + NaOH  Na2CrO4 + NaCl + H2O
8. CS2 + H2S + Cu  Cu2S + CH4
9. CuS + HNO3  Cu(NO3)2 + S + NO + H2O
10. Fe3O4 + CO  Fe + CO2
11. H2O2 + PbO2 + H2SO4  PbSO4 + H2O + O2
12. H2S + HNO3  H2SO4 + NO2 + H2O
13. H2SO4 + Cu  CuSO4 + SO2 + H2O
14. Hg + HNO3  Hg(NO3)2 + H2O + NO
15. Hg + HNO3  Hg(NO3)2 + H2O + NO2
16. HgS + HNO3  Hg(NO3)2 + S + NO + H2O
17. K2Cr2O7 + H2O2 + H2SO4  K2SO4 + Cr2(SO4)3 + H2O + O2
18. K2Cr2O7 + H2S + H3PO4  K3PO4 + CrPO4 + H2O + S
19. K2Cr2O7 + HCl  KCl + CrCl3 + Cl2 + H2O
20. K2Cr2O7 + KI + H2SO4  K2SO4 + Cr2(SO4)3 + I2 + H2O
21. K2Cr2O7 + Na2C2O4 + H2SO4  K2SO4 + Cr2(SO4)3 + Na2SO4 + H2O + CO2
22. K2Cr2O7 + FeCl2 + HCl  CrCl3 + KCl + FeCl3 + HCO2
23. KClO3 + H2SO4  HClO4 + ClO2 + K2SO4 + H2O
24. KMnO4 + FeSO4 + H2SO4  K2SO4 + MnSO4 + Fe2(SO4)3 + H2O

 Com relação aos processos químicos abaixo (meio aquoso), forneça as equações iônicas
balanceadas pelo método do íon-elétron (essa parte, somente para constar que existe).

1. K2Cr2O7 + KI  CrCl3 + I2 (meio ácido)


2. Zn + KNO3  NH3 + K2ZnO2 (meio básico)
3. KMnO4 + KCl  MnCl2 + Cl2 (meio ácido)
4. K[AuCl4] + H2O2  Au + Cl- + O2 (meio ácido)
5. PbS + H2O2  PbSO4 + H2O (meio básico)
6. K2SO3 + H2O2  K2SO4 + H2O (meio básico)
7. I- + NO2-  I2 + NO (meio ácido)
8. Zn + NO3-  Zn2+ + N2 (meio ácido)
9. ClO3- + SO2  SO42- + Cl- (meio básico)
10. Br- + MnO4-  BrO3- + MnO2 (esta reação gera solução básica)
11. Au + O2 + CN-  [Au(CN)2] - + H2O2 (esta reação gera solução básica)

Você também pode gostar