Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

SETOR DE TECNOLOGIA
DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA
TM053-FUNDAMENTOS DE DINÂMICA VEICULAR

Chassis Tubulares para projetos Baja e Fórmula


Gabriel José Dotto
Victória Yumi Tanaka Novaes

RESUMO
A construção de chassi spaceframe andou desde quase
Este trabalho apresenta características de chassis
sempre associada ao desporto motorizado. A sua simplicidade e
tubulares utilizados em projetos Baja e Fórmula. São
o baixo custo de construção foram fatores determinantes para a
apresentadas as vantagens que levam à ampla utilização
sua aplicabilidade, bem como os materiais utilizados na sua
desse formato nas competições, além de problemas e
construção - tubos de aço ou de alumínio - colocados em formato
desvantagens enfrentados pelas equipes.
triangular, para suportar as cargas de suspensão, do motor, do
São apresentados modelos de chassis Spaceframes
piloto e de aerodinâmica. O chassi spaceframe revelou-se o mais
eficiente dos chassis em termos de construção, pois permite
1-CHASSIS TUBULARES manter os tubos soldados sobre tração e compressão, usando
estruturas 3D em forma de pirâmide, o que tem implicações
Segundo Oliveira (2007) o primeiro projeto de um diretas a nível do desempenho e da rigidez à torção.
chassi spaceframe foi desenvolvido por um aviador inglês Consequentemente a resistência ao impacto, revela-se muito boa
durante a Segunda Guerra Mundial, proporcionando aos no caso de colisões pequenas e os danos restringem-se ao
aviões uma capacidade de suportar grandes quantidades de compartimento que recebe o impacto. Deste modo cada
danos, em relação aos aviões da época, sempre mantendo a compartimento do chassi absorve o impacto até este entrar no
resistência. Sua configuração é a de uma estrutura campo plástico da deformação do aço utilizado na sua
tridimensional, composta por membros tubulares circulares construção. Mas a resistência ao impacto não se revela apenas
com diâmetros pequenos, posicionados em diferentes eficaz nas pequenas colisões. No caso de uma colisão a alta
posições em que cada ponto deve ser composto por três velocidade, este tipo de construção absorve progressivamente o
tubos. Assim, os tubos são apenas submetidos à tração e impacto, minimizando as lesões do condutor. A concepção e
compressão evitando as cargas de torção e flexão na construção de um chassi é um elemento determinante para o
estrutura. (Oliveira, 2007) desempenho e conforto do carro de competição. A nível do
desempenho, este deve responder de modo eficaz às condições
previsíveis da corrida, bem como estar adequado a hipotéticas
situações que de modo inesperado possam surgir. No entanto, é
de realçar que todas as alterações a implementar que visem
alcançar o objetivo anterior, devem respeitar os critérios mínimos
de segurança e as normas de construção em vigor, tendo por
exemplo, o peso mínimo. Muitas poderão ser as alterações a
efetuar, mas estas devem ser sempre analisadas numa dupla
dicotomia a nível das vantagens e desvantagens.
A colocação de barras estabilizadoras (também conhecidas
como anti-roll bars), pode ter um papel importante no
desempenho do carro a nível de aderência e da capacidade deste
em curvar, devido ao incremento de rigidez do chassi. No
entanto, a finalidade das mesmas está diretamente relacionada
com o posicionamento destas na parte dianteira ou traseira do
carro.
Qualquer projeto de chassis, para ser considerado aceitável,
deve obedecer aos seguintes critérios:

1. Ser estruturalmente resistente durante toda a vida útil do


veículo. Isto significa dizer que nenhuma peça deva falhar sob
condições normais de utilização;

1
2. Manter as localizações de montagem da Do ponto de vista da produção, o spaceframe é
suspensão tal que a dirigibilidade seja segura e precisa provavelmente o chassi tubular mais caro a ser
sob altas cargas devido a mudanças de direção ou do fabricado, devido ao número de tubos utilizados e à
tipo do piso; quantidade de soldagem envolvida, mas é sem dúvida o
mais eficiente.
3. Suportar os painéis da carroçaria e outros
componentes do compartimento de passageiros tal que
tudo se apresente de uma maneira “sólida” e tenha uma
longa duração confiável.

No mundo real, são poucos os projetos de chassis


que atingem o critério nº 1. Grandes falhas estruturais,
mesmo nos carros que são vendidos sob a forma de kit, 3-RESULTADOS
são raras. Muitos engenheiros que projetam estes tipos
de chassis, os oferecem sobre-dimensionados. As Insira aqui os cálculos, gráficos e tabelas
penalidades para os erros de projeto neste setor são
pesadíssimas. O problema é que alguns pensam que ter
um chassi “forte” sem falhas estruturais, é o bastante. A CONCLUSÕES
rigidez estrutural é a base do que você sente ao sentar
num assento de um automóvel. Ela define a Comentários sobre o desempenho do veículo, pontos
dirigibilidade do carro, a integridade da carroçaria e o relevantes da análise.
sentimento geral do carro. A rigidez do chassi separa
um grande carro de um que esteja meramente aceitável.
Diferentes projetos de chassis possuem as suas próprias
resistências e fraquezas. Cada chassi é um
compromisso entre peso, tamanho dos componentes,
uso do veículo e custo final. E mesmo com um método
básico de projeto, a resistência e rigidez podem variar
significativamente, dependendo dos detalhes de
projeto. Não existe um método de projeto definitivo
para todos os carros, porque cada carro apresenta um
diferente conjunto de soluções. E, devemos ter sempre
em mente, que a execução dos detalhes é tão
importante quanto o projeto básico, se não for mais
importante. Alguns consideram o chassi de alumínio
como um caminho natural para um projeto mais leve,
mas isto não é necessariamente verdadeiro. O alumínio
é mais flexível que o aço. A relação de rigidez com o
peso é quase idêntica tanto para o aço como para o
alumínio, desta maneira um chassi de alumínio dever
ter o mesmo peso de um de aço para atingir a mesma
rigidez. O alumínio possui vantagem apenas quando
pode haver seções muito finas aonde a flambagem seja
possível, mas em geral não é o caso com tubulações de
pequenas espessuras.
Um chassi de spaceframe bem feito tende a ser
muito durável. O único perigo de falha devido ao longo
serviço é provável que venha de dentro dos tubos
devido à ferrugem interna e à corrosão. Isso pode ser
evitado tratando e vedando adequadamente o interior
dos tubos, embora os furos de rebites por vezes
confundam o problema neste caso. A resistência ao
impacto deve ser boa no caso de solavancos menores,
pois os danos devem ser limitados à baia que recebe o
impacto. Os principais impactos são absorvidos
progressivamente, cada compartimento tomando parte
da tensão até que não possa mais acomodar a carga em
rápido crescimento. Assim, no caso de uma colisão de
alta velocidade, embora o carro possa ser
extensivamente danificado, o fato de que ele diminui
progressivamente, muitas vezes minimiza lesões ao
motorista.
2