Você está na página 1de 9

CRITÉRIOS DE CORREÇÃO

TESTE GLOBAL DE FILOSOFIA


11.º Ano de Escolaridade
2017/2018
Duração do Teste: 120 minutos | 08.05.2018

COTAÇÕES

GRUPO I
1. ................................................................................................................................................... 5 pontos
2. ................................................................................................................................................... 5 pontos
3. ................................................................................................................................................... 5 pontos
4. ................................................................................................................................................... 5 pontos
5. ................................................................................................................................................... 5 pontos
6. ................................................................................................................................................... 5 pontos
7. ................................................................................................................................................... 5 pontos
8. ................................................................................................................................................... 5 pontos
9. ................................................................................................................................................... 5 pontos
10. ................................................................................................................................................. 5 pontos
___________
50 pontos
GRUPO II
1. ................................................................................................................................................... 20 pontos
2......................................................................................................................................................30 pontos
___________
50 pontos

GRUPO III
1. A ou B...........................................................................................................................................10 pontos
2. A ou B……………..……………………………………………………………………………………… 20 pontos
___________
30 pontos

GRUPO IV
1. ...................................................................................................................................................... 15 pontos
2. ........................................................................................................................................................25 pontos
___________
40 pontos
GRUPO V

1.................................................................................................................................................. 30 pontos
___________
30 pontos

TOTAL.......................................... 200 pontos

CRITÉRIOS DE CORREÇÃO Teste Global de Filosofia Página 1/6


CRITÉRIOS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO
A classificação a atribuir a cada resposta resulta da aplicação dos critérios gerais e dos critérios específicos
apresentados para cada item e é expressa por um número inteiro.
A ausência de indicação inequívoca da versão da prova implica a classificação com zero pontos das respostas
aos itens de escolha múltipla.
As respostas ilegíveis ou que não possam ser claramente identificadas são classificadas com zero pontos.
Em caso de omissão ou de engano na identificação de uma resposta, esta pode ser classificada se for possível
identificar inequivocamente o item a que diz respeito.
Se for apresentada mais do que uma resposta ao mesmo item, só é classificada a resposta que surgir em
primeiro lugar.
Nos itens integrados em grupos com percursos alternativos, se forem apresentadas respostas a itens de
percursos diferentes, apenas será classificada a resposta que surgir em primeiro lugar. A todas as outras
respostas será atribuída a classificação de zero pontos.
Itens de seleção
Nos itens de escolha múltipla, a cotação do item só é atribuída às respostas que apresentem de forma
inequívoca a opção correta. Todas as outras respostas são classificadas com zero pontos.
Nas respostas aos itens de escolha múltipla, a transcrição do texto da opção escolhida é considerada
equivalente à indicação da letra correspondente.
Itens de construção
Nos itens de resposta restrita e nos itens de resposta extensa, os critérios de classificação apresentam-se
organizados por níveis de desempenho. A cada nível de desempenho corresponde uma dada pontuação. Se
permanecerem dúvidas quanto ao nível a atribuir, deve optar-se pelo nível mais elevado de entre os dois tidos
em consideração. Qualquer resposta que não atinja o nível 1 de desempenho é classificada com zero pontos.
As respostas que não apresentem exatamente os mesmos termos ou as interpretações constantes dos
critérios específicos são classificadas em igualdade de circunstâncias com aquelas que os apresentem, desde
que o seu conteúdo seja cientificamente válido, adequado ao solicitado e enquadrado pelos documentos
curriculares de referência.
Nos itens de resposta restrita com cotação superior a 15 pontos, a classificação a atribuir traduz a avaliação
do desempenho no domínio específico da disciplina e no domínio da comunicação escrita em língua
portuguesa, realizando-se esta última de acordo com os níveis a seguir descritos.

Níveis
Descritores

3 O discurso é globalmente claro e correto, podendo apresentar falhas pontuais.


2 O discurso apresenta incorreções que, contudo, não comprometem a sua clareza.
1 O discurso apresenta incorreções que comprometem parcialmente a sua clareza.

