Você está na página 1de 18

AlfaCon Concursos Públicos

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

ÍNDICE
Improbidade Administrativa�������������������������������������������������������������������������������������������������������������������������2
Das Sanções Aplicáveis Ao Agente Da Improbidade�����������������������������������������������������������������������������������2

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou 1
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

Os atos tipificados nos arts. 9°, 10º e


Improbidade Administrativa
11º, não constituem crimes no âmbito da referida lei.
A palavra improbidade vem do latim, improbitas, atis, sig- Muitas das condutas ali descritas são de natureza criminal,
nificando, em sentido próprio, má qualidade (de uma coisa). assim definidas, porém, em outras leis, a exemplo do Código
Também em sentido próprio, improbus, i, que deu origem Penal, do Decreto-Lei 201, da Lei n° 8.666/93 etc.
ao vernáculo ímprobo, significa mau, de má qualidade. Da
mesma forma, probus, i, em português, probo, quer dizer Não sendo crimes, têm, contudo, uma sanção, de natureza
bom, de boa qualidade. O sentido próprio dessas palavras, política ou civil, cominada na lei sob comentário, independen-
pois, não se reporta, necessariamente, ao caráter desonesto do temente das sanções penais, civis e administrativas previstas na
procedimento incriminado, quando se faz referência a “admi- legislação específica.
nistrador ímprobo”. Lei 8.429/92 - Art. 19 - Constitui crime a representação
Administração ímproba quer significar, portanto, admi- por ato de improbidade contra agente público ou terceiro bene-
nistração de má qualidade. Isso é importante para se alcançar ficiário, quando o autor da denúncia o sabe inocente.
o verdadeiro significado legal e jurídico da expressão, levando, Pena - detenção de seis a dez meses e multa.
por conseguinte, primeiramente, a uma distinção entre “probi- Parágrafo único - Além da sanção penal, o denunciante
dade na administração” e “moralidade administrativa”. está sujeito a indenizar o denunciado pelos danos materiais,
Art. 37 - A administração pública direta e indireta de qualquer morais ou à imagem que houver provocado.
dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Das Sanções Aplicáveis Ao Agente Da
Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalida-
de, moralidade, publicidade e eficiência. Improbidade
§4º - Os atos de improbidade administrativa importarão a Assim, os atos de improbidade administrativa que
suspensão dos direitos políticos, a perda da função pública, a in- importam em enriquecimento ilícito estão sujeitos às seguintes
disponibilidade dos bens e o ressarcimento ao erário, na forma e cominações:
gradação previstas em lei, sem prejuízo da ação penal cabível. a) Suspensão dos direitos políticos de oito a dez anos;
A Lei 8.429/92, por sua vez, complementando as dispo- b) Perda da função pública;
sições constitucionais, classifica os atos de improbidade admi- c) Perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao
nistrativa em três tipos: patrimônio;
˃˃ Atos de improbidade que importam em enriquecimen- d) Ressarcimento integral do dano, quando houver;
to ilícito; e) Pagamento de multa civil de até três vezes o valor do
˃˃ Atos de improbidade administrativa que causam acréscimo patrimonial;
prejuízo ao erário; f) Proibição de contratar com o Poder Público ou
˃˃ Atos de improbidade administrativa que atentam contra receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta
os princípios da administração pública. ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa
Os dispositivos constitucionais e legais acima apontados, jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de dez
a par de evidenciar a distinção que deve existir entre probi- anos.
dade e moralidade, servem para fundamentar o nosso enten- Na hipótese da prática de atos de improbidade que causem
dimento, acima manifestado, de que a probidade administra- prejuízo ao erário, as sanções aplicáveis são:
tiva contém a noção de moralidade administrativa, ou seja, é a) Ressarcimento integral do dano se houver;
conceito amplo, de modo a abarcar em si o conceito de morali- b) Perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao
dade administrativa. patrimônio, se concorrer esta circunstância;
Lei 8.429/92 Art. 11 - Constitui ato de improbidade ad- c) Perda da função pública, suspensão dos direitos políti-
ministrativa que atenta contra os princípios da administração cos de cinco a oito anos;
pública qualquer ação ou omissão que viole os deveres de ho- d) Pagamento de multa civil de até duas vezes o valor do
nestidade, imparcialidade, legalidade, e lealdade às institui- dano;
ções, e notadamente:
e) Proibição de contratar com o Poder Público ou receber
I. Praticar ato visando fim proibido em lei ou regula- benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou in-
mento ou diverso daquele previsto, na regra de competência; diretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica
II. Retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos.
ofício; A prática de atos de improbidade, que atentam contra a
III. Revelar fato ou circunstância de que tem ciência em moralidade e demais princípios da administração, acarreta
razão das atribuições e que deva permanecer em segredo; como sanção:
IV. Negar publicidade aos atos oficiais; a) Ressarcimento integral do dano;
V. Frustrar a licitude de concurso público; b) Perda da função pública, suspensão dos direitos políti-
VI. Deixar de prestar contas quando esteja obrigado a cos de três a cinco anos;
fazê-lo; c) Pagamento de multa civil de até cem vezes o valor da
VII. Revelar ou permitir que chegue ao conhecimento remuneração percebida pelo agente;
de terceiro, antes da respectiva divulgação oficial, teor de d) Proibição de contratar com o Poder Público ou receber
medida política ou econômica capaz de afetar o preço de mer- benefício ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou in-
cadoria, bem ou serviço. diretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica
VIII. A lei nº. 8.429/92 não se preocupa em definir crimes. da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos.

2 Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

Punições ___________________________________________
___________________________________________
___________________________________________
__________________________________________
___________________________________________
___________________________________________
__________________________________________
___________________________________________
___________________________________________
___________________________________________
__________________________________________
Anotações: ___________________________________________
__________________________________________ ___________________________________________
__________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
__________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
__________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
__________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
__________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ __________________________________________
__________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
__________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ __________________________________________
__________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
__________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
__________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
__________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ __________________________________________
__________________________________________ __________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
___________________________________________ ___________________________________________
__________________________________________ ___________________________________________
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou 3
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

ÍNDICE
Continuação De Improbidade Administrativa�����������������������������������������������������������������������������������������������2
Sujeito Ativo Para Propor Ação De Improbidade Administrativa���������������������������������������������������������������2

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou 1
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

