Você está na página 1de 8

Caso Clínico/ Report Case

Reabilitação estética na primeira infância: Relato de caso

Aesthetic rehabilitation in early childhood: A case report

Aline Laignier SoaresI


Érica de Aleida BarrosoII
Renata Alves ToledoIII
Fernanda Campos MachadoIII

Resumo
Introdução: A cárie de acometimento precoce causa prejuízos estéticos, fonéticos e psicológicos. O
restabelecimento da forma, função e estética de dentes decíduos anteriores com extensa destruição
coronária é um grande desafio para odontopediatria na primeira infância. Objetivo: Este trabalho objetivou
relatar um caso clínico de reabilitação estética na primeira infância, com destruição coronária total dos
incisivos superiores. Caso clínico:O relato do presente caso refere-se a uma paciente do gênero feminino,
de três anos de idade, com cárie de acometimento precoce com comprometimento estético e funcional,
indicando necessidade de reabilitação. Foram realizados os procedimentos de adequação do meio bucal,
endodontia, confecção dos pinos intarradiculares e a restauração coronária com resina composta e forma
de celulóide. A paciente está em acompanhamento, que estenderá até a exfoliação fisiológica dos dentes.
Conclusão: Conclui-se que houve sucesso no tratamento, pois a reabilitação bucal favoreceu a estética e
a fonética, além de benefícios na qualidade de vida da paciente.
Palavras-chaves: dente decíduo, cárie dentária, Odontopediatria

Abstract
Introdution: Early childhood caries cause esthetic, phonetic and psychological damage. The restoration
of form, function and aesthetics of anterior primary teeth with extensive coronal destruction is a major
challenge for pediatric dentistry in early childhood. Objetive: This paper aims to report a clinical case of
aesthetic rehabilitation early childhood with total coronary destruction of the upper incisors. Case report:
This clinical report is of a female patient, 3 years old, with caries early childhood caries, diagnosed by clinical
and radiographic examination, with aesthetic and functional impairment, indicating a need for rehabilitation.
Was held the procidures of adequacy of the oral environment, endodontics, the intracanal pins with pin f and
restoration of coronal tooth structure with composite resin and celluloid matrix. The patient has been followed
until the physiological exfoliation. Conclusion: It can be concluded that the treatment was considered a
successful because the oral rehabilitation allied with phonetic function and aesthetics, and benefits in quality
life of the patient.
Keywords: primary tooth, dental caries, Pediatric Dentistry

I
Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Piracicaba/SP – Brasil
II
Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Juiz de Fora/MG – Brasil
III
Faculdade Estácio de Sá de Juiz de Fora (FESJF), Juiz de Fora/MG – Brasil

FOL • Faculdade de Odontologia de Lins/Unimep • 26(2) 91-98 • jul.-dez. 2016 91


ISSN Impresso: 0104-7582 • ISSN Eletrônico: 2238-1236
Aline Laignier Soares et al.

Introdução a educação e motivação do núcleo familiar


para a manutenção da saúde bucal10.
A Odontologia moderna tem como O restabelecimento da saú­de bucal de
objetivo principal os procedimentos crianças, requer uma maior simplicidade na
preventivos, porém a cárie dentária é execução da técnica, pois pode ser uma tarefa
um problema frequente na prática clínica bastante comple­xa não só para a criança, mas
odontopediátrica, sendo responsável por também para os pais e para o profissional6,11,.
destruições coronárias extensas e tratamentos O objetivo deste artigo é apresentar a re­
reabilitadores diversos.1 Pode-se observar construção de incisivos superiores decíduos
frequentemente a destruição coronária de den­ por meio de pinos intra-radiculares de fibra
tes decíduos anteriores, em decorrência de de vidro, associados a restaurações de resina
cárie ou traumatismo dentário. Muitas vezes, com­posta, utilizando matrizes anatômicas de
a saúde pulpar desses ele­mentos também se ce­lulóide.
encontra comprometida2-3.
Cárie em crianças muito jovens, conhecida Descrição do caso
como cárie precoce na infância pode ser
definida de acordo com a American Academy of Criança de 3 anos, gênero
Pediatric Dentristry como a presença de uma ou feminino, melanoderma, compareceu à Clínica
mais superfícies dentárias ou dentes decíduos do Estágio em Clínica Infantil do Curso de
cariados, perdidos (devido à cárie), em criança Odontopediatria da Faculdade de Odontologia
de 71 meses de idade ou mais jovens4. de Juiz de Fora (FO-UFJF), Minas Gerais,
A perda precoce de dentes decíduos, acompanhada pela mãe, que assinou o
pode trazer comprometimento estético, Termo de Consentimento Livre e Esclarecido
induzindo alterações comportamentais e de (TCLE) antes dos procedimentos de exame. A
ajuste social, fatores estes que devem ser criança apresentava comprometimento esté­
considerados no planejamento do tratamento.5 tico na região anterior superior. O exame clí­
A reconstrução desses elementos dentá­ nico revelou destruição coronária total e com­
rios é de extrema importância, pois evita que prometimento pulpar dos elementos 52, 61 e
haja alterações nas funções de mastigação e 62. O elemento 51 apresentava o canal tratado
de fala, além de prevenir o desenvolvimento de endodonticamente (Fig.1).
hábitos parafuncionais e o surgimento de pro­
blemas sociais e psicológicos6-9, possibilitando
que a crian­ça tenha um desenvolvimento mais
saudável4,8-10.
É importante realizar diagnóstico correto
e uma intervenção no caso de perda precoce
de dentes decíduos são de fundamental para
evitar danos à saúde física e psicológica da
criança.5
O planejamento reabilitador deve Figura 1 – Aspecto inicial dos dentes 51, 51, 61 e 62
estar de acordo com as necessidades
apresentadas pela criança, englobando não A primeira etapa do atendimento consistiu
apenas o aspecto curativo e reabilitador, mas de orientações que foram dadas à mãe da
principalmente tendo enfoque preventivo com paciente, sobre dieta e higiene bucal, profilaxia