No caso de a resposta não atingir o nível 1 de desempenho no domínio específico da disciplina, não é
classificado o desempenho no domínio da comunicação escrita em língua portuguesa.

Critérios de Correção Teste Global de Filosofia Página 2/9


GRUPO I

ITEM VERSÃO1 VERSÃO 2 PONTUAÇÃO


1. C A 5

2. A C 5

3.. B D 5

4 D B 5

5. B C 5

6. D A 5

7. A D 5

8. C B 5

9. B D 5

10. A C 5

TOTAL 50

GRUPO II
1. ............................................................................................................................................................... 20 pontos
Descritores do nível de desempenho no domínio
da comunicação escrita em língua portuguesa
Descritores do nível de desempenho Níveis
no domínio da disciplina 1 2 3
4 Identifica o determinismo radical como a teoria defendida no 18 19 20
texto.
Justifica a resposta de forma clara e precisa destacando a tese
do determinismo radical e aplicando corretamente o
argumento de causalidade e da tese da negação do livre
arbítrio,
NÍVEIS Integra de forma pertinente informação do texto
3 Identifica o determinismo radical como a teoria defendida no 13 14 15
texto
Justifica a resposta com imprecisões pontuais.
Refere informação do texto,
OU
Não identifica corretamente a teoria Ou não identifica a teoria
Justifica a resposta de forma clara e precisa destacando a tese
do determinismo radical e aplicando corretamente o
argumento de causalidade e da tese da negação do livre
arbítrio,
Integra de forma pertinente informação do texto

Critérios de Correção Teste Global de Filosofia Página 3/9


2 Identifica corretamente a teoria defendida no texto. 8 9 10
Justifica parcialmente ou com imprecisões a resposta.
OU
Não identifica corretamente a teoria Ou não identifica a teoria
Justifica a resposta de forma com imprecisões pontuais.
Refere informação do texto

1 Identifica a teoria defendida no texto 3 4 5


Ou
Faz afirmações corretas, mas avulsas, acerca de aspetos
relacionados com o determinismo radical ou o problema do
livre arbítrio.

Cenário de resposta
A resposta integra os seguintes aspetos, ou outros considerados relevantes e adequados:
– Identificação do determinismo radical como sendo a teoria defendida no texto.
– Aplicação do argumento da causalidade e da tese da negação do livre-arbítrio.
– Interpretação do exemplo e da conclusão do texto

2..................................................................................................................................................... 30 pontos

Descritores do nível de desempenho no domínio


da comunicação escrita em língua portuguesa
Descritores do nível de desempenho Níveis
no domínio da disciplina 1 2 3
5 Apresenta, de forma clara e precisa, a resposta de Kant e de 27 29 30
Mill à questão colocada.
Compara, de forma clara e precisa, as respostas de Kant e Mill
no que diz respeito aos critérios e princípios de moralidade.
Estrutura adequadamente os conteúdos relevantes
4 NÍVEL INTERCALAR 21 23 24
NÍVEIS
3 Apresenta, de forma clara e precisa, a resposta de Kant e de 15 17 18
Mill à questão colocada.
Compara, parcialmente ou com imprecisões, as respostas que
Kant e que Mill dariam à questão.
Apresenta a resposta com falhas na seleção e na estruturação
dos conteúdos relevantes.
OU
Apresenta, de forma clara e precisa, a resposta de Kant e de
Mill à questão colocada.
Esclarece, com algumas imprecisões, as respostas que Kant e
que Mill dariam à questão, mas sem as comparar.
Apresenta a resposta com falhas na seleção e na estruturação
dos conteúdos relevantes.
2 9 11 12
NÍVEL INTERCALAR

1 Apresenta, com imprecisões, apenas a resposta que Kant daria 3 5 6


à questão ou apenas a resposta que Mill daria à questão.
OU
Refere corretamente aspetos das teorias éticas de Kant e de
Mill, mas não apresenta nem compara as respostas que dariam
à questão.

