Você está na página 1de 21

ENTENDA O QUE

MUDA NO PCM COM


A INDÚSTRIA 4.0
Introdução 03

O que é a Indústria 4.0 e quais são


as suas principais mudanças? 04

O que muda no PCM com a Indústria 4.0? 09

Quais empresas brasileiras já estão


aplicando as tecnologias da Indústria 4.0? 15

Conclusão 20

Sobre o Engeman® 21
3

Cuidar da manutenção na indústria é


essencial para obter bons resultados.
Além de uma atuação preventiva
ajudar a diminuir custos, essa é
uma etapa que ajuda a aumentar a
segurança e a previsibilidade.
Nesse processo, o Planejamento e
Controle de Manutenção (PCM) tem
especial importância.
Introdução
Com a chegada da tecnologia, a execução
do PCM ficou mais fácil. A automação traz
resultados melhores e permite que a gestão
tenha um desempenho superior. É justamente
nesse cenário que aparece a relação que
existe entre a Indústria 4.0 e o PCM.

Para entender como esse relacionamento


funciona, veja quais são as mudanças trazidas
por essa nova fase.
4

O que é a
Indústria 4.0
e quais são as
suas principais
mudanças?
A Indústria 4.0 é o termo pelo qual é
conhecida a 4ª Revolução Industrial.
De forma básica, corresponde ao
estado atual do segundo setor da
economia, que tem adotado cada
vez mais tecnologia e automação.
5

No século 18, ocorreu a primeira Revolução Recentemente, foi a vez de a Indústria


Industrial, que deu origem à Indústria 1.0. Isso foi 4.0 se consolidar. Ela se tornou
possível graças à invenção da máquina a vapor possível, principalmente, pelo uso
e, depois, da locomotiva. Novos processos de de robótica, automação e tecnologia
trabalho também começaram a ser executados e da informação de maneira robusta.
difundidos na Europa.

A Indústria 2.0 passou a se consolidar no final


do século 18. A exploração de petróleo trouxe
novas fontes de energia e possibilitou, inclusive,
a produção em larga escala. A indústria bélica
ganhou força, o que ajudou a desencadear a
Primeira Guerra Mundial.

A terceira onda só foi acontecer por volta de


1970. A Indústria 3.0 ficou marcada pela união
de conhecimentos técnicos, científicos e
informacionais. A tecnologia começou a ser usada
conforme era desenvolvida, além de favorecer a
Divisão Internacional do Trabalho (DIT).

O QUE É A INDÚSTRIA 4.0 E QUAIS SÃO AS SUAS PRINCIPAIS MUDANÇAS?


6

QUAIS SÃO AS SUAS


CARACTERÍSTICAS RELEVANTES?

Ao contrário do que parece, a Indústria 4.0 ainda não


está completamente consolidada. O cenário atual e
que vem se desenhando nos últimos anos é apenas
um indício do que está por vir.

Suas principais características incluem


a grande conectividade e a integração
de recursos humanos, de informação
e de sistemas. Agora, as linhas de
produção têm uma abordagem muito
integrada, automatizada e padronizada.

Com o desenvolvimento da Internet das Coisas, a


tendência é ter cada vez mais dispositivos conectados
e que fazem parte do cotidiano da indústria.

O QUE É A INDÚSTRIA 4.0 E QUAIS SÃO AS SUAS PRINCIPAIS MUDANÇAS?


7

QUAIS SÃO OS IMPACTOS


GERADOS NA PRODUÇÃO?

Apesar de ainda não estar definitivamente


consolidada, a Indústria 4.0 já dá origem a diversas
transformações na produção. Agora, é possível ter
resultados repetíveis e em escala, além de melhor
controle e gerenciamento dos dados.

Também há a criação e o uso de sistemas


completamente informatizados e até a automação
de etapas completas. Na prática, isso significa mudar
a forma de atuação, de modo a reduzir as chances
de falhas humanas, por exemplo.

Existe, ainda, uma capacidade ampliada de realizar


auditorias e obter o compliance. Ao mesmo tempo,
há uma geração muito elevada de dados, o que exige
um preparo para executar análises consistentes.