Art. 85 - São crimes de responsabilidade os atos do Presi-


Continuação De Improbi- dente da República que atentem contra a Constituição Federal
dade Administrativa e, especialmente, contra:
Sujeito Ativo Para Propor Ação De Impro- V. A probidade na administração;
bidade Administrativa A improbidade na administração se verifica quando se
praticam atos que ensejam enriquecimento ilícito, causam
1) MINISTÉRIO PÚBLICO. Quando não for o titular, prejuízo ao erário ou atentam contra os princípios da admi-
agirá como fiscal da lei. nistração, definidos no artigo 37, § 4°, da CF, entre os quais
2) A PESSOA JURÍDICA INTERRESSADA. está incluída a moralidade, ao lado da legalidade, da impes-
»» OBS: Tal ação é de natureza administrativa e civil, soalidade e da publicidade, além de outros que, mesmo não
não trata de crime, que é de ação penal. apontados, explicitamente, no citado dispositivo, mas distri-
ALCANCE DA LEI I. Administração Pública buídos por todo o texto constitucional, também se aplicam à
direta; condução dos negócios públicos.
II. Administração Pública Indireta - qualquer dos Distinção entre uma e outra:
poderes. O ato de imoralidade - segundo a lição dos doutos - afronta
Modo De Execução: Ação Ou Omissão - Do- a honestidade, a boa fé, o respeito à igualdade, as normas de
conduta aceitas pelos administrados, o dever de lealdade, a dig-
losa Ou Culposa nidade humana e outros postulados éticos e morais.
Sujeito Passivo A improbidade, por sua vez, significa a má qualidade de
1) Administração direta e indireta; uma administração, pela prática de atos que implicam em
2) Empresa incorporada ou concorra com mais 50% da enriquecimento ilícito do agente ou em prejuízo ao erário ou,
receita anual; ainda, em violação aos princípios que orientam a pública admi-
nistração.
3) Entidade que receba ou o erário concorra com -50%
(limita-se a sansão patrimonial - multa e proibição de contra- Em suma, podemos dizer que todo ato contrário à mo-
tar). ralidade administrativa é ato configurador de improbidade.
Porém, nem todo ato de improbidade administrativa represen-
Sujeito Ativo ta violação à moralidade administrativa.
Anotações:
__________________________________________
__________________________________________
»» OBS: Agentes políticos sujeitos aos crimes de respon- __________________________________________
sabilidade não estão sujeitos a LEI 8.429/92. ___________________________________________
É Vedado ___________________________________________
___________________________________________
1) Transação.
__________________________________________
2) Acordo. ___________________________________________
3) Conciliação. __________________________________________
4) Juizado especial. ___________________________________________
NÃO HÁ FORO ESPECIAL - É sempre juizado de ___________________________________________
primeiro grau lei 10.628/02 - foro mesmo do juízo criminal __________________________________________
– regra inconstitucional o art.102 i que trata do foro especial é __________________________________________
um rol exaustivo. __________________________________________
___________________________________________
Prescrição __________________________________________
O prazo para ajuizamento das ações destinadas a levar a __________________________________________
efeito as sanções previstas na Lei 8429/92 - Art. 23 ___________________________________________
I. Após o término do exercício do mandato. __________________________________________
__________________________________________
II. Cargo em comissão ou função de confiança - prazo
de 05 anos.
__________________________________________
___________________________________________
III. Titular de cargo efetivo / emprego público __________________________________________
- mesmo prazo para faltas disciplinares puníveis com ___________________________________________
demissão. 8.112/90 - prazo de 05 anos.
___________________________________________
IV. Ações civis de ressarcimento ao erário são imprescrití- __________________________________________
veis quando o prejuízo é causado pelo agente. __________________________________________
1) Ocorrência de dano; __________________________________________
A Aplicação Da Lei Independe ___________________________________________
__________________________________________
2) Aprovação das contas pelos conselhos ou tribunais. __________________________________________
Improbidade Administrativa X Crimes De ___________________________________________
Responsabilidade ___________________________________________
2 Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

ÍNDICE
Resumo Da Lei De Improbidade Administrativo�������������������������������������������������������������������������������������������2

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou 1
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

Art. 3° - As disposições desta lei são aplicáveis, no que couber,


Resumo Da Lei De Impro- àquele que, mesmo não sendo agente público, induza ou
bidade Administrativo concorra para a prática do ato de improbidade ou dele se
A improbidade Administrativa esta prevista no beneficie sob qualquer forma direta ou indireta.
Art. 37 §4º - Os atos de improbidade administrativa im- Art. 4° - Os agentes públicos de qualquer nível ou hierarquia
portarão a suspensão dos direitos políticos, a perda da função são obrigados a velar pela estrita observância dos princípios de
pública, a indisponibilidade dos bens e o ressarcimento ao legalidade, impessoalidade, moralidade e publicidade no trato
erário, na forma e gradação previstas em lei, sem prejuízo da dos assuntos que lhe são afetos.
ação penal cabível. Art. 5° - Ocorrendo lesão ao patrimônio público por ação ou
omissão, dolosa ou culposa, do agente ou de terceiro, dar-se-á o
O próprio artigo 37 trás em seu Caput a seguinte regra:
integral ressarcimento do dano.
A administração pública direta e indireta de qualquer dos
Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Mu- Art. 6° - No caso de enriquecimento ilícito, perderá o agente
nicípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalida- público ou terceiro beneficiário os bens ou valores acrescidos ao
de, moralidade, publicidade e eficiência e, também, ao seguinte seu patrimônio.
Art. 7° - Quando o ato de improbidade causar lesão ao
Quando falamos em princípio da moralidade estamos
patrimônio público ou ensejar enriquecimento ilícito, caberá a
falando em dever do Agente Público de ser honesto, ser honesto
autoridade administrativa responsável pelo inquérito represen-
é ser probo, por esse motivo os atos de improbidade Adminis- tar ao Ministério Público, para a indisponibilidade dos bens do
trativa nada são do que atos de desonestidade Administrativa. indiciado.
Atentem-se para os trechos de lei grifados, pois são os prin- Parágrafo único - A indisponibilidade a que se refere o caput
cipais tópicos cobrados em concurso.

Art. 1 ° - Os atos de improbidade praticados por qualquer deste artigo recairá sobre bens que assegurem o integral ressarci-
agente público, servidor ou não, contra a administração direta, mento do dano, ou sobre o acréscimo patrimonial resultante do
indireta ou fundacional de qualquer dos Poderes da União, enriquecimento ilícito.
dos Estados, do Distrito Federal, dos Municípios, de Terri- Art. 8 ° - O sucessor daquele que causar lesão ao patrimônio
tório, de empresa incorporada ao patrimônio público ou de público ou se enriquecer ilicitamente está sujeito às comina-
entidade para cuja criação ou custeio o erário haja concorrido ções desta lei até o limite do valor da herança.
ou concorra com mais de cinquenta por cento do patrimônio Modalidades
ou da receita anual, serão punidos na forma desta lei. Parágrafo
único - Estão também sujeitos às penalidades desta lei os atos
de improbidade praticados contra o patrimônio de entidade
que receba subvenção, benefício ou incentivo, fiscal ou credití-
cio, de órgão público bem como daquelas para cuja criação
ou custeio o erário haja concorrido ou concorra com menos
de cinquenta por cento do patrimônio ou da receita anual, li-
mitando-se, nestes casos, a sanção patrimonial à repercussão
do ilícito sobre a contribuição dos cofres públicos.
Art. 2 ° - Reputa-se agente público, para os efeitos desta
lei, todo aquele que exerce, ainda que transitoriamente ou sem
remuneração, por eleição, nomeação, designação, contratação
ou qualquer outra forma de investidura ou vínculo, mandato,
cargo, emprego ou função nas entidades mencionadas no
artigo anterior.