Critérios de Correção Teste Global de Filosofia Página 4/9


Cenário de resposta
A resposta integra os aspetos seguintes, ou outros igualmente relevantes.
Comparação das respostas de Kant e de Mill:
– Kant diria que em nenhuma circunstância é moralmente aceitável mentir a uma pessoa
- Mill diria que, numa circunstância excecional, é moralmente aceitável mentir a uma pessoa.
–na perspetiva de Kant, as consequências são irrelevantes para determinar o valor moral da ação; na perspetiva de
Mill, as consequências determinam o valor moral da ação;
– na perspetiva de Kant, uma ação é boa dependendo da intenção do agente; na perspetiva de Mill, uma ação é boa se
é útil;
– Kant apresentaria o imperativo categórico para justificar a sua opção, enquanto Mill justificaria a opção contrária por
meio do princípio de utilidade:
- de acordo com Kant, a máxima de mentir a alguém viola a fórmula da lei universal, pois não podemos querer que tal
máxima se torne uma lei universal (OU se o aluno recorrer a uma exemplo que remeta para a fórmula da humanidade
do imperativo categórico estabelece o dever de nunca usar a humanidade; quando mentimos a alguém, estamos a
condicionar as decisões dessa pessoa de acordo com os nossos interesses; ao condicionar uma pessoa de acordo com
os nossos interesses, estamos a instrumentalizá-la ou a tratá-la como um mero meio).
- o princípio de utilidade, defendido por Mill, estabelece o dever de maximizar a felicidade geral; assim, havendo apenas
a opção de mentir a uma pessoa para resultar imparcialmente num bem maior, seria moralmente aceitável fazê-lo. O
princípio de utilidade dita como moralmente certa a opção de mentir a uma pessoa, dado ser esta a opção que promove
imparcialmente um total de felicidade maior ou de menor infelicidade.

GRUPO III

PERCURSO A - Lógica aristotélica

1.A............................................................................................................................................................ 10 pontos

a) Alguns filósofos não são racionalistas.


b) Todos os conhecimentos são objetivos ou Todo o conhecimento é objetivo.

2 Apresenta as duas proposições na forma padrão correta. 10 pontos


1 Apresenta uma proposição na forma padrão correta. 5 pontos

2.A ............................................................................................................................................................. 20 pontos

Cenário de resposta:
Itens a constar na resposta
a) Falácia da ilícita menor
b) Regra: Termos que estejam distribuídos na conclusão têm de estar distribuídos na premissa onde ocorrem OU
Os termos da conclusão não podem ter mais extensão na conclusão do que nas premissas.
c) Identificação do termo menor (atletas exigentes) como estando distribuído na conclusão e não na premissa,
d) Explicitação que o termo menor (atletas exigentes) é sujeito de uma proposição universal na conclusão, estando
por isso distribuído, enquanto na premissa menor assume a função de predicado de uma afirmativa, não
estando distribuído.

Indica corretamente a falácia cometida 20 pontos


Apresenta corretamente a regra infringida
Justifica de forma completa a infração cometida.
Responde corretamente a três itens. 15 pontos
Responde corretamente a dois itens 10 pontos
Responde corretamente a um item 5 pontos

Critérios de Correção Teste Global de Filosofia Página 5/9


PERCURSO B – Lógica proposicional

1.B ............................................................................................................................................................ 10 pontos


a) ¬ ¬ P

b) R→ (¬P ꓥ ¬Q)

2 Formaliza corretamente as duas proposições. 10 pontos


1 Formaliza corretamente uma proposição 5 pontos

2.B .......................................................................................................................................................... 20 pontos

Cenário de resposta

Inspetor de circunstâncias:

P Q P→Q ¬P ¬Q
V V V F F
V F F F V
F V V V F
F F V V V

Justificação: O inspetor de circunstâncias comprova a invalidade do argumento, pois na terceira circunstância


apresenta premissas verdadeiras e conclusão falsa. (Trata-se de um caso da falácia da negação da antecedente.)