O QUE É A INDÚSTRIA 4.0 E QUAIS SÃO AS SUAS PRINCIPAIS MUDANÇAS?


8

QUAIS SÃO AS MUDANÇAS DO


PCM AO LONGO DO TEMPO?

Além da produção, o PCM também passou


por várias transformações com as revoluções
industriais. Na primeira geração, surgida por
volta de 1940, a intenção era consertar os
itens conforme eles quebrassem. A atuação
era totalmente baseada na abordagem
corretiva, o que exigia tempo e dinheiro. Na terceira geração, a prevenção considerava
a utilização, os esforços e as necessidades.
A evolução para a segunda geração passou Começou a haver um aprofundamento
a considerar uma abordagem preventiva de sobre causas de falhas, de modo a evitar os
acordo com o tempo. O PCM começou a problemas no futuro.
aparecer de forma mais intensa, já que, de
fato, existia alguma previsibilidade sobre a Com a Indústria 4.0, a tendência é maximizar
atuação. Mesmo assim, a confiabilidade era a confiabilidade e mudar a atuação para um
baixa, pois os itens também podem falhar aspecto preditivo. Tanto controle, afinal,
logo após o início do uso. passa a agir a favor da manutenção.

O QUE É A INDÚSTRIA 4.0 E QUAIS SÃO AS SUAS PRINCIPAIS MUDANÇAS?


9

O que muda
no PCM com a Com a evolução no modo de operação,
é natural que a Indústria 4.0 gere
Indústria 4.0? grandes mudanças no PCM. Agora, o
planejamento e controle de manutenção
também tem a influência da tecnologia.

Nesse aspecto, novos impactos são gerados


e é essencial entender o que muda diante das
novidades. Na sequência, veja quais são os
principais pontos de alteração do PCM com
a chegada da Indústria 4.0.
10

TOTAL PREVISÃO DE FALHAS

A adoção dos diversos recursos tecnológicos


permite que a gestão de manutenção
tenha máxima visibilidade sobre todos os
componentes. Os elementos de rastreabilidade,
por exemplo, permitem identificar em qual ponto
da etapa produtiva está cada componente. Com
boas análises, dá para prever falhas e realizar
trocas antes de elas se concretizarem.

Outra possibilidade consiste em usar as


informações geradas a favor do empreendimento.
O Big Data, por exemplo, fornece grandes
volumes de dados. Ao acompanhar as tendências
de desempenho das máquinas e cruzá-las com o
rastreamento, é possível prever ocorrências. Isso
garante uma atuação preditiva muito eficiente.

O QUE MUDA NO PCM COM A INDÚSTRIA 4.0?


11

ELEVAÇÃO DA PRODUTIVIDADE DA MANUTENÇÃO

Quanto mais rapidamente a manutenção Com a Indústria 4.0, existe a possibilidade de


é realizada, melhor é para o negócio. atuação remota. Um robô controlado a distância,
Uma equipe funcional e produtiva faz com por exemplo, faz com que os equipamentos
que o empreendimento não tenha que sofrer funcionem sem que haja perda de tempo.
tanto com paradas ou ocorrências imprevistas.
Já a integração de informações e o registro
O problema é que o PCM tradicional de dados na nuvem cria uma importante
pode dificultar a conquista de um base de conhecimento. A equipe consegue
desempenho realmente eficiente. identificar as principais falhas, as suas causas
É preciso gastar tempo com diversos e soluções. Com uma preparação a partir
processos, como o deslocamento desse entendimento consolidado, o resultado
até o equipamento, a seleção é favorecido. Já que os elementos ficam na
de ferramentas e mesmo o nuvem, podem ser acessados de qualquer lugar,
reconhecimento do problema. o que também otimiza o desempenho.

O QUE MUDA NO PCM COM A INDÚSTRIA 4.0?