92 FOL • Faculdade de Odontologia de Lins/Unimep • 26(2) 91-98 • jul.-dez. 2016


ISSN Impresso: 0104-7582 • ISSN Eletrônico: 2238-1236
Reabilitação estética na primeira infância: Relato de caso

profissional, além de radiografias periapicais


necessárias, frisando-se a necessidade do
condicionamento psicológico da criança.
Após exame clinico e radiográfico
foi indicado o tratamento endodôntico dos
elementos 52, 61 e 62 que apresentavam grande
destruição coronária e comprometimento
pulpar por lesão cariosa, com posterior utiliza­
ção de pinos de fibra de vidro para reforçar as Figura 3 – Dentes restaurados provisoriamente com
cimento de ionômero de vidro
restaurações de resina composta nos dentes
51 e 61. Também foi indicada a restauração
Na sessão seguinte, após a remoção do
com coroas de celulóide naqueles que
cimento de ionômero de vidro, foi selecionado o
apresentavam destruição coronária (51, 52, 61
pino de fibra de vidro Reforpost® (Angelus) com
e 62).
diâmetro compatível com a abertura do canal
Os condutos radiculares dos três
radicular de cada incisivo anterior- 51 e 61.
incisivos decíduos su­ periores – 52,61 e 62
Em seguida foi determinado o
foram obturados com pasta Guedes-Pinto,
comprimento de cada pino, os quais iriam do
composta de paramonoclorofenol can­ forado,
terço cervical dos condutos ao ter­ço médio das
Omcilon-A® em orobase e iodofórmio, em
futuras coroas, paralelamente ao longo eixo de
partes iguais (Fig. 2).
cada dente, com o cuidado de ava­liar a oclusão
para evitar possíveis interferên­cias. Os pinos
foram cortados com broca dia­ mantada em
alta rotação, sob refrigeração e imersos em
clorexidina a 2℅. A seguir, foram realizadas
secagens com jato de ar dos pinos, os quais
foram cimentados com CIV-R ® (SSWhite) e
adequadamente posicionados (Fig.4).

Figura 2 – Radiografia após o tratamento endodôntico

Foi realizada a desobturação do terço


cer­vical dos condutos, com curetas de remoção
de dentina e, na seqüência, o vedamento com
guta percha.Os dentes foram restaurados
provisoriamente com cimento de ionômero de Figura 4 – Aspecto dos dentes com os pinos
vidro Vidrion® (SSWhite) (Fig.3). cimentados

O recorte da coroa matriz de celulóide


(TDV Dental) foi realizado com tesoura de ponta
fina, buscando adaptá-la, da melhor forma
possível, na porção cervical do remanescente

FOL • Faculdade de Odontologia de Lins/Unimep • 26(2) 91-98 • jul.-dez. 2016 93


ISSN Impresso: 0104-7582 • ISSN Eletrônico: 2238-1236
Aline Laignier Soares et al.

dental, e também foi determi­ nada a altura


cervico-incisal com base nos dentes vizinhos e
nos antagonistas (Fig.5).

