Você está na página 1de 7

Componentes das Células

1. NÚCLEO

É a região da célula onde se encontra o material genético (DNA) dos organismos tanto
unicelulares como multicelulares. O núcleo é o que caracteriza os organismos eucariontes e os
diferencia dos procariontes que não possuem núcleo. Rodeado pelo citoplasma e delimitado
por invólucro nuclear. A membrana nuclear possui poros que permitem a comunicação entre
o interior do núcleo e o citoplasma. No interior do núcleo há um líquido, o nucleoplasma, com
cromatina – material genético. Por vezes, no interior do núcleo observa-se uma massa
esférica denominada nucléolo, constituído por proteínas e ácidos nucleicos. A sua função é
controlar todas as atividades celulares. No interior do núcleo estão os cromossomas, que
guardam o material genético da célula
(DNA).

Cada região do DNA é composto por


genes que codificam as informações para
a síntese de proteínas, que ocorre nos
ribossomas.

Componentes do Núcleo

O núcleo contém nucleoplasma, substância onde fica mergulhado o material genético e as


estruturas que são importantes para que desempenhe suas funções, como os nucléolos. E
também há a carioteca ou membrana celular, que delimita o núcleo e envolve o material
genético.

Carioteca

A membrana que envolve o núcleo é chamada de carioteca, tem natureza semelhante às


restante membranas celulares, ou seja, dupla camada de lipídios e proteínas.

Cromatina

As moléculas de DNA associadas às proteínas compõem a cromatina. A cromatina pode estar


condensada sendo chamada de heterocromatina, ou pode estar dispersa dsignando-se por
eucromatina.
Nucléolos

Os nucléolos são corpos densos e arredondados compostos de proteínas, com RNA e DNA
associados. É nessa região do núcleo onde são fabricadas as moléculas de RNA ribossómico
que se associam a certas proteínas para formar as subunidades que compõem os ribossomas.
Essas subunidades ribossómicas ficam armazenadas no nucléolo e saem no momento de
realização da síntese proteica.

2. Membrana Citoplasmática

Também denominada membrana plasmática e membrana citoplasmática é invisível ao MOC e


delimita o meio extracelular (exterior) do meio intracelular (interior). Permite a realização de
trocas seletivas entre os meios intra e extracelular. Assim, ela tem a função de proteger as
estruturas celulares internas.

3. Citoplasma

É limitado pela membrana plasmática e têm o aspeto de uma massa semifundida também
denominada de hialoplasma, onde estão dispersas os organelos. Constitui o meio fundamental
das células, onde ocorrem, total ou parcialmente, importantes vias metabólicas.

4. Ribossomas

Estrutura responsável pela produção e síntese de proteínas.

 Função
A função dos ribossomas é auxiliar na produção e na síntese das proteínas nas células. Além
dele, participam desse processo as moléculas de DNA e RNA. Os ribossomas reúnem diversos
aminoácidos durante a síntese proteica através de uma ligação química chamada de ligação
peptídica.
Eles estão presentes em grande parte no citoplasma
(ribossomas livres). No entanto, podem ser encontrados nas
mitocôndrias, nos cloroplastos e no retículo endoplasmático.

5. Retículo Endoplasmático (Liso ou Rugoso)

Sistema de sáculos, vesiculas e canalículos, envolvidos na síntese de proteínas líquidos e


hormonas. Intervém ainda no transporte de outras substâncias.

O retículo endoplasmático é um organelo que está relacionada com a síntese de moléculas


orgânicas. Existem 2 tipos de retículo: o liso e o rugoso, que tem formas e funções diferentes.

O rugoso é associado aos ribossomas e à síntese de proteínas, enquanto o liso produz os


lipídios. Os retículos são estruturas membranosas compostas de sacos achatados e localizados
no citosol da célula.

6. Complexo de Golgi

Conjunto de sáculos e de vesiculas que constituem uma estrutura individualizada no interior


do citoplasma. Os sáculos são estruturas membranosas e achatadas, que constituem os seus
elementos mais característicos, está envolvido em fenómenos de secreção e está relacionado
com o reticulo endoplasmático.
As suas funções são modificar, armazenar e exportar
proteínas sintetizadas no retículo endoplasmático
rugoso e além disso, origina os lisossomas e os
acrossomas dos espermatozóides.

7. Lisossomas
Estruturas responsáveis pela digestão celular.

Os lisossomas são estruturas esféricas delimitadas pela


membrana formada por uma camada lipoproteica. Esses organelos contêm muitas enzimas
que lhes permite degradar um grande número de substâncias.

8. Mitocôndrias
A sua função é produzir a maior parte da energia das células, através do processo chamado
de respiração celular.

As mitocôndrias são formadas por duas membranas lipoproteicas, sendo uma externa e outra
interna:

Membrana externa: semelhante a de outros organelos, lisa e composta de lipídeos e


proteínas chamadas deporinas, que controlam a entrada de moléculas, permitindo a
passagem de algumas relativamente grandes.

Membrana interna: é menos permeável e apresenta numerosas dobras, chamadas de


cristas mitocondriais, possui também invaginações.
9. Centríolos

Estrutura celular que auxilia na divisão celular (mitose e meiose).


Eles são constituídos de proteínas e estão localizados perto do
núcleo, local denominado centrossomo ou centro celular.

10.Peroxissoma

Estrutura arredondada responsável pelo


armazenamento de enzimas. Os
peroxissomas exercem funções
importantes no interior das células, uma
vez que apresentam enzimas digestivas
responsáveis por oxidar substâncias
orgânicas.

11. Vacúolos

Responsáveis pela reserva energética e o armazenamento


de substâncias. Os vacúolos são estruturas celulares
envolvidas por membrana plasmática, muito comuns em
plantas e presentes também em protozoários e animais.
Tem diferentes funções como: regular pH, controlar a
entrada e saída de água por osmorregulação, armazenar
substâncias, fazer a digestão e excretar os resíduos.
12. Cloroplastos
São organelos que possuem uma membrana dupla, sendo responsáveis pela realização da
fotossíntese. Eles contém o pigmento clorofila, que lhes confere a cor verde e absorve a luz
solar, permitindo que o processo ocorra. Convertem a energia luminosa em energia química.

É importante destacar que os plastos apresentam três tipos:

 Leucoplastos: sem pigmento e armazenam amido como forma de reserva energética.

 Cromoplastos: responsáveis pela cor de frutos, flores e folhas.

 Cloroplastos: de coloração verde por conta da clorofila, são responsáveis


pela fotossíntese.

13. Parede Celular


A parede celular é a parede rígida que envolve as células vegetais e bactérias, constituídas
principalmente por fibras de celulose. Confere proteção e suporte.

Existem poros nas paredes celulósicas, através dos quais passam pontes de citoplasma muito
finas, chamadas plasmodesmos. Por meio dos plasmodesmos há comunicação entre o
citoplasma das células vizinhas.
14. Cápsula
Estrutura mais externa, presente me algumas células procarióticas, que confere maior
protecção à célula.

15. Nucleóide (nas células procarióticas)


Região do citoplasma onde se encontra condensado o material genético (DNA) que coordena
toda a atividade celular.