2 Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

Dos Atos De Improbidade Administrativa Que Dos Atos De Improbidade Administrativa Que Causam
Importam Enriquecimento Ilícito Prejuízo Ao Erário
Art. 10 - Constitui ato de improbidade administrativa que causa
Art. 9° - Constitui ato de improbidade administrativa impor-
lesão ao erário qualquer ação ou omissão, dolosa ou culposa, que
tando enriquecimento ilícito auferir qualquer tipo de vantagem
enseje perda patrimonial, desvio, apropriação, malbaratamento
patrimonial indevida em razão do exercício de cargo, mandato,
ou dilapidação dos bens ou haveres das entidades referidas no art.
função, emprego ou atividade nas entidades mencionadas no art.
1º desta lei, e notadamente:
1° desta lei, e notadamente:
I. facilitar ou concorrer por qualquer forma para a incorpora-
I. receber, para si ou para outrem, dinheiro, bem móvel
ção ao patrimônio particular, de pessoa física ou jurídica, de
ou imóvel, ou qualquer outra vantagem econômica, direta
bens, rendas, verbas ou valores integrantes do acervo patrimo-
ou indireta, a título de comissão, percentagem, gratificação ou
nial das entidades mencionadas no art. 1º desta lei;
presente de quem tenha interesse, direto ou indireto, que possa
ser atingido ou amparado por ação ou omissão decorrente das II. permitir ou concorrer para que pessoa física ou jurídica
atribuições do agente público; privada utilize bens, rendas, verbas ou valores integrantes
do acervo patrimonial das entidades mencionadas no art. 1º
II. perceber vantagem econômica, direta ou indireta, para
desta lei, sem a observância das formalidades legais ou regula-
facilitar a aquisição, permuta ou locação de bem móvel ou
mentares aplicáveis à espécie;
imóvel, ou a contratação de serviços pelas entidades referidas
no art. 1° por preço superior ao valor de mercado; III. doar à pessoa física ou jurídica bem como ao ente desper-
sonalizado, ainda que de fins educativos ou assistências, bens,
III. perceber vantagem econômica, direta ou indireta, para
rendas, verbas ou valores do patrimônio de qualquer das en-
facilitar a alienação, permuta ou locação de bem público ou
tidades mencionadas no art. 1º desta lei, sem observância das
o fornecimento de serviço por ente estatal por preço inferior ao
formalidades legais e regulamentares aplicáveis à espécie;
valor de mercado;
IV. permitir ou facilitar a alienação, permuta ou locação de
IV. utilizar, em obra ou serviço particular, veículos,
bem integrante do patrimônio de qualquer das entidades re-
máquinas, equipamentos ou material de qualquer natureza,
feridas no art. 1º desta lei, ou ainda a prestação de serviço por
de propriedade ou à disposição de qualquer das entidades
parte delas, por preço inferior ao de mercado;
mencionadas no art. 1° desta lei, bem como o trabalho de ser-
vidores públicos, empregados ou terceiros contratados por essas V. permitir ou facilitar a aquisição, permuta ou locação de
bem ou serviço por preço superior ao de mercado;
entidades;
VI. realizar operação financeira sem observância das normas
V. receber vantagem econômica de qualquer natureza,
legais e regulamentares ou aceitar garantia insuficiente ou
direta ou indireta, para tolerar a exploração ou a prática de
inidônea;
jogos de azar, de lenocínio, de narcotráfico, de contrabando,
de usura ou de qualquer outra atividade ilícita, ou aceitar VII. conceder benefício administrativo ou fiscal sem a obser-
vância das formalidades legais ou regulamentares aplicáveis
promessa de tal vantagem;
à espécie;
VI. receber vantagem econômica de qualquer natureza,
VIII. frustrar a licitude de processo licitatório ou dispensá-lo
direta ou indireta, para fazer declaração falsa sobre medição
indevidamente;
ou avaliação em obras públicas ou qualquer outro serviço, ou
sobre quantidade, peso, medida, qualidade ou característica IX. ordenar ou permitir a realização de despesas não autori-
de mercadorias ou bens fornecidos a qualquer das entidades zadas em lei ou regulamento;
mencionadas no art. 1º desta lei; X. agir negligentemente na arrecadação de tributo ou renda,
VII. adquirir, para si ou para outrem, no exercício de bem como no que diz respeito à conservação do patrimônio
mandato, cargo, emprego ou função pública, bens de público;
qualquer natureza cujo valor seja desproporcional à XI liberar verba pública sem a estrita observância das
evolução do patrimônio ou à renda do agente público; normas pertinentes ou influir de qualquer forma para a sua
VIII. aceitar emprego, comissão ou exercer atividade de con- aplicação irregular;
sultoria ou assessoramento para pessoa física ou jurídica que XII. permitir, facilitar ou concorrer para que terceiro se enri-
tenha interesse suscetível de ser atingido ou amparado por queça ilicitamente;
ação ou omissão decorrente das atribuições do agente público, XIII. permitir que se utilize, em obra ou serviço particular,
durante a atividade; veículos, máquinas, equipamentos ou material de qualquer
IX. perceber vantagem econômica para intermediar a libera- natureza, de propriedade ou à disposição de qualquer das en-
ção ou aplicação de verba pública tidades mencionadas no art. 1° desta lei, bem como o trabalho
de qualquer natureza; de servidor público, empregados ou terceiros contratados por
X. receber vantagem econômica de qualquer natureza, direta essas entidades.
ou indiretamente, para omitir ato de ofício, providência ou XIV. celebrar contrato ou outro instrumento que tenha por
declaração a que esteja obrigado; objeto a prestação de serviços
XI. incorporar, por qualquer forma, ao seu patrimônio públicos por meio da gestão associada sem observar as formali-
bens, rendas, verbas ou valores integrantes do acervo patri- dades previstas na lei;
monial das entidades mencionadas no art. 1° desta lei;
XV. celebrar contrato de rateio de consórcio público
XII. usar, em proveito próprio, bens, rendas, verbas ou sem suficiente e prévia dotação orçamentária, ou sem
valores integrantes do acervo patrimonial das entidades observar as formalidades previstas na lei.
mencionadas no art. 1° desta lei.
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou 3
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