Figura 7 – Ataque ácido

Figura 5 – Adaptação das coroas As coroas foram preenchidas com


resina composta Z100® (3M Espe), na cor
Com a ponta da sonda exploradora foi P, e colo­cadas em uma posição, levando em
aberto um orifí­
cio na face palatina de cada consideração o alinhamento com os outros
matriz para permitir o extravasamento do elementos dentários (Fig.8).
excesso de resina (Fig. 6).

Figura 8 – Preenchimento da coroa com resina


composta

Os excessos de resina composta da


Figura 6 – Abertura de orifício pela palatina da coroa região cervical (Fig.9) foram removidos com
espátu­la de inserção, e realizada a fotoativação
O condicionamen­to ácido do ao redor de todas as coroas, por quatro ciclos
remanescente dentário foi realizado com ácido de 20 segundos em cada dente, para assegurar
fosfórico a 37%, por 15 segundos (s), seguido uma com­pleta polimerização.
de lavagem e leve se­cagem. O adesivo Single
Bond® (3M Espe) foi levado ao remanescente
dentário com auxílio de aplicador descartável
KGbrush® e fotopolimerizado por 40 segundos
em cada dente (Fig.7).

94 FOL • Faculdade de Odontologia de Lins/Unimep • 26(2) 91-98 • jul.-dez. 2016


ISSN Impresso: 0104-7582 • ISSN Eletrônico: 2238-1236
Reabilitação estética na primeira infância: Relato de caso

da amplitude da câmara pulpar. Nesses casos,


a utilização de reforço intra-ra­dicular antes de
se reconstruir a porção co­ronária torna-se uma
opção eficaz para que se restabeleça a forma,
a função e a estética6,10,12.
Vários tipos de reforços intra-radiculares
têm sido descritos para utilização em dentes de­
cíduos anteriores, como, por exemplo, pino pré-
fabricado em aço inoxidável (em fibra de vidro),
pino de níquel-cromo com macro retenções, pino
Figura 9 – Remoção dos excessos na cervical e no
confeccionado com fio ortodôntico em forma da
orifício palatino da coroa
letra grega alfa, núcleos metálicos fundidos,
pre­enchimento com resina composta, utilização
As restaurações foram feitas com resina
de fibra de reforço Ribbond® (Ribbond) e dente
composta Z100® (3M Espe), na cor P.
natu­ral2,6,10,12.
As coroas foram removidas, fazendo a
Entre os recursos utilizados na reconstru­
son­da exploradora correr em torno da porção
ção coronária de incisivos decíduos, podemos
cervi­cal, destacando-as da resina. Os excessos
citar as coroas metálicas facetadas e as
de resina da região cervical foram desgastados
indiretas em resina acrílica, as restaurações
com brocas diamantadas de granulação fina,
biológicas e as indiretas e diretas em resina
em alta rotação. Verificou-se a oclusão e foi
composta, que podem ser feitas com o
realizado o acabamento e o polimento com
auxílio de matrizes de celulóide2,4,6,7,11. Essas
discos de lixa Polimax® (TDV Dental) (Fig.10).
matrizes, próprias para dentes decíduos,
A paciente está em acom­panhamento clínico e
foram desenvolvidas devido às falhas
radiográfico periódico, que deverá prosseguir
apresentadas pelas coroas de policarbonato, e
até a troca das dentições.
são bem aceitas pois acompanham a evolução
dos materiais restauradores. São bastante
úteis para restaurar coroas dentárias muito
destruídas, permitindo que a resina cubra a
maior parte da estrutura remanescente. Isto
resulta na melhora da resistência e proteção
do dente contra o biofilme dentário e as cáries
subsequentes7,8.
É recomendada a colocação de pinos
Figura 10 – Resultado final apresentando leve nos casos de restaurações unitárias com mais
transparência nos incisivos centrais de 50% de destruição coronária8, apresentando
a porção radicular íntegra. Nas situ­ações em
Discussão que há estresse oclusal, como sobre­mordida
profunda e bruxismo, o desempenho dos pinos
O profissional deve restabelecer a forma, intra-radiculares é menos favorável7,10.
função e estética utilizando procedimentos Aspectos, como grau de rizólise do ele­
simples, de curto tempo clínico e com longa mento dentário, rizogênese do sucessor per­
durabilidade4. Os incisivos decíduos des­truídos manente, presença de reabsorção patológica
são particularmente difíceis de ser restaurados e lúmen do canal radicular, devem ser conside­
em razão do tamanho reduzido das coroas e rados para utilização de pinos intra-radiculares.

FOL • Faculdade de Odontologia de Lins/Unimep • 26(2) 91-98 • jul.-dez. 2016 95


ISSN Impresso: 0104-7582 • ISSN Eletrônico: 2238-1236
Aline Laignier Soares et al.