12

REDUÇÃO DOS CUSTOS DE MANUTENÇÃO

A manutenção corretiva tem um custo muito maior


do que a preventiva. Agir de modo preditivo, por sua
vez, é ainda mais em conta. Em primeiro lugar, há
uma diminuição no tempo e nos erros, o que garante
uma distribuição melhor dos recursos.

Outras características pesam a favor.


A total previsão de falhas, por exemplo,
ajuda a diminuir o estoque e até o
desperdício de componentes.
Também é possível realizar simulações
e já se antecipar aos problemas. Com
a mão de obra sendo mais produtiva,
a economia é consolidada de vez.

Além de tudo, o negócio sofre menos com paradas e


perda de capacidade produtiva. Como consequência,
existe uma diminuição nos gastos.

O QUE MUDA NO PCM COM A INDÚSTRIA 4.0?


13

DESENVOLVIMENTO TÉCNICO DA EQUIPE

Outro ponto muito importante é que a Indústria


4.0 favorece o treinamento e a absorção de
conhecimento. Os técnicos de manutenção podem
utilizar diversos recursos para que conheçam
melhor as falhas e os comportamentos de
componentes. A partir disso, conseguem tomar
decisões melhores e mais eficientes.

Outro aspecto é que o ganho de eficiência e o uso


de tecnologia de modo avançado também tornam
a equipe capacitada. Como a Indústria 4.0 promete
usar cada vez mais componentes, ter um time
preparado é fundamental.

A adaptação às novidades e a necessidades


que mudam com frequência, inclusive, é outra
vantagem da abordagem 4.0.

O QUE MUDA NO PCM COM A INDÚSTRIA 4.0?


14

AUMENTO DA DISPONIBILIDADE
E DA CONFIABILIDADE

Um dos aspectos importantes do PCM é


a capacidade de oferecer previsibilidade e
confiança para a empresa. A indústria precisa
ter certeza a respeito da etapa produtiva.
Ela tem que saber que o processo acontecerá
sem falhas, com o desempenho esperado e
dentro do padrão de qualidade especificado.

Com a Indústria 4.0, é mais


simples oferecer essa possibilidade.
A previsão total de falhas, por
exemplo, permite compreender Além de tudo, a atuação preditiva é
quais são os aspectos que determinante para reduzir ou até eliminar as
merecem atenção e atuação paradas de produção. Nesse aspecto, há um
antes de um problema. O uso de aumento na disponibilidade de componentes
dados robustos também ajuda e equipamentos, o que melhora a abordagem
a ampliar a confiabilidade. de acordo com os objetivos.

O QUE MUDA NO PCM COM A INDÚSTRIA 4.0?


15

Embora o Brasil ainda tenha


bastante a avançar no aspecto de
Quais empresas industrialização e informatização,
muitas empresas com atuação
brasileiras já brasileira têm investido na Indústria
4.0. Esses empreendimentos aplicam
estão aplicando tecnologias e conseguem resultados,
inclusive, que vão além do PCM.
as tecnologias da
Conhecer os principais cases de sucesso é
Indústria 4.0? uma maneira de se preparar e até de adaptar
algumas ações. Como resultado, é possível
ampliar a competitividade. A seguir, veja 5
exemplos que merecem destaque.
16

BOSCH

A Bosch é uma empresa de origem alemã


e, como tal, tem se adaptado às tecnologias
da Indústria 4.0. Para a atuação no Brasil,
isso não foi diferente.

Segundo a análise de marca, os parques


industriais do Brasil ainda não estão
preparados para receber robôs de controle
a distância ou mesmo recursos de realidade
aumentada, no entanto, a adaptação do
conceito tem surgido na forma de dados.

A coleta de informações traz transparência


e democratiza o entendimento sobre o
chão de fábrica. Voltados para a manutenção,
os dados têm ajudado na produtividade
e a reduzir custos.

QUAIS EMPRESAS BRASILEIRAS JÁ ESTÃO APLICANDO


AS TECNOLOGIAS DA INDÚSTRIA 4.0?
17

SIEMENS

Também de origem alemã, a Siemens apresentou


novidades voltadas para a Indústria 4.0 no Brasil.
A marca já trouxe soluções, como o Totally Integrated
Automation Portal, ou TIA Portal. A principal intenção
é diminuir o tempo de entrada de um produto no
mercado para maximizar o seu retorno.