Dos Atos De Improbidade Administrativa Que houver, perda da função pública, suspensão dos direitos polí-
ticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até cem
Atentam Contra Os Princípios Da Administra-
vezes o valor da remuneração percebida pelo agente e proibi-
ção Pública ção de contratar com o Poder Público ou receber benefícios
Art. 11 - Constitui ato de improbidade administrativa que ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente,
atenta contra os princípios da administração pública qualquer ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio
ação ou omissão que viole os deveres de honestidade, impar- majoritário, pelo prazo de três anos.
cialidade, legalidade, e lealdade às instituições, e notadamente: Parágrafo único - Na fixação das penas previstas nesta lei o
I. praticar ato visando fim proibido em lei ou regulamento ou juiz levará em conta a extensão do dano causado, assim como o
diverso daquele previsto, na regra de competência; proveito patrimonial obtido pelo agente.
II. retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de Da Declaração De Bens
ofício; Art. 13 - A posse e o exercício de agente público ficam condi-
III. revelar fato ou circunstância de que tem ciência em razão cionados à apresentação de declaração dos bens e valores que
das atribuições e que deva permanecer em segredo; compõem o seu patrimônio privado, a fim de ser arquivada no
IV. negar publicidade aos atos oficiais; serviço de pessoal competente.
V. frustrar a licitude de concurso público; §1° - A declaração compreenderá imóveis, móveis, semo-
ventes, dinheiro, títulos, ações, e qualquer outra espécie de
VI. deixar de prestar contas quando esteja obrigado a fazê-lo; bens e valores patrimoniais, localizado no País ou no exterior,
VII. revelar ou permitir que chegue ao conhecimento de e, quando for o caso, abrangerá os bens e valores patrimoniais do
terceiro, antes da respectiva divulgação oficial, teor de medida cônjuge ou companheiro, dos filhos e de outras pessoas que vivam
política ou econômica capaz de afetar o preço de mercadoria, sob a dependência econômica do declarante, excluídos apenas os
bem ou serviço. objetos e utensílios de uso doméstico.
Inciso I §2º - A declaração de bens será anualmente atualizada e na data
Artigo 12 em que o agente público deixar o exercício do mandato, cargo,
emprego ou função.
DAS PENAS
§3º - Será punido com a pena de demissão, a bem do serviço
˃˃ Suspensão dos Direito Políticos - 08 a 10 anos
público, sem prejuízo de outras sanções cabíveis, o agente público
˃˃ Multa – Até 3x que se recusar a prestar declaração dos bens, dentro do prazo de-
˃˃ Proibição de contratar – 10 anos terminado, ou que a prestar falsa.
Inciso II §4º - O declarante, a seu critério, poderá entregar cópia da decla-
˃˃ Suspensão dos Direito Políticos – 05 a 08 anos ração anual de bens apresentada Delegacia da Receita Federal
na conformidade da legislação do Imposto sobre a Renda e pro-
˃˃ Multa – Até 2x ventos de qualquer natureza, com as necessárias atualizações,
˃˃ Proibição de contratar – 05 anos para suprir a exigência contida no caput e no § 2° deste artigo .
Inciso III Do Procedimento Administrativo E Do Processo Judicial
˃˃ Suspensão dos Direito Políticos – 03 a 05 anos Art. 14 - Qualquer pessoa poderá representar à autoridade ad-
˃˃ Multa – Até 100x ministrativa competente para que seja instaurada investigação
destinada a apurar a prática de ato de improbidade.
˃˃ Proibição de contratar – 03 anos
§1º - A representação, que será escrita ou reduzida a termo e
Art. 12 - Independentemente das sanções penais, civis e adminis- assinada, conterá a qualificação do representante, as informações
trativas previstas na legislação específica, está o responsável pelo sobre o fato e sua autoria e a indicação das provas de que tenha
ato de improbidade sujeito às seguintes cominações, que podem conhecimento.
ser aplicadas isolada ou cumulativamente, de acordo com a gra-
vidade do fato: §2º - A autoridade administrativa rejeitará a representação, em
despacho fundamentado, se esta ão contiver as formalidades esta-
I. na hipótese do art. 9°, perda dos bens ou valores acresci- belecidas no § 1º deste artigo. A rejeição não impede a representa-
dos ilicitamente ao patrimônio, ressarcimento integral do ção ao Ministério Público, nos termos do art. 22 desta lei.
dano, quando houver, perda da função pública, suspensão dos
direitos políticos de oito a dez anos, pagamento de multa civil §3º - Atendidos os requisitos da representação, a autoridade de-
de até três vezes o valor do acréscimo patrimonial e proibição terminará a imediata apuração dos fatos que, em se tratando de
de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou in- servidores federais, será processada na forma prevista nos arts.
centivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda 148 a 182 da Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990 e, em se
que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majo- tratando de servidor militar, de acordo com os respectivos regula-
ritário, pelo prazo de dez anos; mentos disciplinares.
II. na hipótese do art. 10, ressarcimento integral do dano, Art. 15 - A comissão processante dará conhecimento ao Minis-
perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao pa- tério Público e ao Tribunal ou Conselho de Contas da existência
trimônio, se concorrer esta circunstância, perda da função de procedimento administrativo para apurar a prática de ato de
pública, suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos, improbidade.
pagamento de multa civil de até duas vezes o valor do dano e Parágrafo único - O Ministério Público ou Tribunal ou
proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefí- Conselho de Contas poderá, a requerimento, designar represen-
cios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamen- tante para acompanhar o procedimento administrativo.
te, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja Art. 16 - Havendo fundados indícios de responsabilidade, a
sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos; comissão representará ao Ministério Público ou à procuradoria
III. na hipótese do art. 11, ressarcimento integral do dano, se do órgão para que requeira ao juízo competente a decretação
4 Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

do sequestro dos bens do agente ou terceiro que tenha enriquecido Art. 20 - A perda da função pública e a suspensão dos
ilicitamente ou causado dano ao patrimônio público. direitos políticos só se efetivam com o trânsito em julgado da
§1º - O pedido de sequestro será processado de acordo com o sentença condenatória.
disposto nos arts. 822 e 825 do Código de Processo Civil. Parágrafo único - A autoridade judicial ou administrati-
§2° - Quando for o caso, o pedido incluirá a investigação, o va competente poderá determinar o afastamento do agente
exame e o bloqueio de bens, contas bancárias e aplicações finan- público do exercício do cargo, emprego ou função, sem
ceiras mantidas pelo indiciado no exterior, nos termos da lei e dos prejuízo da remuneração, quando a medida se fizer necessária à
tratados internacionais. instrução processual.
Art. 17 - A ação principal, que terá o rito ordinário, será Art. 21 - A aplicação das sanções previstas nesta lei independe:
proposta pelo Ministério Público ou pela pessoa jurídica interes- I. da efetiva ocorrência de dano ao patrimônio
sada, dentro de trinta dias da efetivação da medida cautelar. público, salvo quanto à pena de ressarcimento;
§1º - É vedada a transação, acordo ou conciliação nas ações de II. da aprovação ou rejeição das contas pelo órgão de
que trata o caput. controle interno ou pelo Tribunal ou Conselho de Contas.
§2º - A Fazenda Pública, quando for o caso, promoverá as ações Art. 22 - Para apurar qualquer ilícito previsto nesta lei, o Mi-
necessárias à complementação do ressarcimento do patrimônio nistério Público, de ofício, a requerimento de autoridade admi-
público. nistrativa ou mediante representação formulada de acordo com
§3º - No caso de a ação principal ter sido proposta pelo Ministério o disposto no art. 14, poderá requisitar a instauração de
Público, aplica-se, no que couber, o disposto no § 3o do art. 6o da inquérito policial ou procedimento administrativo.
Lei no 4.717, de 29 de junho de 1965.
PRESCRIÇÃO
§4º - O Ministério Público, se não intervir no processo como
Art. 23 - As ações destinadas a levar a efeitos as sanções
parte, atuará obrigatoriamente, como fiscal da lei, sob pena de
previstas nesta lei podem ser propostas:
nulidade.
I. até cinco anos após o término do exercício de
§5o - A propositura da ação prevenirá a jurisdição do juízo para
mandato, de cargo em comissão ou de função de confiança;
todas as ações posteriormente intentadas que possuam a mesma
causa de pedir ou o mesmo objeto. II. dentro do prazo prescricional previsto em lei especí-
fica para faltas disciplinares puníveis com demissão a bem
§6o - A ação será instruída com documentos ou justificação que
do serviço público, nos casos de exercício de cargo efetivo ou
contenham indícios suficientes da existência do ato de impro-
emprego.
bidade ou com razões fundamentadas da impossibilidade de
Anotações:
apresentação de qualquer dessas provas, observada a legisla-
ção vigente, inclusive as disposições inscritas nos arts. 16 a 18 do __________________________________________
Código de Processo Civil. __________________________________________
§7o - Estando a inicial em devida forma, o juiz mandará __________________________________________
autuá-la e ordenará a notificação do requerido, para oferecer __________________________________________
manifestação por escrito, que poderá ser instruída com documen- _________________________________________
tos e justificações, dentro do prazo de quinze dias. __________________________________________
§8o - Recebida a manifestação, o juiz, no prazo de trinta dias,
__________________________________________
em decisão fundamentada, rejeitará __________________________________________
_________________________________________
a ação, se convencido da inexistência do ato de improbidade, da
_________________________________________
improcedência da ação ou da inadequação da via eleita.
__________________________________________
§9o - Recebida a petição inicial, será o réu citado para apresen- _________________________________________
tar contestação. _________________________________________
§10 - Da decisão que receber a petição inicial, caberá agravo de __________________________________________
instrumento. § 11. Em qualquer fase do processo, reconhecida __________________________________________
a inadequação da ação de improbidade, o juiz extinguirá o _________________________________________
processo sem julgamento do mérito. _________________________________________
§12 - Aplica-se aos depoimentos ou inquirições realizadas nos _________________________________________
processos regidos por esta Lei o disposto no art. 221, caput e § 1o, __________________________________________
do Código de Processo Penal. __________________________________________
Art. 18 - A sentença que julgar procedente ação civil de repara- __________________________________________
ção de dano ou decretar a perda dos bens havidos ilicitamente de- __________________________________________
terminará o pagamento ou a reversão dos bens, conforme o caso, __________________________________________
em favor da pessoa jurídica prejudicada pelo ilícito. _________________________________________
Das Disposições Penais __________________________________________
Art. 19 - Constitui crime a representação por ato de impro- __________________________________________
bidade contra agente público ou terceiro beneficiário, quando __________________________________________
o autor da denúncia o sabe inocente. __________________________________________
__________________________________________
Pena - detenção de seis a dez meses e multa. _________________________________________
Parágrafo único - Além da sanção penal, o denunciante __________________________________________
está sujeito a indenizar o denunciado pelos danos materiais, __________________________________________
morais ou à imagem que houver provocado. __________________________________________
Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou 5
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