O comprimento do pino no interior do conduto


não deve exceder a 4 milímetros, para que não A radioluscência dos pinos de fibra de
interfira na rizólise6,10-11. vi­dro é um fator que pode dificultar a avaliação
Pelo fato dos dentes decíduos estarem radiográfica dos dentes tratados com esse tipo
implantados mais verticalmente que os dentes de material. No entanto, sua radiopacidade,
permanentes em suas nas bases ósseas, sua que, até pouco tempo, era considerada
força axial de oclusão é menor, permitindo que deficien­te, aos poucos vem merecendo maior
o comprimento do pino intracanal seja curto8. atenção dos fabricantes14.
Para serem rosqueados podem ser Para a reconstrução da coroa pode-
utilizados retentores intra-radiculares, e se realizar a técnica direta, que apresenta
pinos pré-fabricados, que apresentam bons resul­tados, porém exige, além de mais
a desvantagem de induzir tensões nas habilidade por parte do profissional, mais
paredes internas da raiz, podendo fraturar o tempo da criança na cadeira odontológica1-2. A
remanescente radicular, nos casos em que a grande evolução dos materiais restau­radores
luz do conduto é ampla, e a dentina, delgada. estéticos e seus componentes, como o
Devido ao volume pulpar e à menor espessura condicionamento ácido de dentina e esmal­te,
da dentina, quando comparada aos dentes além dos agentes de união desses elementos,
permanentes, é recomendado o uso de favorece a melhor retenção das restaurações.
pinos passivos, que se mantêm em posição Matrizes anatômicas de celulóide podem ser
através da cimentação, não originando forças utilizadas para reconstrução de dentes e são
internas indutoras à fratura do remanescente responsáveis por restaurações duráveis, com
radicular6. baixo custo, e possibilitam o restabelecimento
A tendência atu­al é a de utilizar materiais da estética e da função, com redução de
estéticos que possam ser associados a tempo clínico6,8.
técnicas adesivas. O tratamento proporciona pouco
Entre os diversos tipos de pinos que po­ desgaste da superfície dentária original, por ser
dem ser utilizados, o pino de fibra de vidro pa­ realizado diretamente sobre ela, obtendo-se
rece ser uma boa escolha, pois em conjunto com assim, resultados favoráveis8. Tem estabilidade
o agente adesivo e a resina, forma uma unida­ de cor, possibilita a oclusão normal e dura até
de firmemente aderida à dentina, aumentando a exfoliação fisiológica do dente decíduo, além
a resistência à fratura do remanescente dental de oferecer resistência e durabilidade. Nos
e da coroa. Esses pinos possuem uma camada casos em que a adaptação não é satisfatória
superficial envolvida por película de BIS-GMA, e em que há incompatibilidade de tamanho
que facilita a adesão, e também apresentam da matriz em relação às dimensões do
mó­ dulo de elasticidade muito próximo ao do remanescente dental, as técnicas diretas ou
den­ te, o que diminui, consideravelmente, indiretas são mais apropriadas10.
as chan­ ces de fratura radicular11,12,, além de O tratamento protético ideal para um
favore­ cer a obtenção de resultados estéticos dente decíduo é aquele que alcança resultados
satisfató­rios, a técnica é de fácil execução6. estéticos satisfatórios, que dura até a esfoliação
A fixação foi realizada em única sessão, não natural do dente decíduo, sem que seja
sendo necessária a moldagem dos condutos necessá­rio tratamento adicional, isto é, que não
radiculares e não havendo custo laboratorial, frature nem se solte do remanescente dental,
nem sendo necessário tempo maior de que seja cimentado ao dente com material
atendimento.. biocompatí­ vel, que seja fácil e rapidamente

96 FOL • Faculdade de Odontologia de Lins/Unimep • 26(2) 91-98 • jul.-dez. 2016


ISSN Impresso: 0104-7582 • ISSN Eletrônico: 2238-1236
Reabilitação estética na primeira infância: Relato de caso

confeccionado pelo profissional e realizado em da cárie de estabelecimento precoce: relato de


