Você está na página 1de 25

Controle de Carga em Sistemas Elétricos de Potência

Dispositivos FACTS: SVC

STATIC VAR COMPENSATOR

VICTOR HABERMANN AVILA MATHIAS SCHIAVUZZO BURIOLLA

Introdução

Dispositivos com impedância variável

Melhoram a regulação de tensão e frequência

Geram potência reativa para o sistema

Melhoram a regulação de tensão e frequência  Geram potência reativa para o sistema Estrutura genérica

Estrutura genérica de um SVC

TCR

TCR
TCR
TCR
TCR
TSC
TSC
TSC
TSC

TSC

TSC

FC-TCR

Capacitor fixo e reator controlado

Capacitor pode ser substituído por filtros

Amplo controle de reativo

 Capacitor fixo e reator controlado  Capacitor pode ser substituído por filtros  Amplo controle

TSC-TCR

Capacitor e reator controlados

Vários ramos de capacitor e um de reator

Mais flexível

TSC-TCR  Capacitor e reator controlados  Vários ramos de capacitor e um de reator 

Controle do ângulo de disparo

Mecanismo de sincronia (PLL)

Conversão de uma referência em corrente para um ângulo equivalente

Cálculo da corrente de referência

Geração do pulso de disparo

em corrente para um ângulo equivalente  Cálculo da corrente de referência  Geração do pulso

Controle do ângulo de disparo

Controle do ângulo de disparo
Controle do ângulo de disparo

Harmônicos

Poluição da rede elétrica (cargas não lineares).

1- Alimentação de um transformador e sua corrente de compensação.

2- Perdas no banco de capacitores shunt ou em máquinas

girantes.

3-Interferência Telefônica.

Harmônicos - SVC

Normalmente gerados pelo TCR. Categorias:

1- Situações ideais de tensões alternadas balanceadas, como pulsos equidistantes.

2- Desbalanceamento AC, tolerância de baixa

impedância no transformador e assimetria dos ângulos de fase

Harmônicos - Interação

Preocupação maior quando repassado para a rede

1- Harmônicos no barramento de tensão, distorcem no TCR e são devolvidos na rede.

2- Loop de regulação de tensão: Modulação do

TCR resultando frequências f0 ± fc retornando ao barramento.

3- Sincronização do tempo de pulso. (Assimetria)

Filtros Harmônicos

Passa-Faixa

Filtros Harmônicos Passa-Faixa
Filtros Harmônicos Passa-Faixa
Filtros Harmônicos Passa-Faixa
Filtros Harmônicos Passa-Faixa
Filtros Harmônicos Passa-Faixa

Filtros Harmônicos

Índices de Performance:

1 Fator de distorção de tensão

2 Fator de distorção harmônica total

3 Fator de interferência telefônica

1 Fator de distorção de tensão 2 Fator de distorção harmônica total 3 Fator de interferência
1 Fator de distorção de tensão 2 Fator de distorção harmônica total 3 Fator de interferência
1 Fator de distorção de tensão 2 Fator de distorção harmônica total 3 Fator de interferência

Filtros Harmônicos

Efetividade do Filtro

Filtros Harmônicos Efetividade do Filtro Z a impedância efetiva vista pelo TCR, Xtr reatância de fuga
Filtros Harmônicos Efetividade do Filtro Z a impedância efetiva vista pelo TCR, Xtr reatância de fuga

Z a impedância efetiva vista pelo TCR, Xtr reatância de fuga do Transformador e Znh a impedância da rede

Aspectos de Proteção

Suportar estresse proteger sobre tensão ou faltas SVC:

1 Tiristores no banco de capacitores do TSC

2 Tiristores da corrente no reator do TCR

Falhas:

1- Ativar em tempo incorreto

2- Não realizar abertura por completo

3- Ativação de um simples tiristor em um circuito complexo (Break Over Diode) 4- Tiristor com defeito

Aspectos de Proteção - Operação

Manutenção e operação por categorias de criticidade:

1- Sistema falhou em um estresse encontrado mas não

ultrapassa o máximo especificado

2- Falha de ativação singular

3- Perda de alguns tiristores

4- Perda parcial de equipamentos auxiliares

Aspectos de Proteção -

Temperatura

Harmônicos ou falhas geram sobrecarregamento dos

equipamentos. Ângulo de

operação em estado indutivo.

Controle de temperatura: water

cooler + heat skin.

Ponto crítico: D 190ºC Abertura do circuito.

indutivo. Controle de temperatura: water cooler + heat skin. Ponto crítico: D 190ºC – Abertura do

Casos de Estresse no TCR

Ativação em tempo errado (ângulo de ativação)

Curto-circuito através do reator. (2x a corrente em

full load)

Compensação da falha do sistema AC.

Dificuldades - projeto

Valores de condução máxima de sobretensões x proteção de temperatura (continuidade)

Levantamento matemático necessário simplificações:

1 Desconsiderar chaveamentos

2 Modelar susceptância como variável

3 Desconsiderar sistema de controle SMC e as perdas

Control Range - projeto

Control Range - projeto Onde Bmax = Bc e Bmin < 0 (indutivo)

Onde Bmax = Bc e Bmin < 0 (indutivo)

Limites - projeto

CAPACITIVO

Limites - projeto CAPACITIVO INDUTIVO

INDUTIVO

Limites - projeto CAPACITIVO INDUTIVO

Thevenin - projeto

Simplificação com a rede externa modelada como variante no tempo

Thevenin - projeto Simplificação com a rede externa modelada como variante no tempo

Aplicação

O SVC é aplicado principalmente na rápida regulação e controle dinâmico de

sobretensão, causado por tomada/saída de

carga ou falhas e outras perturbações transitórias

Aplicação

Aplicação

Referências

PADIYAR, K. R. FACTS controllers in power transmission and distribution. 2007.

HINGORANI, Narain G.; GYUGYI, Laszlo; EL-HAWARY, Mohamed.

Understanding FACTS: concepts and technology of flexible AC transmission systems. New York: IEEE press, 2000.

https://www.youtube.com/watch?reload=9&v=raD4yP6PKGc