ÍNDICE
Exercícios Relativos Ao Encontro������������������������������������������������������������������������������������������������������������������2

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou 1
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

previstas na Lei de improbidade administrativa os atos


Exercícios Relativos Ao Encontro praticados pelos agentes públicos, exclusivamente.
01. Uma vez que o acusado de improbidade tenha sido eleito Certo ( ) Errado ( )
deputado federal, o processo será remetido ao Supremo
Tribunal Federal, em face da prerrogativa de foro. 10. São passíveis de enquadramento nas disposições previs-
tas na Lei de improbidade administrativa os atos pratica-
Certo ( ) Errado ( ) dos por agentes públicos, incluindo os agentes políticos
02. Estando a inicial em devida forma, o juiz mandará e excluídos os particulares que atuam em colaboração
autuá-la e ordenará a notificação do requerido, para com a Administração.
oferecer manifestação por escrito, que poderá ser instruí- Certo ( ) Errado ( )
da com documentos e justificações, dentro do prazo de
20 dias. 11. São passíveis de enquadramento nas disposições previs-
tas na Lei de improbidade administrativa os atos pra-
Certo ( ) Errado ( ) ticados por agentes públicos ou terceiro que induza ou
03. Estando a inicial em devida forma, o juiz mandará concorra para a prática do ato ou dele se beneficie.
autuá-la e ordenará a notificação do requerido, para Certo ( ) Errado ( )
oferecer manifestação por escrito, que poderá ser instruí-
da com documentos e justificações, dentro do prazo de GABARITO
quinze dias. 01 - ERRADO
Certo ( ) Errado ( ) 02 - ERRADO
04. Revelar fato ou circunstância de que tem ciência em 03 - CERTO
razão das atribuições e que deva permanecer em segredo 04 - ERRADO
constituiu ato de improbidade de causa prejuízo ao 05 - ERRADO
erário.
06 - B
Certo ( ) Errado ( )
07 - ERRADO
05. Será responsabilizado criminalmente, aquele que, dolosa
ou culposamente, representar indevidamente contra 08 - ERRADO
agente público ou terceiro beneficiário, por suposto ato 09 - ERRADO
de improbidade. 10 - ERRADO
Certo ( ) Errado ( ) 11 - CERTO
06. É exemplo de ato de improbidade administrativa punível Anotações:
com perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente __________________________________________
ao patrimônio, ressarcimento integral do dano, quando __________________________________________
houver, perda da função pública, suspensão dos direitos __________________________________________
políticos de oito a dez anos, pagamento de multa civil de ___________________________________________
até três vezes o valor do acréscimo patrimonial e proibi- ___________________________________________
ção de contratar com o Poder Público ou receber benefí- ___________________________________________
cios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indire- __________________________________________
tamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da ___________________________________________
qual seja sócio majoritário, pelo prazo de dez anos: __________________________________________
a) Frustrar a licitude de concurso público. ___________________________________________
b) Perceber vantagem econômica para intermediar a li- ___________________________________________
beração ou aplicação de verba pública de qualquer __________________________________________
natureza. c) Negar publicidade aos atos oficiais. ___________________________________________
c) Frustrar a licitude de processo licitatório ou dispensá-lo ___________________________________________
indevidamente. ___________________________________________
___________________________________________
d) Ordenar ou permitir a realização de despesas não auto- ___________________________________________
rizadas em lei ou regulamento. ___________________________________________
07. São passíveis de enquadramento nas disposições previs- __________________________________________
tas na Lei de improbidade administrativa os atos pratica- ___________________________________________
dos contra o patrimônio de entidade pública ou privada ___________________________________________
que receba recursos públicos, desde que em montante ___________________________________________
superior a 50% do capital ou patrimônio. __________________________________________
Certo ( ) Errado ( ) ___________________________________________
08. São passíveis de enquadramento nas disposições previs- ___________________________________________
tas na Lei de improbidade administrativa apenas os atos ___________________________________________
que ensejem prejuízo ao erário, incluindo aqueles prati- __________________________________________
cados em face das entidades integrantes da Administra- ___________________________________________
ção indireta. ___________________________________________
__________________________________________
Certo ( ) Errado ( ) ___________________________________________
09. São passíveis de enquadramento nas disposições
2 Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

ÍNDICE
Processo Administrativo Federal ...................................................................................................................2
Abrangência Da Lei ....................................................................................................................................2
Direitos E Deveres Dos Administrados .......................................................................................................3
Início Do Processo E Legitimação Ativa .....................................................................................................3
Dos Interessados E Da Competência ..........................................................................................................3
Impedimento E Suspeição...........................................................................................................................4
Da Forma, Tempo E Lugar Dos Atos Do Processo .....................................................................................4
Do Recurso Administrativo E Da Revisão..................................................................................................4

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou 3
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