Outros pontos trabalhados pela


empresa incluem a adoção de hardware.
Motores com chips inteligentes, quadros
de distribuição diferenciados e sistemas
multieixos com novas tecnologias
estão entre as possibilidades.

Ao mesmo tempo, a organização está tentando


vencer as barreiras brasileiras impostas a esse tipo
de desenvolvimento. Assim como a Bosch, executa
adaptações para melhorar a produtividade.
QUAIS EMPRESAS BRASILEIRAS JÁ ESTÃO APLICANDO
AS TECNOLOGIAS DA INDÚSTRIA 4.0?
18

FORD
Além disso, a empresa
Além de se preocuparem com fez transformações em
a atuação interna, as empresas alguns parques industriais,
também têm buscado formas de como de Camaçari e
expandir o conceito da Indústria Taubaté. Foram realizadas
4.0 de maneira externa. Um bom mudanças completas
exemplo é unidade brasileira da na planta de produção,
Ford, com origem em Detroit. com o uso de recursos
automatizados ao custo
Utilizando a tecnologia de de centenas de milhões
sensores e a computação na de reais. Isso melhorou o
nuvem, a montadora desenvolveu nível produtivo e ajudou,
o “Boné Alerta”. Ele ajuda a inclusive, a eliminar a
identificar a sonolência no importação de um dos
motorista, de modo a alertá-lo motores essenciais ao
para evitar acidentes. portfólio regional.

QUAIS EMPRESAS BRASILEIRAS JÁ ESTÃO APLICANDO


AS TECNOLOGIAS DA INDÚSTRIA 4.0?
19

VALE

A multinacional brasileira Vale também tem


realizado investimentos para adotar a Indústria 4.0.
Até 2023, a intenção é investir 467 milhões de dólares,
principalmente, na Internet das Coisas.

Atualmente, há dezenas de projetos já em andamento,


os quais prometem trazer o futuro da mineração.
Uma das propostas inclui a criação da primeira mina
do Brasil apenas com caminhões autônomos.

Também há o emprego de drones no pátio ferroviário,


a utilização de laboratórios de inteligência e até
a adoção de inteligência artificial. Isso possibilita
mudar a forma como o setor opera e como a empresa
conquista resultados, de modo a colocar a mineração
no centro da revolução tecnológica.

QUAIS EMPRESAS BRASILEIRAS JÁ ESTÃO APLICANDO


AS TECNOLOGIAS DA INDÚSTRIA 4.0?
20

A Indústria 4.0 maximiza o uso de


tecnologia e de automação e promete
se consolidar de vez nos próximos
anos. Com cada vez mais recursos, o
Planejamento e Controle de Manutenção
(PCM) também passa por mudanças
que garantem disponibilidade e
confiabilidade, além de mais rapidez e
Conclusão eficiência em seus processos.

Antecipando-se às tendências, há empresas


que já têm feito investimentos nesse sentido
no Brasil. Então, vale a pena se preparar para
a nova Revolução Industrial e obter melhores
resultados. Com a adoção dos recursos certos,
a manutenção será favorecida e novos
benefícios serão consolidados.
rockcontent.com

Sobre o
O Engeman® é uma ferramenta exclusiva desenvolvida pela
Engeman® empresa Engecompany. Esse sistema é flexível, completo
e adaptável a diferentes necessidades. Com seus módulos,
ajuda na execução da gestão de manutenção, com controle,
facilidade e mobilidade.

O software foi criado em 1996 e, hoje, já atende 2.000


clientes e tem uma equipe de mais de 100 profissionais
qualificados. Com suporte e excelentes qualidades, é
uma alternativa eficaz para melhorar os processos em
diferentes empreendimentos.

Aproveite para ver a demonstração online e solicite um


orçamento. Para ficar sempre por dentro das novidades,
acompanhe nosso blog e siga-nos no Facebook e no LinkedIn.