- indicação da falácia 5 pontos


- formalização 5 pontos
- construção do inspetor (e respetiva análise) 10 pontos

GRUPO IV
1. ........................................................................................................................................................15 pontos

Descritores do nível de desempenho no domínio


da comunicação escrita em língua portuguesa
Descritores do nível de desempenho
no domínio da disciplina Níveis
1 2 3
5 Apresenta os sofistas como professores de retórica. 13 14 15
Expõe, de forma clara e precisa, a crítica de Platão ao ensino dos
sofistas
4 NÍVEL INTERCALAR 10 11 12

3 Identifica os sofistas como professores de retórica. 7 8 9


NÍVEIS Expõe, parcialmente ou com imprecisões, a crítica de Platão ao
ensino dos sofistas
2 NÍVEL INTERCALAR 4 5 6

1 Caracteriza sumariamente a posição dos sofistas e de Platão em 1 2 3


relação à retórica.
Cenário de resposta
A resposta integra os seguintes aspetos, ou outros considerados relevantes e adequados.
– Apresentação dos sofistas como professores (remunerados)de retórica; da “arte” da palavra;
- Apresentação dos sofistas comos mestres do ensino das técnicas de persuasão e do domínio da palavra com a finalidade
de proporcionar o triunfo da opinião mais favorável ao orador, visando o agradável (ensino do mau uso da retórica); ao
contrário dos filósofos que se dedicam à pesquisa do Bem e da Verdade.

Critérios de Correção Teste Global de Filosofia Página 6/9


2.…...............................................................................................................................................25 pontos

Descritores do nível de desempenho no domínio


da comunicação escrita em língua portuguesa
Descritores do nível de desempenho Níveis
no domínio da disciplina 1 2 3
5 Confronta, de forma clara e precisa, o texto de Hume com o 23 24 25
racionalismo de Descartes no que diz respeito à origem e tipo
de ideias e às características do conhecimento verdadeiro.
Integra de forma pertinente informação do texto
4 Confronta, com imprecisões pontuais, o texto de Hume com o 18 19 20
racionalismo de Descartes no que diz respeito à origem e tipo
NÍVEIS de ideias e às características do conhecimento verdadeiro.
Integra informação do texto

3 Confronta, com imprecisões ou parcialmente, as posições de 13 14 15


Hume e de Descartes relativamente à origem e tipo de ideias e
às caraterísticas do conhecimento verdadeiro.
Refere o texto
OU
Esclarece de forma clara e precisa a posição de um dos filósofos
relativamente à origem e tipos de ideias e às características do
conhecimento verdadeiro.
Refere o texto

2 Esclarece, com imprecisões ou parcialmente, a posição de um 8 9 10


dos filósofos relativamente à origem e tipos de ideias e às
características do conhecimento verdadeiro.

1 Faz afirmações corretas sobre o inatismo cartesiano e o 3 4 5


empirismo de Hume.

Cenário de resposta:
A resposta integra os seguintes aspetos, ou outros considerados relevantes e adequados:
–  distinção entre o empirismo de Hume, segundo o qual o conhecimento tem origem nas impressões, cujo grau de
força e vivacidade superior permite confirmar o seu carácter primordial em relação as ideias, suas cópias, e o
racionalismo inatista de Descartes, que reconhece um papel fulcral às ideias inatas consideradas como princípio do
conhecimento;
–  referência à relação entre ideias simples e ideias complexas na filosofia empirista de Hume;
–  caracterização das ideias inatas no racionalismo de Descartes como ideias provenientes da razão, claras e distintas,
garantindo a necessidade e a universalidade do conhecimento verdadeiro, e das ideias provenientes dos sentidos como
ideias falíveis, incertas e confusas, que não conduzem ao conhecimento.