PRINCÍPIOS
Processo Administrativo Federal
O artigo 2º da lei traz enumerado vários princípios expres-
INTRODUÇÃO sos, alguns norteadores de forma geral dos atos administrati-
Passaremos a analisar o processo administrativo Federal, vos, inclusive expressamente previstos no texto constitucional,
ou seja, a Lei 9.784/99 que estabelece as regras gerais do outros, em que na Constituição Federal são tidos como implí-
processo administrativo no âmbito federal. Essa lei tem a citos, aqui são tidos como expressos.
primeiro plano a função de regulamentar o processo admi- A maioria das questões de concursos, pedem somente se o
nistrativo federal, contudo, ela contém as normas aplicáveis a candidato sabe que tais princípios são expressos na lei 9.784/99,
todos os atos administrativos. pois por exemplo, as questões perguntam se a razoabilidade é
Desse modo, grande parte da lei já foi estudada detalha- princípio expresso da lei 9.784/99. Essa questão esta correta
damente em tópicos concernentes a competência, motivação, sob a perspectiva do texto do artigo segundo da lei, pois a ra-
anulação, revogação e convalidação dos atos administrativos. zoabilidade realmente esta expressamente prevista como prin-
Aqui, vamos complementar o conteúdo da lei voltado especifi- cípio. Já no texto constitucional o mesmo princípio é tido com
camente para resolução de questões. implícito.
Abrangência Da Lei Dessa forma, passamos a analisar o texto do artigo 2º.
O artigo 1º da lei determina a abrangência e aplicação da Art. 2º - A Administração Pública obedecerá, dentre outros, aos
referida lei, devemos lembrar aqui que a lei é uma lei admi- princípios da legalidade, finalidade, motivação, razoabilidade,
nistrativa Federal e não nacional, ou seja, vale para toda Ad- proporcionalidade, moralidade, ampla defesa, contraditório, se-
ministração pública direta e indireta da União. Dessa forma, gurança jurídica, interesse público e eficiência.
passaremos a analisar a lei: Ao lado dos princípios transcritos acima, que são tidos
Art. 1º - Esta Lei estabelece normas básicas sobre o processo admi- como princípios EXPRESSOS, temos os chamados princípios
nistrativo no âmbito da Administração Federal direta e indireta, IMPLÍCITOS, ou seja, não estão expressamente descritos no
visando, em especial, à proteção dos direitos dos administrados e bojo do texto da lei 9.784/99, mas são de observância obrigató-
ao melhor cumprimento dos fins da Administração. ria por parte de quem está sob a tutela da lei.
§1º - Os preceitos desta Lei também se aplicam aos órgãos dos São considerados princípios implícitos:
Poderes Legislativo e Judiciário → Informalismo
da União, quando no desempenho de função administrativa. ˃ Somente existe forma determinada quando expressa-
§2º - Para os fins desta Lei, consideram-se: mente prescrita em lei.
I. Órgão - a unidade de atuação integrante da estrutu- → Oficialidade
ra da Administração direta e da estrutura da Administração ˃ Ou chamado de impulso oficial, significa que depois de
indireta; iniciado o processo a administração tem a obrigação de
II. Entidade - a unidade de atuação dotada de personali- conduzi-lo até a decisão final.
dade jurídica;
→ Verdade material
III. Autoridade - o servidor ou agente público dotado de
˃ Deve-se permitir que seja trazidos aos autos as provas
poder de decisão.
determinantes para o processo, mesmo depois de trans-
Como mencionado acima, a lei tem natureza Federal, corridos os prazos legais.
dessa forma é aplicável a união, autarquias federais, funda-
→ Gratuidade
ções públicas federais, sociedade de economia mista federais e
empresas públicas federais. Vale ressaltar aqui, que os poderes ˃ Em regra não existe ônus no processo administrativo, o
Executivo, Legislativo e Judiciário exercem funções típicas e que é característico nos processos judiciais.
atípicas. Nas funções atípicas dos poderes Legislativo e Judi- Outra forma de ser cobrado nas questões é transcrever o
ciário aplicam-se no que couber as normas determinadas na conteúdo dos incisos do artigo 2º e perguntar a qual princípio
referida lei. esta diretamente ligado, para tanto passaremos a determinar
Quanto a aplicação da Lei 9.784/99 aos processos admi- em cada inciso os princípios relacionados entre parênteses.
nistrativos Federais, a lei não revogou nem alterou nenhum Parágrafo único - Nos processos administrativos serão observa-
aspecto e outras leis que tratam igualmente do processo ad- dos, entre outros, os critérios de:
ministrativo, ficam assim a lei 9.784/99 sendo usada de forma I. Atuação conforme a lei e o Direito (legalidade);
supletiva ou subsidiária, ou seja, na falta de alguma regulamen- II. Atendimento a fins de interesse geral, vedada a renúncia
tação usa-se a lei, isso como determina o artigo“69. Os proces- total ou parcial de poderes ou competências, salvo autoriza-
sos administrativos específicos continuarão a reger-se por lei ção em lei (impessoalidade / indisponibilidade do interesse
própria, aplicando-se lhes apenas subsidiariamente os preceitos público);
desta Lei.” III. Objetividade no atendimento do interesse público,
Assim, por exemplo, se o servidor esta respondendo a vedada a promoção pessoal de agentes ou autoridades (impes-
processo administrativo disciplinar, usa-se as normas da lei soalidade);
8.112/90 e em falta de regulamentação dessa lei em algum IV. Atuação segundo padrões éticos de probidade, decoro
aspecto, usa-se a lei 9.784/99. e boa-fé (moralidade);
V. Divulgação oficial dos atos administrativos, ressal-
vadas as hipóteses de sigilo previstas na Constituição (publici-
dade);
VI. Adequação entre meios e fins, vedada a imposição de
4 Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos
obrigações, restrições e sanções em medida superior àquelas III. Não agir de modo temerário;
estritamente necessárias ao atendimento do interesse público
(razoabilidade/proporcionalidade); IV. Prestar as informações que lhe forem solicitadas e cola-
borar para o esclarecimento dos fatos.
VII. Indicação dos pressupostos de fato e de direito que de-
terminarem a decisão (motivação); Início Do Processo E Legitimação Ativa
VIII. Observância das formalidades essenciais à O artigo 5º da lei 9.784/99 traz que o processo pode ser
garantia dos direitos dos administrados iniciado pela própria administração Pública (de ofício) – de-
(segurança Jurídica); corrência do principio da oficialidade, ou ainda mediante
IX. Adoção de formas simples, suficientes para propiciar provocação do interessado através de representação aos órgãos
adequado grau de certeza, segurança e respeito aos direitos dos públicos responsáveis (a pedido).
administrados (segurança jurídica e informalismo); O artigo 6º determina que caso faltem elementos essen-
X. Garantia dos direitos à comunicação, à apresenta- ciais ao pedido, a administração deverá orientar o interessado a
ção de alegações finais, à produção de provas e à interposição supri-los, sendo vedada a simples recusa imotivada de receber o
de recursos, nos processos de que possam resultar sanções e nas requerimento ou outros documentos. Segue o teor dos artigos:
situações de litígio (ampla defesa e contraditório); Art. 5º - O processo administrativo pode iniciar-se de ofício ou a
XI. Proibição de cobrança de despesas processuais, res- pedido de interessado.
salvadas as previstas em lei Art. 6º - O requerimento inicial do interessado, salvo casos em
(gratuidade nos processos administrativos); que for admitida solicitação oral, deve ser formulado por escrito e
XII. Impulsão, de ofício, do processo administrativo, sem conter os seguintes dados:
prejuízo da atuação dos interessados I. Órgão ou autoridade administrativa a que se dirige;
(oficialidade); II. Identificação do interessado ou de quem o represente;
XIII. Interpretação da norma administrativa da forma que III. Domicílio do requerente ou local para recebimento
melhor garanta o atendimento do fim público a que se dirige, de comunicações;
vedada aplicação retroativa de nova interpretação (Seguran- IV. Formulação do pedido, com exposição dos fatos e de
ça Jurídica). seus fundamentos;
Direitos E Deveres Dos Administrados V. Data e assinatura do requerente ou de seu represen-
tante.
O artigo 3º da lei 9.784/99 trata de uma lista exemplifica-
tiva de direitos dos administrados para com a administração Parágrafo único - É vedada à Administração a recusa imotiva-
pública. Aqui é muito importante frisar o inciso IV que trata da de recebimento de documentos, devendo o servidor orientar o
da presença do advogado no processo administrativo. interessado quanto ao suprimento de eventuais falhas.
Art. 3º - O administrado tem os seguintes direitos perante a Ad- Art. 7º - Os órgãos e entidades administrativas deverão
ministração, sem prejuízo de outros que lhe sejam assegurados: elaborar modelos ou formulários padronizados para assuntos
que importem pretensões equivalentes.
I. Ser tratado com respeito pelas autoridades e servido-
res, que deverão facilitar o exercício de seus direitos e o cum- Art. 8º - Quando os pedidos de uma pluralidade de interessados
primento de suas obrigações; tiverem conteúdo e fundamentos idênticos, poderão ser formula-
dos em um único requerimento, salvo preceito legal em contrário.
II. Ser ciência da tramitação dos processos administra-
tivos em que tenha a condição de interessado, ter vista dos Dos Interessados E Da Competência
autos, obter cópias de documentos neles contidos e conhecer as O artigo 9º trata dos interessados no processo administra-
decisões proferidas; tivo. Na maioria das vezes as questões cobradas em concursos
III. Formular alegações e apresentar documentos antes da nessa parte são meramente texto de lei, em que uma simples
decisão, os quais serão objeto de consideração pelo órgão com- leitura resolve o problema, dessa forma passamos a transcrever
petente; o texto legal:
IV. Fazer-se assistir, facultativamente, por advogado, salvo Art. 9º - São legitimados como interessados no processo adminis-
quando obrigatória a representação, por força de lei. trativo:
A faculdade de atuar com advogado no processo admi- I. Pessoas físicas ou jurídicas que o iniciem como titu-
nistrativo é decorrência direta do principio do informalis- lares de direitos ou interesses individuais ou no exercício do
mo. Contudo, pode a lei expressamente exigir a presença do direito de representação;
advogado no procedimento, nesse caso, a inobservância acarre- II. Aqueles que, sem terem iniciado o processo, têm direitos
taria nulidade do processo. ou interesses que possam ser afetados pela decisão a ser adotada;
É de suma importância notar o teor da Súmula Vinculante III. As organizações e associações representativas, no
5, em que sua redação determina o seguinte: tocante a direitos e interesses coletivos;
5 - A falta de defesa técnica por advogado no processo administra- IV. As pessoas ou as associações legalmente constituídas
tivo disciplinar não ofende a constituição. quanto a direitos ou interesses difusos.
O artigo 4º determina alguns deveres que devem ser obser- Art. 10º - São capazes, para fins de processo administrativo,
vados no âmbito do processo administrativo. os maiores de dezoito anos, ressalvada previsão especial em ato
Art. 4º - São deveres do administrado perante a Administração, normativo próprio.
sem prejuízo de outros previstos em ato normativo: O artigo 11 trata da irrenunciabilidade da competência,
I. Expor os fatos conforme a verdade; ou seja, os órgãos da administração através de seus agentes não
II. Proceder com lealdade, urbanidade e boa-fé; podem renunciar as competências determinadas por lei. Aqui