sessão única, sem etapa laboratorial7,10. dois casos clínicos. Rev. Bras Odontol. 2008;
Além disto, o tratamento previne 65 (2):155-58.
problemas futuros de má oclusão e 4 Verma L, Passi S. Glass fibre-reinforced
desenvolvimento de deglutição adaptada composite post and core used in decayed
primary anterior teeth: a case report. Case Rep
e interposição de língua; melhorando a
Dent. 2011; 2011: 1-4.
mastigação e a alimentação da criança, o
5 Cardoso CAB, et al. Reabilitação bucal na primeira
que possibilita o melhor convívio social. Para infância: relato de caso. Revista Odontológica
isto, é importante acompanhar a criança até de Araçatuba. 2011; 32 (2): 49-53.
a esfoliação dos dentes, através de controle 6 Soares PDCA, Fonseca MS, Silva LCP, Cruz
clínico e radiográfico15. RA. Restauração de dentes decíduos anteriores
com destruição excessiva. Relato de caso
Conclusão clínico. Arquivo Brasileiro de Odontologia
(on line) 2010; 6:57-3.
A técnica de reconstrução coronária 7 Teitelbaum AP, Kuhn E, Martins GC, Jorge JH,
utilizando matriz de celulóide e resina Gomes JC, Santos FA, et al. Reconstrução de
composta promove restaurações estéticas, dente decíduo anterior com pino biológico e
funcionais, duráveis, de baixo custo e simples matriz anatômica de celulóide: Relato de caso
clínico. International Journal of Dentistry.
execução, possibilitando a reabilitação da
2011; 10:117-21.
criança em apenas uma sessão, o que torna o
8 Carneiro RC, Fonseca MS, Cruz RA.
procedimento menos traumático para a criança Alternativas para a reconstrução de dentes
e mais simples e eficaz para o cirurgião dentista. decíduos anteriores com destruição excessiva.
Além disso o uso do pino intrarradicular se Arquivo Brasileiro de Odontologia 2006;
faz necessário em caso de grande destruição 2:17-25.
coronária, sendo o de fibra de vidro uma boa 9 Saini S, Sharma D. Functional and Esthetic
opção, já que apresenta estética favorável e Rehabilitation during Deciduous Dentition
possui módulo de elasticidade semelhante ao Stage: A Case Report. Dent Res J (Isfahan)
do dente, evitando que ocorra qualquer tipo de 2011; 8(2):108-11.
fratura radicular. 10 Verrastro AP, Tashima AY, Faria FPC, Alves KRG,
Bussadori SK, Wanderley MT. Reconstrução de
Referências dentes decíduos anteriores com pino de fibra
de vidro e matriz anatômica de celulóide: relato
de caso clínico. ConScientiae Saúde. 2007; 6
1 Fernandes AP, Neto LN, Gurgel CV, Silva
(1):81-8.
SMB, Machado MAAM, Rios D, et al.
11 Freitas CNF, Kantovitz KR, Pascon FM, Puppin-
Reabilitação bucal em odontopediatria – relato
Rontani RM. Reconstrução de dente decíduo
de caso clínico. Revista de Odontologia da
anterior utilizando pino em fibra de vidro: relato
Universidade Cidade de São Paulo 2011
de caso clinico. Perspect. Oral Sci. 2009; 1
Mai-Ago; 23(2): 187-93.
(2):43-7.
2 Santos-Pinto L, Giro EMA, Motiuski C, Bordini
12 Oliveira LB, Peixoto LFS, Zardetto CGDC,
MM. Reabilitação oral anterior – Alternativas
Corrêa MSNP, Wanderley MT. Reabilitação de
de tratamento em Odontopediatria. Jornal
dentes decíduos anteriores com o uso de pinos
Brasileiro de Odontopediatria e Odontologia
de fibra de vidro. J Health Sci Inst. 2010; 28
do Bebê. 2001; 4 (19):216-20.
(1):89-3.
3 Lagreca BT, Martins VR, Miasato JM. Utilização
13 Sato CT, Francci C, Nishimura RL. Entendendo
de pino estético de fibra de vidro no tratamento
a utilização de pinos pré-fabricados de

FOL • Faculdade de Odontologia de Lins/Unimep • 26(2) 91-98 • jul.-dez. 2016 97


ISSN Impresso: 0104-7582 • ISSN Eletrônico: 2238-1236
Aline Laignier Soares et al.

fibra. Revista da Associação Paulista de affected by amelogenesis imperfecta. Case


Cirurgiões Dentistas. 2004; 58(3):197-201. Rep Dent. 2015; 2015:1-6.
15 Marquezin MC, Zancopé BR, Pacheco LF,
Gavião MB, Pascon FM. Aesthetic and Submetido em: 1-9-2015
functional rehabilitation of the primary dentition Aceito em: 3-10-2016

98 FOL • Faculdade de Odontologia de Lins/Unimep • 26(2) 91-98 • jul.-dez. 2016


ISSN Impresso: 0104-7582 • ISSN Eletrônico: 2238-1236

Você também pode gostar