Critérios de Correção Teste Global de Filosofia Página 7/9


GRUPO V

1.…...............................................................................................................................................30 pontos

Descritores do nível de desempenho no domínio


da comunicação escrita em língua portuguesa
Descritores do nível de desempenho Níveis
no domínio da disciplina 1 2 3
5 Responde à questão, apresentando inequivocamente uma 27 29 30
posição.
Justifica adequadamente a posição defendida, articulando,
com clareza e correção, razões que apoiam a posição
defendida ou objeções à posição contrária.
Integra pertinentemente informação do texto
NÍVEIS Estrutura adequadamente os conteúdos relevantes.
4 NIVEL INTERCALAR 21 23 24

3 Responde à questão, apresentando uma posição. 15 17 18


Justifica a posição defendida, referindo, de forma globalmente
correta, razões que apoiam a posição defendida ou objeções à
posição contrária.
Refere o texto
Apresenta a resposta com falhas na seleção e na estruturação
dos conteúdos relevantes
2 Nível intercalar 9 11 12
1 Responde à questão, apresentando uma posição. 3 5 6
Justifica de modo incipiente a posição defendida, referindo,
com imprecisões, uma razão que apoia a posição defendida ou
uma objeção à posição contrária.
Apresenta conteúdos irrelevantes e incorretos, mas que não
contradizem os conteúdos relevantes e corretos apresentados.
OU
Não responde à questão, ou responde à questão, mas justifica-
a inadequadamente.
Refere corretamente aspetos do problema da objetividade
científica.

O aluno concorda que a mudança de teorias é suficiente para acreditar que se está mais próximo da
verdade deverá apoiar-se nos seguintes aspetos:
Sim. As teorias que substituem outras, estão mais próximas da verdade e constituem um progresso relativamente a
essas teorias.
Explicitação das noções de verdade; teoria corroborada e teoria verosímil
A verdade, embora não seja alcançável, funciona como uma ideia reguladora para a qual a ciência deve tender.
O cumprimento das regras definidas pelos cientistas na sua prática de investigação permite a escolha das melhores
teorias, das teorias corroboradas, que resistiram aos testes quando todas as outras falharam, e que, por isso, estão mais
próximas da verdade, sendo mais verosímil do que as anteriores.

O aluno concorda que os critérios que justificam a mudança de teorias são objetivos
Sim. Existem padrões racionais e objetivos, estabelecidos no método científico, que permitem comparar as teorias e
determinar qual é mais verosímil.
Na base do método cientifico está a atitude crítica, fundada em regras lógicas, a ciência é racional e objetiva.
A escolha entre teorias não se faz com base em aspetos subjetivos, como as preferências individuais dos cientistas, mas
em critérios objetivos, uma vez que os testes a que as teorias são submetidas são feitos de acordo com procedimentos
metodológicos precisos, que permitem determinar quais as que se aproximam mais da verdade.
A ciência é objetiva em última instância porque o seu método — o método das tentativas e erros — se baseia num
conjunto de regras lógicas que são o modelo e a garantia da racionalidade.

Critérios de Correção Teste Global de Filosofia Página 8/9


O aluno NÃO concorda que a mudança de teorias seja suficiente para acreditar que se está mais
próximo da verdade
Não. Não há progresso na ciência, no sentido de aproximação à verdade.
Há mudanças de teorias/paradigmas, justificada pelo período de crise movido pelas anomalias, apoiadas no trabalho de
pesquisa especifico da ciência extraordinária, mas nada nos permite afirmar que o novo paradigma constitui um
progresso relativamente ao anterior, apesar de o novo paradigma emergir da revolução científica.
Fundamentação na noção de incomensurabilidade dos paradigmas.
Falando-se de progresso, só no período da ciência normal, pois por via de resolução de enigmas os cientistas aumentam
gradualmente o conhecimento da sua área disciplinar.

O aluno NÃO concorda que os critérios que justificam a mudança de teorias são objetivos
Não. A ciência não é objetiva.
O facto de os critérios objetivos estarem definidos não é suficiente para garantir a objetividade na sua seleção e aplicação.
Salienta-se a existência de contextos culturais/históricos e de elementos humanos, pessoais e subjetivos partilhados e
acordados entre cientistas que devem ser tidos em conta na seleção entre paradigmas rivais.
Assim, não há padrões totalmente objetivos que permitam determinar qual dos paradigmas é verdadeiro ou se aproxima
mais da verdade.

FIM

Critérios de Correção Teste Global de Filosofia Página 9/9