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou 5
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

merece especial atenção, por ser matéria certa em provas de Do Recurso Administrativo E Da Revisão
concursos o artigo 13 em que trata da impossibilidade legal de
delegação, sendo um rol taxativo descrito na lei, que passamos Um dos temas mais cobrados nas provas de concursos é o
a transcrever abaixo: que tange ao recurso administrativo e a revisão do processo.
Art. 13º - Não podem ser objeto de delegação:
O artigo 56 estabelece direito do administrado ao recurso das
decisões administrativas, isso em razões de legalidade e mérito
I. A edição de atos de caráter normativo; administrativo.
II. A decisão de recursos administrativos; O § 3º prevê que o administrado se entender que houve
III. As matérias de competência exclusiva do órgão ou violação a enunciado de súmula vinculante, poderá ajuizar
autoridade. reclamação perante o Supremo Tribunal Federal, desde que,
Impedimento E Suspeição antes, tenha esgotado as vias administrativas.
Os artigos 18 e 20 cuidam do impedimento e suspeição O § 2º estabelece, como regra geral, a inexigibilidade de
no processo administrativo. Aqui a lei visa preservar a atuação garantia de instancia (caução) para a interposição de recurso
imparcial do agente público, com vistas a moralidade adminis- administrativo. Nesse sentido passamos a transcrever a Súmula
trativa. vinculante 21 que proíbea exigência de deposito para admissi-
bilidade de recurso.
Dessa forma, o artigo 18 prevê que é impedido de atuar no
processo administrativo o servidor ou autoridade que: 21 – É inconstitucional a exigência de depósito ou arrolamento
prévios de dinheiro ou bens para admissibilidade de recurso ad-
I. Tenha interesse direto ou indireto na matéria; ministrativo.
II. Tenha participado ou venha a participar como perito, Art. 56º - Das decisões administrativas cabe recurso, em face de
testemunha ou representante, ou se tais situações ocorrem razões de legalidade e de
quanto ao cônjuge, companheiro ou parente e afins até o
terceiro grau; mérito.
III. Esteja litigando judicial ou administrativamente com o §1º - O recurso será dirigido à autoridade que proferiu a decisão,
interessado ou respectivo cônjuge ou companheiro. a qual, se não a reconsiderar no prazo de cinco dias, o encami-
nhará à autoridade superior.
O artigo 20 determina que pode ser arguida suspeição
§2º - Salvo exigência legal, a interposição de recurso administra-
de autoridade ou servidor que tenha amizade ou inimizade
tivo independe de caução.
notória com algum interessado ou com os respectivos cônjuges,
companheiros, parentes e afins até o terceiro grau. §3º - Se o recorrente alegar que a decisão administrativa contra-
ria enunciado da súmula vinculante, caberá à autoridade pro-
Da Forma, Tempo E Lugar Dos Atos Do latora da decisão impugnada, se não a reconsiderar, explicitar,
Processo antes de encaminhar o recurso à autoridade superior, as razões da
aplicabilidade ou inaplicabilidade da súmula, conforme o caso
O artigo 22 tem como fundamento o princípio do informalis-
mo e prevê o seguinte: LEGITIMIDADE PARA INTERPOR RECURSO
Art. 22º - Os atos do processo administrativo não dependem de Art. 58 - Têm legitimidade para interpor recurso administra-
forma determinada senão quando a lei expressamente a exigir. tivo:
§1º - Os atos do processo devem ser produzidos por escrito, em I. Os titulares de direitos e interesses que forem parte no
vernáculo, com a data e o local processo;
de sua realização e a assinatura da autoridade responsável. II. Aqueles cujos direitos ou interesses forem indiretamente
afetados pela decisão recorrida;
§2º - Salvo imposição legal, o reconhecimento de firma somente
será exigido quando houver dúvida de autenticidade. III. As organizações e associações representativas, no tocante
a direitos e interesses coletivos;
§3º - A autenticação de documentos exigidos em cópia poderá ser
feita pelo órgão administrativo. IV. Os cidadãos ou associações, quanto a direitos ou inte-
resses difusos.
§4º - O processo deverá ter suas páginas numeradas sequencial-
mente e rubricadas. O recurso não será conhecido quando interposto:
O artigo 23 estabelece como regra geral a realização dos Art. 63 - O recurso não será conhecido quando interposto:
atos do processo em dias úteis, no horário normal de funciona- I. Fora do prazo;
mento da repartição na qual tramitar o processo. No entanto, II. Perante órgão incompetente;
poderão ser concluídos depois do horário normal os atos já ini- III. Por quem não seja legitimado;
ciados, cujo adiamento prejudique o curso regular do procedi- IV. Após exaurida a esfera administrativa.
mento ou cause dano ao interessado ou à administração (artigo
23 § único). O artigo 64 confere amplos poderes aos órgãos incum-
bidos da decisão administrativa, em que o órgão competen-
Estabelece o artigo 25 que os atos do processo devem te para decidir o recurso poderá confirmar, modificar, anular
realizar-se preferencialmente na sede do órgão, cientifican- ou revogar, total ou parcialmente, a decisão recorrida, se a
do-se o interessado se outro for o local de realização, ou seja, matéria for de sua competência. Aqui é possível inclusive
devem ser realizados preferencialmente na sede do órgão, mas a reforma em prejuízo do recorrente, chamada reformatio in
poderão ser realizados em outro local, após regular cientifica- pejus.
ção.
O Art. 65. Os processos administrativos de que resultem
sanções poderão ser revistos, a qualquer tempo, a pedido ou
de ofício, quando surgirem fatos novos ou circunstâncias

6 Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

relevantes suscetíveis de justificar a inadequação da sanção Prazo de decidir:


aplicada. Aqui devemos nos atentar, pois o Parágrafo único → Quantidade de dias: 30 dias.
prevê que da revisão do processo não poderá resultar agrava-
Observações:
mento da sanção.
1) Pode ser prorrogado por igual período se expressamente
Assim, é fácil notar que o legislador determinou regra
motivada.
distinta para o recurso administrativo e a revisão do processo.
No recurso administrativo é possível o agravamento da penali- 2) O prazo total pode ser até de 60 dias.
dade pela autoridade julgadora ( chamada reformatio in pejus → Artigo na lei que consta o prazo:
), contudo isso não é possível na revisão do processo. Art. 49 - Concluída a instrução de processo administrativo, a
PRAZOS DA LEI 9.784/99 Administração tem o prazo de até trinta dias para decidir, salvo
prorrogação por igual período expressamente motivada.
A lei possui muitos prazos, dessa forma sintetizaremos
em um único tópico todos os prazos para melhor entendi- PRAZO PARA RECONSIDERAR:
mento e consequentemente acertar as questões nas provas de → Quantidade de dias: 5 dias.
concursos públicos: Artigo na lei que consta o prazo:
Prática dos Atos: Art. 56. § 1º - O recurso será dirigido à autoridade que proferiu
→ Quantidade de dias: 5 dias. a decisão, a qual, se não a reconsiderar no prazo de cinco dias, o
Observações: encaminhará à autoridade superior.
1) Se não existir uma disposição específica, então o prazo será Recurso Administrativo:
de 5 dias. → Quantidade de dias: 10 dias.
2) O prazo total pode ser até de 10 dias (dilatado até o dobro). Observações:
Artigo na lei que consta o prazo: 1) Se não existir disposição legal específica, então o prazo será
Art. 24 - Inexistindo disposição específica, os atos do órgão ou de 10 dias. Artigo na lei que consta o prazo:
autoridade responsável pelo processo e dos administrados que dele Art. 59 - Salvo disposição legal específica, é de dez dias o prazo
participem devem ser praticados no prazo de cinco dias, salvo para interposição de recurso administrativo, contado a partir da
motivo de força maior. ciência ou divulgação oficial da decisão recorrida.
Parágrafo único - O prazo previsto neste artigo pode ser Prazo de Decidir Recurso Administrativo:
dilatado até o dobro, mediante comprovada justificação. → Quantidade de dias: 30 dias.
Intimação - Da Comunicação dos Atos: Observações:
→ Quantidade de dias: 3 dias úteis 1) Se a lei não fixar prazo diferente, então o prazo será de 30
→ Artigo na lei que consta o prazo: dias.
Art. 26. §2º - A intimação observará a antecedência 2) O prazo total pode ser até de 60 dias, ante justificativa ex-
mínima de três dias úteis quanto à data de comparecimento. plícita. Artigo na lei que consta o prazo:
Intimação – Da instrução: Art. 59. § 1º - Quando a lei não fixar prazo diferente, o recurso
→ Quantidade de dias: 3 dias úteis. administrativo deverá ser decidido no prazo máximo de trinta
dias, a partir do recebimento dos autos pelo órgão competente.
→ Artigo na lei que consta o prazo:
§2º - O prazo mencionado no parágrafo anterior poderá ser
Art. 41 - Os interessados serão intimados de prova ou diligência prorrogado por igual período, ante justificativa explícita.
ordenada, com antecedência mínima de três dias úteis, mencio-
nando-se data, hora e local de realização. Alegações Finais:
Parecer: → Quantidade de dias: 5 dias úteis.
→ Quantidade de dias: 15 dias. Artigo na lei que consta o prazo:
Observações: Art. 62 - Interposto o recurso, o órgão competente para dele
conhecer deverá intimar os demais interessados para que, no
1) Salvo norma especial ou comprovada necessidade de maior prazo de cinco dias úteis, apresentem alegações.
prazo.
˃ Artigo na lei que consta o prazo:
Art. 42 - Quando deva ser obrigatoriamente ouvido um órgão
consultivo, o parecer deverá ser emitido no prazo máximo de
quinze dias, salvo norma especial ou comprovada necessidade de
maior prazo.
Direito de manifestação – Da instrução:
→ Quantidade de dias: 10 dias.
Observações:
1) Salvo se outro prazo for legalmente fixado.
˃ Artigo na lei que consta o prazo:
Art. 44 - Encerrada a instrução, o interessado terá o direito de
manifestar-se no prazo máximo de dez dias, salvo se outro prazo
for legalmente fixado.

Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou 7
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.
AlfaCon Concursos Públicos

QUADRO ESQUEMATIZADO DOS PRAZOS DA LEI 03. O administrado tem os seguintes direitos perante a Ad-
9.784/99 ministração, sem prejuízo de outros que lhe sejam asse-
gurados:
I. Ser tratado com respeito pelas autoridades e servidores,
que deverão facilitar o exercício de seus direitos e o cum-
primento de suas obrigações;
II. Ter ciência da tramitação dos processos administra-
tivos em que tenha a condição de interessado, ter vista
dos autos, obter cópias de documentos neles contidos e
conhecer as decisões proferidas;
III. Fazer-se assistir, por advogado sempre, uma vez que
obrigatória a representação;
v IV. Formular alegações e apresentar documentos antes da
EXERCÍCIOS decisão, os quais serão objeto de consideração pelo órgão
01. Quanto ao processo administrativo, assinale a opção in- competente.
correta. Conforme a Lei, é INCORRETO o que consta em:
a) No processo administrativo disciplinar, apresentado a) I, II e IV;
o relatório final e conclusivo indicando a demissão b) III;
do servidor, a autoridade julgadora, quando menciona-
do relatório contrariar às provas dos autos, poderá, mo- c) II e III;
tivadamente, agravar a penalidade proposta. Nesse d) I e IV;
caso, então, não se aplica a teoria da vedação à e) III e IV.
reformatio in pejus. GABARITO
b) A falta de defesa técnica por advogado no processo ad- 01 - C
ministrativo disciplinar não ofende à Constituição.
02 - E
c) Terão prioridade na tramitação, em qualquer órgão ou
instância, os procedimentos administrativos em que 03 - B
figure como parte ou interessado pessoa com idade Anotações:
igual ou superior a 65 (sessenta e cinco) anos. __________________________________________
d) É inconstitucional a exigência de depósito ou arrola- _________________________________________
mento prévios de dinheiro ou bens para admissibilida- _________________________________________
de de recurso administrativo. __________________________________________
e) Não podem ser objeto de delegação a edição de atos de __________________________________________
caráter normativo. __________________________________________
_________________________________________
02. A Administração Pública obedecerá, dentre outros, __________________________________________
aos princípios da legalidade, finalidade, motivação, _________________________________________
razoabilidade, proporcionalidade, moralidade, ampla _________________________________________
defesa, contraditório, segurança jurídica, interesse __________________________________________
público e eficiência. Nos processos administrativos serão __________________________________________
observados, entre outros, os critérios de: __________________________________________
I. Atuação conforme a lei e o Direito. __________________________________________
II. Objetividade no atendimento do interesse público, __________________________________________
vedada a promoção pessoal de agentes ou autoridades. _________________________________________
III. Atuação segundo padrões éticos de probidade, decoro e _________________________________________
boa-fé. _________________________________________
IV. Divulgação oficial dos atos administrativos, ressalvadas __________________________________________
as hipóteses de sigilo previstas na Constituição. __________________________________________
V. Indicação dos pressupostos de fato e de direito que deter- __________________________________________
minarem a decisão. __________________________________________
VI. Adequação entre meios e fins, vedada a imposição de __________________________________________
obrigações, restrições e sanções em medida superior _________________________________________
àquelas estritamente necessárias ao atendimento do in- __________________________________________
teresse público. __________________________________________
Nesses casos, está correto o que se contém: __________________________________________
a) I, II, III, V e VI; __________________________________________
__________________________________________
b) I, III, IV e V;
__________________________________________
c) II, IV, V e VI; __________________________________________
d) II, III, IV, V e VI; _________________________________________
e) Todas as alternativas. __________________________________________
8 Lei do Direito Autoral nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998: Proíbe a reprodução total ou parcial desse material ou divulgação com fins comerciais ou
não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na Internet, sem autorização do AlfaCon Concursos Públicos.